Publicidade

Posts com a Tag Manchester United

domingo, 29 de maio de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 00:36

Abidal não só levou a melhor sobre Evra. Levantou a Champions!

Compartilhe: Twitter

A final da Liga dos Campeões da Europa entre os homens reservou um duelo particular entre dois laterais esquerdos franceses. Mas durante o jogo em Wembley, nem Eric Abidal nem Patrice Evra se sobressaíram.

Porém, no momento de o campeão Barcelona levantar a taça, depois da vitória incontestável sobre o Manchester United, surpresa mais do que bacana: Abidal ganha a braçadeira de capitão de Carles Puyol e assim a honra de erguer o tróféu pela primeira vez, uma homenagem marcante ao jogador que superou um tumor durante a temporada e deu uma baita duma volta por cima, incentivando a todos que lutam pelo direito de voltar a ter uma vida normal mesmo diante de um enorme obstáculo.

Abidal-taça-liga

Esse Barça é digno de aplauso não somente pelo que faz em campo! (AP)

E não é que dois franceses levantaram as duas Champions nesta semana, a feminina e a masculina, sendo uma jogadora lionesa e um atleta ex-Lyon? Significa, embora Michel Platini parecesse, como se vê na foto acima, mais preocupado com a crise política vivida pela Fifa na condição de presidente da Uefa…

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 4 de maio de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 00:09

Um francês já ganhou esta Champions

Compartilhe: Twitter

 

abidal_afp

Messi e as demais estrelas do Barça erguem Eric diante de mais de 90 mil no Camp Nou (Fotos AFP)

Em 17 de março, Eric Abidal foi operado para retirar tumor no fígado, com perspectiva de voltar ao Barcelona em agosto, ou seja, quatro meses e meio. Ontem, 3 de maio, um mês e meio depois, o lateral esquerdo francês entrou em campo nos últimos minutos da partida de volta da semifinal da Liga dos Campeões da Europa contra o Real Madrid. Incrível.

Foram poucos porém preciosos instantes. Para quem assistiria ao restante da Champions sem poder vestir o uniforme e hoje pode pleitear estar entre os relacionados para a finalíssima em Wembley, é mais do que uma vitória. É um título pessoal, mesmo se o Barça cair diante do Manchester United na decisão.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 12 de abril de 2011 Extracampo, Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:35

Domenech sorri e cumprimenta brasileiro. Já o Anelka…

Compartilhe: Twitter
Raymond Domenech com Leonardo Vitorino no Catar (Divulgação/ASE)

Raymond Domenech com Leonardo Vitorino no Catar (Divulgação/ASE)

anelka_substituicao_afp

Nicolas Anelka deixa o gramado do Old Trafford ao ser substituído no início do 2º tempo (AFP)

Dias atrás, Raymond Domenech (que brigou com Nicolas Anelka na fatídica Copa 2010) ministrou palestra voltada aos treinadores do Al Gharafa (para onde Juninho Pernambucano foi depois do Lyon) na sede do clube, em Doha, capital do Catar. O técnico francês falou sobre a experiência com as seleções sub 21 e principal dos Bleus e conheceu de perto o trabalho de formação de atletas na base do clube catariano, que tem o brasileiro Leonardo Vitorino como um dos treinadores.

Ao contrário do que aconteceu com Carlos Alberto Parreira na despedida francesa do Mundial sul-africano, com derrota para os donos da casa, Domenech sorriu e não recusou estender a mão para Vitorino…

Minutos atrás, Nicolas Anelka (que xingou seu então técnico na África do Sul) entrou em campo como titular do Chelsea contra o Manchester United, ao lado do compatriota Florent Malouda. Mas o atacante não marcou, foi substituído e acabou eliminado nas quartas de finais da Liga dos Campeões da Europa pelo time vermelho, do também compatriota Patrice Evra

Será que Nicolas xingou seu atual treinador Carlo Ancelotti em algum momento do dia de hoje?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 6 de abril de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:27

Evra sai na frente de Malouda e Anelka

Compartilhe: Twitter

Patrice Evra foi titular e atuou o jogo inteiro no qual o Manchester United fez 1 a 0 sobre o Chelsea, em Londres, abrindo o confronto de quartas-de-finais da Liga dos Campeões da Europa. Não só atuou como salvou um gol em cima da risca, em chute de Terry, e cometeu um pênalti não marcado no brasileiro Ramires no finalzinho da partida. Ou seja, foi muito bem!

Florent Malouda e Nicolas Anelka, preteridos da formação inicial do Chelsea por Carlo Ancellotti, vieram para campo muito tarde, com 70 minutos de jogo (25 do 2º tempo), e em opção errada do técnico italiano, que tirou Drogba em vez do apagado Torres. E não conseguiram evitar a derrota no clássico inglês, embora pelo menos o pênalti em cima de Ramires possa ser creditado na conta do árbitro espanhol Alberto Mallenco…

evra_united_chelsea1

A providencial salvada do lateral esquerdo francês... (AP)

evra_united_chelsea2

... ajudando os Diabos Vermelhos a abrirem vantagem sobre os Blues (AP)

evra_ramires

Ah, teve essa tesourada do francês em um brasileiro, mas o espanhol disse "segue o jogo!" (Reuters)

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 15 de março de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:41

Era muito pro Marselha… (e outras do dia)

Compartilhe: Twitter

A eficiência e a experiência pesaram e o Olympique de Marselha volta para a França eliminado da Liga dos Campeões. Não conseguiu evitar o 2 a 1 para o Manchester United na Inglaterra, como era o mais provável mesmo.

O segundo time mais velho do MU a entrar em campo num jogo de Liga (29 anos e 317 dias, segundo o Infostrada) obviamente seria um adversário difícil de bater. O titular Ryan Giggs, por exemplo, é o terceiro jogador com mais partidas de mata-matas da história da Champions, atrás de Seedorf e Raúl. Ou seja, não há equipe mais “macaca véia” no assunto quanto o time do velhaco Alex Ferguson!

mu_om_gol_ap

Mandanda levanta o braço inutilmente, pois a corrida de Chicharito foi completamente sorridente (AP)

Le match
Antes da bola rolar, foi observado um bonito minuto de silêncio em lembrança à tragédia que vive o Japão. Nem deu muito tempo de ver como as equipes se comportariam no zero a zero. Logo aos 5 minutos, Giggs achou bem Rooney pelo lado esquerdo do ataque inglês, Wayne bateu cruzado e achou Javier “Chicharito” Hernandez em posição duvidosa. Com gol livre, o mexicano empurrou e correu pro abraço: 1 a 0.

Aos 8, entretanto, o Olympique já criou uma chance real para empatar. Remy deu lindo passe de calcanhar pra Gignac, colocando-o em condições de finalizar na entrada da área, de cara pra Van der Sar. Mas André Pierre bateu mal e a bola subiu muito… Esse desperdício poderia fazer falta depois, sem contar que 1 a 1 logo de cara deixaria o Marselha muito bem na parada.

Aos 19, Chicharito chegou muito duro em Heinze e levou amarelo. Então, passei a torcer para ele se enervar ainda mais durante o jogo… Estava difícil pro OM criar algo, o Manchester assustava de vez em quando, mas aos 35 foi de lamentar: bola na área anfitriã e Diawara subiu sozinho, a centímetros do gol, mas cabeceou torto, que pena! Seis minutos depois, Remy emendou de primeira após rebote da defesa, num tirambaço, só que muito forte – se fosse no gol, Van der Sar não chegaria…

Sem substituições no intervalo, o segundo tempo trouxe o mesmo panorama, com o Olympique pelejando muito, mas sem criatividade ou talento para chegar ao gol, e o United pelejando menos, na espreita, só que mais criativo e talentoso na ligação com o ataque. Aos 29, boa jogada francesa, com Remy cruzando pra Cheyrou, mas a conclusão saiu fraca. Não fez, não fez, não fez? Tomou: um minuto depois, Valencia acionou Giggs pela direita e o cruzamento rasteiro achou Chicharito livre (como??), de cara pra Mandanda. Pane na defesa e 2 a 0… 

Didier Deschamps colocou Valbuena e Jordan Ayew para ver o que dava, nos lugares de Gignac e Mbia. E o time visitante voltou para a disputa aos 37, quando, após escanteio, o zagueiro Brown, pressionado por Heinze, cabeceou contra o patrimônio: 2 a 1. Mas a pressão francesa foi bagunçada, nervosa, e não saíram mais gols.

Deu mesmo a lógica: o Manchester do capitão francês Evra.

Ribéry fora do páreo
Julio Cesar evitou o gol do francês cara a cara no primeiro tempo, o Bayern de Munique foi melhor do que a Inter de Milão em boa parte do eletrizante jogo (principalmente nos 45 minutos iniciais), mas o time italiano conseguiu fazer 3 a 2 no final e foi às quartas da Liga.

Quarta: a vez do Lyon
O pega no Santiago Bernabéu promete muito. E o OL vai para lá sem Michel Bastos, machucado no joelho e com cirurgia prevista para breve no Brasil. Com lesão muscular no bíceps femoral esquerdo, Cristiano Ronaldo não está 100%, mas acho que vai para o jogo, porque o Real Madrid precisa superar o trauma de seis temporadas seguidas morrendo nas oitavas.

O problema, para o time francês, é que o zero a zero classifica o Real, devido ao 1 a 1 em Gerland. Então vai ser díficil não ceder o contra-ataque aos merengues… Tenso! 

Abidal operado às pressas
A informação é que o lateral-esquerdo francês do Barcelona e da seleção, de 32 anos, está com tumor no fígado. A cirurgia será na sexta-feira, na cidade espanhola. Toda a sorte, Eric!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 14 de março de 2011 Francês da 1ª divisão, Franceses no mundo, Torneios europeus | 23:44

O que o Olympique consegue em Manchester?

Compartilhe: Twitter

Precisa da vitória ou de um empate com gols para continuar na Liga dos Campeões da Europa nesta terça-feira, 16h45. O que pode ajudá-lo é a também necessidade do United de buscar a vitória, o que pode virar pressão com o passar do tempo. Tido como zebra por alguns (eu diria apenas menos cotado/favorito), o Marselha vai precisar de torcida em Old Trafford. Então vamos torcer – na quarta é a vez do Lyon, contra o Real, em Madri.

Assim como torcerei para Franck Ribéry no outro jogão da Champions do dia, Bayern de Munique x Inter de Milão, repeteco da final de 2009/2010. No fim de semana, o meia-atacante francês foi muito bem na goleada bávara contra o Hamburgo, por 6 a 0, pelo Campeonato Alemão.

mandanda_ap

Se Steve Mandanda segurar as pontas lá atrás, as chances marselhesas crescem (AP)

Ligue 1, 27ª rodada
Como não tive tempo para falar tudo que gostaria, vai um registro curto mesmo: rodada boa para o Lille, heim? Embora Olympique e Lyon tenham mantido a diferença, o Rennes tropeçou e ficou para trás, assim como o PSG.

Moussa Sow marcou mais um, selando a artilharia, com 18 gols. Kevin Gameiro (Lorient) o persegue de mais perto, com 16. Nenê (PSG) perdeu terreno nessa disputa, ficando com 13, agora com a companhia de Younes El-Arabi (Caen).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 11 de março de 2011 Francês da 1ª divisão | 20:33

Olympique supera Rennes e cresce na briga

Compartilhe: Twitter

Com o técnico do seu próximo adversário (Manchester United), Sir Alex Ferguson, vendo tudo de perto, o Olympique de Marselha conquistou uma importante vitória contra um rival direto na luta pelo título nacional. Os gols de Loïc Rémy e Lucho González levam o OM para 48 pontos, enquanto o co-líder Rennes permanece com 49. Ambos torcem para que o Lille, também com 49, não ganhe pontos contra o Valenciennes no desenrolar da journée.

Tendo começado melhor, o Olympique mereceu abrir o placar fora de casa. Aos 24 minutos, André Ayew, que já havia desperdiçado ótima chance em tabela com Lucho, cruzou e Remy mergulhou livre, de peixinho, no centro da área, por cima de Douchez: 1 a 0. Porém, o Stade Rennais cresceu no jogo no decorrer da primeira etapa. Poderia ter ganho um pênalti quando Mbia puxou Marveaux durante cruzamento pelo alto da área marselhesa. Teve falta perigosa novamente de Mbia, que se enroscou e pisou em Dalmat. E se lamentou quando Boukari recebeu em condições de finalização na grande área, mas meteu pra fora.

om_afp

Jordan se emocionou após o gol de Lucho. E Brandão não fez falta no Stade de la Route de Lorient (AFP)

Veio o segundo tempo e continuou a pressão do Rennes. Logo aos 3, Mvila concluiu cruzamento chutando de primeira, com perigo, entre Mandanda e a trave. Troco à altura foi visto aos 9: bela trama de passes no ataque marselhês, Remy fuzilou e Douchez espalmou em grande intervenção.

Frédéric Antonetti experimentou mudanças, com Lemoine e Kembo nos lugares de Dalmat e Leroy. Só que o SRFC não conseguia ser conclusivo no ataque e ainda por cima oferecia perigosos contragolpes aos visitantes. Aos 24, Gignac ganhou do zagueiro em disputa duvidosa (achei que foi falta), entrou na área, chutou e Douchez rebateu com o pé. Pouco tempo depois, Jordan Ayew, substituto de APG, bobeou quando ficou cara a cara com o goleiro rival, esperando demais para finalizar até ser desarmado pela zaga.

Minutos depois, entretanto, o irmão de André se recuperou com estilo, quando recebeu lançamento, ganhou no corpo a corpo e, de frente pra Douchez, serviu Lucho, que só complementou para as redes. Ainda deu tempo par Remy ser aplaudido na vinda de Valbuena e, já nos 45, o disciplinado Taiwo fazer linda jogada e carimbar o travessão em chute de longe, uma pena.

Veja os demais jogos da 27ª rodada:

Sábado, 12/03
15h – Sochaux (9º) x Lyon (4º) – TV5 anuncia transmissão ao vivo
15h – Arles-Avignon (20º) x Lorient (8º)
15h – Saint-Etienne (10º) x Brest (11º)
15h – Lens (19º) x Toulouse (12º)
15h – Nancy (17º) x Caen (14º)
15h – Nice (15º) x Auxerre (16º)

Domingo, 13/03
13h – Lille (1º) x Valenciennes (13º)
13h – Bordeaux (7º) x Monaco (18º)
17h – Paris-SG (5º) x Montpellier (6º) – SporTV2 anuncia transmissão ao vivo

* Classificação: Lille e Rennes lideram com 49 pontos, seguidos por Olympique de Marselha, com 48, Lyon, com 45, e PSG, com 44. Veja tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:40

Faltou um golzinho, OM!

Compartilhe: Twitter

Dia xoxo na Liga dos Campeões da Europa. Dois jogos pelas oitavas, campeões e papões em campo, e somente um golzinho. Só que não foi na França, mas na Itália. Falando do que mais nos interessa, ficou ruim para o Olympique, que precisava da vitória, por mais magra que ela viesse. Agora é buscar gols em Old Trafford, nem que seja em empates por 1 a 1, 2 a 2 e etc…

manchester_reuters

Vidic e Van der Sar, entre a bola e Brandão: não foi dia de bola na rede (Reuters)

 

Olympique de Marselha 0 x 0 Manchester United
Didier Deschamps pôs em campo Mandanda; Fanni, Mbia, Diawara e Heinze; Kaboré, Cissé (Cheyrou), Lucho; Ayew, Brandão e Rémy (Valbuena).

O 1º tempo no Vélodrome registrou equilíbrio, com poucas faltas e escanteios, igual número de chutes a gol, tantos certeiros quanto errados e 52% a 48% de posse de bola para o time anfitrião.

ribery_ap

Ribérra desfila sua beleza rústica (AP)

Na segunda etapa, nada de substituições. Na busca por chances mais agudas de gol, o OM teve ótima oportunidade num chute cruzado de André Ayew que Brandão não acompanhou, para a sorte de Van der Sar. Valbuena voltou ao Marselha aos 33 minutos, vindo para o lugar de Rémy. Mas não conseguiu bater escanteios para além do homem do MU posicionado no primeiro pau, lamentavelmente…

Mesmo finalizando mais nos 45 minutos finais, o Olympique foi ineficaz. Fora de combate, Gignac acompanhou a peleja na tribuna. Talvez se estivesse em campo… A se destacar, o fair-play de ambos os lados:  não houve cartão amarelo nos 90 minutos! Não que não houvesse jogadas duras, mas o juizão usou e abusou da conversa para não colocar a mão no bolso


Inter de Milão 0 x 1 Bayern de Munique
Em quase mais um empate sem gols (o placar só se alterou aos 89 minutos), Franck Ribéry causou especialmente no primeiro tempo. Cabeceou uma bola no travessão de Julio Cesar e levou um amarelo por acertar uma solada em Sneijder. No segundo, tentou jogadas individuais sem futuro pelo lado esquerdo do ataque bavaro. Mas a vitória em San Siro aumenta as chances do time germânico completar a revanche pela final em Madrid de maio de 2010.


*Campeonato Inglês*
O Arsenal fez partida atrasada contra o Stoke City e venceu com gol francês, que marravilha! A glória coube ao becão Sébastien Squillaci, aos 8 minutos de jogo no Emirates Stadium. Com o triunfo, os Gunners somam um ponto a menos que o Manchester United, líder da Premier League, embora agora contem com uma partida disputada a mais que o rival.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 Torneios europeus | 22:28

Olympique de Marselha x Manchester United: tenso!

Compartilhe: Twitter
om_corre_reu

Que baixe um Chelsea no azul e branco do OM para encarar o MU de igual pra igual (Reuters)

24 horas depois do Lyon, é a vez do Olympique debutar nas oitavas de finais da Liga dos Campeões da Europa. A partir das 16h45 desta quarta-feira, tenta abrir vantagem diante do Manchester United, tarefa nada fácil quando se tem diante de si o líder do Campeonato Inglês, com apenas uma derrota em 26 jogos e jogadores mais do que acostumados a grandes decisões para além do âmbito doméstico.

mu_obertan_ferguson_reu

O francês Gabriel Obertan, reserva de Sir A. F. (Reuters)

Pelo menos, para dar uma equilibrada, o United (4 vitórias e 2 empates na fase de grupos da Champions) terá algumas baixas em Marselha: os zagueiros Rio Ferdinand e Jonny Evans, os meias Anderson e Ryan Giggs, e o atacante Michael Owen, que ficaram se recuperando na Inglaterra. Em compensação, a dupla de ataque Rooney-Berbatov é suficiente para preocupar a defesa francesa.

A seu lado, Didier Deschamps conta com Gabriel Heinze, lateral/zagueiro argentino que atuou três anos no clube inglês e pode ajudar o OM por saber o que Alex Ferguson costuma passar aos seus comandados. Ajuda também o fato de vir numa fase ascendente na Ligue 1 e manter uma invencibilidade desde setembro no Vélodrome. Valbuena, em recuperação, é opção no banco de reservas, enquanto que Gignac dificilmente deve reunir condições de entrar no decorrer da partida.

FICHA TÉCNICA – OLYMPIQUE DE MARSELHA x MANCHESTER UNITED

Local: Estádio Velódrome, em Marselha (FRA)
Data: 23 de fevereiro de 2011, quarta-feira
Horário: 16h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Felix Brych (ALE)
Assistentes: Thorsten Schiffner e Mark Borsch (ambos ALE)

OLYMPIQUE DE MARSELHA: Mandanda; Fanni, Diawara, Mbia e Heinze; Cissé, Kaboré e Lucho González; Rémy, Brandão e Ayew. Técnico: Didier Deschamps

MANCHESTER UNITED: Van der Sar; Rafael, Smalling, Vidic e Fábio; Carrick, Scholes, Fletcher e Nani; Berbatov e Rooney. Técnico: Alex Ferguson

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 28 de dezembro de 2010 Franceses no mundo | 22:22

Vieira ajuda Manchester City a liderar Inglês

Compartilhe: Twitter
city_villa_vieira_reocoker_afp

Patrick Vieira chega chegando pra cima de Nigel Reo-Coker no City of Manchester (AFP)

Prosseguiu a rodada da Premier League. Em Manchester City 4 x 0 Aston Villa, dois veteranos franceses do meio de campo duelaram e tiveram sortes bem diferentes: Patrick Vieira jogou a partida inteira e saiu vitorioso, enquanto Robert Pirés entrou aos 35 do segundo tempo e viu a boiada passar para o lado do seu time… Agora o City divide a ponta do torneio com o Manchester United, que teve Patrice Evra como titular e Gabriel Obertan como reserva no empate com o Birmingham por 1 a 1.

Em White Hart Lane, o becão Younes Kaboul arrumou encrenca, bateu boca com o marfinense Cheik Tioté e acabou expulso aos 21 minutos do 2º tempo, mas não atrapalhou a vitória do Tottenham contra o Newcastle em casa, por 2 a 0.

Frederic Piquionne foi titular do ataque anfitrião em West Ham x Everton, mas quem chamou a atenção no primeiro tempo foi o zagueiro rival Sylvain Distin, que teve boas chances em escanteios no primeiro tempo. Louis Saha não participou do empate por 1 a 1.

tottenham_newcastle_kaboul_tiote_ap

Kaboul e Tioté "tretam" na partida disputada no White Hart Lane (AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última