Publicidade

Posts com a Tag Ribas

terça-feira, 24 de maio de 2011 Extracampo | 21:35

Campeão Lille dá as cartas entre os melhores da temporada

Compartilhe: Twitter

Tava na cara, tanto que acertei o melhor jogador e o melhor treinador da temporada na França, na 20ª edição da premiação da UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais, o sindicato da classe boleira): Eden Hazard e Rudi Garcia, claro, representando o mais eficiente clube da Ligue 1 2010/2011. O meia belga do Lille, eleito a maior revelação de 2009 e 2010 (Dúvida: no segundo ano o cara ainda pode ser considerado revelação?), faz história por ter sido o jogador mais jovem a ganhar o principal prêmio da organização. 

Desta vez, o troféu revelação ficou para o selecionável zagueiro Mamadou Sakho, do Paris Saint-Germain, e o de goleiro foi para Steve Mandanda, do vice-campeão Olympique de Marselha. A ofensivíssima seleção da Ligue 1, com quatro jogadores do LOSC Métropole, foi composta por:

garcia-et-hazard_ff

Eden e Rudi, pequenos apenas nos nomes, com seus troféus (France Football)

Steve Mandanda (O. Marseille); Anthony Reveillère (Lyon), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Taye Taiwo (NIG – Marseille); Yann M’Vila (Rennes), Eden Hazard (Lille) e Nenê (PSG); Gervinho (CMA – Lille), Kévin Gameiro (Lorient) e Moussa Sow (SEN – Lille).

Não empolga a nenhum de nós, mas como melhores árbitros foram escolhidos Anthony Gautier, Clément Turpin (destaque do ano de 2010 segundo a France Football) e Nicolas Pottier.

Ligue 2
Acertei de novo: melhor jogador para Sebastian Ribas (Dijon) e melhor técnico para Bernard Casoni, do Evian. O time-base da segunda divisão reúne:

Benoît Costil (Sedan); Sébastien Corchia (Le Mans), Grégory Cerdan (Le Mans), Benjamin Genton (Le Havre) e Cédric Fabien (Boulogne-sur-Mer); Romain Alessandrini (Clermont Foot), Olivier Sorlin (Evian Thonon-Gaillard), Rudy Haddad (Châteauroux) e Benjamin Corgnet (Dijon); Sebastian Ribas (Dijon) e Sloan Privat (Clermont Foot). Boas opções para os times da elite, heim…

Mulheres e homenagens
Entre les femmes, errei: deu Elise Bussaglia, do Paris Saint-Germain. Houve troféus de honra em homenagem a Just Fontaine (maior artilheiro de uma única edição de Copa, com 13 gols em 1958), Michel Hidalgo (técnico da França campeã europeia em 1984), Philippe Piat (sem distinções como ex-jogador, mais é presidente da UNFP desde 1969!) e Sylvain Kastendeuch (um ex-atleta um pouco melhor, jogou no Metz e defendeu os Bleus no fim dos anos 80. Mas é co-presidente do sindicato da categoria, entendeu?).

O público ainda votou e elegeu a equipe símbolo dos (últimos) 20 anos da UNFP, com nomes marcantes, como os vários campeões mundiais em 1998: Fabien Barthez; Christian Karembeu, Lilian Thuram, Laurent Blanc e Bixente Lizarazu; Patrick Vieira (ainda joga), Robert Pirès (a.j.), Franck Ribéry (a.j.) e Zinédine Zidane (ainda brinca e detona); Jean-Pierre Papin e Pedro Miguel Pauleta. Técnico: Didier Deschamps. Timaço, né não?

Você também pode se interessar por:

> Nasri e Nenê são reconhecidos entre os melhores de 2010

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 12 de maio de 2011 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 23:32

Nenê, Hazard, Gameiro ou Sow?

Compartilhe: Twitter

Temporada acabando e as tradicionais premiações apontam os nomes que se destacaram e concorrem às honrarias. A UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais), que chega à 20ª edição dos seus prêmios, revelou os indicados em suas sete categorias. As distinções serão entregues no dia 22, domingo, por volta das 16h de Brasília, à Paris, como dizem os franceses.

Para suceder Lisandro López no rol de ganhadores do prêmio principal, de melhor jogador do ano, concorrem o brasileiro Nenê, o belga Hazard, o senegalês Sow e o francês Hazard. Abaixo coloco alguns números para a gente poder opinar sobre quem leva a melhor, além dos meus pitacos.

Entre os melhores goleiros, concorrem Landreau, Lloris, Mandanda e Ruffier. Quanto aos técnicos, o nome que sucederá Jean Fernandez (Auxerre) será ou Deschamps, ou Garcia, ou Gillot ou Gourcuff pai. As mesmas categorias se repetem na segunda divisão, a Ligue 2. E o futebol feminino também é comtemplado, com apenas jogadoras de Lyon e PSG participando. Não, Shirley Cruz não é brasileira, mas costarriquenha.

Hazard à frente de Sow em treino do LOSC. Quem se dará melhor no troféu da UNFP? (Losc.fr)

E os nominados são:

>> Meilleur joueur de Ligue 1 : Kévin Gameiro (Lorient), Eden Hazard (Lille), Nenê (Paris-SG) e Moussa Sow (Lille). Acho que dá Hazard, a maior revelação e o mais habilidoso do provável campeão

– Nenê: 33 jogos, 14 gols (26% do PSG – 6º artilheiro-geral), 6 assistências (12º no geral), 3 cartões amarelos, 0 vermelho
Hazard: 35 jogos, 7 gols (11% do Lille), 9 assistências (6º no geral), 2 cartões amarelos, 0 vermelho
– Gameiro: 33 jogos, 14 gols (46% do Lorient – 2º artilheiro-geral), 3 assistências, 0 cartão amarelo, 0 vermelho
Sow: 33 jogos, 21 gols (34% do Lille – 1º artilheiro-geral), 2 assistências, 0 cartão amarelo, 0 vermelho

> Meilleur gardien de Ligue 1 : Mickaël Landreau (Lille), Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Marseille), Stéphane Ruffier (Monaco). Fico com Landreau, para homenagear o veterano

Meilleur entraîneur de Ligue 1 : Didier Deschamps (Marseille), Rudi Garcia (Lille), Francis Gillot (Sochaux) e Christian Gourcuff (Lorient). Escolho Garcia, porque com um elenco mais fraco do que o de Deschamps ficou quase sempre na frente na tabela

> Meilleur joueur de Ligue 2 : Benjamin Corgnet (Dijon), Rudy Haddad (Châteauroux), Sloan Privat (Clermont-Ferrand) e Sébastian Ribas (Dijon). Ribas lidera a artilharia do torneio, dois gols à frente de Privat (19 a 17). Fico com o “primo” do Diego ex-meia do Santos então…

> Meilleur gardien de Ligue 2 : Benoît Costil (Sedan), Bertrand Laquait (Evian-Thonon), Grégory Malicki (Angers) e Johny Placide (Le Havre). O líder Evian foi um dos que menos perdeu. Então vou de Laquait

Meilleur entraîneur de Ligue 2 : Patrice Carteron (Dijon), Bernard Casoni (Evian), Landry Chauvin (Sedan) e Olivier Pantaloni (AC Ajaccio). Casoni, porque está fazendo história no time criado em 2007

> Meilleure joueuse: Camille Abily (Lyon), Elise Bussaglia (Paris-SG), Shirley Cruz (Lyon) e Lara Dickelmann (Lyon). Abily tem jeitão de “Zinedina”, portanto…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 14 de dezembro de 2010 Extracampo, Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores, Franceses no mundo, Torneios europeus | 09:38

Nasri e Nenê são reconhecidos entre os melhores de 2010

Compartilhe: Twitter

A France Football divulgou sua extensa lista de destaques do ano no futebol francês, nas primeira e segunda divisões, confirmando algumas “barbadas”.

Samir Nasri foi eleito o jogador francês de 2010 pela revista bi-hebdomadária (que tem duas edições por semana), um justo reconhecimento à temporada que o jovem meia (23 anos), formado no Olympique de Marselha, vem fazendo pelo Arsenal e nas aparições pela seleção francesa pós Copa do Mundo. Ele superou Florent Malouda (meia do Chelsea) e Hugo Lloris (goleiro do Lyon).

Nenê, maior nome do PSG nas atuais Ligue 1 e Liga Europa, ficou com o título de jogador estrangeiro do ano. O título nacional conquistado em maio, somado à taça da Copa da Liga Francesa em março, ratificaram Olympique de Marselha e Didier Deschamps como clube e treinador de 2010, respectivamente.

nasri_arsenal_ap

Samir não conseguiu ajudar o Arsenal a evitar a derrota para o Manchester United, na segunda-feira, pelo Inglês. Mas tem mais a comemorar do que a lamentar neste ano (AP)

 

Veja os demais premiados pela FF:

> Revelação do ano: Yann M’Vila, volante do Rennes (pré-selecionado para a Copa 2010 e presente nas últimas convocações) 
> Revelador do ano (quem melhor revela jovens jogadores): Sochaux
> Recrutador do ano (quem melhor contrata): Lorient
> Dirigente do ano: Robin Leproux, presidente do Paris Saint-Germain
> Árbitro do ano: Clément Turpin
> Façanha do ano: Auxerre na fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa
> Jogo do ano: Real Madrid 1 x 1 Lyon, 10/03 (volta das oitavas de finais da Champions League 2009/2010, no Santiago Bernabeu)

Ligue 2
Clube do ano: Sedan
Clube promovido do ano: Quevilly (semifinalista da Copa da França 2009/2010)
Treinador do ano: Daniel Sanchez, do Tours
Jogador do ano: Sébastien Ribas, meia uruguaio do Dijon

Você também pode se interessar por:

> Campeão Lille dá as cartas entre os melhores da temporada (atualização de 24/05/2011)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 15 de outubro de 2010 Brasileiros na França, Francês de divisões menores | 21:22

Líder da Ligue 2 tem artilheiro brasileiro

Compartilhe: Twitter

Depois de dez rodadas pela segunda divisão francesa, o Troyes encabeça a tabela de classificação, com 19 pontos, ao lado do Tours. O nome do clube é bem propício para quem sonha com a chegada à elite: Espérance marcos_dos_santos_troyesSportive Troyes Aube Champagne (ESTAC). Fundado em 1900, deixou de atuar profissionalmente por alguns anos, mas desde 1986 segue na ativa. Já disputou três vezes a Ligue 1, em 2002/2003, 2005/2006 e 2006/2007.

Dos 13 gols marcados pela equipe na atual Ligue 2, 6 deles (quase a metade) se devem ao atacante brasileiro Marcos dos Santos, vice-artilheiro do torneio, ao lado de Ribas (Dijon) e Djordjevic (Nantes) e atrás de Guié Guié, do Tours, que fez 9.

Com 31 anos e 1,82 metro, o paulista de Salto teve passagens por Guarani (1996 a 1999) e Sertãozinho (2000 a 2002), das quais eu realmente não lembro. Passou algumas temporadas no futebol da Tunísia (campeão nacional em 2006, com o Esperance Tunis), e esteve no Young Boys, da Suíça, antes de vir para a França. Defendeu o Ajaccio em 2007/2008 e esteve por duas temporadas no Racing Strasbourg, até chegar ao Troyes.

Bonne chance à lui! (Boa sorte a ele!)

Autor: Tags: , , , , , ,