Publicidade

Posts com a Tag Quercia

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011 Brasileiros na França, Copas francesas | 19:40

Olympique vai decidir a Copa da Liga contra Montpellier

Compartilhe: Twitter
auxerre_marselha_brandão_afp

O camisa 9 corre pra galera, quanta alegria! (AFP)

A dupla de ataque marselhesa fez o que dela se espera e taí: Olympique 2 a 0 no Auxerre, fora de casa, na segunda semifinal da Copa da Liga Francesa. Depois de uma primeira metade de temporada bastante irregular, Evaeverson Brandão e André-Pierre Gignac demonstram estarem voltando aos melhores dias. Tomara! 

O gol que abriu o placar saiu poucos minutos antes do intervalo, quando Gignac passou para Taiwo na linha de fundo, dentro da área, e o lateral-esquerdo nigeriano cruzou no segundo pau. Enquanto a defesa do AJA corria para se reposicionar, Brandão já estava no lugar certo: foi só testar para a frente que a bola encontrou as redes de Riou.

Na primeira etapa, Gignac ainda teve boa oportunidade para marcar, mas isolou quando recebeu de frente para o gol, na grande área. Quercia também apareceu em ótimas condições na frente de Mandanda, mas nada de gol. Voltando do intervalo, o Auxerre precisava jogar melhor para não sair eliminado e xingado pelos torcedores do L’Abbé-Deschamps.

Jean Fernandez colocou Chafni e Jelen na partida, nos lugares de Oliech e Pedretti, mas foi Didier Deschamps quem novamente abriria o sorriso. Aos 23 minutos, Gignac avançou pela intermediária, tabelou com Lucho González e com um belo arremate com a lateral do pé direito mandou praticamente no ângulo de Riou. Que golaço! Ótimo para encerrar o marcador.

Em 23 de abril conheceremos o campeão da Coupe de la Ligue, no Stade de France: Olympique de Marselha, para mim o franco favorito, ou Montpellier.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 16 de janeiro de 2011 Francês da 1ª divisão | 23:18

Resultados da 20ª rodada

Compartilhe: Twitter

2,8 gols por jogo

Nice 0 x 2 Lille (Gervinho e Sow)
Paris Saint-Germain 2 x 1 Sochaux (Sakho e Giuly; Maiga)
Rennes 4 x 0 Arles-Avignon (Tettey, Brahimi 2 e Mvila) – Soro-ARL foi expulso aos 25 do 2o
Lyon 3 x 0 Lorient (Gomis 2 e Kallstrom) – Mais de 32 mil pessoas no Gerland
Olympique de Marselha 2 x 1 Bordeaux (Gignac e Brandão; Modeste de pênalti) – Mais de 48 mil pessoas no Vélodrome
Lens 2 x 1 Saint-Etienne (Roudet e Perrin contra; Chelle contra) – Mais de 32 mil pessoas no Felix Bollaert
Brest 1 x 3 Caen (Grougi; Nivet, El-Arabi, Hamouma) 
Toulouse 1 x 0 Nancy (Tabanou)
Montpellier 2 x 1 Valenciennes (Giroud e El-Kauotari; Dossevi) 
Auxerre 1 x 1 Monaco (Quercia; Adriano)

>> Classificação:
Lille lidera com 35 pontos, seguido por PSG, Rennes e Lyon, com 34. Veja tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 11:52

Lille se confirma como melhor time do turno do Francês

Compartilhe: Twitter

Com tanto equilíbrio, todos podem tirar pontos dos líderes na Ligue 1. Essa foi a tônica do primeiro turno, repetida na décima nona rodada, nesta quarta-feira, que encerrou o ano de 2010 na França – o returno começa nos dias 15 e 16 de janeiro de 2011. Melhor para o Lille, que mesmo empatando em casa se consagrou como champion d’automne, graças às derrotas de PSG e Rennes e aos empates de Lyon e Olympique de Marselha (o LOSC tem ainda um jogo adiado por fazer, contra o Nancy).  

moussa_sow_lille_afp

Como dizem os locutores nos estádios após os gols, o goleador-mor desta primeira metade foi Moussa... Sooowww! (AFP)

Contra o Saint-Etienne, que poderia alcançar a mesma pontuação em caso de vitória, o Lille não venceu, como esperava, mas garantiu o artilheiro do turno, Moussa Sow, com 14 gols. O ASSE não pôde contar com seu artilheiro Payet, em razão de uma gastroenterite (ué, já mandou ver a ceia natalina?). O Rennes não teve a mínima chance contra o Caen: saiu perdendo antes dos 10 minutos de jogo e assim terminou a partida, caindo longe de casa.

Com um a menos desde o começo do jogo, o PSG não resistiu ao Nancy fora de casa na segunda etapa. O Lyon também não teve o que comemorar: foi para o intervalo ganhando do Auxerre e na condição de líder da competição por causa dos resultados combinados. Mas o AJA empataria assim que a bola voltou a rolar no Gerland, o que deixou os lioneses chupando o dedo… 

Sem Brandão, lesionado no tendão de Aquiles, e com Gignac mais reclamando da marcação do que jogando como deveria, um instável OM, demasiado nervoso com a arbitragem, parou na segunda melhor defesa do torneio (15 gols sofridos), atrás do Rennes (12 gols). O Stade Brestois, porém, se destaca pela ruindade do gramado do acanhado estádio Francis Le Blé, que pasto!

Veja os resultados completos da 19ª journée:

Lille 1 x 1 Saint-Etienne (Sow aos 27 do 2º; Sako de pênalti aos 31 do 2º) 
Nancy 2 x 0 Paris Saint-Germain (Hadji aos 22 e 37 do 2º) – Sakho-PSG foi expulso aos 14 do 1º
Caen 1 x 0 Rennes (Hamouma aos 9 do 1º)
Lyon 1 x 1 Auxerre (Mignot contra aos 48 do 1º; Quercia no 1º do 2º)
Brest 0 x 0 Olympique de Marselha – Fanni-OLY saiu machucado no 1º tempo, Kaboré-OLY foi expulso aos 39 do 2º 
Bordeaux 2 x 2 Lens (Alou Diarra aos 22 do 2º e Gouffran aos 47 do 2º; Eduardo aos 16 do 1º e Boukari aos 47 do 1º) – Alou Diarra-BOR foi expulso aos 27 do 2º 
Lorient 0 x 0 Montpellier 
Monaco 2 x 1 Sochaux (Malonga aos 8 do 1º e Park aos 48 do 2º; Maiga aos 2 do 2º) 
Valenciennes 2 x 1 Toulouse (Angoua aos 44 do 1º e Danic aos 47 do 1º; Sissoko aos 35 do 1º)  
Arles-Avignon 0 x 0 Nice

>> Classificação: Lille (um jogo a menos) lidera com 32; PSG, Rennes e Lyon somam 31; Marselha e Saint-Etienne, 29.  Confira tabela completa

Joyeux Noël à tous! (Feliz Natal a todos!)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 15 de novembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 21:28

Campeonato Francês: acirradíssimo

Compartilhe: Twitter

Depois de mais uma rodada no fim de semana, a Ligue 1 continua extremamente competitiva. Engraçadamente, o 19º e penúltimo colocado Nancy está à frente do lanterna, Arles, na mesma quantidade de pontos que o separa do líder, o Brest! (oito). Ou seja, prever quem lutará pelo quê continua uma dura missão.

Não podemos desprezar a força defensiva do Stade Brestois, que mesmo não empolgando no ataque é um dos dois times que menos sofreu gols no certame (8, ao lado do Rennes). A liderança isolada veio depois do 1 a 1 com o Sochaux, que saiu na frente em casa mas cedeu a igualdade minutos depois.

Uma das maiores ajudas ao Brest veio da derrota do Rennes, que começou a rodada como 2º e terminou em 5º depois da derrota em Auxerre (2 a 1). Pude acompanhar parte do jogo no Abbé-Deschamps e vi o golaço de Valter Birsa, que recebeu no meio, abriu espaço cortando para a esquerda e bateu colocado, encobrindo o goleiro Douchez, que só pôde olhar embasbacado.

Pouco depois, porém, Kembo-Ekoko subiu sozinho, cabeceou na trave e deu sorte de a bola voltar na pinta pra ele empurrar pro gol do AJA, que buscaria a vitória quando Contout foi derrubado por Douchez e Quercia apareceu para definir o lance pro gol. Apesar das estatísticas equilibradas e maior posse de bola do Stade Rennais, deu Auxerre e acho que merecidamente, porque foi mais incisivo na busca pelo gol. Roy Hodgson, treinador do inglês Liverpool, estava no estádio, dizem que para ver o selecionável Yann M’Vila e o congolês Delvin Ndinga, ambos volantes. 

O Brest aplaudiria ainda ao tropeço do Olympique de Marselha em casa, contra o Lens. A torcida no Vélodrome vibrou logo aos 10 minutos, quando Lucho González bateu escanteio, Heinze desviou e Mbia arrematou para o gol. Entretanto, a ofensiva marselhesa parou por aí e num ataque do RCL houve uma bola na área mal rebatida pela zaga, permitindo que o brasuca Eduardo Santos batesse bonito, de direita, sem qualquer chance para Mandanda.

moussa_sow_lille_afp

Moussa Sow merece um P de parabéns pelo que tem feito no Francesão (AFP)

Pena que Santos seria substituído logo depois, o que julguei errado da parte do técnico Jean-Guy Wallemme – até porque houve um contra-ataque pros visitantes no finalzinho que poderia ter lhes dado a vitória se o brasileiro estivessem em campo. Se falhou ao não conseguir vencer, o OM pode reclamar do juiz que não viu um pênalti claro em Mbia, seguro por adversário em falta alçada na área lá pelos 30 do 2º tempo. Mesmo assim, o ataque com Remy, Gignac e Brandão (este nos últimos 15 minutos) foi mal e os anfitriões ouviram vaias da torcida no fim do jogo.

Na cola do SB29 vem o Lille, que aplicou sonoros 5 a 2 no Caen. Moussa Sow, ex-Rennes, arrepiou com um hat-trick e alcançou a artilharia geral da Ligue 1 ao lado de, curiosamente, Youssef El-Arabi, atacante do mesmo Caen e cria desta casa! O LOSC divide a vice-liderança com o Montpellier, que bateu o Toulouse pelo placar mínimo e vem subindo pelas beiradas.

No 1 a 1 com o Lorient, o Paris Saint-Germain teve dois grandes sustos: só conseguiu igualar o marcador no limiar dos 90 minutos, com Nenê salvando a lavoura, e viu Hoarau desmaiar quando estava no banco de reservas, após ser substituído. Mas o mal-estar foi ligeiro e o atacante rapidamente se recuperou. PSG agora é o quarto, a dois pontos da ponta.

Por fim, Lyon e Nice fecharam a journée no Gerland. Antes eles dividiam a mesma pontuação, no miolo da classificação, mas com a vitória o OL subiu para oitavo, a três pontinhos do líder. Jérémy Pied fez o único gol do jogo, porque Michel Bastos bateu mal um pênalti (sofrido por Gomis de forma bem discutível, a meu ver), defendido por Ospina.

Nada empolgante pro Lyonnais, mas venceu. E chegou aos mesmos pontos do Bordeaux, que também ganhou (2 a 1 no Nancy, com gol irregular e muita confusão no encerrar do jogo) e é outro a ser considerado na briga pelas melhores posições – como se alguém pudesse ser desconsiderado nesse campeonato tão misturado…

Logo mais volto para escrever sobre Inglaterra x França!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 14 de novembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 20:21

Resultados da 13ª rodada

Compartilhe: Twitter
auxerre_rennes_sammaritano_fanni_afp

Fanni, do Rennes, "chega chegando" para cima de Sammaritano, do Auxerre. Mas quem saiu vitorioso foi o ascendente AJA (AFP)

 

2,3 gols de média (boa!)

Brest 1 x 1 Sochaux (Roux; Brown) 
Caen 2 x 5 Lille (El-Arabi e Kandia Traoré; Moussa Sow 3, Gervinho e Béria) 
Montpellier 1 x 0 Toulouse (Giroud) 
Lorient 1 x 1 Paris Saint-Germain (Kitambala; Nenê
Auxerre 2 x 1 Rennes (Birsa e Quercia; Kembo-Ekoko)
Olympique de Marselha 1 x 1 Lens (Mbia; Eduardo Santos) – Mais de 50 mil pessoas no Vélodrome
Lyon 1 x 0 Nice (Pied) – Michel Bastos perdeu pênalti
Bordeaux 2 x 1 Nancy (Sané e Plasil; Efoulou) 
Monaco 0 x 0 Arles-Avignon

Valenciennes x Saint-Etienne – adiado devido ao mau tempo (choveu no Norte francês durante mais de 24h)

>> Classificação: Brest lidera com 22 pontos, seguido por Lille e Montpellier, com 21. Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 3 de novembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 20:53

Chocolate do Marselha e arroz com feijão do Auxerre

Compartilhe: Twitter
zilina_marselha_gignac_dubravka_reuters

As atuações de Gignac e do goleiro Dubravka contrastaram gritantemente, como nessa foto da agência Reuters

Bela quarta-feira para os times franceses na Liga dos Campeões da Europa, numa semana em que tudo se inverteu em relação às duas primeiras rodadas: Lyon perdeu, Marselha e Auxerre ganharam. Com placares beeeem diferentes, mas em circunstâncias favoráveis, reanimando-os no principal torneio do continente.

E que goleada ACACHAPANTE do Olympique: 7 a 0 no MSK Zilina, e na Eslováquia! Foi a segunda maior vitória da história da Uefa Champions League, atrás apenas de Liverpool 8 x 0 Besiktas, em 2007. O Marseille ainda alcançou os recordes de maior vitória fora de casa ao final da partida e nos primeiros 45 minutos de jogo, quando já estava 4 a 0.

Particularmente, quem não se esquecerá desta noite de terça-feira será André-Pierre Gignac, aplaudido e substituído na segunda etapa por Brandão. Depois de marcar apenas um gol em dez jogos disputados na atual temporada, entre Ligue 1 e Champions, o atacante ex-Toulouse renasceu: fez um hat-trick e se tornou o quarto francês a obter tal marca na competição, depois de Franck Sauzée (esse eu não conhecia), Thierry Henry e Sylvain Wiltord. Lucho González marcou dois, Gabriel Heinze e Loïc Rémy completaram o placar com um tento cada.

Como era esperado, o Chelsea não tomou conhecimento do Spartak Moscou: 4 a 1 no Stamford Bridge, em resultado excelente para a pretensão de classificação do OM. Curiosamente, entre os que mais ajudaram o time francês no jogo de Londres estão o francês Nicolas Anelka (agora vice-artilheiro geral*), autor de um gol, e Didier Drogba, ex-Olympique, com um gol (de pênalti) e uma assistência (cruzamento perfeito para o cabeceio de Ivanovic). Agora, Marselha e Spartak empatam em pontos, mas o enorme saldo de gols do time francês não o coloca na frente porque, no confronto direto (1º critério de desempate), a vantagem é russa, pela vitória por 1 a 0 no Vélodrome. Portanto, é mais do que recomendável aos comandados de Didier Deschamps uma vitória em Moscou, na próxima rodada, dia 23.

auxerre_ajax_birsa_sammaritano_quercia_reuters

Julien Quercia tenta evitar, sem sucesso, a comemoração nada máscula de Valter Birsa e Frédéric Sammaritano (Reuters)

Bem mais magra, porém tão importante quanto, foi a vitória do Auxerre sobre o Ajax no L’Abbé-Deschamps, por 2 a 1. O AJA abriu o placar logo de cara, quanto Frédéric Sammaritano não quis saber da fama religiosa do seu nome e chegou com tudo num chute-dividida que virou gol nos primeiros minutos. A pressão holandesa foi intensa, Luiz Suárez deu um trabalhão e o empate veio de cabeça (com o beque Alderweired), no segundo tempo. Quando tudo parecia resolvido, porém, Kamel Chafni foi espertaço após sofrer falta no ataque: bateu rapidinho, colocando Steeven Langil na cara de Stekelenburg, e a rolada por baixo do arqueiro deu a vitória aos anfitriões.

Uma vitória do Real Madrid sobre o Milan seria perfeita para o sonho auxerrense, mas até que o empate por 2 a 2 no San Siro não foi ruim, pois a equipe francesa (3 pontos) está a apenas dois pontos do time italiano, vice-líder do grupo G (o Ajax tem 4). Como o Auxerre receberá os rossoneros na próxima rodada, pode ultrapassá-los na tabela em caso de vitória e, se o Real bater ou empatar com o Ajax na Holanda, subirá para uma surreal segunda posição na chave da morte! Como o futebol está sempre sujeito a acasos e imprevistos, o que custa sonhar?

FfF
Pinceladas sobre o que fizeram os jogadores franceses que atuam fora da França: 

– Ontem, Gabriel Obertan anotou um belo gol na vitória do Manchester United sobre o Bursaspor (3 a 0)

– Como disse o Filipe nos comentários, Karim Benzema foi o responsável pela assistência para o gol que salvou o Real Madrid da derrota na Itália. No fim de semana, pelo Campeonato Espanhol, ele também foi fundamental para o sucesso do time, que venceu o Hércules de Trezeguet (que abrira o placar) de virada.

Jérémy Menez abriu o placar para a Roma contra o Basel, finalizando com categoria. Acabaria 3 a 2 pró-giallorossi na Suíça.

Gael Clichy vacilou feio no lance que redundaria no segundo gol do Shakhtar Donetsk sobre o Arsenal, o de Eduardo, perdendo a bola na defesa, perto da linha de fundo. Os Gunners levaram 2 a 1 na Ucrânia.

*Com 5 gols em 4 jogos, Anelka está empatado com Lionel Messi (Barcelona) e atrás apenas de Samuel Eto’o (Inter de Milão), que tem 7.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 27 de outubro de 2010 Copas francesas | 20:41

Duas categorias. E que clássico, amigo!

Compartilhe: Twitter

Os quatro últimos jogos das oitavas de finais da Copa da Liga Francesa tiveram jogos em duas categorias opostas: muito fáceis e extremamente equilibrados. Vamos começar por esse segundo grupo, cujas partidas foram muito mais emocionantes.

Primeiro, o clássico Lyon x PSG. Que jogaço no Gerland! Emocionante nos 120 minutos, parelho, chances aqui e acolá, bolas na trave (Hoarau, Pied, Pjanic, Ceará…), goleiros se sobressaindo com ótimas defesas (os reservas Coupet e Vercoutre, vejam só!). Parte da torcida anfitriã pediu a demissão de Claude Puel, mas o presidente Jean-Michel Aulas disse, depois da partida, que o técnico continua.

Antes da bola rolar, Grégory Coupet se disse feliz com a boa receptividade ao reencontrar o clube que defendeu 12 anos – ele é um dos três heptacampeões lioneses, tendo participado de todos os títulos, assim como Juninho Pernambucano e Sidney Govou (por isso ele saiu aplaudido tempos atrás…). Mas o arqueiro de 37 anos teria um baita azar no primeiro gol do jogo, quando Briand chutou fraco, a bola desviou no meio do caminho e o deixou sem ação, aos 38 minutos.

Com a pressão do Saint-Germain na segunda etapa, o jogo cresceu em oportunidades de gol e nervosismo à medida que o tempo passava – inclusive houve um forte empurra-empurra depois que um lionês se contundiu e o Parri deu sequência ao lance, finalizando na trave do OL. Michel Bastos (no lugar de Briand) e Gourcuff (na vaga do jovem Grenier), que estavam na turma dos poupados, deixaram o frio do banco de reservas e vieram para o pega mais do que quente, assim como Giuly, substituindo Chantôme. Nos minutos finais, o meia Bodmer, ex-Lyon, acertou um lindo chute e mandou a parada pra prorrogação. Lá, Lisandro López e Erding vieram para aumentar o poderio ofensivo dos times, e seria o pé direito e a patada salvadora de Ludovic Giuly (revelado em Gerland!) a decretar o resultado final do sensacional duelo.

lyon_psg_giuly_gol_afp

Preservar a masculinidade é algo que não faz a mínima diferença quando se marca um gol decisivo como este (AFP)

Campeão francês e detentor do título da Coupe de la Ligue, o Olympique de Marselha não teve vida tranquila contra o Guingamp, atualmente na terceira divisão nacional, por mais que isso possa parecer estranho. Venceu com placar magro, graças a gol de cabeça do ganês André Ayew (em jogada de família, após cruzamento do irmão Jordan), e tomou pressão para se classificar – o goleiro brasileiro Elinton Andrade, reserva de Mandanda que foi titular no Roudourou, que o diga…

Na categoria das babas do dia, duas goleadas: Auxerre 4 a 0 no Bastia (Sammaritano, duas vezes, Quercia e Hengbart), consideravelmente prejudicado por duas expulsões no primeiro tempo (!) e Lille 4 a 1 no Caen (dois de Cabaye, mais Gervinho e Hazard. Yatabaré descontou), que poderia ter levado mais não fossem os honestos trabalhos de Perquis sob as balizas.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 24 de outubro de 2010 Francês da 1ª divisão | 23:06

Resultados da 10ª rodada

Compartilhe: Twitter

2,4 gols por jogo

Rennes 0 x 1 Montpellier (Marveaux) – Mangane-REN e Bocaly-MON foram expulsos 
Saint-Etienne 1 x 1 Caen (Rivière e El-Arabi) – Mais de 31 mil pessoas no Geoffroy Guichard
Lille 1 x 3 Olympique de Marselha (Cabaye; Rémy 2 e Lucho González)
Paris Saint-Germain 2 x 3 Auxerre (Nenê 2; Mignot, Contout e Quercia) – Mais de 27 mil pessoas no Parc des Princes
Arles-Avignon 1 x 1 Lyon (Dja Djedje; Briand) 
Bordeaux 0 x 2 Brest (Poyet e Lesoimier) – Mais de 26 mil pessoas no Chaban-Delmas
Sochaux 1 x 3 Toulouse (Tulasne; Congré 2 e Cetto) 
Lens 1 x 0 Nice (Jemaa) – Mais de 29 mil pessoas no Felix-Bollaert 
Nancy 1 x 0 Lorient (Féret) – Cappone-LOR foi expulso 
Monaco 0 x 2 Valenciennes (Pujol 2

>> Classificação: Rennes lidera com 19 pontos, seguido por Saint-Etienne, Olympique de Marselha e Brest com 18. Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 28 de setembro de 2010 Torneios europeus | 18:39

Oh Liga inglória!

Compartilhe: Twitter
O Auxerre domou as feras um tempão, criou chances possíveis de gol, mas saiu derrotado no seu quintal (AFP)

O Auxerre domou as feras um tempão, criou chances possíveis de gol, mas saiu derrotado no seu quintal (AFP)

Claro que eu não esperava algo diferente de derrotas de Olympique de Marselha para Chelsea e de Auxerre para Real Madrid. Porque torço pros franceses, mas em se tratando de Liga dos Campeões da Europa é preciso ser racional. Mas perder sempre dói de alguma forma, ainda mais quando você sente que a zebra podia prosperar até o fim do jogo.

Pô, o fra(n)co batalhador Auxerre do goleiro Sorin-não-argentino segurou o Real por 82 minutos (até o gol de Di Maria, Ave Maria!), com Cristiano Ronaldo, gel, pompa e circunstância! Custava segurar por mais uns dez, pra garantir o histórico empate no pitoresco L’Abbé-Deschamps? Ou quem sabe mandar pro gol de Iker Casillas um mísero contra-ataque com Jelen ou uma testada de zagueiro após chuveirão na área?

Lá do outro lado do Canal da Mancha, é óbvio que o “Chersa” foi melhor que o OM. Mas vejam que azar falta de sorte do time de-Didier-Deschamps nos gols: primeiro, Terry dá um leve toquinho e a bola passa no único furo existente entre o pé de Cheyrou e a trave de Mandanda! Depois, no cruzamento de Essien, Mbia virou de costas, mas a mal-intencionada bola foi encontrar justamente seu braço, sendo acintosa na queda ao gramado, para convencer o juiz de que foi pênalti. Com até a física a favor do time inglês, que se pode fazer?

A esperança é que amanhã o Lyon é o favorito contra o Hapoel, mesmo em Israel (infelizmente, não teremos nem VT nos canais da ESPN). Virá a bonança na quarta depois da tempestade de terça?

Choro à parte do blogueiro, veja quem foi a campo por Auxerre e Olympique hoje:

AJA: Sorin; Hengbart, Coulibaly, Grichting e Dudka; Ndinga, Langil (Alain Traoré), Pedretti, Contout (Jelen) e Chafni (Quercia); Oliech.

OM: Mandanda; Kaboré, Diawara, Mbia e Heinze; Edouard Cissé, Cheyrou (Andre Ayew) e Lucho González; Brandão, Rémy e Gignac (Valbuena).

Fogo amigo que vitimou o Olympique: os franceses Anelka e Malouda, do azul mais escuro - e brilhante - Chelsea (AP)

Fogo amigo que vitimou o Olympique: os franceses Anelka e Malouda, do azul mais escuro - e brilhante - Chelsea (AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 23 de março de 2010 Copas francesas | 20:02

Como se chama zebra em francês?

Compartilhe: Twitter

O Union Sportif Quevilly está na quinta colocação da quarta divisão francesa, onde jogam times ainda amadores. Mas ao contrário dos colegas que não resistem às primeiras frases da Copa da França, o clube de Petit-Quevilly tem sido maior do que muitos grandes (sacadinha para os sagazes…) na edição 2009/2010 do democrático torneio.

Depois de eliminar os profissionais Angers, da segunda divisão, e Rennes, da primeira, o USQ não tomou conhecimento de outro adversário da elite, o Boulogne-sur-Mer, e está classificado para as semifinais depois do 3 x 1 desta quarta-feira. A torcida foi ao delírio em Rouen, com os gols de Coquio, Laup e Ouahbi; Marcq descontou para os visitantes. O feito de hoje repete a maior façanha do Quevilly na história da competição, as semifinais de 1968. Festa de campeã para a zebra!

Independentemente do que ocorra nas semifinais, o Quevilly já tem o que comemorar nesta temporada (Reuters)

No outro duelo das quartas-de-finais da Copa da França de hoje, o surpreendente Auxerre enfrentou a crise do Paris Saint-Germain em casa, no L’Abbé-Deschamps. Durante os 90 minutos, poucas emoções e nada de gols. Nos 30 adicionais da prorrogação, o PSG se mostrou melhor, com destaque para Ludovic Giuly, mas o máximo que conseguiu foi acertar a trave do AJA. Conclusão: penalidades máximas.

Após 100% de aproveitamento dos dez batedores da série regulamentar, Edel defendeu cobrança de Quercia e Makelele superou Riou, dando a vitória por 6 a 5 ao Paris, classificado para alívio do ameaçado técnico Antoine Kombouaré.

A decisão por pênaltis aumentou a festa parisiense após a garantia da classificação (Reuters)

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,