Publicidade

Posts com a Tag Lavezzi

segunda-feira, 18 de maio de 2015 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 14:51

Paris Saint-Germain confirma tri com vitória em Montpellier

Compartilhe: Twitter
A festa dos jogadores com os torcedores ainda dentro de campo (AP)

A festa dos jogadores com os torcedores ainda dentro de campo (AP)

Coube ao Montpellier, justamente o último campeão francês antes do atual domínio parisiense, o inglório papel de receber o “jogo do título” do PSG nesta temporada.

Pela penúltima rodada da Ligue 1, toda disputada no sábado, os visitantes ganharam por 2 a 1, gols de Matuidi e Lavezzi. Entre os brasileiros do elenco vencedor, Thiago Silva, David Luiz e Maxwell foram titulares, enquanto que Lucas e Marquinhos participaram da partida no segundo tempo.

É o quinto título da L1 do clube da capital, que segue subindo no ranking dos maiores vencedores da liga nacional.

-> Baixe o pôster do campeão no site da revista Placar

O segundo colocado Lyon empatou com o Bordeaux e, oito pontos atrás do Paris, não pode mais alcançá-lo na rodada restante, nesse sábado, dia 23. Em compensação, se garantiu na fase de grupos da próxima Liga dos Campeões, da qual ficou fora nas últimas duas temporadas.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 29 de abril de 2015 Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 14:03

PSG ganha jogo atrasado e se descola do Lyon; Troyes sobe

Compartilhe: Twitter

Três dias depois de ensacolar o Lille por 6 a 1, com 3 de Lavezzi, 2 de Cavani e um de Maxwell, pela 34ª rodada do Campeonato Francês, o Paris Saint-Germain voltou ao Parc des Princes ontem para o compromisso pendente da 32ª.

E executou seu favoritismo, dando de 3 a 1 no Metz, penúltimo colocado, com três assistências de Javier Pastore, que cresceu muito de produção nesta temporada. Nas últimas três partidas pela Ligue 1, o PSG marcou 9 gols.

Então, igualado em jogos com o Lyon, vice-colocado geral, soma três pontos a mais, faltando 12 para o fim do torneio. Nas quatro rodadas seguintes, o clima promete ser de total decisão.

Pela 35ª journée, o Lyon joga neste sábado contra o Evian, que hoje está na zona de rebaixamento, em casa. E o PSG tem a vantagem de já saber esse resultado antes de entrar em campo diante do Nantes, décimo colocado, fora de casa, um dia depois.

Troyes_Joie_Montee

Ligue 2
Não foi na sexta mas acabou vindo ontem o acesso do Troyes para a Ligue 1, com 4 rodadas de antecedência. Parabéns ao ESTAC, foto neste post pra eles! Quando saírem os demais promovidos e relegados à terceira divisão, a National, virei vos informar.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

sábado, 11 de abril de 2015 Brasileiros na França, Copas francesas | 20:53

Paris Saint-Germain goleia Bastia e atinge meta 1 de 4

Compartilhe: Twitter

psgcdl15

O PSG chegou ao Stade de France hoje com uma possibilidade única para um clube francês na temporada, e saiu da final da Copa da Liga Francesa (que novamente foi ignorada pela detentora da transmissão na TV brasileira…) mantendo a expectativa de sucesso total: ganhar os 4 torneios que disputa.

Cumpriu com excelência 25% de seu objetivo, ao aplicar 4 a 0 no Bastia, fragilizado demais pela expulsão que sofreu ainda no primeiro tempo, com poucos minutos de jogo em Saint-Denis. Squillaci de fato obstruiu o caminho de Lavezzi rumo ao gol, fazendo o pênalti, mas o cartão amarelo parecia mais justo, afinal o experiente zagueiro não era o último homem entre o atacante argentino e a baliza. O favoritismo então se converteu em certeza para o lado mais poderoso.

Prejuízo enorme para o azul e branco da Córsega, com um a menos tanto no placar, depois de Ibrahimovic superar Areola, como dentro de campo, com apenas 22 minutos de partida. Com o uniforme vermelho roseado que costuma usar fora de casa, o Paris dominou a maior parte das ações, como se estivesse no Parc des Princes, tanto que no segundo tempo sua torcida cantava “On est chez nous, On est chez nous” (Estamos em casa, Estamos em casa) – e até que estavam mesmo, pois Saint-Denis é vizinha de Paris e fica a mais de 1200 km de Furiani, na ilha córsega…

Ibra fez o segundo arrematando forte e rasteiro, ainda na primeira etapa, e na segunda os ânimos que restavam no Sporting Club Bastia arrefeceram mais, com os dois gols de Cavani, primeiro de cabeça e depois aproveitando enfiada de Zlatan Ibrahimovic. O sueco está a cinco gols de se igualar ao português Pedro Pauleta, maior artilheiro da história do clube da capital, e mesmo com os quatro jogos de suspensão que pegou nesta semana deve superar a marca já nesta reta final de temporada. Glória para os brasileiros Thiago Silva, que levantou a taça, Marquinhos, Maxwell e Lucas (de volta após lesão. David Luiz está machucado), impotência para Brandão, que entrou no segundo tempo depois de meses sem jogar (foi suspenso depois de agredir Thiago Motta, que não reencontrou hoje porque o ítalo-brasileiro está machucado) e não teve chance de fazer nada de concreto para ajudar o 14º colocado da Ligue 1.

Campeão de sua quinta Copa da Liga (a segunda consecutiva), o PSG também devolveu a derrota imposta ao Bastia há 20 anos, na primeira edição da competição. Agora, tem que cuidar de suas três outras responsabilidades em disputa: Liga dos Campeões da Europa (quarta que vem, diante do Barcelona, a mais difícil), Campeonato Francês (próximo sábado e nas 5 rodadas restantes), e Copa da França (decisão contra o Auxerre em 30 de maio). É complicado, porém não falta qualidade ao elenco de Laurent Blanc, em que pesem as ausências forçadas, como será a do suspenso Ibra.

A CdL propicia ao campeão uma vaga na próxima Liga Europa, mas como o PSG deve se classificar para a Liga dos Campeões que vem por estar entre os três primeiros do Francês, essa vaga na UEL provavelmente irá para o 5º colocado na L1. No caso da CdF, mesmo que o PSG vença, o Auxerre, por ser vice, herdará a vaga na Uefa Europa League, se o clube da capital confirmar a posição na Champions League via Campeonato Francês.

-> Saiba mais sobre a partida na matéria do L’Equipe

PSG: Douchez; Aurier, Marquinhos, T. Silva e Maxwell; Verratti, Matuidi e Rabiot (Cabaye, aos 32 do 2º); Lavezzi (Cavani, aos 19 do 2º), Pastore (Lucas, aos 27 do 2º) e Ibrahimovic. Técnico: Laurent Blanc.

Bastia: Areola; Cioni, Squillaci, Modesto e Marange; Cahuzac (cap.), Gillet, Danic (Peybernes, 22 do 1º), Palmieri (Ayité, 23 do 2º) e Boudebouz; Sio (Brandão, aos 36º). T: Ghislain Printant.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 2 de março de 2015 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 15:01

Freio de mão puxado no topo da Ligue 1

Compartilhe: Twitter
O brasileiro Wallace, de branco, disputa bola com o argentino Lavezzi, no sexto empate seguido dos "europeus" Monaco e Paris Saint-Germain na L1

O brasileiro Wallace, de branco, disputa bola com o argentino Lavezzi, no sexto empate seguido dos “europeus” Monaco e Paris Saint-Germain nos últimos enfrentamentos pela L1

Nos últimos cinco jogos pelo Campeonato Francês, o líder Lyon ganhou só 1, empatou 3 e perdeu o outro.

O vice PSG foi um pouquinho melhor: duas vitórias e três empates.

O terceiro Olympique de Marseille também tem uma vitória, uma derrota e três igualdades.

Muito pouco pra quem lidera a classificação, não?

Só que os demais se aproximam devagar: o Monaco está a seis pontos do OM, e o Saint-Etienne a sete. Até porque o forte do time do Principado é bem mais a defesa do que o ataque, como temos visto na boa campanha do clube na Liga dos Campeões.

Aliás, semana que vem os franceses começam a decidir a vida na Champions. Dia 11 tem Chelsea x PSG, e quase uma semana depois, 17, rola Monaco x Arsenal. Allez!

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015 Torneios europeus | 23:14

Na Inglaterra, PSG precisará de uma eficiência que não teve em casa

Compartilhe: Twitter

Encorpado em 19/2

Resultado pra se lamentar, né Lavezzi?

Resultado pra se lamentar, né Lavezzi?

Ontem o Paris Saint-Germain bem que tentou vencer, mas saiu do Parc des Princes com um empate contra o Chelsea, pelo jogo de ida das oitavas da Liga dos Campeões.

E pra complicar um pouco, o time inglês fez um gol na França, obrigando o PSG a marcar em Londres.

Os visitantes saíram na frente, em trama de zagueiros bem concluída pelo amuleto Ivanovic, castigando os anfitriões pelo primeiro tempo pouco agudo. Felizmente, na segunda etapa a equipe de Blanc cresceu e conseguiu a igualdade, com Cavani oportunista, concluindo preciso cruzamento de Matuidi.

O atacante uruguaio e o joga-de-tudo francês foram os maiores destaques do Paris, enquanto que o goleiro Courtois foi o principal nome entre os comandados de Mourinho, muito bem aplicados na marcação e disposição em campo. Foram mais eficientes, e até sortudos em alguns lances, como o arremate de Lavezzi que produziu a imagem acima.

A volta acontece dia 11, em Stamford Bridge. O Chelsea é um pouco mais favorito do que antes da bola rolar ontem. Porém o lado francês tem grandes talentos internacionais, como Ibrahimovic, que podem fazer a diferença e manter nossa esperança.

Outro francês nas oitavas da Champions, o Monaco só entra em campo quarta que vem, dia 25, contra o Arsenal, também na Inglaterra. Parada igualmente dura.

Análises do empate
O site Trivela, que cobre bastante o futebol internacional, colocou na conta das ligas nacionais o ligeiro desequilíbrio a favor do Chelsea no confronto. É fato que entra no contexto, afinal o cenário inglês é bem mais competitivo que o francês. Mas não somente, então discordo do tom (e não sou o único) desse artigo.

Não digo porque é meu amigo de foot, mas o blogueiro Vinicius Ramos parece acompanhar muito mais o PSG do que o redator do Trivela, o experiente e gabaritado Ubiratan Leal. A análise dele para o ESPN FC, que lemos aqui, me parece mais adequada então.

Outro bom texto é o de Ricardo Machado, que nesse post do Jovens Cronistas aborda os demais jogos que abriram as oitavas da UCL nessa semana.

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014 Francês da 1ª divisão | 10:08

Olympique e Paris empatam; Lyon vence nos acréscimos

Compartilhe: Twitter

Rolou entre terça e ontem a 16ª rodada do Campeonato Francês, a nossa Ligue 1.

CRAVEI NO BOLÃO o empate Lorient 1 x 1 Marseille, apesar de manter um desempenho medíocre no momento, sendo o 10º entre 19 participantes ativos.

Depois de receber de DJADJEDJE, Thauvin lançou Payet do outro lado do campo, o atacante cortou pra dentro e chutou cruzado, no alto. O goleiro Lecomte desviou mas ela entrou: 1 a 0 pro OM.

Só que nem dois minutos depois, pênalti pros donos da casa após choque forte do goleiro Mandanda em Jeannot (lance duvidoso, mas ok). Jordan Ayew bateu no canto oposto do seu ex-companheiro de time, empatando.

E NÃO É QUE ACERTEI NA MOSCA TAMBÉM o placar em Lille 1 x 1 PSG – apesar das muitas chances de gols criadas para ambos os lados? Foi o primeiro tropeço parisiense depois de 9 vitórias seguidas (leia mais e assista aos lances)

Sem seu companheiro de ataque Ibrahimovic, lesionado no tornozelo e também fora da final do Prêmio Puskas da Fifa pelo gol mais bonito do ano, o uruguaio Cavani abriu o placar para os visitantes, depois de boa trama ofensiva sul-americana: Lucas arrancou, serviu Lavezzi e o cruzamento foi uma assistência na medida para Edinson. Porém, ainda no primeiro tempo, o goleiro Sirigu tentou defender uma cabeçada no primeiro pau, vinda de um escanteio do LOSC, mas a bola bateu na trave e cruzou a linha do gol.

Fechando a rodada, o Lyon abriu o placar logo aos 6 minutos contra o Stade de Reims, mas sofreu o empate ainda no primeiro tempo e, quando parecia que ia ficar nisso mesmo, conseguiu a vitória aos 46 do 2º.

Desfecho bacana pra disputa no topo da tabela, pois agora o OL está um pouquinho mais próximo, a quatro pontos do PSG e cinco do OM.

Chamou a atenção, nesta rodada, o duplo rolinho do meia Ferreira-Carrasco no jogo do Monaco contra o Lens. Assista abaixo:

Demais resultados:

Montpellier 0 x 2 St Etienne – acertei o vencedor!
Monaco 2 x 0 Lens – PALPITE PERFEITO!
Nantes 1 x 2 Toulouse – palpite invertido…
Guingamp 5 x 1 Caen – a goleada da rodada
Nice 1 x 2 Rennes 
Metz 0 x 0 Bordeaux
Bastia 1 x 2 Evian

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 10 de junho de 2014 Copa do Mundo | 19:22

Estrangeiros do futebol francês na Copa 2014

Compartilhe: Twitter
Antes mesmo de Falcao ser oficialmente cortado, os colombianos já tinham bolado a substituição perfeita, com um atacante cuja seleção não se classificou pra Copa...

Antes mesmo de Falcao ser oficialmente cortado, os colombianos já tinham bolado a substituição perfeita, com um atacante que também atua na França e cuja seleção não se classificou pra Copa…

Copa do Mundo não é torneio pra gente falar só de seleção francesa neste espaço, mas também de lembrar ao planeta bola os jogadores do Mundial que atuam no nosso querido futebol francês.

Lembrando que, dos 23 franceses convocados por Deschampsapenas 8 jogam atualmente no país. Quase o mesmo número de atletas que representam as seleções africanas de Camarões (7) e Costa do Marfim (6)!

Uma curiosidade: nos maiores campeões mundiais, Brasil e Itália, apenas o PSG cedeu destaques, três em cada. E o hoje bicampeão francês é o maior cessor de atletas para todas as 32 seleções, entre todos os clubes do país: 11, bem à frente do Monaco, o segundo nessa relação, com 4.

Bora lá (me baseei nesse link do bom site espanhol Futbol desde Francia, cruzando depois com os 23 confirmados da página da Fifa sobre a Copa):

Argélia: Carl Medjani (defensor do Valenciennes), Mehdi Mostefa (defensor do Ajaccio) e Aissa Mandi (defensor do Reims). Ryan Boudebouz (meia do Bastia) e Foued Kadir (meia do Stade Rennais) foram pré-selecionados, mas cortados.

ArgentinaSergio Romero (goleiro reserva do Monaco) e Ezequiel Lavezzi (atacante do Paris Saint Germain).

Bélgica: Divock Origi (lateral/ala do Lille).

Brasil: Thiago Silva (zagueiro capitão), David Luiz (zagueiro vindo agora do Chelsea) e Maxwell (lateral-esquerdo), todos do Paris Saint Germain.

Camarões: Nicolas Nkoulou (lateral do Olympique de Marseille), Henri Bedimo (lateral-esquerdo do Lyon); Jean Illes Makoun (volante do Rennes); Landry Nguemo (volante do Bordeaux); Edgar Salli (meia do Lens, recém-promovido da Ligue 2); Benjamin Moukandjo (meia-atacante do Nancy, da Ligue 2) e Vincent Aboubakar (atacante do Lorient). Guy Ndy Assembe, goleiro do Guingamp, e Jean-Armel Kana-Biyik, zagueiro do Rennes, ficaram fora.

Aboubakar foi um principais goleadores do último Campeonato Francês, empatado na vice-liderança do ranking geral com o também convocado Cavani, do Uruguai, ambos atrás do sueco Zlatan Ibrahimovic, lamentavelmente fora desta Copa.

Colômbia: David Ospina (goleiro do Nice); Ábel Aguilar (volante do Toulouse); James Rodríguez (meia do Monaco).

O goleador monegasco Radamel Falcao García foi pré-relacionado entre os 30, mas não se recuperou da cirurgia no joelho como torcíamos. Porém, o país conta com a habilidade de Rodríguez, maior assistente da última Ligue 1.

Costa do Marfim: Serge Aurier (lateral-direito do Toulouse); Benjamin Angoua (zagueiro do Valenciennes); Jean Daniel Akpa-Akpro (ala do Toulouse); Ismäel Diomande (meia do Saint Étienne); Salomon Kalou (meia do Lille) e Max-Alain Gradel (atacante do Saint Étienne). O lateral-direito Brice Dja Djedje, do Olympique de Marseille, e o volante Romaric (Bastia) não ficaram entre os 23.

Tem o único técnico francês de nascimento entre uma seleção estrangeira do Mundial: Sabri Lamouche, 42 anos, naturalizado tunisiano.

Croácia: Danijel Subasic (goleiro titular do Monaco).

Estados Unidos: Alejandro Bedoya (meia do Nantes).

Gana: Jonathan Mensah (zagueiro do Évian Thonon Gaillard); John Boye (zagueiro do Stade Rennais); Andre Ayew (atacante do Olympique de Marseille); Jordan Ayew (atacante do Sochaux) e Abdul Majeed Waris (atacante do Valenciennes) – que fez uma segunda metade de temporada muito boa na Ligue 1.

Andre é irmão mais velho de Jordan Ayew, ambos filhos do ex-atacante Abedi Pelé, que é o maior artilheiro da história da seleção mas, ironicamente, nunca disputou uma Copa do Mundo.

Itália: Salvatore Sirigu (goleiro titular); Thiago Motta (volante/meia); Marco Verratti (volante/meia), todos do Paris Saint Germain, e acima da média, principalmente os dois de linha.

México: Guillermo Ochoa (goleiro que disputou a última temporada pelo Ajaccio e está sem clube) – costuma pegar muito quando acossado;

Nigéria: Vincent Enyeama (goleiro titular do Lille). O meia Sunday Mba (CA Bastia, Ligue 2) foi pré-relacionado, mas acabou fora.

Enyeama fez uma excelente Ligue 1 2013/14 pelo LOSC, sendo um dos arqueiros menos vazados do campeonato francês.

Portugal: João Moutinho (volante/meia do Monaco).

Uruguai: Edinson Cavani (atacante do Paris Saint Germain) – craque!

-> Link para todos os convocados para a Copa 2014 do site do O Globo

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 8 de maio de 2014 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 14:03

PSG assegura título mesmo perdendo na 36ª rodada da Ligue 1

Compartilhe: Twitter

Abastecido às 17h08

Selfie no vestiário parisiense durante o festejo da conquista, com os brasileiros Marquinhos (encoberto), Thiago Motta (naturalizado italiano, no centro, atrás) e Alex (à direita)

Selfie no vestiário parisiense durante o festejo da conquista, com os brasileiros Marquinhos (encoberto), Thiago Motta (naturalizado italiano, no centro, atrás) e Alex (à direita)

A antepenúltima rodada finalmente confirmou a consagração do Paris Saint-Germain, bicampeão francês – pela primeira vez conseguiu esse doublé. O quarto título da L1 da história do clube foi garantido antes mesmo do time entrar em campo contra o Rennes, já que minutos antes o Monaco não venceu o Guingamp (1 a 1). Assim, até com a derrota em casa (1-2), que livrou o Stade Rennais do rebaixamento, o PSG já pôde celebrar.

Mais curiosamente ainda, foi justamente o Rennes o último que havia batido o Parrí no Parc des Princes, em novembro de 2012. Lavezzi abriu o placar para os anfitriões, e Kadir e Ntep decretaram o resultado final, marcando os gols que faltaram ao rubro-negro dias antes, na decisão da Copa da França…

Na sexta, o empate do Lille com o Bastia por 1 a 1 já havia assegurado ao Monaco o ingresso na fase de grupos da próxima Liga dos Campeões da Europa, como já se previa. Desde 2004/5 que o clube não a disputava, depois de ter sido vice em 2003/4. O Lille deve ratificar a terceira colocação mesmo, pois soma cinco pontos a mais que o Saint-Etienne, com seis em jogo ainda.

No domingo, o Choc des Olympiques favoreceu o Marseille: 4 a 2 contra o Lyon. O centroavante Gignac foi decisivo para os donos da casa, no Vélodrome, com dois gols. Thauvin e Diawara também marcaram para o OM, agora a apenas dois pontos do OL, com duas rodadas ainda a disputar, na querela pelo quinto lugar, que conduzirá à Liga Europa 2014/5.

Aliás, já está credenciado para disputar a UEL, ao menos na fase de playoffs, o St Etienne. Ganhou do Montpellier por 2 a 0, manteve a quarta posição e pode, no máximo, terminar o campeonato em quinto. Esperemos que desta vez atinja a etapa de grupos, ao contrário do que vimos no início desta temporada.

Mesmo tendo batido o Valenciennes, por 1 a 0, o Bordeaux, hoje sétimo, já não consegue brigar pelo quinto posto. Já o derrotado VAFC vai mesmo ser rebaixado, se juntando ao outrora relegado Ajaccio. O último descendente para a Ligue 2 segue indefinido, entre Montpellier, Nice, Guingamp (o recém-campeão da Copa da França, isso mesmo!), Evian e Sochaux.

Quem também vive um fim de temporada angustiante é o Auxerre, que estávamos acostumados a ver na Ligue 1, inclusive em Liga dos Campeões recente. Luta faz tempo para não cair da L2 para o National, a terceira divisão, está na ZR e agora faltam 3 rodadas para o fim da competição.

-> Leia uma análise tática do PSG bicampeão no site espanhol Futbol desde Francia

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 19 de abril de 2014 Copas francesas | 19:17

PSG supera Lyon e vira maior ganhador da Copa da Liga

Compartilhe: Twitter
Uma das imagens mais agradáveis da decisão no Stade de France (LFP)

Uma das imagens mais agradáveis da decisão no Stade de France (LFP)

O Lyon vendeu caro, mas o PSG levou a Copa da Liga Francesa 2013/14 hoje em Saint-Denis.

A vitória foi construída nos minutos iniciais, com dois gols de Cavani  (o terceiro a marcar um doublé na final do campeonato, depois de Pauleta em 2002 e Giuly em 2003) . O primeiro complementando boa jogada de Maxwell e Lavezzi, aos 4. E o segundo, depois que Thiago Silva lançou Lucas, e o goleiro Anthony Lopes estabalhou-se acertando o meia-atacante brasileiro na divisória da grande área. O replay nos mostrou que a falta foi fora da área, mas Stephane Lannoy marcou pênalti, e o uruguaio, cobrador oficial na ausência de Ibrahimovic, ampliou a vantagem parisiense.

O segundo tempo certamente traria lioneses mais contundentes, e a emoção aumentou quando Lacazette deu bela arrancada e bateu cruzado, no canto de Douchez, diminuindo o revés do OL para apenas um gol, aos 11 minutos. Porém, o Paris Saint-Germain teve maturidade para segurar o adversário, até criou chances de ampliar, e acabou prevalecendo no fim das contas.

-> Veja como foi a final segundo o lance a lance do L’Equipe

O quarto título da recente competição faz do PSG agora, seu maior campeão – o Olympique de Marselha e o Bordeaux ficam em segundo com três conquistas cada. O Paris ganhou a primeira edição, em 1994/95, depois 97/98, 2007/08 e agora a última. Das cinco finais que o Olympique Lyonnais disputou, só ganhou uma, em 2000/01.

Não foi a divisão mais justa de troféus na temporada, porque o Lyon não disputa mais nada e os parisienses estão a dias de confirmar o título da Ligue 1. Mas futebol não é matemática neutra, ainda bem. E pode pintar um prêmio de consolação indireto pro Lyon, porque a vaga pra Liga Europa que iria pro campeão hoje, já que o PSG alcançará a Liga dos Campeões pela L1, sobra para o quinto colocado do Campeonato Francês, que atualmente é o… Lyon.

Thiago Silva levantou a CdL ao som de We Are The Champions, Nicolas Sarkozy aplaudiu e sorriu a metros de distância, e nada mais justo, pois o time mais forte do país mora na capital nacional e ninguém duvida disso.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 2 de abril de 2014 Torneios europeus | 23:22

PSG abre ótima vantagem, mas Ibra se machuca contra o Chelsea

Compartilhe: Twitter
O segundo gol do Paris saiu assim (Getty Images)

O segundo gol do Paris saiu assim (Getty Images)

O objetivo de apagar a última impressão deixada pelo time inglês no estádio parisiense foi muito bem cumprido hoje, pela ida das quartas de finais da Liga dos Campeões da Europa: 3 a 1 pro Paris Saint-Germain. A comissão técnica da seleção brasileira (Felipão, Parreira, Murrrtosa) acompanhou in loco, assim como havia feito na véspera, em Barcelona 1 x 1 Atlético de Madrid.

As duas equipes já haviam se cruzado pela Champions de 2004/05, na fase de grupos. Em setembro do primeiro ano, no Parc des Princes, o Chelsea meteu 3 a 0, gols do zagueiro Terry e do atacante Drogba (2), ex-Olympique de Marselha. Na Inglaterra, dias depois, foi 0 a 0 (nesse link da Uefa dá pra relembrar as escalações dos times na época, assim como quando voltaram a se encontrar, em um amistoso em 2012).

Voltando a abril 2014, o Parrí conseguiu o que todo time da casa deseja em partida decisiva, que é abrir o placar rapidinho. Matuidi cruzou, Terry (o mesmo de 2004) afastou mal de cabeça, e ainda dentro da área Lavezzi dominou e bateu no alto, fora do alcance de Cech, aos 3 minutos. Mas aos 26, Ibra perdeu a bola pelo meio, Thiago Silva calculou mal o carrinho na direção de Oscar, o brasileiro caiu, pênalti. O belga Hazard, ex-Lille, cobrou com classe para empatar.

O domínio do PSG seria recompensado no 2º tempo. Aos 16, falta inexistente de David Luiz em Matuidi na lateral. Lavezzi levantou no meio da cozinha (LUIZ, Silvio), a bola passou por meio mundo e o azarado David empurrou para dentro, atrapalhado que só. A festa parisiense aumentou nos acréscimos, quando o argentino Pastore enfileirou a defesa inglesa pela ponta, numa jogada que pouco prometia, entrou na área e bateu cruzado, por baixo do goleiro, fechando o marcador.

Porém, Laurent Blanc não vai poder usar a formação que gostaria para o jogo de volta, na terça que vem, em Londres. Nada menos que O cara do elenco, Ibrahimovic, saiu de campo com lesão muscular na coxa e já é considerado desfalque. Outro lesionado que pode ficar de fora é o habilidoso volante Verratti. Vamos torcer para parar por aí!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última