Publicidade

Posts com a Tag Karembeu

segunda-feira, 20 de abril de 2015 Ex-jogadores, Extracampo | 23:12

12º Jogo contra a Pobreza e 6º aniversário do blog

Compartilhe: Twitter

 No último dia 17 completamos, eu e esta página, 6 anos de vida internética ininterrupta! Obrigado a todos que passaram por aqui, seja uma, 7 ou 70 vezes, e especialmente aos que ainda não nos abandonaram!! 😛

Falando em aniversário nos lembramos de festa, o que vemos no futebol quando há jogos beneficentes e descontraídos entre jogadores da atualidade e do passado, por exemplo. Como hoje, no 12º Match Against Poverty, organizado por Zinedine Zidane e Ronaldo Fenômeno. Os amigos dos ex-craques jogaram contra os atletas e veteranos do Saint-Etienne, justamente no estádio Geoffroy-Guichard, casa dos Verts.

E os “ASSE All Stars” fizeram bonito contra os amigos de Zizou e R9, também chamados de time da United Nations Development Programme (UNDP), braço da ONU que tem o francês e o brasileiro como embaixadores. Com alguns jogadores em atividade na equipe, o que evidentemente lhe deu mais gás na segunda metade do segundo tempo, venceram de virada por 9 a 7 com gols de Aubameyang (3), hoje atacante do Borussia Dortmund, Mollo (2), meia do elenco atual, Battles (2), meia aposentado em 2012, Feindouno, meia guineense ainda em atividade, e o brasileiro Alex Dias, que parou em 2012 mas voltou este ano, no interior de SP.

map

 Clique sobre a foto para visualizá-la sem esse embaço

Aliás, acompanhando a partida pelo Twitter, com as postagens da hashtag #MAP2015, deu para perceber o saudosismo dos torcedores do Sainté em relação a Dias, que marcou um belo gol de virada e comemorou imitando uma pantera, como fazia nos bons tempos defendendo o clube (teve duas passagens, 1999 a 2001, e 2002 a 2003). Um chegou a sugerir que, no final da temporada, o ASSE troque o atual centroavante Erding por ele…

Assim como no tempo em que destruíam defesas adversárias, Ronaldo se destacou em gols, com três, e Zidane em passes açucarados. Os franceses Trezeguet e Djorkaeff, além de Seedorf e Jay Jay Okocha, nigeriano que passou pelo PSG, foram os outros goleadores da equipe dos embaixadores. Também estiveram em campo Barthez, Abidal, Karembeu, do lado visitante, além de Janot, ex-goleiro stephanois, e Zouma, zagueiro revelado pelo clube verde e hoje no Chelsea.

A beneficência do jogo foi que dois terços da arrecadação se destinaram a famílias de vítimas do Ebola na África, e o terço restante para a fundação do Saint-Étienne. Assista a todos os 16 gols da partida neste vídeo.

Ah, amanhã tem Barcelona x PSG, belo programa prum feriado! E na quarta, menos badalado mas tão importante quanto, Monaco x Juventus, também pela Liga dos Campeões da Europa.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 28 de fevereiro de 2015 Ex-jogadores, Seleção francesa | 17:18

O que fazem os campeões do mundo hoje?

Compartilhe: Twitter

Em 1998, pela primeira (e única) vez uma Copa do Mundo acabou com a França. Onde estão atuando aqueles jogadores atualmente?

Fabien Barthez (goleiro titular): Era diretor esportivo do Luzenac até setembro passado, quando saiu depois que a Federação Francesa de Futebol se negou a autorizar a ascensão do clube para a Ligue 2.

Laurent Blanc (zagueiro titular, fora da final por expulsão na semifinal): Treinador do Paris Saint Germain desde 2013.

Alain Boghossian (meia reserva): Consultor para TV da Eurosport França. Já foi assistente técnico da seleção francesa durante a passagem de Blanc como técnico bleu.

Vincent Candela (lateral-direito e esquerdo reserva): Participou recentemente do programa “Dancing with the Stars” na TV italiana. Tem investido em vários restaurantes na Italia.

Lionel Charbonnier (goleiro reserva): É técnico do Istres, que caiu para a terceira divisão no ano passado.

Marcel Desailly (zagueiro titular, embora também tenha se destacado na carreira como volante. Foi capitão uma vez, na ausência de DD): É consultor para as emissoras de TV francesas Canal+ e Al Jazeera Sport, e segue presente no mundo da publicidade (no site do L’Equipe vc costuma vê-lo em banners animados…)

Didier Deschamps (volante titular e capitão da campanha): É “somente” o técnico da seleção francesa. Antes, passou pelos bancos do Olympique de Marselha, Mônaco e Juventus-ITA, depois de uma vitoriosa carreira de jogador que incluiu passagens por OM e Juve, inclusive.

Bernard Diomède (ponta-esquerda reserva): É presidente da academia que leva seu nome em Issy-les-Moulineaux, uma associação que combina futebol e educação.

Youri Djorkaeff (meia titular)É presidente do Décines, clube que fica nos subúrbios de Lyon. Também é proprietário de um restaurante em Nova York.

Christophe Dugarry (atacante reserva): É consultor do Canal+ francês.

Líderes do elenco vencedor, Blanc e Deschamps se tornaram os técnicos mais de ponta dentre aquele grupo de jogadores

Líderes do elenco vencedor, Blanc e Deschamps se tornaram os técnicos mais de ponta dentre aquele grupo de jogadores

Stéphane Guivarc’h (atacante titular. Não marcou gol): É vice-presidente executivo e treinador do seu primeiro clube amador, o US Trégunc. Paralelamente, trabalha em uma empresa onde vende piscinas.

Thierry Henry (atacante que começou titular e terminou reserva de Karembeu): Recém-aposentado, como maior artilheiro da história da seleção. É consultor para a TV britânica na Sky Sports e disse recentemente que pretende se preparar para virar treinador no futuro.

Christian Karembeu (volante que ganhou a titularidade de Henry): É Embaixador Estratégico em Relações Internacionais do Olympiakos-GRE, onde jogou de 2001 a 2004.

Bernard Lama (terceiro goleiro): É treinador do UD Montjoly, da Guiana Francesa, e da própria seleção da Guiana!

Frank Leboeuf (zagueiro reserva que substituiu Blanc na final): É consultor para a emissora francesa TF1 e também… ator. Esteve no filme “A Teoria de Tudo”, sobre a vida de Stephen Hawking (é o médico que diz à esposa dele que a traqueostomia deixá-lo-ia sem voz), concorrente ao Oscar deste ano. Aliás, uma bela história essa película!

Bixente Lizarazu (lateral-esquerdo titular): É consultor para a emissora de TV francesa TF1 e tem seu próprio programa na rádio francesa RTL. Depois do futebol, partiu para o jiu-jitsu e não fez feio, sendo até campeão europeu em 2009.

Emmanuel Petit (volante titular): É consultor nas emissoras públicas da France Télévisions.

Robert Pires (meia reserva): Após acabar seu contrato com o FC Goa na Liga da India, voltou para a Europa, com a esperança de encontrar uma oportunidade para seguir atuando. Sim, é o único ainda jogador!

Lilian Thuram (lateral-direito titular): É o fundador e presidente da Fundação para a Educação Lilian Thuram contra o racismo.

David Trezeguet (atacante reserva): Anunciou a aposentadoria no mês passado, tendo anunciado que seria uma espécie de embaixador da Juventus da Itália, onde mais se destacou, na América do Sul, ajudando na prospecção de talentos.

Patrick Vieira (volante reserva): Aposentou-se no Manchester City em 2o11 e segue no clube, agora gerenciando a formação de atletas (CT e categorias de base).

Zinedine Zidane (não precisa relembrar, né?): Foi manager, assistente técnico do Real Madrid e agora dirige o Castilla (Real Madrid B), além de ser consultor ocasional para o Canal + França.

Adaptado deste post do blog em espanhol Futbol desde Francia

Para saber mais sobre o desempenho francês na campanha do título de 98, uma página com vários dados é a da Wikipedia francesa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 24 de maio de 2011 Extracampo | 21:35

Campeão Lille dá as cartas entre os melhores da temporada

Compartilhe: Twitter

Tava na cara, tanto que acertei o melhor jogador e o melhor treinador da temporada na França, na 20ª edição da premiação da UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais, o sindicato da classe boleira): Eden Hazard e Rudi Garcia, claro, representando o mais eficiente clube da Ligue 1 2010/2011. O meia belga do Lille, eleito a maior revelação de 2009 e 2010 (Dúvida: no segundo ano o cara ainda pode ser considerado revelação?), faz história por ter sido o jogador mais jovem a ganhar o principal prêmio da organização. 

Desta vez, o troféu revelação ficou para o selecionável zagueiro Mamadou Sakho, do Paris Saint-Germain, e o de goleiro foi para Steve Mandanda, do vice-campeão Olympique de Marselha. A ofensivíssima seleção da Ligue 1, com quatro jogadores do LOSC Métropole, foi composta por:

garcia-et-hazard_ff

Eden e Rudi, pequenos apenas nos nomes, com seus troféus (France Football)

Steve Mandanda (O. Marseille); Anthony Reveillère (Lyon), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Taye Taiwo (NIG – Marseille); Yann M’Vila (Rennes), Eden Hazard (Lille) e Nenê (PSG); Gervinho (CMA – Lille), Kévin Gameiro (Lorient) e Moussa Sow (SEN – Lille).

Não empolga a nenhum de nós, mas como melhores árbitros foram escolhidos Anthony Gautier, Clément Turpin (destaque do ano de 2010 segundo a France Football) e Nicolas Pottier.

Ligue 2
Acertei de novo: melhor jogador para Sebastian Ribas (Dijon) e melhor técnico para Bernard Casoni, do Evian. O time-base da segunda divisão reúne:

Benoît Costil (Sedan); Sébastien Corchia (Le Mans), Grégory Cerdan (Le Mans), Benjamin Genton (Le Havre) e Cédric Fabien (Boulogne-sur-Mer); Romain Alessandrini (Clermont Foot), Olivier Sorlin (Evian Thonon-Gaillard), Rudy Haddad (Châteauroux) e Benjamin Corgnet (Dijon); Sebastian Ribas (Dijon) e Sloan Privat (Clermont Foot). Boas opções para os times da elite, heim…

Mulheres e homenagens
Entre les femmes, errei: deu Elise Bussaglia, do Paris Saint-Germain. Houve troféus de honra em homenagem a Just Fontaine (maior artilheiro de uma única edição de Copa, com 13 gols em 1958), Michel Hidalgo (técnico da França campeã europeia em 1984), Philippe Piat (sem distinções como ex-jogador, mais é presidente da UNFP desde 1969!) e Sylvain Kastendeuch (um ex-atleta um pouco melhor, jogou no Metz e defendeu os Bleus no fim dos anos 80. Mas é co-presidente do sindicato da categoria, entendeu?).

O público ainda votou e elegeu a equipe símbolo dos (últimos) 20 anos da UNFP, com nomes marcantes, como os vários campeões mundiais em 1998: Fabien Barthez; Christian Karembeu, Lilian Thuram, Laurent Blanc e Bixente Lizarazu; Patrick Vieira (ainda joga), Robert Pirès (a.j.), Franck Ribéry (a.j.) e Zinédine Zidane (ainda brinca e detona); Jean-Pierre Papin e Pedro Miguel Pauleta. Técnico: Didier Deschamps. Timaço, né não?

Você também pode se interessar por:

> Nasri e Nenê são reconhecidos entre os melhores de 2010

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 10 de março de 2011 Brasileiros na França, Extracampo, Francês da 1ª divisão, Franceses no mundo, Torneios europeus | 00:15

Apanhado

Compartilhe: Twitter

Como me ausentei nos últimos dias por causa do Carnaval, passo brevemente pelos fatos recentes que merecem registro:

>> Lille e Rennes, quem diria, abriram vantagem na corrida pelo título do Campeonato Francês. O primeiro venceu um concorrente direto dos dois, o Olympique, arrancando um 2 a 1 nos acréscimos (com Frau, aproveitando cruzamento de Emerson). O segundo também ganhou fora de casa, do Montpellier, 1 a 0. Quem bobeou foi o PSG, caindo diante do Auxerre, que não vencia há 16 partidas… Melhor pro Lyon, que atropelou o Arles (5 a 0), com triplé de Lisandro e gol de Michel Bastos. O Bordeaux não decepcionou: 3 a 1 no Brest.

* Classificação: Lille e Rennes lideram com 49 pontos, seguidos por Olympique de Marselha e Lyon, com 45, e PSG, com 44. Veja tabela completa

lille_marselha_ap

Olha quem continua no topo da Ligue 1: os Dogues. Mas não estão sozinhos... (AP)

>> E o Brandão, heim? Se meteu em um enrosco, chegou a ser até preso, mas já está em liberdade. Dois dias depois da derrota do Marselha, da qual participou, foi acusado de estupro por uma moça de 23 anos. Primeiro ela disse que o brasileiro a violentou no carro no último dia 1º, quando a levava para casa após saírem juntos de uma casa noturna em Aix-en-Provence, o que gerou a detenção e a investigação que envolveu depoimentos de jogadores do Olympique. Depois, porém, ela retirou a acusação, o atacante foi solto no dia seguinte, mas continuará respondendo ao processo. Ele não nega que saiu com a dita cuja e os dois tiveram relação sexual. Só que ela diz que foi forçada e ele, consentida. Dá a pinta de que ela exagerou na história porque ficou p… com ele por algum motivo que desconhecemos, não?

>> Notícia triste de bastidores nesta quarta-feira: depois de 15 anos, foi rompido o enlace matrimonial entre Christian Karembeu, ex-jogador e campeão do mundo em 1998, com a modelo eslovaca Adriana Karembeu, loiríssima que já arrancou suspiros por aqui outrora. Diz o espanhol Mundo Deportivo que a iniciativa foi dela, cansada da superexposição do casal na mídia e, especificamente, de fotos delas com outros homens cotados como supostos amantes. Agora é torcer para que ela continue como embaixatriz da Federação Francesa de Futebol.

>> Dois zagueiros franceses viveram sortes opostas nas oitavas da Liga dos Campeões. Na terça-feira, Phillippe Mexès foi expulso ainda no primeiro tempo e naufragou, com a Roma, diante da brasileirada do Shakhtar Donetsk. Nesta quarta-feira, William Gallas salvou em cima da risca um gol quase feito por Robinho, com Gomes já batido, e ajudou o Tottenham a eliminar o poderoso Milan, que teve em Mathieu Flamini uma cópia do jeito Gattuso de entrar duro demais pra cima dos adversários e sem eficiência, lamentavelmente…

tottenham_milan_gallas_salva_ap

Saaaalva Gallassss! E os Spurs alcançam as quartas pela 1ª vez na Champions (AP)

>> As oitavas de finais da Liga Europa têm os confrontos de ida nesta quinta-feira. O representante francês na parada é o Paris Saint-Germain, que encara o Benfica às 17h05 de Brasília. O jogo em Portugal terá transmissão da ESPN HD (aaahhh…) e também da RedeTV! (êêê!) ao vivo.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011 Brasileiros contra a França, Seleção francesa | 19:53

France 1 x 0 Brésil! Mais uma vitória, lance a lance

Compartilhe: Twitter
Toma fôlego, Karim, que a comemoração é pra lá de justificada (AP)

Toma fôlego, Karim, que a comemoração é pra lá de justificada, amigo! (AP)

Tabu mantido há 19 anos! Não foi o mais justo, mas foi bem compreensível.

Na primeira etapa, o Brasil foi claramente melhor até a expulsão (besta do ponto de vista do jogador, acertada da parte do juiz) de Hernanes. Antecipou a marcação pro campo francês, criou dificuldades pros Bleus atacarem e rapidamente chegava à grande área adversária. A destacar nos anfitriões, mais a força nos desarmes do que as poucas oportunidades de gol.

(Parêntese: Dizer que Benzema “cavou” a expulsão de Hernanes, como fez Milton Neves, e que o juiz não daria vermelho se quem desse a voadora fosse um francês, como fez Júlio César, é demais heim…)

Com um a mais, os franceses se animaram e foram recompensados com um gol logo no alvorecer da etapa complementar, em ótima jogada de Ménez e oportunismo de “Benzebut” (by Filipe Papini). A confiança mudou de lado, com o time europeu conseguindo criar novas chances e controlando o jogo, dando poucas chances pro Brasil atacar. A partida então permaneceu morna na maior parte do tempo, mesmo com as alterações efetuadas, com uma ou outra oportunidade mais aguda pra ambos os lados.

No fim das contas, a França fez mais faltas, jogou menos bonito e deu sorte por ter tido mais cabeça e eficiência. Que os torcedores, a imprensa e principalmente Laurent Blanc não se iludam…


>> Veja a cronologia dos principais lances no Stade de France:

 
1º tempo

1 min – Daniel Alves arrisca da intermediária. A bola pinga na frente de Lloris, que tem dificuldade para defender em dois tempos
2 min – Robinho leva carrinho de Rami perto do bico da grande área. Hernanes levantou na área e o Brasil ganhou escanteio. O Brasil começa apertando a marcação e roubando a bola no campo adversário
5 min – A França consegue tocar bola no campo de ataque, mas Malouda chuta fraco e torto da intermediária
8 min – Lindo passe de Gourcuff para Benzema, colocando o atacante em ótimas condições para finalizar na entrada da área. O chute cruzado passa perto da trave de Júlio César

Ao menos nisso o Brasil nunca perde... (Mowa Press)

Ao menos nisso o Brasil nunca perde... (Mowa Press)

12 min – Elias rouba bola de Malouda, serve Pato e o atacante chuta colocado com perigo, um pouco acima do travessão
15 min – Malouda arranca bem, mas tromba com André Santos e perde a bola. O francês se machuca após o lance, aparentemente sentindo o rosto, porém volta pro jogo
17 min – Pato dribla Rami em contra-ataque brasileiro e sofre falta na altura da intermediária. Na cobrança de falta, a barreira desvia para escanteio a batida de Dani Alves
19 min – O Brasil tem mais posse de bola e cria mais jogadas ofensivas a partir de rápidos toques
22 min – Dani Alves dribla Alou Diarra, por baixo das pernas, e é obstruído pelo capitão gaulês
24 min – 63% de tempo de bola pros visitantes, que parecem em casa nesse quesito. Mesmo assim, a torcida faz festa com a “ola” e constantes manifestações
27 min – A defesa francesa tem muita dificuldade para levar a bola adiante, em função da adiantada marcação sul-americana. Se o ataque brasileiro tivesse mais capricho, já poderia ter aberto o placar
29 min – Bola na área brasileira, desvio de cabeça passa por cima do gol de Julio Cesar, com perigo
32 min – Sagna chega duro sobre André Santos, que fica caído, e leva advertência verbal
34 min – Belo lançamento de Alves para Pato, que não contava com a falha de Rami no cabeceio e deixou sair
35 min – Nova roubada brasileira, Robinho tem condições de ajeitar e disparar na meia-lua da área. O tiro sai rente ao travessão de Lloris
36 min – Gourcuff cobra falta na área muito fechada no primeiro pau, direto para as mãos do arqueiro brasileiro
38 min – Chutão na defesa brasileira encontra Pato na lateral, mas o contra-ataque é desarmado por ótima intervenção “carrinhística” de Mexès
*39 min – Benzema recebe de costas pro gol, na intermediária, chapela Lucas, tenta chapelar Hernanes de joelho e leva um chute de sola na lateral do peito. Vermelho pro brasileiro da Lazio, inconsequente num lance totalmente sem perigo!
42 min – Menez arranca em direção à linha de fundo e bate cruzado com perigo na direção da área. Julio Cesar faz ponte para espalmar
43 min – A França sente o bom momento e se empolga, mas para sorte brasileira a primeira etapa está acabando
46 min – Wolfgang Stark aponta o centro de campo, diz o galvânico

2º tempo

0 min – Times voltam sem substituições
2 min – Benzema recebe cruzamento de Malouda, sozinho, mata no peito e bate forte. A bola explode no peito/mão de David Luiz e o Brasil se safa
6 min – David rouba bola, avança no campo de ataque e serve Pato. O atacante tenta passar “por cima” do zagueiro francês e a bola sobra para Lloris
**9 min – Ménez arranca belo lado direito do ataque, passa por Robinho e André Santos, vai à linha de fundo e cruza rasteira. A bola passar por Julio e acha Benzema perto do segundo pau. O camisa 10 só empurra pras redes e corre pro abraço, 1 a 0!
10 min – Outra jogada pela direita do ataque gaulês, Sagna cruza, Gourcuff disputa com brasileiro no alto, ela cai na cabeça de Benzema. A testada iria pro gol não fosse a excelente espalmada de Julio Cesar
12 min – Ménez sente o momento favorável, dribla bonito e sofre falta perto do bico da área
13 min – O Brasil troca: Jadson substitui Renato Augusto, desaparecido no 2º tempo
15 min – Benzema chuta cruzado, dentro da área, pelo chão, e Julio Cesar rebate com a perna
15 min – A França troca: sai M’vila, vem Diaby
17 min – Escanteio pro Brasil, David Luiz ganha por cima mas cabeceia muito longe do gol
19 min – Mexès breca contra-ataque com falta em Pato. Robinho reclama demais pedindo amarelo pro francês que ele mesmo é advertido com o cartão
21 min – Ménez erra lance e, na saída brasileira, chega forte em carrinho pra cima de David. Amarelo pro romanista
23 min – Blanc mexe de novo: Menez, recém-amarelado, deixa o jogo para a entrada de Rémy
24 min – Mano idem: Sandro vem, Robinho vai
25 min – Inversão na posse de bola: França 51%, Brasil 49%
28 min – Benzema parte em velocidade pela esquerda, chega à entrada da área e tenta cruzar no segundo pau. A bola faz curva na direção do gol e quase trai Julio Cesar
31 min – A França segura a bola no campo de defesa até irritar a torcida
32 min – Em ultrapassagem pela esquerda, André Santos chega chutando cruzado rasteiro. Pra sorte de Lloris, Pato não consegue acompanhar o lance
36 min – Brasil toca a bola na defesa sem conseguir chegar a ataque
38 min – Após desarmar perigoso ataque brasileiro pelo meio, a França chega com Benzema, que faz boa jogada pela esquerda mas escorrega na hora de cruzar e manda longe
39 min – Hulk substitui Pato no Brasil
40 min – Cabaye e Gameiro substituem Gourcuff e o ovacionado Benzema no Stade de France
43 min – André, o novo Girondino de Bordeaux, está em campo. Elias, não mais
44 min – Hulk recebe pelo passe na área de Jadson, mas dominou errado e a bola ficou mais para Lloris, que abafou na dividida
47 min – Rémy puxa contra-ataque, entra na área e chuta cruzado. Com Gameiro longe, Julio Cesar só acompanha a bola sair
48 min – Acabooou!

Karembeu, o pé-quente Zidane e uma senhora distinta

Karembeu, o pé-quente Zidane e uma senhora distinta

FICHA TÉCNICA – FRANÇA 1 x 0 BRASIL

Árbitro: Wolfgang Stark (Alemanha)
Assistentes: Jan Hendrik Salver e Detlef Scheppe (ambos da Alemanha)
Cartões amarelos: Ménez (França) e Robinho (Brasil)
Cartão vermelho: Hernanes (Brasil)

Gol: Benzema, aos 9 minutos do 2º tempo, para a França

FRANÇA: Hugo Lloris; Bacay Sagna, Philippe Mexès, Adil Rami e Eric Abidal; Alou Diarra, Yann M’vila (Abou Diaby), Yoann Gourcuff (Yohan Cabaye), Florent Malouda e Jérémy Ménez (Loïc Rémy); Karim Benzema (Kevin Gameiro). Técnico: Laurent Blanc

BRASIL: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos; Lucas, Elias (André), Hernanes e Renato Augusto (Jadson); Robinho (Sandro) e Alexandre Pato (Hulk). Técnico: Mano Menezes

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 7 de outubro de 2010 Extracampo | 11:52

Madame Karembeu, embaixatriz

Compartilhe: Twitter

A modelo eslovaca Adriana Karembeu não tem destaque no meio futebolístico francês apenas por ser esposa de Christian Karembeu, ex-jogador da seleção, desde 1998, ano do título mundial gaulês. Ela é também embaixadora do futebol feminino pela Federação Francesa de Futebol, desde março deste ano.

A função consiste em promover o esporte principalmente para as jovens francesas, incentivando-as a entrar para o universo futebolístico não apenas como jogadoras, mas também como árbitras, técnicas e dirigentes em longo prazo – o que é bacana, pois não mostra preconceito com a presença de mulheres na gestão do futebol. Na seção de futebol feminino do site da FFF, aparece a imagem que você vê abaixo.

Mesmo aos 39 anos, ainda é um belo chamariz essa embaixatriz!

A loiríssima Adriana Karembeu posa de jogadora da seleção francesa (FFF.fr)

A loiríssima Adriana Karembeu posa de jogadora da seleção francesa (FFF.fr)

Abaixo, o casal Christian (homem de sorte) e Adriana:

Christian e Adriana Karembeu

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 4 de março de 2010 Ex-jogadores, Extracampo, Seleção francesa | 20:48

Em vez de Domenech, a senhora Karembeu

Compartilhe: Twitter

Navegava eu pelo site da Federação Francesa de Futebol, à procura de notícias e novidades da seleção francesa, quando me deparei com uma fotografia de Adriana Karembeu, que você pode apreciar abaixo. A esposa do ex-volante Christian Karembeu, campeão mundial em 1998 pelos Bleus, será o destaque do sorteio das quartas-de-finais e semifinais do Challenge de France feminino, uma espécie de Copa da França para mulheres. Ela é modelo (sério??) e embaixatriz da Cruz Vermelha.

Como os seguidores da seleção francesa andam desapontados com os últimos resultados e naturalmente irritados com Raymond Domenech, vamos deixar essas coisas chatas um pouquinho de lado hoje, pode ser? Merci beaucoup!

Ela é tcheca, tem longas pernas e foi angel da Victoria's Secret. Vale né? (FFF)

Ela é tcheca, tem longas pernas e foi angel da Victoria's Secret. Vale né? (FFF)

 

Adriana e Christian, diferentes porém casados

Adriana e Christian, diferentes porém casados

Autor: Tags: , , ,