Publicidade

Posts com a Tag N’Gog

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011 Brasileiros na França, Franceses no mundo, Torneios europeus | 19:22

PSG não bate BATE, mas avança. Lille caiu mesmo

Compartilhe: Twitter

Acertei as apostas de ontem!

Mesmo sem conseguir derrotar o BATE Borisov, nem na Bielorrússia (2 a 2) nem hoje, na França (0 a 0), o Paris Saint-Germain se classificou para as oitavas de finais da Liga Europa. Vai enfrentar um adversário de bem mais respeito, o português Benfica, que deixou o Stuttgart para trás.

Nesta quinta, poupou titulares como Nenê, Giuly e Makelele e deu chance para novatos, como Makonda e Kebano. Foi o suficiente. Mas se tivesse levado um golzinho, sei não…

psg_bate_ceara_reu

Ceará, capitão parisiense hoje, comemora a classificação mesmo sem vitória. Contra o Benfica, é preciso fazer mais (Reuters)

 

Quanto ao Lille, tava na cara que não seguraria o PSV em Eindhoven, ainda mais poupando jogadores (Landreau, Beria, Balmont, Chedjou, Sow e Hazard começaram no banco). E olha que saiu na frente, com Frau, conseguindo o placar que precisava com vinte e poucos minutos. Mas a pressão veio forte, e num carrinho imprudente do brasileiro Emerson, Dzsudzsák (aff…) foi esperto na cobrança da falta, chutando enquanto Mouko arrumava a barreira, para empatar.

O placar já favorecia o time holandês, que acabou beneficiado pelo excesso de rigor do juiz espanhol Eduardo Iturralde González na expulsão de Frau, pelo segundo amarelo. Daí para os gols de Lens (que tem nome de clube francês, mas é da Nederlanda mesmo) e do zagueiro brasuca Marcelo foi um pulo.

Túlio de Melo, que apareceu mais ajudando a defesa do que o ataque nas bolas aéreas, atuou até os 24 do 2º, quando o artilheiro da Ligue 1 o substituiu, sem sucesso também. Fim de jogo, 3 a 1, que somados aos 2 a 2 na França não deixam margem para desempate. Vamos ver se o LOSC se segura na liderança do Campeonato Francês, que foi o que lhe restou.

psv_lille_garcia_reu

Expulso logo depois de Frau, o técnico Rudi Garcia foi parar na arquibancada e teve que ouvir a algazarra dos torcedores do PSV no Philips Stadium (Reuters)

 

Liverpool 1 x 0 Sparta Praga
Bem que eu torci pro David N’Gog ir bem hoje, na Inglaterra. Com o impedimento de Luiz Suárez de atuar na Liga Europa, o francês segue ganhando chances no ataque titular dos Reds. Mas, nesta quinta, seu desempenho foi triste e não tive como não concordar com as críticas negativas da transmissão da ESPN (narrador, comentarista e telespectadores via internet). Sorte dele e do time todo que Dirk Kuyt balançou as redes e trouxe alívio para Anfield Road.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 22 de setembro de 2010 Copas francesas | 18:45

Toulouse e Rennes eliminados

Compartilhe: Twitter

Sete partidas pela Copa da Liga Francesa hoje. Poucas zebras, mas elas apareceram sim na definição dos classificados para as oitavas de finais:

A alegria do Boulougne-sur-Mer contra o Toulouse (AFP)

A alegria do Boulougne-sur-Mer contra o Toulouse (AFP)

Saint-Etienne 2 x 0 Nice
Landrin e Bergessio asseguraram a classificação ainda no primeiro tempo. O ASSE, líder do Campeonato Francês, segue embalado.

Nancy 1 x 2 Bordeaux 
Bellion abriu o placar para o time visitante, mas Diakite chegou a empatar no início do segundo tempo. Logo na sequência, porém, o Nancy perdeu um jogador expulso e Modeste acabou marcando o gol da vitória, ainda aos 25 da etapa complementar.

Monaco 1 x 0 Lens
Parada só resolvida aos 38 minutos do segundo tempo, quando o romeno Niculae converteu pênalti para alívio do Principado

Boulogne (2ª) 2 x 1 Toulouse
Decisão somente na prorrogação, após empate em 1 a 1 (Lorca e Sissoko). No tempo extra, o TFC perdeu Tabanou, expulso, e a pressão dos donos da casa funcionou: dois pênaltis a favor do time, um deles convertido (Atik) e zebrinha passeando… 

Guingamp (3ª) 3 x 1 Rennes 
O Stade Rennais até saiu na frente, com Kembo-Ekoko balançando as redes logo aos 4 minutos de jogo. Mas o time da terceira divisão virou com sobra: Knockaert, Soly e Diallo marcaram. Vale lembrar que o Guingamp não é de todo desconhecido, pois faturou a Copa da França 2008/2009 quando estava na Ligue 2.

Arles-Avignon 0 x 1 Caen
Gol do atacante marfinense Kandia Traoré, aos 31 minutos do segundo tempo. O Arles não foi capaz de ganhar nada nessa temporada até agora… 

Sochaux 0 x 2 Bastia (3ª)
Suarez e Sens trouxeram a zebrinha de volta aos holofotes.

 
 

O Guingamp já sabe o que é aprontar para cima dos grandes numa copa francesa (AFP)

O Guingamp já sabe o que é aprontar para cima dos grandes numa copa francesa (AFP)


As equipes classificadas para as competições europeias no final da temporada passada (Olympique de Marselha, Lyon, Auxerre, Paris Saint Germain, Lille e Montpellier) entram no torneio agora nas oitavas de finais.


De vilão a herói

O atacante francês David N’Gog viveu uma situação inusitada pela Copa da Liga Inglesa. Primeiro ajudou muito seu Liverpool na prorrogação do jogo contra o Northampton, marcando o gol que evitou a eliminação, empatou a partida e a encaminhou para a decisão por pênaltis. Entretanto, nas penalidades ele acabou errando sua cobrança, ao lado do companheiro Eccleston, e o Northampton se classificou…

Em outra jornada infeliz de um atacante da França no futebol inglês, Nicolas Anelka marcou dois dos três gols do Chelsea sobre o Newcastle. Mas a defesa não funcionou, levou quatro e o time azul deu bye bye em casa!

Em tempo: Franck Ribéry, lesionado ontem, foi visto andando de muletas hoje. Deve levar quatro semanas para voltar à ativa.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 16 de setembro de 2010 Brasileiros na França, Torneios europeus | 17:59

PSG e Lille, meio a meio

Compartilhe: Twitter

Uma vitória fora de casa e uma derrota no próprio quintal: 50% de saldo para os franceses na estreia da Liga Europa. Vejamos: 

Sevilla 0 x 1 Paris Saint-Germain
Mesmo pressionado pela equipe de Luís Fabiano, o time francês conseguiu criar algumas boas chances no primeiro tempo, com Maurice, Nenê, Luiyndula e Erding chegando ao ataque – até poderia ter aberto o placar se Chantôme aproveitasse melhor ótima chance de frente para Palop.

Enquanto a esquadra espanhola seguia perdendo oportunidades após a troca de campo, um contra-ataque mortal do PSG colocou os comandados de Antoine Kombouaré à frente do placar, aos 31 minutos, quando Luyindula arrancou pelo meio e serviu Nenê, que chutou prensado mas conseguiu mandar a bola para a rede. Logo depois, Hoarau substituiu o brasileiro e o “Parrí”, que ficara mais defensivo com Makélélé no lugar de Erding, conseguiu segurar a pressão sevilhense, voltando com ótimos três pontos para a França.

Na outra partida do grupo J, o alemão Borussia Dortmund foi buscar no finalzinho a vitória sobre o Karpaty, na Ucrânia, por 4 a 3. Pela segunda rodada, o PSG receberá o Karpaty, no dia 30 de setembro, tendo tudo para manter os 100% de aproveitamento de pontos.

Nenê é festejado pelos colegas e invejado pelos carinhas de colete (AFP)

Nenê é festejado pelos colegas e invejado pelos carinhas de colete (AFP)

Lille 1 x 2 Sporting
O primeiro tempo do LOSC foi catastrófico, segundo a France Football: Vukcevic abriu o placar aos 11 minutos e Helder Postiga ampliou aos 34 para o time português. Antes do intervalo, Rudi Garcia colocou o brasileiro Emerson e o belga Hazard em campo. Na segunda etapa a história foi diferente: Hazard, Gervinho, Obraniak e companhia melhoraram e Frau diminuiu aos 12 minutos. Mas a reação parou aí e a derrota foi inevitável.

Na outra partida do grupo C, o Levski Sofia recebeu o Gent na Bulgária e venceu o adversário belga por 3 a 2. Na próxima rodada, o Lille vai à Bélgica no dia 30 de setembro, com mais pressão ainda para evitar uma nova derrota.

Vandam escorregou mais do que Vukcevic (77) no tropeço dos Dogues (AFP)

Vandam escorregou mais do que Vukcevic (77) no tropeço dos Dogues (AFP)

David N’Gog, duas vezes
O atacante francês do Liverpool marcou dois dos quatro gols da vitória sobre o Steaua Bucaresti, da Romênia (4 a 1). O primeiro foi de pênalti, com tranquilidade e precisão. E o segundo saiu após troca de passes e um pouco de briga contra a defesa para arrumar espaço e finalizar cruzado, rasteiro. Boa, garoto!

O good job de N'Gog no Anfield Road (AFP)

O good job de N'Gog no Anfield Road (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 11 de agosto de 2010 Seleção francesa | 18:12

Derrotas

Compartilhe: Twitter

Charles N'Zogbia, uma das novidades francesas, em ação no estádio Ullevaal (AP)

*Não consegui ver o jogo. Quem conseguiu ou tiver mais o que contar, por favor pratique o jornalismo colaborativo nos comentários!*

Laurent Blanc levou a campo os seguintes jogadores em sua estreia: Ruffier; Fanni, Rami, Méxès e Cissokho; Mvila, Sissoko, Nasri e N’Zogbia; Hoarau e Rémy. O primeiro tempo acabou sem gols, com a França tendo dificuldade em superar a marcação norueguesa.

Para a segunda etapa, Lass Diarra, Ben Arfa e Ménez vieram para o jogo, nos lugares de Sissoko, N’Zogbia e Rémy. No seu segundo toque na bola, o meia do Olympique de Marselha acertou um chute de 25 metros sem defesa para o goleiro adversário Knudsen, abrindo o placar em Oslo. Bem, Arfa! Vendo o gol mais tarde, na TV, podemos dizer que foi um forte arremate de canhota, no canto.

Mas não teve nada de tranquilidade para os Bleus, porque dois minutos depois os donos da casa empataram, com Huseklepp – em chute cruzado que, vendo pela TV, dava impressão de que Ruffier poderia ter desviado se tivesse ido para a bola com mais firmeza…

Aos 16 minutos, Benzema substituiu Hoarau. Porém, o gol de empate motivou a Noruega, que alcançou a virada novamente por intermédio de Huseklepp, que recebeu em contra-ataque, após bobeada feia de Diarra, ficou frente a frente com Ruffier e não desperdiçou, fazendo 2 a 1 aos 27. Sem entrosamento, sobretudo na defesa, o time francês não conseguiu o empate e a Era Blanc começou com derrota mesmo. Mas vamos com calma antes de levantar as pedras em sua direção…

O retrospecto francês contra a Noruega agora é menos favorável, apontando quatro vitórias, quatro empates e três derrotas. Mais cedo, a seleção sub 21 também não foi bem em seu compromisso oficial, pelas Eliminatórias para a Eurocopa da categoria: 1 a 0 para a Bélgica. Dirigido por Erick Mombaerts, o time teve Carrasso; Yanga-Mbiwa, N’Goyi, Mangala e Tabanou; Gonalons, N’Zonzi, (Martin), N’Gog (camisa 10 e capitão!) e Biabiany (Rivière); Roux e Aït-Fana (Sako).

Karim Ait Fana frança belgica sub 21

Karim Ait Fana, do Montpellier, cai num dia mesmo de quedas... (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 5 de agosto de 2010 Seleção francesa | 18:12

A primeira de Blanc. E o pobre Montpellier

Compartilhe: Twitter

 Habemus convocadus! Para o primeiro jogo da era Blanc, amistoso contra a Noruega, em Oslo, na quarta que vem, dia 11.Lembrando que já se sabia que nenhum jogador que foi à Copa 2010 seria chamado.

Gostei da relação, de ver Benzema de volta – o que mais jogou pelos Bleus do grupo, ao lado de Lass -, assim como Méxès, Nasri e Menez. “A vida particular de Karim não é da minha conta”, disse o técnico, sobre o processo a que responde o atacante do Real Madrid no “caso Zahia”. Foi bem também!

Foram sete novatos: Debuchy, Sakho, Trémoulinas, Cabaye, Matuidi, N’Zogbia et Ménez.

A lista tem:

Goleiros: Nicolas Douchez (Rennes) e Stephane Ruffier (Monaco);

Defensores: Aly Cissokho (Lyon), Mathieu Debuchy (Lille), Rod Fanni (Rennes), Philippe Méxès (Roma), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Benoit Trémoulinas (Bordeaux);

Meias: Yohan Cabaye (Lille), Lassana Diara (Real Madrid-ESP), Blaise Matuidi (Saint-Etienne), Yann M’Vila (Rennes), Samir Nasri (Arsenal), Charles N’Zogbia (Wigan-ING) e Moussa Sissoko (Toulouse);

Atacantes: Hatem Ben Arfa (Olympique de Marselha), Karim Benzema (Real Madrid-ESP), Jimmy Briand (Lyon), Guillaume Hoarau (PSG), Jeremy Ménez (Roma) e Loic Rémy (Nice).

montpellier gyor liga europa
Desolação do Montpellier: faltou o chão, se abaixaram no gramado… (AFP)


Liga Europa
Só porque eu disse aqui que David N’Gog, do Liverpool, poderia merecer uma chance nessa relação, ele voltou a balançar as redes, e justamente no dia da convocação. Ele e Gerrard marcaram nos 2 a 0 sobre o Rabotnicki, da Macedônia, placar repetido que classificou o time inglês na Liga Europa.

Nesta quinta-feira, aliás, pelo mesmo torneio continental, o Montpellier alcançou a proeza de ser eliminado em casa pelo húngaro Gyor (??), depois de derrota por 1 a 0 no tempo regulamentar e 4 a 3 nos pênaltis. Lamentável!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 29 de julho de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 22:42

Laurent, conhece o David?

Compartilhe: Twitter

Nesta quinta-feira, aconteceu a rodada de ida da terceira fase qualificatória para a Liga Europa. O Montpellier foi à Hungria enfrentar o Gyor (?!?) e fez bonito, ganhando por 1 a 0, com gol de Olivier Giroud, recém-contratado do Tours, pelo qual foi eleito o melhor jogador da última segunda divisão, a esforçada Ligue 2.

Mas o que quero destacar é o atacante francês que deu a vitória por 2 a 0 ao Liverpool contra o Rabotnicki (?!?!), da Macedônia: David N’Gog. Tudo bem que o nível do adversário do time inglês não é lá très grande chose, mas não é de hoje que esse magrelo e alto jogador dos Reds, revelado pelo Paris Saint-Germain, vem mostrando eficiência no lugar do espanhol Fernando Torres.

Moleque ainda (e com nome de função matemática…), pode ser uma opção na seleção adulta, pelo menos para ir “ganhando cancha”, já que a política do momento parece ser de renovação. Será que monsieur Laurent Blanc o conhece?

david ngog liverpool

Skopje, Macedônia, entrou para o rol de cidades carimbadas por N'Gog

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 18 de março de 2010 Torneios europeus | 20:05

Liga Europa, non plus

Compartilhe: Twitter

Não há mais Liga Europa 2009/2010 para os times franceses. Nesta quinta-feira, Olympique de Marselha e Lille perderam e foram eliminados, respectivamente, por Benfica e Liverpool. No caso do LOSC, acho que foi até onde dava, pois se defrontou com um revigorado time inglês, nitidamente mais forte e tradicional, sem destaques ofensivos como Gervinho e Túlio de Melo tanto na ida como na volta. Já o OM travou um duelo mais equilibrado com a equipa portuguesa, e caiu nos detalhes (ou seria azar?) de um gol achado no finalzinho. Ficou triste tendo se despedido em casa, mas saiu do torneio de “cabeça em pé”, se é que isso serve para alguma coisa…

         Olympique de Marselha 1 x 2 Benfica

O êxtase de Kardec (AFP)

Duro castigo no finalzinho do jogo no Vélodrome. No primeiro tempo, pressão dos visitantes mas nada de gols, o que bastava para o time francês. No segundo, um cruzamento de Cheyrou aos 25 minutos abriria sorrisos no OM, depois que Brandão e Niang trocaram passes na área e o senegalês estufou as redes.

Mas o Benfica não se abalaria por muito tempo, pois quatro minutos depois empataria, com um chute de longe do uruguaio Maxi Pereira no qual, ao meu entender, Mandanda hesitou e demorou para pular na bola. A igualdade por um gol levaria a decisão para a prorrogação. Porém, chuveirinho no sufoco às vezes dá um bom banho (nossa, inventei essa agora!), e aos 44 minutos, o atacante brasileiro Allan Kardec aproveitou com excelência uma bola à sua frente dentro da área e fuzilou para o gol, saindo para comemorar com lágrimas e extravasamento total (essa é para sagazes: será que baixou nele um espírito?). Antes do apito final, Ben Arfa protanizou um papelão, ao entrar em campo e, segundos depois, atingir Kardec e ser expulso…  (acabou a boa fase?). Festa lusitana no litoral sul francês, paciência.  


Liverpool 3 x 0 Lille

Torres chama Mavuba pra dançar (AFP)

Era uma questão de tempo saber quanto tempo o time francês iria resistir, num Anfield Road com a presença de Diego Maradona, provavelmente motivado para ver os compatriotas Mascherano e Insúa nos Reds. E acabou sendo bem pouco tempo. Antes mesmo dos 10 minutos da primeira etapa, o volante brasileiro Lucas se chocou com Rami e o árbitro marcou pênalti, que Gerrard cobrou com categoria, deslocando Landreau. Naquele momento, a parada seguia para o tempo extra, e assim se seguiu até o intervalo.

Logo aos 4 minutos do segundo tempo, entretanto, Fernando Torres mostrou quem tinha mais capacidade de ser decisivo. Primeiro, ampliou o marcador para os Reds após passar por Rami e Chedjou. E antes do fim, enterrou de vez qualquer chance do LOSC ao aproveitar rebote de Landreau, em chute de Gerrard, e achar um espaço para fazer o terceiro e último dos donos da casa. Agora, os lilleanos tentam repetir o feito de chegar a uma competição continental na próxima temporada, via Campeonato Francês, o que é bastante razoável para as condições do clube. 

Aliás, o reserva do espanhol artilheiro do Liverpool, David N’Gog, é um dos poucos franceses que seguem vivos na Liga Europa. Também nesta quinta, a Juventus de Trézeguet e Zebina foi eliminada pelo inglês Fulham, e o Panathinaikos de Djibril Cissé caiu diante do belga Standard de Liège.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010 Copas francesas, Franceses no mundo | 21:43

Dia francês na Liga Europa

Compartilhe: Twitter

Dois jogos de times franceses na Liga Europa: duas vitórias. E dois jogadores franceses marcando os gols que deram a vitória às suas equipes no mesmo torneio. Que dia! Très bon, ce jour!!

Lille e Marselha
Jogando no Lille-Metropole, o LOSC abriu vantagem para o Fenerbahce nas 1/16-de-finais da Liga Europa. Saiu na frente com o meia Florent Balmont, sofreu o empate com Vederson, e garantiu a vitória por 2 a 1 graças ao atacante Pierre-Alain Frau. O brasileiro Emerson atuou pela lateral-esquerda lilleana – Túlio de Melo se machucou gravemente mais uma vez e, infelizmente, não deve retornar antes de um mês. Um empate na Turquia, no dia 25, classifica o Lille.

O Lille furou a retranca do Fener. Agora vai ter que segurar a sua em Istambul (AFP)

O Lille furou a retranca do Fener. Agora vai ter que segurar a sua em Istambul (AFP)

Na Dinamarca, o Olympique se sentiu em casa contra o Copenhague. Com gols do senegalês Mamadou Niang, de Hatem Ben Arfa e do burquinense Charles Kaboré – que substituiu o marfinense Bakari Koné -, venceu por 3 a 1 e ficou muito perto da classificação para as oitavas: pode até perder por um gol de diferença na França, também na semana que vem.

Koné se livra de marcador: falta pouco pro OM se livrar do "Kobenhavn" (AFP)

Koné se livra de marcador: falta pouco pro OM se livrar do "Kobenhavn" (AFP)

 

Cissé e N’Gog
Na grega e histórica Atenas, o Panathinaikos recebeu a Roma. Saiu atrás, empatou, ficou atrás de novo no marcador, “reempatou” e eis que, nos minutos finais, conseguiu a vitória por 3 a 2 graças ao oportunismo de Djibril Cissé, que se antecipou à marcação e concluiu cruzamento de cabeça por cima de Doni. Vale lembrar que o polêmico atacante quer defender a seleção francesa, tendo deixado um recado público para Raymond Domenech sobre seu desejo de disputar a Copa do Mundo. Será que tem vaga na França?

Cissé deixou Doni vendido e Júlio Baptista (à esquerda) desanimado (AFP)

Cissé deixou Doni vendido e Júlio Baptista (à esquerda) desanimado (AFP)

Na inglesa e beatlemaníaca Liverpool, o time homônimo teve a visita do Unirea Urziceni, da Romênia, em duelo de terceiros colocados na fase de grupos da Liga dos Campeões. Barbada para os Reds? Nada! O golzinho da vitória só sairia a dez minutos do fim da contenda em Anfield Road, por intermédio do jovem David N’Gog, que dessa vez correspondeu com louvor à dura tarefa de substituir um artilheiro do calibre do espanhol Fernando Torres.

N'Gog e o holandês Ryan Babel saúdam a torcida "liverpooliana" (AP)

N'Gog e o holandês Ryan Babel saúdam a torcida "liverpooliana" (AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 Franceses no mundo | 22:16

Clássico inglês, protagonistas franceses

Compartilhe: Twitter

Acho que eu já disse por aqui que o Arsenal é o mais francês dos times ingleses da Premier League. Tem técnico francês (Arséne Wenger) e jogadores de nível de seleção francesa. Pois bem, ontem, quarta-feira, os Gunners disputaram clássico contra o Liverpool, e os franceses apareceram com destaque, inclusive. Destaco dois lances.

Primeiro, quando o jovem atacante David N’Gog, do Liverpool, que é… francês, recebeu em condições excelentes para marcar, só tendo o goleiro do Arsenal à sua frente. Ele caminhou com a bola, entrou na área, maaas, quando ia finalizar, eis que aparece o zagueiro William Gallas e seu providencial carrinho limpo, desarmando o compatriota.

E o segundo é nada menos que o gol que decidiu a partida no Emirates Stadium, em Londres. O volante Abou Diaby, ótimo como elemento surpresa que ninguém marca direito quando aparece na área, concluiu com estilo, de cabeça, cruzamento vindo da direita e decretou a vitória do Arsenal. Ei, seus ingleses, nada de virar a cara para os vizinhos franceses heim!

Diaby testa para as redes: un but française en Angleterre! (AFP)

Diaby testa para as redes: un but française en Angleterre! (AFP)

Gallas dirá au revoir?
O zagueiro foi notícia nesta quinta não só pelo desempenho no Emirates. Acontece que o contrato do jogador de 32 anos com os Gunners se encerra no final da temporada europeia (meio do ano), e ele quer renovar por mais de um ano, contrariando a política de Wenger. Segundo o técnico gosta de proceder, e o clube endossa, quando seus atletas completam 30 anos, fazem contratos de apenas uma temporada, por rendimento. Foi assim com o holandês Dennis Bergkamp, que virou ídolo por lá e jogou até os 37. Se Gallas ou o Arsenal não ceder, o francês, “velho” para os padrões wengerianos, pode se despedir de Londres ainda em 2010.

Aliás, Bergkamp é o responsável indireto pelo zagueiro Gallas ostentar a camisa 10 do time há quatro temporadas. Quando o holandês deixou os Gunners, Wenger ficou preocupado com uma provável grande pressão sobre o primeiro bom atacante que surgisse na equipe, que pudesse ser taxado de “novo Bergkamp” – como é muito comum no futebol, infelizmente. Para facilitar a vida das revelações ofensivas, ocupou a 10 nas costas de Gallas, e desde então, nada de comparações!

O desarme de Gallas fez N'Gog chiar como criança que deixa cair o pirulito (AFP)

O desarme de Gallas fez N'Gog chiar como criança que deixa cair o pirulito (AFP)

Falando em francês na Inglaterra…
Pra finalizar, um feliz registro de que Patrick Vieira jogou muito bem pelo Manchester City esta semana, fazendo belo lançamento-assistência para o gol de Adebayor contra o Bolton. O volante de 33 anos mostrou confiança para estar em mais uma Copa do Mundo, e o técnico da França, Raymond Domenech, disse que a ida do jogador para a Inglaterra e sua volta às sequências de jogos realmente favorecem a presença dele na África do Sul. Muito bom. O curioso da declaração de Vieira foi a lamentação por não ter podido jogar por um mesmo time a vida inteira, talvez em resposta a quem o acusou de mercenário por suas transferências passadas.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

domingo, 7 de fevereiro de 2010 Franceses no mundo, Seleção francesa | 23:21

Fim de semana na redação 6

Compartilhe: Twitter
Ribérra voltou a marcar, brigando como nunca (AFP)

Ribérra voltou a marcar, brigando como nunca (AFP)

Além da tradicional rodada do Campeonato Francês, o post deste domingo traz breves registros do que vi, no plantão, dos franceses nos campeonatos Inglês e Alemão, além do sorteio dos grupos das Eliminatórias para a Eurocopa 2012 – do ponto de vista francês, bien sûr:

Inglaterra: Em Liverpool x Everton, houve um duelo de franceses nos ataques. David N’Gog, 20 anos, voltou a ser titular dos Reds, com a ausência de Fernando Torres, enquanto Louis Saha, 31, também começou a partida do lado azul. Mas ambos decepcionaram, um talvez porque seja muito verde, o outro porque já deu o que tinha que dar…

 – Alemanha: Franck Ribéry voltou a se apresentar como nos bons tempos e fazer o que dele se esperava: gol e muita disposição em campo. Contribuiu sobremaneira para a vitória do Bayern de Munique sobre o Wolfsburg. Que se mantenha assim até a Copa, desejam os franceses.
 
– Nunca tinha visto sorteio de grupos de competição internacional num domingo, mas foi hoje mesmo que a Uefa distribuiu 51 seleções do continente em 9 chaves (6 grupos com 6 países cada e 3 grupos com 5 países cada) para a Eurocopa 2012, que terá sedes na Polônia e Ucrânia. O esquema é bem semelhante ao das Eliminatórias para a Copa: classificam-se os nove primeiros colocados e o melhor segundo colocado. As oito seleções restantes que ficarem na segunda colocação disputam uma repescagem por quatro vagas finais. Daí se tiram 14 países, que vão se somar a poloneses e ucranianos nos 16 da Euro.

Pois bem, a França caiu no grupo D, no qual enfrentará Romênia, Bósnia-Herzegovina, Belarus, Albânia e Luxemburgo. Os romenos, que os franceses conhecem bem das últimas Eliminatórias para 2010, e os bósnios, que só não vão para a África do Sul em junho porque perderam de Portugal na repescagem, são os únicos que se mostram capacitados a dar algum trabalho para os Bleus. O que o presidente da Federação Francesa de Futebol, Jean-Pierre Escalettes, comemorou, entretanto, foi um fator extracampo: “‘Minha maior satisfação é que não teremos viagens muito longas a fazer”.    

– Pra finalizar, os resultados da 23a journée da Ligue 1, que comento amanhã, segunda:

Boulogne 0 x 2 Montpellier (Camara e Montano)
Nice 1 x 1 Lille (Ben Saada; Túlio de Melo
Grenoble 5 x 0 Auxerre (Ljuboja, Akrour 2 e Matsui 2
Paris-SG 0 x 3 Lorient (Vahirua, Gameiro e Amalfitano) 
Sochaux 1 x 1 Nancy (Dalmat; Dia) 
Lens 2 x 1 Le Mans (Monnet-Paquet e Eduardo Santos; Maïga) 
Rennes 4 x 2 Bordeaux (Marveaux, Briand pênalti, Bangoura e Gyan; Gouffran e Wendell
Toulouse 0 x 0 Lyon – Makoun-LYO foi expulso 
Saint-Etienne 3 x 0 Monaco (Matuidi, Bergessio e Rivière) 
Marseille 5 x 1 Valenciennes (Lucho González, Brandão, Cheyrou, Valbuena e Niang; Sanchez) – mais de 46 mil pessoas no Vélodrome

A melhor foto de N'Gog na vitória do Liverpool foi esta... (AP)

A melhor foto de N'Gog na vitória do Liverpool foi esta... (AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última