Publicidade

Posts com a Tag Sochaux

domingo, 27 de dezembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 16:23

E acabou o ano assim

Compartilhe: Twitter

Metade do Campeonato Francês 2008/2009 concluída. Não exatamente, pois gripe suína e neve impediram que todos os 20 times disputassem as 19 partidas programadas até aqui. São eles: Montpellier, Olympique de Marselha, Monaco e Boulogne, que jogaram 18 vezes, e o Sochaux, coitado, 17. Mas não vamos perder a época do ano pródiga em retrospectivas (até porque pouca coisa nova e relevante acontece…) para fazer a nossa, a partir do que os números e algumas observações nos mostram:

Campanhas
Os melhores – Bordeaux (43 pontos), Lille (34), Montpellier (33), Marselha e Auxerre (32)
Os piores – Grenoble (7), Boulogne-sur-Mer (13), Saint-Etienne e Le Mans (16)

O que mais desponta é a enorme vantagem do atual campeão na liderança, reflexo claro de que o Bordeaux é nitidamente superior aos demais e que a emoção da Ligue 1 corre risco se essa relação de forças permanecer. Surpresas positivas são Lille, Montpellier e Auxerre entre os ponteiros. Marselha, Lyon e Monaco têm times para estar mais em cima, mas bobearam sobremaneira nas últimas rodadas (seus técnicos têm culpa nisso, pelo menos Didier Deschamps e Claude Puel, creio).

Lorient, Rennes e Valenciennes têm um momento ou outro de inspiração, como o PSG, mas quem oscila não sai do meio da tabela. Lá em baixo, é grande a diferença dos quatro últimos (citados acima) para o quinto último (o Nice soma 22 pontos). Como caem três para a Ligue 2, os lanternas parecem condenados a muitas rodadas de sofrimento. Incluindo o tradicional Saint-Etienne, maior detentor de títulos nacionais (10), que pelo segundo ano consecutivo se arrasta na tabela. E especialmente o caçula Boulogne e o letárgico Grenoble, que só foi pontuar na 12ª journée.

Blanc, Gourcuff e Chamakh, tripé de sucesso nos Girondinos de Bordeaux

Blanc, Gourcuff e Chamakh, tripé de sucesso nos Girondinos de Bordeaux

Ataques
Os melhores – Lille (37 gols marcados), Bordeaux (32), Lyon e Paris Saint-Germain (31), Olympique de Marselha e Valenciennes (30)
Os piores – Grenoble (10), Saint-Etienne (11), Boulogne-sur-Mer (15), Le Mans e Sochaux (17)

Defesas
As melhores – Bordeaux (12 gols sofridos), Auxerre (15), Toulouse (16), Rennes e Paris Saint-Germain (18)
As piores – Boulogne-sur-Mer (35 gols sofridos), Grenoble (33), Nice (32), Nancy (29) e Le Mans (28)

Artilheiros
1. Gervinho (Lille), 11 gols em 18 jogos – média de 0,61
2. Nenê (Monaco)10 gols em 16 jogos – média de 0,63
3. Pierre-Alain Frau (Lille), 9 gols em 15 jogos – média de 0,60
4. Kevin Gameiro (Lorient), 8 gols em 18 jogos – média de 0,44
     Lisandro López (Lyon), 8 gols em 14 jogos – média de 0,57
    Asamoah Gyan (Rennes), 8 gols em 17 jogos – média de 0,47
7. Marama Vahirua (Lorient), 7 gols em  18 jogos – média de 0,39
     Mamadou Niang (Marselha), 7 gols em 14 jogos – média de 0,50
     Youssouf Hadji (Nancy), 7 gols em 14 jogos – média de 0,50
     Loïc Rémy (Nice), 7 gols em 18 jogos – média de 0,39
     Mevlut Erding (PSG), 7 gols em 14 jogos – média de 0,50

Com 23 gols nos últimos seis jogos, o LOSC se consolidou como melhor ataque do turno, superando o Bordeaux. Reflexo dessa artilharia eficiente é a presença dos “lilleanos” Gervinho e Frau entre os três maiores goleadores – o marfinense superou Nenê na reta final, com a estagnada do brasileiro do Monaco. Engraçado que o artilheiro do Bordeaux é apenas o 12º da lista (Chamakh, com seis gols), o que mostra que são vários os goleadores do time, uma versatilidade importantíssima num torneio longo e de pontos corridos, independendo de um ou dois jogadores apenas. Curioso que o Auxerre defende bem mas ataca mal – fez apenas 19 gols em 19 partidas.

Assistentes
1. Yoann Gourcuff (Bordeaux) – 6 assistências para gol  
    Marama Vahirua (Lorient) – 6  
    Christophe Jallet (PSG) – 6  
    Fahid Ben Khalfallah (Valenciennes) – 6  
5. Benoît Trémoulinas (Bordeaux) – 5  
    Kevin Gameiro (Lorient) – 5  
    Fabrice Abriel (Marseille) – 5  
    Francis Chris Malonga (Nancy) – 5 

Gervinho, artilheiro de visual inconfundível (France Football)

Gervinho, artilheiro de visual inconfundível (France Football)

Uma das qualidades de Gourcuff, o diferenciado do Bordeaux, está neste quesito; o ala esquerdo Trémoulinas também se destaca. Gameiro e Vahirua se mostram muito importantes para o Lorient: marcando ou assistindo, participaram diretamente de 13 dos 29 gols do time.

Fair-play
1. Lorient – 28 cartões amarelos e 0 vermelhos
2. Bordeaux – 29 cartões amarelos e 0 vermelhos
3. Marseille – 30 cartões amarelos e 0 vermelhos
4. Lyon – 40 cartões amarelos e 0 vermelhos

Esse ranking prova, não por acaso, que os que fazem menos faltas violentas estão entre os primeiros na tabela de pontos, e vice-versa. Não é preciso apelar ao anti-jogo para se dar bem ao longo do turno. Ainda bem!

A seleção
O jornal Le Figaro elegeu seus 11 melhores do turno: Janot (Saint-Etienne); Debuchy (Lille), Koscielny (Lorient), Spahic (Montpellier) e Trémoulinas (Bordeaux); Diarra (Bordeaux), Alberto Costa (Montpellier) e Gourcuff (Bordeaux); Gervinho (Lille), Lisandro López (Lyon) e Nenê (Monaco).

Minha seleção é um pouco diferente – até porque não consegui ver tantos jogos quanto a imprensa francesa, e além disso a gente acaba acompanhando bem mais os times do topo da tabela. Eu escalaria: Mandanda (Marselha), Hengbart (Auxerre), Planus (Bordeaux), Spahic e Trémoulinas; Diarra, Wendell (Bordeaux) e Gourcuff; Gervinho, López e Nenê. Se você quiser escalar a sua, coloque aí no campo de comentários.

Na quarta-feira, dia 30, volto com o último post do ano!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 20:01

Lille maiúsculo

Compartilhe: Twitter

Duas partidas abriram a atrasada 11ª rodada do Campeonato Francês nesta quinta-feira. Seis gols marcados, ótimo. A goleada do Lille passou ao vivo no SporTV2; como não havia concorrência na TV de eventos esportivos mais relevantes, deu para acompanhar “de canto de olhos”. A vitória do Toulouse eu segui pela France Football.

Lille 4 x 0 Saint-Etienne
Jogada rápida de contra-ataque no primeiro gol do Lille, aos 31: Gervinho enfiou para Mavuba, que cruzou de primeira para Frau arrematar também com um toque só. Foi o oitavo gol de Pierre-Alain no Francês, igualando-se a Lisandro e Gyan na vice-artilharia. Embora o Saint-Etienne tivesse um pouco mais de posse de bola, os donos da casa foram mais ofensivos e contundentes na primeira etapa.

Logo aos 11 do 2º, o marfinense Gervinho foi derrubado pelo senegalês N’Daw na área. Cabaye deslocou Janot com classe e ampliou para os anfitriões. Sem aparecer muito, o atacante brasileiro Ilan foi substituído ao 17, por Payet, numa tentativa de Alain Perrin fazer o ASSE reagir. Pouco tempo depois, Rudi Garcia trocou o ovacionado Frau por Dumont.

Aos 27 minutos, o homem da partida faria seu último ato decisivo. Cabaye bateu escanteio, Obraniak desviou e Gervinho, espertamente livre no segundo pau, girou e chutou rasteiro, sem tempo de defesa para Janot. 3 a 0 e mais aplausos para o estiloso africano, que também seria substituído na sequência. Garcia estava certo em poupar seus destaques, e não imaginava que a fatura estaria ainda mais liquidada logo depois, quando Benalouane pôs a mão na bola, foi expulso, e na cobrança Rami mandou com precisão, diante de um Janot desconsolado: 4 a 0.

Muita festa no Lille-Metropole de Villeneuve d’Ascq. Afinal, o time venceu as últimas três partidas na Ligue 1, marcando 12 gols na somatória delas. Agora, entra no grupo dos 10 primeiros da tabela. Com futebol para ficar entre os cinco!

Toulouse 2 x 0 Sochaux
Depois de um primeiro tempo enfadonho, logo no comecinho da segunda etapa André-Pierre Gignac resolveu movimentar o jogo para o Toulouse, contando com dois presentões da defesa do Sochaux (não reclamem do Carlão, ele só entraria mais tarde!) num intervalo de dois minutos. Ou seja: aos 6 da etapa complementar, a torcida da casa já comemorava os 2 a 0. E ficou nisso.

O homem de confiança de Domenech e artilheiro do último Francês seria susbtituído no finalzinho pelo brasileiro Luan. Assim como o LOSC, o TFC sobe para a metade de cima da classificação da Ligue 1. Depois da rodada do final de semana, a 17ª, os jogos restantes da 11ª serão disputados e aí saberemos a real posição dos times que foram a campo hoje.

Gervinho está por cima. É ou não é style? (AFP)

Gervinho está por cima. É ou não é style? (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009 Francês da 1ª divisão, Franceses no mundo, Torneios europeus | 21:25

Lyon goleia e vai como segundo

Compartilhe: Twitter

Já classificado para as oitavas de finais da Liga dos Campeões, o Lyon entrou em campo nesta quarta-feira com a chance de acabar como líder do grupo E. Para isso, precisava ganhar em casa do Debrecen e a Fiorentina deveria tropeçar diante do Liverpool na Inglaterra. Nada improvável, se os Reds não estivessem desanimados pela desclassificação precoce e inesperada na Champions.

No Gerland, os Lioneses não tiveram dificuldades para passear diante dos húngaros, lanternas da chave: 4 a 0. Destaque para Michel Bastos, que marcou o segundo e fez belo cruzamento para o terceiro, de Pjanic (artilheiro do time na Liga, com três gols). Gomis (o Bafétimbi!) abriu o placar, aproveitando rebote do goleiro, e Cissokho fechou o marcador, com um bonito chute após admirável jogada individual.

Mas no Anfield, os donos da casa até saíram na frente, porém acabaram levando a virada dos visitantes italianos. Conclusão: Fiorentina líder, Lyon vice do grupo. Aliás, com 15 pontos ganhos, dois a mais que o OL, o time italiano foi, considerando todas as equipes do torneio, a segunda de melhor campanha geral. Sabe quem ficou em primeiro? Bordeaux, que conquistou nada menos que 16 pontos de 18 possíveis!

Agora é aguardar o sorteio da Uefa para vermos quem serão os adversários de Girondinos e Lioneses…

Dínamo de Kiev 1 x 2 Barcelona
Thierry Henry ficou passando o frio ucraniano no banco de reservas. Mas o lateral esquerdo Eric Abidal jogou os 90 minutos, e mandou muito bem no lance do primeiro gol espanhol, com um cruzamento-assistência rasteiro perfeito, que Xavi aproveitou ao se esticar e balançar as redes.

Cris e Michel estão bem com Puel e querem o mesmo com Dunga (AFP)

Cris e Michel estão bem com Puel e querem o mesmo com Dunga (AFP)


>> AMANHÃ TEM FRANCÊS!

Fora de lugar na Ligue 1, que já teve sua 16ª rodada, a 11ª journée tem início amanhã. A partir das 16h de Brasília, se encaram Lille x Saint-Etienne Toulouse x Sochaux. Os outros oito jogos restantes acontecem na quarta que vem, quando Lille e Toulouse terão compromissos pela última rodada da fase de grupos da Liga Europa. Compreendido?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 26 de novembro de 2009 Extracampo, Francês da 1ª divisão | 22:30

Gripe volta a alterar tabela

Compartilhe: Twitter
Vacinação contra a gripe suína em Lyon deixando mães mais irritadas (AFP)

Vacinação contra a gripe suína em Lyon deixando mães mais irritadas (AFP)

É chato quando o assunto do dia, no futebol, é algo fora de campo que afete o futebol jogado dentro dele. Ainda mais uma doença. Principalmente essa gripe suína pendular, que desde o comço do ano vai, vem, intervém e bagunça o mundo do futebol, sobretudo em terras gaulesas.

Na França, a gripe A (ou H1N1, como prefira), já havia provocado o adiamento do clássico entre Olympique de Marselha e Paris Saint-Germain, no dia 25 de outubro, por ter “contagiado” jogadores do PSG. Agora, ela voltou a fazer estragos, desta vez em atletas do Montpellier, que por causa disso teve seu compromisso contra o Monaco, marcado para sábado agora, postergado para ainda não se sabe quando. Um dos meus leitores deve estar chateado, afinal o zagueiro bósnio Emir Spahic já havia sido “atacado” no MHSC, certo Tubarão?

Houve um outro adiamento determinado esta semana pela liga que organiza o Campeonato Francês, mas este, embora envolva de novo o OM, foi por um motivo menos desagradável. O duelo do Olympique contra o Sochaux não vai mais acontecer em 2 de dezembro, porque o Marselha teria que voltar a campo três dias depois para encarar o Nice e, o que é pior, seis dias depois para fazer o jogo da vida na Liga dos Campeões contra o Real Madrid, precisando vencer. Então, para diminuir o desgaste dos comandados de Didier Deschamps, a equipe deve atuar no dia 28, contra o Lens, ter uma semana de descanso para pegar o time da tia Nice, e depois finalmente enfrentar os galácticos. Isso se a enfermidade dos porquinhos não aprontar de novo, é bom que se ressalte…

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 2 de novembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 23:34

Para não ficar esquecida

Compartilhe: Twitter

Como esta segunda é feriado no Brasil, onde sempre viveu este colunista de futebol francês, e desta vez ele não trabalhou – o que não o empolga, porque amanhã o feriado acabou e, no próximo, ele trabalhará -, ele só escreveria aqui na terça-feira. Mas na terça tem Liga dos Campeões, assim como na quarta, e na quinta há Liga Europa, portanto a rodada do fim de semana do Campeonato Francês acabaria ficando para trás se eu não viesse aqui para breves linhas sobre ela.

O duelo dos líderes Bordeaux e Monaco brecou a ascensão do time do artilheiro Nenê, derrotado por 1 a 0 pelo atual campeão, agora com folga de quatro pontos na tabela para o rival de sábado. Quem se deu bem foi o Lyon, que conseguiu vencer o Saint-Etienne fora de casa, no confronto entre o maior vencedor da década contra o maior campeão da história da Ligue 1. A vitória por 1 a 0 serviu para Bafétimbi Gomis calar as vaias da torcida do seu ex-clube e colocar o OL exatamente entre Bordeaux e Monaco na classificação. Para ler mais sobre o bom pega no Geoffroy Guichard, recomendo o texto de Filipe Papini, do blog Brasilyonnais, AQUI.

O Olympique não conseguiu vencer o Toulouse em Marselha, perdendo uma boa chance de encostar nos ponteiros – no 1 a 1, Brandão deixou sua marca. Melhor para o Auxerre, que com o triunfo sobre o Montpellier (2 a 1), estacionado no 4º lugar, subiu para a 5ª posição. O OM acabou a journée em 7º, ultrapassado ainda pelo Valenciennes, que surpreendeu o Stade Rennais em Rennes num incontestável 3 a 0. A se destacar também na rodada a goleada do Paris Saint-Germain sobre o Sochaux em território adversário, 4 a 1, mantendo o time na capital entre a metade de cima da tabela, e com possibilidade de ascensão maior porque tem um jogo a menos, o clássico em Marselha, agendado para o próximo dia 20.

Franceses na Champions League
A quarta rodada da Liga repete os confrontos da terceira e inverte os mandos de campo. Desta feita, o Bordeaux encara o Bayern em Munique, após ter ganho por 2 a 1 em casa, e o Olympique recebe o Zurique em Marselha, depois de vencê-lo por 1 a 0 na Suíça. Na quarta-feira, teremos “apenas” Lyon x Liverpool. Todas as partidas terão acompanhamento em tempo real do Placar iG, com início a partir das 17h45 no horário de Brasília.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 19 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 23:09

Escala na Irlanda

Compartilhe: Twitter

Calma, não vou esquecer de falar da rodada do Francês, a nona, deste fim de semana recém-passado. Mas hoje temos dois concorrentes de peso para a Ligue 1: a definição do rival francês na repescagem das Eliminatórias e a menção ao impactante duelo entre Lyon e Liverpool, amanhã, pela Liga dos Campeões.

Primeiro, Eliminatórias europeias
Entre Ucrânia, Bósnia, Eslovênia e Irlanda, a seleção francesa vai ter que enfrentar a última para poder viajar para a África do Sul na condição de país participante da Copa do Mundo de 2010. O sorteio aconteceu hoje, pela Fifa, e nos diz que a parada vai ser dura – provavelmente um jogo de muita paciência, porque os irlandeses ficaram em segundo lugar no grupo 8 (que tinha também Itália, Bulgária, Chipre, Montenegro e Geórgia) graças sobretudo a uma sólida defesa.

Em dez partidas, a Irlanda venceu quatro, empatou seis e não perdeu nenhuma – nem mesmo as duas disputadas contra os atuais campeões do mundo, que sofreram para empatar em Dublin -, tendo marcado 11 gols e sofrido sete. Com um futebol que tradicionalmente não encanta nem destoa dos demais, mas acaba sendo eficiente, deixou os cotados búlgaros e ascendentes cipriotas para trás e se garantiu como vice-líder da chave. Ou seja, promessa de endurecimento para os Bleus, que jogam a ida fora de casa, dia 14, e a volta na França, quatro dias depois (sinceramente, não vejo vantagem em decidir a parada em casa; se você vai mal na ida, a pressão depois diante de sua torcida é absurda…). Se tabu serve de consolo, os rivais não marcam gols nos franceses há quatro jogos.


Segundo, Ligue 1

Desta vez com menos espaço, mas sem destacar a grata surpresa chamada Montpellier, agora co-líder ao lado do Lyon com 20 pontos em nove partidas. Para que isso acontecesse, é claro que o OL teve de tropeçar, e foi um senhor tropeço, contra o então frágil Sochaux, na época o 14º, em pleno Gerland, por 2 a 0. E também, obviamente, que o MHSC teve de vencer, e nesse caso fez a lição de casa apropriadamente ao derrotar o Saint-Etienne, por 2 a 1.

Na cola dos ponteiros, despontam na tabela Bordeaux (19 pontos), Monaco (18), Olympique (17) e Lorient (17). Destes quatro, os Girondinos foram a Auxerre e se deram mal (1 a 0), permitindo a aproximação dos outros três, que venceram seus compromissos. Em alto relevo, eis a subida de Nenê, autor dos dois gols monegascos contra o Lens, ao topo isolado da artilharia, com sete gols em nove jogos, o que dá uma excelente média de 0,78. Brandão foi outro brazuca que marcou, na vitória do OM em Nancy, e agora soma três na tabela de goleadores. 

A nota triste é o Paris Saint-Germain, onde nada vai bem: derrota para o Toulouse, desempenho fraquíssimo nas últimas partidas – apenas três pontos conquistados dos 15 últimos disputados – e sem poder contar com a referência ofensiva Guillaume Hoarau, com ruptura ligamentar no joelho, pelo resto do ano. Rapaz…

Terceiro, Champions League
Finalmente, a Liga dos Campeões da Europa. É bom que o Lyon se esqueça logo do Sochaux porque nesta terça vai encarar simplesmete o Liverpool em Anfield Road e, o que acho que é pior, com o time inglês pressionado pelos últimos resultados decepcionantes. O pega vai ter acompanhamento em tempo real pelo Placar iG e transmissão ao vivo pela ESPN Brasil a partir das 16h30 de Brasília.

Na quarta, teremos Bordeaux x Bayern de Munique e Zurique x Olympique de Marselha. Considerando que na quinta ainda tem Liga Europa, com Lille e Toulouse, a semana promete!

Nenê (futuro Rei de Mônaco??) converte pênalti contra o Lens (AP)

Nenê (futuro Rei de Mônaco??) converte pênalti contra o Lens (AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 23 de setembro de 2009 Copas francesas, Franceses no mundo | 19:40

O valor prático da filosofia

Compartilhe: Twitter

Na tua prosaica vida, a filosofia pode não servir para nada, embora seja “da hora” (a filosofia). Na do Lens, serviu e muito pelas 1/16-de-final da Copa da Liga Francesa. O time, que voltou à primeira divisão francesa na última temporada, conseguiu fazer 4 a 3 no Montpellier, que vive grande fase na Ligue 1, fora de casa, com dois gols – sendo um na decisiva prorrogação! – do zagueiro Romain Sartre. Sim, sobrinho perdido por aí do filósofo existencialista Jean-Paul Sartre, que hoje garantiu a manutenção da existência do RCL na competição.

O PSG fez sua parte e eliminou o Boulogne, novato na atual L1, com gol do atacante Jean-Eudes Maurice, que aproveitou bem a chance de atuar no lugar de Ludovic Giuly. Já o Monaco decepcionou, caindo em Nancy para o time da casa, 2 a 0. A tia Nice continua cabisbaixa, embora o sobrinho Loïc Rémy tenha marcado o seu: 4 a 1 para o Saint-Etienne, com dois do argentino recém-contratado Gonzalo Bergessio. Metz e Sedan se juntam ao Clermont como os sobreviventes da Ligue 2 no torneio.

O Sartre do mundo do futebol (site do RCL)

O Sartre do mundo do futebol (site do RCL)

Confira resultados e classificados (em negrito) de ontem e hoje:

Boulogne-sur-Mer (L1) 0 x 1 Paris-SG (L1)
Nancy (L1) 2 x 0 Monaco (L1)
Montpellier (L1) 3 x 4 Lens (L1)
Rennes (L1)
2 x 1 Sochaux (L1)
Le Mans (L1) 3 x 0 Nîmes (L2)
Saint-Etienne (L1) 4 x 1 Nice (L1)
Lorient (L1) 1 x 0 Grenoble (L1)
Metz (L2) 2 x 0 Valenciennes (L1)
Sedan (L2) 3 x 1 Auxerre (L1)
Clermont (L2) 3 x 1 Vannes (L2) 


Enquanto isso, na Itália

Na derrota do Milan para a Udinese fora de casa, por 1 a 0, Mathieu Flamini foi expulso perto do fim da partida, em outro dia de muita irritação para o técnico Leonardo.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 21 de setembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 21:18

Clássicos e candidatos

Compartilhe: Twitter

Muito boa essa rodada de fim de semana do Francês: clássicos e muitos gols (33) para um torneio que costuma ser modesto em termos de bola nas redes. Os resultados após seis rodadas já indicam potenciais candidatos para título, vagas nas competições europeias e rebaixamento.

Agora líder isolado, o Bordeaux parece o mais cotado na briga pelo caneco. Invicto e empolgado pelo empate com a Juventus na Itália, pela Champions, o atual campeão não quis saber da pressão do pequeno estádio do Boulogne e venceu o novato por 2 a 0 no clássico “Bo-Bo” (!). Os clubes nunca haviam se enfrentado antes, o que deu um ar de feito histórico para o duelo.

Lyon e Olympique, também imbatíveis, perseguem os Girondinos dois pontos atrás e mostram que têm elencos para lutar pela taça. O OL foi buscar um empate com o Paris Saint-Germain no Parc des Princes, num confronto que virou clássico pela grandeza dos clubes nos últimos anos. Ludovic Giuly e Bafetimbi Gomis ratificaram as boas fases neste início de temporada com gols. O Marselha recebeu o bom time do Montpellier no clássico do sul da França e meteu 4 a 2, sendo três deles marcados por contratações da última janela (Lucho, Diawara e Edouard Cissé), uma ótima recuperação após a derrota para o Milan no Vélodrome.

O outro tento do OM veio por intermédio do endiabrado Mamadou Niang, que divide a artilharia da Ligue 1 (4 gols) com Gourcuff, Gyan e Nenê, nosso brazuca. O ganense Asamoah Gyan é o destaque do ataque do Rennes, que completa o rol dos invictos na 4ª posição e sapecou quatro na casa do Grenoble, seríssimo candidato à Ligue 2, pois só perdeu até aqui. O Stade Rennais, se mantiver a toada, é forte candidato a uma vaga, na pior das hipóteses, à Liga Europa, assim como o Monaco, que deitou e rolou na casa da tia Nice (que pode virar residência de segunda divisão): 3 a 1 no clássico da riviera francesa, em ótimas atuações do supracitado Nenê, do meia argentino Alonso e do atacante sul-coreano Park (Park na Coréia é QUE NEM Silva no Brasil!).

Por fim, o dérbi do norte entre Lens e Lille ficou empatado (1 a 1), mantendo a boa campanha dos donos da casa e a fragilidade dos visitantes, que devem sentir uma imensa falta de Michel Bastos, hoje no Lyon, e se não reagirem, podem cair também. A destacar ainda os 5 a 2 do Valenciennes sobre o Sochaux, fora de casa, no qual Pujol fez dois. Não o zagueiro espanhol do Barcelona, o atacante francês do VAFC!

Nenê e Park, o lépido ataque monegasco (AFP)

Nenê e Park, o lépido ataque monegasco (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 2 de setembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 08:01

O batalhão brasileiro

Compartilhe: Twitter

Num “pool de posts” dos blogs “europeus” do iG Esporte, listamos os jogadores brasileiros que estão hoje nas primeiras divisões de França, Alemanha, Espanha, Inglaterra e Itália. Na terra dos Bleus são 26 brazucas, divididos em 14 dos 20 clubes da Ligue 1. Uns você conhece bem, alguns já ouviu falar e outros num faz nem ideia! Voilá:

Bordeaux: Henrique (zagueiro), Fernando (volante), Wendell (volante e meia) e Jussiê (meia)
Marselha: Elinton Andrade (goleiro), Hilton (zagueiro) e Brandão (atacante)
Lyon: Cris (zagueiro), Ânderson (zagueiro), Ederson (meia) e Michel Bastos (meia e lateral-esquerdo)
PSG: Ceará (lateral-direito)
Toulouse: Luan (atacante)
Lille: Emerson (lateral-esquerdo e zagueiro) e Túlio de Melo (atacante)
Rennes: não tem
Auxerre: Marcos Antonio (zagueiro)
Monaco: Adriano (lateral-direito e zagueiro), Eduardo Costa (volante) e Nenê (meia e atacante)
Lorient: não tem
Grenoble: não tem
Nancy: André Luiz (zagueiro)
Saint-Etienne: Ilan (atacante)
Le Mans: Geder (zagueiro) e Marcos Paulo (meia)
Nice: não tem
Valenciennes: Rafael Schmitz (zagueiro)
Sochaux: Carlão (zagueiro, lateral-esquerdo e volante)
Lens: Eduardo Santos (atacante)
Montpellier: não tem
Boulogne: não tem

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 25 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 21:48

Nada como uma segunda

Compartilhe: Twitter

Nada como uma segunda-feira para podermos destrinchar o que houve no fim de semana, quando não trabalhamos no fim de semana – como se fosse normal trabalhar no fim de semana, embora para jornalistas de esportes o sejam. Ladainhas pessoais à parte, o Bordeaux está muito perto de se sagrar campeão após 10 anos graças ao gol do atacante Marouane Chamakh contra o Monaco – o marroquino, ao lado de Gourcuff, tem feito a diferença para os Girondinos na-hora-du-vamu-vê. 

Já faz um tempo que o slogan dele poderia ser Chama-kh-ié-gol

Tentando não jogar a toalha enquanto tem alguma chance, o Olympique de Marselha fez sua parte batendo o Nancy fora por 2 a 1, gols de Bonnart e Brandão, figurinha carimbada na lista de artilheiros das últimas rodadas. O Lyon cumpriu seu objetivo para salvar a temporada: se garantiu em 3º e na próxima Liga dos Campeões da Europa com os 3 a 1 sobre o Caen – Juninho Pernambucano fez seu 100º gol pelo clube, em clima de total despedida (volto a isso no decorrer da semana), Benzema e Govou também carimbaram; Savidan descontou.

Em plena descendente, o Paris Saint-Germain foi derrotado pelo Valenciennes (2 a 1 = Audel e Pujol; Kezman), que por sua vez ressurgiu do limbo para se segurar de vez na Ligue 1. De quebra, o PSG caiu de 4º para 5º porque foi superado no saldo de gols pelo Toulouse, que ganhou do Nice fora – ou seja, na casa da tia – com dois do artilheiraço Gignac, e ambos ainda não estão garantidos na Liga Europa, pois Rennes (3 a 1 no Lorient) e Lille (1 a 0 no rebaixado Le Havre, gol de Michel Bastos) estão dois pontos atrás, zicando os rivais pelas duas vagas no torneio que substituirá a Copa da Uefa.

Lá embaixo da tábua de pontos (não de frios!), o tradicional Nantes (19º, 34 pg) está quase fazendo companhia ao Le Havre, lanterna que já foi pro saco da Segundona faz tempo. A derrota doída – torcedores saíram na mão! – para o Sochaux (2 a 1), por sua vez, deixou o time do glorioso ex-corintiano Carlão (15º, 39 pg) muito perto de salvar a conta bancária na 1ª divisão.

Hoje também estaria rebaixado, após o revés para o Auxerre (1 a 0), o Saint-Etienne (18º, 37 pg) do eficiente Ilan, que perde para o Caen (17º, 37 pg) no saldo de gols (-6 a -20, todo mundo devendo…). Mas como há igualdade de pontos ganhos, eles “só” decidem a vida (e tem coisa mais complicada?) na derradeira rodada; o Le Mans (16º, 39 pg), que empatou com o Grenoble (1 a 1) precisa de mais um ou três pontos para não se afogar. 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 5
  3. 6
  4. 7
  5. 8
  6. 9
  7. Última