Publicidade

Posts com a Tag Medjani

terça-feira, 10 de junho de 2014 Copa do Mundo | 19:22

Estrangeiros do futebol francês na Copa 2014

Compartilhe: Twitter
Antes mesmo de Falcao ser oficialmente cortado, os colombianos já tinham bolado a substituição perfeita, com um atacante cuja seleção não se classificou pra Copa...

Antes mesmo de Falcao ser oficialmente cortado, os colombianos já tinham bolado a substituição perfeita, com um atacante que também atua na França e cuja seleção não se classificou pra Copa…

Copa do Mundo não é torneio pra gente falar só de seleção francesa neste espaço, mas também de lembrar ao planeta bola os jogadores do Mundial que atuam no nosso querido futebol francês.

Lembrando que, dos 23 franceses convocados por Deschampsapenas 8 jogam atualmente no país. Quase o mesmo número de atletas que representam as seleções africanas de Camarões (7) e Costa do Marfim (6)!

Uma curiosidade: nos maiores campeões mundiais, Brasil e Itália, apenas o PSG cedeu destaques, três em cada. E o hoje bicampeão francês é o maior cessor de atletas para todas as 32 seleções, entre todos os clubes do país: 11, bem à frente do Monaco, o segundo nessa relação, com 4.

Bora lá (me baseei nesse link do bom site espanhol Futbol desde Francia, cruzando depois com os 23 confirmados da página da Fifa sobre a Copa):

Argélia: Carl Medjani (defensor do Valenciennes), Mehdi Mostefa (defensor do Ajaccio) e Aissa Mandi (defensor do Reims). Ryan Boudebouz (meia do Bastia) e Foued Kadir (meia do Stade Rennais) foram pré-selecionados, mas cortados.

ArgentinaSergio Romero (goleiro reserva do Monaco) e Ezequiel Lavezzi (atacante do Paris Saint Germain).

Bélgica: Divock Origi (lateral/ala do Lille).

Brasil: Thiago Silva (zagueiro capitão), David Luiz (zagueiro vindo agora do Chelsea) e Maxwell (lateral-esquerdo), todos do Paris Saint Germain.

Camarões: Nicolas Nkoulou (lateral do Olympique de Marseille), Henri Bedimo (lateral-esquerdo do Lyon); Jean Illes Makoun (volante do Rennes); Landry Nguemo (volante do Bordeaux); Edgar Salli (meia do Lens, recém-promovido da Ligue 2); Benjamin Moukandjo (meia-atacante do Nancy, da Ligue 2) e Vincent Aboubakar (atacante do Lorient). Guy Ndy Assembe, goleiro do Guingamp, e Jean-Armel Kana-Biyik, zagueiro do Rennes, ficaram fora.

Aboubakar foi um principais goleadores do último Campeonato Francês, empatado na vice-liderança do ranking geral com o também convocado Cavani, do Uruguai, ambos atrás do sueco Zlatan Ibrahimovic, lamentavelmente fora desta Copa.

Colômbia: David Ospina (goleiro do Nice); Ábel Aguilar (volante do Toulouse); James Rodríguez (meia do Monaco).

O goleador monegasco Radamel Falcao García foi pré-relacionado entre os 30, mas não se recuperou da cirurgia no joelho como torcíamos. Porém, o país conta com a habilidade de Rodríguez, maior assistente da última Ligue 1.

Costa do Marfim: Serge Aurier (lateral-direito do Toulouse); Benjamin Angoua (zagueiro do Valenciennes); Jean Daniel Akpa-Akpro (ala do Toulouse); Ismäel Diomande (meia do Saint Étienne); Salomon Kalou (meia do Lille) e Max-Alain Gradel (atacante do Saint Étienne). O lateral-direito Brice Dja Djedje, do Olympique de Marseille, e o volante Romaric (Bastia) não ficaram entre os 23.

Tem o único técnico francês de nascimento entre uma seleção estrangeira do Mundial: Sabri Lamouche, 42 anos, naturalizado tunisiano.

Croácia: Danijel Subasic (goleiro titular do Monaco).

Estados Unidos: Alejandro Bedoya (meia do Nantes).

Gana: Jonathan Mensah (zagueiro do Évian Thonon Gaillard); John Boye (zagueiro do Stade Rennais); Andre Ayew (atacante do Olympique de Marseille); Jordan Ayew (atacante do Sochaux) e Abdul Majeed Waris (atacante do Valenciennes) – que fez uma segunda metade de temporada muito boa na Ligue 1.

Andre é irmão mais velho de Jordan Ayew, ambos filhos do ex-atacante Abedi Pelé, que é o maior artilheiro da história da seleção mas, ironicamente, nunca disputou uma Copa do Mundo.

Itália: Salvatore Sirigu (goleiro titular); Thiago Motta (volante/meia); Marco Verratti (volante/meia), todos do Paris Saint Germain, e acima da média, principalmente os dois de linha.

México: Guillermo Ochoa (goleiro que disputou a última temporada pelo Ajaccio e está sem clube) – costuma pegar muito quando acossado;

Nigéria: Vincent Enyeama (goleiro titular do Lille). O meia Sunday Mba (CA Bastia, Ligue 2) foi pré-relacionado, mas acabou fora.

Enyeama fez uma excelente Ligue 1 2013/14 pelo LOSC, sendo um dos arqueiros menos vazados do campeonato francês.

Portugal: João Moutinho (volante/meia do Monaco).

Uruguai: Edinson Cavani (atacante do Paris Saint Germain) – craque!

-> Link para todos os convocados para a Copa 2014 do site do O Globo

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 23 de abril de 2014 Francês da 1ª divisão | 17:52

4 x 4, 2 x 6, 5 x 1: Que rodada essa 34ª do Francês!

Compartilhe: Twitter
Bautheac e Pied lamentam chance desperdiçada do Nice contra o Monaco (europafootball.wordpress.com)

Bautheac e Pied lamentam chance desperdiçada do Nice contra o Monaco (europafootball.wordpress.com)

Novamente o Monaco conseguiu adiar a festa antecipada do PSG pelo título nacional. O vice-líder fez o placar mínimo contra o Nice, gol do atacante búlgaro Berbatov. Aliás, a grande queda de rendimento da Tia Nice, da última temporada pra cá, foi oportunamente abordada no blog amigo Futebol Europeu Online.

PSG e Lyon só jogaram três dias depois, por conta da final da Copa da Liga Francesa, no sábado. O primeiro bateu o Evian pela contagem mínima também, gol de Matuidi com assistência de Lucas, e ficou a uma vitória de assegurar o bicampeonato (é algo grande, mas de tão previsto já perdeu a graça…). Toulouse versus Lyon não produziu gols, lamentavelmente.

Em confronto de clubes que podem alcançar ligas europeias na próxima temporada, nada de gols e melhor pro Lille, que segue terceiro colocado. O Olympique de Marseille perdeu chance de se aproximar do Lyon, quinto colocado, posição que hoje conduziria o ocupante para a Liga Europa, junto com o quarto, por conta do triunfo do PSG na CdL.

E como o quarto Saint-Etienne também não venceu (empate zerado com o Rennes no abre da rodada, sexta), outro ponto positivo para o Lille.

Placares inusitados
A rodada 34 da Ligue 1 chamou a atenção por alguns placares pouco comuns: Lorient 4 x 4 Montpellier, Valenciennes 2 x 6 Nantes e Bordeaux 5 x 1 Guingamp.

O empate de 8 gols teve 5 deles nos últimos 15 minutos da partida! O camaronês Aboubakar, para o Lorient, e Cabella, para o MHSC, foram os artilheiros com dois gols cada. Aliás, Vincent Aboubakar subiu para a vice-artilharia geral da liga, ultrapassando Cavani. Tem 16 gols, sendo o primeiro dos normais atrás de Ibrahimovic, com 25 (e sem jogar ultimamente).

O togolês Gakpé comandou o rol de goleadores do Nantes pra cima do VAFC, que segue na zona de rebaixamento. Curioso que o argelino Medjani, do Valenciennes, marcou um gol a favor e um contra… Aliás, o clima no clube anda pesado, com torcedores indo protestar diante dos jogadores, como aconteceu com Bahebeck, que bateu boca com alguns deles.

E finalmente, na goleada girondina sobre o En Avant Guingamp, o atacante malinês Cheick TIDIANE Diabaté foi à rede 3 vezes. O meia brasileiro Jussiê também fez o seu.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,