Publicidade

Posts com a Tag homenagem

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015 Extracampo, Francês da 1ª divisão | 12:45

Ano novo, líder novo e consternação nacional

Compartilhe: Twitter

2015 começou com mudança de liderança no Campeonato Francês: o Lyon passou o Marseille (42 pontos contra 41) depois da primeira rodada do ano, a 20ª da Ligue 1 2014/15.

O PSG ainda perdeu a terceira posição para o Saint-Etienne, 39 a 38.

Mas o que mais marcou os últimos dias em toda a França, ressoando no futebol profissional, foi o clima de consternação depois do atentado à revista Charlie Hebdo, em Paris.

Tanto que, ontem, a capital francesa viu a maior manifestação popular de sua história, com 4 milhões de pessoas nas ruas e praças. E os jogos da L1 tiveram uma profusão de minutos de silêncio, como o abaixo, em Bastia x PSG:

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 3 de julho de 2014 Extracampo | 19:36

Alagoano homenageia três ídolos franceses no seu nome!

Compartilhe: Twitter

Acho que, hoje no Brasil, há mais simpatizantes da Alemanha do que da França em se tratando de futebol. Isso por conta da repercussão das duas ligas, da força das seleções nos últimos anos, e porque os Bleus foram bem mais pedra no sapato brasileiro do que os germânicos nas Copas em que a canarinho fracassou.

Mesmo assim, vários brasileiros torcerão pra seleção francesa amanhã, contra a alemã pelas quartas de finais da Copa 2014 que define o adversário do Brasil em uma das semifinais se, é claro, a Colômbia for batida nesta sexta também. Assim como torcerá a família do garoto do exótico nome grifado na imagem abaixo…

O menino e seu pai, que o batizou assim (…), apareceram no início de uma reportagem do Bom Dia Brasil, da TV Globo, exibida hoje (clique aqui para assisti-la).

Zinédine Yazid Zidane é o nome completo Dele, é claro, Mestre Zizou, maior jogador francês da história. Thierry Hanry faz referência, obviamente, a Thierry Henry (o “Hanry” vem de como se pronuncia…), maior artilheiro bleu até hoje. E o Barthez antes do Eric homenageia, exatamente, Fabien Barthez, goleiro carequinha também campeão mundial em 1998, como os anteriores, e igualmente ícone dessa geração vencedora.

Gostos à parte, se todos gostamos da França, então vamos fortalecer a torcida! #Allez

-> Leia as últimas notícias francesas na Copa na página do iG Esporte

No twitter @obrunopessa, com a hashtag #leblogdufoot, tem mais informações e comentários meus sobre a França e a Copa ;)

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 24 de maio de 2011 Extracampo | 21:35

Campeão Lille dá as cartas entre os melhores da temporada

Compartilhe: Twitter

Tava na cara, tanto que acertei o melhor jogador e o melhor treinador da temporada na França, na 20ª edição da premiação da UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais, o sindicato da classe boleira): Eden Hazard e Rudi Garcia, claro, representando o mais eficiente clube da Ligue 1 2010/2011. O meia belga do Lille, eleito a maior revelação de 2009 e 2010 (Dúvida: no segundo ano o cara ainda pode ser considerado revelação?), faz história por ter sido o jogador mais jovem a ganhar o principal prêmio da organização. 

Desta vez, o troféu revelação ficou para o selecionável zagueiro Mamadou Sakho, do Paris Saint-Germain, e o de goleiro foi para Steve Mandanda, do vice-campeão Olympique de Marselha. A ofensivíssima seleção da Ligue 1, com quatro jogadores do LOSC Métropole, foi composta por:

garcia-et-hazard_ff

Eden e Rudi, pequenos apenas nos nomes, com seus troféus (France Football)

Steve Mandanda (O. Marseille); Anthony Reveillère (Lyon), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Taye Taiwo (NIG – Marseille); Yann M’Vila (Rennes), Eden Hazard (Lille) e Nenê (PSG); Gervinho (CMA – Lille), Kévin Gameiro (Lorient) e Moussa Sow (SEN – Lille).

Não empolga a nenhum de nós, mas como melhores árbitros foram escolhidos Anthony Gautier, Clément Turpin (destaque do ano de 2010 segundo a France Football) e Nicolas Pottier.

Ligue 2
Acertei de novo: melhor jogador para Sebastian Ribas (Dijon) e melhor técnico para Bernard Casoni, do Evian. O time-base da segunda divisão reúne:

Benoît Costil (Sedan); Sébastien Corchia (Le Mans), Grégory Cerdan (Le Mans), Benjamin Genton (Le Havre) e Cédric Fabien (Boulogne-sur-Mer); Romain Alessandrini (Clermont Foot), Olivier Sorlin (Evian Thonon-Gaillard), Rudy Haddad (Châteauroux) e Benjamin Corgnet (Dijon); Sebastian Ribas (Dijon) e Sloan Privat (Clermont Foot). Boas opções para os times da elite, heim…

Mulheres e homenagens
Entre les femmes, errei: deu Elise Bussaglia, do Paris Saint-Germain. Houve troféus de honra em homenagem a Just Fontaine (maior artilheiro de uma única edição de Copa, com 13 gols em 1958), Michel Hidalgo (técnico da França campeã europeia em 1984), Philippe Piat (sem distinções como ex-jogador, mais é presidente da UNFP desde 1969!) e Sylvain Kastendeuch (um ex-atleta um pouco melhor, jogou no Metz e defendeu os Bleus no fim dos anos 80. Mas é co-presidente do sindicato da categoria, entendeu?).

O público ainda votou e elegeu a equipe símbolo dos (últimos) 20 anos da UNFP, com nomes marcantes, como os vários campeões mundiais em 1998: Fabien Barthez; Christian Karembeu, Lilian Thuram, Laurent Blanc e Bixente Lizarazu; Patrick Vieira (ainda joga), Robert Pirès (a.j.), Franck Ribéry (a.j.) e Zinédine Zidane (ainda brinca e detona); Jean-Pierre Papin e Pedro Miguel Pauleta. Técnico: Didier Deschamps. Timaço, né não?

Você também pode se interessar por:

> Nasri e Nenê são reconhecidos entre os melhores de 2010

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 4 de junho de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 20:08

Merci, Juni!

Compartilhe: Twitter

Agora que ficou sem o seu principal jogador nos últimos anos e precisa correr atrás de retomar a hegemonia perdida para o Bordeaux, o Lyon tenta ir às compras. Nos próximos dias devem surgir novidades, sobretudo para as posições de meio-campo e ataque. Entre os nomes cotados, estão: Patrick Vieira (volante, Inter de Milão-ITA), Alexander Hleb (meia, Barcelona-ESP), Camoranesi (meia, Juventus-ITA), Mancini (meia-atacante, Inter de Milão-ITA), Lisandro López (atacante, Porto-POR) e Dzeko (atacante, Wolfsburg-ALE).

São todos atletas qualificados, que podem se encaixar muito bem no elenco lionês. Mas entre jogar bem e entrar para a história, como fez Juninho Pernambucano, a distância é enorme. Aproveito o ensejo (“ensejo” só existe por causa do verbo “aproveitar”) para publicar duas homenagens ao meia brasileiro em vídeo; a primeira, do site oficial do Lyon, e a segunda, de uma dupla senegalesa (!) que compôs uma música para o jogador (há trechos dela em português).

Antes dos clipes, dois agradecimentos e uma dica: Mário Monteiro, colega de iG Esporte, e Alexandre Massi, também blogueiro de esporte, obrigado por me passarem os vídeos! Quem quiser ficar bastante por dentro do que rola no e sobre o Lyon, visite o blog do Filipe Papini, Brasil Lyonnais

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 2 de junho de 2009 Seleção francesa | 18:29

Azar o seu, Domenech

Compartilhe: Twitter


Quem estaria na sombra do periclitante técnico da França? (AFP)

Hoje aconteceu o primeiro dos dois amistosos da seleção francesa na semana, em preparação para a sequência das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2010. O adversário foi africano, a Nigéria. O local foi Saint-Etienne, em casa. Mas o placar foi adverso: 1 a 0.

Acompanhando os melhores momentos da partida pelo tempo real da France Football, a conclusão é de uma apresentação apática do time de Raymond Domenech, que, se já não era bem “engolido” por lá, com um resultado desses volta para a corda bamba, depois de respirar com as duas salvadoras vitórias sobre a Lituânia nas Eliminatórias, em março. 

O treinador fez quatro alterações nos Bleus no decorrer do jogo. A França jogou com Mandanda; Fanni, Squilacci, Escudé e Evra; Vieira, A. Diarra (Toulalan, intervalo), Rémy e Ribéry (Govou, 25 do 2º); Anelka (Gourcuff, intervalo) e Benzema (Gignac, intervalo). Henry, com dores no joelho, foi poupado. Malouda, no banco, nem entrou. Eu xingaria também…

Mas quem se deu melhor foram os nigerianos, comandados pelo veterano atacante grandalhão Kanu, 32 anos, que começou cedo, infernizando o Brasil na semifinal olímpica de 1996 (Atlanta), e hoje anda no Portsmouth, da Inglaterra. Aos 32 minutos da primeira etapa, o rápido meia Ikechukwu Uche (do Getafe, da Espanha), grande destaque do amistoso, invadiu a área, bateu no canto e Mandanda teve a maior das más sortes: resvalou na bola, ela foi na trave, voltou em suas costas, rebateu de novo na trave (!) e sobrou para o atacante Akpala (do Bruges, da Bélgica) só empurrar para as redes.

Os únicos gestos admiráveis dos franceses foram a lembrança às vítimas do voo 447 da Air France (minuto de silêncio e tarja preta) e a homenagem aos 200 anos do nascimento de Louis Braille: os nomes dos jogadores estavam estampados, em suas camisas, na linguagem dos deficientes visuais. A semana de Domenech parece longa, afinal sexta-feira acontece outro amistoso, contra a Turquia. Serão os ares de Lyon, o palco da partida, mais amenos para ele? 

Se os selecionáveis franceses não abrirem os olhos, podem perder as passagens para a África do Sul (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 26 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 19:54

Fim do reinado lionês

Compartilhe: Twitter

E que uma coisa fique certa: a porta vai estar sempre aberta (AFP)

Tava na cara, no jeito de olhar e declarar há um bom tempo. Agora é oficial: Juninho Pernambucano pediu para sair do Lyon, ainda com futuro indefinido. Na Europa ele não fica, por respeito ao OL, e as possibilidades mais concretas, segundo sua assessoria de imprensa, são o mundo árabe (para não ter mais problemas financeiros na vida) e o Vasco (para retornar ao clube que o projetou internacionalmente).

A partida do sábado contra o Caen foi a última do jogador-símbolo da supremacia lionesa na França nos últimos sete anos, que por sinal está sendo quebrada nesta temporada, por Bordeaux ou Olympique de Marselha. Nem por isso a despedida da torcida foi menos gloriosa, pois a vitória veio (3 a 1) com gol de Pernambucano, justamente o 100º tento do brasileiro em 344 jogos pelo Lyon – sua média é de quase 1 a cada 3 partidas, excelente para um meio-campista. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, ele não jogará em Toulouse no próximo sábado, na derradeira rodada do Francês 2008/2009.

Abaixo, fotos da épica despedida do reverenciado Juninho no estádio Gerland (clique sobre elas para ampliá-las). Le Blog já trouxe sua homenagem a ele com um vídeo de golaços que você pode (re)ver CLICANDO AQUI (44 dos 100 gols foram de falta, sua especialidade).


Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 21 de maio de 2009 Brasileiros na França | 21:54

Antes de sentir saudade

Compartilhe: Twitter

Cada dia que passa, Juninho Pernambucano mostra que pode deixar o Lyon em breve. Não está certo que esta seja sua última temporada no OL, mas o tom de despedida está no ar. Pode ser que ele vá para o Oriente Médio, pode ser que até se aposente. Ou também que decida continuar na França por mais um ano.

Independentemente do que for decidido nos próximos dias, o fato é que o brasileiro vai deixar saudade quando partir, e seus gols, sobretudo as primorosas cobranças de falta, não vão sair da memória de quem aprecia bom futebol, como eu, você, ele, nós, vós e eles. Antes de sentir falta do meia, deleite-se com esta amostra de bolas na rede:

Autor: Tags: , , ,

sábado, 16 de maio de 2009 Brasileiros na França, Extracampo | 18:13

Do tamanho de um estádio

Compartilhe: Twitter

Jogadores que marcam para valer um clube não ficam apenas na memória. Não deixam somente gols e atuações em fotos e vídeos. Viram bustos, estátuas, placas e… estádios. Sim, pelo menos no Lyon.

O clube já havia homenageado o camaronês Marc-Vivien Foe, morto após infarte sofrido em campo, e o goleiro Grégory Coupet, com nomes em estádios em diferentes distritos da cidade. Desta vez, o contemplado foi o maior representante da equipe que consolidou uma hegemonia nacional nas últimas sete temporadas: Juninho Pernambucano, que agora está perto de deixar o clube.

Ontem, o meia brasileiro recebeu a distinção no bairro Montchat, acompanhado de autoridades da cidade e do clube, além da esposa e duas de suas três filhas. “Chegando aqui, nunca pensei que um dia eu teria um estádio que me faz homenagem. É uma grande honra. Liguei para os meus pais antes de vir aqui para anunciar a notícia, eles gritaram com alegria”, disse o arretado pernambucano. 

Vou deixar a “conclusão” da história deste brasileiro que já fez história nas palavras de Thierry Braillard, assistente do desporto na Câmara Municipal lionesa. Sobre o traço comum que une Juninho, Foe e Coupet, ele afirmou: “Para além de suas qualidades dentro de campo, são (foram, para o camaronês), acima de tudo, bons e grandes homens”.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 14 de maio de 2009 Ex-jogadores, Extracampo, Franceses no mundo | 18:06

Ele não é um homem: é Cantona

Compartilhe: Twitter

Se eu realmente estivesse na França, não apenas na minha fértil imaginação, gostaria de estar agora em Cannes, onde todo mês de maio rola aquele baita festival de cinema. Não pelo clima de badalação, porque não é a minha essa de lamber o tapete vermelho das celebridades. Mas para curtir muitos filmes diferenciados, especialmente um que trata diretamente de futebol e concorre à Palma de Ouro: “Looking for Eric” (algo como “Procurando por Eric”).

Do diretor britânico Ken Loach, outrora premiado em Cannes (“Ventos da Liberdade”, em 2006), o longa-metragem aborda o mito representado por Eric Cantona, atacante francês que despontou no início dos anos 1980 e fez fama na Inglaterra, ao jogar (muito) pelo Manchester United, entre 92 e 97, e provocar (muitas) confusões também. Veja abaixo o trailer do filme com aúdios in english e legendas en français:

 

Autor: Tags: , , , , ,