Publicidade

Posts com a Tag Kombouaré

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014 Copas francesas, Francês de divisões menores | 13:37

Coupe de France provou que PSG << Cannes

Compartilhe: Twitter

As oitavas de finais aconteceram nessa semana, então recapitulemos:

Dimitar é cercado pelos companheiros de Monacô. Bem-vindo ao rol dos goleadores do futebol francês! (Photo: AFP/Yahoo UK)

Dimitar é cercado pelos companheiros de Monacô. Bem-vindo ao rol dos goleadores do futebol francês! (Photo: AFP/Yahoo UK)

Outro favorito ao título caiu, com o revés do Lyon diante do Lens, atualmente na segunda divisão depois de um histórico de respeito na primeira. O OL abriu o placar com Briand, parecia que ia levar mas num pênalti nos acréscimos da partida Valdivia (não o chileno Jorge, mas o francês Pierrick, revelado em Lyon) empatou! E Gbamin, no início da prorrogação, consubstanciou a zebra.

A contenda entre Nice x Monaco, vizinhos da França mediterrânea, na Côte D’Azur, foi decidida pela estrela do substituto de Falcao Garcia. O time do Principado foi melhor no primeiro tempo, e acabou beneficiado quando, no início do segundo, o lateral-esquerdo Kolodziejczak meteu a mão na cara do zagueiro português Ricardo Carvalho, tomando as dores do colega atacante Maupay, que havia se estranhado com o adversário, e foi expulso.

Porém, o clube do russo Rybolovlev só conseguiu o gol salvador aos 9 minutos da segunda etapa do tempo extra, quando a novidade Dimitar Berbatov, vinda do banco e em sua segunda aparição na equipe, decidiu a parada.

Cannes x Montpellier rolou no primeiro estádio de Zinedine Zidane como profissional. Apesar da disparidade, o jogo pelas oitavas foi pra prorrogação, e, aos 118 minutos de partida, batata: Zobiri fez o gol da classificação do time da quarta divisão, que não atingia as quartas da Cdf desde 1992.

Como o Montpellier vinha de ter eliminado o todo-poderoso-atual-campeão-e-líder-da-Líder-1 PSG, então podemos concluir que: CANNES >> PSG, d’accord??

Em Lille x Caen não faltou tensão. Primeiro nos 3 a 3 no tempo regulamentar e, passada a prorrogação, nos 6 a 5 nos pênaltis a favor da equipe da primeira divisão, que por poucos segundos não deixou a vaga escapar no fim do segundo tempo. Todas as dez penalidades da série primeira de cinco para cada lado foram convertidas. Boa prestação do Stade Malherbe Caen, do zagueiro brasileiro Felipe Saad, que acertou sua cobrança.

Em confronto de equipes da Ligue 2, o Angers fez valer o favoritismo sobre o CA Bastia e o derrubou por 4 a 2.

O En Avant Guingamp acabou com a farra do FAIRM (Football Île Rousse Monticello), da quinta divisão, que eliminou o Bordeaux: 2 a 0.

Fim da linha também para o Auxerre, que tenta voltar a ser da elite: 1 a 0 para o visitante Rennes, gol do bom meia marroquino Foued Kadir.

No triunfo de virada do Moulins (4ª divisão) sobre o Sète (5ª divisão), por 3 a 1, os dois primeiros gols vieram do atacante Sebastien DA SILVA, que apesar do sobrenome é francês, tendo feito sua carreira toda no pequeno clube.

Os confrontos das quartas, programados pra 25 e 26 de março, serão:

Cannes x Guingamp

Moulins x Angers (bela chance de semi pro Angers, que pode subir na L2 finalmente)

Rennes x Lille (duelo dos mais fortes clubes do norte francês)

Monaco x Lens (o time do técnico Kombouaré acaba de derrubar um grande…)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 28 de junho de 2013 Extracampo, Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 19:09

Mais do mercado da bola e punições para próxima temporada

Compartilhe: Twitter

payet-selecao

Payet já defendeu a seleção francesa

Trazer um jogador talentoso é bom; fazê-lo desfalcando um adversário próximo é melhor ainda. Foi o que o Olympique de Marseille conseguiu ao tirar o atacante Dimitri Payet, ex-Saint Etienne, do Lille.

Para mais uma tentativa de retornar à primeira divisão, o tradicional Lens contratou Antoine Kombouaré, técnico que já dirigiu o PSG.

Tempo de julgamentos também
Ontem foi anunciado pela comissão disciplinar da Ligue de Football Profissionel punições a alguns clubes.

Por atitudes indevidas dos torcedores do Nice contra o Lyon no dia 18 de maio, o OGCN vai jogar uma partida com portões fechados na próxima Ligue 1. O novo rico Monaco, além de pena semelhante por causa de incidentes contra o Le Mans, começará o campeonato com – 2 pontos. Porém, ambas as agremiações entraram com recurso.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 Torneios europeus | 20:22

Fim de Liga Europa para os times franceses. Que feio, hein, PSG?

Compartilhe: Twitter

O técnico Antoine Kombouaré vê a corda se apertar cada vez mais para o seu lado... (Uefa.com/Getty Images)

É, fim de linha para o PSG no torneio europeu, além do Rennes já eliminado antes mesmo da última rodada, iniciada hoje. Fracasso retumbante para o clube da capital, turbinado pela montanha de investimentos catarianos para a temporada!

Tudo bem que o projeto principal dos parisienses seja acabar entre os primeiros no Francês para voltar a disputar uma Liga dos Campeões da Europa, indiscutivelmente mais atrativa que a Liga Europa. Mas é um campeonato continental, que não deixa de ser uma vitrine e ter a sua importância para além da esfera nacional.

O Paris Saint-Germain até fez sua parte hoje, ganhando do líder Athletic Bilbao por 4 a 2 no Parc des Princes (Pastore, Bodmer, Hoarau e Perez contra marcaram). Mas o fraco Slovan Bratislava não foi capaz de segurar o Red Bull Salzburg, e o time austríaco levou a segunda vaga da chave, no final das contas, por conta daquele golzinho no final da partida contra os franceses, que acabou 2 a 0 há duas semanas.

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 26 de outubro de 2011 Copas francesas, Franceses no mundo | 21:53

PSG, Montpellier e Auxerre eliminados nas 8as da Copa da Liga Francesa

Compartilhe: Twitter

michel-bastos-lacazette

Ederson observa a dancinha de Bastos e Lacazette, para fúria da torcida verde no Geoffroy-Guichard (Olweb)

Zebras e confirmações nos oito jogos eliminatórios. Ontem, o Olympique de Marselha não deu chances pro Lens, 4 a 0. Gignac fez seu primeiro na temporada. Jordan Ayew e Remy, duas vezes, complementaram (Acertei esse palpite!).

Hoje, fortes emoções no primeiro jogo do dia, Dijon x PSG, que no domingo duelaram pela Ligue 1 com 2 a 0 pró-Parri. E não é que o modesto Dijon conseguiu a revanche, deixando o poderoso e milionário da história pelo caminho? (Claro que errei esse)

Foi muito bom o primeiro tempo no Stade Gaston Gerard, com quatro gols, embora o líder do Francês não encarasse a partida com a mesma gana do adversário (o técnico Patrice Carteron se esgoelando volta e meia demonstrava bem esse espírito…). Com Nenê, Pastore e Gameiro poupados, Bahebeck e Erding ganharam uma chance no mistão parisiense que começou dando as cartas: eles construíram a vantagem dos visitantes, o primeiro marcando de falta (que categoria do garoto!) e o segundo complementando bela jogada de Menez.

Mas os anfitriões reagiram rápido, com Sankharé batendo pênalti (duvidoso, de Lugano em Jovial – eu não daria, os dois se puxaram) e Berenguer concluindo rápida trama ofensiva. Aos 15 do 2o, novo pênalti pro Dijon (bola na mão de Camara, imprudente), Jovial venceu Douchez por centímetros e virou! Aos 25, vendo a água bater no traseiro, Kombouaré teve de lançar mão dos titulares; vieram Nenê e Gameiro, Pastore não. Pressão forte, jogo mais brigado, 3 bolas ao todo na trave do PSG, Menez sendo fominha em alguns lances, e o abafa não deu resultado. Leonardo e cia tiveram de deixar o estádio de cabeça baixa…

Outro jogão do dia foi Saint Etienne x Lyon, que levaram o tradicional clássico pela primeira vez a uma Copa da Liga. Um pouco melhor, o OL abriu o placar após falta sofrida por Michel Bastos nas imediações da área. Ele, Ederson e Kallstrom se prepararam, o sueco bateu na barreira, mas ela sobrou de frente pra Briand, de frente pra Ruffier. Ele chutou, houve um desvio no caminho mas a bola encontrou as redes aos 40 minutos.

jovial-lugano

Ceará observa o lance que virou pênalti de Lugano em Jovial, esbanjando jovialidade! (Site DFCO)

Segundo tempo e novamente os lioneses mais perto do gol. Depois do pênalti claro sofrido por Lacazette, Bastos foi impedido de cobrar não pelas milhares de vaias, mas pelos rojões atirados perto do gol de Ruffier. A tal ponto que a arbitragem saiu de campo e chamos os capitães pra conversar no vestiário! Na volta, o brasileiro bateu, marcou, comemorou muito perto da torcida e reservas adversários e deixou o jogo mais nervoso ainda, com novo tumulto. Aubameyang descontaria, mas não havia tempo pros stéphanois evitarem a vitória rival no 106o dérbi da história (apostei no ASSE…). Aos verdes, resta esperar quatro dias pelo reencontro de domingo pela Ligue 1.

Em casa, o Lille não bobeou diante do Sedan: 3 a 1, com gols de Pedretti, Joe Cole e Jelen (boa, acertei!). Túlio de Melo foi titular. Já o Auxerre, ex-time de Pedretti e Jelen, não conseguiu se garantir diante de sua torcida: levou 2 a 1 do Caen (um nabo com dois de Nabab!) e me dei mal nessa. Outro a decepcionar foi o Montpellier, caindo em casa diante do Lorient, outro 2 a 1, com um a menos desde os 10 minutos do 2o tempo (errei). Pentecôte conduziu a tia Nice à classificação, com mais um 2 a 1, no Sochaux (acertei). E depois de empate sem gols, coube ao Le Mans avançar ao bater o Rennes por 4 a 1 nos penais (falhei de nouveau).

Minutos depois já conhecemos os confrontos das quartas, marcados inicialmente para 10 de janeiro de 2012, uma terça-feira:
Lyon x Lille (olha o Ly-Li de vorta!)
Caen x O. Marseille
Le Mans x Lorient
Nice x Dijon

Enquanto isso, na Espanha…
…Karim Benzema abriu o placar na vitória do Real Madrid sobre o Villarreal, 3 a 0, muito bom para sua disputa com o argentino Gonzalo Higuain por uma vaga no galáctico ataque merengue.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 15 de julho de 2011 Brasileiros na França, Extracampo | 18:11

Agora deixem o homem trabalhar

Compartilhe: Twitter

Depois de se apresentar ao Paris Saint-Germain, Leonardo se juntou ao grupo que foi a Portugal para um dos amistosos pré-temporada, contra o Benfica, nesta sexta-feira. Vamos ver se a renovação na diretoria renderá bons frutos ao PSG, como contratações que façam a diferença.

Se bem que os vários jogadores brasileiros atrelados ao nome do novo manager podem ser apenas ilusões. Penso que o zagueiro Luisão não deve sair do Benfica e o meia-atacante Ganso, se deixar mesmo o Santos até agosto, deve preferir outro país europeu, como a Itália por exemplo. Ou Léo conseguirá feitos como esses?

leo-kombouare-psg

Leonardo cumprimenta o técnico Antoine Kombouaré. Que o relacionamento seja bom! (PSG.fr)

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 8 de julho de 2011 Extracampo | 17:58

PSG enrolado, Lyon derrotado

Compartilhe: Twitter

Depois de começar bem a etapa de mercado aquecido entre temporadas, com as vindas de Kevin Gameiro e Nicolas Douchez, o Paris Saint-Germain pisou no freio e atualmente não consegue se desvencilhar das interrogações.

A chegada de Leonardo, por exemplo, anunciada semanas atrás como praticamente certa, ainda não foi confirmada, conforme o próprio brasileiro declarou em Milão recentemente. A imprensa francesa questiona o jogador e publica que a vinda do novo manager pode estar relacionada à possível saída do presidente Robin Leproux, por não concordar com a redução do seu poder no clube, efetuada pela recém-formada administração catariana.

A indefinição quanto à permanência do mandatário, portanto, mantém o PSG de certa forma paralisado. Embora os jogadores já estejam treinando sob comando de Antoine Kombouaré (amanhã tem amistoso contra o Sion, na Suíça), os reforços para posições importantes, como volante e meia-atacante pela direita (nas vagas que eram de Makelele e Giuly), ainda não apareceram.

Últimos posts sobre o Saint-Germain:
> PSG confirma Leonardo
> Gameiro e Douchez reforçam PSG

**

lyon-bastos-olweb

Michel Bastos em ação em Salzburg. Gostei do uniforme lionês! (Olweb.fr)

No primeiro de seus amistosos de pré-temporada, o Lyon foi derrotado pelo Red Bull Salzburg, na casa do adversário, na Áustria, por 1 a 0. O gol saiu aos 22 minutos do primeiro tempo. Dois minutos depois, o zagueiro ganês John Mensah foi expulso por tocar a mão na bola dentro da área e a reação lionesa ficou prejudicada, apesar do Red Bull ter despediçado o pênalti decorrente da infração.

Já comandado por Rémi Garde no banco, o OL não teve Yohan Gourcuff, que ficou na França por conta de uma lesão no tornozelo. Veja os próximos amistosos do clube:

– Sábado, 16 de Julho às 11h15 (Genk, Bélgica) – Genk x Lyon;
– Domingo, 24 de Julho, às 12h (Hannover, Alemanha) – Hannover x Lyon;
– Quarta-feira, 27 de Julho, às 13h (Donetsk, Ucrânia) – Shakhtar x Lyon;
– Domingo, 31 de Julho, às 16h (Genebra, Suíça) – Porto x Lyon

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 17 de março de 2011 Brasileiros na França, Torneios europeus | 16:55

PSG não consegue vencer o Benfica. Adieu!

Compartilhe: Twitter

A vitória no Parc des Princes era necessária para a França continuar viva nos torneios europeus. Só que o placar entre PSG e Benfica ficou 1 a 1, o time português foi às quartas de finais da Liga Europa e, assim como na Liga dos Campeões, só me resta torcer para os franceses fora da França espalhados pelo continente – e contra os portugueses, para não se aproximarem muito no ranking europeu (aliás, o Luiz Alfredo torceu inadequadamente para a equipe lusitana na Rede TV!, heim! Como se todos os telespectadores estivessem torcendo para o Benfica. Respeita a gente, meu!).

psg_benfica_nene_salvio_reu

Nenê é marcado por Salvio: o talentoso brasuca não conseguiu ser decisivo quando precisava (Reuters)

Depois de um primeiro tempo equilibrado e o placar de 1 a 1 (Gaitán fez o primeiro, Bodmer empatou), o Paris não conseguia atacar com a intensidade que precisava, vendo o Benfica ser muito mais perigoso e ficar perto do segundo gol do que ele. Antoine Kombouaré colocou Hoarau e Giuly de uma vez só, nos lugares de Erding e Bodmer, para ver se a pressão acontecia.

Nos primeiros minutos depois das trocas, o PSG cresceu no jogo, fortalecido pelas manifestações da torcida. Aos 32, Maurice veio pro lugar de Ceará, deixando Nenê como único brasileiro nos tricolores e a equipe mais ofensiva ainda. Um minuto depois, façanha de Roberto: a bola sobrou pra Hoarau na pequena área, o camisa 9 finalizou mas o goleiro português fez ótima defesa.

O nervosismo cresceu com os contragolpes portugueses, o tempo passou, nenhum gol veio e a derrapada de Maurice aos 50 minutos, livre, dentro da área, com a bola no jeito para a finalização, simboliza bem o cenário. Tivemos de abaixar a cabeça pelo segundo dia consecutivo. C’est triste!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 2 de março de 2011 Copas francesas | 21:09

PSG avança na prorrogação. Lille, só nos pênaltis

Compartilhe: Twitter

Copa da França, insisto, significa sempre emoção nas fases derradeiras. E alguma dose de tensão, como provaram os postulantes ao título da Ligue 1 nas quartas de finais.

Contando com a estrela de dois garotos que entraram bem no segundo tempo do jogo no Parc des Princes, além de duas assistências brasileiras, o Paris Saint-Germain eliminou o Le Mans e se credenciou a disputar a semifinal da Copa da França, nesta quarta-feira.

psg_lemans_ceara_afp

Ceará disputa bola com Thomas Frederic: brasileiro foi bem, obrigado (AFP)

Antoine Kombouaré começou com uma formação praticamente titular, mas foram os reservas Jean-Christophe Bahebeck, de 17 anos, e Neeskens* Kebano, de 18 anos, que balançaram as redes, aliviando os mais experientes que devem ter cansado com 120 minutos de bola rolando. O primeiro aproveitou passe de Nenê na cobrança de escanteio, limpando e finalizando bonito, enquanto que o segundo só escorou boa jogada de Ceará, que foi à linha de fundo e cruzou com carinho e afeto…

As equipes já estavam com dez em campo no desenrolar da prorrogação, pois o zagueiro Zoumana Camara deixou o PSG com um a menos ao levar cartão vermelho aos 33 do 2º tempo. Para sorte dos anfitriões, o Le Mans também teve um expulso assim que começou a prorrogação, o também beque Mamadou Wague. Atual campeão, o Paris (8 títulos) alcança sua 14ª semifinal de Copa da França e segue na briga para se aproximar do Olympique de Marselha, maior vencedor da história do torneio (10 títulos).

Um pouco mais tarde, o Lille recebeu o Lorient, rival de primeira divisão que deu trabalho até aonde poderia: a disputa por penalidades máximas. Mesmo com um a mais graças à expulsão de Manga aos 19 minutos da segunda etapa, o LOSC não conseguiu transformar a vantagem numérica em vantagem no placar, nem mesmo depois do brasileiro Túlio de Mello vir para o lugar do artilheiro Moussa Sow no comando do ataque.

lille_afp

Com desabrigados no elenco, o Lille voltou a precisar dos pênaltis para caminhar na Copa da França (AFP)

A decisão nos pênaltis opôs os goleiros Landreau, o mais experiente da Ligue 1, pelo lado do Lille, e Audard, que fez ótima partida pelo lado visitante. Eles bem que tentaram evitar os gols nas cobranças, mas apenas o Lorient errou uma vez. Na última, Hazard se valeu de paradinha legal, no caminhar para a bola, enganou Audard e colocou no canto oposto, decretando o marcador final em 5 a 3. Depois de 1984/1985, os Dogues, líderes do Francesão, finalmente estão de volta a uma semifinal de Coupe de France.

angers_afp

Agora, o Angers é o candidato à zebra das semifinais (AFP)

No jogo entre os menores do dia, acabou o sonho do pequenino Chambéry, que havia eliminado três equipes da elite (Monaco, Brest e Sochaux) no decorrer da competição. Levou 3 a 0 do Angers, da Ligue 2, em Grenoble. Não pode reclamar da sorte, não é?

Resultados:
Stade de Reims (L2) 2 x 3 Nice
Chambéry (CFA2) 0 x 3 Angers (L2) – Saivet, Renouard e o argentino Gomez marcaram os gols
Paris Saint-Germain 2 x 0 Le Mans (L2)
Lille 0 (5) x 0 (3) Lorient

*Neeskens Kebano homenageia Johan Neeskens, holandês que marcou época no Ajax e no “carrossel” protagonizado por Johan Cruyff na Holanda dos anos 1970. O pai da revelação parisiense era muuuito fã do nederlandês…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011 Brasileiros contra a França, Brasileiros na França, Torneios europeus | 21:10

PSG sobrevive e Lille "se dificulta" na Liga Europa

Compartilhe: Twitter

Resultados distintos para os franceses nos jogos de ida da fase 1/16 avos, disputada em mata mata.

Sob um frio absurdo de 15 graus negativos em Minsk, capital da Bielorrússia, o Paris Saint-Germain encarou o BATE Borisov. Só de conseguir jogar o tempo inteiro nessa temperatura, qualquer jogador já está de parabéns. Os torcedores também (havia cerca de 4 mil no estádio), porque não podem sair correndo pelas arquibancadas*. Se bem que os europeus estão bem mais acostumados que os brasileiros nesse aspecto…

Com minhocão nas pernas, cacharrel no pescoço, luvas e algumas faixas na testa, o PSG foi escalado por Antoine Kombouaré com Edel; Jallet, Sakho, Camara e Ceará; Chantôme, Clément, Luiyndula e Nenê; Giuly e Erding. O primeiro gol foi dos donos da casa, e brasileiro: do meia Renan Bressan (ex-Atlético de Tubarão-SC e Gomel, da Bielorrússia), aos 15 minutos iniciais.

O empate gaulês viria aos 30, com o turco Mevlut Erding. No segundo tempo, mesmo indo bem, Nenê foi substituído por Maurice, assim como Giuly, que cedeu espaço a Bodmer. Os anfitriões voltaram a crescer no jogo e voltariam a comandar o placar aos 36 minutos, com Gordeychuk, que havia entrado justamente no lugar de Bressan e deu sorte de receber no seu pé o rebote da trave, depois do chute de Volodko, sem goleiro, sem nada na frente.

A última troca no PSG foi Makonda no lugar de Mevlut. Quando nem eu acreditava mas no empate, grata surpresa: aos 43, Makonda fez bela jogada pela esquerda, no limite da grande área, girou e achou espaço para cruzar mesmo com marcação dupla. A bola veio ao encontro da cabeça de Luyindula, livre na frente do goleiro: 2 a 2 e belo resultado pro Parri.

bate_psg_ceara_renan_ap

Enfaixado Nenê observa disputa entre Ceará e Renan (AP)

Em casa, o Lille iniciou o confronto contra o PSV, primeiro time holandês com o qual se deparou na história do torneio. Rudy Garcia escalou Landreau; Emerson, Vandam, Rozehnal e Chedjou; Dumont, Debuchy, Gueye e Obraniak; Frau e Túlio de Melo. Desde os primeiros minutos o LOSC se impôs, dando indício de vitória tranquila em Villeneuve D’Ascq.

Logo aos 5 minutos, em escanteio cobrado, a defesa visitante rebateu para o meio e o senegalês Gueye bateu com felicidade, rasteiro, de peito de pé. Como o goleiro estava com a visão encoberta, ninguém impediu o curso da bola rumo à rede: 1 a 0.

O segundo viria ainda no primeiro tempo. Aos 30 minutos, cruzamento na medida do capitão Debuchy, pela direita, encontrou a testada com a marca do centroavante de Tulio de Melo, corroborando a ótima fase do brasileiro. A etapa final começou com poucas chances agudas e cantoria da torcida do líder do Campeonato Francês, sorrindo à toa com seu Lille Olympique Sporting Club.

Maas… nos minutos finais, veio o castigo do PSV. Bouma e Toivonen, em jogadas aparentemente fortuitas, decretaram a igualdade no marcador com gols aos 38 e 39 minutos do segundo tempo. Agora, o Lille vai ter que buscar a vitória em Eindhoven, em interessante teste para o atual melhor time da França em âmbito doméstico.

lille_psv_tulio_ap

Túlio em um dos seus pontos fortes: o cabeceio (AP)

A nota triste do dia em Lille foi o vandalismo de torcedores do PSV, reprimido por policiais, que entraram em confronto com os baderneiros e prenderam 30 deles. Lamentável o que fazem com o nosso futebol!

*Sim, havia malucos sem camisa na torcida. O que eles teriam bebido?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 18 de janeiro de 2011 Copas francesas | 20:25

Montpellier desbanca PSG e decidirá Copa da Liga

Compartilhe: Twitter

Pois é, não deu o favorito na primeira semifinal da Copa da Liga Francesa. Depois de 120 minutos de jogo, Montpellier 1 x 0 Paris Saint-Germain. Quem mandou Kombouaré tirar Nenê, né mesmo?

O MHSC alinhou diante de sua torcida no Stade de la Mosson com Pionnier; Bocaly, Yangambiwa, El-Kaoutari e Jeunechamp;  Belhanda, Marveaux e Estrada; Camara, Giroud e Aït-Fana. O PSG tinha Coupet; Jallet, Armand, Sakho e Tiéné;  Makelele, Chantôme e Nenê; Giuly, Erding e Hoarau.

O time visitante começou melhor, mas o anfitrião equilibrou as ações ofensivas ainda no primeiro tempo, terminando os 45 minutos iniciais com maiores chances de gols, empolgando seus torcedores no estádio. No duelo dos atacantes Hoarau e Giroud, o primeiro foi mais participativo, mas não conseguiu a eficiência essencial para os homens-gol fazerem a diferença.

O segundo tempo voltou na mesma toada, e à medida que o tempo passava, o nervosismo se acrescentava como ingrediente a tornar o jogo ainda mais interessante. O problema foi Antoine Kombouaré tirar Nenê e colocar Clement aos 25 minutos. Francamente, heim… Depois ele colocou Maurice no lugar de Erding. No Montpellier, René Girard também tentou alterações. Mas o que mexeria mesmo com a partida seria a expulsão de Chantôme, aos 43 minutos, pelo segundo cartão amarelo.

A prorrogação prometia em termos de emoção, e não foi diferente. Mesmo fechadinho, o Paris era perigoso nos contra-ataques. Hoarau, por exemplo, perdeu uma chance incrível de frente para Pionnier. Aí apareceu o “quem-não-faz-toma”: aos 12 do 2º tempo do tempo extra, Dernis cruzou da direita na cabeça de Giroud, que nem precisou saltar para, com um leve desvio, mandar a bola para o canto de Coupet, que nem tentou a defesa. No sufoco, o PSG ainda conseguiu acertar a trave. Mas trave não é gol, e a trupe parisiense teve de deixar o gramado de cabeça baixa.

Amanhã, o Montpellier conhece seu adversário na final: Auxerre ou Olympique de Marselha, que se enfrentam a partir das 17h45. A decisão será, como sempre, no Stade de France, no dia 23 de abril. 

Veja fotos da partida no La Mosson:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última