Publicidade

Posts com a Tag PSG feminino

quinta-feira, 14 de maio de 2015 Futebol feminino | 19:33

PSG falha na Champions feminina também

Compartilhe: Twitter
A lamentação das jogadoras, com a capitã Sabrina Delannoy em primeiro plano (Uefa.com)

A lamentação das jogadoras, com a capitã Sabrina Delannoy em primeiro plano (Uefa.com)

Hoje o time feminino do Paris Saint-Germain teve a chance de “vingar” os fracassos recentes, e doídos, dos homens do atual bi-quase tricampeão francês na Liga dos Campeões da Europa, a mais desejada do continente.

Mas perdeu a final da Uefa Women’s Champions League para o Frankfurt, que jogou no seu país, em Berlim (que também receberá a final masculina, em 6 de junho, entre Barcelona e Juventus). O gol que decretou a vitória por 2 a 1 e o quarto título do clube alemão foi decretado nos acréscimos do segundo tempo, oh dor!

A Alemanha abocanhou 9 das 14 edições da Champions feminina, e a França parou nas duas conquistas do Lyon em 2010/11 e 11/12. De qualquer forma, as mulheres do PSG já foram mais longe no torneio do que os homens, no máximo semifinalistas, em 1994/95.

Falando neles, têm tudo pra assegurar o tri da Ligue 1 depois de amanhã, em Montpellier. Um empate contra os donos da casa já basta! A bola rola as 16h de Brasília. E no dia 30, outro caneco possível: decisão da Copa da França contra o Auxerre.

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 25 de março de 2014 Futebol feminino | 15:03

Ligue 1 feminina tem Lyon, PSG e Juvisy pau a pau!

Compartilhe: Twitter

Três clubes disputam acirradamente o Campeonato Francês feminino. No último domingo, o empate do Paris Saint-Germain com o Saint-Etienne e a vitória do Lyon sobre o Yzeure provocaram a mudança na liderança.

Porém, com três postulantes separados por apenas dois pontos, a quatro rodadas do final, todos estão no páreo ainda (veja classificação abaixo), ao contrário do que acontece no torneio masculino. A última rodada acontece no domingo 1º de junho, lembrando que as lionesas buscam o OCTACAMPEONATO.

Na Liga dos Campeões feminina, infelizmente não há mais chances para as francesas. O último a resistir foi justamente o OL, bicampeão em 2011 e 2012 e atual vice-campeão europeu. Caiu nas oitavas de finais depois do azar de ter o forte Turbine Potsdam da Alemanha pelo caminho; empatou no placar agregado e perdeu no critério dos gols fora de casa. Vendo os candidatos restantes ao título, vou torcer pelo sueco Tyresö só porque tem a craque brasileira Marta no elenco.

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 11 de abril de 2013 Francês da 1ª divisão, Futebol feminino | 10:54

Mais do mesmo: Lyon heptacampeão nacional, agora feminino!

Compartilhe: Twitter
Imagem comemorativa do perfil do OL no Facebook, com mais de 12 mil curtidas e 1.400 compartilhamentos

Imagem comemorativa do perfil do OL no Facebook, com mais de 12 mil curtidas e 1.400 compartilhamentos

Quem acompanha futebol francês há algum tempo não vai ver novidade se eu disser que o Lyon foi campeão nacional feminino novamente – sagrou-se ontem ao massacrar o Vendenheim por 7 a 0, tendo vencido TODAS as 19 partidas disputadas no campeonato (!), com 3 rodadas de antecedência.

Mas considerando que se trata deum heptacampeonato, justamente da bicampeã europeia, não podemos ignorar o fato. Se de 2001 a 08 os lioneses reinaram na Ligue 1, desde 2007 as lionesas imperam na L1 correspondente, formando há tempos a base da competente seleção francesa feminina.

Não haverá dias e dias de festa porque já se avizinha um desafio inda maior: neste sábado o Lyon recebe o Juvisy (terceiro colocado no nacional), em Gerland, pela ida das semifinais da Liga dos Campeões da Europa, na luta pelo tricampeonato continental. A volta será dia 21 e a final está programada para 23 de maio (na outra perna da semi, duelam Wolfsburg/ALE x Arsenal/ING).

Enquanto o futebol feminino francês não for alvo de um investimento clubístico desmesurado, como vimos o Qatar fazer no masculino (lembrando que também há um PSG feminino, atual segundo colocado na Ligue 1), acho que só uma mudança de geração, com a aposentadoria das atuais destaques, pode abalar essa hegemonia do OL…

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 28 de outubro de 2011 Futebol feminino, Seleção francesa, Torneios europeus | 00:08

Les femmes? Não esqueci!

Compartilhe: Twitter

Admito que estava em dívida com o futebol feminino neste Le Blog. Hoje pintou uma brecha e aproveitei o embalo da final dos Jogos Pan-Americanos para tirar um pouco do atraso, voilà:

Melhores do Mundo
Impulsionadas pela histórica campanha francesa na Copa do Mundo da Alemanha em julho último, ficando entre as quatro melhores, duas jogadoras estão entre as dez selecionadas para a disputa do prêmio de melhor do mundo da Fifa: a zagueirona Sonia Bompastor e a bela meia Louisa Necib, companheiras de Lyon.

Você demoraria quantos segundos para ajudar Louisa Necib a se levantar?

Seleção nas Eliminatórias pra Euro
No grupo 4 do qualificatório para o torneio continental, a ser disputado na Suécia em julho de 2013, o grupo de Bruno Bini (novamente candidato entre os melhores técnicos no feminino) vem passeando até aqui: quatro vitórias em quatro jogos, tendo tudo pra garantir vaga antes mesmo da rodada final em setembro de 2012.

Liga dos Campeões feminina
Lyon e PSG atingiram a fase 1/16 avos do campoenato europeu de clubes. Passaram facilmente para as oitavas de finais, superando adversários muito fracos, e agora devem encarar dificuldades de fato: o OL pega o Sparta Praha, dias 3 e 9 de novembro, e o Paris enfrenta o Frankfurt, dias 2 e 9. A vantagem, para ambos, é decidir em suas respectivas casas.

ol-femmes-olweb

As lionesas: não provoque, é quase rosa-choque e jogam muito (Olweb.fr)

Ligue 1 feminina
Falando nas duas melhores equipes francesas entre as mulheres hoje, qual a principal atração da sétima rodada do Nacional, no final de semana? Justamente PSG x Lyon! Os dois únicos invictos entre os 12 clubes da primeira divisão duelam no domingo. O OL lidera, com o Paris em quarto, com um jogo a menos, atrás também de Juvisy e Montpellier.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 12 de maio de 2011 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 23:32

Nenê, Hazard, Gameiro ou Sow?

Compartilhe: Twitter

Temporada acabando e as tradicionais premiações apontam os nomes que se destacaram e concorrem às honrarias. A UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais), que chega à 20ª edição dos seus prêmios, revelou os indicados em suas sete categorias. As distinções serão entregues no dia 22, domingo, por volta das 16h de Brasília, à Paris, como dizem os franceses.

Para suceder Lisandro López no rol de ganhadores do prêmio principal, de melhor jogador do ano, concorrem o brasileiro Nenê, o belga Hazard, o senegalês Sow e o francês Hazard. Abaixo coloco alguns números para a gente poder opinar sobre quem leva a melhor, além dos meus pitacos.

Entre os melhores goleiros, concorrem Landreau, Lloris, Mandanda e Ruffier. Quanto aos técnicos, o nome que sucederá Jean Fernandez (Auxerre) será ou Deschamps, ou Garcia, ou Gillot ou Gourcuff pai. As mesmas categorias se repetem na segunda divisão, a Ligue 2. E o futebol feminino também é comtemplado, com apenas jogadoras de Lyon e PSG participando. Não, Shirley Cruz não é brasileira, mas costarriquenha.

Hazard à frente de Sow em treino do LOSC. Quem se dará melhor no troféu da UNFP? (Losc.fr)

E os nominados são:

>> Meilleur joueur de Ligue 1 : Kévin Gameiro (Lorient), Eden Hazard (Lille), Nenê (Paris-SG) e Moussa Sow (Lille). Acho que dá Hazard, a maior revelação e o mais habilidoso do provável campeão

– Nenê: 33 jogos, 14 gols (26% do PSG – 6º artilheiro-geral), 6 assistências (12º no geral), 3 cartões amarelos, 0 vermelho
Hazard: 35 jogos, 7 gols (11% do Lille), 9 assistências (6º no geral), 2 cartões amarelos, 0 vermelho
– Gameiro: 33 jogos, 14 gols (46% do Lorient – 2º artilheiro-geral), 3 assistências, 0 cartão amarelo, 0 vermelho
Sow: 33 jogos, 21 gols (34% do Lille – 1º artilheiro-geral), 2 assistências, 0 cartão amarelo, 0 vermelho

> Meilleur gardien de Ligue 1 : Mickaël Landreau (Lille), Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Marseille), Stéphane Ruffier (Monaco). Fico com Landreau, para homenagear o veterano

Meilleur entraîneur de Ligue 1 : Didier Deschamps (Marseille), Rudi Garcia (Lille), Francis Gillot (Sochaux) e Christian Gourcuff (Lorient). Escolho Garcia, porque com um elenco mais fraco do que o de Deschamps ficou quase sempre na frente na tabela

> Meilleur joueur de Ligue 2 : Benjamin Corgnet (Dijon), Rudy Haddad (Châteauroux), Sloan Privat (Clermont-Ferrand) e Sébastian Ribas (Dijon). Ribas lidera a artilharia do torneio, dois gols à frente de Privat (19 a 17). Fico com o “primo” do Diego ex-meia do Santos então…

> Meilleur gardien de Ligue 2 : Benoît Costil (Sedan), Bertrand Laquait (Evian-Thonon), Grégory Malicki (Angers) e Johny Placide (Le Havre). O líder Evian foi um dos que menos perdeu. Então vou de Laquait

Meilleur entraîneur de Ligue 2 : Patrice Carteron (Dijon), Bernard Casoni (Evian), Landry Chauvin (Sedan) e Olivier Pantaloni (AC Ajaccio). Casoni, porque está fazendo história no time criado em 2007

> Meilleure joueuse: Camille Abily (Lyon), Elise Bussaglia (Paris-SG), Shirley Cruz (Lyon) e Lara Dickelmann (Lyon). Abily tem jeitão de “Zinedina”, portanto…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,