Publicidade

Posts com a Tag Kaká

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011 Brasileiros na França, Torneios europeus | 20:20

Lyon x Real Madrid: para manter a tradição?

Compartilhe: Twitter

Quase um ano atrás, o OL impunha ao time espanhol mais uma eliminação em oitavas de finais da Liga dos Campeões da Europa. Entretanto, por mais que o retrospecto seja animador para os franceses, que mantiveram a maior parte do time de então, a parada em 2011 se apresenta diferente. O primeiro pega é nesta terça, em Gerland, às 16h45 de Brasília.

Comandando o Real está agora José Mourinho, atual campeão da Liga e com números excelentes tanto na carreira como hoje em dia, como a invencibilidade em casa pelas equipes que treinou nos últimos 9 anos… E não podemos menosprezar o faro de gol de Cristiano Ronaldo, os dribles de Dí Maria, as assistências de Ozil, as possibilidades de um Kaká e até mesmo o Benzema reserva, que mesmo assim mete seus golzinhos…

Claude Puel declarou estar ciente de que o cenário se mostra mais complicado desta vez. Ainda mais sem poder contar com a experiência do centroavante argentino Lisandro López, fora de combate por lesão. O técnico lionês deve apostar em outro argentino, Cesar Delgado, também longe de ser um novato em Champions. As últimas vitórias na Ligue 1 mostram que o time tem qualidade, mas vai ser preciso sempre um algo a mais e/ou razoável sorte para deixar os merengues novamente pelo caminho…

michel_bastos_reuters

Michel Bastos, Cris e companhia estão diante de um velho novo rival na Champions (Reuters)

Prováveis escalações:

LYON: Lloris; Révéillère, Cris, Lovren e Cissokho; Toulalan, Källstrom, Gourcuff, Delgado e Michel Bastos; Gomis. Técnico: Claude Puel

REAL MADRID: Iker Casillas; Arbeloa, Pepe, Carvalho e Sergio Ramos; Lassana Diarra, Khedira e Xabi Alonso; Cristiano Ronaldo, Özil e Adebayor. Técnico: José Mourinho

Árbitro: Wolfgang Stark (ALE)
Auxiliares: Jan-Hendrik Salver e Mike Pickel (ambos ALE)

E aí, qual seu palpite para este jogo? Acho que dá 0 a 0…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011 Brasileiros contra a França, Copa do Mundo, Ex-jogadores, Seleção francesa | 17:55

France vs Brésil: História é o que não falta

Compartilhe: Twitter

Quarta-feira agora, cotidianamente conhecida como amanhã, as seleções masculinas de futebol de França e Brasil farão o 14º confronto desde sempre. A vantagem é ligeiramente brasileira: cinco vitórias, contra quatro francesas (21 gols canarinhos, 18 bleus). Foram quatro empates também, o que permite enxergar bastante equilíbrio no retrospecto.

Se bem que, nos últimos cinco embates, nada de vitória brasuca – a última foi há quase 20 anos, em 1992. De todos os participantes do jogão que se aproxima, cinco são os personagens que já disputaram um França x Brasil: Laurent Blanc, Eric Abidal, Alou Diarra, Florent Malouda e Robinho. O único francês que perdeu foi o técnico, quando era jogador, ainda no século 20…

Eis os duelos:

lequipe_13_07_1998

"Para a eternidade", sobre 12/07/1998 (Zidane, Djorkaeff e Petit na foto)

01/07/2006França 1 x 0 BrasilCopa do Mundo (Alemanha)
Apesar da desvantagem histórica, a última lembrança, entretanto, é doce para os europeus e catastrófica para os sul-americanos. A maestria de Zinedine Zidane e o gol de Thierry Henry em Frankfurt classificaram a França para a semifinal, mandando o Brasil de Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Kaká para casa na Copa. Quer rever os melhores momentos? Vídeo no pé do post! (com Galvão Bueno é mais gostoso…)

20/05/2004 – França 0 x 0 BrasilAmistoso (Saint-Denis)
Comemoração do centenário da Fifa, com os então campeões do mundo e da Europa em campo. Uniformes à moda antiga, pompa e circunstância, mas nada de gols, até porque Grégory Coupet foi muito bem.

07/06/2001Brasil 1 x 2 FrançaCopa das Confederações (Suwon, Coreia do Sul)
Semifinal do torneio ocorrido um ano antes do Mundial asiático. Pirés abriu o placar, Ramon empatou para a seleção de Emerson Leão (que tinha Leomar, Carlos Miguel, Robert e outros craques) e Desailly deu a vitória aos franceses.

12/07/1998 – França 3 x 0 BrasilCopa do Mundo (Saint-Denis) 
Eis que o mundo da bola conhece e reverencia Zizou – premiado, dias atrás, com o Laureus por sua carreira no esporte – autor de dois gols e vencedor de um duelo que não houve com Ronaldo, na época ainda Ronaldinho. Petit fechou o caixão do time do mestre Zagallo (veja o que o ex-volante faz da vida hoje). No último domingo, a edição impresa do L’Équipe relembrou o fato. O vídeo está lá no pé (tem Galvão? mas é claro!)

03/06/1997 – França 1 x 1 BrasilTorneio da França (Lyon)
Partida inaugural do mini-campeonato, que reuniu ainda Inglaterra (a campeã) e Itália. Roberto Carlos abriu o placar com aquela célebre bomba que fez uma impressionante curva para vencer Barthez. No segundo tempo, o empate veio com o obscuro Marc Keller, atacante que passou por clubes medianos nos anos 1990 e atualmente é dirigente do Monaco. Em seis jogos pelos Bleus, seu único gol foi aquele propiciado pelo rebote de Taffarel.
 
26/08/1992 – França 0 x 2 Brasil Amistoso (Parc des Princes, Paris)
Não me lembro deste jogo (tinha 10 anos na época…), nem achei vídeo no YouTube. Os Bleus, que tinham demitido Michel Platini do comando da equipe quase dois meses antes, foram comandados por Gerard Houllier, com Aimé Jacquet como preparador físico. O time já tinha os futuros campeões mundiais Blanc, Deschamps e Petit, assim como Papin e Ginola lá na frente. 

 
 

platini_alemao_86

Platini precedeu Zidane no posto de "francês mais odiado pelos brasileiros no futebol"

21/06/1986 Brasil 1 (3) x 1 (4) França Copa do Mundo (México)
Embora o estádio Jalisco tenha sido o principal palco do tricampeonato mundial em 1970, a última aparição canarinho por lá em Copas teve sabor amargo para a torcida brasileira: no duelo dos craques de então, Michel Platini deixou Zico para trás nas quartas-de-finais em Guadalajara, quando o Galinho perdeu pênalti, defendido por Joel Bats, que alteraria o placar de 1 a 1 no tempo normal e poderia ter evitado a posterior disputa por penalidades. Platini marcou o único gol sofrido pelo Brasil na Copa nos 90 minutos regulamentares. 
 
15/05/1981 – França 1 x 3 Brasil – Amistoso (Parc des Princes)
Zico, Reinaldo e Sócrates decretaram a vitória brasileira, com Didier Six descontando perto do final para os Bleus, que tinham Jean Tigana, hoje técnico do Bordeaux, naquele grupo.

01/04/1978 – França 1 x 0 Brasil – Amistoso (Parc des Princes)
Michel Platini decidiu aos 41 minutos do 2º tempo.
 
30/06/1977
 – Brasil 2 x 2 FrançaAmistoso (Maracanã, Rio de Janeiro)
Edinho e Roberto Dinamite deixaram os brasileiros em vantagem, mas Didier Six e Marius Trésor igualaram o placar final. Platini jogou os 90 minutos, assim como Bernard Lacombe, então atacante e posteriormente treinador e dirigente do Lyon.

28/04/1963França 2 x 3 BrasilAmistoso (Olympique des Colombes, Paris)
Os três gols brasileiros constam no currículo de um tal de Edson Arantes do Nascimento…

24/06/1958 – Brasil 5 x 2 FrançaCopa do Mundo (Suécia)
Just Fontaine, artilheiro do Mundial com incríveis 13 gols em 6 jogos (recorde até hoje), fez um dos gols franceses em Estocolmo. Raymond Kopa deu passe para os dois tentos gauleses. Mas Pelé, três vezes, Vavá e Didi arruinaram o sonho europeu de chegar à final. No YouTube dá para assistir a essa relíquia histórica, dividida em várias partes (procure por “World Cup 1958 Full Game Semifinal Brazil vs France”).

01/08/1930 – Brasil 3 x 2 FrançaAmistoso (Laranjeiras, Rio de Janeiro)
Primeiro duelo da história, vitória dos anfitriões de virada.

*Mais curiosidades sobre Brasil x França, como as comparações dos valores de passe de todos os jogadores convocados pro jogo de amanhã, você acha no blog Futebol em Números, do iG.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 25 de janeiro de 2011 Brasileiros contra a França, Seleção francesa | 22:54

France vs Brésil: A convocação "deles"

Compartilhe: Twitter

Aqui é Les Bleus, certo?

Pois bem: hoje o Mano chamou os manos pro jogaço do dia 9 de fevereiro, no épico Stade de France. Gostaria eu de ver Nenê na lista, comprovando rumores que ganharam a mídia recentemente, mas o meia do PSG, perto dos 30 anos, destoa do projeto de juventude para a Copa 2014 que o técnico já coloca em prática nas suas convocações. Pena, heim?

Ronaldinho Gaúcho talvez fosse chamado – retornou contra a Argentina, o primeiro dos rivais cascudões – se não tivesse voltado ao Brasil neste começo de ano, pois a relação brasileira descartou os jogadores daqui, ainda em começo de temporada. Kaká poderia ser lembrado, afinal voltou a disputar uma sequência de jogos no Real Madrid, mas parece ainda ser pouco para os critérios manísticos. Neymar não poderia, pois está com a seleção sub 20 e de lá correrá pra defender o Santos na estreia pela Libertadores. Melhor assim então…

Vamos aos nomes brasileiros, lembrando que a “nossa” convocação será anunciada por Laurent Blanc no dia 3, quinta da semana que vem, por volta das 11h de Brasília (em Paris, tão ou mais bonita e turística do que o Rio de Janeiro, palco do anúncio de hoje…):

GOLEIROS – Julio Cesar (Internazionale), Gomes (Tottenham) e Neto (Fiorentina)

LATERAIS – Daniel Alves (Barcelona), Rafael (Manchester United), André Santos (Fenerbahçe) e Marcelo (Real Madrid)

ZAGUEIROS – Thiago Silva (Milan), David Luiz (Benfica), Breno (Bayern) e Luisão (Benfica)

MEIO-CAMPISTAS – Lucas (Liverpool), Sandro (Tottenham), Elias (Atlético de Madrid), Ramires (Chelsea), Anderson (Manchester United), Hernanes (Lazio), Jadson (Shakhtar Donetsk) e Renato Augusto (Leverkusen)

ATACANTES – Robinho (Milan), Alexandre Pato (Milan), André (Dínamo de Kiev) e Hulk (Porto)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 Brasileiros na França, Copas francesas, Francês da 1ª divisão, Franceses no mundo | 23:59

Lyon e Bordeaux caem na Copa da França. E mais…

Compartilhe: Twitter

Desculpa pela demora em postar de ontem pra hoje, mas tô no meio do plantão de feriado (terça é niver de SP), com equipe reduzida mas afazeres não 

Na fase 1/16-de-finais, as zebras passearam. A começar na casa da tia Nice, né não Lyon? Com fogo amigo ainda, mais doloroso foi… Os Girondinos de Bordeaux também sentiram o gosto da decepção somada com a vergonha, assim como o Stade Brestois, eliminado por um rival amador, de quinta categoria divisão, forte no handebol, mas quase desconhecido no mundo estratificado do futebol – o glorioso Chambéry.

Veja os resultados:

Nice 1 x 0 Lyon – Clerc, ex-OL, marcou, depois de jogada construída por Mounier, ex-OL, na prorrogação
Agen (CFA2) 2 x 3 Paris Saint-GermainBodmer (ex-OL…), Luyindula (ex… adivinhe?) e Hoarau fizeram. Nenê deu duas assistências
 

Túlio de Melo é festejado pelos lilleanos (AFP)

Túlio de Melo é festejado pelos lilleanos (AFP)

Lille 1 x 0 Wasquehal (CFA2) – Túlio de Melo marcou o gol da classificação
Angers (L2) 1 x 0 BordeauxBoa organização defensiva fez com que a zebra se justificasse
Vaulx-en-Velin (DH) 0 x 2 RennesTettey e Brahimi
Nîmes (L2) 1 x 2 NancyJulien Féret fez os dois do ASNL
Chambéry (CFA2) 1 (4) x 1 (3) Brest – Os dois gols do empate saíram na prorrogação. Nos pênaltis, zebraça!
Fontenay-le-Comte (CFA) 0 x 1 Lorient – Autret marcou só no 2º tempo da prorrogação
Sochaux 2 x 1 Paris FC – Esse foi na sexta-feira
Clermont Foot (L2) 1 x 3 Reims (L2)
Sedan (L2) 0 x 1 Metz (L2) 
Strasbourg (Nat) 1 x 0 Evian TG (L2) 
Boulogne (L2) 0 x 1 Drancy (CFA) 
Nantes  (L2) 2 x 1 Raon-l’Étape (CFA) 
Cherbourg  (CFA) 0 x 1 Le Mans (L2) 
Quevilly (CFA) 1 (3) x 1 (5) Martigues (CFA) Lille

E como ficam as oitavas de finais, agendadas para 2 de fevereiro:

Martigues (CFA) x Paris-SG
Lille x Nantes (L2)
Rennes x Reims (L2)
Lorient x Metz (L2)
Nancy x Le Mans (L2)
Drancy (CFA) x Nice
Chambéry (CFA2) x Sochaux
Angers (L2) x Strasbourg (Nat)


Ligue 1

Malouda vence o goleiro do Bolton (Getty Images)

Malouda vence o goleiro do Bolton (Getty Images)

Também teve Campeonato Francês no “findi”. Mas apenas um jogo, que faltava para que todos, agora, tivessem o mesmo número de partidas disputadas. Adil Hermach, de voleio, e Toifilou Maoulida, aproveitando cruzamento de Grégory Sertic, definiram a vitória do Lens sobre o Caen.

Esse resultado nada interferiu nas 16 primeiras posições da tabela. Mas fez com que o Lens passasse o Caen, virando 17º e relegando o adversário para a 18ª e primeira posição na zona de rebaixamento. Então, ô se valeu… 


FfF
Agitada a seção Franceses fora da França, vou resumir:

Menez fez um golaço pela Roma, contra o Cagliari, no Italiano. Gingou em frente ao goleiro, que saiu pr’um lado e ele pelo outro, antes de rolar pro barbante.

Benzema marcou o gol da vitória do Real Madrid, contra o Mallorca, pelo Espanhol. Dias depois de Kaká ter pedido pra ele “fazer um pouco mais dentro de campo”…. (tomou?)

– Na goleada do Chelsea sobre o Bolton no Inglês, Malouda e Anelka balançaram as redes. Foi o nono gol de Florent na Premier League, igualando-se ao compatriota Nasri no top ten dos goleadores (e olha que os dois são meias…). Nicolas tem quatro gols a menos – precisa recuperar terreno, senhor 39!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010 Torneios europeus | 11:11

Lyon x Real de novo. Marselha pega Manchester United

Compartilhe: Twitter

Oitavas de finais da Liga dos Campeões e 1/16-avos da Liga Europa sorteadas nesta sexta-feira, com confrontos a partir de fevereiro de 2011. Aos franceses, ficou decidido:

Champions League

LYON
x REAL MADRID (Espanha)
Quarto duelo franco-espanhol em oitavas-de-finais da competição, com histórico totalmente favorável ao OL: passou pelos merengues em 2006, 2007 e 2010, na última edição da Liga, quando foi até as semifinais – aliás, há seis temporadas que o Madrid encalha nas oitavas do torneio… Nos seis jogos do confronto direto, o Lyonnais venceu três, empatou os outros três e jamais perdeu. Mas não convém se apoiar na freguesia e se esquecer de que o Real tem hoje um dos melhores times da Europa, um artilheiro em ótima fase, como o português Cristiano Ronaldo, e um treinador que sabe ganhar a Champions, o também lusitano José Mourinho, bicampeão com Porto (2003/2004) e Inter de Milão (2009/2010) – além da provável volta de Kaká em janeiro. Pelo que os madridistas vêm apresentando nesta temporada, a missão lionesa parece mais difícil que a marselhesa.

OLYMPIQUE DE MARSELHA
x MANCHESTER UNITED (Inglaterra)
Parada dura também para o OM, pois se o time inglês, se não é mais o avassalador de outrora, vem se mostrando consistente na temporada, a ponto de só ter perdido um jogo até aqui, quando atuou com os reservas na Copa da Liga Inglesa. Acabou de alcançar a liderança do Campeonato Inglês e se classificou na liderança do grupo C depois de quatro vitórias e dois empates na chave que continha Valencia (Espanha), Rangers (Escócia) e Bursaspor (Turquia). Penso que as chances do Olympique diante do tricampeão europeu passam essencialmente por uma vitória no jogo que abre a série, no Vélodrome. 

Demais confrontos das oitavas:

Bayern de Munique x Internazionale – reedição da última final
Barcelona x Arsenal – reedição da final de 2006
Chelsea x Copenhague
Tottenham x Milan
Shakhtar Donetsk x Roma
Schalke x Valencia

As partidas de ida das oitavas acontecem nos dias 15, 16, 22 e 23 de fevereiro. As de volta, em 8, 9, 15 e 16 de março. Em 18 de março acontece o sorteio das quartas de finais, encaminhando para as derradeiras fases.

Europa League
PARIS SAINT-GERMAIN x BATE BORISOV (Bielorrússia)
Bom para o vice-líder do Campeonato Francês, que comandou um difícil grupo J, deixando Sevilla e Borussia Dortmund para trás. Apesar do Bate ter feito campanha parelha ao primeiro colocado da chave E, ficando um ponto atrás do Dínamo de Kiev, o PSG tem tudo para se classificar, principalmente caso se adapte bem à baixa temperatura que encontrar na antiga república soviética, quando for jogar em Minsk, na ida. Confirmando o favoritismo, o Paris enfrentará o vencedor de Benfica (Portugal) x Stuttgart (Alemanha) nas oitavas, provavelmente numa disputa bem mais árdua.

LILLE x PSV EINDHOVEN (Holanda)
Complicado para o atual líder da Ligue 1, mas não impossível caso a lição de casa seja feita, creio eu, no jogo de ida. Se o time holandês impõe respeito pela campanha invicta no grupo I (4 vitórias e 2 empates), à frente de Metalist (Ucrânia), Sampdoria (Itália) e Debrecen (Hungria), a fase do LOSC também é positiva, principalmente pelas boas opções ofensivas, com jogadores de muita movimentação que podem fazer a diferença tanto no time titular quanto vindos do banco. O vencedor deste páreo encarará Sporting (Portugal) ou Rangers (Escócia) nas oitavas de finais, lembrando que o time de Lisboa liderou justamente a chave lilleana na competição.

Os jogos de ida dos 1/16-avos ocorrerão no dia 17 de fevereiro e os de volta, uma semana depois, dia 24. As partidas das oitavas serão dias 10 e 17 de março, com o sorteio das etapas finais no mesmo dia do da Champions, 18/03.

O que achou dos sorteios?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 27 de setembro de 2010 Torneios europeus | 22:47

Times e transmissões para terça na Champions

Compartilhe: Twitter

Chelsea x Olympique de MarselhaVT na ESPN Internacional, às 18h

Drogba, Lampard e Kalou desfalcam o time inglês. O capitão Taiwo deve superar Mamadou Niang como o jogador que mais defendeu o OM em torneios europeus – serão 53 jogos desde que chegou, em 2005, para substituir Bixente Lizarazu

CHELSEA: Cech; Ivanovic, Alex, Terry e Ashley Cole; Essien, Mikel, Ramires e Malouda; Anelka e Sturridge.
Técnico: Carlo Ancelotti

OLYMPIQUE DE MARSELHA: Mandanda; Azpilicueta, Diawara, Heinze e Taiwo; Edouard Cissé, Cheyrou e Lucho González; Rémy, Ayew e Gignac (Brandão).
Técnico: Didier Deschamps

Árbitro: Frank De Bleeckere (Bélgica)


*LIGADOSCAMPEÕES
LIGADOSCAMPEÕESLIGADOSCAMPEÕESLIGADOSCAMPEÕES*


Auxerre x Real Madrid
 – ESPN Brasil ao vivo, às 15h45, e VT na ESPN Internacional às 20h

Jelen, se recuperando de contusão, é dúvida no AJA, que não terá Mignot. De titular, o Real só não conta com Kaká mesmo.

AUXERRE: Sorín; Hengbart, Coulibaly, Grichting e Dudka; Ndinga, Langil, Birsa e Pedretti; Oliech e Jelen (Contout).
Técnico: Jean Fernández

REAL MADRID: Casillas; Sergio Ramos, Pepe, Ricardo Carvalho e Marcelo; Xabi Alonso, Khedira e Özil; Cristiano Ronaldo, Benzema e Higuaín.
Técnico: José Mourinho

Árbitro: Claus Bo Larsen (Dinamarca)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 2 de abril de 2010 Francês da 1ª divisão, Franceses no mundo | 07:02

O reserva mais caro do mundo

Compartilhe: Twitter

A "jóia" Henry em ação (AFP)

Na semana passada, a revista France Football – de cujo site sou “freguês” assíduo para alimentar este blog – divulgou as relações dos 20 maiores salários anuais do futebol mundial em três categorias: jogadores, técnicos e jogadores em atividade na Ligue 1 (Campeonato Francês da 1ª divisão). Além dos vencedores em cada quesito, o que chama a atenção, no caso do futebol francês, é a posição de Thierry Henry, capitão da seleção.

O atacante do Barcelona é dono do quinto maior salário global; como ele é bem mais reserva do que titular nas formações de Josep Guardiola, e os quatro primeiros Messi, Beckham, Cristiano Ronaldo e Kaká são titulares indiscutíveis (no caso do inglês, a referência é o Los Angeles Galaxy, não o Milan), podemos dizer que o Barça tem, no seu camisa 14, o reserva mais caro do mundo!

Não há outros franceses no top 20 dos jogadores endinheirados. O Barcelona, demonstrando ótima saúde financeira, mantém cinco jogadores neste rol! (Messi, Henry, Ibrahimovic, Puyol e Xavi). Os valores dos seis primeiros são:

1º. Messi (Barcelona) – 33 milhões de euros/ano
2º. Beckham (Los Angeles Galaxy) – 30,4 milhões
3º. Cristiano Ronaldo (Real Madrid) – 30 milhões
4º. Kaká (Real Madrid) – 18,8 milhões
5º. Henry (Barcelona) – 18 milhões
6º. Ronaldinho (Milan) – 17,2 milhões

No ranking dos técnicos mui bien remunerados, lista liderada novamente pelo português José Mourinho, que tomou o topo do brasileiro Felipão, o melhor francês é um que trabalha fora do país, Arsene Wenger. Ei-los: 

1º. José Mourinho (português da Internazionale-ITA): 13 milhões de euros/ano
2º. Roberto Mancini (italiano do Manchester City-ING): 12 milhões
3º. Luiz Felipe Scolari (brasileiro do Bunyodkor-UZB): 9,5 milhões
4º. Jurgen Klinsmann (alemão, ex-Bayern de Munique-ALE ): 9 milhões
5º. Fábio Capello (italiano da seleção da Inglaterra): 8,4 milhões
6º. Guus Hiddink (holandês da seleção da Turquia):  8 milhões
7º. Alex Ferguson (escocês do Manchester United-ING): 7,2 milhões
8º. Josep Guardiola (espanhol do Barcelona-ESP) : 6,5 milhões
9º. Arsene Wenger (francês do Arsenal-ING) : 6,3 milhões
10º. Louis Van Gaal (holandês do Bayern de Munique-ALE): 6 milhões

Entre os jogadores da Ligue 1, nada de meia ou atacante encabeçando a relação. É o zagueiro argentino Gabriel Heinze, do Olympique, que sucede a Karim Benzema, transferido do Lyon para o Real Madrid, no topo. Lyon e Marselha dominam os dez mais assalariados, com cinco e três posições cada, deixando o atual campeão francês Bordeaux para trás. E dois brasileiros, Cris e Michel Bastos, aparecem entre os primeiros. Veja:

1º. Gabriel Heinze, zagueiro (argentino do Olympique de Marselha) : 4,5 milhões de euros/ano
2º. Yoann Gourcuff, meia (francês do Bordeaux) : 4,4 milhões
3º. Lucho González, meia (argentino do Olympique de Marselha) : 4,3 milhões
4º. Cris, zagueiro (brasileiro do Lyon) : 4,2 milhões
5º. Lisandro López, atacante (argentino do Lyon) : 4,1 milhões
6º. Mamadou Niang, atacante (senegalês do Olympique de Marselha) : 3,8 milhões
7º. Kim Källström, lateral e volante (sueco do Lyon) : 3,7 milhões
8º. Claude Makélélé, volante (francês do Paris Saint-Germain) : 3,6 milhões
9º. Bafétimbi Gomis, atacante (francês do Lyon) : 3,5 milhões
10º. Michel Bastos, lateral e meia (brasileiro do Lyon) : 3,4 milhões

Agora, com base nisso tudo, eu te pergunto:

* Te parece justo o Barça pagar mais pelo reserva Henry do que pelo titular Ibra?
* Te parece justo que um zagueiro questionável como Heinze tenha o melhor salário do Francês? Se não, quem deveria assumir seu lugar?
* Algo mais nas listas acima te parece injusto?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 10 de março de 2010 Torneios europeus | 18:38

E o Lyon fez mesmo história no Bernabéu!

Compartilhe: Twitter

Os vencedores celebram, numa cena que o Real assiste há cinco anos (Reuters)

A prova de fogo começou da pior maneira possível para o Lyon: gol relâmpago do Real, com Cristiano Ronaldo e sua excelente média de gols na Liga dos Campeões (seis, em sete partidas). Os donos da casa cresceram, sufocaram por um tempo, e perderam grandes chances com Cristiano, Kaká (caçado fortemente por Cris num carrinho feio) e Higuaín, que numa delas driblou Lloris, tocou para o gol e preparou a comemoração enquanto a bola batia na trave e saía… A posse de bola foi 67% madrilenha no 1º tempo, que viu nove chutes a gol dos merengues e apenas um (para fora) dos lioneses. Que bom que o intervalo chegou, pensaram os franceses.

Para a segunda etapa, Claude Puel tirou o zagueiro Boumsong e o volante Makoun, colocando o lateral/volante Kallstrom e o zagueiro/volante Gonalons. Felizmente, o time melhorou e passou a controlar mais a bola, inclusive criando repetidas chances de gol. E foi numa delas que o empate viria, aos 30 minutos: Kallstrom acionou Delgado, que se aproximou da grande área, encontrou Lisandro, o argentino “fez o pivô” muito bem para a entrada de Pjanic, que dominou e chutou forte, sem chances para Casillas!

Precisando agora de dois gols, por causa do “fator fora de casa”, Manuel Pellegrini ousou tirar Kaká, que saiu xingando (a si? o técnico? a vida?), para a entrada de “Raúl Madrid”, na esperança da lenda viva o salvar. Puel queimaria sua última alteração aos 38, quando o brasileiro Ederson substituiu o bósnio Pjanic. Na base do desespero, o Real dava contra-ataques perigosos ao Lyon: em dois deles, Lisandro e Delgado apareceram na cara de Casillas, mas conseguiram perder! (ê, argentinada…). Apelando aos chuveirinhos, o time espanhol acabou por consagrar Lloris. No finalzinho, Cris e Raúl se estranharam, o brasileiro pegou a bola e a escondeu… Que leve pra casa, o Lyonnais fez história no Santiago Bernabéu!!

"Essa é pra você, Tubarão! É nóis!!", teria dito o bósnio Miralem Pjanic

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010 Brasileiros na França, Copas francesas, Torneios europeus | 11:59

Mais de terça, o que rolou na quarta e jogos de quinta

Compartilhe: Twitter

Sobre terça
Meus caros, lamento não ter tido tempo para escrever mais sobre Lyon x Real Madrid. Vi o jogo anteontem em casa, anotei umas coisas pra postar aqui, mas na quarta fiquei atolado de coisas no trampo. Enfim, foi legal ver um time de “operários”, com muita dedicação, batendo os galácticos. Kaká esteve apagado, Cristiano Ronaldo abusou de firulas desnecessárias e improdutivas, e Benzema pouco pôde fazer entrando no 2º tempo. Do outro lado, se faltou grande habilidade – os “estabanos” de Cris que o digam -, sobrou empenho e nomes como Delgado, por exemplo, sobressaíram. E o OL se mantém se perder para o Real!

A partida de volta acontece no dia 10 de março, uma quarta-feira, e um empate no Santiago Bernabéu classifica o Lyonnais para as quartas-de-finais da Liga dos Campeões da Europa. Antes, na semana que vem, o Bordeaux vai à Grécia pegar o Olympiacos no jogo de ida (dia 23, terça).

Sobre quarta
Falando em Bordeaux, os Girondinos golearam o Lorient ontem por 4 a 1, na semifinal atrasada da Copa da Liga Francesa, com dois gols de Wendell de novo! Nas últimas duas partidas, o brasileiro, que nem atacante é, soma quatro gols… O campeão francês fará uma bela final com o Olympique de Marselha, no dia 27 de março (um sábado), buscando o bicampeonato consecutivo e o tetra na história do torneio. O OM quer o título inédito para ele, mas deve ficar atento principalmente a Wendell, que, se não bastasse a ótima fase, marcou também na final da edição 2008/2009, nos 4 a 0 sobre o Vannes.

 A quarta ainda viu o encerramento das oitavas-de-finais da Copa da França, com o Lens vencendo o Brest por 2 a 1 na prorrogação, graças aos zagueiros Adil Hermach, marroquino, e Marco Ramos, português. As quartas (de-finais, não as feiras!), estão, portanto, definidas assim, no dia 23 de março (uma terça…feira):

Monaco (1ª) x Sochaux (1ª)  
Auxerre (1ª) x Paris-SG (1ª)  
Lens (1ª) x Saint-Etienne (1ª)  
Quevilly (4ª) x Boulogne (1ª)

Sobre quinta
Hoje começa a fase de mata-matas da Liga Europa, com 16 partidas de ida das 1/16-de-finais. O Lille recebe o turco Fenerbahce a partir das 16h, enquanto que o Olympique vai à Dinamarca encarar o Copenhague a partir das 18h05 (sempre no horário de Brasília). As partidas de volta acontecem na quinta que vem, dia 25.

O Trivela.com publicou uma análise sintética sobre os confrontos do torneio. Reproduzo aqui as dos times franceses, apesar do impronunciável “Kobenhavn” no lugar do inteligível “Copenhague”:

Lille x Fenerbahçe
O Lille chega à fase 16-avos de final depois de passar por um grupo que tinha o Genoa e o Slavia Praga. Com três vitórias, um empate e duas derrotas, ficou com o segundo lugar do grupo – o primeiro ficou com o Valencia. O destaque da equipe é o atacante marfinense Gervinho, autor de 16 gols da temporada (aí eu acrescento: o ataque é o ponto forte, pois além de Gervinho, Frau, Cabaye e Hazard chegam muito bem à frente)

O Fenerbahçe joga de forma consistente em um esquema 4-2-3-1, com dois volantes, três meias e um atacante. Na zaga, Fábio Bilica e Diego Lugano compõe o centro da defesa. Um dos volantes é Cristian, ex-Corinthians. O principal nome entre os meias é Alex, camisa 10 e capitão da equipe. André Santos, outro ex-Corinthians, joga como meia pelo lado esquerdo. Com a saída de Roberto Carlos, o jogador voltou a atuar como lateral esquerdo. O atacante mais à frente é Daniel Güiza, da seleção espanhola. O confronto tem certo equilíbrio, mas o Fenerbahçe é mais forte e deve se classificar.

Kobenhavn x Marseille
O Marseille entra no confronto com o dinamarquês Kobenhavn como amplo favorito. O time veio da Liga dos Campeões, em um grupo que tinha Real Madrid e Milan. Como terceiro colocado, o time teve sorte e acabou pegando uma das equipes menos cotadas desta fase da Liga Europa. A equipe francesa, porém, tem o desfalque do brasileiro Brandão, com lesão na virilha que o tira de campo por três semanas – incluindo os dois confrontos com os dinamarqueses.

O nome mais conhecido do Kobenhavn é Jesper Gronkjaer, 32 anos, meio-campo ofensivo da seleção dinamarquesa que vai à Copa do Mundo. O jogador é o camisa 10 e capitão da equipe. Pelo lado de Marseille, Lucho González é um dos jogadores importantes no meio-campo e Gabriel Heinze tem sido peça importante na defesa. O argentino, porém, está com uma lesão na parte posterior da coxa e é dúvida para o primeiro confronto.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 30 de setembro de 2009 Brasileiros na França, Franceses no mundo, Torneios europeus | 19:14

Madri, Bordeaux, Munique e Nicósia!

Compartilhe: Twitter
É para o lado do rótulo, Mandanda! (Reuters)

É para o lado do rótulo, Mandanda! (Reuters)

 

Foram quatro os palcos de jogos pela Liga dos Campeões onde os franceses se destacaram (ou não). Vamos a um por um:

Real Madrid x Olympique de Marselha
No primeiro tempo, poucas chances e nada de gols em Madri, o que era ótimo para o OM. Porém, no segundo, aos 12, o Real achou o caminho do gol com Cristiano Ronaldo, concluindo lançamento de Pepe. A parada não estava resolvida, até que Diawara entrou duro em Cristiano quando este invadia a área pela linha de fundo, aos 16. Foi na bola, mas só chegou a ela porque levou a perna do madridista junto! Os marselheses reclamaram com o português, que ficou chorando no chão, mas o fato é que Souleymane recebeu o segundo amarelo, foi expulso e o pênalti marcado. Kaká deslocou Mandanda e ampliou.

Deschamps trocou Fernando Morientes, bastante aplaudido pela torcida merengue (teve duas passagens pelo Real, entre 1997 e 2003 e 2004-2005) e colocou Brandão, “pra-quem-sabe-numa-bola-aérea”. Mas no primeiro ataque espanhol com um a mais, Benzema tabelou com Kaká e tocou com açúcar para Ronaldo só empurrar para as redes vazias: 3 a 0 com 21 minutos.

Aos 24, Cristiano deu lugar a Higuaín, visivelmente sentindo a perna direita, onde levou a pancada. Sentou no banco e já teve uma bolsa de gelo aplicada no local. Oito minutos depois, Kaká foi substituído por Raúl. Sentou do lado do portuga, que lhe contou uma piadinha. O brasileiro riu. O que mais esses caras podem querer na vida, né?

Antes do apito final, Mamadou Niang e Brandão tiveram chances em chutes fortes, mas apenas glorificaram Iker Casillas. Niang sairia aos 41, para a entrada de Hatem Ben Arfa. O meia até levou perigo, numa bola que passou por baixo de Casillas e quase entrou, mas nem o gol de honra veio. Com a surpreendente derrota do Milan para o Zurique, na Itália, o Marselha amarga a lanterna do grupo C.

Bordeaux x Maccabi Haifa
O que era muito fácil quase se complicou de vez, porque os Girondinos só conseguiram o gol e a vitória aos 38 minutos do segundo tempo, quando o zagueiro Michaël Ciani (?!) vazou os israelenses. Com o empate desses dois times aí debaixo, Bayern e Juventus, os Marine et Blanc colaram nos germânicos na ponta do grupo A, ambos com quatro pontos.

Bayern x Juventus
Em Munique, David Trezeguet jogou 73 minutos como titular do ataque da Juventus, mas não repetiu os gols das últimas duas partidas e deu lugar a Amauri. Franck Ribéry jogou os 90 minutos, mas o time alemão também não mexeu no placar.

APOEL Nicósia x Chelsea
No persistente Chipre (é a segunda vez que o país está representado na Champions, sem repetir o clube!), o time inglês não teve Didier Drogba, mas o faro de gol de Nicolas Anelka deu conta do recado. Após bela jogada de Juliano Belletti (!) na linha de fundo, aos 18 da primeira etapa, o francês concluiu de primeira, num lindo chute, o único que morreu no fundo das redes nos 90 minutos. Florent Malouda também participou do jogo.

>> Liga Europa, 2ª rodada
Como sempre imendando na Liga dos Campeões, a Liga Europa faz mais uma journée amanhã. Pelo grupo B, o Lille vai a Praga encarar o Slavia. Já o Toulouse recebe o belga Brugge em casa, pela chave J.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última