Publicidade

Posts com a Tag Gourcuff

terça-feira, 2 de junho de 2009 Seleção francesa | 18:29

Azar o seu, Domenech

Compartilhe: Twitter


Quem estaria na sombra do periclitante técnico da França? (AFP)

Hoje aconteceu o primeiro dos dois amistosos da seleção francesa na semana, em preparação para a sequência das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2010. O adversário foi africano, a Nigéria. O local foi Saint-Etienne, em casa. Mas o placar foi adverso: 1 a 0.

Acompanhando os melhores momentos da partida pelo tempo real da France Football, a conclusão é de uma apresentação apática do time de Raymond Domenech, que, se já não era bem “engolido” por lá, com um resultado desses volta para a corda bamba, depois de respirar com as duas salvadoras vitórias sobre a Lituânia nas Eliminatórias, em março. 

O treinador fez quatro alterações nos Bleus no decorrer do jogo. A França jogou com Mandanda; Fanni, Squilacci, Escudé e Evra; Vieira, A. Diarra (Toulalan, intervalo), Rémy e Ribéry (Govou, 25 do 2º); Anelka (Gourcuff, intervalo) e Benzema (Gignac, intervalo). Henry, com dores no joelho, foi poupado. Malouda, no banco, nem entrou. Eu xingaria também…

Mas quem se deu melhor foram os nigerianos, comandados pelo veterano atacante grandalhão Kanu, 32 anos, que começou cedo, infernizando o Brasil na semifinal olímpica de 1996 (Atlanta), e hoje anda no Portsmouth, da Inglaterra. Aos 32 minutos da primeira etapa, o rápido meia Ikechukwu Uche (do Getafe, da Espanha), grande destaque do amistoso, invadiu a área, bateu no canto e Mandanda teve a maior das más sortes: resvalou na bola, ela foi na trave, voltou em suas costas, rebateu de novo na trave (!) e sobrou para o atacante Akpala (do Bruges, da Bélgica) só empurrar para as redes.

Os únicos gestos admiráveis dos franceses foram a lembrança às vítimas do voo 447 da Air France (minuto de silêncio e tarja preta) e a homenagem aos 200 anos do nascimento de Louis Braille: os nomes dos jogadores estavam estampados, em suas camisas, na linguagem dos deficientes visuais. A semana de Domenech parece longa, afinal sexta-feira acontece outro amistoso, contra a Turquia. Serão os ares de Lyon, o palco da partida, mais amenos para ele? 

Se os selecionáveis franceses não abrirem os olhos, podem perder as passagens para a África do Sul (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 30 de maio de 2009 Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 18:00

BORDEAUX CHAMPION!

Compartilhe: Twitter

Difícil de engolir para Gouffran: dar o título ao atual clube e rebaixar o antigo ao mesmo tempo (AP)

Eu bem que esperava que a façanha de destronar o Lyon na França caberia ao Olympique de Marselha, mas a história encerrada neste sábado foi outra: Football Club Girondins de Bordeaux, campeão francês pela sexta vez! (a última fora em 1998/99)

A conquista foi sacramentada com a vitória sobre o Caen por 1 a 0, mesmo fora de casa e com a necessidade de um mero empate. Com o anfitrião precisando vencer para não ser rebaixado no estádio Michel d’Ornano, os Girondinos sentiram, logo que a bola rolou, a pressão de uma torcida barulhenta num campo apertado. Gourcuff teve boas chances em finalizações, mas o pé não estava calibrado. O Caen chegou a pressionar, mas a sólida defesa com Diawara e Planus, resguardada por Diarra e o brasileiro Fernando, se manteve segura.

Nos primeiros minutos do segundo tempo, uma falta pro Bordeaux deixou o título pra lá de encaminhado: Gourcuff trocou olhares com Gouffran, rolou a bola na extrema esquerda para Trémoulinas, que cruzou para o cabeceio certeiro de… Gouffran! A jogada ensaiada deu certo, bola na rede, mas o artilheiro foi o único entre os Girondinos que não comemorou, em respeito ao clube que o revelou e estava caindo para a Ligue 2 (o que de fato viria a acontecer).

Precisando desesperadamente da vitória para salvar sua pele, pois o Saint-Etienne já abria 3 a 0 no Valenciennes, o Caen ainda se lançou ao ataque, mas não com a competência necessária para marcar, embora segurasse os contra-ataques dos quase campeões, que após os 90 minutos enfim se livraram do quase. Fizeram história pelo Bordeaux em Caen os seguintes jogadores Ramé; Jurietti, Planus, Diawara e Trémoulinas; Diarra, Fernando e Gourcuff (substituído pelo brasileiro Wendell); Jussiê (o brasileiro foi substituído por Sertic), Chamakh e Gouffran (Bellion). Ficaram na reserva, além do brasileiro Henrique,  Valverde e Cavenaghi. 

Os 4 a 0 do Marselha (dois de Niang) sobre o Rennes só serviram para o time sair aplaudido do Vélodrome apesar da segunda colocação. Campeão, vice e o terceiro colocado Lyon – que ficou no 0 a 0 com o Toulouse – jogarão a próxima Liga dos Campeões da Europa. Além do Toulouse (quarto), se classificou para a Liga Europa o Lille (quinto), de Michel Bastos, que fez 3 a 2 no Nancy e contou com uma forcinha do Paris Saint-Germain, incapaz de vencer o Monaco na capital (0 a 0), ir além da sexta posição e se classificar para qualquer torneio europeu – triste!  

No começo da semana, traremos uma análise mais desenvolvida, no plano dos detalhes e dados, da última rodada da Ligue 1: aguardemmm! No fligir dos ovos franceses (observação: “fligir” só existe por causa de “ovos”), caíram para a Ligue 2 Caen, Nantes e Le Havre. Ocupam seus lugares, na Ligue 1 que comecará em agosto, Lens, Montpellier e Boulogne-sur-Mer (sim, sobre o mar!).

Caíram para a National (3ª divisão) Nimes, Troyes e Reims; subiram para a Segundona Istres, Laval e Arles. Desceram para a CFA (4ª divisão) Calais, Entente e Cherbourg, mas daí pra baixo não vou me sujeitar porque é descer muito o nível para a esfera varzeana. 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 28 de maio de 2009 Seleção francesa | 20:34

Convocação coerente

Compartilhe: Twitter

Malouda contra Daniel Alves, semifinal da Champions (EFE)

Malouda e Daniel Alves, Chelsea x Barcelona, tragédia para os Blues (EFE)

Raymond Domenech tem um jeitão não muito simpático, é bastante questionado, mas não pode ser espinafrado pela última convocação da seleção francesa, no começo desta semana. Como ele mesmo frisou, foi coerente, chamando quem vem jogando bem, mesmo se o criticou publicamente no passado, como foi o caso de Florent Malouda, que justifica a titularidade no Chelsea – que teve Nicolas Anelka, outro selecionado, como artilheiro do Campeonato Inglês.

Patrick Vieira também retorna aos Bleus e deve ser o capitão nos amistosos contra Nigéria, no próximo dia 2 (em Saint-Etienne), e Turquia, dia 5 (Lyon). A lista de Domenech se equilibra entre jogadores atuantes na França (12) e fora dela (13), e as duas partidas são boas oportunidades para dar entrosamento aos atletas que devem reaparecer para os importantes compromissos pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 (o próximo jogo é contra as Ilhas Faroe, em 12 de agosto). Abaixo, os relacionados:  

Goleiros: Steve Mandanda (Olympique de Marselha)
                 Hugo Lloris (Lyon)
                 Cedric Carrasso (Toulouse) 

Defensores: Eric Abidal (Barcelona-ESP)
                       Philippe Mèxés (Roma-ITA) 
                       Jean-Alain Boumsong (Lyon)
                       Patrice Evra (Manchester United-ING)
                       Bacary Sagna (Arsenal-ING) 
                       Sebastien Squilacci (Sevilla-ESP)
                       Julien Escudé (Sevilla-ESP)
                       Rod Fanni (Rennes)

Meio-campistas: Patrick Vieira (Internazionale-ITA)
                               Abou Diaby (Arsenal-ING)
                               Alou Diarra (Bordeaux)
                               Lassana Diarra (Real Madrid-ESP)
                               Yoann Gourcuff (Bordeaux)
                               Jérémy Toulalan (Lyon)
                               Florent Malouda (Chelsea-ING)

Atacantes: Nicolas Anelka (Chelsea-ING)
                    Karim Benzema (Lyon)
                    Andre-Pierre Gignac (Toulouse)
                    Thierry Henry (Barcelona-ESP)
                    Franck Ribéry (Bayern de Munique-ALE)
                    Sidney Govou (Lyon)
                    Loïc Remy (Nice)

Se é coerente pra valer, Domenech deve fazer compras onde estou pensando… (France Football)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 27 de maio de 2009 Extracampo, Francês da 1ª divisão | 17:38

Que Kaká fique no Milan!

Compartilhe: Twitter

Não estou louco trocando nomes no título do post, não sou apaixonado pelo Milan nem quero ver o Real Madrid mais fraco (do que já é). Mas o interesse do clube espanhol por Kaká, que poderia ser conveniente ao orçamento da equipe italiana, me preocupa deveras. A explicação está no fato de o rubro-negro de Milão pensar em Gourcuff como substituto para o bom moço brasileiro, afinal o meia do Bordeaux lhe pertence – está nos Girondinos atualmente por empréstimo. Como o clube francês tem a opção de comprá-lo, e todas as razões para isso, uma mini-comitiva milanesa seguirá a Bordeaux para usar de toda a retórica possível no ouvido do jogador.

Le Blog espera que o clube que está muito perto se tornar campeão francês lute com todas as armas possíveis para segurar seu principal jogador, cuja qualidade vai mais além: foi eleito pelos colegas da Ligue 1 como o melhor atleta do torneio (na semana que vem, após o encerramento do Francês, apresento a seleção eleita pelos jogadores, com as devidas concordâncias e discordâncias de minha humilde parte).

Ponha-se no meu lugar, na condição de explorador dos maiores talentos atualmente na França: você acaba de perder o principal brasileiro em atividade no país (Juninho Pernambucano, lenda lionesa) e agora corre o risco de ficar sem o principal craque do nacional. Não é de chorar? Então, que Leonardo, Galliani e quem mais aparecer em nome do Milan, querendo Gourcuff, volte com as mãos abanando para a Itália. Ou nem se deem ao trabalho de viajar, com a garantia da permanência de Kaká.

Não faz meu tipo, mas é o nome da temporada no futebol francês

Autor: Tags: , , , , , , ,

segunda-feira, 18 de maio de 2009 Francês da 1ª divisão | 22:45

Duas voltas para o final!

Compartilhe: Twitter

“Allez, meus filhos, farta só um pokin!”, pede o comporrtado Laurent Blanc (AFP)

Pois é, o Bordeaux está muito perto de tirar um título que esteve na alça de mira do Olympique de Marselha. Depois de levar no tête à tête, abriu três pontos faltando seis a disputar, contando, bien sûr, com uma puta ajuda (pardon, irrésistible…) do Lyon no último domingo.

Agora, no próximo sábado, os Girondinos já podem garantir o título francês se vencerem o Monaco em casa (o que não é difícil) e o Marselha não ganhar do Nancy fora – um empate ou derrota não seria improvável, pois o ex-time de Platini, se não tem nada ainda a disputar nesta Ligue 1, joga pela honra de fazer bonito diante de sua torcida e os segundos de exposição nas TVs de vários países caso o torneio esteja decidido…  

Porém, ainda acho (e espero) que o OM vai levar a pendenga pro último round, no ouuutro sábado, quando recebe o Rennes e os Marine et Blanc duelam fora com o Caen, que luta contra o rebaixamento. Veja a classificação completa da Ligue 1, na página de futebol francês do iG Esporte, CLICANDO AQUI.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

domingo, 17 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 23:00

E o Bordeaux aplaude o Lyon

Compartilhe: Twitter

O Lyon de Benzema desloca o Marselha da luta pelo título, já em uma das mãos do Bordeaux (AFP)

Dividindo a liderança rodada a rodada, Olympique de Marselha e Bordeaux faziam a sua parte com vitórias. Mas aí pintou um Lyon no caminho do OM. Tudo bem, foi no Vélodrome. Mas o resultado foi uma ducha de água fria na litorânea Marselha: 3 a 1 para o OL, que, fora da luta pelo título, só sentiu o gostinho de atrapalhar mesmo.

(apêndice: As verdades precisam ser ditas. Em Condições Normais de Variabilidade Joguística (CNVJ), eu veria o clássico acima em uma das TVs da redação do iG, porque trabalhei neste fim de semana. Mas como a partida foi às 16h no Brasil, coincidindo com a rodada do Brasileirão, não tive como alterar a prioridade do iG Esporte neste plantão, que aliás me impediu de me detalhar mais aqui, pardon. Amanhã procurarei me redimir)
 
Resuminho da contenda: O OM começou pressionando, com bola na trave e muito trabalho pra Lloris. Aos 29 minutos, pênalti em Ederson! De Brandão, acredita?! O que ele fazia ali? Benzema não quer saber, é gol! Antes do intervalo, castigo: Benzema recebe na área e não perdoa, 2 a 0.

O Marselha voltou com tudo, Niang recebeu dois trancos duvidosos, o juiz mandou seguir e o estádio quase veio abaixo… Os donos da casa pressionavam, mas nada de gol, para desolação evidente do técnico Eric Gerets. Cris e Brandão faziam um aguerrido duelo brasileiro, Benzema perdeu a chance de encerrar a conta, até que Wiltord diminui, 2 a 1. Será que dá tempo? Não dá: Juninho deixa o banco, entra e marca de falta, de longe. OK, ele merece!

Claro que o Bordeaux teve que fazer a sua parte para ser o novo líder isolado a duas rodadas do fim, abrindo três pontos com o revés trágico do Marselha. Muita emoção mas, se você tem Gourcuff, relaxa: 3 a 2 no Le Mans (Chamakh e Planus também marcaram; Le Tallec fez dois para os visitantes).

Demais resultados:
Paris Saint-Germain 1 x 2 Auxerre  – dois gols contra, um pra cada lado! E o PSG lastimável…
Saint-Etienne 2 x 2 Toulouse – 1 de Ilan, 1 de Gignac (artilheiraço da Ligue 1)
Caen 2 x 0 Sochaux – Savidan fez 2 (ele já esteve na seleção, mesmo jogando no Caído)
Lille 1 x 1 Nice
Nantes 1 x 1 Rennes 
Lorient 1 x 1 Le Havre
Monaco 1 x 1 Valenciennes
Grenoble 0 x 0 Nancy
(ufa, que festival de empates…)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 13 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 18:28

Tête à tête, haaaja coração!

Compartilhe: Twitter

Brandão fez biquinho, mas não ganhou beijos dos colegas de Marselha (AFP)

Olympique de Marselha e Bordeaux chegaram à 35ª rodada do Francês com o mesmo número de pontos e uma vantagem de um gol no saldo para o primeiro – embora o segundo tenha mais vitórias, este não é o primeiro critério de desempate. Portanto, era preciso, para ambos, vencer por uma boa margem de gols, até porque, ontem, o Lyon ganhou do Nantes e diminuiu a diferença para os líderes para quatro pontos.

O OM foi até a casa da tia Nice enfrentar o time homônimo, cujos eufóricos torcedores não paravam de entoar gritos de guerra no estádio Municipal du Ray. Mas com 70% de posse de bola no início do jogo, os marselheses se impuseram. Aos 26, Niang recebeu na entrada da área, abriu espaço e chutou cruzado, rasteiro, no cantinho: 1 a 0 para o time de uniforme azul-calcinha.

Podendo jogar nos contra-ataques, o Marselha tinha boas chances, mas pecava nas finalizações no início da 2ª etapa. Até que, aos 15, Mandanda repôs a bola com velocidade, Taiwo avançou para o campo adversário e cruzou na cabeça de Brandão, esquecido pela defesa do Nice. Muito comemorado pelo banco de reservas, o gol aumentou a tranquilidade do OM, fez a espremida torcida visitante dominar o estádio e jogou grande pressão para cima do Bordeaux, que precisaria vencer por pelo menos três gols o Valenciennes para roubar a liderança.

O problema para os Girondinos foi que o Valenciennes (de Rafael, zagueiro e capitão, e do volante Jeovânio) se empolga jogando em casa e, assim como fez contra o Lyon, saiu na frente do marcador aos 22 minutos, de pênalti, com Danic. Mas a sorte dos Marine et Blanc é ter brasileiros (mesmo com o machucado Wendell fora do fim da temporada); o volante Fernando Menegazzo mostrou talento aos 38, igualando tudo, de cabeça. E contar com Gourcuff parece a certeza de esperar um gol decisivo no finalzinho; dito e feito, o meia também meteu o cocoruto nela, após jogada do também meia Jussiê (que havia acabado de entrar, voltando de lesão), e decretou, com 38 minutos do 2º tempo, a virada heróica em 2 a 1

Porém, a vantagem do Olympique no saldo de gols pulou de um para dois, a três rodadas do final da Ligue 1. Maaas, na próxima rodada o Marselha enfrenta “apenas” o Lyon, enquanto que o Bordeaux tem tarefa mais fácil recebendo o Le Mans. Difícil prever algo nessa disputa cabeça a cabeça, mas sigo cravando que dá OM.

“Nóis tamu vivo, negada!”, brada Fernando, il ragazzo Menegazzo (AFP)

Outros resultados da rodada:

Le Mans (15º) 0 x 1 Paris Saint-Germain (4º) – Kezman substituiu bem Hoarau
Le Havre (20º) 2 x 4 Saint-Etienne (17º) – Ilan deixou o dele, fazendo seu time respirar e afundando para a Ligue 2 os donos da casa
Sochaux (16º) 3 x 0 Monaco (11º) – time de Carlão derrota o de Ricardo Gomes e respira
Toulouse (5º) 0 x 0 Lille (6º) – por ora, a vaga na Liga Europa é do primeiro
Auxerre (8º) 2 x 0 Grenoble (12º) – dois clubes da turma do miolo, que não fede nem cheira
Nancy (13º) 2 x 2 Lorient (10º) – dois de Sami prum lado e Gameiro pro outro
Rennes (7º) 1 x 0 Caen (18º) – o primeiro quer a Liga Europa; o segundo, deixar a condição de “caído”

 

 

 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

domingo, 3 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 18:12

Agora ficou meio bordô…

Compartilhe: Twitter

Vamos ao “ô balancê, balancê” de mais uma rodada do Francês, que deixou a disputa mais apertada, embora com um candidato a menos. O então líder isolado Olympique de Marselha contou com a sorte para empatar em casa contra o ótimo time do Toulouse (não à toa o 5º): Gignac fez 1 a 0, Niang empatou, Gignac (cada vez mais artilheiro, com 21 gols) voltou a marcar, mas Niang marcou outro, ou melhor, teve seu chute desviado para o gol por um zagueiro desolado (o da foto abaixo): 2 a 2 no Vélodrome, empate pas* mal.

Becão do Toulouse foi prudente ao pôr as mãos para trás, mas o pé direito foi imprudente

Esperto que só, o Bordeaux fez sua parte contra o Sochaux (que tinha no banco o famigerado Carlão, ex-Corinthians, super-ameaçado em 17º), e logo de cara: Sertic aos 7 e Gourcuff aos 14 deram o tom, Chamakh aos 48 do 2º tempo só confirmou. A vitória por 3 a 0 alça os Girondinos aos mesmos 68 pontos do OM, que prevalece no saldo de gols (27 contra 26, um golzin!). Ou seja: para quem tropeçar nas próximas quatro rodadas, o troféu dirá au revoir!

Alguém pode avisar o técnico Laurent Blanc (esq.) que ele tem muita chance de ser campeão??

Esperança renovada em Bordeaux, desolação em Lyon. Juninho Pernambucano fez muita falta, mas creio que não evitaria a derrota fora de casa para o Valenciennes (só o 13º, pode?), duas estocadas de Audel. A defesa falhou, Ederson esbarrou na trave, e ao fim da peleja o zagueiro Cris (ex…Corinthians!) teve de reconhecer. “É o fim da nossa luta pelo título. Fomos muito mal hoje, essa é a verdade. O Lyon não é mais um grande time”. Depois dessa, o que mais falar?

A tragédia do OL só não foi maior porque o Paris Saint-Germain (4º) segue a mesma toada: quando parece que vai se recuperar, tomba novamente. Hoje deixou o Rennes (7º) triunfar no Parc-des-Princes, graças a um gol contra do outro azarado da jornada, Sakho (vou resistir e evitar a piadinha), e perdeu a chance de tirar o Lyon da zona de acesso à próxima Liga dos Campeões da Europa. Bom para o Stade Rennais, empolgadérrimo para a final Copa da França, sábado que vem, contra o Guingamp, da segundona.

Audel supera Lloris, para delírio em Valenciennes, Marselha, Bordeaux, Paris…

Em disputa acirradíssima pelo honroso 9º lugar na tabela, o Auxerre venceu o Monaco do técnico Ricardo Gomes (isso, o ex-zagueiro), no Principado onde o Senna foi rei (saudades, Ayrton!). Resultado que, somado à derrota do Lille (6º) para o Lorient (11º), deixou este pertinho dos monegascos (ou seria monagescos? faz diferença??). Depois do Lorient vem o Grenoble (12º), que empatou xoxamente em zerrô-zerrô com o time da tia Nice (8º).

Chegando mais perto da turma que “piriga” cair para Ligue 2, o VAFC deu uma p… duma respirada ganhando do Lyon, empatando em pontos (40) com o Nancy (14º), cujo zerrô-zerrô com o Saint-Etienne (19º) foi péssimo para o time de Ilan, que seria rebaixado se a parada toda acabasse hoje. Quem ressurgiu foi o Caen (16º), após vitória importantíssima sobre o Le Mans (15º), que não pode achar que já está livre, já que tem 38 pontos e o 18º e primeiro na degola soma 33, justamente o Nantes, que conseguiu um feito incrível: conseguiu perder em casa para o pior time e virtual rebaixado do campeonato, o Le Havre (20º).

* pas = não, nada

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 29 de abril de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 19:54

O Milan não precisa de Gourcuff

Compartilhe: Twitter

“Vai, monsieur Bruno Pessa, vai achando que a gente não chega lá…”

Não, a maior ameaça hoje ao título francês do Olympique de Marselha não é o “xará” Olympique Lyonnais, brasileiramente conhecido como Lyon. Enquanto segue em 3º na tabela, a seis pontos do OM, o time de Juninho vê o Bordeaux dar sinais de que não vai largar do pé do líder.

Hoje, os Girondinos (de Fernando, Wendell, Jussiê e Henrique) tinham uma missão espinhosa em Rennes: ganhar do time local para se manter a dois pontinhos do Marseille. A coisa começou feia logo de cara, quando Danzé abriu o placar para o Stade Rennais no primeiro minuto. A batata assou ainda mais aos 26, quando o zagueiro Planus foi expulso por entrada violenta em Sow.

Porém, o futebol não tem nada de previsível e, já na metade final do segundo tempo, Gouffran e Gourcuff (de falta) viraram o marcador. Entretanto, não é que Sow aproveitaria rebote e deixaria tudo igual aos 43? Todavia e contudo (tudo mesmo), o habilidoso Yoann Gourcuff mostraria que ainda haveria tempo para outro tento, aos 48: 3 a 2! Emprestado pelo Milan, o francês segue provando o gosto de ser estrela em Bordeaux – em Milão, sentaria ao lado de Ronaldinho Gaúcho no banco, quando muito. Que as coisas fiquem assim por mais uma temporada então…

E agora, restam apenas 4 rodadas para o fim da Ligue 1, com a briga pela taça indefinida. Vou cair do cavalo apostando no Marselha?

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 7
  3. 8
  4. 9
  5. 10
  6. 11
  7. Última