Publicidade

Posts com a Tag Raí

segunda-feira, 30 de março de 2015 Brasileiros na França, Ex-jogadores, Torneios europeus | 14:55

Nos 90′, PSG eliminou Barça e Juve o Monaco pela Champions

Compartilhe: Twitter
Valdo com a bola contra o Barça em 1995: o meia brasileiro era outro destaque aquele PSG

Valdo com a bola contra o Barça em 1995: o meia brasileiro era outro destaque aquele PSG

Após sorteio no último dia 20, ficou decidido que PSG e Barcelona vão se enfrentar nas quartas de final da Champions League 2014/2015. Em 1995, as equipes duelaram por uma vaga nas semifinais do torneio europeu. Relembre, conforme relato do site da ESPN:

O jogo de ida das quartas de final do duelo foi no Camp Nou, na Espanha. O Barcelona abriu o placar com Igor Korneev, aos 47min, após frango de Bernard Lama. O empate veio com George Weah, aos 54min. O 1 a 1 foi ótimo para os franceses.

No Parc des Princes, na França, o PSG martelou, martelou e martelou… mas só acertava a trave. Até que José Mari Bakero, no início do segundo tempo, abriu o placar para o Barcelona, que, com o 1 a 0, iria à semi. No entanto, o time francês reagiu e, com gols de Raí e Vincent Guérin, virou o jogo e garantiu a vaga na próxima fase da Champions.

*O PSG enfrentou o Milan na semifinal daquela temporada e acabou eliminado ao perder na ida e na volta: 3 a 0 no agregado.

-> Assista aos gols do duelo de 1995 no vídeo deste link

Juventus x Monaco, outro duelo das quartas da atual Liga dos Campeões, também aconteceu nos anos 1990. Em 1998, as equipes duelaram nas semifinais do torneio europeu e o site da ESPN novamente relembra:

O moleque Henry tenta superar marcação da Juve em 1998: prevaleceu o time italiano, que tinha Zidane e Del Piero em ótimas fases

O moleque Henry tenta superar marcação da Juve em 1998: prevaleceu o time italiano, que tinha Zidane e Del Piero em ótimas fases

Alessandro Del Piero infernizou a vida do Monaco na temporada 1997/1998 da Champions League. Isso porque foi o italiano que decidiu a classificação da Juventus para a final da competição daquele ano.

Na vitória da por 4 a 1 da Vecchia Signora no jogo de ida, no Delle Alpi, foram três gols de Del Piero e um de Zidane. Costinha descontou para o Rouge et Blanc.

Com um pé na final, a Juve foi tranquila para o joga da volta e relaxou: derrota por 3 a 2 para os franceses, no Stade Louis II, mas classificação assegurada para a decisão. Philippe Léonard, Thierry Henry e Robert Spehar marcaram os gols do triunfo do Monaco. Nicola Amoruso e Del Piero fizeram para os italianos. Relembre os confrontos!

*Na grande decisão em Amsterdam, na Holanda, a Juventus acabou derrotada pelo Real Madrid por 1 a 0 – Mijatovic marcou o gol dos Merengues.

-> Assista aos gols do duelo de 1995 no vídeo deste link

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 Copas francesas | 18:51

O grandão e a zebrona decidindo a CdL

Compartilhe: Twitter

O Bastia é o 5º pior entre os 20 clubes do atual Campeonato Francês, estando hoje duas posições acima da zona de rebaixamento para a segunda divisão. Portanto, tem considerável chance de cair no final de maio. Mas pode ser campeão (de uma copa) nacional pouco mais de um mês antes, e ainda ir parar na próxima Liga Europa!

Soubemos isso ontem, quando o time da ilha da Córsega eliminou o Monaco na segunda semifinal da Copa da Liga Francesa, nos pênaltis. Na véspera, o PSG bateu o Lille pelo placar mínimo, na primeira semi.

A festa bastiana com a classificação pra final

A festa bastiana com a classificação pra final

O Paris Saint-Germain não está fazendo a campanha que se esperava pela força do elenco que tem na Ligue 1, em comparação com os adversários. Está em terceiro na tabela, empatado em pontos com o Marseille e dois atrás do líder Lyon.

De qualquer forma, é o “favoritaço” (RIBEIRO, Arnaldo) para o bicampeonato consecutivo na decisão da CdL, agendada para 11 de abril, no Stade de France vizinho à sua sede, a capital do país, em Saint-Denis.

Pesa um pouco a favor da zebra Bastia a simpatia e a leveza de ser…zebra, claro. Entra na final sem nenhuma obrigação. Embora, possamos esperar que o principal estádio da França esteja cheio de fanáticos torcedores do clube córsego, que fizeram bonito papel no Principado ontem e costumam atravessar o Mar Mediterrâneo direto e reto pra apoiar seu time.

Curiosamente, o SCB esteve na primeira decisão da história da segunda principal copa francesa, em 1995. E contra o PSG! (foi derrotado por 2 a 0, com gol de Raí). Na sua segunda chance, tem logo a oportunidade da revanche. Seria a consagração de uma volta por cima depois de um inverno pesado, com mudança de treinador inclusive, como publicou o site do Le Monde.

Faz mais de 10 anos que a agremiação do sul francês não chega a uma final. Na Copa da França de 2001/2002, pegou o Lorient e… perdeu também. O último título (e único, na elite) foi a CdF de 1980/1981!

Vc que não é torcedor do Parri: dá ou não dá vontade de ver esse Bastia finalmente campeão?

Autor: Tags: , , , , , , ,

quinta-feira, 1 de maio de 2014 Brasileiros contra a França, Ex-jogadores, Extracampo | 00:18

Ayrton Senna e o futebol francês

Compartilhe: Twitter
Parc des Princes, 1994

Parc des Princes, 1994

“Lá vem esse oportunista mequetrefe de novo tentando atrelar um post a uma efeméride distante do foot“, podem pensar os detratores. Mas por mais que pareça forçação de barra uma coluna de futebol francês vir falar de um piloto de Fórmula 1 brasileiro, cuja morte completa 20 anos neste Primeiro de Maio, verás que há conexões sim. Cito duas:

1) Um dos maiores símbolos das vitórias de Senna, que reforçou seu patriotismo e identificação com a torcida francesa, surgiu em consequência da vitória dos Bleus sobre o Brasil na Copa de 1986. A F1 vivia o fim de semana do GP dos EUA, e no seio da equipe britânica Lotus, de motores franceses Renault, Ayrton era minoria (posteriormente esmagada) torcendo pra canarinho naquele confronto das quartas de finais do mundial mexicano.

No sábado, a França eliminou o Brasil nos pênaltis, com Platini rindo e Zico lamentando, como sabemos. No domingo, dia da corrida em Detroit, o futuro tricampeão mundial “se vingou” das piadinhas do seu time ganhando a prova, logo à frente de dois franceses (Jacques Laffite, em quem botou mais de 30 segundos, e Alain Prost, seu futuro desafeto). Após a bandeirada final, pediu uma bandeira brasileira a um torcedor e a ostentou com orgulho no carro, na volta de comemoração. A primeira vez de muitas dessas “ostentações” de “Ayrton Senna do Brasil”.

2) Em 20 de abril de 1994 vimos uma das últimas aparições públicas do piloto antes do fatídico fim de semana do GP de San Marino daquele ano. E foi na capital Paris, no estádio do Paris Saint-Germain! Convidado para dar o pontapé inicial do amistoso entre Brasil versus combinado PSG-Bordeaux, Senna deu aquele totó maroto na pelota, cumprimentou Raí (que atuou como capitão da seleção, embora fosse jogador do clube francês na época) e outros compatriotas (Ricardo Gomes era outro cedido pelo PSG ao time de Parreira), e viu o jogo das tribunas.

Nesse vídeo com lances de gol e narração em espanhol dá pra constatar que o time francês teve os brasileiros Assis (irmão de Ronaldinho Gaúcho, que na época jogava no Sion, da Suíça) e Márcio Santos (então no Bordeaux), o atacante Ginola e o goleiro Lama, que aliás foi muito bem. Mesmo na terra do já consolidado grande rival Prost, Ayrton foi aplaudido pela galera no Parc des Princes. O morno resultado de 0 a 0, no entanto, desagradou o tricampeão. “Isso é como uma corrida sem pódio e sem ultrapassagem”, comparou. Quase três meses depois, a seleção brasileira homenagearia o piloto nos festejos pelo tetra nos EUA, pro Mundial ao qual a França, desta vez, nem conseguiu ir…

Vários especiais sobre os 20 anos sem Senna (meu primeiro ídolo na vida – #quemnunca?) proliferaram na imprensa brasileira, então a quem se interessar recomendo o da revista Warm Up, do pessoal do site Grande Prêmio, liderado pelo jornalista Flávio Gomes. Pra quem curte automobilismo e prefere um jornalismo livre de paixões sobre o tema (como eu), é uma ótima pedida.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

sábado, 23 de novembro de 2013 Copa do Mundo, Extracampo | 13:37

França muito perto da “minha” Ribeirão Preto na Copa!

Compartilhe: Twitter

Meses antes de confirmar a classificação pro Mundial no Brasil, a seleção francesa fez a lição de casa indo atrás de um local para a abrigar durante o torneio.

Em junho, quando vieram para o amistoso contra os brasileiros em Porto Alegre, membros da Federação Francesa de Futebol estiveram em Ribeirão Preto, interior paulista, acertando com o Botafogo FC para treinar nas instalações do clube (Centro de Treinamento e Estádio Santa Cruz). Ao todo, foram cinco visitas, como revela uma matéria do Estadão de 17/11.

Botafogo-SP foi o clube que revelou Raí, antes do meia brilhar no São Paulo e no Paris Saint-Germain. Como o ex-jogador tem vínculo com Ribeirão, onde vivem seus familiares, não duvido que ele possa ter ajudado nessa aproximação entre as partes.

Independentemente disso, a cidade tem localização favorável na geografia das sedes da Copa, tendo aeroporto próprio e estando próxima, de avião, de SP, Rio, BH, Curitiba, Brasília e Cuiabá, e não tão longe das demais. O hotel a receber os europeus deve ser o JP, o preferido das delegações futebolísticas quando têm compromissos no município.

Eu gostei foi muito, afinal meus pais moram em Ribeirão, e portanto aumenta a possibilidade de me aproximar fisicamente da delegação bleu! (o atual apartamento dos meus velhos fica a poucos minutos do Sta Cruz). Que oportunidade, heim!!

Agora é torcer para a confirmação. O Jornal da Cidade, de RP, publicou que os franceses visitarão novamente a cidade, para mais avaliações, nos próximos dias, e que a indicação oficial acontecerá em dezembro. O prazo final para essa definição é 31 de janeiro.

Um tempero a mais pode tornar a fase de grupos da Copa mais emocionante para os franceses e nós que os acompanhamos: cair na mesma chave que o Brasil, uma possibilidade bem provável. Dia 3 de dezembro saberemos como os 32 classificados se distribuirão nos 4 potes, e dia 6 acontecerá o sorteio.

Vc torce por Brasil x França no Mundial? Eu sim!

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 10 de abril de 2013 Torneios europeus | 17:41

PSG falha no projeto de grandeza europeia contra o Barcelona

Compartilhe: Twitter

Era a decisão para confirmar uma ascensão projetada nos últimos anos com muito investimento, marketing e pompa, e que até agora não resultou em títulos. OK que o Paris Saint-Germain está muito perto de faturar a Ligue 1, mas a Liga dos Campeões era a principal meta da temporada. Porém, havia um Barça no meio do caminho, logo nas quartas, e não houve surpresa no estádio Camp Nou.

Ancelotti promoveu o retorno de Thiago Motta (outro parisiense ex-Barça), após um mês parado, para o lugar do suspenso Matuidi. Beckham foi para o banco, e Menez nem nele ficou, contundido. Sem estar 100% depois de sair machucado em paris, Messi começou no banco, com Fábregas titular.

Os visitantes começaram melhor, obrigando o goleiro Valdés a mostrar serviço, e assim prosseguiram no restante da primeira etapa, com boa marcação e saída para o contra-ataque, embora não tenham achado o gol necessário.

Lionel estava tenso no banco, e ficou ainda mais quando, aos 4 minutos do segundo tempo, Pastore tabelou com Ibrahimovic, avançou até a área e chutou na saída do arqueiro barcelonista, 1 a 0!

Então Messi veio pro jogo, e pra variar fez a diferença, participando do lance do gol de empate, aos 25 minutos, costurando a defesa e passando para Villa, que deixou Pedro em condições para a finalização frontal, 1 a 1.

O técnico italiano colocou Beckham e Gameiro nos lugares de Verratti e Lavezzi, mas a equipe francesa não conseguiu mais transpor a catalã (ao contrário da saudosa temporada 1994/95, com Raí e o futuro melhor do mundo Weah).

Sai de cabeça erguida, poderá argumentar que contra o Barcelona é muuuuito complicado e mesmo assim não foi derrotado pelo baita adversário, pois foram dois empates. Só que teve chance de sair vencedor e não aproveitou, então precisa trabalhar e evoluir mais, simples assim.

A última e única vez em que um clube francês papou a Champions: Didier Deschamps, hoje treinador bleu, levanta a taça em 1993

– Quer receber notícias e opiniões sobre futebol francês no seu Twitter, interagindo comigo? Me segue lá!
– Quer ficar por dentro do futebol francês e debater com outros antenados e interessados no Facebook? Peça para entrar na comunidade Ligue 1 Brasil (São mais de 100 membros!)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 31 de janeiro de 2012 Brasileiros na França, Franceses no mundo | 18:03

Momento retrô: Raí x Zidane

Compartilhe: Twitter

Os elegantes meias, que sentiram o gosto de ganhar uma Copa do Mundo nos anos 90

 
Por Eduardo Junior
 
Dois monstros do futebol francês, frente a frente: na esquerda, Raí, um dos grandes ídolos da curta história do Paris Saint-Germain. Do outro lado, Zidane, então jogador da Juventus, mas que foi o grande responsável pelo único título Mundial da França em 1998.
Peço desculpas aos amigos por não saber informar com precisão que partida é essa. Pela pesquisa que fiz, é da Supercopa da Uefa de 1996. O Paris Saint-Germain, campeão da Uefa Cup Winners’ Cup, enfrentou a Juventus, campeã da Champions League. Na ida, o time francês perdeu por um humilhante 6×1 – jogando no Parc des Princes – e na volta, já com a derrota praticamente aceita, o PSG tomou outra pancada, 3×1.
 
PS: Os jogos foram disputados nos dias 15 de janeiro e 2 de fevereiro de 1997, mas foram válidos pela Supercopa de 96.
Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 14 de junho de 2011 Francês da 1ª divisão | 00:27

Mercado: Quem sai, quem fica, quem para (I)

Compartilhe: Twitter
gameiro-psg

Gameiro mostra onde está a partir de agora. Tem tudo para vingar (PSG.fr)

Um post só não vai dar conta das movimentações (e também das permanências) de jogadores nessa fase de transferências e renovações, então vamos pouco a pouco. Este é só um começo, un début. Conto com vossa ajuda no que eu esquecer ou não conseguir informar aqui!

– Primeiro, lembrança aos que pararam. O PSG foi o último time do goleiro Grégory Coupet e do volante Claude Makelele (ambos com 38 anos), que receberam bonitas homenagens no último jogo de ambos no Parc des Princes, quadros e flores entregues pelos filhos (falando no assunto, quem ganhou uma homenagem tardia foi o ex-goleiro Bernard Lama, que marcou época com a camisa tricolor nos anos 1990. Um amistoso reuniu nomes como Zidane, Djorkaeff, Weah, Raí e Pauleta no último sábado).

Makelele ganhou a Liga dos Campeões da Europa pelo Real Madrid galáctico em 2002 e Coupet participou de todas as sete conquistas consecutivas nacionais do Lyon, entre 2002 e 2008. Ambos estiveram entre os Bleus na campanha do vice-campeonato na Copa 2006.

– Para o lugar de Coupet, uma reposição à altura: Nicolas Douchez, que pelo Rennes foi o goleiro menos vazado da última Ligue 1. Com 31 anos, ele chega com um contrato de três anos.

– O Paris Saint-Germain, aliás, trouxe um baita dum reforço pro setor ofensivo: o atacante Kevin Gameiro, vice-artilheiro da Ligue 1 2010/2011 pelo Lorient e presente nas recentes convocações da seleção francesa principal de Laurent Blanc.

– O campeão Lille tratou de não sentir o desfalque do meia Yoan Cabaye, vendido para o Newcastle United, da Inglaterra, e trouxe o rodado Benoît Pedretti, de 30 anos, que já passou por Sochaux, Olympique de Marselha, Lyon e Auxerre, que defendeu nos últimos cinco anos.

– Como Eden Hazard e Gervinho podem deixar o LOSC (o marfinense já manifestou sua vontade de sair do clube neste verão europeu, mas uma proposta do Tottenham já foi recusada), o ataque precisa ser reforçado pelos lados dos Dogues. Quem já chegou foi a revelação Ronny Rodelin, de 21 anos, que vem do Nantes, por onde atuou na última Ligue 2. Mas é pouco para uma Champions League, heim…

– E como Adil Rami já estava de malas prontas para o Valencia desde o início do ano, o reforço de peso do Lille para a zaga pode ser o montenegrino Marko Basa, de 28 anos, do Lokomotiv Moscou. Ele já passou pelo futebol francês entre 2005 e 2008, no Le Mans, e segundo alguns veículos franceses já fechou acordo com o LOSC. 

– Bem valorizados depois da boa temporada do Sochaux, os meias Marvin Martin (que já chegou mostrando serviço no primeiro chamado para a seleção) e Ryad Boudebouz seguem no clube, segundo o presidente Alexandre Lacombe, que assim o disse na apresentação do novo treinador Mécha Bazdarevic. O assédio deve estar sendo grande…

makelele-coupet-quadros

Quadros e flores para Makelele e Coupet (PSG.fr)

Leia também:

> PSG contrata vice-artilheiro do último Campeonato Francês

> Craques do passado marcam presença no adeus de Bernard Lama

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 14 de maio de 2011 Copas francesas | 00:02

Histórico: Vídeo da última conquista de expressão do Lille!

Compartilhe: Twitter

Muito perto de faturar o Campeonato Francês e podendo levar também a Copa da França, já que faz a decisão hoje contra o PSG, o Lille não ganha um título na elite nacional desde a longínqua Coupe de France de 1955.

A conquista, um 5 a 2 sobre o Bordeaux diante de 50 mil espectadores no estádio Yves du Manoir, em Colombes, com presença do presidente francês da época e tudo (René Coty), está narrada neste vídeo abaixo, uma raridade histórica do site Ina.fr. Apreciez!

Mais história
O Yahoo! France compilou dez momentos históricos em decisões da Copa da França. Para ver os vídeos e as descrições de cada um (nas quais aparecem nomes como Platini, Papin, Raí…), clique aqui.

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011 Brasileiros contra a França, Brasileiros na França, Torneios europeus | 19:15

Momento retrô: Quando Ronaldo foi… Ronaldo!

Compartilhe: Twitter

OK, Ronaldo não somente deu alegrias aos franceses quando os enfrentou. Também lhes causou prejuízo, como na final da antiga Recopa europeia (Copa dos vencedores de Copas, que durou entre 1960/61 e 1998/99) do hoje distante 1997.

PSG-Barcelone_1997_rojão_ronaldo

Correu Ronaldo... bateu... adivinha?

No dia 4 de maio de então, em Roterdã, na Holanda, o Paris Saint-Germain foi derrotado pelo Barcelona, com aquela bela camisa verde, por 1 a 0. Gol após cobrança de pênalti sofrido e batido pelo atacante de 20 anos, futuro maior artilheiro das Copas do Mundo. Detalhe: quando Ronaldo partiu para a bola, é possível ver um rojão cruzando a área, como registrou a foto deste post e o vídeo abaixo mostra, mas felizmente ninguém se feriu.

Raí, capitão, e Leonardo, que jogava adiantado, eram os brasileiros do time parisiense dentro de campo. Fora, o comando cabia a um então principiante Ricardo Gomes. A equipe ainda tinha duas referências históricas do clube: o volante/líbero Le Guen, posteriormente treinador do PSG (dirigiu também Camarões na Copa 2010), e o goleiro Lama. Ambos atingiram mais de 300 partidas pelo Parri, entrando no top five da agremiação neste quesito.

Do outro lado, porém, havia um Barça memorável, devo admitir, como se pode ver na ficha técnica lá embaixo. Neste jogo, “apenas” Stoichkov e Giovanni começaram no banco blaugrana, que tinha, como então assistente de Bobby Robson, um tal de José Mourinho…

O vídeo abaixo tem quase 10 minutos de um bom resumo do jogo, provavelmente de alguma tv catalã.

Ficha Técnica – PARIS SAINT-GERMAIN 0 x 1 BARCELONA

Data: 4 de maio de 1997
Local: Feyenoord Stadion, em Roterdã (Holanda)
Público: 52 mil espectadores
Árbitro: Markus Melk (Alemanha)
Cartão amarelo: Fournier, Le Guen e Cauet (PSG); Couto e Peña (BAR)

Gol: Ronaldo, aos 37 minutos do 1º tempo, para o Barça

PSG: Bernard Lama; Laurent Fournier (Jimmy Algerino), Bruno N’Gotty, Paul Le Guen e Didier Domi; Jerôme Leroy, Vincent Guérin (Dely Valdés), Raí e Benoît Cauet; Leonardo e Patrice Loko (Cyrille Pouget). Técnico: Ricardo Gomes

Barcelona: Vítor Baía; Ferrer, Abelardo, Fernando Couto e Sergi; Guardiola, Popescu (Amor), De la Peña (Stoichkov) e Luís Enrique; Luís Figo (Pizzi) e Ronaldo. Técnico: Bobby Robson

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010 Extracampo | 08:03

OL + PSG = 100 anos

Compartilhe: Twitter

Este 2010 que se finda teve dois aniversários redondos de grandes do futebol francês: o Lyon fez 60 anos e o Paris Saint-Germain atingiu os 40. Vamos a uma breve historinha de cada um e, em seguida, um vídeo com belos momentos de ambos, a fim de prestar uma singela homenagem.

Fundado como “Lyon Olympique” em 1899, o Lyon foi “Lyon Olympique Universitaire” até 1910 e ganhou seu nome definitivo, Olympique Lyonnais, em 1950. O primeiro título foi a Copa da França de 1964. De 1989 para cá, se estabilizou na primeira divisão nacional. Mas foi no início dos anos 2000 que deu início a sete gloriosos anos, com o heptacampeonato francês (2002 a 2008). Soma também quatro Copas da França e três Copas da Liga Francesa. Em âmbito continental, a semifinal da última Liga dos Campeões da Europa foi o maior feito.

Para os torcedores e admiradores do clube, um vídeo do YouTube com um pouco da história do OL e gols recentes, em que aparecem brasileiros como Fred e Juninho Pernambucano.

Antes de virar PSG, o “Stade Saint-Germain” foi fundado em 1904. Em 1970, se fundiu com o “Paris Football Club”, para dar origem ao atual Paris Saint-Germain, em protocolo assinado no dia 10 de junho daquele ano. Para efeito geográfico, Saint-Germain é o nome de uma região da grande Paris; o nome é muito comum na França, batizando vários bairros de cidades do país.

Uma dica bacana, e não só para quem gosta do Paris, é o documentário “PSG 40 ans de fièvre” (40 anos de febre), que foi ao ar em agosto, na TV francesa. Pelo que entendi, ele conta a história do clube em 90 minutos (1h30). No Youtube, é possível ver trechos de 9 a 10 minutos das partes do documentário – fuçando bem, ele deve estar inteiro lá -, que destaca ídolos recentes como Ronaldinho Gaúcho, Raí, Pauleta e George Weah. Abaixo, a chamada para a versão inteira que foi para a televisão:

Feliz 2011 a todos! Au revoir!!

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última