Publicidade

Posts com a Tag Lorient

terça-feira, 22 de dezembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 17:24

Segunda que virou terça

Compartilhe: Twitter

Se alguém passou aqui esperando encontrar um post de segunda, ontem, sobre a rodada do fim de semana do Campeonato Francês, minhas sinceras desculpas. A equipe do iG Esporte está reduzida nesta semana natalina, e ontem tivemos dois prêmios “atolando” meu dia de trabalho: melhor do mundo da Fifa, de tarde, e Brasil Olímpico, de noite. 

Então vou transformar a terça em segunda e falar um pouco sobre a 18ª rodada da Ligue 1. Mas pouco, porque hoje e amanhã já ocorre a 19ª e última do 1º turno, antecipada por causa do Natal, que acontece na sexta. Depois, só em 2010, mais precisamente em 16 de janeiro, porque nos dias 9 e 10 começa a Copa da França “pra valer”, com a entrada dos times da primeira divisão, na fase 1/32-de-finais (antes, as equipes de divisões menores participam de fases qualificatórias).

O filme das últimas rodadas vem sendo esse: Bordeaux ganha (apertado ou folgado, mas ganha) + rivais tropeçam = Bordeaux aumenta vantagem rumo ao bicampeonato. Desta vez os Girondinos contaram com boa presença do atacante David Bellion, que fez dois dos quatro sobre o Lorient, e o fim da uruca do argentino Fernando Cavenaghi, um artilheiro que ficou um tempão sem balançar as redes. O único ponto negativo dos Marine et Blanc foi a perda da invencibilidade defensiva: foram quase sete jogos sem a sólida defesa do time levar um gol sequer.

A grande bobeada da journée foi do Olympique de Marselha, em Saint-Etienne. Diante de um rival em fase crítica, às voltas com a zona de rebaixamento, o OM ficou com um a mais no fim do 1º tempo mas não conseguiu furar o gol de Janot, que junto com os colegas vibrou com a torcida no fim do jogo no Geoffroy-Guichard – que fase, heim, ASSE! O Montpellier, até então 3º, também se esforçou no quesito “derrapagem para adversário pior posicionado”, caindo em casa contra o Nancy. E no clássico de Monaco, os donos da casa não conseguiram superar o Lyon, que saiu na frente com uma bela cobrança de falta de Michel Bastos mas cedeu o empate quando Park marcou. E o Bordeaux rindo… 

Dois times vêm crescendo e provando que podem brigar por vagas nas ligas europeias: Lille, ainda vivo na Liga Europa 2009/2010, e Rennes. Quietinho, o Stade Rennais foi mais um a bater o PSG e agora é o sexto. Com alta média de gols, o Lille vem aproveitando o bom aproveitamento de suas peças ofensivas – Gervinho, Frau, Hazard e agora Túlio de Melo – para ascender na competição, já ocupando a terceira colocação na tabela de classificação. Olho neles!

Agora veja quem pega quem na última rodada do ano na França, sempre pelo horário de Brasília:

Terça, 22/12
18h – Lens (14º) x Saint-Etienne (17º) 

Quarta, 23/12
16h – Marseille (2º) x Auxerre (7º) 
 Nancy (11º) x Lille (3º) 
 Lyon (4º) x Montpellier (5º) 
 Sochaux (15º) x Rennes (6º) 
 Lorient (10º) x Valenciennes (8º) 
 Paris-SG (9º) x Grenoble (20º) 
 Le Mans (18º) x Monaco (12º) 
 Nice (16º) x Boulogne (19º) 
18h – Toulouse (13º) x Bordeaux (1º)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 Extracampo, Torneios europeus | 15:27

Outra do Rémi, agora penetra

Compartilhe: Twitter

Sexta-feira + final de ano = motivo para descontrair

O dominical “Fantástico”, da TV Globo, descobriu recentemente as peripécias em vídeo do humorista galhofeiro (essa foi do tempo do vovô…) Rémi Gaillard, chamado pelo programa de “Monsieur Rémi”. Acontece que Le Blog du Foot o conhecia há mais tempo, já postou um vídeo dele aqui (reveja) e agora traz outro, relacionado ao futebol, claro.

Abaixo, o penetra gozador se infiltrou na comemoração do Lorient pelo título da Copa da França de 2002, em pleno Stade de France. No dia 11 de maio daquele ano, o time bateu o Bastia por 1 a 0 e ficou com a taça. Remi apertou a mão até do presidente francês de então, Jacques Chirac. Voyez!

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 22:41

Bordeaux é o diferenciado

Compartilhe: Twitter
O elenco girondino está tão sussa que o técnico entra no bobinho também (AFP)

O elenco girondino está tão sussa que o técnico entra no bobinho também (AFP)

Não é à toa que o Bordeaux é o francês com situação mais confortável na Liga dos Campeões, invicto e classificado em primeiro com uma rodada de antecedência. Após 16 rodadas, o atual campeão é líder do Francês com quatro pontos de vantagem para o vice, um surpreendente Montpellier – trata-se da maior distância entre dois times em toda a tabela da Ligue 1. A 16ª foi uma journée animada,  com gols acima da média (2,8), expulsões acima da média (0,4) e três gols de um mesmo atacante numa partida (o lionês Lisandro) em que, curiosamente, seu time perdeu…

Para empolgados torcedores no Chaban-Delmas – que registrou um bom público de 33 mil pessoas -, o Bordeaux acabou com a animação do Paris Saint-Germain, que vinha de duas vitórias consecutivas. Mesmo sem a espinha dorsal formada por Fernando e Wendell, os Girondinos, com Gourcuff nos 90 minutos e Jussiê entrando na segunda etapa, ganharam por 1 a 0, gol do eficiente meia tcheco Jaroslav Plasil.

Explicar a ascensão do Montpellier, outrora quinto colocado, à vice-liderança, por mais improvável que parecesse, não é difícil: some derrotas dos três times que estavam à frente dele, acrescente um triunfo do MHSC sobre o Le Mans em casa, por 2 a 1, e terá a resposta. Lembrando que o Montpellier tem um jogo a menos (contra o OM) do que os outros cinco rivais que compõem o rol dos seis melhores do campeonato. Très interessant…

Em mais um jogo emocionante com muitos gols em que o Lyon esteve envolvido – primeiro, 5 a 5 contra o OM, e agora, 3 a 4 para o Lille – , desta vez o OL saiu derrotado nos acréscimos. O pior foi que os lioneses fizeram 2 a 0, foram para o intervalo com 3 a 1 de vantagem, mas deixaram a vitória escapar ao levar três gols do LOSC nos últimos 45 minutos, sendo o da derrota nos acréscimos! Lisandro López, três vezes, foi o goleador do Lyon (e empatou com Gyan como vice-artilheiro do torneio), mas Frau, Cabaye e Gervinho, duas vezes, deram a vitória ao Lille, tendo o marfinense sido o responsável por fechar o caixão lionês.

Triste também foi o Auxerre, até pouco tempo atrás o líder da Ligue 1: derrota em casa para o Nancy, 16º, por 3 a 1! O gol que abriu o marcador veio de pés brasileiros, do zagueiro André Luiz; o que encerrou, foi do meia marroquino Youssouf Hadji, artilheiro do ASNL no certame, com sete gols. Como lembrou a France Football, o AJA não é o mesmo sem os destaques Jelen (artilheiro, machucado) e Pedretti (capitão, suspenso).

O Lorient, que era o quarto, perdeu fora de casa para o Rennes, por 1 a 0, e caiu para sexto. Atrás dele agora figura o Olympique de Marselha, que fez na casa da tia Nice o que precisa repetir contra o Real Madrid, amanhã, para se classificar na Liga dos Campeões: três gols (Niang, Lucho González e Koné). Só não podia ter levado um. Por fim, o Monaco tomou uma sapecada de outra grata surpresa da tabela, o Valenciennes, agora terceiro. Os 3 a 1 fora de casa só serviram ao ASM para Nenê ampliar seu escore no topo da artilharia para 10 gols.

>> LIGA DOS CAMPEÕES DECISIVA!
Amanhã, a partir das 17h45, enquanto o superlíder Bordeaux cumpre tabela contra o lanterna Maccabi Haifa, em Israel, o Olympique precisa “apenas” bater o Real Madrid por três gols de diferença (para não depender de ninguém), ou por uma margem menor desde que o Milan não vença o Zurique na Suíça. Kaká não joga, mas Cristiano Ronaldo vem com tudo… Droit au but, Marseille!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 30 de novembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 22:01

Bordeaux à brasileira de novo no topo

Compartilhe: Twitter
Gouffran e Ayite no chuá do Marcel Picot

Gouffran e Ayite no chuá do Marcel Picot

Durou apenas uma rodada o brilharete do Auxerre na liderança do Francês. Ontem, ela voltou a quem acabou a última temporada e começou boa parte da atual no topo: os Girondinos de Bordeaux! E com sobriedade, pois foram 3 a 0 no mediano Nancy fora de casa, em Tomblaine, com dois dos três tentos brasileiros – Fernando e Wendell se juntaram a Gouffran (foto ao lado) no rol de goleadores da partida. Considerando que Gourcuff ainda não voltou ao time, é de se destacar a decisiva participação brasileira na vitória dos Marine et Blanc.

O azar do AJA foi ter que encarar, fora de casa e sem o artilheiro Jelen, um time de tradição que vinha na iminência de uma crise e não sabia o que era vencer em seus domínios há quase três meses. Conclusão: Parc des Princes com 35 mil pessoas e vitória do Paris Saint-Germain por 1 a 0, encerrando uma considerável fase invicta de 10 jogos do Auxerre (oito vitórias e dois empates).

O Lyon também decepcionou, embora não tenha sido derrotado pelo Rennes. Mas empatar no Gerland contra um time inferior deve ser considerado uma derrapada, bien sûr. Claude Puel escalou Delgado como titular, mantendo Gomis no banco. No segundo tempo, Bafétimbi veio para o jogo, além de Ederson e Govou, para os lugares de Pjanic e Michel Bastos. Lisandro López balançou as redes, mas Asamoah Gyan deixou tudo igual e foi a oito gols na Ligue 1, encostando de vez em Nenê, que tem nove, na briga pela artilharia.

Disputa essa, a dos goleadores, que esquentou de vez, porque Kevin Gameiro deixou o seu no empate do Lorient com o Grenoble e somou sete gols, mesmo número de Loic Rémy, do Nice. Apesar do empate com o lanterninha, o Lorient se mantém fechando a lista dos quatro primeiros do torneio, a três pontos do líder, o que não é coisa pouca. Como eu disse no sábado, Monaco x Montpellier foi adiado por “motivos suínos”.

Quem perdeu uma boa chance de colar no Lorient foi o Olympique de Marselha, que diante do Lens, de fraca campanha, acabou derrotado já nos acréscimos: Eduardo Santos entrou aos 29 do 2º e castigou o OM aos 47! Morientes e Koné deixaram Brandão e Lucho González no banco; após ter perdido gol feito contra o Milan, será que o brasileiro vai ser penalizado por Didier Deschamps?

Eduardo gerou esta feliz balbúrdia no Felix Bollaert

Eduardo gerou esta feliz balbúrdia no Felix Bollaert

Para conferir a tabela de classificação e de jogos do Francês, clique AQUI.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 11 de novembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 01:29

Clássico para posteridade

Compartilhe: Twitter

O resto da 13ª rodada* que me perdoe, mas hoje o foco incide especialmente sobre Lyon x Marselha. Afinal, foram 10 gols e um placar anormalíssimo e empolgantérrimo (ui!) de 5 a 5! Oui, cinco a cinco!! Antes que eu me empolgue mais ainda e esqueça do balanço da journée, começemos por isto.

Os quatro primeiros da tabela tropeçaram: Bordeaux perdeu para o Lille, Lyon fez 5 mas também levou 5, Monaco “conseguiu” empatar com o Grenoble (que vinha de 11 derrotas em 11 partidas!) em casa e Montpellier também não saiu da igualdade em Valenciennes. Melhor para o Auxerre, que se valeu da sorte contra o vice-lanterna Le Mans – os donos da casa perderam pênalti e ainda marcaram contra o único gol do jogo – e conseguiu chegar à terceira posição (!), atrás de Bordeaux e Lyon. O Lorient goleou o Boulogne e segue entre os primeiros, e o Paris Saint-Germain, instável, caiu na casa da tia Nice depois de vir de uma goleada fora de casa [veja como ficou a classificação].

*Mesmo após terem disputado a 13ª rodada, os clubes acumulam 12 partidas e não 13, porque a 11ª rodada foi adiada para os dias 10 e 16 de dezembro. Marselha x PSG, adiado da 10ª rodada, ocorrerá em 20 de novembro.

Gerland, 8 de novembro de 2009
Estava frio em Lyon, mas agitado é pouco para descrever quão intenso foi o duelo.  Karim Benzema apareceu para rever o estádio onde surgiu para o mundo, porém não precisou entrar em campo para que os gols brotassem. Só para lembrar a particularidade do que se viu no gramado lionês, a última vez em que se viu um placar semelhante na primeira divisão francesa foi na longínqua Ligue 1 1957/58. E olha que os dois goleiros no domingo são justamente o titular e o reserva da seleção francesa…. Parece que o treinador deles nos Bleus também presenciou o festival de falhas de Lloris (principalmente) e Mandanda. Coitado do cara!

Antes de entrar na bateria de gols, uma historinha da minha relação com a transmissão do jogo pela TV. A partida começou às 18h de Brasília, horário em que meu plantão esportivo de fim de semana havia acabado. Chegando a casa, liguei no SporTV2 na esperança de achar o jogo, mas passava Inter x Roma. Chateado, pensei: “Maldita hora que mais um canal adquiriu os direitos do Italiano (porque o duelo de Milão passava também na ESPN), agora não dá mais pra ver o Francês…”.  Lá pelas 23h, quando zapeava os canais esportivos já com a ideia de desligar a TV, achei o VT do clássico rolando no SporTV2. Em poucos minutos, já estava com caneta e papel para anotar a incrível sequência dos gols. E o que se viu foi:

3′ do 1º tempo: OL 1 x 0 OMPjanic aproveita bola rebatida de cabeça por Hilton, domina e chuta bonito, por cima de Mandanda. Começo perfeito para o Lyon.

12′ do 1º tempo: OL 1 x 1 OM – Porém, comemorar qualquer vantagem seria um pecado mortal no clássico. Menos de dez minutos, um tento de cabeça de Diawara após cobrança de escanteio deixaria tudo igual novamente. 

 14′ do 1º tempo: OL 2 x 1 OM – Oui, Lyon na frente: Govou arranca do seu campo, não é acossado como deveria pelos rivais, corta para a direção da meia-lua e acerta um belo chute.

 25′ do 1º tempo – Nenhum gol.

35′ do 1º tempo – Sem gols. Bom, parece que agora teremos um jogo normal. Atrás no marcador, o Olympique visitante começa a ter mais posse de bola e levar os donos da casa para seu campo.

 44′ do 1º tempo: OL 2 x 2 OM – Ahh, Lloris! Cheyrou chuta de uma distância de 25 metros, ela vai com curva, é verdade, mas o goleiro lionês se mexe para o lado errado, espalma para dentro e morre com a bola atrás da linha.

2′ do 2º tempo: OL 2 x 3 OM – Outro gol relâmpago, indicando que o confronto é mesmo surreal. Abriel cruza da esquerda, na linha de fundo, e Koné emenda com oportunismo, sem chances para o pobre Lloris. A minoria marselhesa vibra com a virada.

Era hora do Lyon retomar a carga ofensiva e usar das armas que descansavam no banco: aos 10, Gomis veio para o lugar de Ederson; aos 23, Michel Bastos entrou na vaga de Kallstrom; e aos 34, a última cartada, com Delgado entrando para a saída de Govou. Mas não dava resultado.

35′ do 2º tempo: OL 2 x 4 OM – Cris condeceu escanteio bobo, Abriel bateu e Brandão ganhou “na voadora” de Michel Bastos. Primeira vez que um dos times abre dois gols de vantagem. Jogo definido? 

36′ do 2º tempo: OL 3 x 4 OM – Um minuto depois, Lisandro López ganha de Hilton e toca com classe, por cima de Mandanda. O Lyon não morreu!

39′ do 2º tempo: OL 4 x 4 OM – Pressão lionesa e bola na mão de Heinze. É pênalti! Lisandro chuta rasteira no canto, Mandanda chega a centímetros da bola mas ela entra: empatado de novo!!

44′ do 2º tempo: OL 5 x 4 OM – Contra-ataque com bela troca de passes do Lyon, ela chega de pé em pé até Michel Bastos, que de frente para Mandanda chuta com estilo, no canto. Gol e comemoração de título, extravasamento total!!!

48′ do 2º tempo: OL 5 x 5 OM – Sufoco total do Marselha na área do rival. Mbia divide com Toulalan, que acaba empurrando para dentro do próprio gol com Lloris já vazado: empate de novo!!!!

Nas arquibancadas, ninguém sabe se comemora ou lamenta. Nas tribunas, os dirigentes dos dois lados alternam aplausos e decepções, mas no fim todos se cumprimentam. Ufa, acabou…. Que mais dizer?

FBL-FRA-L1-LYON-MARSEILLE

FBL-FRA-L1-LYON-MARSEILLE

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 19 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 23:09

Escala na Irlanda

Compartilhe: Twitter

Calma, não vou esquecer de falar da rodada do Francês, a nona, deste fim de semana recém-passado. Mas hoje temos dois concorrentes de peso para a Ligue 1: a definição do rival francês na repescagem das Eliminatórias e a menção ao impactante duelo entre Lyon e Liverpool, amanhã, pela Liga dos Campeões.

Primeiro, Eliminatórias europeias
Entre Ucrânia, Bósnia, Eslovênia e Irlanda, a seleção francesa vai ter que enfrentar a última para poder viajar para a África do Sul na condição de país participante da Copa do Mundo de 2010. O sorteio aconteceu hoje, pela Fifa, e nos diz que a parada vai ser dura – provavelmente um jogo de muita paciência, porque os irlandeses ficaram em segundo lugar no grupo 8 (que tinha também Itália, Bulgária, Chipre, Montenegro e Geórgia) graças sobretudo a uma sólida defesa.

Em dez partidas, a Irlanda venceu quatro, empatou seis e não perdeu nenhuma – nem mesmo as duas disputadas contra os atuais campeões do mundo, que sofreram para empatar em Dublin -, tendo marcado 11 gols e sofrido sete. Com um futebol que tradicionalmente não encanta nem destoa dos demais, mas acaba sendo eficiente, deixou os cotados búlgaros e ascendentes cipriotas para trás e se garantiu como vice-líder da chave. Ou seja, promessa de endurecimento para os Bleus, que jogam a ida fora de casa, dia 14, e a volta na França, quatro dias depois (sinceramente, não vejo vantagem em decidir a parada em casa; se você vai mal na ida, a pressão depois diante de sua torcida é absurda…). Se tabu serve de consolo, os rivais não marcam gols nos franceses há quatro jogos.


Segundo, Ligue 1

Desta vez com menos espaço, mas sem destacar a grata surpresa chamada Montpellier, agora co-líder ao lado do Lyon com 20 pontos em nove partidas. Para que isso acontecesse, é claro que o OL teve de tropeçar, e foi um senhor tropeço, contra o então frágil Sochaux, na época o 14º, em pleno Gerland, por 2 a 0. E também, obviamente, que o MHSC teve de vencer, e nesse caso fez a lição de casa apropriadamente ao derrotar o Saint-Etienne, por 2 a 1.

Na cola dos ponteiros, despontam na tabela Bordeaux (19 pontos), Monaco (18), Olympique (17) e Lorient (17). Destes quatro, os Girondinos foram a Auxerre e se deram mal (1 a 0), permitindo a aproximação dos outros três, que venceram seus compromissos. Em alto relevo, eis a subida de Nenê, autor dos dois gols monegascos contra o Lens, ao topo isolado da artilharia, com sete gols em nove jogos, o que dá uma excelente média de 0,78. Brandão foi outro brazuca que marcou, na vitória do OM em Nancy, e agora soma três na tabela de goleadores. 

A nota triste é o Paris Saint-Germain, onde nada vai bem: derrota para o Toulouse, desempenho fraquíssimo nas últimas partidas – apenas três pontos conquistados dos 15 últimos disputados – e sem poder contar com a referência ofensiva Guillaume Hoarau, com ruptura ligamentar no joelho, pelo resto do ano. Rapaz…

Terceiro, Champions League
Finalmente, a Liga dos Campeões da Europa. É bom que o Lyon se esqueça logo do Sochaux porque nesta terça vai encarar simplesmete o Liverpool em Anfield Road e, o que acho que é pior, com o time inglês pressionado pelos últimos resultados decepcionantes. O pega vai ter acompanhamento em tempo real pelo Placar iG e transmissão ao vivo pela ESPN Brasil a partir das 16h30 de Brasília.

Na quarta, teremos Bordeaux x Bayern de Munique e Zurique x Olympique de Marselha. Considerando que na quinta ainda tem Liga Europa, com Lille e Toulouse, a semana promete!

Nenê (futuro Rei de Mônaco??) converte pênalti contra o Lens (AP)

Nenê (futuro Rei de Mônaco??) converte pênalti contra o Lens (AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 28 de setembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 21:56

Bordeaux, Lyon e os demais

Compartilhe: Twitter
Rafael foi a grata surpresa brasileira da rodada (EFE)

Rafael foi a grata surpresa brasileira da rodada (EFE)

Como se não bastasse toda a conotação negativa do fato de hoje ser segunda-feira, a chuva, companheira amiga de São Paulo, me pegou no caminho para o trabalho… Mas vamos para a França então para não passar raiva!

Sete rodadas se foram e o Bordeaux continua imparável, do jeitinho que acabou a última temporada. Felizmente que a excelente campanha tem participação determinante de brasileiros. Ontem, foi a vez de Wendell garantir a vitória sobre o Rennes, até então invicto, para 27 mil pessoas no Chaban-Delmas, que viu o duelo dos times mais ofensivos da Ligue 1 ter apenas um golzinho. Os Girondinos têm melhor ataque e melhor defesa da Ligue 1. Quem os pode deter?

Dois pontos atrás do líder, o Lyon se mantém na cola, como o segundo e último do agora seleto clube dos invictos. A maior parte dos 34 mil espectadores no Gerland se assustou com o gol de Sissoko para o Toulouse logo no comecinho, mas o moleque Yannis Tafer e o oportunista Bafétimbi Gomis fizeram valer a boa audiência em casa – lembrando que Michel Bastos e Lisandro López não puderam jogar. O TFC não ganha em Lyon desde 1966, e assim persiste.

Marselha e Montpellier lideram o grupo do resto, ou seja, todos que já foram derrotados pelo menos uma vez. O Olympique provou esse gostinho amargo no sábado, em Valenciennes, quando levou a virada (3 a 2) do time da casa, com o zagueiro brasileiro Rafael Schmitz fechando o marcador. O consolo marselhês é que Mamadou Niang se isolou na artilharia geral, com 5 gols. Já o MHSC fez o básico para derrotar o Boulogne, 1 a 0 em casa.

Rennes (5º), Paris Saint-Germain (6º) e Monaco (7º) completam o grupo dos primeiros. Como já disse, o Stade Rennais perdeu. O PSG buscou um ponto importante em Lorient, com Hoarau voltando a marcar, afinal o anfitrião faz boa campanha, ocupando atualmente o 8º lugar. Se não tivesse caído contra o fraco Saint-Etienne no Principado, levando gol aos 45 do 2º tempo, o Monaco estaria melhor na tabela.

>> Liga dos Campeões, 2ª rodada
Antes de falar dos franceses na Champions, importa mencionar um francês que atua fora do país e cuja ausência deve preocupar a seleção: Thierry Henry volta a desfalcar o Barcelona neste ano, agora contra o Dínamo de Kiev. Não poder contar com o atacante para os decisivos compromissos pelas Eliminatórias, daqui a duas semanas, é algo no qual Raymond Domenech não pode sequer cogitar.

Amanhã, o Lyon vai à Hungria encarar o Debrecen. Como o novato na Liga deu muito trabalho para o Liverpool na Inglaterra, na primeira rodada, não deve ser tão fácil como se imagina a princípio. Na quarta, o Bordeaux recebe o Maccabi Haifa, de Israel, e o Olympique joga em Madri contra o Real, mas deles eu volto a falar amanhã.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 22 de setembro de 2009 Copas francesas, Extracampo, Franceses no mundo | 21:28

Pílulas com o presidente

Compartilhe: Twitter
Sarkozy não dispensou a corridinha mesmo fora de casa (Reuters)

Sarkozy não dispensou a corridinha mesmo fora de casa (Reuters)

Nada de muuito relevante nesta terça-feira. Então vamos de pílulas do que rolou aqui e ali pelo mundo envolvendo franceses:

>> Lorient, França: Rolaram dois jogos pela Copa da Liga Francesa. Lorient e Clermont (lanterna da 2ª divisão), eliminaram respectivamente Grenoble (que perde tudo que disputa) e Vannes, outro da Segundona, e se classificaram para as oitavas-de-finais. O gol do Lorient veio por intermédio de Kevin Gameiro, cujo pé anda bastante calibrado ultimamente. Amanhã acontecem mais oito partidas, envolvendo vários times da Ligue 1, como PSG e Monaco.

>> Liverpool, Inglaterra: Com muitos titulares poupados e alguns no banco, o time inglês eliminou o Leeds United da Copa da Liga Inglesa graças ao gol do atacante francês David N’Gog, revelado pelo Paris Saint-Germain. Curiosidade 1: o cara é primo de Jean-Alain Boumsong, zagueiro do Lyon. Curiosidade 2: ele deixou o gramado de Anfield aplaudido pela torcida dos Reds e foi substituído por ninguém menos do que Steven Gerrard. Que dia para o cara com nome de função matemática! 

>> Santander, Espanha: Thierry Henry foi apenas coadjuvante de Lionel Messi e Zlatan Ibrahimovic na goleada do Barcelona sobre o Racing, 5 a 1 fora de casa. O time vai tão bem que prescinde do poder de decisão do maior atacante da história da seleção francesa. O Barça é anormal ou realmente o futebol francês é de segundo escalão na Europa?

>> Nova York, Estados Unidos: Ah, na foto do post, o presidente francês Nicolas Sarkozy se exercita em belo cenário norte-americano, onde participa de uma cúpula da ONU. Enquanto ele relaxa e mantém a forma, os franceses afetados pela greve dos correios de lá, em protesto ao governo, devem estar p… da vida.

Será que Sarkô tem alguma habilidade com a bola nos pés? Com as mulheres não se discute: a primeira-dama é só a Carla Bruni…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 2 de setembro de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 08:01

O batalhão brasileiro

Compartilhe: Twitter

Num “pool de posts” dos blogs “europeus” do iG Esporte, listamos os jogadores brasileiros que estão hoje nas primeiras divisões de França, Alemanha, Espanha, Inglaterra e Itália. Na terra dos Bleus são 26 brazucas, divididos em 14 dos 20 clubes da Ligue 1. Uns você conhece bem, alguns já ouviu falar e outros num faz nem ideia! Voilá:

Bordeaux: Henrique (zagueiro), Fernando (volante), Wendell (volante e meia) e Jussiê (meia)
Marselha: Elinton Andrade (goleiro), Hilton (zagueiro) e Brandão (atacante)
Lyon: Cris (zagueiro), Ânderson (zagueiro), Ederson (meia) e Michel Bastos (meia e lateral-esquerdo)
PSG: Ceará (lateral-direito)
Toulouse: Luan (atacante)
Lille: Emerson (lateral-esquerdo e zagueiro) e Túlio de Melo (atacante)
Rennes: não tem
Auxerre: Marcos Antonio (zagueiro)
Monaco: Adriano (lateral-direito e zagueiro), Eduardo Costa (volante) e Nenê (meia e atacante)
Lorient: não tem
Grenoble: não tem
Nancy: André Luiz (zagueiro)
Saint-Etienne: Ilan (atacante)
Le Mans: Geder (zagueiro) e Marcos Paulo (meia)
Nice: não tem
Valenciennes: Rafael Schmitz (zagueiro)
Sochaux: Carlão (zagueiro, lateral-esquerdo e volante)
Lens: Eduardo Santos (atacante)
Montpellier: não tem
Boulogne: não tem

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 25 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 21:48

Nada como uma segunda

Compartilhe: Twitter

Nada como uma segunda-feira para podermos destrinchar o que houve no fim de semana, quando não trabalhamos no fim de semana – como se fosse normal trabalhar no fim de semana, embora para jornalistas de esportes o sejam. Ladainhas pessoais à parte, o Bordeaux está muito perto de se sagrar campeão após 10 anos graças ao gol do atacante Marouane Chamakh contra o Monaco – o marroquino, ao lado de Gourcuff, tem feito a diferença para os Girondinos na-hora-du-vamu-vê. 

Já faz um tempo que o slogan dele poderia ser Chama-kh-ié-gol

Tentando não jogar a toalha enquanto tem alguma chance, o Olympique de Marselha fez sua parte batendo o Nancy fora por 2 a 1, gols de Bonnart e Brandão, figurinha carimbada na lista de artilheiros das últimas rodadas. O Lyon cumpriu seu objetivo para salvar a temporada: se garantiu em 3º e na próxima Liga dos Campeões da Europa com os 3 a 1 sobre o Caen – Juninho Pernambucano fez seu 100º gol pelo clube, em clima de total despedida (volto a isso no decorrer da semana), Benzema e Govou também carimbaram; Savidan descontou.

Em plena descendente, o Paris Saint-Germain foi derrotado pelo Valenciennes (2 a 1 = Audel e Pujol; Kezman), que por sua vez ressurgiu do limbo para se segurar de vez na Ligue 1. De quebra, o PSG caiu de 4º para 5º porque foi superado no saldo de gols pelo Toulouse, que ganhou do Nice fora – ou seja, na casa da tia – com dois do artilheiraço Gignac, e ambos ainda não estão garantidos na Liga Europa, pois Rennes (3 a 1 no Lorient) e Lille (1 a 0 no rebaixado Le Havre, gol de Michel Bastos) estão dois pontos atrás, zicando os rivais pelas duas vagas no torneio que substituirá a Copa da Uefa.

Lá embaixo da tábua de pontos (não de frios!), o tradicional Nantes (19º, 34 pg) está quase fazendo companhia ao Le Havre, lanterna que já foi pro saco da Segundona faz tempo. A derrota doída – torcedores saíram na mão! – para o Sochaux (2 a 1), por sua vez, deixou o time do glorioso ex-corintiano Carlão (15º, 39 pg) muito perto de salvar a conta bancária na 1ª divisão.

Hoje também estaria rebaixado, após o revés para o Auxerre (1 a 0), o Saint-Etienne (18º, 37 pg) do eficiente Ilan, que perde para o Caen (17º, 37 pg) no saldo de gols (-6 a -20, todo mundo devendo…). Mas como há igualdade de pontos ganhos, eles “só” decidem a vida (e tem coisa mais complicada?) na derradeira rodada; o Le Mans (16º, 39 pg), que empatou com o Grenoble (1 a 1) precisa de mais um ou três pontos para não se afogar. 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 5
  3. 6
  4. 7
  5. 8
  6. 9
  7. Última