Publicidade

Posts com a Tag Pauleta

sábado, 11 de abril de 2015 Brasileiros na França, Copas francesas | 20:53

Paris Saint-Germain goleia Bastia e atinge meta 1 de 4

Compartilhe: Twitter

psgcdl15

O PSG chegou ao Stade de France hoje com uma possibilidade única para um clube francês na temporada, e saiu da final da Copa da Liga Francesa (que novamente foi ignorada pela detentora da transmissão na TV brasileira…) mantendo a expectativa de sucesso total: ganhar os 4 torneios que disputa.

Cumpriu com excelência 25% de seu objetivo, ao aplicar 4 a 0 no Bastia, fragilizado demais pela expulsão que sofreu ainda no primeiro tempo, com poucos minutos de jogo em Saint-Denis. Squillaci de fato obstruiu o caminho de Lavezzi rumo ao gol, fazendo o pênalti, mas o cartão amarelo parecia mais justo, afinal o experiente zagueiro não era o último homem entre o atacante argentino e a baliza. O favoritismo então se converteu em certeza para o lado mais poderoso.

Prejuízo enorme para o azul e branco da Córsega, com um a menos tanto no placar, depois de Ibrahimovic superar Areola, como dentro de campo, com apenas 22 minutos de partida. Com o uniforme vermelho roseado que costuma usar fora de casa, o Paris dominou a maior parte das ações, como se estivesse no Parc des Princes, tanto que no segundo tempo sua torcida cantava “On est chez nous, On est chez nous” (Estamos em casa, Estamos em casa) – e até que estavam mesmo, pois Saint-Denis é vizinha de Paris e fica a mais de 1200 km de Furiani, na ilha córsega…

Ibra fez o segundo arrematando forte e rasteiro, ainda na primeira etapa, e na segunda os ânimos que restavam no Sporting Club Bastia arrefeceram mais, com os dois gols de Cavani, primeiro de cabeça e depois aproveitando enfiada de Zlatan Ibrahimovic. O sueco está a cinco gols de se igualar ao português Pedro Pauleta, maior artilheiro da história do clube da capital, e mesmo com os quatro jogos de suspensão que pegou nesta semana deve superar a marca já nesta reta final de temporada. Glória para os brasileiros Thiago Silva, que levantou a taça, Marquinhos, Maxwell e Lucas (de volta após lesão. David Luiz está machucado), impotência para Brandão, que entrou no segundo tempo depois de meses sem jogar (foi suspenso depois de agredir Thiago Motta, que não reencontrou hoje porque o ítalo-brasileiro está machucado) e não teve chance de fazer nada de concreto para ajudar o 14º colocado da Ligue 1.

Campeão de sua quinta Copa da Liga (a segunda consecutiva), o PSG também devolveu a derrota imposta ao Bastia há 20 anos, na primeira edição da competição. Agora, tem que cuidar de suas três outras responsabilidades em disputa: Liga dos Campeões da Europa (quarta que vem, diante do Barcelona, a mais difícil), Campeonato Francês (próximo sábado e nas 5 rodadas restantes), e Copa da França (decisão contra o Auxerre em 30 de maio). É complicado, porém não falta qualidade ao elenco de Laurent Blanc, em que pesem as ausências forçadas, como será a do suspenso Ibra.

A CdL propicia ao campeão uma vaga na próxima Liga Europa, mas como o PSG deve se classificar para a Liga dos Campeões que vem por estar entre os três primeiros do Francês, essa vaga na UEL provavelmente irá para o 5º colocado na L1. No caso da CdF, mesmo que o PSG vença, o Auxerre, por ser vice, herdará a vaga na Uefa Europa League, se o clube da capital confirmar a posição na Champions League via Campeonato Francês.

-> Saiba mais sobre a partida na matéria do L’Equipe

PSG: Douchez; Aurier, Marquinhos, T. Silva e Maxwell; Verratti, Matuidi e Rabiot (Cabaye, aos 32 do 2º); Lavezzi (Cavani, aos 19 do 2º), Pastore (Lucas, aos 27 do 2º) e Ibrahimovic. Técnico: Laurent Blanc.

Bastia: Areola; Cioni, Squillaci, Modesto e Marange; Cahuzac (cap.), Gillet, Danic (Peybernes, 22 do 1º), Palmieri (Ayité, 23 do 2º) e Boudebouz; Sio (Brandão, aos 36º). T: Ghislain Printant.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 19 de abril de 2014 Copas francesas | 19:17

PSG supera Lyon e vira maior ganhador da Copa da Liga

Compartilhe: Twitter
Uma das imagens mais agradáveis da decisão no Stade de France (LFP)

Uma das imagens mais agradáveis da decisão no Stade de France (LFP)

O Lyon vendeu caro, mas o PSG levou a Copa da Liga Francesa 2013/14 hoje em Saint-Denis.

A vitória foi construída nos minutos iniciais, com dois gols de Cavani  (o terceiro a marcar um doublé na final do campeonato, depois de Pauleta em 2002 e Giuly em 2003) . O primeiro complementando boa jogada de Maxwell e Lavezzi, aos 4. E o segundo, depois que Thiago Silva lançou Lucas, e o goleiro Anthony Lopes estabalhou-se acertando o meia-atacante brasileiro na divisória da grande área. O replay nos mostrou que a falta foi fora da área, mas Stephane Lannoy marcou pênalti, e o uruguaio, cobrador oficial na ausência de Ibrahimovic, ampliou a vantagem parisiense.

O segundo tempo certamente traria lioneses mais contundentes, e a emoção aumentou quando Lacazette deu bela arrancada e bateu cruzado, no canto de Douchez, diminuindo o revés do OL para apenas um gol, aos 11 minutos. Porém, o Paris Saint-Germain teve maturidade para segurar o adversário, até criou chances de ampliar, e acabou prevalecendo no fim das contas.

-> Veja como foi a final segundo o lance a lance do L’Equipe

O quarto título da recente competição faz do PSG agora, seu maior campeão – o Olympique de Marselha e o Bordeaux ficam em segundo com três conquistas cada. O Paris ganhou a primeira edição, em 1994/95, depois 97/98, 2007/08 e agora a última. Das cinco finais que o Olympique Lyonnais disputou, só ganhou uma, em 2000/01.

Não foi a divisão mais justa de troféus na temporada, porque o Lyon não disputa mais nada e os parisienses estão a dias de confirmar o título da Ligue 1. Mas futebol não é matemática neutra, ainda bem. E pode pintar um prêmio de consolação indireto pro Lyon, porque a vaga pra Liga Europa que iria pro campeão hoje, já que o PSG alcançará a Liga dos Campeões pela L1, sobra para o quinto colocado do Campeonato Francês, que atualmente é o… Lyon.

Thiago Silva levantou a CdL ao som de We Are The Champions, Nicolas Sarkozy aplaudiu e sorriu a metros de distância, e nada mais justo, pois o time mais forte do país mora na capital nacional e ninguém duvida disso.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 14 de junho de 2011 Francês da 1ª divisão | 00:27

Mercado: Quem sai, quem fica, quem para (I)

Compartilhe: Twitter
gameiro-psg

Gameiro mostra onde está a partir de agora. Tem tudo para vingar (PSG.fr)

Um post só não vai dar conta das movimentações (e também das permanências) de jogadores nessa fase de transferências e renovações, então vamos pouco a pouco. Este é só um começo, un début. Conto com vossa ajuda no que eu esquecer ou não conseguir informar aqui!

– Primeiro, lembrança aos que pararam. O PSG foi o último time do goleiro Grégory Coupet e do volante Claude Makelele (ambos com 38 anos), que receberam bonitas homenagens no último jogo de ambos no Parc des Princes, quadros e flores entregues pelos filhos (falando no assunto, quem ganhou uma homenagem tardia foi o ex-goleiro Bernard Lama, que marcou época com a camisa tricolor nos anos 1990. Um amistoso reuniu nomes como Zidane, Djorkaeff, Weah, Raí e Pauleta no último sábado).

Makelele ganhou a Liga dos Campeões da Europa pelo Real Madrid galáctico em 2002 e Coupet participou de todas as sete conquistas consecutivas nacionais do Lyon, entre 2002 e 2008. Ambos estiveram entre os Bleus na campanha do vice-campeonato na Copa 2006.

– Para o lugar de Coupet, uma reposição à altura: Nicolas Douchez, que pelo Rennes foi o goleiro menos vazado da última Ligue 1. Com 31 anos, ele chega com um contrato de três anos.

– O Paris Saint-Germain, aliás, trouxe um baita dum reforço pro setor ofensivo: o atacante Kevin Gameiro, vice-artilheiro da Ligue 1 2010/2011 pelo Lorient e presente nas recentes convocações da seleção francesa principal de Laurent Blanc.

– O campeão Lille tratou de não sentir o desfalque do meia Yoan Cabaye, vendido para o Newcastle United, da Inglaterra, e trouxe o rodado Benoît Pedretti, de 30 anos, que já passou por Sochaux, Olympique de Marselha, Lyon e Auxerre, que defendeu nos últimos cinco anos.

– Como Eden Hazard e Gervinho podem deixar o LOSC (o marfinense já manifestou sua vontade de sair do clube neste verão europeu, mas uma proposta do Tottenham já foi recusada), o ataque precisa ser reforçado pelos lados dos Dogues. Quem já chegou foi a revelação Ronny Rodelin, de 21 anos, que vem do Nantes, por onde atuou na última Ligue 2. Mas é pouco para uma Champions League, heim…

– E como Adil Rami já estava de malas prontas para o Valencia desde o início do ano, o reforço de peso do Lille para a zaga pode ser o montenegrino Marko Basa, de 28 anos, do Lokomotiv Moscou. Ele já passou pelo futebol francês entre 2005 e 2008, no Le Mans, e segundo alguns veículos franceses já fechou acordo com o LOSC. 

– Bem valorizados depois da boa temporada do Sochaux, os meias Marvin Martin (que já chegou mostrando serviço no primeiro chamado para a seleção) e Ryad Boudebouz seguem no clube, segundo o presidente Alexandre Lacombe, que assim o disse na apresentação do novo treinador Mécha Bazdarevic. O assédio deve estar sendo grande…

makelele-coupet-quadros

Quadros e flores para Makelele e Coupet (PSG.fr)

Leia também:

> PSG contrata vice-artilheiro do último Campeonato Francês

> Craques do passado marcam presença no adeus de Bernard Lama

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 24 de maio de 2011 Extracampo | 21:35

Campeão Lille dá as cartas entre os melhores da temporada

Compartilhe: Twitter

Tava na cara, tanto que acertei o melhor jogador e o melhor treinador da temporada na França, na 20ª edição da premiação da UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais, o sindicato da classe boleira): Eden Hazard e Rudi Garcia, claro, representando o mais eficiente clube da Ligue 1 2010/2011. O meia belga do Lille, eleito a maior revelação de 2009 e 2010 (Dúvida: no segundo ano o cara ainda pode ser considerado revelação?), faz história por ter sido o jogador mais jovem a ganhar o principal prêmio da organização. 

Desta vez, o troféu revelação ficou para o selecionável zagueiro Mamadou Sakho, do Paris Saint-Germain, e o de goleiro foi para Steve Mandanda, do vice-campeão Olympique de Marselha. A ofensivíssima seleção da Ligue 1, com quatro jogadores do LOSC Métropole, foi composta por:

garcia-et-hazard_ff

Eden e Rudi, pequenos apenas nos nomes, com seus troféus (France Football)

Steve Mandanda (O. Marseille); Anthony Reveillère (Lyon), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Taye Taiwo (NIG – Marseille); Yann M’Vila (Rennes), Eden Hazard (Lille) e Nenê (PSG); Gervinho (CMA – Lille), Kévin Gameiro (Lorient) e Moussa Sow (SEN – Lille).

Não empolga a nenhum de nós, mas como melhores árbitros foram escolhidos Anthony Gautier, Clément Turpin (destaque do ano de 2010 segundo a France Football) e Nicolas Pottier.

Ligue 2
Acertei de novo: melhor jogador para Sebastian Ribas (Dijon) e melhor técnico para Bernard Casoni, do Evian. O time-base da segunda divisão reúne:

Benoît Costil (Sedan); Sébastien Corchia (Le Mans), Grégory Cerdan (Le Mans), Benjamin Genton (Le Havre) e Cédric Fabien (Boulogne-sur-Mer); Romain Alessandrini (Clermont Foot), Olivier Sorlin (Evian Thonon-Gaillard), Rudy Haddad (Châteauroux) e Benjamin Corgnet (Dijon); Sebastian Ribas (Dijon) e Sloan Privat (Clermont Foot). Boas opções para os times da elite, heim…

Mulheres e homenagens
Entre les femmes, errei: deu Elise Bussaglia, do Paris Saint-Germain. Houve troféus de honra em homenagem a Just Fontaine (maior artilheiro de uma única edição de Copa, com 13 gols em 1958), Michel Hidalgo (técnico da França campeã europeia em 1984), Philippe Piat (sem distinções como ex-jogador, mais é presidente da UNFP desde 1969!) e Sylvain Kastendeuch (um ex-atleta um pouco melhor, jogou no Metz e defendeu os Bleus no fim dos anos 80. Mas é co-presidente do sindicato da categoria, entendeu?).

O público ainda votou e elegeu a equipe símbolo dos (últimos) 20 anos da UNFP, com nomes marcantes, como os vários campeões mundiais em 1998: Fabien Barthez; Christian Karembeu, Lilian Thuram, Laurent Blanc e Bixente Lizarazu; Patrick Vieira (ainda joga), Robert Pirès (a.j.), Franck Ribéry (a.j.) e Zinédine Zidane (ainda brinca e detona); Jean-Pierre Papin e Pedro Miguel Pauleta. Técnico: Didier Deschamps. Timaço, né não?

Você também pode se interessar por:

> Nasri e Nenê são reconhecidos entre os melhores de 2010

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010 Extracampo | 08:03

OL + PSG = 100 anos

Compartilhe: Twitter

Este 2010 que se finda teve dois aniversários redondos de grandes do futebol francês: o Lyon fez 60 anos e o Paris Saint-Germain atingiu os 40. Vamos a uma breve historinha de cada um e, em seguida, um vídeo com belos momentos de ambos, a fim de prestar uma singela homenagem.

Fundado como “Lyon Olympique” em 1899, o Lyon foi “Lyon Olympique Universitaire” até 1910 e ganhou seu nome definitivo, Olympique Lyonnais, em 1950. O primeiro título foi a Copa da França de 1964. De 1989 para cá, se estabilizou na primeira divisão nacional. Mas foi no início dos anos 2000 que deu início a sete gloriosos anos, com o heptacampeonato francês (2002 a 2008). Soma também quatro Copas da França e três Copas da Liga Francesa. Em âmbito continental, a semifinal da última Liga dos Campeões da Europa foi o maior feito.

Para os torcedores e admiradores do clube, um vídeo do YouTube com um pouco da história do OL e gols recentes, em que aparecem brasileiros como Fred e Juninho Pernambucano.

Antes de virar PSG, o “Stade Saint-Germain” foi fundado em 1904. Em 1970, se fundiu com o “Paris Football Club”, para dar origem ao atual Paris Saint-Germain, em protocolo assinado no dia 10 de junho daquele ano. Para efeito geográfico, Saint-Germain é o nome de uma região da grande Paris; o nome é muito comum na França, batizando vários bairros de cidades do país.

Uma dica bacana, e não só para quem gosta do Paris, é o documentário “PSG 40 ans de fièvre” (40 anos de febre), que foi ao ar em agosto, na TV francesa. Pelo que entendi, ele conta a história do clube em 90 minutos (1h30). No Youtube, é possível ver trechos de 9 a 10 minutos das partes do documentário – fuçando bem, ele deve estar inteiro lá -, que destaca ídolos recentes como Ronaldinho Gaúcho, Raí, Pauleta e George Weah. Abaixo, a chamada para a versão inteira que foi para a televisão:

Feliz 2011 a todos! Au revoir!!

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

sexta-feira, 30 de julho de 2010 Torneios europeus | 22:49

Fim de semana pré-temporada

Compartilhe: Twitter

Dois torneios amistosos entre europeus esquentam a pré-temporada no Velho Continente neste fim de semana, o último antes da primeira rodada do Campeonato Francês 2010/2011. Há franceses em ação na Emirates Cup (o Lyon) e no Torneio de Paris, óbvio (Paris Saint-Germain e Bordeaux). Em ambos, haverá dois jogos em dois dias seguidos – um bom teste para o preparo físico dos jogadores… (o técnico Antoine Kombouaré, do PSG, já declarou que vai utilizar dois times, um para cada dia, para não correr mais riscos de contundir seus atletas)

Em Londres, capital inglesa, o Lyon disputa a Emirates com Arsenal (Inglaterra), Milan (Itália) e Celtic (Escócia). Neste sábado, o OL enfrenta o Celtic, às 10 horas de Brasília. No domingo, pega o Milan (sem Ronaldinho Gaúcho, lesionado, mas provavelmente com Alexandre Pato), no mesmo horário. A fórmula do torneio tem uma particularidade: cada equipe ganha um ponto extra a cada gol marcado. Após dois jogos, quem somar mais pontos é campeão. Então, bora atacar!

Na capital francesa, PSG e Girondinos disputam o Tournoi de Paris com Roma (Itália) e Porto (Portugal). Neste sábado, haverá Bordeaux x Roma (que duelaram na Liga dos Campeões 2008/2009) , às 11h45, e PSG x Porto, às 14h. No domingo, os rivais estrangeiros dos times franceses se invertem: Bordeaux x Porto (11h45) e PSG x Roma (14h). O minicampeonato volta 17 anos depois, por ocasião das comemorações dos 40 anos do Saint-Germain. Nos eventos que acompanharão os jogos deste sábado, os ídolos do passado Raí e Pauleta estarão presentes.

Essas partidas já devem dar um termômetro legal de como as equipes começarão a temporada. Checaremos!

alou diarra bordeaux france football

Em coletiva na véspera do Torneio de Paris, Alou Diarra negou que esteja deixando o Bordeaux: "Sou 100% Girondino" (France Football)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,