Publicidade

Posts com a Tag Squillaci

sábado, 11 de abril de 2015 Brasileiros na França, Copas francesas | 20:53

Paris Saint-Germain goleia Bastia e atinge meta 1 de 4

Compartilhe: Twitter

psgcdl15

O PSG chegou ao Stade de France hoje com uma possibilidade única para um clube francês na temporada, e saiu da final da Copa da Liga Francesa (que novamente foi ignorada pela detentora da transmissão na TV brasileira…) mantendo a expectativa de sucesso total: ganhar os 4 torneios que disputa.

Cumpriu com excelência 25% de seu objetivo, ao aplicar 4 a 0 no Bastia, fragilizado demais pela expulsão que sofreu ainda no primeiro tempo, com poucos minutos de jogo em Saint-Denis. Squillaci de fato obstruiu o caminho de Lavezzi rumo ao gol, fazendo o pênalti, mas o cartão amarelo parecia mais justo, afinal o experiente zagueiro não era o último homem entre o atacante argentino e a baliza. O favoritismo então se converteu em certeza para o lado mais poderoso.

Prejuízo enorme para o azul e branco da Córsega, com um a menos tanto no placar, depois de Ibrahimovic superar Areola, como dentro de campo, com apenas 22 minutos de partida. Com o uniforme vermelho roseado que costuma usar fora de casa, o Paris dominou a maior parte das ações, como se estivesse no Parc des Princes, tanto que no segundo tempo sua torcida cantava “On est chez nous, On est chez nous” (Estamos em casa, Estamos em casa) – e até que estavam mesmo, pois Saint-Denis é vizinha de Paris e fica a mais de 1200 km de Furiani, na ilha córsega…

Ibra fez o segundo arrematando forte e rasteiro, ainda na primeira etapa, e na segunda os ânimos que restavam no Sporting Club Bastia arrefeceram mais, com os dois gols de Cavani, primeiro de cabeça e depois aproveitando enfiada de Zlatan Ibrahimovic. O sueco está a cinco gols de se igualar ao português Pedro Pauleta, maior artilheiro da história do clube da capital, e mesmo com os quatro jogos de suspensão que pegou nesta semana deve superar a marca já nesta reta final de temporada. Glória para os brasileiros Thiago Silva, que levantou a taça, Marquinhos, Maxwell e Lucas (de volta após lesão. David Luiz está machucado), impotência para Brandão, que entrou no segundo tempo depois de meses sem jogar (foi suspenso depois de agredir Thiago Motta, que não reencontrou hoje porque o ítalo-brasileiro está machucado) e não teve chance de fazer nada de concreto para ajudar o 14º colocado da Ligue 1.

Campeão de sua quinta Copa da Liga (a segunda consecutiva), o PSG também devolveu a derrota imposta ao Bastia há 20 anos, na primeira edição da competição. Agora, tem que cuidar de suas três outras responsabilidades em disputa: Liga dos Campeões da Europa (quarta que vem, diante do Barcelona, a mais difícil), Campeonato Francês (próximo sábado e nas 5 rodadas restantes), e Copa da França (decisão contra o Auxerre em 30 de maio). É complicado, porém não falta qualidade ao elenco de Laurent Blanc, em que pesem as ausências forçadas, como será a do suspenso Ibra.

A CdL propicia ao campeão uma vaga na próxima Liga Europa, mas como o PSG deve se classificar para a Liga dos Campeões que vem por estar entre os três primeiros do Francês, essa vaga na UEL provavelmente irá para o 5º colocado na L1. No caso da CdF, mesmo que o PSG vença, o Auxerre, por ser vice, herdará a vaga na Uefa Europa League, se o clube da capital confirmar a posição na Champions League via Campeonato Francês.

-> Saiba mais sobre a partida na matéria do L’Equipe

PSG: Douchez; Aurier, Marquinhos, T. Silva e Maxwell; Verratti, Matuidi e Rabiot (Cabaye, aos 32 do 2º); Lavezzi (Cavani, aos 19 do 2º), Pastore (Lucas, aos 27 do 2º) e Ibrahimovic. Técnico: Laurent Blanc.

Bastia: Areola; Cioni, Squillaci, Modesto e Marange; Cahuzac (cap.), Gillet, Danic (Peybernes, 22 do 1º), Palmieri (Ayité, 23 do 2º) e Boudebouz; Sio (Brandão, aos 36º). T: Ghislain Printant.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 13 de abril de 2011 Extracampo, Seleção francesa | 19:11

Internautas escolhem Sakho para o lugar de Mexès

Compartilhe: Twitter

Com Philippe Mexès fora de combate pelos próximos meses, Laurent Blanc deverá arrumar outro titular ao lado de Adil Rami na zaga da seleção francesa para os jogos que se avizinham.

Enquete promovida pelo site da revista France Football revelou a preferência dos internautas por Mamadou Sakho, beque do PSG (acho que a popularidade do time da capital pesou na escolha dos votantes tanto quanto os critérios técnicos…), como se vê:

> Mamadou Sakho (PSG):  52%
> Laurent Koscielny (Arsenal, ING):  25%
> Sebastien Squillaci (Arsenal, ING):  8%
> Younes Kaboul (Tottenham, ING):  5%
Julien Escudé (Sevilla, ESP):  2%
> Um outro:  7%
(número de votos: 10.577)

Sakho disputa bola com Yohan Mollo no último jogo do PSG, contra o Caen (AFP)

Eu daria mais chances a Kaboul, gostei do que vi dele em campo. Mas o jogador do Tottenham* também está fora de combate… Então fico com Koscielny, acho mais preparado do que Sakho. 

E você, quem escolheria?

*Tottenham que, nesta quarta, tombou diante do Real Madrid na Liga dos Campeões da Europa com o veterano William Gallas na defesa, incapaz de parar os gols merengues…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:40

Faltou um golzinho, OM!

Compartilhe: Twitter

Dia xoxo na Liga dos Campeões da Europa. Dois jogos pelas oitavas, campeões e papões em campo, e somente um golzinho. Só que não foi na França, mas na Itália. Falando do que mais nos interessa, ficou ruim para o Olympique, que precisava da vitória, por mais magra que ela viesse. Agora é buscar gols em Old Trafford, nem que seja em empates por 1 a 1, 2 a 2 e etc…

manchester_reuters

Vidic e Van der Sar, entre a bola e Brandão: não foi dia de bola na rede (Reuters)

 

Olympique de Marselha 0 x 0 Manchester United
Didier Deschamps pôs em campo Mandanda; Fanni, Mbia, Diawara e Heinze; Kaboré, Cissé (Cheyrou), Lucho; Ayew, Brandão e Rémy (Valbuena).

O 1º tempo no Vélodrome registrou equilíbrio, com poucas faltas e escanteios, igual número de chutes a gol, tantos certeiros quanto errados e 52% a 48% de posse de bola para o time anfitrião.

ribery_ap

Ribérra desfila sua beleza rústica (AP)

Na segunda etapa, nada de substituições. Na busca por chances mais agudas de gol, o OM teve ótima oportunidade num chute cruzado de André Ayew que Brandão não acompanhou, para a sorte de Van der Sar. Valbuena voltou ao Marselha aos 33 minutos, vindo para o lugar de Rémy. Mas não conseguiu bater escanteios para além do homem do MU posicionado no primeiro pau, lamentavelmente…

Mesmo finalizando mais nos 45 minutos finais, o Olympique foi ineficaz. Fora de combate, Gignac acompanhou a peleja na tribuna. Talvez se estivesse em campo… A se destacar, o fair-play de ambos os lados:  não houve cartão amarelo nos 90 minutos! Não que não houvesse jogadas duras, mas o juizão usou e abusou da conversa para não colocar a mão no bolso


Inter de Milão 0 x 1 Bayern de Munique
Em quase mais um empate sem gols (o placar só se alterou aos 89 minutos), Franck Ribéry causou especialmente no primeiro tempo. Cabeceou uma bola no travessão de Julio Cesar e levou um amarelo por acertar uma solada em Sneijder. No segundo, tentou jogadas individuais sem futuro pelo lado esquerdo do ataque bavaro. Mas a vitória em San Siro aumenta as chances do time germânico completar a revanche pela final em Madrid de maio de 2010.


*Campeonato Inglês*
O Arsenal fez partida atrasada contra o Stoke City e venceu com gol francês, que marravilha! A glória coube ao becão Sébastien Squillaci, aos 8 minutos de jogo no Emirates Stadium. Com o triunfo, os Gunners somam um ponto a menos que o Manchester United, líder da Premier League, embora agora contem com uma partida disputada a mais que o rival.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010 Franceses no mundo | 19:53

Com mais franceses, Arsenal derrota Chelsea

Compartilhe: Twitter

Acabaram minhas férias e recesso, voltei ao trabalho: 2011 já começou…

Na Inglaterra não tem essa de recesso pra Natal e Ano Novo, então fiquemos de olho nos franceses que atuam por lá. Hoje rolou o grande clássico entre Arsenal e Chelsea, pelo Campeonato Inglês. Cinco jogadores da França foram titulares:  Bacary Sagna, Laurent Koscielny, Gael Clichy e Samir Nasri, pelo time dos Gunners, o mandante, e Florent Malouda, pelos Blues.

Poderiam ser mais, mas Sebastien Squillaci perdeu posição na zaga para Djourou, do lado do Arsenal, e Nicolas Anelka sentiu lesão no joelho, desfalcando o Chelsea, que teve Gael Kakuta começando no banco de reservas. Em compensação, o técnico francês Arsene Wenger c0locou o compatriota Abou Diaby no segundo tempo, no lugar de Walcott.

Com a bola rolando, o Arsenal aproveitou cochilo do rival para abrir 3 a 0, sofreu um gol mas segurou a vitória (sem gols franceses), mantendo-se à frente do Chelsea na luta pelas primeiras colocações da Premier League, que segue com mais jogos amanhã, terça-feira.

arsenal_chelsea_sagna_song_malouda_reu

Sagna chega no carrinho pra cima de Malouda, acompanhado por Song, autor do primeiro gol no Emirates Stadium (Reuters)

 

Faltou falar de Biabiany
Por conta das férias, acabei me ausentando mais do que o costume e deixei de citar a boa participação de Jonathan Biabiany na decisão do Mundial de Clubes: o jovem atacante francês marcou o terceiro e último gol da Inter de Milão contra o Tout Puissant Mazembe, congolês que fala francês e maior surpresa do torneio nos Emirados Árabes Unidos.

Mesmo assim, a satisfatória primeira metade de temporada de Biabiany pode não ser suficiente para segurá-lo na Inter, que pode utilizá-lo como moeda de troca em alguma negociação para reforçar o elenco, agora sob o comando do brasileiro Leonardo. Se sair, que não suma, pois já mostrou que tem potencial.

biabiany_inter_milão_mundial_clubes_afp

Lance que acabaria na última rede balançada no último grande torneio acabado em 2010 (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 28 de setembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 22:09

Franceses, zagueiros e goleadores

Compartilhe: Twitter

Hoje pela Champions, Sébastien Squillaci foi às redes de cabeça em Partizan Belgrado 1 x 3 Arsenal. E Philippe Méxès, zagueiro titular da seleção francesa com Laurent Blanc, fez o mesmo, mas pelo chão, em Roma 2 x 1 Cluj. 

E não tem foto aqui de Marouane Chamakh porque os leitores do Le Blog du Foot sabem que o atacante do Arsenal, ex-Bordeaux, é marroquino e não francês, como disse erroneamente a ESPN na transmissão de Ajax x Milan!

O louro Méxès corre para o abraço no Estádio Olímpico da capital italiana (AP)

O louro Méxès corre para o abraço no Estádio Olímpico da capital italiana (AP)

 

O Arsenal de Squillaci e do também francês Sagna não amarelou na Sérvia (Reuters)

O Arsenal de Squillaci e do também francês Sagna não amarelou na Sérvia (Reuters)

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 1 de setembro de 2010 Franceses no mundo | 00:37

E se fechou o mercado

Compartilhe: Twitter

Muita movimentação nesta terça-feira entre os clubes europeus, por conta do último dia para as transferências de jogadores para a primeira metade da temporada, até dezembro. Mas vou colocar aqui negócios fechados envolvendo clubes e jogadores franceses há mais tempo também, porque fiquei devendo, admito:

– O futebol francês perdeu Asamoah Gyan, artilheiro do Rennes que se valorizou pelo que fez com Gana na Copa 2010 e foi para a prima rica Premier League: assinou com o Sunderland. Que o sol não lhe faça cair na obscuridão!

– Outro que foi bem na Copa foi o japonês Daisuke Matsui, meia do Grenoble, que anteriormente passara por Le Mans e Saint Etienne. Merecia mais do que uma segunda divisão francesa, então conseguiu ser emprestado para o Tom Tomsk (?), atualmente o oitavo colocado no Campeonato Russo. Que suporte o frio de lá com disciplina oriental.

– Só o Valencia levou três jogadores que atuavam na França: o zagueiro/volante português Ricardo Costa, do Lille, o volante argentino Alberto Costa, do Montpellier, e o meia francês Sofiane Feghouli, do Grenoble, este uma promessa, pois já atuou na seleção francesa sub-21.

– Quem vem de fora para a Ligue 1 é o zagueiro senegalês Pape Diakhaté, reforço do Lyon, como já informou na segunda-feira o amigo Filipe Papini, do BrasiLyonnais.Foi emprestado pelo Dínamo de Kiev, da Ucrânia, por uma temporada. Na verdade ele retorna para o país onde surgiu para o futebol – foram seis temporadas de Nancy – e no qual jogava desde o começo do ano, emprestado para o Saint-Etienne.

– Com uma fase de grupos nada fácil de Liga dos Campeões da Europa pela frente, o Auxerre apostou em uma solução caseira nesta terça: Frédéric Sammaritano, meia ofensivo do Vannes, é a novidade. Chega por três anos, depois de se destacar como campeão europeu sub-19 ao lado de Yoann Gourcuff. Com 1,62m, dizem que lembra Mathieu Valbuena, do Olympique de Marselha. Vamos ver então!

– Surpreendeu a ida de David Trezeguet para o Hercules. Que ele sairia da Juventus, da Itália, já se sabia. Mas o experiente atacante provavelmente lutará contra o rebaixamento no pequeno clube de Alicante, de volta à elite espanhola… A Juve tomou emprestado o lateral Armand Traoré, que não conseguiu se firmar no Arsenal, detentor dos seus direitos, e já passou uma temporada no Portsmouth.

– O Arsenal dispensou o zagueiro Mikael Silvestre, que acertou com o alemão Werder Bremen por dois anos. E viu o também defensor  William Gallas acertar com o Tottenham, um dos seus rivais no Campeonato Inglês. Por sua vez, Arséne Wenger não se fez de rogado e repôs as perdas francesas na posição: o compatriota Sebastien Squillaci, ex-Sevilla, se juntou ao já chegado Laurent Koscielny, vindo do Lorient semanas atrás.

– Antes de receber Gallas, o Tottenham transferiu definitivamente o também zagueiro Dorian Dervite, que eu sinceramente não conhecia, para o Villarreal. Vindo para o clube inglês procedente do Lille, o jovem de 22 anos foi prejudicado por uma grave lesão no joelho enquanto esteve na terra da Rainha. Então, que seu futebol apareça na Espanha!

Desculpem por deixar alguns nomes sem citar. Esqueci alguém relevante desse fim de janela?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 22 de junho de 2010 Copa do Mundo, Seleção francesa | 12:58

França 1 x 2 África do Sul: para esquecer

Compartilhe: Twitter

O time titular entrou bastante modificado, assim como os Bafana. Clichy, Squillaci, Gourcuff, Cissé e Alou Diarra vieram como titulares, com este herdando a braçadeira de capitão de Evra, no banco. Henry seguia reserva, vendo Gignac e Djibril no ataque.

Mas uma das raras coisas que deram certo para os Bleus nesta Copa 2010 foi o hino, a sempre bela Marselhesa. Nos primeiros minutos, a França teve mais posse de bola e volume de jogo ofensivo, até a falha fatal de Lloris, errando o tempo de bola na saída em escanteio, que resultou em gol de cabeça de Khumalo, vencendo, pelo alto, o também alto Diaby.

Até aí, jogo perdido, mas reversível. Porém, Gourcuff, decepção total nesta Copa, fez o favor de subir com um sul-africano com o cotovelo na cara dele, que desabou no gramado. Expulso o camisa 8, a tarefa francesa começou a beirar o impossível.

Para piorar – sim, tinha como piorar! -, o azar francês apareceu em ataque da África do Sul, aproveitando-se do dia infeliz de Diaby, que ao rebater um cruzamento na área deu de presente para Masilela. O camisa 3 cruzou na pequena área, Mphela chegou mais firme que Clichy e, na força física, fez 2 a 0. Vendo o replay da jogada, constata-se como a zaga francesa se movimentou em função da bola e descuidou da marcação: erro primário! 

gourcuff domenech frança africa do sul

Gourcuff passa por Domenech: o meia só repetiu Kaká na expulsão besta

Antes do apito final, Gallas perdeu boa chance de descontar, não conseguindo desviar, cara a cara com o goleiro, perigoso cruzamento na área africana. Raymond Domenech colocou Malouda no lugar de Gignac para recompor o meio de campo, na volta do intervalo.

Chegando aos 10 minutos, Henry finalmente teve a chance de jogar, na vaga de Cissé. O problema é que a África do Sul seguia motivada, pois, com o Uruguai batendo o México, ela precisava de mais dois gols para seguir viva na Copa. No entanto, uma jogada enfim teve final feliz para os Bleus: Sagna e Diaby tabelaram no meio, o lateral avançou, meteu boa bola para Ribéry e, na área e de cara para Josephs, o camisa 7 cruzou para Malouda só empurrar para as redes, com o gol vazio. Ufa, não vamos sair do Mundial repetindo o vexame de 2002, com gols pró zero!

Aos 36, Domenech colocou o queridinho Govou no lugar de Diarra, tentando pôr o time mais pra frente. Henry e Ribéry demonstraram fôlego e vontade nos minutos finais, mas pouco perigo criaram. Acabou a Copa 2010 para a França, e é melhor ir para casa mesmo e recomeçar do zero quando Blanc chegar. Chega de “causar” na África, pois o título de maior decepção do Mundial ninguém deve tirar dos Bleus…

> Leia o relato completo de França 1 x 2 África do Sul

> Veja a galeria de imagens da partida em Bloemfontein

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 7 de junho de 2010 Copa do Mundo, Seleção francesa | 09:08

Pela França, os 23 da Copa 2010

Compartilhe: Twitter
França time Copa 2010

Antes de se despedir de Tignes, os franceses olharam o passarinho, todos bonitinhos (ui!)

São eles que defenderão o país na África do Sul dentro de campo. Para os conhecermos melhor, vejamos alguns dados como partidas já disputadas e gols marcados pela seleção, além de presença em Copas anteriores no caso dos mais experientes.

Ah, é possível baixar esta foto acima como papel de parede no seu computador. Clique na resolução que lhe convier melhor: 800 x 600 ou 1024 x 768


Goleiros

 
1. Hugo LLORIS (Lyon)  
23 anos, natural de Nice
11 jogos, 8 gols sofridos (desde 2008)

16. Stève MANDANDA (Olympique de Marselha)  
25 anos, natural de Kinshasa (RD Congo)
13 jogos, 14 gols sofridos (desde 2008)

23. Cédric CARRASSO (Bordeaux)
28 anos, natural de Avignon
0 jogos, 0 gols sofridos  


Defensores

2. Bacary SAGNA (Arsenal-ING)  
27 anos, natural de Sens
20 jogos, 0 gols (desde 2007)

3. Eric ABIDAL (Barcelona-ESP)  
30 anos, natural de Lyon
48 jogos, 0 gols (desde 2004) – esteve na Copa 2006 (6 jogos, 0 gol)

4. Anthony REVEILLÈRE (Lyon)
30 anos, natural de Doué-la-Fontaine
6 jogos, 0 gols (desde 2003)  

5. William GALLAS (Arsenal-ING)
32 anos, natural de Asnières 
81 jogos, 5 gols (desde 2002) – esteve na Copa 2006 (7 jogos, o gols)

6. Marc PLANUS (Bordeaux)
28 anos, natural de Bordeaux
1 jogo, 0 gols (desde 2010)

13. Patrice EVRA (Manchester United-ING)
29 anos, natural de Dacar (Senegal)
30 jogos, 0 gols (desde 2004)

17. Sébastien SQUILLACI (Sevilla-ESP)  
29 anos, natural de Toulon
20 jogos, 0 gols (desde 2004)

22. Gaël CLICHY (Arsenal-ING) 
24 anos, natural de Toulouse
4 jogos, 0 gols (desde 2008)


Meio-campistas

8. Yoann GOURCUFF (Bordeaux)  
23 anos, natural de Ploemeur
20 jogos, 1 gol (desde 2008)

14. Jérémy TOULALAN (Lyon) 
26 anos, natural de Nantes
34 jogos, 0 gols (desde 2006) 

15. Florent MALOUDA (Chelsea-ING)
29 anos, natural de Caiena (Guiana)
54 jogos, 3 gols (desde 2004) – esteve na Copa 2006 (6 jogos,0 gols)

18. Alou DIARRA (Bordeaux)  
28 anos, natural de Villepinte
25 jogos, 0 gols (desde 2004) – esteve na Copa 2006 (2 jogos, 0 gols)

19. Vassiriki Abou DIABY (Arsenal-ING)
24 anos, natural de Paris
5 jogos, 0 gols (desde 2007)

20. Mathieu VALBUENA (Olympique de Marselha)
25 anos, natural de Bruges
2 jogos, 1 gol (desde 2010) 

 
Atacantes

7. Franck RIBÉRY (Bayern de Munique-ALE)
27 anos, natural de Boulogne-sur-Mer
45 jogos, 7 gols (desde 2006) – esteve na Copa 2006 (7 jogos, 1 gol)  

 9. Djibril CISSÉ (Panathinaikos-GRE) 
28 anos, natural de Arles
39 jogos, 9 gols (desde 2002) – esteve na Copa 2002 (3 jogos, 0 gols)

10. Sidney GOVOU (Lyon)
30 anos, natural de Le-Puy-en-Velay
46 jogos, 10 gols (desde 2002) – esteve na Copa 2006 (4 jogos, 0 gols)

11. André-Pierre GIGNAC (Toulouse)
24 anos, natural de Martigues
13 jogos, 4 gols (desde 2009)

12. Thierry HENRY (Barcelona-ESP)  
32 anos, natural de Les Ulis
121 jogos, 51 gols (desde 1997) – esteve nas Copas de 1998 (6 jogos, 3 gols), 2002 (3 jogos, 0 gols) e 2006 (7 jogos, 3 gols) 

21. Nicolas ANELKA (Chelsea-ING)
31 anos, natural de Versailles
67 jogos, 14 gols (desde 1998)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 11 de maio de 2010 Brasileiros na França, Copa do Mundo, Seleção francesa | 15:58

Os 30 pré-selecionados pra Copa

Compartilhe: Twitter

Domenech anunciou, agora pouco, 30 nomes, como a Fifa exige. São 23 realmente convocados, que serão inscritos, e 7 substitutos em caso de necessidade. Ao contrário do brasileiro Dunga, que preferiu divulgar esses sete separados dos vinte e três principais, no caso francês e de outros selecionados os nomes vieram duma vez só.

As maiores surpresas são as ausências do experiente volante Patrick Vieira e do atacante “galáctico” Karim Benzema do grupo, que também não conta com os zagueiros Boumsong e Ciani, o lateral-esquerdo Cissokho e o meia Nasri, que eram esperados ao menos como substitutos. As novidades são o zagueiro Planus, os meias M’Vila e Valbuena, e o atacante Briand. Vamos aos nomes:

Goleiros : Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Olympique de Marselha), Cédric Carrasso (Bordeaux), Mickaël Landreau (Lille).

Defensores
: Bacary Sagna (Arsenal/ING), Eric Abidal (Barcelona/ESP), William Gallas (Arsenal/ING), Patrice Evra (Manchester United/ING), Rod Fanni (Rennes), Adil Rami (Lille), Sébastien Squillaci (Sevilla/ESP), Gaël Clichy (Arsenal/ING), Marc Planus (Bordeaux), Anthony Reveillère (Lyon).

Meio-campistas
: Jérémy Toulalan (Lyon), Lassana Diarra (Real Madrid/ESP), Alou Diarra (Bordeaux), Yoann Gourcuff (Bordeaux), Abou Diaby (Arsenal/ING), Yann M’Vila (Rennes), Florent Malouda (Chelsea/ING).

Atacantes
: Sidney Govou (Lyon), Franck Ribéry (Bayern Munich/ALE), Thierry Henry (Barcelona/ESP), Nicolas Anelka (Chelsea/ING), Djibril Cissé (Panathinaïkos/GRE), André-Pierre Gignac (Toulouse), Mathieu Valbuena (Olympique de Marselha), Hatem Ben Arfa (Olympique de Marselha), Jimmy Briand (Rennes).


Michel Bastos na Copa
Dos 23 brasileiros convocados por Dunga também nesta terça-feira, um atua no futebol francês. Michel Bastos, do Lyon, foi chamado para a lateral-esquerda, embora venha sendo aproveitado, por Claude Puel, como meio-campista avançado. Que sua versatilidade seja útil à seleção brasileira. Congratulations!

E aí, o que você achou?

(Hoje estou impossibilitado de me alongar no assunto convocação, mas voltarei nos próximos dias para falar do tema. Quem quiser lançar discussões e questionamentos nos comentários, fique à vontade!)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 Copa do Mundo, Seleção francesa | 16:40

Convocados para França x Espanha

Compartilhe: Twitter

A pouco mais de 100 dias para a Copa do Mundo, Raymond Domenech anunciou nesta quinta-feira os 24 jogadores chamados para o amistoso da França contra a Espanha, na próxima quarta-feira (03/03), no Stade de France. São eles:

Goleiros: Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Olympique de Marselha), Cédric Carrasso (Bordeaux)

Defensores: Jean-Alain Boumsong (Lyon), Mickaël Ciani (Bordeaux), Julien Escudé (Sevilla, ESP), Aly Cissokho (Lyon), Patrice Evra (Manchester United, ING), Bacary Sagna (Arsenal, ING), Rod Fanni (Rennes), Adil Rami (Lille)

Meio-campistas: Lassana Diarra (Real Madrid, ESP), Yoann Gourcuff (Bordeaux), Moussa Sissoko (Toulouse), Jérémy Toulalan (Lyon), Benoît Cheyrou (Olympique de Marselha), Florent Malouda (Chelsea, ING).

Atacantes: Nicolas Anelka (Chelsea, ING), Hatem Ben Arfa (Olympique de Marselha), Franck Ribéry (Bayern de Munique, ALE), Thierry Henry (Barcelona, ESP), Sidney Govou (Lyon), Loïc Rémy (Nice), Louis Saha (Everton, ING).

Domenech já tinha dito que é a partir desta partida que o clima de Copa começa a valer para os franceses. De fato, enfrentar a atual campeã europeia a três meses do Mundial é mais do que propício para este sentimento. Ainda restam outros três amistosos* antes da estreia na África do Sul, mas já é possível considerar que esses 24 de hoje estão perto de estarem entre os 23 de maio, quando sai a lista da Copa. Veja bem: eu disse “perto” e não “muito perto”, porque esta lista teve de excluir nomes que, se não estivessem machucados, fatalmente seriam chamados: Gallas, Abidal, Squillaci, Alou Diarra, Diaby, Benzema e Gignac, par exemple.  

As grandes novidades da relação são o retorno do zagueiro Ciani, que marcou o gol da vitória do Bordeaux contra o Olympiacos na terça-feira, e a primeira chance dada ao volante Cheyrou, do Olympique – na minha opinião, duas justas oportunidades. Elogiado pelo técnico da seleção recentemente, o meia Ben Arfa voltou a jogar bem no Marselha e foi novamente relacionado. O mesmo não aconteceu com o atacante Djibril Cissé, apesar de ter decidido as duas partidas da Liga Europa, contra a Roma, a favor do Panathinaikos – desafortunadamente, Djibra acabou preterido por Louis Saha, do Everton, cujos gols no Campeonato Inglês devem valer muito mais do que os do compatriota no Campeonato Grego…

Uma breve passada pelas posições: no gol, Lloris-Mandanda-Carrasso deve ser mesmo o trio da Copa (Frey, da Fiorentina, mereceria ser visto, penso eu). Na defesa, Ciani e Rami devem aproveitar a chance, pois ela só veio com as lesões de Gallas, Abidal e Squilacci. Méxès e Clichy ficaram de fora, estando mais longe da África. No meio, Vieira ainda não veio, mas se obtiver uma sequência de jogos pelo Manchester City pode ser incluído por Domenech em maio. Sissoko e Cheyrou se aproveitaram das ausências dos lesionados Alou Diarra e Diaby, avançando em relação a nomes como Flamini e Nasri (gosto desses dois) na luta por vagas no setor. E no ataque, sem Benzema e Gignac, fora de combate, Rémy se pôs à frente de Gomis (faz sentido) e Saha deixou Cissé “ainda com raiva”, como mencionei.

E você, o que achou dos convocados? Algum esquecido?

*A França vai encarar Costa Rica (26 de maio), Tuinísia (30 de maio) e China (4 ou 5 de junho). A estreia na Copa é no dia 11 de junho, contra o Uruguai.

Ciani e Cheyrou foram colegas no Auxerre em 2004. Mas seriam rivais no PS2? (France Football) Ciani e Cheyrou foram colegas no Auxerre em 2004. Mas seriam rivais no PS2? (France Football)
Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última