Publicidade

Posts com a Tag ranking Fifa

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011 Torneios europeus | 14:21

PSG e Rennes ensinam: Como se dar mal num torneio europeu…

Compartilhe: Twitter

Que o Stade Rennais dificilmente bateria a Udinese já imaginávamos (foi 0 a 0 na quarta-feira). Agora, o PSG perder para o Red Bull Salzburg surpreendeu, não porque foi derrotado, mas porque cedeu o placar de 2 a 0 nos acréscimos da partida de ontem na Áustria…

O Rennes agora só cumpre tabela na última rodada. Já o Paris não depende apenas das próprias forças, pois o golzinho do Salzburg no fim o colocou à frente dos franceses no primeiro critério de desempate, confronto direto – perderam de 3 a 1 no Parc des Princes, então fizeram mais gols fora de casa…

Na rodada dos dias 14 e 15, o PSG recebe o já classificado em primeiro Athletic Bilbao, enquanto que o Red Bull encara o já eliminado (e lanterna) Slovan fora. Pros franceses, é vencer e torcer por empate ou Slovan, ou empatar e obrigatoriamente o Slovan vencer. Complicado…

Youssouf Hadji tenta rumar para o gol, que não saiu para o Stade Rennais (SRFC-Ouest Photos Editor)

Fica a lição dos pecados cometidos, ingredientes que quando combinados tendem a gerar fracasso num torneio europeu – e é o que os franceses têm produzido especialmente na Liga Europa, dando o valor devido apenas à Liga dos Campeões:

– Pense pequeno;
– Não coloque força máxima em campo;
– Fique com mais medo de perder na Ligue 1 do que de arriscar no torneio;
– Acumule empates (esse recado é pro Rennes);
– Creia que seus destaques sempre poderão decidir;
– Perca gols às pencas!

**

P.S.: Apesar dos desastres e previsível desvantagem no duelo contra Portugal no ranking da Uefa, informa o amigo Sérgio Ayres na Ligue 1 Brasil no Facebook: Pra quem não olhou ainda, cair do 5º para o 6º lugar da UEFA ainda mantém as 3 vagas na UCL e 3 na UEL, mas o time da 3ª vaga da UCL entra na 3ª pré-eliminatória da pré-UCL e ñ na fase de playoffs como o Lyon entrou nesse ano, ou seja, vão ter que antecipar a pré temporada

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 15 de julho de 2010 Seleção francesa | 14:47

Desabamento no ranking

Compartilhe: Twitter

Eliminatórias europeias apenas razoáveis + amistosos fracos + Copa 2010 sofrível = a França despenca no ranking da Fifa deste mês de julho, pós Mundial. Entre as 20 primeiras seleções, foi a que mais caiu, 12 posições, indo do 9º ao 21º lugar. Mais um motivo para os Bleus desejarem se reerguer e acumular vitórias o quanto antes, pois estão atrás de Egito, Croácia, Rússia (que nem foram à última Copa), Chile, Grécia, Suíça, Eslovênia (!) e Austrália (!!).

Tudo bem que esse ranking não é a mais fiel representação das relações de força no futebol mundial, afinal até uma Copa do Mundo tem o fator sorte ajudando e prejudicando seleções na composição dos grupos e cruzamentos até a final. Mas ficar muito abaixo em ranking não é bom para a autoestima (auto-estima?) de ninguém, até mesmo para nós, meros palpiteiros-pseudo-analistas participantes de bolões!

Confira o ranking da Fifa:

1. Espanha – 1883 pontos
2. Holanda – 1659
3. Brasil – 1536
4. Alemanha – 1464
5. Argentina – 1289
6. Uruguai – 1152
7. Inglaterra – 1125
8. Portugal – 1062
9. Egito – 1053
10. Chile – 988
11. Itália – 982
12. Grécia – 975
13. Estados Unidos – 969
13. Sérvia – 969
15. Croácia – 968
16. Paraguai – 961
17. Rússia – 956
18. Suíça – 940
19. Eslovênia – 917
20. Austrália – 911
21. França890
22. Noruega – 878
23. Gana – 874
24. México – 872
25. Ucrânia – 870

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 31 de março de 2010 Copas francesas, Franceses no mundo, Seleção francesa, Torneios europeus | 23:08

Breves da quarta

Compartilhe: Twitter

Resumo do dia em cinco tópicos:

Arsenal x Barcelona
Assim que soube que o Barcelona enfrentaria o Arsenal na Liga dos Campeões, Thierry Henry não escondeu que ficou chateado e só enfrentaria seu ex-clube (leia-se “sua ex-casa querida para sempre”) porque era profissional, apesar do nítido desconforto. Pelo menos na partida de ida das quartas, em Londres, Josep Guardiola não estendeu muito a “dor” do atacante francês, pois só o pôs para jogar por cerca de 15 minutos no Emirates Stadium.

Mesmo assim, o camisa 14 sentiu uma emoção diferente. E pode sentir também na volta, pois o Barça levou o empate no final (2 a 2) e pode precisar dele para vencer no Camp Nou. Do lado do time inglês, o parceiro de Henry na seleção William Gallas estava deveras azarado pois, voltando depois de dois meses por lesão, se machucou novamente (distensão muscular) e deve perder o restante da temporada. Abou Diaby foi discreto, ao contrário de Gael Clichy e Samir Nasri, ambos muito bem – o primeiro na marcação (de rivais como Messi…) e o segundo na criação.

Ranking Fifa
Em nova atualização da listagem, a França perdeu uma posição para a Inglaterra e agora é a oitava seleção do mundo, o que acho normal (alguém não?). Rivais franceses na Copa, México e Uruguai não estão muito longe, em 17º e 18º respectivamente. Os dez primeiros:

1.º Espanha, 1.602 pontos.
2.º Brasil, 1.589
3.º Holanda, 1.261
4.º Portugal, 1.214
5.º Itália, 1.183
6.º Alemanha, 1.157
7.º Inglaterra, 1.120
8.º França, 1.077
9.º Argentina, 1.075
10.º Croácia, 1.051

 

Thierry aplaude ao ser aplaudido. Vai aplaudir semana que vem? (Reuters)

Copa da França
Maior surpresa do torneio francês, o semifinalista Quevilly gostaria de enfrentar o Paris Saint-Germain em seu estádio, em Rouen. Mas uma partida dessa importância, contra um grande da elite com enorme torcida, acabou passando para uma sede de maior estrutura, em Caen. O desafio da vida para o time amador da quarta divisão acontece no próximo dia 14 de abril. Monaco x Lens é a outra semifinal, um dia antes.

Molecada em ação
Três seleções de base da França entraram em campo nesta quarta-feira, todas em casa. O time sub-16 venceu Benin por 3 a 0 na estreia do Torneio de Montaigu, disputado também por Portugal e Emirados Árabes Unidos. A equipe sub-19 derrotou a Dinamarca por 2 a 0, em Pas-de-Calais, com gols de Loïc Damour e Steven Roux. E em La Rochelle, o selecionado sub-17 goleou o País de Gales, por 4 a 0, pelas Eliminatórias para a Eurocopa da categoria, com três gols do marselhês Billel Omrani (olho nele!) e um de Anthony Koura.

Mulheres também
A seleção feminina francesa principal voltou a golear a Irlanda do Norte. Primeiro, meteu sonoros 6 a 0 em Boulogne-sur-Mer, no sábado. E nesta quarta, aplicou 4 a 0 mesmo jogando em Belfast – a loura camisa 10 Camille Abily voltou a deixar sua marca. Merveilleuses, les femmes!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 16 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 20:34

Ghana en France

Compartilhe: Twitter

Hoje, sexta-feira, Gana derrotou o Brasil na decisão da Copa do Mundo Sub 20, no Egito, após a sempre dramática decisão por pênaltis. Entre os campeões, dois atuam no futebol francês. O mais famoso deles é o atacante André Ayew. Não pelo desempenho em Olympique de Marselha, Lorient e Arles-Avignon, onde joga atualmente, na segunda divisão. Mas porque ele é filho de Abedi Pelé, um dos maiores jogadores da história do futebol africano, com uma Liga dos Campeões da Europa no currículo, pelo Olympique em 1993. 

Abeiku Quansah é atacante do Nice. Ele chegou ao clube em dezembro de 2007, mas só pôde assinar contrato como profissional um ano depois, no final de 2008, firmando compromisso até 2011. Das nove partidas do OGCN na atual Ligue 1, ele participou de duas e ainda não balançou as redes. O time da tia Nice, apenas o 18º na tabela do Francês, também conta com o meio-campista Enoch Adu, que disputou o Campeonato Africano Sub 20, mas não o Mundial.

O cApitão Ayew no meio dos brasileiros no Cairo (AP)

O capitão Ayew no meio dos brasileiros no Cairo (AP)

Quansah numa reação mais do que natural para um campeão (AP)

Quansah numa reação mais do que natural para um campeão (AP)

O que já se imaginava
Também hoje, a Fifa divulgou seu mais recente ranking de seleções, e a partir daí determinou os quatro cabeças-de-chave para a repescagem europeia visando a Copa de 2010. Como se esperava, França (9ª), Portugal (10º), Rússia (12ª) e Grécia (16ª) não correrão o risco de se enfrentar, mas terão um destes adversários nos mata-matas: Ucrânia (22ª), República da Irlanda (34ª), Bósnia-Herzegovina (42ª) e Eslovênia (49ª).

Relembrando que o sorteio para definição dos quatro confrontos no sistema de ida e volta acontece na segunda. Que as bolinhas não sejam maldosas com os Bleus…

Amanhã, no começo da tarde, publico aqui os jogos previstos para a nona rodada da Ligue 1. Au revoir et bon weekend!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,