Publicidade

Posts com a Tag Lemerre

quarta-feira, 15 de agosto de 2012 Seleção francesa | 21:11

França não sai do zero contra Uruguai na estreia de Deschamps treinador

Compartilhe: Twitter

Técnico novo, estigma antigo: os últimos cinco treinadores que comandaram a seleção francesa (Roger Lemerre, Jacques Santini, Raymond Domenech, Laurent Blanc e, agora, Didier Deschamps) não conseguiram levar o time à vitória em suas partidas de estreia! O derradeiro a conseguir tal “feito” foi Aimé Jacquet, que levaria os Bleus ao título mundial em casa, quando debutou em 1994, ano em que a seleção não foi à Copa nos EUA.

Agora é contigo, Monsieur Didier! (fff.fr)

Mais curioso que isso, só o fato de os últimos quatro França x Uruguai acabarem sem um mísero golzinho. Antes do amistoso de hoje, eles haviam se encontrado no Mundial de 2010, quando estrearam no torneio na África do Sul.

Como não pude ver o jogo, preso ao trabalho no meio da tarde, e o amigo Vinicius Ramos, do blog Tabela Online, o fez e relatou com propriedade, achei mais informativo para convosco reproduzir o texto do post correspondente abaixo, com a licença ao citado:

De bonito mesmo, só o Estádio Océane em Le Havre, porque o nível técnico do amistoso entre França e Uruguai foi abaixo do esperado. Duas equipes com muita vontade, mas pouca classe, não saíram do zero no amistoso, para as vaias da torcida após o apito final.

Em campo, o estreante Didier Deschamps armou o time no 4-4-2 inglês, com dois pontas e dois centroavantes. Do outro lado, “El Maestro” Oscar Tabárez apostou no 3-6-1, com Forlán e C.Rodríguez como meias ofensivos que encostavam no centroavante Loco Abreu. A semelhança entre os dois esquemas era que não havia ninguém para armar e pensar as jogadas pelo meio. Com isso, muita correria e vontade, mas pouco toque de classe e armação para ambos os lados.

A França chegou apenas uma vez na primeira etapa, em um cruzamento que Muslera deu um tapa na bola, após cabeçada de Yanga-Mbiwa que ainda beijou a trave. No segundo tempo, o cenário foi o mesmo. O Uruguai chegou após um cochilo da defesa francesa, mas Loco Abreu parou nos pés de Lloris, que enfim sujava o uniforme. Já Les Bleus também aproveitaram vaciladas dos zagueiros laterais uruguaios, mas Valbuena (defesa de Muslera) e Benzema (no pé da trave) não fizeram gol.

Ficou óbvio que Didier e El Maestro terão muito que trabalhar nestas eliminatórias. A França ainda tem a esperança de recuperar Nasri ou Gourcuff para pensar o jogo pelo meio. Já a Celeste não tem um jogador com estas características desde Álvaro Recoba, e Diego Forlán não tem mais condições físicas de desempenhar esta função.

FICHA TÉCNICA – França 0 x 0 Uruguai

FRA: Lloris; Debuchy (Jallet), Yanga-Mbiwa, Sakho e Evra; Gonalons, Mabuva (Capoue), Valbuena (Briand) e Ribéry; Benzema (Martin) e Giroud (Gomis).

URU: Muslera; Lugano, Victorino e Godin; Maxi Pereira, Alvaro Pereira, Perez (Eguren), Gargano (González), Christian Rodriguez e Forlán (Fernandez); Loco Abreu.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,