Publicidade

Posts com a Tag Malouda

terça-feira, 19 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção francesa | 17:39

França perde da Suécia mas avança na Euro 2012!

Compartilhe: Twitter

Atualizado às 21h03

Quando o líder do grupo enfrenta o lanterna, já eliminado, você espera um favoritismo que tem tudo para terminar em vitória. Mas essa Euro tem mostrado que não há barbadas (exceção feita quando uma Espanha encara uma Irlanda…), e mesmo sem muita motivação os suecos conseguiram aplicar 2 a 0, em Kiev, mandando a invencibilidade de 23 partidas para o saco. Menos mal que os Bleus não precisavam dos pontos de hoje para seguir adiante na competição…

O time titular teve Lloris; Debuchy, Rami, Mexès, Clichy; M’Vila, Diarra, Ribéry, Nasri e Ben Arfa; Benzema. Menez, mesmo tendo marcado na vitória sobre a Ucrânia, voltou para o banco, aonde permanecia Malouda, titular contra a Inglaterra na estreia.

Nos primeiros minutos, um susto causado por Mexes, que permitiu a Toivonen ficar cara a cara com Lloris e driblar o goleiro. Por muita sorte, a finalização foi na trave! A Suécia seguia mais solta, criando mais perigo que a França, se aproveitando de certa fragilidade da defesa gaulesa e pouca ousadia na frente.

Felizmente, o jogo deu uma esfriada no decorrer da primeira etapa, e terminou sem gols, da mesma forma que Inglaterra x Ucrânia, combinação que mantinha a França na frente dos ingleses na classificação da chave.

Ben Arfa foi mais um a ser testado no rodízio pelo lado direito do ataque francês (fff.fr)

O risco de se administrar esse empate era ficar na dependência de um resultado favorável no outro jogo, e logo esse panorama mudou. Rooney abriu o placar para os ingleses na sua primeira partida no torneio, o que colocava a França em segundo na classificação, inevitavelmente no caminho da Espanha nas quartas. Era um sinal pros Bleus acordarem, ainda mais depois que Ibrahimovic deixou as coisas ainda mais difíceis com um belo gol que tirou o marcador do zero em Kiev aos 8 da etapa complementar…

O prejuízo fez a França acordar, acelerar o jogo e começar a criar boas chances. Malouda teve nova chance, entrando no lugar de Ben Arfa. Posteriormente, Menez veio para a vaga de Nasri, mas o arqueiro Isaksson continuava impedindo o empate francês. A última cartada de Laurent Blanc foi colocar Giroud, artilheiro da última Ligue 1, ampliando a ofensiva com a saída do volante M’vila.

Quando parecia que a igualdade era questão de tempo, o castigo: Larsson ampliou aos 45, decretando a derrota francesa. Por sorte, a Ucrânia nada somou contra a Inglaterra mas, por azar, tem Espanha no caminho dos Bleus… Será que dá para vencer?

> Assista aos gols e leia mais sobre o jogo
> Veja galeria de imagens da partida

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 11 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção francesa | 14:54

Euro 2012: França 1 x 1 Inglaterra na estreia, um pouco frustrante

Compartilhe: Twitter

Atualizado às 17h52

Uma estreia é sempre difícil pelo nervosismo e ansiedade naturais, o rival merecia respeito, e a invencibilidade foi mantida, atingindo 22 partidas. Mas o sabor desse resultado é amargo, porque dava para vencer indubitavelmente, afinal a França era tida como favorita, pela melhor fase e os desfalques da Inglaterra, sobretudo o machucado Lampard e o suspenso Rooney, presente na Donbass Arena, em Donetsk – onde há pouco mais de um ano a mesma França goleou os donos da casa ucranianos em amistoso.

Os onze titulares de Blanc, como já se esperava considerando que M’vila ainda está sem condições, foram Lloris; Debuchy, Mexes, Rami, Evra; Cabaye, Diarra, Nasri, Malouda, Ribery; Benzema. Os Bleus começaram mais soltos, Nasri deu o primeiro arremate do jogo, mas o grande perigo de gol inicial foi inglês, com Young enfiando para Mllner, que driblou Lloris e para sorte gaulesa perdeu o ângulo na hora de arrematar sem goleiro, aos 14 minutos.

Porém, aos 29, Lescott não desperdiçou o belo cruzamento de Gerrard, ao ganhar do alto Alou Diarra por cima e testar sem chances para Lloris – será que o goleiro do Lyon não interceptaria a bola se resolvesse sair em vez de ficar em cima da linha? Prejuízo que obrigou a França a partir para cima com mais ênfase. Aos 34, quase Diarra se redime, cabeceando duas vezes em sequência com perigo para o gol de Hart.

A pressão surtiu efeito, os ingleses foram acuados para dentro da grande área e, após rápida troca de passes com Evra e Ribéry, Nasri bateu com categoria, forte e no cantinho do companheiro de Manchester City, para empatar aos 38. O gol fez bem aos franceses, que pressionaram fortemente nos minutos finais da etapa inicial.

Muita gente na frente de Nasri, mas a precisão foi excelente e a Tango morreu na rede (fff.fr)

Já o intervalo acabou ajudando o English Team, que conseguiu equilibrar as ações e segurar os Bleus na primeira metade do segundo tempo. Blanc não mexia no time, e o ataque conseguiu fazer Hart trabalhar novamente, com Nasri e Benzema, dessa vez mais presente. Porém era pouco, embora a Inglaterra também não conseguisse contra-atacar. Somente aos 39 o técnico francês alterou a equipe, com Ben Arfa e Martin nos lugares de Cabaye e Malouda. A pressão seguia constante e a França merecia a vitória, só que não conseguiu transformar o domínio em gol até o fim da contenda.

As últimas três estreias francesas em copas também foram marcadas por empates: 0 a 0 ao debutar na Copa 2006 (contra a Suíça), na Euro 2008 (Romênia) e na Copa 2010 (Uruguai). Embora as perspectivas nesta Euro ainda sejam boas, é preciso reencontrar as vitórias em copas – desde a semifinal de 2006 que os Bleus não sabem o que é isso! (1 a 0 sobre Portugal)

O segundo desafio é contra a Ucrânia, coanfritriã do torneio, às 15h45 de Brasília nesta sexta-feira, 15. É importante vencer pois os ucranianos estrearam com 2 a 1 na Suécia e pularam para a liderança do grupo D. Que acabe o jejum!

FICHA TÉCNICA – FRANÇA 1 X 1 INGLATERRA

Local: Arena Donbass, em Donetsk (Ucrânia)
Data: 11 de junho de 2012 (segunda-feira)
Horário: 13h (de Brasília)
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Assistentes: Renato Faverani (ITA) e Andrea Stefani (ITA)
Cartões amarelos: Chamberlain e Young (ING)
Gols: França: Nasri, aos 39min do 1° tempo; Inglaterra: Lescott, aos 30min do 1° tempo (ASSISTA!)

FRANÇA: Lloris; Debuchy, Rami, Mexès e Evra; Cabaye (Martin), A.Diarra e Malouda (Bem Arfa); Nasri, Benzema e Ribéry. Técnico: Laurent Blanc

INGLATERRA:Hart; Johnson, Terry, Lescott e Cole; Parker (Henderson), Gerrard, Milner, Young e Chamberlain (Defoe); Welbeck (Walcott). Técnico: Roy Hodgson

> Galeria de imagens de França 1 x 1 Inglaterra

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 5 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção francesa | 23:03

Vitórias injetam otimismo na França para início da Euro 2012

Compartilhe: Twitter
Celebração de um dos gols de Benzema contra a Estônia, em Le Mans (fff.fr)

Celebração de um dos gols de Benzema contra a Estônia, em Le Mans (fff.fr)

2 a 0 na Sérvia (veja matéria pós-jogo no SporTV), 4 a 0 na Estônia (assista aos belos gols), e os Bleus chegam para a Eurocopa com um cartel de 21 partidas invictos, confiantes para apagar os fiascos de 2008 e 2010 e ir longe em gramados “polaco-cranianos” (inventei essa…).

A expectativa é ainda maior porque o Grupo D é o último a estrear, só no domingo, 11, às 13 horas de Brasília. Como vantagem, o retrospecto francês diante dos ingleses tem sido favorável e o English Team vem para o torneio desfalcado, sobretudo do habilidoso Lampard. Suécia e a anfitriã Ucrânia completam a chave.

Time-base
Enquanto M’vila se recupera da lesão sofrida contra os sérvios, Alou Diarra o substitui no meio, ajudando Cabaye na forte marcação. Mais atrás, a linha defensiva titular deve ter o capitão Lloris, os bons Débuchy e Rami, e os mais vulneráveis, ao menos nos últimos jogos, Méxès e Evra.

Do meio para a frente, a sinfonia vem tocando certinho, com entrosamento e qualidade técnica entre Malouda, Nasri, Ribéry e Benzema, podendo contar ainda com os valiosos préstimos de Ben Arfa, Menez, Giroud e Valbuena.

É para esperarmos coisas boas para o elenco de Blanc, não acham? #AllezlesBleus

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 28 de maio de 2012 Seleção francesa | 12:24

Rumo à Euro 2012, França vira sobre a Islândia em amistoso

Compartilhe: Twitter

Depois de sair perdendo por 2 a 0 da inexpressiva Islândia em casa, a seleção francesa tomou vergonha na cara e ao menos saiu de Valenciennes com a vitória por 3 a 2 no amistoso de ontem, preparatório para a Eurocopa que se vislumbra.

Laurent Blanc utilizou Mandanda; Debuchy, Rami, Méxès e Evra; Cabaye (Alou Diarra, 13 do 2º), Gourcuff (Ribéry, 30 do 2º), Nasri (Martin, 13 do 2º) e Menez (Valbuena, 30 do 2º); Ben Arfa (Giroud, 13 do 2º) e Benzema (Malouda, 13 do 2º). Destaque para a entrada de Ribéry, autor de um dos gols (não marcava pela seleção desde 2009!) ao lado de Debuchy e Rami, bem como o desempenho de outro reserva, Giroud.

Não vi a peleja, mas colegas virtuais disseram que Gourcuff e Evra foram mal, e por isso correm risco de serem cortados pelo técnico na lista final de 23 para a Euro, que deve ser entregue à Uefa até amanhã, dia 29 (veja quem foi pré-selecionado). A análise da France Football até poupa o ataque bleu, mas critica negativamente a defesa, sobretudo o lado esquerdo do experiente Evra…

Na próxima quinta, 31, a França pega a Sérvia (em Reims) e no dia 5 de junho o rival será a Estônia (em Mans), encerrando a preparação, sempre em casa. A estreia no torneio continental será no dia 11 de junho contra a tradicional rival Inglaterra, pelo Grupo D, quando esperamos que, mais entrosada, a equipe titular falhe menos…

Vídeo com melhores momentos da partida dominical:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 7 de outubro de 2011 Eliminatórias da Eurocopa | 23:55

França 3 x 0 Albânia: A um empate da Euro 2012

Compartilhe: Twitter
FBL-EURO-2012-FRA-ALB

O lateral do Lyon Anthony Réveillère fechou o placar na sexta-feira (AFP)

Como se esperava, líder e vice do grupo D venceram facilmente em casa nesta sexta e deixaram a decisão pra terça. Rémy, Malouda e Réveillère marcaram para os Bleus contra a Albânia. E os bósnios meteram cinco pra cima de Luxemburgo.

Felizmente, o empate jogará a favor dos franceses no seu jogo mais importante pelas eliminatórias europeias. Felizmente, a parada será no Stade de France. É só não fazer b… contra a Bósnia!

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 11 de agosto de 2011 Seleção francesa | 10:56

França 1 x 1 Chile: Não ganhou, mas merecia

Compartilhe: Twitter

Embora o empate em Montpellier não tenha sido o resultado esperado, a França foi melhor e poderia perfeitamente ter vencido o Chile. Em se tratanto de amistoso, o que mais vale são testes e observações. Como o time foi bom, valeu. E não podemos desprezar que é a 11ª partida consecutiva sem derrota.

No Stade la Mosson, Laurent Blanc colocou para jogar Lloris; Sagna (Reveillere), Kaboul, Abidal (capitão) e Clichy; M’vila, Nasri (Cabaye) e Martin (Matuidi); Rémy, Malouda (Ménez) e Benzema (Gameiro).
 
Os Bleus começaram na frente, quando, aos 19 minutos, servido em profundidade pela esquerda, Benzema invadiu a área chilena, esperou e cruzou certeiro para a cabeçada também infalível de Rémy.

remy-vidal-frança-chile-afp

Loïc Rémy em lance com Arturo Vidal: o atacante do Olympique de Marselha vai se firmando perante o comandante Blanc (AFP)

Com bom desempenho dos homens do meio para frente, os donos da casa seguiram perto de ampliar o marcador. Um segundo gol até veio, quando Gameiro venceu Bravo aos 28 do segundo tempo, mas acabou anulado de forma duvidosa (pelo que li. Ainda não vi o lance…).

Poucos minutos depois, veio o castigo francês quando Cordova conseguiu acertar um chute indefensável para Lloris. Gameiro ainda teria outra chance, mas por questão de centímetros a bola não entrou.

Tudo bem, bola pra frente. Agora é se preparar para os dois compromissos que valem pontos pelas Eliminatórias da Euro 2012, no início de setembro: Albânia, dia 2, e Romênia, dia 6, ambos fora de casa.


>> Sub 20: Nas quartas
Não foi fácil mas, com um gol de Griezmann aos 30 minutos do segundo tempo, a França despachou o Equador ontem de noite e se garantiu nas quartas de finais do Mundial sub 20. Agora, encara a Nigéria no domingo, dia 14. Se for às semifinais, pega Portugal ou Argentina. Allez, Bleuets!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 6 de junho de 2011 Seleção francesa | 22:14

França goleia, mas não nos iludamos

Compartilhe: Twitter

Achei que os 4 a 1 sobre a Ucrânia, no amistoso de hoje em Donetsk, fosse a maior goleada francesa desde que este Le Blog (todos os direitos relaxados) se entende por um blog vivo (abril de 2009). Mas houve um 5 a 0 sobre as Ilhas Faroe, em outubro de 2009, em Guingamp, pelas Eliminatórias da Copa 2010, a fatídica. Então podemos dizer que foi a primeira goleada visitante sobre uma seleção com alguma história no futebol mundial não só de Laurent Blanc treinador, mas da história deste espaço.

Entretanto, não podemos fazer a leitura de que os Bleus atropelaram e venceram depois de um longo passeio em campo, pois a vitória só se concretizou nos minutos finais e, na maior parte da partida, não houve domínio francês. Para começar, Blanc fez muitos testes. Mexeu sobremaneira no time titular que vinha jogando por eliminatórias da Euro e amistosos anteriores e, no segundo tempo, fez nada menos que seis alterações, ou seja, mudou mais da metade da equipe.

Jogaram: Mandanda (capitão); Evra, Sakho (Abidal, 30 do 2º), Kaboul e Réveillère; Cabaye (Martin, 30 do 2º), Mvila e Matuidi (Diaby, 30 do 2º); Rémy (Ribéry, 19 do 2º), Gameiro (Benzema, 19 do 2º) e Menez (Malouda, 19 do 2º). Sem gols, o primeiro tempo teve a melhor chance de gol para a França, depois que Rémy dividiu com o marcador, a bola sobrou pra Gameiro finalizar de frente para o gol e o goleiro ucraniano fez difícil defesa. Menez se movimentou bastante, desestabilizando a defesa adversária.

frança-martin-afp

Entre tantas emoções, o nome do jogo dá uma de "chicleteiro" na comemoração (AFP)

A segunda etapa ganhou emoção com um gol para cada lado logo nos primeiros minutos. Primeiro Tymoshchuk bateu de longe e a curva do arremate enganou Mandanda, precipitado na queda. Porém, o golpe não foi sentido pelos visitantes porque o empate saiu rapidamente, quando Gameiro “tabelou com o marcador” num lance de sorte (o passe, que ia para Rémy, foi interceptado apenas parcialmente), recebeu na pinta para encher o pé, encheu e meteu no canto.

Depois da “revolução” promovida por Blanc com as mexidas no time, brilhou a estrela do debutante Marvin Martin, com dois gols e uma assistência a partir dos 42 minutos. Primeiro ele arrancou da ponta para o meio, chutou com veneno e o goleiro caiu tarde, não alcançando a bola no cantinho. Pouco depois, bateu escanteio que o zagueirão Kaboul cabeceou sozinho para as redes, marcando também seu primeiro gol bleu.

Fatura liquidada, mas placar não. Aos 47, Ribéry dividiu na altura da intermediária, Benzema aproveitou, esperou Martin chegar na corrida à sua esquerda, rolou e o sochaulien definiu com classe, por cima do arqueiro que tentava fechar o ângulo. Que noite do estreante! Mas o realista Blanc não se exaltou pelo resultado, e está certo. Pode ter ficado feliz, talvez, por concluir que Menez, Gameiro e Martin têm potencial para lhe ajudarem no decorrer dos jogos, e felizmente está certo também.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 3 de junho de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 18:23

Empate nada empolgante, mas um bom resultado

Compartilhe: Twitter

A França ficou no 1 a 1 com Belarus e manteve a diferença de quatro pontos na liderança do grupo D das Eliminatórias para a Eurocopa 2012. Decepcionante, como os próprios jogadores admitiram após a partida em Minsk. Mas mesmo não conseguindo devolver a derrota imposta pelos bielorrussos em solo francês, sua única até aqui no qualificatório, os Bleus continuam comandando “com uma gordura boa” a tabela.

Atrás da França, com 13 pontos em 6 jogos, está a própria Belarus, com 9. Romênia e Albânia somam 8, Bósnia 7 e Luxemburgo 1, embora albaneses e bósnios tenham um jogo a menos que os demais, 5. Também nesta sexta-feira, a Romênia, que enfrenta o Brasil na terça-despedida-do-Fofômeno, bateu a Bósnia por 3 a 0.

No dia 7, terça-feira, a rodada da chave D reserva justamente Albânia x Bósnia, jogo atrasado, além de Belarus x Luxemburgo. Os franceses só voltam a campo pelas eliminatórias em 2 de setembro, contra os albaneses fora de casa. Mas na segunda agora, dia 6, já tem amistoso contra a Ucrânia, em Donetsk, três dias antes de outro amical, contra os poloneses. Ou seja, Laurent Blanc tem tempo sim para cobrar os caras e melhorar a equipe!

bel-fra-ribery-Sergey-Vermko-afp

Franck Ribery salta sobre Sergey Vermko: quando encosta em Karim Benzema, o meia-atacante do Bayern de Munique qualifica o ataque francês (AFP)

Os gauleses jogaram com Lloris; Sagna, Rami, Sakho e Abidal; Alou Diarra (capitão), Diaby (depois Rémy aos 27 do 2º), Nasri, Malouda e Ribéry; Benzema.

Os gols saíram com um intervalo de praticamente dois minutos. Com 19 quase 20 do primeiro tempo, Rami deu uma tesourada num bielorrusso perto da lateral e levou amarelo. Na cobrança da falta cruzada, Lloris hesitou e Abidal entrou em pane, simplesmente deixando a bola bater na sua canela e entrar na direção do gol…

Aos 22, a rápida resposta começou com Sagna avançando pela direita, após tabela com Malouda. O lateral cruzou na área, Benzema ajeitou para trás como bom pivô e achou novamente Malouda de frente. O meia do Chelsea colocou no canto, com categoria.

Ainda na primeira etapa, Diarra teve ótima chance em cabeceio após escanteio, se antecipando ao goleiro. Benzema recebeu cruzamento no segundo pau também em boas condições, mas isolou. Em boa trama entre Benze e Ribéry, um chute perigoso do Scarface passou pertinho da trave.

A segunda etapa reservou menos boas oportunidades de gol para os visitantes, com Benzema e Malouda. Rémy foi o único substituto escolhido por Blanc, que não conseguiu levar seu time aos três pontos.

benzema-afp

Ei, é falta, é pênalti! Garfaram os Bleus...rs

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 1 de junho de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 20:02

Sexta-feira tem seleção, e com TV

Compartilhe: Twitter

Reunida para um jogo nas Eliminatórias da Eurocopa de 2012 e dois amistosos, a França já está em Minsk, onde disputa o primeiro desafio, fora de casa, contra os bielorrussos. Para nós, a ESPN Internacional transmitirá a partida às 15h30 desta sexta, com abre de jogo às 15h15.

Les Bleus lideram o grupo D do qualificatório continental com 12 pontos e uma vantagem tranquila, por ora, sobre os vices, justamente Belarus e Albânia (?), com 8. Portanto, os donos da casa estão mais do que motivados para ganhar dos franceses e reduzir essa diferença de quatro para somente um ponto.

Na segunda-feira, outro compromisso em solo ex-soviético: amical contra a Ucrânia em Donetsk, terra do Shakhtar. Três dias depois, na quinta, outro amistoso, contra a Polônia, em Gdansk. Ambas as cidades deverão receber jogos da Eurocopa próxima, sediada conjuntamente por ucranianos e poloneses.

evra-reveillere-fff

Laterais no voo França-Belarus: Evra tentando esquecer o Barcelona com esse foninho? Réveillère avisando mamá que liga de novo quando chegar?

Entre os jogadores selecionados por Laurent Blanc, destaque para o retorno de Eric Abidal e o début de Marvin Martin, um prêmio à boa campanha do Sochaux na Ligue 1 e ao melhor assistente do torneio. Os retenus foram:

Goleiros: Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Olympique de Marselha), Cédric Carrasso (Bordeaux).

Defensores: Eric Abidal (Barcelona/ESP), Bacary Sagna (Arsenal/ING), Adil Rami (Lille – Valencia/ESP), Mamadou Sakho (Paris Saint-Germain), Patrice Evra (Manchester United/ING), Anthony Réveillère (Lyon), Younes Kaboul (Tottenham/ING) – O titular da zaga e algumas vezes capitão Mexès está lesionado

Meio-campistas: Alou Diarra (Bordeaux), Blaise Matuidi (Saint-Etienne), Yohan Cabaye (Lille), Yann Mvila (Rennes), Florent Malouda (Chelsea/ING), Abou Diaby (Arsenal/ING), Jérémy Menez (Roma/ITA), Samir Nasri (Arsenal/ING), Franck Ribéry (Bayern de Munique/ALE), Marvin Martin (Sochaux), Charles N’Zogbia (Wigan/ING), Mathieu Valbuena (Olympique de Marselha).

Atacantes: Kevin Gameiro (Lorient), Guillaume Hoarau (Paris Saint-Germain), Karim Benzema (Real Madrid/ESP), Loïc Rémy (Olympique de Marselha).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 5 de maio de 2011 Extracampo | 21:54

Crise na FFF pode respingar em Blanc. É o correto?

Compartilhe: Twitter

Depois um 2010 pra lá de desgastante por conta do clima e campanhas péssimos na Copa do Mundo, 2011 parecia tranquilo pros lados da Federação Francesa de Futebol, com reformulação e bons resultados começando a surgir na seleção principal com Laurent Blanc.

Até a semana passada, quando uma bomba explodiu na entidade que gere o futebol francês e os estilhaços atingiram Blanc: vieram a público, pelo site Mediapart, declarações em reuniões da FFF que sugeriam a implementação, nos clubes e escolinhas do país, de cotas para limitar a formação de jogadores “não-brancos”, de ascendência africana e árabe. O objetivo seria ter, futuramente, uma seleção adulta mais “europeia”.

O técnico dos Bleus falava numa reunião sobre o peso crescente dos atletas com dupla nacionalidade e a necessidade de aumentar o número de jogadores mais técnicos frente aos físicos, geralmente de origem negra. “Atualmente, os grandes e potentes são os negros. É assim. É um fato. Deus sabe que nos centros de formação, nas escolas de futebol, há muitos (negros). Creio que temos que buscar outros critérios, modificar nossa própria cultura”, teria dito Blanc nesta reunião.

thuram_afp

Convidado a falar sobre o que Blanc disse no programa "Le Grand Journal" do Canal Plus, Lilian Thuram não poupou o colega de 1998: "É indesculpável" (AFP)

Claro que pegou mal, né? Uma investigação foi posta em curso e os fatos são que o diretor técnico François Blaquart já “rodou”, sendo suspenso pela federação, e cresceu a pressão para que Laurent Blanc perca o emprego. Ex-jogadores da seleção e torcedores de modo geral, porém, não são unânimes sobre a saída do treinador.

Não me parece que Blanc seja racista ou preconceituoso, acho que ele está é preocupado que a França forme basicamente jogadores fortes, muito bem preparados fisicamente mas fracos em termos de técnica e habilidade. Até porque esse cenário a gente vê no futebol atual, no qual o lado físico evoluiu, nivelando times fracos, medianos e bons, e os talentosos estão rareando, contados nos dedos.

O problema é que o técnico gaulês precisa dissociar esse perfil de jogador da questão racial, de origem étnica, assim como a diretriz da FFF para a formação de jogadores. Que as escolinhas valorizem e promovam os mais técnicos, independentemente da cor ou sobrenome, tudo bem, nada de errado. O que não pode é já taxar o cara de incapaz e reprová-lo por não ser “branco” e “europeu”…

Karim Benzema festeja gol contra Inglaterra recentemente. A maior aposta ofensiva da França hoje tem pais argelinos... (Getty Images)

Portanto, penso que o mais acertado, para contornar o caso, seria federação e treinador chamarem a imprensa, esclarecerem tudo que for preciso e Blanc não cair. Demiti-lo só para mostrar à opinião pública que a FFF tá agindo, pra preservar sua imagem, não me parece o melhor caminho, até porque o trabalho que já vem rendendo frutos na preparação dos Bleus pra Euro 2012 seria sensivelmente prejudicado sem seu comandante atual.

Agora, se de fato o lance das cotas procede, seja com anuência, conveniência ou determinação de Laurent e outros membros da federação, não terei como defendê-lo. E o país pode evitar, “burramente”, que surjam novos Zidanes, Henrys, Benzemas, Nasris, Maloudas, Evras… (relembre o que já escrevi sobre a multietnicidade histórica da seleção francesa). Além do fato de jogadores africanos ou árabes não quererem mais servir à seleção, se recusando, com razão, a fazer parte e lutar por uma entidade que os repele – vale lembrar que, sobre o fiasco na África do Sul no ano passado, foi especulado que os atletas negros se rebelaram contra o comando francês por não se sentirem à vontade em representar a França, uma das ex-potências coloniais na África…

Qual sua opinião sobre o caso? O que faria para sanar mais essa crise no futebol francês?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última