Publicidade

Posts com a Tag Reveillere

sexta-feira, 5 de outubro de 2012 Franceses no mundo, Torneios europeus | 16:20

Resultados franceses nas 2ªs rodadas das ligas europeias 2012/3

Compartilhe: Twitter

** Liga dos Campeões da Europa **

Porto 1 x 0 PSG
No duelo de líderes do Grupo A, a primeira derrota dos franceses na Champions e na temporada foi merecida, pois foi superado em campo, mesmo o belo gol que decidiu a partida só tendo saído aos 38 minutos da etapa final. Com os 2 a 0 do Kiev sobre o Zagreb, no embate dos Dínamos, o Paris fica na segunda posição ao lado do Kiev (3 pontos), tendo o time português na liderança com 6.

Valencia 2 x 0 Lille
O atacante brasileiro Jonas foi o carrasco dos Dogues, marcando os dois gols: o primeiro, após tabela com Soldado, aparecendo com liberdade no meio da defesa visitante; o segundo, depois que chutou bola alta na área dos Dogues, ela pegou o caminho do gol e encobriu Landreau (que na minha opinião não pode ser considerado culpado, dificilmente outro goleiro evitaria o gol…).

Lavezzi se irrita ao ser substituído na derrota do PSG. Ancelotti vai ter que sambar pra lidar com a disputa de vaidades no elenco estrelado, pois só cabem 11 em campo...

Sem pontuar ainda, o LOSC amarga a lanterna do Grupo F. O líder é o surpreendente BATE Borisov, que voltou a vencer, fazendo agora 3 a 1 no Bayern de Munique (Ribéry fez o tento germânico) e indo a 6 pontos. Valencia e Bayern somam 3.

Schalke 2 x 2 Montpellier
Ótimo resultado pro campeão francês, com sabor de vitória (buscou a igualdade depois que estava com 10, já que Bocaly foi expulso por cometer o pênalti que resultou no 2 a 1 àquela altura), que o deixa na terceira colocação do Grupo B (1 ponto), à frente do Olympiacos (zero), que perdeu para o Arsenal (6). Ait-Fana abriu o placar, com um lindo arremate, os donos da casa viraram, mas Camara deu números finais a ele (assista aos gols), dando a entender que o MHSC tem condições de brigar ao menos pelo terceiro lugar da chave e avançar para a próxima fase da Liga Europa.

Franceses fora da França > Além de Ribéry, Benzema também deixou sua marca e foi muito bem nos 4 a 1 do Real Madrid sobre o Ajax, na Holanda.

* Liga Europa *

Hapoel Shmona 3 x 4 Lyon
Ufa, mais uma vitória apertada dos lioneses na UEL. Não se esperava que o time levasse três gols da equipe israelense, mas os três pontos alçam o clube à liderança isolada do Grupo I, com 6 pontos. Fofana abriu e fechou o placar, Monzón e Reveillère também foram às redes pelo OL. O Sparta Praga bateu o Athletic Bilbao por 3 a 1 e é o vice (3 pts), deixando espanhóis e israelenses na lanterna com 1.

Olympique de Marselha 5 x 1 AEL Limassol
O líder da Ligue 1 cumpriu seu papel e não tomou conhecimento da desconhecida equipe cipriota. Os gols foram marcados por Remy (duas vezes), Fanni, Gignac e pelo zagueiro brasileiro Lucas Mendes, surpresa positiva da partida. Com a vitória do Fenerbahce sobre o Monchengladbach fora de casa (2-4), os clubes turco e francês, os maiores candidatos à classificação, dividem a liderança do grupo.

Newcastle 3 x 0 Bordeaux
Assim como o PSG, os Girondinos vinham invictos na temporada, mas não resistiram a uma das forças do grupo na casa do adversário. Na derrota, o zagueiro brasileiro Henrique teve a infelicidade de marcar contra. Com os 2 a 0 do Brugge sobre o Marítimo, o time belga divide a vice-liderança do grupo D com os franceses (3 pontos), tendo a equipe inglesa, do meia francês Ben Arfa em boa fase, a ponta da tabela com 4 pts.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 Francês da 1ª divisão | 12:35

Empates dos ponteiros aproximam Lyon dos líderes após 18ª rodada da Ligue 1 11/12

Compartilhe: Twitter

Artilheiro da Ligue 1, Olivier Giroud lamenta gol perdido no empate do Montpellier com um gesto que não pegou bem, né? (EFE)

Rodada boa pros Olympique Lyonnais e de Marseille. A destacar também a ascensão do Saint-Etienne, já no top cinq da classificação geral, abaixo dos resultados do fim de semana:

Montpellier 1 x 1 Toulouse

PSG 0 x 0 Lille
(como eu previa!)
Frio de 2 graus e chuva que foi apertando no Parc des Princes. Os anfitriões estiveram mais perto do gol no primeiro tempo, mas nada de muito agudo. No segundo, o LOSC deu uma equilibrada, também se aproximou do gol, mas nada de redes balançando. Noite pouco inspirada de todos os atacantes envolvidos…

Lyon 2 x 1 Evian (bingo!) –  O OL tomou conta das ações ofensivas no primeiro tempo, com chances claras de gol. Foi recompensado quando Lacazette chutou cruzado na trave e, no rebote, Briand mostrou oportunismo e concluiu pro gol. O time da casa ainda teve sorte minutos depois, quando Reveillère impediu cabeceio de entrar no gol amortecendo com o braço para defesa de Lloris. Nem pênalti, nem expulsão, lucro total pros donos da casa! Mas nem deu pra respirar, pois ainda no final do primeiro tempo Sagbo recebeu nas costas de Cris, que não conseguiu impedir o atacante de chutar em baixa altura, contando com uma ajudinha de Lloris que aceitou por baixo das pernas! Voltou o Lyon à carga e conseguiu o segundo gol aos 25 do segundo, quando Briand cruzou, o goleiro Andersen saiu mal e Lisandro López fez de cabeça.

Dijon 1 x 2 St Etienne (acertei) – Seis jogos sem perder para o ASSE, para alegria do meu amigo francês David Chevrier.
O. Marseille 2 x 1 Lorient (facile!) – Marselheses em oitavo na tabela
Bordeaux 1 x 0 Sochaux – Girondinos em nono
Caen 1 x 2 Nancy
Brest 1 x 0 Auxerre – O marroquino Chafni, do AJA, acusou um dos bandeiras de racismo, e a Liga francesa abriu investigação.
Ajaccio 1 x 0 Rennes
Nice 2 x 0 Valenciennes – Doublé de Mounier

Balanço da rodada da France Football: Bordeaux e Ajaccio voltam a sorrir

>> Classificação: Montpellier e PSG – 37 pontos; Lille e Lyon – 35; St Etienne e Toulouse – 30; Rennes – 29; Marselha – 28; Bordeaux e Lorient – 23; Brest – 20; Evian e Caen – 19; Auxerre, Nancy, Sochaux e Dijon – 18; Nice e Valenciennes – 17; Ajaccio – 12.

(A 19ª rodada e última do primeiro turno acontece já neste meio de semana, amanhã e quarta-feira) 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 7 de outubro de 2011 Eliminatórias da Eurocopa | 23:55

França 3 x 0 Albânia: A um empate da Euro 2012

Compartilhe: Twitter
FBL-EURO-2012-FRA-ALB

O lateral do Lyon Anthony Réveillère fechou o placar na sexta-feira (AFP)

Como se esperava, líder e vice do grupo D venceram facilmente em casa nesta sexta e deixaram a decisão pra terça. Rémy, Malouda e Réveillère marcaram para os Bleus contra a Albânia. E os bósnios meteram cinco pra cima de Luxemburgo.

Felizmente, o empate jogará a favor dos franceses no seu jogo mais importante pelas eliminatórias europeias. Felizmente, a parada será no Stade de France. É só não fazer b… contra a Bósnia!

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 11 de agosto de 2011 Seleção francesa | 10:56

França 1 x 1 Chile: Não ganhou, mas merecia

Compartilhe: Twitter

Embora o empate em Montpellier não tenha sido o resultado esperado, a França foi melhor e poderia perfeitamente ter vencido o Chile. Em se tratanto de amistoso, o que mais vale são testes e observações. Como o time foi bom, valeu. E não podemos desprezar que é a 11ª partida consecutiva sem derrota.

No Stade la Mosson, Laurent Blanc colocou para jogar Lloris; Sagna (Reveillere), Kaboul, Abidal (capitão) e Clichy; M’vila, Nasri (Cabaye) e Martin (Matuidi); Rémy, Malouda (Ménez) e Benzema (Gameiro).
 
Os Bleus começaram na frente, quando, aos 19 minutos, servido em profundidade pela esquerda, Benzema invadiu a área chilena, esperou e cruzou certeiro para a cabeçada também infalível de Rémy.

remy-vidal-frança-chile-afp

Loïc Rémy em lance com Arturo Vidal: o atacante do Olympique de Marselha vai se firmando perante o comandante Blanc (AFP)

Com bom desempenho dos homens do meio para frente, os donos da casa seguiram perto de ampliar o marcador. Um segundo gol até veio, quando Gameiro venceu Bravo aos 28 do segundo tempo, mas acabou anulado de forma duvidosa (pelo que li. Ainda não vi o lance…).

Poucos minutos depois, veio o castigo francês quando Cordova conseguiu acertar um chute indefensável para Lloris. Gameiro ainda teria outra chance, mas por questão de centímetros a bola não entrou.

Tudo bem, bola pra frente. Agora é se preparar para os dois compromissos que valem pontos pelas Eliminatórias da Euro 2012, no início de setembro: Albânia, dia 2, e Romênia, dia 6, ambos fora de casa.


>> Sub 20: Nas quartas
Não foi fácil mas, com um gol de Griezmann aos 30 minutos do segundo tempo, a França despachou o Equador ontem de noite e se garantiu nas quartas de finais do Mundial sub 20. Agora, encara a Nigéria no domingo, dia 14. Se for às semifinais, pega Portugal ou Argentina. Allez, Bleuets!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 6 de junho de 2011 Seleção francesa | 22:14

França goleia, mas não nos iludamos

Compartilhe: Twitter

Achei que os 4 a 1 sobre a Ucrânia, no amistoso de hoje em Donetsk, fosse a maior goleada francesa desde que este Le Blog (todos os direitos relaxados) se entende por um blog vivo (abril de 2009). Mas houve um 5 a 0 sobre as Ilhas Faroe, em outubro de 2009, em Guingamp, pelas Eliminatórias da Copa 2010, a fatídica. Então podemos dizer que foi a primeira goleada visitante sobre uma seleção com alguma história no futebol mundial não só de Laurent Blanc treinador, mas da história deste espaço.

Entretanto, não podemos fazer a leitura de que os Bleus atropelaram e venceram depois de um longo passeio em campo, pois a vitória só se concretizou nos minutos finais e, na maior parte da partida, não houve domínio francês. Para começar, Blanc fez muitos testes. Mexeu sobremaneira no time titular que vinha jogando por eliminatórias da Euro e amistosos anteriores e, no segundo tempo, fez nada menos que seis alterações, ou seja, mudou mais da metade da equipe.

Jogaram: Mandanda (capitão); Evra, Sakho (Abidal, 30 do 2º), Kaboul e Réveillère; Cabaye (Martin, 30 do 2º), Mvila e Matuidi (Diaby, 30 do 2º); Rémy (Ribéry, 19 do 2º), Gameiro (Benzema, 19 do 2º) e Menez (Malouda, 19 do 2º). Sem gols, o primeiro tempo teve a melhor chance de gol para a França, depois que Rémy dividiu com o marcador, a bola sobrou pra Gameiro finalizar de frente para o gol e o goleiro ucraniano fez difícil defesa. Menez se movimentou bastante, desestabilizando a defesa adversária.

frança-martin-afp

Entre tantas emoções, o nome do jogo dá uma de "chicleteiro" na comemoração (AFP)

A segunda etapa ganhou emoção com um gol para cada lado logo nos primeiros minutos. Primeiro Tymoshchuk bateu de longe e a curva do arremate enganou Mandanda, precipitado na queda. Porém, o golpe não foi sentido pelos visitantes porque o empate saiu rapidamente, quando Gameiro “tabelou com o marcador” num lance de sorte (o passe, que ia para Rémy, foi interceptado apenas parcialmente), recebeu na pinta para encher o pé, encheu e meteu no canto.

Depois da “revolução” promovida por Blanc com as mexidas no time, brilhou a estrela do debutante Marvin Martin, com dois gols e uma assistência a partir dos 42 minutos. Primeiro ele arrancou da ponta para o meio, chutou com veneno e o goleiro caiu tarde, não alcançando a bola no cantinho. Pouco depois, bateu escanteio que o zagueirão Kaboul cabeceou sozinho para as redes, marcando também seu primeiro gol bleu.

Fatura liquidada, mas placar não. Aos 47, Ribéry dividiu na altura da intermediária, Benzema aproveitou, esperou Martin chegar na corrida à sua esquerda, rolou e o sochaulien definiu com classe, por cima do arqueiro que tentava fechar o ângulo. Que noite do estreante! Mas o realista Blanc não se exaltou pelo resultado, e está certo. Pode ter ficado feliz, talvez, por concluir que Menez, Gameiro e Martin têm potencial para lhe ajudarem no decorrer dos jogos, e felizmente está certo também.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 1 de junho de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 20:02

Sexta-feira tem seleção, e com TV

Compartilhe: Twitter

Reunida para um jogo nas Eliminatórias da Eurocopa de 2012 e dois amistosos, a França já está em Minsk, onde disputa o primeiro desafio, fora de casa, contra os bielorrussos. Para nós, a ESPN Internacional transmitirá a partida às 15h30 desta sexta, com abre de jogo às 15h15.

Les Bleus lideram o grupo D do qualificatório continental com 12 pontos e uma vantagem tranquila, por ora, sobre os vices, justamente Belarus e Albânia (?), com 8. Portanto, os donos da casa estão mais do que motivados para ganhar dos franceses e reduzir essa diferença de quatro para somente um ponto.

Na segunda-feira, outro compromisso em solo ex-soviético: amical contra a Ucrânia em Donetsk, terra do Shakhtar. Três dias depois, na quinta, outro amistoso, contra a Polônia, em Gdansk. Ambas as cidades deverão receber jogos da Eurocopa próxima, sediada conjuntamente por ucranianos e poloneses.

evra-reveillere-fff

Laterais no voo França-Belarus: Evra tentando esquecer o Barcelona com esse foninho? Réveillère avisando mamá que liga de novo quando chegar?

Entre os jogadores selecionados por Laurent Blanc, destaque para o retorno de Eric Abidal e o début de Marvin Martin, um prêmio à boa campanha do Sochaux na Ligue 1 e ao melhor assistente do torneio. Os retenus foram:

Goleiros: Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Olympique de Marselha), Cédric Carrasso (Bordeaux).

Defensores: Eric Abidal (Barcelona/ESP), Bacary Sagna (Arsenal/ING), Adil Rami (Lille – Valencia/ESP), Mamadou Sakho (Paris Saint-Germain), Patrice Evra (Manchester United/ING), Anthony Réveillère (Lyon), Younes Kaboul (Tottenham/ING) – O titular da zaga e algumas vezes capitão Mexès está lesionado

Meio-campistas: Alou Diarra (Bordeaux), Blaise Matuidi (Saint-Etienne), Yohan Cabaye (Lille), Yann Mvila (Rennes), Florent Malouda (Chelsea/ING), Abou Diaby (Arsenal/ING), Jérémy Menez (Roma/ITA), Samir Nasri (Arsenal/ING), Franck Ribéry (Bayern de Munique/ALE), Marvin Martin (Sochaux), Charles N’Zogbia (Wigan/ING), Mathieu Valbuena (Olympique de Marselha).

Atacantes: Kevin Gameiro (Lorient), Guillaume Hoarau (Paris Saint-Germain), Karim Benzema (Real Madrid/ESP), Loïc Rémy (Olympique de Marselha).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 24 de maio de 2011 Extracampo | 21:35

Campeão Lille dá as cartas entre os melhores da temporada

Compartilhe: Twitter

Tava na cara, tanto que acertei o melhor jogador e o melhor treinador da temporada na França, na 20ª edição da premiação da UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais, o sindicato da classe boleira): Eden Hazard e Rudi Garcia, claro, representando o mais eficiente clube da Ligue 1 2010/2011. O meia belga do Lille, eleito a maior revelação de 2009 e 2010 (Dúvida: no segundo ano o cara ainda pode ser considerado revelação?), faz história por ter sido o jogador mais jovem a ganhar o principal prêmio da organização. 

Desta vez, o troféu revelação ficou para o selecionável zagueiro Mamadou Sakho, do Paris Saint-Germain, e o de goleiro foi para Steve Mandanda, do vice-campeão Olympique de Marselha. A ofensivíssima seleção da Ligue 1, com quatro jogadores do LOSC Métropole, foi composta por:

garcia-et-hazard_ff

Eden e Rudi, pequenos apenas nos nomes, com seus troféus (France Football)

Steve Mandanda (O. Marseille); Anthony Reveillère (Lyon), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Taye Taiwo (NIG – Marseille); Yann M’Vila (Rennes), Eden Hazard (Lille) e Nenê (PSG); Gervinho (CMA – Lille), Kévin Gameiro (Lorient) e Moussa Sow (SEN – Lille).

Não empolga a nenhum de nós, mas como melhores árbitros foram escolhidos Anthony Gautier, Clément Turpin (destaque do ano de 2010 segundo a France Football) e Nicolas Pottier.

Ligue 2
Acertei de novo: melhor jogador para Sebastian Ribas (Dijon) e melhor técnico para Bernard Casoni, do Evian. O time-base da segunda divisão reúne:

Benoît Costil (Sedan); Sébastien Corchia (Le Mans), Grégory Cerdan (Le Mans), Benjamin Genton (Le Havre) e Cédric Fabien (Boulogne-sur-Mer); Romain Alessandrini (Clermont Foot), Olivier Sorlin (Evian Thonon-Gaillard), Rudy Haddad (Châteauroux) e Benjamin Corgnet (Dijon); Sebastian Ribas (Dijon) e Sloan Privat (Clermont Foot). Boas opções para os times da elite, heim…

Mulheres e homenagens
Entre les femmes, errei: deu Elise Bussaglia, do Paris Saint-Germain. Houve troféus de honra em homenagem a Just Fontaine (maior artilheiro de uma única edição de Copa, com 13 gols em 1958), Michel Hidalgo (técnico da França campeã europeia em 1984), Philippe Piat (sem distinções como ex-jogador, mais é presidente da UNFP desde 1969!) e Sylvain Kastendeuch (um ex-atleta um pouco melhor, jogou no Metz e defendeu os Bleus no fim dos anos 80. Mas é co-presidente do sindicato da categoria, entendeu?).

O público ainda votou e elegeu a equipe símbolo dos (últimos) 20 anos da UNFP, com nomes marcantes, como os vários campeões mundiais em 1998: Fabien Barthez; Christian Karembeu, Lilian Thuram, Laurent Blanc e Bixente Lizarazu; Patrick Vieira (ainda joga), Robert Pirès (a.j.), Franck Ribéry (a.j.) e Zinédine Zidane (ainda brinca e detona); Jean-Pierre Papin e Pedro Miguel Pauleta. Técnico: Didier Deschamps. Timaço, né não?

Você também pode se interessar por:

> Nasri e Nenê são reconhecidos entre os melhores de 2010

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 17 de março de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 13:07

Evra e Ribéry, bem-vindos de volta

Compartilhe: Twitter

Creio que Laurent Blanc acerta ao trazer os experientes jogadores novamente para a seleção francesa, mesmo contrariando ministros, presidentes ou qualquer autoridade que seja. Eles já cumpriram a punição que foi dada aos rebeldes da Copa 2010, ficaram um tempo ausentes e, como Raymond Domenech e sua comissão representam um passado que convém esquecer, vamos priorizar o futuro e a necessidade de chegar com um time forte para brigar pelo título europeu em 2012, d’accord?

Aliás, sem poder contar com o rodado Abidal na lateral-esquerda, por conta de tratamento de doença, vem muito a calhar para Blanc o retorno de Evra. E quanto a Ribéry, ele não está machucado (que bênção!), voltou a jogar com qualidade e parece ser o nome ideal para chamar a responsabilidade do meio para a frente, diante dos tímidos Malouda e Benzema, do candidato-a-protagonista-que-continua-figurante Gourcuff e do ainda novato Nasri.

Os convocados para defender a França contra Luxemburgo pelas Eliminatórias da Eurocopa, em 25 de março, e contra Croácia em amistoso no dia 29, são:

Goleiros: Lloris (Lyon), Mandanda (Olympique de Marselha), Carrasso (Bordeaux)

Defensores: Rami (Lille), Mexès (Roma-ITA), Sagna (Arsenal-ING), Sakho (PSG), Clichy (Arsenal-ING), Evra (Machester United-ING), Koscielny (Arsenal-ING), Reveillére (Lyon)

Meias: M’Vila (Rennes), Alou Diarra (Bordeaux), Malouda (Chelsea-ING), Gourcuff (Lyon), Nasri (Arsenal-ING), Diaby (Arsenal-ING), Menez (Roma-ITA), Ribéry (Bayern de Munique-ALE)

Atacantes: Benzema (Real Madrid-ESP), Hoarau (PSG), Gameiro (Lorient), Rémy (Olympique de Marselha)

Concorda comigo? Não? Opine!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 16 de março de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:41

Real elimina Lyon e despacha a catiça

Compartilhe: Twitter

Depois de seis anos caindo nas oitavas de finais da Liga dos Campeões, mesmo com times capazes de ir bem além, o Real Madrid superou o carma para cima do Lyon, seu algoz no ano passado e que nunca havia vencido, em sete jogos. Marcelo matou a pau, Benzema voltou a ser implacável contra seu ex-clube e agora temos de torcer para Karim e os demais franceses fora da França na sequência da Champions. Michel Bastos e Ederson, se tivessem inteiros, poderiam ajudar. Mas como o “se” não entra em campo, segue a vida…

benzema_lloris_reu

Francês que brilha, francês que se lamenta e só resta ao país torcer pelos jogadores (Reuters)

Le match
O Real começou com tudo, mantendo a bola sempre no campo de ataque e fazendo Lloris trabalhar repetidamente. Aos 8, Pepe obstruiu Gourcuff em contra-ataque lionês, levando o amarelo. Passei a esperar que o jogo francês se concentrasse por cima do muitas vezes violento zagueiro português –  que por sinal fez o favor de acertar uma joelhada na cara de Lisandro López sem a arbitragem perceber…

Com o tempo, o Lyon foi atacando mais. Boa jogada aos 21, com Cissokho acionando Delgado, que chutou colocado e Casillas mandou para escanteio. Aos 26, Cristiano Ronaldo fez bela jogada, finalizou forte e Lloris espalmou com estilo, por cima do gol. Três minutos depois, Ricardo Carvalho deu carrinho feio em Delgado, por trás, e foi acertadamente advertido com amarelo pelo juiz esloveno (?). A zaga merengue já estava pendurada…

Cris estava bem perto de Benzema, tendo feito um eficiente desarme dentro da área aos 31 minutos. Mas cinco minutos depois, o brasileiro do Real fez a diferença: Marcelo tabelou com Cristiano Ronaldo, passou por Cris, deixou Lovren no chão e finalizou até que no meio do gol, mas Lloris, caído, só conseguiu espalmar para dentro: 1 a 0. Desse jeito, um gol do OL levava a disputa para os pênaltis.

Aos 40, Marcelo cruzou bem, Benzema emendou alta e Lloris fez linda e difícil defesa. Logo depois o 9 francês meteu para as redes, mas o bandeirinha invalidou corretamente. Ai ai ai… Melhor ir para o intervalo. Na volta dele, Claude Puel tirou Briand, que nada vinha fazendo de útil, e colocou Gomis, autor do gol na ida em Gerland. Gostei da mexida.

Entretanto, o Madrid continuava mais perto do segundo do que o Lyon do primeiro, infelizmente, com Lloris se desdobrando para não ser batido. Porém, aos 21, Reveillère errou passe, Marcelo lançou para o ataque, Lovren não achou a bola, Benzema deixou o mal-posicionado Cris para trás e tocou por baixo de Lloris: 2 a 0, e desta vez Karim comemorou sim, tá certo – seis gols em sete jogos na Liga, pô!

Puel tirou então Gourcuff, uma decepção, apostando no jovem Pied. Quem sabe alguém querendo mostrar serviço sirva mais para o time… A arbitragem poderia ajudar se fosse mais atenta e visse Pepe chutando propositadamente Lisandro em disputa pelo alto. Gomis chutou com perigo aos 25, mostrando que o Lyon ainda não estava morto – um gol poria fogo na partida, certamente.

Só que a defesa lionesa não estava a fim de colaborar e Di María ficou frente a frente com Lloris, esperou o goleiro francês cair (não deveria ter caído tão cedo…) e tocou por cima, sutilmente, para fazer 3 a 0 e enterrar o projeto Champions de Jean-Michel Aulas e subalternos. Pjanic veio pro lugar de Delgado, Lassana Diarra também entrou, mas o OL já estava entregue e o Real fez o tempo passar com eficiência.

Chelsea 0 x 0 Copenhague
Praticamente eliminado antes mesmo do jogo na Inglaterra, o time dinamarquês arrumou uma forma interessante de não passar em branco hoje: jogou de camisa rosa, quase violeta… Até que evitou a derrota em Londres, o que é digno de nota. Mas Florent Malouda e Nicolas Anelka vão às quartas de finais da Liga, como era de se esperar.

Amanhã o PSG decide
Em Portugal foi 2 a 1 para o Benfica, o que obriga o Paris a buscar a vitória em casa, pelas oitavas de finais da Liga Europa, às 14h45. A Rede TV! transmite ao vivo, com o inigualável Sílvio Luiz, que fará jornada dupla (coitado do decano…).

Abidal opera amanhã
A cirurgia foi antecipada em um dia e o lateral francês, que recebeu apoio dos colegas do Barcelona e dos jogadores de Real e Lyon no Santiago Bernabéu, já passou por procedimentos pré-operatórios. Bonne chance à lui!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011 Seleção francesa | 11:41

France vs Brésil: Les sélectionnés

Compartilhe: Twitter

A maior novidade é o novato zagueiro Koscielny, que vem atuando bem no Arsenal, tradicional celeiro de selecionáveis Bleus – forneceu mais jogadores que qualquer clube francês, acredita? Evra não voltou como se especulava, ao contrário de Menez, outro que faz por merecer na Roma. Diaby e Matuidi também retornam, mas nada de Gignac, Gomis, Payet, testados anteriormente, e Martin, do Sochaux, cotado depois de recentes bons jogos – não sinto falta de nenhum deles no momento…

Laurent Blanc não pôde chamar Nasri, Valbuena, Kaboul e Ribéry, lesionados (se não estivessem, os dois primeiros certamente estariam na relação). Samir sim deve fazer falta, assim como Franck, por sua experiência.

Voilá la liste:

Goleiros – Hugo Lloris (Lyon), Stève Mandanda (Olympique de Marselha) e Cédric Carrasso (Bordeaux)

Laterais direitos – Bacary Sagna (Arsenal-ING) e Anthony Reveillère (Lyon)

Zagueiros – Philippe Mexès (Roma-ITA), Adil Rami (Valencia-ESP), Mamadou Sakho (PSG) e Laurent Koscielny (Arsenal-ING)

Laterais esquerdos – Eric Abidal (Barcelona-ESP) e Gaël Clichy (Arsenal-ING)

Meio-campistas – Alou Diarra (Bordeaux), Abou Diaby (Arsenal-ING), Yann M’Vila (Rennes), Yohan Cabaye (Lille), Yoann Gourcuff (Lyon), Florent Malouda (Chelsea-ING) e Blaise Matuidi (Saint Etienne)

Atacantes – Karim Benzema (Real Madrid-ESP), Jérémy Menez (Roma-ITA), Guillaume Hoarau (PSG), Loïc Rémy (Olympique de Marselha) e Kevin Gameiro (Lorient)

Não haverá ingressos à venda nas bilheterias do Stade de France no dia 9. Tudo bem, eu nem queria mesmo…

Para rever a convocação brasileira, faça clique aqui.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última