Publicidade

Posts com a Tag Saint-Etienne

segunda-feira, 28 de setembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 21:56

Bordeaux, Lyon e os demais

Compartilhe: Twitter
Rafael foi a grata surpresa brasileira da rodada (EFE)

Rafael foi a grata surpresa brasileira da rodada (EFE)

Como se não bastasse toda a conotação negativa do fato de hoje ser segunda-feira, a chuva, companheira amiga de São Paulo, me pegou no caminho para o trabalho… Mas vamos para a França então para não passar raiva!

Sete rodadas se foram e o Bordeaux continua imparável, do jeitinho que acabou a última temporada. Felizmente que a excelente campanha tem participação determinante de brasileiros. Ontem, foi a vez de Wendell garantir a vitória sobre o Rennes, até então invicto, para 27 mil pessoas no Chaban-Delmas, que viu o duelo dos times mais ofensivos da Ligue 1 ter apenas um golzinho. Os Girondinos têm melhor ataque e melhor defesa da Ligue 1. Quem os pode deter?

Dois pontos atrás do líder, o Lyon se mantém na cola, como o segundo e último do agora seleto clube dos invictos. A maior parte dos 34 mil espectadores no Gerland se assustou com o gol de Sissoko para o Toulouse logo no comecinho, mas o moleque Yannis Tafer e o oportunista Bafétimbi Gomis fizeram valer a boa audiência em casa – lembrando que Michel Bastos e Lisandro López não puderam jogar. O TFC não ganha em Lyon desde 1966, e assim persiste.

Marselha e Montpellier lideram o grupo do resto, ou seja, todos que já foram derrotados pelo menos uma vez. O Olympique provou esse gostinho amargo no sábado, em Valenciennes, quando levou a virada (3 a 2) do time da casa, com o zagueiro brasileiro Rafael Schmitz fechando o marcador. O consolo marselhês é que Mamadou Niang se isolou na artilharia geral, com 5 gols. Já o MHSC fez o básico para derrotar o Boulogne, 1 a 0 em casa.

Rennes (5º), Paris Saint-Germain (6º) e Monaco (7º) completam o grupo dos primeiros. Como já disse, o Stade Rennais perdeu. O PSG buscou um ponto importante em Lorient, com Hoarau voltando a marcar, afinal o anfitrião faz boa campanha, ocupando atualmente o 8º lugar. Se não tivesse caído contra o fraco Saint-Etienne no Principado, levando gol aos 45 do 2º tempo, o Monaco estaria melhor na tabela.

>> Liga dos Campeões, 2ª rodada
Antes de falar dos franceses na Champions, importa mencionar um francês que atua fora do país e cuja ausência deve preocupar a seleção: Thierry Henry volta a desfalcar o Barcelona neste ano, agora contra o Dínamo de Kiev. Não poder contar com o atacante para os decisivos compromissos pelas Eliminatórias, daqui a duas semanas, é algo no qual Raymond Domenech não pode sequer cogitar.

Amanhã, o Lyon vai à Hungria encarar o Debrecen. Como o novato na Liga deu muito trabalho para o Liverpool na Inglaterra, na primeira rodada, não deve ser tão fácil como se imagina a princípio. Na quarta, o Bordeaux recebe o Maccabi Haifa, de Israel, e o Olympique joga em Madri contra o Real, mas deles eu volto a falar amanhã.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 23 de setembro de 2009 Copas francesas, Franceses no mundo | 19:40

O valor prático da filosofia

Compartilhe: Twitter

Na tua prosaica vida, a filosofia pode não servir para nada, embora seja “da hora” (a filosofia). Na do Lens, serviu e muito pelas 1/16-de-final da Copa da Liga Francesa. O time, que voltou à primeira divisão francesa na última temporada, conseguiu fazer 4 a 3 no Montpellier, que vive grande fase na Ligue 1, fora de casa, com dois gols – sendo um na decisiva prorrogação! – do zagueiro Romain Sartre. Sim, sobrinho perdido por aí do filósofo existencialista Jean-Paul Sartre, que hoje garantiu a manutenção da existência do RCL na competição.

O PSG fez sua parte e eliminou o Boulogne, novato na atual L1, com gol do atacante Jean-Eudes Maurice, que aproveitou bem a chance de atuar no lugar de Ludovic Giuly. Já o Monaco decepcionou, caindo em Nancy para o time da casa, 2 a 0. A tia Nice continua cabisbaixa, embora o sobrinho Loïc Rémy tenha marcado o seu: 4 a 1 para o Saint-Etienne, com dois do argentino recém-contratado Gonzalo Bergessio. Metz e Sedan se juntam ao Clermont como os sobreviventes da Ligue 2 no torneio.

O Sartre do mundo do futebol (site do RCL)

O Sartre do mundo do futebol (site do RCL)

Confira resultados e classificados (em negrito) de ontem e hoje:

Boulogne-sur-Mer (L1) 0 x 1 Paris-SG (L1)
Nancy (L1) 2 x 0 Monaco (L1)
Montpellier (L1) 3 x 4 Lens (L1)
Rennes (L1)
2 x 1 Sochaux (L1)
Le Mans (L1) 3 x 0 Nîmes (L2)
Saint-Etienne (L1) 4 x 1 Nice (L1)
Lorient (L1) 1 x 0 Grenoble (L1)
Metz (L2) 2 x 0 Valenciennes (L1)
Sedan (L2) 3 x 1 Auxerre (L1)
Clermont (L2) 3 x 1 Vannes (L2) 


Enquanto isso, na Itália

Na derrota do Milan para a Udinese fora de casa, por 1 a 0, Mathieu Flamini foi expulso perto do fim da partida, em outro dia de muita irritação para o técnico Leonardo.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 2 de setembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 08:01

O batalhão brasileiro

Compartilhe: Twitter

Num “pool de posts” dos blogs “europeus” do iG Esporte, listamos os jogadores brasileiros que estão hoje nas primeiras divisões de França, Alemanha, Espanha, Inglaterra e Itália. Na terra dos Bleus são 26 brazucas, divididos em 14 dos 20 clubes da Ligue 1. Uns você conhece bem, alguns já ouviu falar e outros num faz nem ideia! Voilá:

Bordeaux: Henrique (zagueiro), Fernando (volante), Wendell (volante e meia) e Jussiê (meia)
Marselha: Elinton Andrade (goleiro), Hilton (zagueiro) e Brandão (atacante)
Lyon: Cris (zagueiro), Ânderson (zagueiro), Ederson (meia) e Michel Bastos (meia e lateral-esquerdo)
PSG: Ceará (lateral-direito)
Toulouse: Luan (atacante)
Lille: Emerson (lateral-esquerdo e zagueiro) e Túlio de Melo (atacante)
Rennes: não tem
Auxerre: Marcos Antonio (zagueiro)
Monaco: Adriano (lateral-direito e zagueiro), Eduardo Costa (volante) e Nenê (meia e atacante)
Lorient: não tem
Grenoble: não tem
Nancy: André Luiz (zagueiro)
Saint-Etienne: Ilan (atacante)
Le Mans: Geder (zagueiro) e Marcos Paulo (meia)
Nice: não tem
Valenciennes: Rafael Schmitz (zagueiro)
Sochaux: Carlão (zagueiro, lateral-esquerdo e volante)
Lens: Eduardo Santos (atacante)
Montpellier: não tem
Boulogne: não tem

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 17 de agosto de 2009 Francês da 1ª divisão | 23:42

Os esperados e o intruso

Compartilhe: Twitter

Segunda rodada do Francês finalizada e quais os três times com duas vitórias comandando a tabela ? Bordeaux (oui!), Olympique de Marselha (oui!!) e… Nancy (oui?!?). Pois é, o clube que revelou Michel Platini para o mundo fez sete gols, sofreu um e hoje tem a melhor campanha da Ligue 1. Mas calma, ainda restam longas 36 rodadas…

As duas belas vitórias do ASNL foram sobre Valenciennes, fora (3 a 1), e Monaco, em casa (4 a 0). Nesta última, uma pitada brasileira: gol do zagueiro André Luiz, merecedor da foto de hoje. Outro compatriota colaborou decisivamente para os 100% do OM: Brandão fez o tento solitário contra o Lille, em Montpellier, porque o Vélodrome de Marselha está em reforma (motivo: grama prejudicada por um show da Madonna, é mole?).

O atual campeão impôs 3 a 2 ao Sochaux nos domínios do rival, com dois do ótimo marroquino Chamakh. Lyon e PSG venceram a primeira; o OL graças a BAFETIMBI Gomis, o sonoro, e o Saint-Germain contando, mais uma vez, com o oportunismo de Ludovic Giuly.

O Toulouse venceu a primeira e empurrou o Saint-Etienne para a lanterna: 3 a 1, com participação do selecionável Gignac na construção do placar. O ASSE quer suprir a perda de Gomis, e volta os olhares para nomes brasileiros, como Diego Tardelli e outros. Sucesso nesta empreitada!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 8 de junho de 2009 Francês da 1ª divisão | 21:18

Quem seria a jóia de Deschamps?

Compartilhe: Twitter

“Para o gol” é o que se espera que Deschamps não apenas leia, mas realize no OM (clique para ampliar)

Didier Deschamps, novo técnico do Olympique de Marselha, conversou com a France Football e já apresentou seu projeto para o clube. Em entrevista cuja íntegra será publicada nesta terça-feira, o substituto de Eric Gerets identificou uma falha grave do time no último Francês (perder pontos em demasia no Vélodrome) e deixou claro que pretende contar com novas e prontas peças para fortalecer o elenco.

Além disso, DD simplesmente afirmou: “Quero um Juninho ou um Gourcuff” (só você, meu filho??). Ou seja, um meia capaz de ser decisivo e marcar gols (coisa que Ben Arfa poderia fazer, mas não vem fazendo). Como Juninho não joga mais na França e Gourcuff não deixa Bordeaux tão cedo, os dois só valem como metáfora. Quem seria a jóia de Deschamps ao alcance do Marselha? Um Michel Bastos estaria de bom tamanho??

Falando em novo técnico, o mercado francês anda agitado desde o fim da Ligue 1, há pouco mais de uma semana. Veja como foi o troca-troca (com todo o respeito) dos últimos dias na França:

Paris Saint-Germain: Antoine Kombouaré subiu na vida ao se mudar de Valenciennes para Paris
Monaco: rompeu o namoro com o brasileiro Ricardo Gomes e assumiu outro com Guy Lacombe, ex-Rennes
Rennes: como perdeu Lacombe, foi atrás de Frederic Antonetti, ex-Nice
Le Mans: trouxe o português Paulo Duarte, que conciliará o cargo com a seleção de Burkina Faso (caraca!)
Saint-Etienne: renovou com o técnico que deu o último caneco ao Lyon, Alain Perrin
Valenciennes: contratou Philippe Montanier, que levou o Boulougne-sur-Mer pela 1ª vez à Ligue 1
Boulogne-sur-Mer: o calouro agora conta com Laurent Guyot, ex-defensor do Nantes de 39 anos* 
Montpellier: “recém-subido” da Ligue 2, trocou Rolland Courbis por René Girard*incluído no dia 09/06

 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 30 de maio de 2009 Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 18:00

BORDEAUX CHAMPION!

Compartilhe: Twitter

Difícil de engolir para Gouffran: dar o título ao atual clube e rebaixar o antigo ao mesmo tempo (AP)

Eu bem que esperava que a façanha de destronar o Lyon na França caberia ao Olympique de Marselha, mas a história encerrada neste sábado foi outra: Football Club Girondins de Bordeaux, campeão francês pela sexta vez! (a última fora em 1998/99)

A conquista foi sacramentada com a vitória sobre o Caen por 1 a 0, mesmo fora de casa e com a necessidade de um mero empate. Com o anfitrião precisando vencer para não ser rebaixado no estádio Michel d’Ornano, os Girondinos sentiram, logo que a bola rolou, a pressão de uma torcida barulhenta num campo apertado. Gourcuff teve boas chances em finalizações, mas o pé não estava calibrado. O Caen chegou a pressionar, mas a sólida defesa com Diawara e Planus, resguardada por Diarra e o brasileiro Fernando, se manteve segura.

Nos primeiros minutos do segundo tempo, uma falta pro Bordeaux deixou o título pra lá de encaminhado: Gourcuff trocou olhares com Gouffran, rolou a bola na extrema esquerda para Trémoulinas, que cruzou para o cabeceio certeiro de… Gouffran! A jogada ensaiada deu certo, bola na rede, mas o artilheiro foi o único entre os Girondinos que não comemorou, em respeito ao clube que o revelou e estava caindo para a Ligue 2 (o que de fato viria a acontecer).

Precisando desesperadamente da vitória para salvar sua pele, pois o Saint-Etienne já abria 3 a 0 no Valenciennes, o Caen ainda se lançou ao ataque, mas não com a competência necessária para marcar, embora segurasse os contra-ataques dos quase campeões, que após os 90 minutos enfim se livraram do quase. Fizeram história pelo Bordeaux em Caen os seguintes jogadores Ramé; Jurietti, Planus, Diawara e Trémoulinas; Diarra, Fernando e Gourcuff (substituído pelo brasileiro Wendell); Jussiê (o brasileiro foi substituído por Sertic), Chamakh e Gouffran (Bellion). Ficaram na reserva, além do brasileiro Henrique,  Valverde e Cavenaghi. 

Os 4 a 0 do Marselha (dois de Niang) sobre o Rennes só serviram para o time sair aplaudido do Vélodrome apesar da segunda colocação. Campeão, vice e o terceiro colocado Lyon – que ficou no 0 a 0 com o Toulouse – jogarão a próxima Liga dos Campeões da Europa. Além do Toulouse (quarto), se classificou para a Liga Europa o Lille (quinto), de Michel Bastos, que fez 3 a 2 no Nancy e contou com uma forcinha do Paris Saint-Germain, incapaz de vencer o Monaco na capital (0 a 0), ir além da sexta posição e se classificar para qualquer torneio europeu – triste!  

No começo da semana, traremos uma análise mais desenvolvida, no plano dos detalhes e dados, da última rodada da Ligue 1: aguardemmm! No fligir dos ovos franceses (observação: “fligir” só existe por causa de “ovos”), caíram para a Ligue 2 Caen, Nantes e Le Havre. Ocupam seus lugares, na Ligue 1 que comecará em agosto, Lens, Montpellier e Boulogne-sur-Mer (sim, sobre o mar!).

Caíram para a National (3ª divisão) Nimes, Troyes e Reims; subiram para a Segundona Istres, Laval e Arles. Desceram para a CFA (4ª divisão) Calais, Entente e Cherbourg, mas daí pra baixo não vou me sujeitar porque é descer muito o nível para a esfera varzeana. 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 13 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 18:28

Tête à tête, haaaja coração!

Compartilhe: Twitter

Brandão fez biquinho, mas não ganhou beijos dos colegas de Marselha (AFP)

Olympique de Marselha e Bordeaux chegaram à 35ª rodada do Francês com o mesmo número de pontos e uma vantagem de um gol no saldo para o primeiro – embora o segundo tenha mais vitórias, este não é o primeiro critério de desempate. Portanto, era preciso, para ambos, vencer por uma boa margem de gols, até porque, ontem, o Lyon ganhou do Nantes e diminuiu a diferença para os líderes para quatro pontos.

O OM foi até a casa da tia Nice enfrentar o time homônimo, cujos eufóricos torcedores não paravam de entoar gritos de guerra no estádio Municipal du Ray. Mas com 70% de posse de bola no início do jogo, os marselheses se impuseram. Aos 26, Niang recebeu na entrada da área, abriu espaço e chutou cruzado, rasteiro, no cantinho: 1 a 0 para o time de uniforme azul-calcinha.

Podendo jogar nos contra-ataques, o Marselha tinha boas chances, mas pecava nas finalizações no início da 2ª etapa. Até que, aos 15, Mandanda repôs a bola com velocidade, Taiwo avançou para o campo adversário e cruzou na cabeça de Brandão, esquecido pela defesa do Nice. Muito comemorado pelo banco de reservas, o gol aumentou a tranquilidade do OM, fez a espremida torcida visitante dominar o estádio e jogou grande pressão para cima do Bordeaux, que precisaria vencer por pelo menos três gols o Valenciennes para roubar a liderança.

O problema para os Girondinos foi que o Valenciennes (de Rafael, zagueiro e capitão, e do volante Jeovânio) se empolga jogando em casa e, assim como fez contra o Lyon, saiu na frente do marcador aos 22 minutos, de pênalti, com Danic. Mas a sorte dos Marine et Blanc é ter brasileiros (mesmo com o machucado Wendell fora do fim da temporada); o volante Fernando Menegazzo mostrou talento aos 38, igualando tudo, de cabeça. E contar com Gourcuff parece a certeza de esperar um gol decisivo no finalzinho; dito e feito, o meia também meteu o cocoruto nela, após jogada do também meia Jussiê (que havia acabado de entrar, voltando de lesão), e decretou, com 38 minutos do 2º tempo, a virada heróica em 2 a 1

Porém, a vantagem do Olympique no saldo de gols pulou de um para dois, a três rodadas do final da Ligue 1. Maaas, na próxima rodada o Marselha enfrenta “apenas” o Lyon, enquanto que o Bordeaux tem tarefa mais fácil recebendo o Le Mans. Difícil prever algo nessa disputa cabeça a cabeça, mas sigo cravando que dá OM.

“Nóis tamu vivo, negada!”, brada Fernando, il ragazzo Menegazzo (AFP)

Outros resultados da rodada:

Le Mans (15º) 0 x 1 Paris Saint-Germain (4º) – Kezman substituiu bem Hoarau
Le Havre (20º) 2 x 4 Saint-Etienne (17º) – Ilan deixou o dele, fazendo seu time respirar e afundando para a Ligue 2 os donos da casa
Sochaux (16º) 3 x 0 Monaco (11º) – time de Carlão derrota o de Ricardo Gomes e respira
Toulouse (5º) 0 x 0 Lille (6º) – por ora, a vaga na Liga Europa é do primeiro
Auxerre (8º) 2 x 0 Grenoble (12º) – dois clubes da turma do miolo, que não fede nem cheira
Nancy (13º) 2 x 2 Lorient (10º) – dois de Sami prum lado e Gameiro pro outro
Rennes (7º) 1 x 0 Caen (18º) – o primeiro quer a Liga Europa; o segundo, deixar a condição de “caído”

 

 

 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

domingo, 19 de abril de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 20:59

Aí sim!

Compartilhe: Twitter

Hilton tenta se segurar diante do irresistível Brandão: Beija, beija, beija! (foto AFP)

Pausa no feriadão de Tiradentes para ver como foi a rodada do Francês e, quem diria, o Lyon (OL) não conseguiu retomar a liderança! O time de Juninho Pernambucano foi a Bordeaux e se deu mal diante dos Girondinos, donos da casa: 1 a 0 (gol do zagueirão Alou Diarra). Como se tratava de um adversário direto, o Bordeaux chegou a 62 pontos na tabela de classificação, deixando o OL com 60, na terceira colocação.

Mas o líder não é o Bordeaux, o que indica que a encrenca para os lioneses é maior ainda. O Olympique de Marselha (OM) não se intimidou diante do Lorient, que jogava em casa e abriu 1 a 0 na primeira etapa, virando o placar para 2 a 1, gols de Civelli e do brasileiro Brandão, aquele mesmo que jogou no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e não pôde atuar na desastrosa partida de quinta pela Uefa (como cito no post anterior). Conclusão: OM líder do Campeonato Francês com 64 pontos! Agora sim ficou bom…

Outro atacante brasileiro a balançar as redes nesta rodada foi Ilan, ex-Atlético Paranaense, que contribuiu para a vitória do Saint-Etienne (ASSE) sobre o Lille, 2 a 1 – lembrando que o ASSE ainda permanece na perigosíssima 18ª colocação, abrindo a zona de rebaixamento.

Autor: Tags: , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 10
  3. 15
  4. 16
  5. 17
  6. 18
  7. 19
  8. Última