Publicidade

Posts com a Tag Menez

quarta-feira, 17 de setembro de 2014 Franceses no mundo | 16:15

Assista: Franceses em outras ligas fizeram golaços

Compartilhe: Twitter

Final de semana que passou foi pródigo em belos gols franceses pelos campeonatos nacionais na Europa.

Tanto que três deles foram selecionados entre os seis mais belos do futebol internacional, segundo o programa televisivo Linha de Passe, que a ESPN Brasil exibe semanalmente.

Foram eles Morgan Schneiderlin (meia do Southampton, da Inglaterra), Mathieu Valbuena (meia do Dínamo de Moscou, da Rússia), ambos parte da seleção francesa na última Copa do Mundo, e Jérémy Ménez (atacante do Milan, da Itália). Assista diretamente do site da ESPN clicando aqui.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 18 de agosto de 2014 Brasileiros na França, Ex-jogadores, Extracampo, Franceses no mundo | 14:50

Quem trocou de camisa antes da temporada começar

Compartilhe: Twitter

tsilva-dluiz

Muita movimentação de jogadores nessa janela de transferências, afinal foi a transição de temporadas na Europa, e tivemos a Copa do Mundo que valorizou seus destaques.

Uma vez adversários quando Paris Saint-Germain e Chelsea se enfrentaram na Liga dos Campeões 2013/2014, como revela a foto acima, Thiago Silva e David Luiz agora repetem, no PSG, a companhia de zaga que já trazem da seleção brasileira. Titulares na Copa do Mundo, devem repetir o feito no clube francês, já que Thiago é o capitão e David chega como zagueiro mais caro da história do futebol francês (50 milhões de euros. É o 3º jogador mais caro, atrás de Edinson Cavani e Radamel Falcao – 66 e 64 milhões!)

Beque brasileiro que entra, beque brasileiro sai: Alex foi pro Milan, assim como o atacante francês Menez, também sem espaço no time estrelado de Laurent Blanc. O brasileiro Marquinhos sim, continua sendo zagueiro reserva no clube.

Se o atual bicampeão da Ligue 1 ganhou um grande reforço, seu maior rival no último campeonato perdeu seu jogador que mais se destacou na Copa brasileira. O Monaco não conseguiu segurar o meia colombiano James Rodríguez, artilheiro do Mundial e atraído pelo estrelado Real Madrid, que parece que tentou levar o também colombiano e monegasco Radamel Falcao Garcia, mas pela graça do bon Dieu (ainda) não conseguiu!

Teve mudança também no banco de reservas do bicolor do Principado: saiu o experiente italiano Cláudio Ranieri, chegou o jovem português Leonardo Jardim. Outros novos técnicos no foot são o veterano argentino Marcelo “El Loco” Bielsa, no Olympique de Marselha, e dois debutantes que quando jogadores atuaram pela seleção francesa: Claude Makelele, no Bastia, e Willy Sagnol, no Bordeaux.

Bielsa terá um bom reforço no ataque, Romain Alessandrini, que foi muito bem pelo Rennes recentemente. Quem saiu do OM foi o também ofensivo Jordan Ayew, agora no Lorient, e o lateral/zagueiro brasileiro Lucas Mendes, que foi para o Catar (El-Jaish). Porém, o maior destaque do time nos últimos anos se foi: o pequenino meia Mathieu Valbuena, que esteve nas Copas de 2010 e 2014, acertou com o Dynamo Moscou, da Rússia.

Já Makelele recebe o experiente centroavante brasileiro Brandão, que deixou o Saint-Etienne. O Rennes ganhou um reforço belga, o meia Christian Bruls, que estava emprestado pelo Nice ao La Gantoise, da própria Bélgica.

Franceses fora da França
Na Inglaterra, o Manchester City pegou dois defensores da seleção que disputou a Copa: o lateral-direito Bacary Sagna, ex-Arsenal, e o jovem zagueiro Eliaquim Mangala, ex-Porto e nada barato, viu? O Arsenal não saiu no prejuízo, pois a saída do lateral reserva dos Bleus foi compensada pela vinda do titular, Mathieu Debuchy, ex-Newcastle.

Outro a disputar a Premier League é o atacante Bafetimbi Gomis, que deixa o Lyon e parte para o Swansea. A Ligue 1 perdeu seu maior artilheiro em atividade nela e uma de suas maiores figuras também!

Mais notícias do mercado bola encontramos no espanhol Futbol desde Francia e no francês L’Equipe.

Quem souber de algum nome importante que eu não tenha colocado aqui, favor me avisar! :)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 12 de maio de 2013 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 18:18

ENFIN, PSG CHAMPION!

Compartilhe: Twitter

Atualizado em 15/05

Na comemoração no vestiário parisiense, Lucas (no centro), Thiago Motta (o segundo da direita para a esquerda) e Maxwell (meio escondido à esquerda de Thiago) aparecem. Thiago Motta e Alex são os outros brasileiros campeões

Foi em grande estilo, na casa de um grande rival, que o Paris Saint-Germain sacramentou a conquista do Campeonato Francês, como todos esperávamos já há algum tempo.

Menez foi o autor do gol da vitória sobre o Lyon no Gerland, e o milionário clube da capital, disparadamente o elenco mais caro da Ligue 1, encerrou o jejum de 19 anos, faturando seu terceiro título do Francês (os anteriores foram em 1986 e 1994) na antepenúltima rodada.

Voltado para tentar se garantir entre os 3 primeiros e voltar à Champions League, o Lyon tem 3 pontos a mais que Lille e Nice, com seis ainda por disputar.

Marseille 2 x 1 Toulouse – Segundo na tabela, o Olympique não pode mais alcançar o PSG, mas se garante no pódio do campeonato e consequentemente na próxima Liga dos Campeões

Lille 3 x 0 Reims – LOSC sobe para o quarto lugar, na posição que conduz para a Liga Europa

Evian 4 x 0 Nice – Apesar do sopapo, a tia Nice segue em quinto, junto com o Lille

Lorient 3 x 1 St Etienne – Um ponto atrás de Nice e Lille vem a ASSE, que podia ter ido à quarta colocação se tivesse conseguido os três pontos

Brest 0 x 2 Montpellier – Stade Brestois é o primeiro matematicamente rebaixado para a Ligue 2

LE PODCAST DU FOOT
Na edição de número 31, os amigos comentam sobre o título parisiense. O dinheiro do Catar foi o grande responsável pela conquista? Ouça e comente abaixo!

Le Podcast du Foot #31 by Eduardomtjunior on Mixcloud

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 10 de abril de 2013 Torneios europeus | 17:41

PSG falha no projeto de grandeza europeia contra o Barcelona

Compartilhe: Twitter

Era a decisão para confirmar uma ascensão projetada nos últimos anos com muito investimento, marketing e pompa, e que até agora não resultou em títulos. OK que o Paris Saint-Germain está muito perto de faturar a Ligue 1, mas a Liga dos Campeões era a principal meta da temporada. Porém, havia um Barça no meio do caminho, logo nas quartas, e não houve surpresa no estádio Camp Nou.

Ancelotti promoveu o retorno de Thiago Motta (outro parisiense ex-Barça), após um mês parado, para o lugar do suspenso Matuidi. Beckham foi para o banco, e Menez nem nele ficou, contundido. Sem estar 100% depois de sair machucado em paris, Messi começou no banco, com Fábregas titular.

Os visitantes começaram melhor, obrigando o goleiro Valdés a mostrar serviço, e assim prosseguiram no restante da primeira etapa, com boa marcação e saída para o contra-ataque, embora não tenham achado o gol necessário.

Lionel estava tenso no banco, e ficou ainda mais quando, aos 4 minutos do segundo tempo, Pastore tabelou com Ibrahimovic, avançou até a área e chutou na saída do arqueiro barcelonista, 1 a 0!

Então Messi veio pro jogo, e pra variar fez a diferença, participando do lance do gol de empate, aos 25 minutos, costurando a defesa e passando para Villa, que deixou Pedro em condições para a finalização frontal, 1 a 1.

O técnico italiano colocou Beckham e Gameiro nos lugares de Verratti e Lavezzi, mas a equipe francesa não conseguiu mais transpor a catalã (ao contrário da saudosa temporada 1994/95, com Raí e o futuro melhor do mundo Weah).

Sai de cabeça erguida, poderá argumentar que contra o Barcelona é muuuuito complicado e mesmo assim não foi derrotado pelo baita adversário, pois foram dois empates. Só que teve chance de sair vencedor e não aproveitou, então precisa trabalhar e evoluir mais, simples assim.

A última e única vez em que um clube francês papou a Champions: Didier Deschamps, hoje treinador bleu, levanta a taça em 1993

– Quer receber notícias e opiniões sobre futebol francês no seu Twitter, interagindo comigo? Me segue lá!
– Quer ficar por dentro do futebol francês e debater com outros antenados e interessados no Facebook? Peça para entrar na comunidade Ligue 1 Brasil (São mais de 100 membros!)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 7 de abril de 2013 Francês da 1ª divisão | 20:20

31ª rodada: Mistão deixa PSG sossegado na busca pelo título

Compartilhe: Twitter

Atualizado em 09/04

TAMBÉM NA BRIGA - Jogadores do Montpellier expõem intimidades ao celebrarem gol na vitória por 3 a 1 sobre
o Valenciennes. O atual campeão francês está em sétimo na classificação, 5 pontos atrás do Lyon, que ocupa a
quarta colocação, credencial para a disputa da próxima Liga Europa

A sete rodadas do final do Campeonato Francês, com 21 pontos a disputar, a vantagem do Paris Saint-Germain para o Olympique de Marselha continua de sete pontos, margem suficiente para decidir a parada com três rodadas de antecedência.

Rennes 0 x 2 PSG
Mesmo de time misto, por estar no meio do duelo ida e volta contra o Barcelona na Champions, o Paris conseguiu vencer e se manter tranquilo na ponta da tabela, com gols de Menez e do artilheiro geral Ibrahimovic, 26 gols na conta do sueco.

OM 1 x 0 Bordeaux
Gignac fez seu 11o gol no campeonato (é o 7o na artilharia geral), após passe de Cheyrou, e o Olympique de Marselha se manteve na vice-liderança (mais pela incompetência do Lyon do que por méritos próprios, avalio). Quem não anda bem no clube é o inglês Joey Barton, como analisa o colega Eduardo Junior em seu blog.

Reims 1 x 0 Lyon (gol de Krychowiak)
Mesmo flertando com a zona de rebaixamento, o Stade de Reims bateu o então terceiro colocado OL, agora ultrapassado pelo Saint-Etienne, o que ratifica sua má fase.

St Etienne 1 x 0 Evian (gol de Hamouma)
O ASSE soma os mesmos pontos do Lyon, mas o superou nos critérios de desempate.

Lille 5 x 0 Lorient
Chapuletada do LOSC, em fase ascendente na Ligue 1. Kalou (2), Payet, Digne e Rodelin marcaram. O Lille é o quinto, apenas um ponto atrás dos lioneses.

Toulouse 3 x 4 Nice
Festival de gols na partida, só decidida aos 49 minutos do segundo tempo em favor da tia Nice, sexta colocada na tabela de classificação. Bautheac, pelo lado vencedor, e Ben Yedder, do perdedor, fizeram dois gols cada.

*Le Podcast du Foot*
Mais uma edição foi gravada na segunda-feira pós-rodada, confiraí no player abaixo!

Le Podcast du Foot #27 by Eduardomtjunior on Mixcloud

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 16 de outubro de 2012 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 22:17

Empate com gosto de vitória em Madri: Espanha 1 x 1 França

Compartilhe: Twitter

As circunstâncias dos gols e a dificuldade de enfrentar a campeã mundial em casa nos levam a concluir que a igualdade no placar foi muito boa para os Bleus, jogando visualmente como “Blancs”. Embora no desempate o saldo de gols coloque os espanhóis como líderes do Grupo I das Eliminatórias para a Copa 2014, os franceses também somam 7 pontos, o que é bastante relevante nessa dura disputa pela vaga direta para o Mundial no Brasil.

Melhores no primeiro tempo, os donos da casa abriram o marcador aos 25 minutos, com Sergio Ramos aproveitando falhas de Lloris e da marcação francesa na área. O goleiro do Tottenham, ex-Lyon, se redimiu em outras ocasiões, especialmente no pênalti que Koscielny cometeu em Pedro e Fábregas desperdiçou, com grande defesa do arqueiro de amarelo. Ainda na etapa inicial a França teve um gol mal anulado, por conta de impedimento atribúído a Menez, depois de escorar toque também de cabeça de Benzema.

A França deu o troco no segundo tempo, em termos de desempenho, e confirmou a reação só nos acréscimos dos acréscimos, quando o contra-ataque chegou a Ribéry, que encontrou a cabeça de Giroud (substituto do machucado Benzema) sem marcação, no último lance da partida. (ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS E AOS GOLS)

Para termos uma ideia do que é não ser derrotado pela esquadra de Vicente Del Bosque, a Fúria acumulava 24 vitórias seguidas em jogos de eliminátórias (Euro e Copa)! E não é batida em casa, por partidas oficiais, desde junho de 2003 (0-1 para a Grécia pelo qualificatório da Euro 2004, que seria vencido pela própria Hellas!). O último gol bleu no estádio Vicente Calderón, do Atlético de Madri, havia sido Alain Giresse, contra a Irlanda, encerrando os 4 a 1 pela Copa de 1982, ano em que nasci, e curiosamente também de cabeça!

No outro jogo da chave, a Bielorrússia conquistou sua primeira vitória ao impor 2 a 0 na Geórgia, chegando a três pontos e assumindo a quarta colocação, à frente da Finlândia. Já a Geórgia se manteve em terceiro, com quatro pontos ganhos. As eliminatórias europeias voltam apenas em março de 2013: no dia 22, a Espanha recebe a Finlândia, e a França joga em casa contra a Geórgia.

Porém, antes disso, dois compromissos amistosos bem mais que amistosos para os Bleus: visitando a Itália, dia 14 de novembro, e abrindo a temporada 2013 com a recepção à Alemanha, em 6 de fevereiro.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 13 de outubro de 2012 Seleção francesa | 12:05

França esbarra no velho problema da eficiência e perde amistoso pro Japão

Compartilhe: Twitter

Os onze que começaram o jogo. Se Deschamps poupou Ribéry para terça OK, porque o jogador do Bayern não pode ficar fora dessa foto em partidas decisivas (fff.fr)

Se ontem em Saint-Denis o maior objetivo era testar a equipe e corrigir os erros, uma deficiência já conhecida voltou a aparecer: os Bleus criam bastante, às vezes até mais que o adversário, mas não aproveitam e acabam saindo sem a vitória. Tudo bem que a motivação num amistoso é diferente, que Ribéry só entrou nos minutos finais, poupado que foi, mas a lição de que o aproveitamento precisa melhorar está posta. Jogaram Lloris (cap); Débuchy (Jallet), Koscielny, Sakho e Clichy; Capoue (Gonalons), Sissoko, Matuidi (Chantôme); Ménez (Ribéry), Benzema (Valbuena) e Giroud. (Assista aos melhores momentos).

Assim foi com o 1 a 0 para o Japão (gol de Shinji Kagawa, talvez o melhor jogador japonês da atualidade, aos 43 minutos do segundo tempo), primeira vitória do país asiático sobre os franceses na história dos confrontos. “Le Japon par ippon”, resumiu com eficácia a manchete no site da France Football. Mano Menezes esteve na plateia, afinal o Brasil encara os japoneses na terça-feira.

Acertar o pé logo passa a ser primordial (sobretudo Benzema, por ser a referência no ataque e amargar uma seca ruim para todo o time), até porque já na terça-feira o jogo é pra valer e o rival é de altíssimo nível: Espanha, que ontem não tomou conhecimento da Bielorrússia fora de casa (4 a 0) e se igualou à França na liderança do grupo nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, com seis pontos em dois jogos disputados por cada seleção.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 26 de agosto de 2012 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 19:29

Com 3 rodadas, Olympique de Marselha é o único 100% e lidera isoladamente

Compartilhe: Twitter

Andre-Pierre Gignac marcou o gol da partida contra o Montpellier (com a ajuda do zagueiro brasileiro Hilton, que permitiu o chute, e sobretudo do goleiro Jourdren, que deixou a bola passar por baixo do braço) e o OM (9 pontos) passa a ser o único impecável em termos de aproveitamento após três rodadas de Campeonato Francês 2012/2013. Alguém precisa avisar o atual campeão que a temporada já começou, pois até agora foram duas derrotas e um empate, mantendo o time na zona de rebaixamento à frente apenas de Troyes, também com um ponto conquistado, e Sochaux, único a não pontuar por ora.

Depois do Olympique, os ponteiros são Lyon, Valenciennes, Bordeaux e Toulouse, com 7 pontos. O empate do OL com o Evian (gol de Michel Bastos pro Lyonnais, um petardo de canhota à la Roberto Carlos) pode ser considerado tropeço, mas o dos Girondinos com o Paris Saint-Germain não. Segurar o elenco estrelado do PSG é pra se comemorar, por mais que o clube da capital estranhamente só tenha acumulado empates até aqui.

Vi um pouco de PSG x Bordeaux na SporTV hoje, e achei os visitantes defensivos demais, com três zagueiros (Sané, Ciani e Henrique, que de vez em quando saía um pouco) em torno de Ibrahimovic, pouco acionado por Nenê e Pastore, que tiveram muitas dificuldades para acertar os passes. Por outro lado, o contra-ataque girondino também não apareceu, com Diabaté isolado, sem a ajuda que Jussiê e Obraniak poderiam lhe proporcionar em teoria.

Destaque para os duelos brasileiros no Parc des Princes, com Nenê x Henrique, Maxwell x Mariano, Thiago Motta x Jussiê (o zagueiro Alex foi outro brasuca em campo). Menez e Verratti entraram na 2a etapa, mas Ibra saiu insatisfeito, Ancelotti mais ainda, e a pressão só tende a aumentar para o elenco tricolor, que logo logo tem Liga dos Campeões pra encarar…

Elie Baup recém-assumiu o Marseille, com a ida de Didier Deschamps para a seleção, e por enquanto não perdeu nenhum ponto na Ligue 1 (om.net)

Resultados da journée:

Montpellier 0 x 1 O. Marseille
PSG 0 x 0 Bordeaux
Evian 1 x 1 Lyon
Nancy 0 x 1 Toulouse
Valenciennes 3 x 0 Ajaccio
Rennes 3 x 2 Bastia
Troyes 2 x 2 Lorient
Lille 2 x 2 Nice
St Etienne 4 x 0 Brest – A goleda da rodada
Reims 1 x 0 Sochaux

Gols: Assista ao vídeo no site da ESPN

Eis a programação para a 4a rodada:

Sábado, 1/09
Lyon x Valenciennes
Sochaux x Montpellier
Toulouse x Reims
Ajaccio x Evian
Bastia x St Etienne
Lorient x Nancy
Brest x Troyes

Domingo, 2/09
Bordeaux x Nice
Marselha x Rennes
Lille x PSG

– Quer receber notícias e opiniões sobre futebol francês no seu Twitter, interagindo comigo? Me segue lá!
– Quer ficar por dentro do futebol francês e debater com outros antenados e interessados no Facebook? Peça para entrar na comunidade Ligue 1 Brasil (Já são mais de 60 membros!)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 19 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção francesa | 17:39

França perde da Suécia mas avança na Euro 2012!

Compartilhe: Twitter

Atualizado às 21h03

Quando o líder do grupo enfrenta o lanterna, já eliminado, você espera um favoritismo que tem tudo para terminar em vitória. Mas essa Euro tem mostrado que não há barbadas (exceção feita quando uma Espanha encara uma Irlanda…), e mesmo sem muita motivação os suecos conseguiram aplicar 2 a 0, em Kiev, mandando a invencibilidade de 23 partidas para o saco. Menos mal que os Bleus não precisavam dos pontos de hoje para seguir adiante na competição…

O time titular teve Lloris; Debuchy, Rami, Mexès, Clichy; M’Vila, Diarra, Ribéry, Nasri e Ben Arfa; Benzema. Menez, mesmo tendo marcado na vitória sobre a Ucrânia, voltou para o banco, aonde permanecia Malouda, titular contra a Inglaterra na estreia.

Nos primeiros minutos, um susto causado por Mexes, que permitiu a Toivonen ficar cara a cara com Lloris e driblar o goleiro. Por muita sorte, a finalização foi na trave! A Suécia seguia mais solta, criando mais perigo que a França, se aproveitando de certa fragilidade da defesa gaulesa e pouca ousadia na frente.

Felizmente, o jogo deu uma esfriada no decorrer da primeira etapa, e terminou sem gols, da mesma forma que Inglaterra x Ucrânia, combinação que mantinha a França na frente dos ingleses na classificação da chave.

Ben Arfa foi mais um a ser testado no rodízio pelo lado direito do ataque francês (fff.fr)

O risco de se administrar esse empate era ficar na dependência de um resultado favorável no outro jogo, e logo esse panorama mudou. Rooney abriu o placar para os ingleses na sua primeira partida no torneio, o que colocava a França em segundo na classificação, inevitavelmente no caminho da Espanha nas quartas. Era um sinal pros Bleus acordarem, ainda mais depois que Ibrahimovic deixou as coisas ainda mais difíceis com um belo gol que tirou o marcador do zero em Kiev aos 8 da etapa complementar…

O prejuízo fez a França acordar, acelerar o jogo e começar a criar boas chances. Malouda teve nova chance, entrando no lugar de Ben Arfa. Posteriormente, Menez veio para a vaga de Nasri, mas o arqueiro Isaksson continuava impedindo o empate francês. A última cartada de Laurent Blanc foi colocar Giroud, artilheiro da última Ligue 1, ampliando a ofensiva com a saída do volante M’vila.

Quando parecia que a igualdade era questão de tempo, o castigo: Larsson ampliou aos 45, decretando a derrota francesa. Por sorte, a Ucrânia nada somou contra a Inglaterra mas, por azar, tem Espanha no caminho dos Bleus… Será que dá para vencer?

> Assista aos gols e leia mais sobre o jogo
> Veja galeria de imagens da partida

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 15 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção francesa | 15:48

Euro 2012: Ucrânia 0 x 2 França, hora certa pra chutar o tabu!

Compartilhe: Twitter

Atualizado às 17h57

Depois que a tempestade elétrica em Donetsk permitiu, a seleção francesa fez valer sua superiodade técnica e bateu os coanfitriões com gols de Menez e Cabaye, ambos no segundo tempo. O resultado leva os Bleus para a liderança do grupo D, com 4 pontos, ao lado da Inglaterra, que fez 3 a 2 na Suécia. Na última rodada da chave e perto da classificação, a França encara a já eliminada Suécia, dia 19, terça-feira, bastando-lhe vencer ou empatar para se classificar.

Antes que me perguntem porque o tabu, sendo que a equipe atingiu 23 jogos de invencibilidade (!), explico: desde as semifinais da Copa 2006 que o país não vencia uma partida em copas, e em Eurocopas só havia vencido com as presenças de Platini (campeão em 1984) e Zidane (em 2000) em campo, acredita? Depois de muitos triunfos em amistosos e eliminatórias cá e lá, faltava ganhar quando mais importava, mas agora não falta mais!

Dilúvio interrompeu jogo minutos depois do apito inicial (Reuters)

Blanc fez duas mudanças em relação aos 11 titulares da estreia contra a Inglaterra: Clichy e Menez ganharam as vagas de Evra e Malouda. Chegou a se especular, horas antes, que Nasri e Diarra também poderiam ir para o banco, mas eles seguiram na formação inicial, com M’vila ainda de fora. A Ucrânia foi a mesma que começou a vitória contra a Suécia.

Com apenas 4 minutos de jogo, a chuva virou tempestade em torno do estádio, raios começaram a pipocar e o árbitro holandês Björn Kuipers decidiu interromper a partida, uma medida justificável muito mais por segurança do que pelas condições do gramado. Cerca de 50 minutos depois, o clima melhorou e a bola voltou a rolar. Os Bleus começaram mais agudos, criando boas chances como uma metida de Ribéry para Menez tocar por baixo do goleiro, pena que estava impedido e o gol foi anulado!

Os donos da casa tiveram a primeira grande chance minutos depois, num chute de Iarmolenko que passou perto da meta de Lloris. Shevchenko também fez o goleiro do Lyon trabalhar bem, em seguida, mas o maior volume, posse de bola e volúpia ofensiva foram gaulesas (boas chances com Menez e Mexes), embora a forte marcação ucraniana conseguisse evitar perigos maiores e uma abertura de placar na primeira etapa.

Ao contrário da estreia, quando nem França nem Ucrânia foram advertidas com cartões, excepcionalmente às outras 14 seleções do torneio, Menez levou o amarelo e quase foi expulso por uma falta dura minutos depois. Se na estreia a dificuldade para entrar na área inglesa obrigou os Bleus a abusar dos chutes de longe (um recorde na 1ª rodada da Euro), o 2º tempo minou esse problema. Merecendo abrir o placar, o time assim o fez com Menez, aos 6 minutos, após jogada com Ribéry e Benzema, em contra-ataque, finalmente vencendo o arqueiro Pyatov.

O que era alívio logo virou tranquilidade aos 10, com Benzema novamente dando assistência, desta vez para o elemento-surpresa Cabaye (à la Paulinho, como diriam os corintianos…), que entrou na área e finalizou como se fosse atacante, superando a marcação e o goleiro! Foi o que bastou para a empolgação ucraniana esfriar, Blanc fazer algumas alterações e a vitória enfim ser consubstanciada!

> Veja os melhores momentos e assista aos gols e lances de perigo do jogo

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. Última