Publicidade

Posts com a Tag Gourcuff

quarta-feira, 24 de novembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 20:05

Lyon perde mas se classifica na Liga

Compartilhe: Twitter
schalke_lyon_pose_afp

Em que pesem as derrotas fora de casa para Benfica e Schalke, o OL merece a vaga (AFP)

Schalke 04 3 x 0 Lyon, Hapoel Tel Aviv 3 x 0 Benfica. Não esperava por placares como esse nessa rodada de hoje do grupo B da Liga dos Campeões da Europa. Mas eles aconteceram e felizmente beneficiaram a equipe francesa, apesar de ela ter perdido seu segundo jogo consecutivo e acumulado 7 gols sofridos nos últimos 180 minutos. 

schalke_lyon_raul_lovren_afp

Lovren observa o veterano Raúl: ver demais e marcar de menos foi um dos erros lioneses em Gelsenkirchen (AFP)

Na Veltins-Arena, os donos da casa começaram com tudo, indicando que a parada para Lloris seria dura. Logo aos 13 minutos, Lisandro López perdeu a bola, Diakhaté afastou mal o cruzamento na área e a bola sobrou para Raúl. O zagueiro tentou se recuperar travando o espanhol, mas a redonda sobrou limpa para Farfan colocar no canto do gol, fazendo 1 a 0.

Lisandro teve boa chance de empatar aos 16, mas chutou em cima de Neuer, a poucos metros do goleirão. Perdeu, pagou: já aos 20 o Schalke ampliaria, em ataque rápido, quando Kluge avançou e passou para Huntelaar, que se antecipou a Cissokho depois que Raúl saiu da bola e levou a marcação junto. A ausência de Cris era sentida na organização da zaga lionesa.

O OL não se abateu, tentou subtrair o prejuízo, mas cedia o contra-ataque, o que tornava as coisas muito perigosas para a defesa. Claude Puel veio com o atacante Gomis no lugar do lateral-esquerdo Cissokho, trazendo Michel Bastos para compor o setor pela defesa – o que não gosto, pois afasta o brasileiro da área, e também acabou não dando resultado… Mas enfim, perdido por um, perdido por mil né?

Minutos depois, Gourcuff foi atingido duramente por Metzelder e teve de sair de maca, dando lugar a Pjanic. Até Licha sairia, para a entrada de Pied. Mas nada lá na frente. E o Lyon conseguiu a proeza de tomar mais um gol de “Ruim-telaar” (como os colegas dizem aqui na redação), que recebeu passe na área francesa com todo o tempo do mundo, sassaricou na frente de Reveillère e chutou. A bola prensada encobriu Lloris, pra sorte do holandês: 3 a 0, fecha a conta e passa a régua na Alemanha.


L’autres françaises

Younes Kaboul: titular ao lado de Gallas no Tottenham, time de Gomes (o goleiro grande!). Mostrou presença de área e habilidade ao abrir o placar contra o Werder, em voleio após cruzamento à meia-altura de Lennon. Foi o 2º gol em 2 jogos! E acabou como top player do site oficial da Champions, com nota 8,5 dos “experts”.

Jonathan Biabiany: titular na Inter de Milão contra o Twente. Muito bem no primeiro tempo, “causando” pelo lado direito do ataque. Jogou até os 35 do 2º tempo.

Djibril Cissé: artilheiro do Campeonato Grego e capitão do Panathinaikos, perdeu ótima chance de gol contra o Barcelona aos 19, quando invadiu a área e finalizou para bela defesa de Valdés. Ficou até o fim liderando o ataque do time ateniense, porém se mostrou improdutivo.

Jean-Alain Boumsong: titular também nos 90 minutos, mas a defesa levou três do Barça né…

Sidney Govou nem banco foi hoje na Grécia, não sei se machucou-se, mas soube que já anda deixando o clube insatisfeito pela vida noturna agitada…

Eric Abidal: foi banco na equipe espanhola, entrou aos 26 do 2º tempo. Com as boas partidas dos brasileiros Adriano e Maxwell pela lateral-esquerda, pode acabar sobrando no time catalão, que terá o superclássico contra o Real Madrid pelo Campeonato Espanhol na próxima segunda-feira.

kaboul_tottenham_werder_afp

Que Kaboul está com a bola cheia, ninguém duvida! (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 17 de novembro de 2010 Seleção francesa | 20:09

Ganhar é bom. Da Inglaterra, melhor ainda!

Compartilhe: Twitter
inglaterra_frança_benzema_ap

Karim Benzema a poucos segundos de abrir o placar em Londres, de canhota (AP)

Inglaterra 1 x 2 França. Em Wembley, lá na casa deles, com mais de 70 mil no campo, voltando depois daquele 2 a 0 em 1999. Se o Galvão Bueno fosse francês, sabemos muito bem o que ele diria, não? Apesar da desvantagem histórica no retrospecto, a França não perde de sua grande rival desde 1997, nos últimos cinco jogos. E Laurent Blanc engrena a quarta vitória seguida, depois de duas derrotas nas primeiras partidas no comando do time tricolor.

Laurent Blanc me surpreendeu com a formação inicial, pois achei que ele seria mais cauteloso, com Alou Diarra no lugar de Gourcuff. Achei também que Mexès não jogaria, mas ele deve ter se recuperado suficientemente da lesão. Os onze foram: Lloris; Sagna, Rami, Mexès e Abidal; M’vila, Gourcuff, Nasri, Valbuena e Malouda; Benzema.

Fabio Capello, forçado a fazer muitas alterações por conta de lesões, escalou: Foster; Lescott, Ferdinand, Jagielka e Gibbs; Barry, Henderson, Walcott, Gerrard e Milner; Caroll. O goleiro seria Hart, mas ele deu azar de se machucar na véspera. No banco de reservas figurava Green, aquele do frangão contra os EUA na Copa 2010.

Muito frio em Wembley, então a movimentação de ambos os lados era boa. A primeira chance francesa veio aos 8 minutos, depois de alguma presença inglesa no ataque, quando Malouda chutou cruzado, rasteiro, e Foster teve de pegar em dois lances. Três minutos depois, Gourcuff meteu a bomba de longe e obrigou o goleiro a ceder escanteio. Muito à vontade no jogo, les Bleus abriram o placar cedo, em bela tabela entre Benzema e Malouda, que o atacante do Real Madrid complementou com chute rasteiro, depois de costurar bem a jogada, no canto do gol: 1 a 0 aos 16 minutos.

A facilidade francesa continuou, levando a melhor nas divididas e disputas de bola e tendo Malouda, Valbuena e Nasri ditando o ritmo no meio de campo e Benzema criando boas oportunidades com sua movimentação no ataque. Logo depois de um contra-ataque francês, Gerrard chegou finalizando com perigo aos 28 minutos. Enquanto insistia em chutões e lançamentos para o ataque, a Inglaterra era ineficiente. Mais para o final do primeiro tempo, procurou sair tocando e conseguiu se aproximar mais da área de Lloris.

Houve substituições em ambos os lados no intervalo: 3 no English Team, que realmente precisava de uma sacudida, e uma na França: Mexés, que até se portou bem para quem vinha machucado, saiu para o lugar de Sakho. Logo aos 3 minutos, Henderson deu carrinho duro em Gourcuff, que saiu sentindo, e levou o primeiro cartão amarelo do jogo, que vinha sossegado bastante para a rivalidade que existe entre os países. Quatro minutos depois, perigoso contragolpe inglês, mas Mamadou foi ótimo no desarme, provando que entrara ligadão no jogo.

 

Blanc resolveu quebrar o ritmo do jogo e fortalecer a marcação, colocando Alou Diarra no lugar de Valbuena e Rémy no de Benzema. Um pouco mais tarde, tirou Malouda, muito aplaudido, para a entrada de Payet. Mas a pressão inglesa virou sufoco, com claras chances de gols perdidas, embora a França não tenha se acuado totalmente, chegando a acertar a trave em chutaço de Nasri.

inglaterra_frança_benzema_valbuena_ap

Os autores dos gols celebram (AP)

Dando mais espaço para as investidas visitantes, os anfitriões foram penalizados aos 10 minutos, quando Sagna avançou bem pela direita, cruzou à meia altura e Valbuena bateu no canto, de direita: 2 a 0. Mas nada estava ganho, poris os donos da casa voltaram à carga ofensiva e começaram a criar perigo nas bolas alçadas na área. Numa delas, Mvila deixou Gerrard livre no segundo pau, o capitão inglês cabeceou e a bola tocou o travessão, saindo para sorte francesa.

Aos 39, Gerrard saiu mancando e o grandalhão Peter Crouch entrou, todos sabemos para quê (olha o Capello apelando!). Hoarau veio no lugar de Gourcuff, que deveria estar cansadão naquela altura. Um minuto depois, Crouch enganou Alou Diarra, que tentava marcá-lo em escanteio, e tocou pela primeira vez na bola, justamente pras redes francesas: 2 a 1 e bota pressão nos minutos finais.

Blanc parou o jogo de novo colocando Reveillère no lugar de Sagna, mas o árbitro fez o favorzaço de dar 5 minutos de acréscimo, para aumentar a tensão francesa. E tome chuveirinho na área, com Lloris disposto a sair socando, mas nem sempre com sucesso. Apesar do certo desespero do ataque x defesa no fim, deu pra se segurar e ganhar mais uma lá no campo deles, enchendo Blanc e seus jogadores de esperança sobre a caminhada dos Bleus, que voltam a campo só em fevereiro de 2011, contra um freguês de nome… Brasil.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 10 de novembro de 2010 Seleção francesa | 11:22

Convocados da França contra a Inglaterra

Compartilhe: Twitter

Laurent Blanc chamou 22 jogadores para o “amistoso” do dia 17, em Wembley:

Goleiros: Lloris, Mandanda e Carrasso
Defensores: Sagna, Reveillère, Mexès, Rami, Sakho, Abidal e Clichy
Meio-campistas: Alou Diarra, Cabaye, M’Vila, Nasri, Malouda e Gourcuff
Atacantes: Benzema, Hoarau, Valbuena, Rémy, Payet e Gameiro

(Mais detalhes sobre cada nome você encontra no site oficial da Federação Francesa de Futebol)

A partir do fim da tarde, estarei no iG e trarei mais informações e opiniões por aqui. Mas os comentários estão abertos, sempre!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 3 de novembro de 2010 Torneios europeus | 12:33

Lyon ainda líder. Marselha e Auxerre em campo

Compartilhe: Twitter

O returno da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa começou ontem, terça-feira. Dos três times franceses na parada, foi o Lyon que esteve em ação. Perdeu os 100% de aproveitamento e a invencibilidade na Champions League ao ser derrotado pelo Benfica, em Lisboa: 4 a 3 (gols de Fábio Coentrão 2, Allan Kardec e Javi García para a equipa lusa e Gourcuff, Gomis e Lovren para o OL).

Mas a situação não ficou complicada para o Lyonnais não. Levava 4 a 0 no segundo tempo e conseguiu reagir, minimizando um revés de impacto no saldo de gols. E com o empate sem gols entre Hapoel Tel Aviv e Schalke 04 em Israel, continua líder isolado do grupo B, dois pontos à frente do time alemão e três do português. A classificação para as oitavas de final, inclusive, pode vir por antecipação já na próxima rodada.   

benfica_lyon_gourcuff_reuters

Gourcuff na típica cena de quem faz um gol sem ter o que comemorar, pois o placar ainda era adverso (Reuters)

Hoje, quarta-feira, Olympique de Marselha e Auxerre ouvirão o épico hino da Champions. O Marseille tem uma bela chance de se igualar ao Spartak Moscou na vice-liderança do grupo F, pois encara o lanterna MSK Zilina (que ainda não pontuou) na Eslováquia, enquanto o time russo terá a dura missão de enfrentar o até aqui imbatível Chelsea na Inglaterra (jogo da ESPN Brasil ao vivo). 350 fanáticos devem empurrar o OM nas arquibancadas em Zilina.

Jogando na França, o Auxerre tem hoje a maior chance de evitar o vexame de passar pela Liga sem pontuar. Recebe o Ajax, terceira força do grupo G atrás dos poderosos Real Madrid e Milan (duelo da ESPN ao vivo). Precisa vencer para se dar ao direito de sonhar com uma vaguinha na Liga Europa, que virá somente se ultrapassar o time holandês (com quatro pontos) na classificação desta etapa. Difícil, mas não impossível.

Como a Europa vive o “horário de inverno” desde o fim de semana, os jogos da Champions começarão às 17h45 pelo horário de Brasília. O tempo real do Placar iG acompanha, claro!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 27 de outubro de 2010 Copas francesas | 20:41

Duas categorias. E que clássico, amigo!

Compartilhe: Twitter

Os quatro últimos jogos das oitavas de finais da Copa da Liga Francesa tiveram jogos em duas categorias opostas: muito fáceis e extremamente equilibrados. Vamos começar por esse segundo grupo, cujas partidas foram muito mais emocionantes.

Primeiro, o clássico Lyon x PSG. Que jogaço no Gerland! Emocionante nos 120 minutos, parelho, chances aqui e acolá, bolas na trave (Hoarau, Pied, Pjanic, Ceará…), goleiros se sobressaindo com ótimas defesas (os reservas Coupet e Vercoutre, vejam só!). Parte da torcida anfitriã pediu a demissão de Claude Puel, mas o presidente Jean-Michel Aulas disse, depois da partida, que o técnico continua.

Antes da bola rolar, Grégory Coupet se disse feliz com a boa receptividade ao reencontrar o clube que defendeu 12 anos – ele é um dos três heptacampeões lioneses, tendo participado de todos os títulos, assim como Juninho Pernambucano e Sidney Govou (por isso ele saiu aplaudido tempos atrás…). Mas o arqueiro de 37 anos teria um baita azar no primeiro gol do jogo, quando Briand chutou fraco, a bola desviou no meio do caminho e o deixou sem ação, aos 38 minutos.

Com a pressão do Saint-Germain na segunda etapa, o jogo cresceu em oportunidades de gol e nervosismo à medida que o tempo passava – inclusive houve um forte empurra-empurra depois que um lionês se contundiu e o Parri deu sequência ao lance, finalizando na trave do OL. Michel Bastos (no lugar de Briand) e Gourcuff (na vaga do jovem Grenier), que estavam na turma dos poupados, deixaram o frio do banco de reservas e vieram para o pega mais do que quente, assim como Giuly, substituindo Chantôme. Nos minutos finais, o meia Bodmer, ex-Lyon, acertou um lindo chute e mandou a parada pra prorrogação. Lá, Lisandro López e Erding vieram para aumentar o poderio ofensivo dos times, e seria o pé direito e a patada salvadora de Ludovic Giuly (revelado em Gerland!) a decretar o resultado final do sensacional duelo.

lyon_psg_giuly_gol_afp

Preservar a masculinidade é algo que não faz a mínima diferença quando se marca um gol decisivo como este (AFP)

Campeão francês e detentor do título da Coupe de la Ligue, o Olympique de Marselha não teve vida tranquila contra o Guingamp, atualmente na terceira divisão nacional, por mais que isso possa parecer estranho. Venceu com placar magro, graças a gol de cabeça do ganês André Ayew (em jogada de família, após cruzamento do irmão Jordan), e tomou pressão para se classificar – o goleiro brasileiro Elinton Andrade, reserva de Mandanda que foi titular no Roudourou, que o diga…

Na categoria das babas do dia, duas goleadas: Auxerre 4 a 0 no Bastia (Sammaritano, duas vezes, Quercia e Hengbart), consideravelmente prejudicado por duas expulsões no primeiro tempo (!) e Lille 4 a 1 no Caen (dois de Cabaye, mais Gervinho e Hazard. Yatabaré descontou), que poderia ter levado mais não fossem os honestos trabalhos de Perquis sob as balizas.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 20 de outubro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 17:38

Lyon no caminho da vaga na UCL

Compartilhe: Twitter

Lyon 2 x 0 Benfica, três vitórias em três jogos na Champions League! Com os 3 a 1 do Schalke (dois de Raúl) sobre o Hapoel Tel-Aviv, o OL lidera o grupo B com nove pontos, seguido pelo time alemão com seis. Benfica permanece com três e a equipe israelense com zero. Antes mesmo do segundo turno da etapa de grupos, a classificação para a segunda fase da Liga dos Campeões da Europa está próxima!

Contra o time de Lisboa, que teve os brasileiros Luisão, David Luiz (dupla de zaga) e Alan Kardec como titulares, Claude Puel escalou Lloris, Réveillère, Cris, Diakhaté e Cissokho; Gonalons, Pjanic e Gourcuff (Kallstrom aos 26 do 2º); Briand, Michel Bastos (Pied aos 19 do 2º) e Lisandro López. E foi premiado pela ofensividade.

O primeiro gol saiu aos 21 minutos de jogo. A jogada começou com um erro de Luisão, que redundou na bomba de Michel Bastos na trave de Roberto Jimenez. Na sobra, o Lyon roubou a bola com Gourcuff, Bastos cruzou com precisão e Briand testou para o canto. Antes mesmo do fim da primeira etapa, o argentino Gaitán faria um favorzaço pro Lyonnais, ao receber o segundo amarelo e ser expulso depois de duas faltas duras.

Com seis minutos do 2º tempo, fatura liquidada. Briand chuta com perigo, a bola é rebatida pela trave, o próprio camisa 7 corre para pegar o rebote e centra na área. Lisandro cabeceia, o goleiro dá rebote e Licha, como disse o narrador espanhol da transmissão que acompanhei, cutuca pro fundo das redes. Sem acertar o gol de Lloris em seus chutes, o Benfica não teve forças para reagir. Mesmo sem aparecer nos gols, Miralem Pjanic foi destaque como o jogador que mais correu em campo.   

lyon_benfica_jimmy_briand_lisandro_lopez_reuters

Briand e Licha, autores dos gols no Gerland (Reuters)

lyon_benfica_alberto_mallenco_nicolas_gaitan_cris_reuters

O zagueiro e capitão brasileiro Cris aplaude o vermelho de Alberto Mallenco para Nicolas Gaitan, que facilitou deveras a vida lionesa na partida de hoje (Reuters)

Fora da França
O francês de maior destaque longe do Gerland hoje foi Jonathan Biabiany. Não marcou nenhum na vitória da Inter de Milão sobre o Tottenham, da Inglaterra, por 4 a 3, no Giuseppe Meazza. Mas provocou a expulsão do goleiro brasileiro Gomes no começo do primeiro tempo, deixando seu time em excelentes condições para abrir 4 a 0 antes do intervalo. Ser titular no atual campeão europeu e tetracampeão italiano não é pouco, o que prova que o garoto está de parabéns!

Amanhã, quinta-feira, temos Liga Europa com PSG e Lille em ação. Borussia Dortmund x Paris Saint-Germain promete, mas infelizmente só vai passar ao vivo para quem tem ESPN HD (15h). Cacemos os streams internéticos então!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 18 de outubro de 2010 Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 16:01

Marselha e PSG vencem: os grandes vêm aí

Compartilhe: Twitter

A festa dos pequenos e médios parece estar com os dias contados no Campeonato Francês. Assim como aconteceu no Campeonato Brasileiro, os líderes da Ligue 1 tropeçaram (Rennes e Brest empataram, Saint-Etienne, Lille e Toulouse perderam) na rodada do final de semana e viram a aproximação de Olympique de Marselha e Paris Saint-Germain, terceiros colocados em número de pontos (15) na classificação – o Olympique tem melhor saldo de gols, 7, enquanto o PSG tem 5 e o Stade Brestois, 3.

O Rennes (19 pontos) se manteve invicto na frente, após nove rodadas, ao segurar o Lens fora de casa (zerrô-zerrô). E ainda abriu mais um ponto de vantagem para o vice Saint-Etienne (17), derrotado na casa da tia Nice (2 a 1). Porém, sabe que, se patinar nas próximas rodadas, os grandes em ascensão vêm babando no encalço. Lille e Toulouse deixaram o top 3 com derrotas para Lyon, também subindo, e PSG, respectivamente.

A vitória do OM foi sobre o Nancy, em casa. Magra, é verdade, mas são três pontos, que melhoram a colocação na classificação e ajudam o time a justificar um dos elencos mais caros do país – o meia argentino Lucho González, por exemplo, é a contratação mais cara da história do clube.

O trunfo do PSG, que aplicou 2 a0 no TFC longe de seus domínios, reforça o bom momento da defesa: o zagueiro Mamadou Sakho, capitão na ausência de Makelele, fez um dos gols; e a partida foi a sétima consecutiva do time sem tomar gols (5 pelo Francês e 2 pela Liga Europa). Ou seja, Apoula Edel está invicto há 630 minutos aproximadamente, um feito e tanto! 

Destaque ainda para os dois gols de Lisandro López sobre o Lille, sua vítima favorita desde que chegou ao Lyon: dos 18 gols que marcou na Ligue 1 desde que chegou ao heptacampeão, 5 foram sobre o LOSC (quase 30%). Yoann Gourcuff, outra transferência de peso para esta temporada, balançou as redes no seu terceiro jogo seguido (os dois anteriores foram pela seleção), ratificando sua boa fase.

>> Classificação: Rennes lidera com 19 pontos, seguido pelo Saint-Etienne, que tem 17. Paris Saint-Germain, Olympique de Marselha e Brest estão em terceiro, com 14. Confira tabela completa

Olympique de Marselha 1 x 0 Nancy: Damien Gregorini paga geral pros colegas depois do gol de Loic Rémy no Vélodrome (AFP)

Olympique de Marselha 1 x 0 Nancy: Damien Gregorini paga geral pros colegas depois do gol de Loic Rémy no Vélodrome (AFP)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*CHAMPIONS LEAGUE e LIGA EUROPA*
Amanhã, também conhecida como terça-feira, o Olympique de Marselha entra em campo pela terceira rodada da Liga dos Campeões recebendo o MSK Zilina, da Eslováquia, às 16h45 (horário de Brasília). Sem pontos depois de duas partidas, é vencer ou vencer para almejar seguir no torneio depois da fase de grupos. No mesmo horário, o Auxerre vai à Holanda encarar o Ajax, rival contra o qual deve disputar a terceira colocação do grupo, concorrendo a uma vaga na próxima fase da Europa League.

Na quarta, o Lyon recebe o Benfica, de Portugal, no mesmo horário. Se não perder, o OL assegura a liderança do grupo B por mais uma rodada. Por fim, na quinta, Liga Europa: o PSG tem a dura missão de defender a ponta da chave J contra o Borussia Dortmund, na Alemanha (15h de Brasília). E no mesmo dia mas em horário diferente (17h05), o Lille recebe o Levski Sofia, precisando vencer para deixar a incômoda lanterna do grupo C.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 17 de outubro de 2010 Francês da 1ª divisão | 18:10

Resultados da 9ª rodada

Compartilhe: Twitter

1,6 gol por jogo

Lens 0 x 0 Rennes – Doumbia-REN foi expulso. Mais de 30 mil pessoas no Félix-Bollaert. Rennes é o único invicto
Nice 2 x 1 Saint-Etienne (Mounier e Ben Saada; Payet de pênalti)
Toulouse 0 x 2 Paris Saint-Germain (Sakho e Erding)
Olympique de Marselha 1 x 0 Nancy (Rémy) – mais de 48 mil pessoas no Vélodrome
Lyon 3 x 1 Lille (Lisandro López 2 e Gourcuff; Sow) – Pied-LYO foi expulso. Mais de 35 mil pessoas no Gerland. Lille perde a primeira
Brest 0 x 0 Arles-Avignon – primeiro ponto conquistado pelo Arles
Montpellier 2 x 0 Sochaux (Yanganbiwa e Belhanda)
Caen 0 x 0 Monaco
Auxerre 0 x 1 Bordeaux (Modeste) – Alou Diarra-BOR foi expulso
Lorient 2 x 1 Valenciennes (Gameiro de pênalti e Sigamary Diarra; Danic)

>> Classificação: Rennes lidera com 19 pontos, seguido pelo Saint-Etienne, que tem 17. Paris Saint-Germain, Olympique de Marselha e Brest estão em terceiro, com 14. Confira tabela completa

Torcedores do PSG felizes da vida com seu time em Toulouse (AFP)

Torcedores do PSG felizes da vida com seu time em Toulouse (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 12 de outubro de 2010 Eliminatórias da Eurocopa | 18:14

Ao menos é uma vitória

Compartilhe: Twitter
 
 

Yoann Gourcuff marcou gol nas duas últimas vitórias, sobre Romênia e Luxemburgo (AFP)

Yoann Gourcuff marcou gol nas duas últimas vitórias, sobre Romênia e Luxemburgo (AFP)

França 2 x 0 Luxemburgo (gols de Benzema e Gourcuff). Pouco. Mas não sejamos injustos, pois o principal objetivo (vitória) foi conquistado em Metz. O resultado mantém os Bleus na ponta do grupo D das Eliminatórias para a Eurocopa 2012 até 25 de março de 2011, quando o selecionado faz o jogo contra o mesmo Luxemburgo lá no minúsculo país. Com a vitória da Bielorrússia sobre a Albânia por 2 a 0 também, hoje também, os bielorrussos se garantem na vice-colocação, com um ponto a menos que os franceses (8 a 9), deixando os albaneses em terceiro (5).

Tudo bem, pois outros grandes europeus nem o gostinho da vitória puderam sentir nesta terça: a Inglaterra ficou no zero com Montenegro (em Wembley) e a Itália sequer conseguiu jogar, por causa da selvageria dos torcedores da Sérvia em Gênova. Azar o deles né?

Atualização de quarta, 13/10, com os jogadores que foram a campo: Lloris; Réveillère, Rami, Mexès e Clichy; Alou Diarra, Diaby, Malouda (Nasri) e Gourcuff; Benzema (Payet) e Hoarau (Rémy).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 11 de outubro de 2010 Eliminatórias da Eurocopa | 21:09

França x Luxemburgo: atropelamento?

Compartilhe: Twitter

Vinda de duas vitórias, tendo mostrado futebol consistente no último sábado, e empolgada pela liderança do grupo D das Eliminatórias da Euro 2012, é natural que a seleção francesa atropele Luxemburgo amanhã, pela quarta rodada do qualificatório – até porque o único Luxemburgo que impõe respeito no mundo do futebol é o “Pofexô”… Claro que a vitória, mesmo mínima, é o que mais vale. Mas fazer um bom saldo de gols seria excelente, pensando nas pedreiras que podem vir até o fim da longa jornada do torneio.

Laurent Blanc tem um bom problema pela frente, que é o de ter reservas se sobressaindo na última partida (Rémy, Payet, Gourcuff), para definir os titulares do jogo das 16h desta terça, em Metz. Além disso, Diaby se recuperou de lesão e pode recuperar vaga no meio de campo, no lugar de M’Vila, que ficou devendo contra a Romênia. Segundo a France Football, Gourcuff e Hoarau aparecem como boas apostas, nos lugares de Nasri (que eu acho que não deveria sair) e Valbuena.

Vamos esperar. Para ver quem joga, e para ver se a goleada vem para a liderança ser garantida com a autoridade que a França (6 pontos) precisa retomar. No outro jogo da chave, a Bielorrússia (5 pts) recebe a Albânia (5 também). Romênia (2 pts) x Bósnia (4 pts) foi passado para 2011, não me pergunte por quê e se junte a mim na reclamação de que a tabela do grupo ficará pendente a partir de agora, com umas seleções tendo mais jogos que outras… (merde!)

Presidente da FFF, Fernand Duchaussoy foi exibir sua forma avolumosa no último treino dos Bleus (AFP)

Presidente da FFF, Fernand Duchaussoy foi exibir sua forma avolumosa no último treino dos Bleus (AFP)

Fui procurar saber se o jogo em Metz seria transmitido ao vivo ou em VT por um dos canais SporTV. O canal principal trará Holanda x Suécia, OK. Mas o secundário vai passar a final do Campeonato CATARINENSE masculino de VÔLEI, entre Florianópolis e Blumenau. Ah, vá!

O amigo Raphael lembra que a TV5 vai mostrar o jogo, felizmente.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  6. 6
  7. 10
  8. Última