Publicidade

Posts com a Tag Tigana

quinta-feira, 7 de junho de 2012 Seleção francesa | 21:08

Momento retrô: Inspirações francesas para a Eurocopa

Compartilhe: Twitter

Daqui a quatro dias, os Bleus começam a busca pelo tricampeonato europeu. Sabem como foram as conquistas em 1984 e 2000? Eu pouco sabia, até assistir aos filmes oficiais da Uefa dos respectivos torneios, que a SporTV transmitiu e felizmente arquivou em seu site. Ambos têm pouco mais de 50 minutos, em forma de documentários, e é claro que recomendo ao fã do foot!

*1984 – Assista ao filme aqui
Depois de 24 anos, a Euro voltava ao país de seu criador, Henry Delaunay. E aquela edição representaria o momento de glória de uma geração habilidosa, que também foi a duas semifinais de Copas do Mundo, em 1982 e 86. Uma equipe que plantou as sementes (conforme análise do Trivela) de uma nova geração vitoriosa, marcada na história do futebol mundial em 1998 e 2000.

Como seria Zidane anos depois, Michel Platini foi o craque de 1984, ostentando até hoje o recorde de gols em uma única Euro: 9 (o ataque do time fez 14, feito também imbatível até aqui!). Excelente, e se considerarmos que foram só 5 jogos na campanha (eram apenas 8 seleções no campeonato), impressionante! Curiosamente, a artilharia-mor de uma única Copa também cabe a um francês, Just Fontaine, 13 em 1958. Mas não podemos olvidar que Platini compunha um meio-campo memorável, chamado até de mágico na época, ao lado de Jean Tigana, Alain Giresse e Luis Fernandez, espanhol naturalizado francês. Sob o comando de Michel Hidalgo, o time confirmou a expectativa da torcida, atuando em casa (em 2016 o filme se repetirá?), e garantiu o primeiro título de expressão para a França.

Campanha: França 1 x 0 Dinamarca – Paris, Parque dos Príncipes (a casa gaulesa pré-Stade de France)
França 5 x 0 Bélgica – Nantes
França 3 x 2 Iugoslávia – Saint-Etienne
Semifinal – França 3 x 2 Portugal – Marselha
Final – França 2 x 0 Espanha – Paris

**2000 – Assista ao filme aqui
Outra marca histórica da França foi conquistada quando a Euro teve sua primeira sede compartilhada, entre Bélgica e Holanda: nunca uma seleção fora campeã europeia logo após ter sido campeã mundial. Com Zizou em plena forma e a base de 1998, Roger Lemerre liderou um elenco que soube confirmar o favoritismo, embora tenha passado por dificuldades, como uma final “sufocante” contra os italianos. Deschamps se despediu da seleção levantando mais uma taça, o então zagueiro-líbero Blanc voltou a beijar a careca de Barthez após a decisão, e jovens como Henry e Trezeguet contribuíram decisivamente também, ao lado do mais velho Djorkaeff. No filme supracitado, Petit, Vieira e Pirés também depõem.

Campanha – França 3 x 0 Dinamarca
França 2 x 1 Rep. Tcheca
França 2 x 3 Holanda (Bleus com reservas, pois ambas já entraram classificadas)
Quartas – França 2 x 1 Espanha (Raúl desperdiçou pênalti idiotamente cometido por Barthez no final)
Semis – França 2 x 1 Portugal (repetindo 84. Zidane garantiu a vitória, de pênalti, com o gol de ouro na prorrogação)
Final – França 2 x 1 Itália (os italianos fizeram 1 a 0 em Roterdã, já no 2o tempo. Wiltord, Trezeguet e Pirès vieram do banco para suprir o cansaço bleu. O primeiro empatou pertinho do fim, quando a Azzurra preparava a festa, causando o tempo extra. Abalada, a Itália viu o segundo ir à linha de fundo e cruzar para um lindo meio-voleio do terceiro, gol de ouro e bicampeonato francês!)

Karim Benzema, Hatem Ben Arfa e Samir Nasri com o troféu da Eurocopa sub 17 de 2004, após a França ter batido a Espanha por 2 a 1, em 15 de maio daquele ano, em Châteauroux (Photo: Alain de Martignac)

Os títulos relatados acima não são os únicos links da França com um passado vitorioso no contexto europeu. Dentro do atual elenco do atual técnico Blanc, despontam talentos da chamada “Geração 87”, nascidos naquele ano e protagonistas do título expresso na fotografia acima. Além da tríade ilustrada, Menez e Matuidi também estavam lá e reaparecem aqui.

Essa geração está pronta para o renascimento na Polônia e na Ucrânia?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 9 de maio de 2011 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 22:00

Mal falei da 34ª e olha a 35ª aí, gente!

Compartilhe: Twitter

Pardon de nouveau, os fatos estão se sobrepondo e acumulando numa velocidade superior à minha disponibilidade de atualização do espaço…

***

Finda a 34ª journée no domingo, já nesta terça-feira teremos a abertura da rodada seguinte da reta final do Francesão. O fim de semana foi muito bom pro Lille, que fez sua parte e viu o Marselha não somar ponto algum contra o Lyon graças a um gol do xerifão Cris. Além de se aproximar do OM, o OL se descolou do PSG, que só acumulou um ponto em Mônaco. Destaque ainda para a chapuletada que o Bordeaux levou do Sochaux, novo sexto lugar, que credencia para a Liga Europa – depois do resultado, Jean Tigana perdeu o cargo de treinador girondino.

cris_afp

O nome do gol decisivo em Lyon foi dele, Cris, o becão-capitão dos Gones (AFP)

Veja os resultados do fim de semana e os jogos de terça e quarta-feira agora:

Nancy 0 x 1 Lille (Eden Hazard, aos 47 do 1º)
Lyon 3 x 2 O. Marseille (Lisandro López de pênalti, Delgado e Cris; Lucho González e Rémy) – Mais de 39 mil pessoas no Gerland
Monaco 1 x 1 Paris-SG (Adriano; Erding)
Valenciennes 2 x 0 Rennes (Kadir e Danic)
Bordeaux 0 x 4 Sochaux (Ideye 2, Perquis e Boudebouz)
Lorient 0 x 0 Toulouse
Arles-Avignon 0 x 1 Saint-Etienne (Alonso, de pênalti)
Auxerre 1 x 0 Montpellier (Contout)
Brest 0 x 0 Nice
Caen 1 x 1 Lens (M’Baye Niang; Varane) – Foi o 1º gol no 3º jogo do atacante do Caen de… 16 anos!

Terça, 10/5
16h – Saint-Etienne (8º) x Lille (1º)
16h – Paris-SG (4º) x Nancy (18)

Quarta, 11/5
14h – Auxerre (13º) x Lyon (3º)
14h – Rennes (5º) x Caen (16º)
14h – Sochaux (6º) x Monaco (15º)
14h – Montpellier (10º) x Lorient (7º)
14h – Lens (19º) x Bordeaux (9º)
14h – Toulouse (11º) x Valenciennes (12º)
14h – Nice (17º) x Arles-Avignon (20º)
16h – O. Marseille (2º) X Brest (14º) 

>> Classificação a 4 rodadas do finalLille lidera com 66 pontos, seguido por Olympique de Marselha, com 62, Lyon, com 59, PSG, com 57, Rennes, com 52, e Sochaux, com 49. Veja tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 3 de maio de 2011 Brasileiros na França | 18:21

André não deve seguir no Bordeaux: Corinthians na parada

Compartilhe: Twitter

Não ficou à vontade nem na foto pro site, que pena (Girondins.com)

Notícia fresca do iG Esporte: o Timão já acertou salário e tempo de contrato com o atacante ex-Santos. Se houver acordo com o Dínamo de Kiev, detentor do jogador, ele vem por empréstimo para São Paulo em agosto.

Deve terminar a temporada pelos Girondinos, mas como não deu certo no time de Jean Tigana, sendo pouco aproveitado (oito jogos, sete como reserva) e não tendo balançado as redes sequer uma vez (nem contra o Arles-Avignon!), é bem provável que queira muito deixar a França para não cair no esquecimento e voltar a ser chamado para a seleção brasileira, como Mano Menezes vinha fazendo até o compromisso brasuca no Stade de France.

Veja números de André nesta Ligue 1, do site dos Marine et Blanc. Porque será que o jovem de 20 anos deu errado por lá? Muito jovem pra jogar bem num grande francês em pouco tempo, sem poder fazer pré-temporada?

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 8 de abril de 2011 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 18:08

Ligue 1, 30ª rodada. André desencanta?

Compartilhe: Twitter

Líder Lille pega ameaçado Monaco no Principado, enquanto que o vice Olympique encara um despreocupado Toulouse no Vélodrome: a diferença de quatro pontos vai cair?

É a grande chance para André marcar seu primeiro gol pelo Bordeaux: o técnico Jean Tigana o confirmou como titular pela primeira vez, depois de sete entradas ao longo das partidas nas rodadas anteriores. E logo contra o fraquíssimo Arles, o pior dos piores (vide post anterior), no Chaban-Delmas. Agora vai?

Ainda falta para o atacante girondino, ex-Santos e Dínamo de Kiev, o principal para um camisa 9: gols (Girondins.com)

Sábado, 9/4
14h – Monaco (18º) x Lille (1º)
14h – Caen (14º) x Paris-SG (5º)
14h – Auxerre (17º) x Saint-Etienne (7º)
14h – Bordeaux (8º) x Arles-Avignon (20º)
14h – Lorient (9º) x Sochaux (10º)
14h – Valenciennes (16º) x Nancy (12º) 
16h – Brest (13º) x Rennes (3º) 

Domingo, 10/4
12h – O. Marseille (2º) x Toulouse (11º)
12h – Montpellier (6º) x Nice (15º) 
16h – Lyon (4º) x Lens (19º)

*Classificação: Lille lidera com 58 pontos, seguido por Olympique de Marselha, com 54, Rennes, com 51, Lyon, com 50, e PSG, com 46. Veja tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011 Brasileiros contra a França, Copa do Mundo, Ex-jogadores, Seleção francesa | 17:55

France vs Brésil: História é o que não falta

Compartilhe: Twitter

Quarta-feira agora, cotidianamente conhecida como amanhã, as seleções masculinas de futebol de França e Brasil farão o 14º confronto desde sempre. A vantagem é ligeiramente brasileira: cinco vitórias, contra quatro francesas (21 gols canarinhos, 18 bleus). Foram quatro empates também, o que permite enxergar bastante equilíbrio no retrospecto.

Se bem que, nos últimos cinco embates, nada de vitória brasuca – a última foi há quase 20 anos, em 1992. De todos os participantes do jogão que se aproxima, cinco são os personagens que já disputaram um França x Brasil: Laurent Blanc, Eric Abidal, Alou Diarra, Florent Malouda e Robinho. O único francês que perdeu foi o técnico, quando era jogador, ainda no século 20…

Eis os duelos:

lequipe_13_07_1998

"Para a eternidade", sobre 12/07/1998 (Zidane, Djorkaeff e Petit na foto)

01/07/2006França 1 x 0 BrasilCopa do Mundo (Alemanha)
Apesar da desvantagem histórica, a última lembrança, entretanto, é doce para os europeus e catastrófica para os sul-americanos. A maestria de Zinedine Zidane e o gol de Thierry Henry em Frankfurt classificaram a França para a semifinal, mandando o Brasil de Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Kaká para casa na Copa. Quer rever os melhores momentos? Vídeo no pé do post! (com Galvão Bueno é mais gostoso…)

20/05/2004 – França 0 x 0 BrasilAmistoso (Saint-Denis)
Comemoração do centenário da Fifa, com os então campeões do mundo e da Europa em campo. Uniformes à moda antiga, pompa e circunstância, mas nada de gols, até porque Grégory Coupet foi muito bem.

07/06/2001Brasil 1 x 2 FrançaCopa das Confederações (Suwon, Coreia do Sul)
Semifinal do torneio ocorrido um ano antes do Mundial asiático. Pirés abriu o placar, Ramon empatou para a seleção de Emerson Leão (que tinha Leomar, Carlos Miguel, Robert e outros craques) e Desailly deu a vitória aos franceses.

12/07/1998 – França 3 x 0 BrasilCopa do Mundo (Saint-Denis) 
Eis que o mundo da bola conhece e reverencia Zizou – premiado, dias atrás, com o Laureus por sua carreira no esporte – autor de dois gols e vencedor de um duelo que não houve com Ronaldo, na época ainda Ronaldinho. Petit fechou o caixão do time do mestre Zagallo (veja o que o ex-volante faz da vida hoje). No último domingo, a edição impresa do L’Équipe relembrou o fato. O vídeo está lá no pé (tem Galvão? mas é claro!)

03/06/1997 – França 1 x 1 BrasilTorneio da França (Lyon)
Partida inaugural do mini-campeonato, que reuniu ainda Inglaterra (a campeã) e Itália. Roberto Carlos abriu o placar com aquela célebre bomba que fez uma impressionante curva para vencer Barthez. No segundo tempo, o empate veio com o obscuro Marc Keller, atacante que passou por clubes medianos nos anos 1990 e atualmente é dirigente do Monaco. Em seis jogos pelos Bleus, seu único gol foi aquele propiciado pelo rebote de Taffarel.
 
26/08/1992 – França 0 x 2 Brasil Amistoso (Parc des Princes, Paris)
Não me lembro deste jogo (tinha 10 anos na época…), nem achei vídeo no YouTube. Os Bleus, que tinham demitido Michel Platini do comando da equipe quase dois meses antes, foram comandados por Gerard Houllier, com Aimé Jacquet como preparador físico. O time já tinha os futuros campeões mundiais Blanc, Deschamps e Petit, assim como Papin e Ginola lá na frente. 

 
 

platini_alemao_86

Platini precedeu Zidane no posto de "francês mais odiado pelos brasileiros no futebol"

21/06/1986 Brasil 1 (3) x 1 (4) França Copa do Mundo (México)
Embora o estádio Jalisco tenha sido o principal palco do tricampeonato mundial em 1970, a última aparição canarinho por lá em Copas teve sabor amargo para a torcida brasileira: no duelo dos craques de então, Michel Platini deixou Zico para trás nas quartas-de-finais em Guadalajara, quando o Galinho perdeu pênalti, defendido por Joel Bats, que alteraria o placar de 1 a 1 no tempo normal e poderia ter evitado a posterior disputa por penalidades. Platini marcou o único gol sofrido pelo Brasil na Copa nos 90 minutos regulamentares. 
 
15/05/1981 – França 1 x 3 Brasil – Amistoso (Parc des Princes)
Zico, Reinaldo e Sócrates decretaram a vitória brasileira, com Didier Six descontando perto do final para os Bleus, que tinham Jean Tigana, hoje técnico do Bordeaux, naquele grupo.

01/04/1978 – França 1 x 0 Brasil – Amistoso (Parc des Princes)
Michel Platini decidiu aos 41 minutos do 2º tempo.
 
30/06/1977
 – Brasil 2 x 2 FrançaAmistoso (Maracanã, Rio de Janeiro)
Edinho e Roberto Dinamite deixaram os brasileiros em vantagem, mas Didier Six e Marius Trésor igualaram o placar final. Platini jogou os 90 minutos, assim como Bernard Lacombe, então atacante e posteriormente treinador e dirigente do Lyon.

28/04/1963França 2 x 3 BrasilAmistoso (Olympique des Colombes, Paris)
Os três gols brasileiros constam no currículo de um tal de Edson Arantes do Nascimento…

24/06/1958 – Brasil 5 x 2 FrançaCopa do Mundo (Suécia)
Just Fontaine, artilheiro do Mundial com incríveis 13 gols em 6 jogos (recorde até hoje), fez um dos gols franceses em Estocolmo. Raymond Kopa deu passe para os dois tentos gauleses. Mas Pelé, três vezes, Vavá e Didi arruinaram o sonho europeu de chegar à final. No YouTube dá para assistir a essa relíquia histórica, dividida em várias partes (procure por “World Cup 1958 Full Game Semifinal Brazil vs France”).

01/08/1930 – Brasil 3 x 2 FrançaAmistoso (Laranjeiras, Rio de Janeiro)
Primeiro duelo da história, vitória dos anfitriões de virada.

*Mais curiosidades sobre Brasil x França, como as comparações dos valores de passe de todos os jogadores convocados pro jogo de amanhã, você acha no blog Futebol em Números, do iG.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 18:33

Ligue 1, 22ª rodada

Compartilhe: Twitter
michel_bastos_fernando_ff

Bastos x Fernando agitará o meio de campo no clássico (France Football)

No domingo, clássico reúne dois dos três últimos campeões nacionais. Lembrando que o Bordeaux reúne o maior número de brasucas do Francês, 5 (Henrique, Fernando, Wendel, Jussiê e agora André), à frente justamente do Lyon (Cris, Ederson e Michel Bastos) e do Marselha (Elinton, Hilton e Brandão), com 3.

O duelo Rennes x PSG também promete, devendo mexer na corrida pelo título e talvez fortalecer ainda mais o líder Lille.

 

Sábado, 5/02

16h – O. Marseille (5º) x Arles-Avignon (20º) – TV5 anuncia transmissão a partir das 16h45*. SporTV2 anuncia transmissão do VT às 22h
Brandão voltou a ser relacionado no OM após lesão, assim como André Ayew. Valbuena e Hilton seguem fora

16h – Montpellier (6º) x Saint-Etienne (7º)
16h – Nice (17º) x Sochaux (10º) 
16h – Brest (11º) x Nancy (14º)
16h – Caen (16º) x Lorient (12º)
16h – Lens (18º) x Valenciennes (13º) 
18h – Rennes (4º) x Paris Saint-Germain (2º) – SporTV2 anuncia transmissão ao vivo

Domingo, 6/02
14h – Auxerre (15º) x Lille (1º)
14h – Toulouse (9º) x Monaco (19º) 

18h – Lyon (3º) x Bordeaux (8º)
Nos Girondinos, André pode ser utilizado por alguns minutos, embora ainda não reúna condições de jogar 90 minutos, segundo o técnico Tigana. Planus e Henrique, por sua vez, seguem fora. Os lioneses terão Bastos e Delgado, que eram dúvida dias atrás, mas continuam sem Lovren (suspenso) e Ederson (cuja recuperação deve permitir que figure entre os reservas no próximo final de semana).

 
>> Classificação: Lille lidera com 41 pontos, seguido por PSG, com 37, Lyon e Rennes, com 34. Veja tabela completa


*A TV5 anuncia, antes de OM x ACA, a transmissão do torneio Six Nations de rúgbi, que os franceses também adoram…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 Brasileiros na França, Extracampo | 18:03

Resumo de mercado de inverno 2

Compartilhe: Twitter

A quem questionar o novo layout do blog, menos azul e vermelho e mais verde, digo que não foi vontade minha alterá-lo. Ele segue a padronização que atingiu outros blogs do iG Esporte. Como não somos autônomos, seguimos as regras…

Mais tarde, falo das oitavas de finais da Copa da França

Fechou-se a janela europeia de transferências ontem, segunda-feira. Então vamos só de negócios fechados recentemente:

– O mais estrondoso do fim da janela parece ter sido André no Bordeaux, não? Fiquei contente, é sempre bom ver brasileiros adentrando terras gaulesas. O atacante de 20 anos revelado pelo Santos não se deu bem no Dínamo de Kiev e a esperança é que a França seja mais calorosa do que a Ucrânia – e nesse sentido, ter compatriotas (Wendel, ex-Santos, Jussiê, Fernando e Henrique) como colegas é uma boa. Chega por empréstimo até o fim da temporada, com opção de compra. O curioso é que antes mesmo de estrear como girondino ele deverá estar no banco de reservas da seleção brasileira que enfrenta os Bleus no amistoso da semana que vem…

tigana_triaud_andre_afp

O técnico Tigana, o presidente Triaud e o ex-"Menino da Vila" André (AFP)

– Depois de emprestar Fernando Cavenaghi para o Mallorca, o mesmo Bordeaux o repassou para o Internacional de Porto Alegre. O argentino de 27 anos não deve encontrar dificuldades para se adaptar ao futebol do Rio Grande do Sul, onde os sul-americanos colecionam histórias de sucesso. Quem também deixa a terra dos ótimos vinhos é o atacante nigerense Moussa Maazou, 22 anos, emprestado pelo CSKA Moscou novamente ao Monaco, onde fora feliz na última metade da temporada 2009/2010.

– O PSG perdeu o habilidoso meia Stéphane Sessegnon para o Sunderland, um pequeno clube, sim, mas do futebol inglês, o que explica bastante coisa…  A transferência está estimada em 7 milhões de euros e o contrato é de três anos e meio. O beninense de 26 anos estava desde 2005 na França.

– O Monaco não conta mais com os préstimos do atacante Dieumerci (traduzindo: Obrigado Deus – ?!) Mbokani, emprestado até o final da temporada para o Wolfsburg, que buscava um substituto para o bósnio Edin Dzeko, recém-saído para o Manchester City. Vindo do belga Standard de Liège, onde não lhe faltaram gols, o congolês de 25 anos acabou decepcionando no clube francês. Vamos ver como se sai na Alemanha, pois ele não foi revelado por qualquer time, mas pelo Tout Puissant Mazembe!

–  Mas o Monaco também acaba de se reforçar: está de chegada o volante Mahamadou Diarra, vindo do Real Madrid. A assinatura do contrato virá após a realização de exames médicos. Reserva no clube espanhol há um bom tempo, o malinês de 29 anos volta ao país por onde atuou, de forma vitoriosa, entre 2002 e 2007, defendendo o rolo compressor da época, o Lyon.

Lyon que perdeu mesmo Jean Il Makoun para o Aston Villa. Depois de quase dez anos na França (sete no Lille e dois e meio no OL), o volante camaronês de 27 anos será parceiro de meio de campo de Robert Pirès no clube inglês.

– O Saint-Etienne se reforçou com o meio-campista Alejandro Alonso, que deixa o Monaco, onde estava desde meados de 2008. Com 28 anos, o argentino assinou contrato de dois anos e meio. Em compensação, perdeu um argentino, o atacante Gonzalo Bergessio, emprestado ao Catania, da Itália. Também chegou o meia-atacante Pierre-Emerick Aubameyang, de 21 anos, eternamente emprestado pelo Milan desde que virou profissional. O franco-gabonês passou antes por Dijon, Lille e Monaco. Vamos ver se agora vai…

Caçapa-fotoVipcomm

Claudio Caçapa: Bienvenue de retour!

– Outro brasileiro que de fato foi para a França, ou melhor, retornou, foi Cláudio Caçapa. Depois de ter tido poucas oportunidades no Cruzeiro, o zagueiro de 34 anos defenderá o Evian, um dos destaques da Ligue 2, até o final da temporada, com possibilidade de extensão do contrato. Ele já foi muito feliz em terras gaulesas, quando defendeu o Lyon entre 2001 e 2007. Tomara que dê certo!

– Fora da França, Jonathan Biabiany deixa o elenco da Internazionale e segue para a Sampdoria, envolvido em transação que trouxe o também atacante Giampaolo Pazzini para o time de Milão. O jovem de 22 anos não estava nos planos de Leonardo e saiu como contrapeso para a vinda de Pazzini. Que levante a cabeça e mostre o que sabe em outro clube italiano, então.

>>> Dá pra ver os negócios concretizados nos 20 times da Ligue 1, a elite francesa, no site do L’Equipe.

Faltou alguém importante?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 20 de setembro de 2010 Copas francesas, Francês da 1ª divisão | 17:22

Refazendo a história?

Compartilhe: Twitter

O Saint-Etienne, atual líder do Campeonato Francês, é um velho conhecido das premiações de fim de temporada para os campeões, porque esteve lá muitas vezes e porque não aparece há um bom tempo também. É o maior campeão nacional da história, com 10 títulos, mas o último foi lááá em 1980/1981.

A ascensão ao topo da tabela veio com a boa vitória por 3 a 0 sobre o Montpellier, no sábado, com o selecionador da França Laurent Blanc nas tribunas e dois gols de Dimitri Payet, artilheiro-geral do torneio com ótima média de um gol por jogo. O ASSE não comandava uma Ligue 1 desde 1982, quando foi vice-campeão, atrás do Monaco. Será que é um presságio de que a história está sendo refeita? 

No clássico da rodada, envolvendo recentes campeões nacionais, o Bordeaux se deu melhor que o Lyon em casa: 2 a 0. O primeiro gol veio num lance explorado pelos Girondinos desde os tempos de Blanc, antecessor de Jean Tigana: falta levantada na área. Plasil mandou na direção do gol, Alou Diarra e Lovren subiram praticamente juntos, a bola foi desviada e fugiu do alcance de Lloris, aos 15 minutos do segundo tempo. E o derradeiro tento saiu em contra-ataque já nos acréscimos, na jogada protagonizada por Jussiê no post abaixo e que merece ser revista. Sim, Gourcuff reencontrou o Stade Chaban-Delmas, sua antiga casa, atuando por toda a partida.

O Auxerre, que tem tudo para ter vida curta na Liga dos Campeões da Europa, também vai mal das pernas em circunscrição nacional: a defesa deu mole em um lance contra o Lille e a derrota pelo placar magro veio. E assim o AJA ficou na penúltima colocação na classificação, menos pior somente do que o Arles-Avignon, que perdeu a sexta em seis rodadas para o Olympique de Marselha (3 a 0) e, até aqui, nada de pontos!

>> Classificação da Ligue 1: Saint-Etienne e Toulouse lideram, com 13 pontos, seguidos pelo Rennes, que tem 12. Confira tabela completa


*Amanhã e depois tem futebol!*

10 partidas pela fase 1/16-de-final da Copa da Liga Francesa. São elas:

Terça, 21/09
15h – Nîmes (2ª) x Valenciennes  
            Ajaccio x Le Havre (2ª)  
15h45 – Lorient x Brest  

Quarta, 22/09
13h – Monaco x Lens  
15h45 – Nancy x Bordeaux  
                 Arles-Avignon x Caen   
                 Saint-Etienne x Nice   
                 Boulogne (2ª) x Toulouse  
                 Guingamp (3ª) x Rennes   
                 Sochaux x Bastia (3ª)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 31 de julho de 2010 Torneios europeus | 22:23

Donos da festa na boa

Compartilhe: Twitter

 A vitória do Paris Saint-Germain sobre o Porto, combinada com o empate entre Bordeaux e Roma, neste sábado, deixa o time da capital muito perto de conquistar o Torneio de Paris, que ele mesmo promove, neste domingo.

Com um time misto, o PSG, de vermelho, só alcançou o gol aos 43 minutos do segundo tempo, quando o lateral-direito brasileiro Ceará cruzou, a bola passou pelo primeiro pau, onde o goleiro da equipe portuguesa saiu em vão, e sobrou para Sammy Traoré tocar para o gol vazio. A nota ruim para o Saint-Germain foi a contusão de Sylvain Armand. O lateral deixou o campo de maca, com entorse no tornozelo direito

Mais cedo, o Bordeaux mostrou bom toque de bola, mas não foi o suficiente para vencer a Roma, que jogou sem seus brasileiros. O placar foi aberto pelo meia brasileiro Wendel, que faz bela pré-temporada, afinado com o gol, aos 25 minutos do segundo tempo. Porém, Brighi decretaria a igualdade nove minutos depois. Jean Tigana, que escalou Olimpa; Sané, Savic, Fernando e Trémoulinas; Alou Diarra, Plasil, Gourcuff (na mira do Manchester City) e Wendel; Bellion e Cavenaghi, se disse satisfeito com o teste.

Emirates Cup
Outro francês que não venceu por um torneio pré-temporada neste sábado foi o Lyon que, embora tenha dominado grande parte da partida contra o Celtic, deixou a vitória escapar no final. O ala-meia brasileiro Michel Bastos e o ilustre desconhecido Hervé Novillo anotaram os gols do OL, que fazia 2 a 0 até os 37 minutos da segunda etapa, quando permitiu a reação escocesa, finalizada no 2 a 2.

Claude Puel utilizou dois campeões europeus sub-19 (Lacazette e Tafer), em formação que teve Vercoutre; Reveillère, Lovren, Seguin e Umtiti; Grenier (Reale), Källström (Gonalons), Makoun (Pied) e Bastos (Tafer); Novillo (Blanc) e Lacazette (Abenzoar). Independentemente do tropeço, a molecada lionesa parece ser de muito boa qualidade, o que é animador.

Na outra partida do minicampeonato, mais um empate, entre Arsenal e Milan (1 a 1). A ressaltar em termos franceses, que Laurent Koscielny foi bem na zaga e Samir Nasri também foi titular no time inglês, assim como Mathieu Flamini entre os rossoneros. E, com saudades, que o ex-girondino Marouane Chamakh marcou de cabeça…

*Sim, estou de plantão neste fim de semana. Amanhã, domingo, vai ser puxadão, mas tento escrever algo de noite sobre esses torneios e a Copa da Liga Francesa, que já deu seu pontapé inicial na fase preliminar

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 1 de junho de 2010 Extracampo, Francês da 1ª divisão | 00:41

O mercado não fecha

Compartilhe: Twitter

O mundo do futebol está em clima de Copa do Mundo, mas a janela europeia de transferências de jogadores não está nem aí. Rumores, especulações, sondagens, acordos e negócios fechados surgem diariamente. A primeira grande perda do futebol francês para a próxima temporada é o marroquino Marouane Chamakh, que deixa o Bordeaux, aonde foi campeão nacional e artilheiro, para ser dirigido pelo francês Arséne Wenger no inglês Arsenal. Como seu contrato havia se encerrado, nada de lucros para o time francês…

chamakh wenger arsenal site

Wenger, a camisa 29 e Chamakh, para o site oficial do Arsenal

Em compensação, os Girondinos ganharam um técnico para substituir Laurent Blanc, que herdará a seleção de Raymond Domenech: trata-se de Jean Tigana, campeão como jogador (da geração Euro-1984) e como treinador (Monaco-1997 e Besiktas, Turquia, nos últimos anos).

Falando em seleção, um bom reforço (e caseiro) para o Lyon substituir Sidney Govou está muito perto de ser confirmado, segundo a France Football: o meia-atacante Jimmy Briand, que fez um belo Campeonato Francês e esteve entre os pré-convocados de Domenech para a Copa que se avizinha. Por 6 milhões de euros, ele trocaria o Rennes pelo OL em contrato que vigoraria até 2014.

No campeão francês “fresquinho” Olympique de Marselha, o marfinense Bakari Koné está de saída para o Lekhwiya, recém-promovido à primeira divisão do Catar – e cheio da grana, supõe-se, porque trouxe também o compatriota Aruna Dindane. Jogadores de Copa teriam outro motivo para sair do mapa da elite do futebol que não fosse $$?

Ficarei ligado na medida do possível em novidades de mercado para colocar aqui. Mas quem quiser acompanhar o andamento dos negócios concretizados entre clubes da primeira e segunda divisões da França, o site do L’Equipe tem tabelinhas bacanas e atualizadas com maior velocidade, bien sûr. (clique: Ligue 1 e Ligue 2)

Aliás, a Segundona anda mais animada que a Primeirona. Sabia que tem atacante brasileiro que passou por times como Corinthians e Vasco por lá? Sim, Abuda, no Tours.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última