Publicidade

Posts com a Tag Weah

segunda-feira, 30 de março de 2015 Brasileiros na França, Ex-jogadores, Torneios europeus | 14:55

Nos 90′, PSG eliminou Barça e Juve o Monaco pela Champions

Compartilhe: Twitter
Valdo com a bola contra o Barça em 1995: o meia brasileiro era outro destaque aquele PSG

Valdo com a bola contra o Barça em 1995: o meia brasileiro era outro destaque aquele PSG

Após sorteio no último dia 20, ficou decidido que PSG e Barcelona vão se enfrentar nas quartas de final da Champions League 2014/2015. Em 1995, as equipes duelaram por uma vaga nas semifinais do torneio europeu. Relembre, conforme relato do site da ESPN:

O jogo de ida das quartas de final do duelo foi no Camp Nou, na Espanha. O Barcelona abriu o placar com Igor Korneev, aos 47min, após frango de Bernard Lama. O empate veio com George Weah, aos 54min. O 1 a 1 foi ótimo para os franceses.

No Parc des Princes, na França, o PSG martelou, martelou e martelou… mas só acertava a trave. Até que José Mari Bakero, no início do segundo tempo, abriu o placar para o Barcelona, que, com o 1 a 0, iria à semi. No entanto, o time francês reagiu e, com gols de Raí e Vincent Guérin, virou o jogo e garantiu a vaga na próxima fase da Champions.

*O PSG enfrentou o Milan na semifinal daquela temporada e acabou eliminado ao perder na ida e na volta: 3 a 0 no agregado.

-> Assista aos gols do duelo de 1995 no vídeo deste link

Juventus x Monaco, outro duelo das quartas da atual Liga dos Campeões, também aconteceu nos anos 1990. Em 1998, as equipes duelaram nas semifinais do torneio europeu e o site da ESPN novamente relembra:

O moleque Henry tenta superar marcação da Juve em 1998: prevaleceu o time italiano, que tinha Zidane e Del Piero em ótimas fases

O moleque Henry tenta superar marcação da Juve em 1998: prevaleceu o time italiano, que tinha Zidane e Del Piero em ótimas fases

Alessandro Del Piero infernizou a vida do Monaco na temporada 1997/1998 da Champions League. Isso porque foi o italiano que decidiu a classificação da Juventus para a final da competição daquele ano.

Na vitória da por 4 a 1 da Vecchia Signora no jogo de ida, no Delle Alpi, foram três gols de Del Piero e um de Zidane. Costinha descontou para o Rouge et Blanc.

Com um pé na final, a Juve foi tranquila para o joga da volta e relaxou: derrota por 3 a 2 para os franceses, no Stade Louis II, mas classificação assegurada para a decisão. Philippe Léonard, Thierry Henry e Robert Spehar marcaram os gols do triunfo do Monaco. Nicola Amoruso e Del Piero fizeram para os italianos. Relembre os confrontos!

*Na grande decisão em Amsterdam, na Holanda, a Juventus acabou derrotada pelo Real Madrid por 1 a 0 – Mijatovic marcou o gol dos Merengues.

-> Assista aos gols do duelo de 1995 no vídeo deste link

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 10 de abril de 2013 Torneios europeus | 17:41

PSG falha no projeto de grandeza europeia contra o Barcelona

Compartilhe: Twitter

Era a decisão para confirmar uma ascensão projetada nos últimos anos com muito investimento, marketing e pompa, e que até agora não resultou em títulos. OK que o Paris Saint-Germain está muito perto de faturar a Ligue 1, mas a Liga dos Campeões era a principal meta da temporada. Porém, havia um Barça no meio do caminho, logo nas quartas, e não houve surpresa no estádio Camp Nou.

Ancelotti promoveu o retorno de Thiago Motta (outro parisiense ex-Barça), após um mês parado, para o lugar do suspenso Matuidi. Beckham foi para o banco, e Menez nem nele ficou, contundido. Sem estar 100% depois de sair machucado em paris, Messi começou no banco, com Fábregas titular.

Os visitantes começaram melhor, obrigando o goleiro Valdés a mostrar serviço, e assim prosseguiram no restante da primeira etapa, com boa marcação e saída para o contra-ataque, embora não tenham achado o gol necessário.

Lionel estava tenso no banco, e ficou ainda mais quando, aos 4 minutos do segundo tempo, Pastore tabelou com Ibrahimovic, avançou até a área e chutou na saída do arqueiro barcelonista, 1 a 0!

Então Messi veio pro jogo, e pra variar fez a diferença, participando do lance do gol de empate, aos 25 minutos, costurando a defesa e passando para Villa, que deixou Pedro em condições para a finalização frontal, 1 a 1.

O técnico italiano colocou Beckham e Gameiro nos lugares de Verratti e Lavezzi, mas a equipe francesa não conseguiu mais transpor a catalã (ao contrário da saudosa temporada 1994/95, com Raí e o futuro melhor do mundo Weah).

Sai de cabeça erguida, poderá argumentar que contra o Barcelona é muuuuito complicado e mesmo assim não foi derrotado pelo baita adversário, pois foram dois empates. Só que teve chance de sair vencedor e não aproveitou, então precisa trabalhar e evoluir mais, simples assim.

A última e única vez em que um clube francês papou a Champions: Didier Deschamps, hoje treinador bleu, levanta a taça em 1993

– Quer receber notícias e opiniões sobre futebol francês no seu Twitter, interagindo comigo? Me segue lá!
– Quer ficar por dentro do futebol francês e debater com outros antenados e interessados no Facebook? Peça para entrar na comunidade Ligue 1 Brasil (São mais de 100 membros!)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 14 de junho de 2011 Francês da 1ª divisão | 00:27

Mercado: Quem sai, quem fica, quem para (I)

Compartilhe: Twitter
gameiro-psg

Gameiro mostra onde está a partir de agora. Tem tudo para vingar (PSG.fr)

Um post só não vai dar conta das movimentações (e também das permanências) de jogadores nessa fase de transferências e renovações, então vamos pouco a pouco. Este é só um começo, un début. Conto com vossa ajuda no que eu esquecer ou não conseguir informar aqui!

– Primeiro, lembrança aos que pararam. O PSG foi o último time do goleiro Grégory Coupet e do volante Claude Makelele (ambos com 38 anos), que receberam bonitas homenagens no último jogo de ambos no Parc des Princes, quadros e flores entregues pelos filhos (falando no assunto, quem ganhou uma homenagem tardia foi o ex-goleiro Bernard Lama, que marcou época com a camisa tricolor nos anos 1990. Um amistoso reuniu nomes como Zidane, Djorkaeff, Weah, Raí e Pauleta no último sábado).

Makelele ganhou a Liga dos Campeões da Europa pelo Real Madrid galáctico em 2002 e Coupet participou de todas as sete conquistas consecutivas nacionais do Lyon, entre 2002 e 2008. Ambos estiveram entre os Bleus na campanha do vice-campeonato na Copa 2006.

– Para o lugar de Coupet, uma reposição à altura: Nicolas Douchez, que pelo Rennes foi o goleiro menos vazado da última Ligue 1. Com 31 anos, ele chega com um contrato de três anos.

– O Paris Saint-Germain, aliás, trouxe um baita dum reforço pro setor ofensivo: o atacante Kevin Gameiro, vice-artilheiro da Ligue 1 2010/2011 pelo Lorient e presente nas recentes convocações da seleção francesa principal de Laurent Blanc.

– O campeão Lille tratou de não sentir o desfalque do meia Yoan Cabaye, vendido para o Newcastle United, da Inglaterra, e trouxe o rodado Benoît Pedretti, de 30 anos, que já passou por Sochaux, Olympique de Marselha, Lyon e Auxerre, que defendeu nos últimos cinco anos.

– Como Eden Hazard e Gervinho podem deixar o LOSC (o marfinense já manifestou sua vontade de sair do clube neste verão europeu, mas uma proposta do Tottenham já foi recusada), o ataque precisa ser reforçado pelos lados dos Dogues. Quem já chegou foi a revelação Ronny Rodelin, de 21 anos, que vem do Nantes, por onde atuou na última Ligue 2. Mas é pouco para uma Champions League, heim…

– E como Adil Rami já estava de malas prontas para o Valencia desde o início do ano, o reforço de peso do Lille para a zaga pode ser o montenegrino Marko Basa, de 28 anos, do Lokomotiv Moscou. Ele já passou pelo futebol francês entre 2005 e 2008, no Le Mans, e segundo alguns veículos franceses já fechou acordo com o LOSC. 

– Bem valorizados depois da boa temporada do Sochaux, os meias Marvin Martin (que já chegou mostrando serviço no primeiro chamado para a seleção) e Ryad Boudebouz seguem no clube, segundo o presidente Alexandre Lacombe, que assim o disse na apresentação do novo treinador Mécha Bazdarevic. O assédio deve estar sendo grande…

makelele-coupet-quadros

Quadros e flores para Makelele e Coupet (PSG.fr)

Leia também:

> PSG contrata vice-artilheiro do último Campeonato Francês

> Craques do passado marcam presença no adeus de Bernard Lama

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010 Extracampo | 08:03

OL + PSG = 100 anos

Compartilhe: Twitter

Este 2010 que se finda teve dois aniversários redondos de grandes do futebol francês: o Lyon fez 60 anos e o Paris Saint-Germain atingiu os 40. Vamos a uma breve historinha de cada um e, em seguida, um vídeo com belos momentos de ambos, a fim de prestar uma singela homenagem.

Fundado como “Lyon Olympique” em 1899, o Lyon foi “Lyon Olympique Universitaire” até 1910 e ganhou seu nome definitivo, Olympique Lyonnais, em 1950. O primeiro título foi a Copa da França de 1964. De 1989 para cá, se estabilizou na primeira divisão nacional. Mas foi no início dos anos 2000 que deu início a sete gloriosos anos, com o heptacampeonato francês (2002 a 2008). Soma também quatro Copas da França e três Copas da Liga Francesa. Em âmbito continental, a semifinal da última Liga dos Campeões da Europa foi o maior feito.

Para os torcedores e admiradores do clube, um vídeo do YouTube com um pouco da história do OL e gols recentes, em que aparecem brasileiros como Fred e Juninho Pernambucano.

Antes de virar PSG, o “Stade Saint-Germain” foi fundado em 1904. Em 1970, se fundiu com o “Paris Football Club”, para dar origem ao atual Paris Saint-Germain, em protocolo assinado no dia 10 de junho daquele ano. Para efeito geográfico, Saint-Germain é o nome de uma região da grande Paris; o nome é muito comum na França, batizando vários bairros de cidades do país.

Uma dica bacana, e não só para quem gosta do Paris, é o documentário “PSG 40 ans de fièvre” (40 anos de febre), que foi ao ar em agosto, na TV francesa. Pelo que entendi, ele conta a história do clube em 90 minutos (1h30). No Youtube, é possível ver trechos de 9 a 10 minutos das partes do documentário – fuçando bem, ele deve estar inteiro lá -, que destaca ídolos recentes como Ronaldinho Gaúcho, Raí, Pauleta e George Weah. Abaixo, a chamada para a versão inteira que foi para a televisão:

Feliz 2011 a todos! Au revoir!!

Autor: Tags: , , , , , , , , ,