Publicidade

Posts com a Tag Gomis

domingo, 30 de agosto de 2009 Francês da 1ª divisão | 19:25

Resultados da 4ª rodada

Compartilhe: Twitter

Lens 2 x 2 Rennes (Demont e Gemaa; Bangoura e Gyan) 
Sochaux 1 x 0 Monaco (Sverkos) 
Boulogne-sur-Mer 0 x 0 Auxerre
Nice 0 x 3 Montpellier (Dernis, Montano e Compan)
Lorient 1 x 0 Le Mans (Vahirua)
Saint-Etienne 1 x 0 Grenoble (Landrin)
Lyon 3 x 1 Nancy (Gomis, Lisandro López e Michel Bastos; Hadji)
Paris Saint-Germain 3 x 0 Lille (Clément, Luyiundula e Jallet)
Toulouse 0 x 1 Valenciennes (Samassa)
Marseille 0 x 0 Bordeaux 

>> Tabela de classificação: clique AQUI

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 28 de agosto de 2009 Eliminatórias da Copa, Ex-jogadores, Seleção francesa | 20:26

Seleção multicultural

Compartilhe: Twitter

Semana passada, o leitor Victor me perguntou quais e quantos jogadores se naturalizaram para defender a seleção francesa, e eu respondi que ia pesquisar, porque tinha uma ideia de que eram muitos. E realmente são, em consonância com os fatos de o país ter sido uma potência imperial, com várias colônias na África e Américas, e de atrair muitos imigrantes destas colônias que se transformaram em pequenas e menos desenvolvidas nações.

Se incluirmos ainda os atletas nascidos na França mas com pais estrangeiros, a lista cresce muito. São os casos de Zinedine Zidane, Karim Benzema e Samir Nasri, de origem argelina, e Hatem Ben Arfa, cuja família é tunisiana.

No elenco atual dos Bleus, composto por muitos afrofranceses, temos, entre outros, estes países-fontes: Costa do Marfim: Abou Diaby; Guadalupe: Thierry Henry e William Gallas; Guiné-Bissau: Bafétimbi Gomis; Mali: Alou e Lassana Diarra; Martinica: Nicolas Anelka; Senegal: Bacary Sagna. Há, é claro, naturalizados: Florent Malouda nasceu na Guiana Francesa, vizinha do Brasil; Patrice Evra é senegalês; Steve Mandanda, congolês, e Jean-Alain Boumsong é camaronês.

Vamos a um breve recorrido histórico dos naturalizados: o artilheiro da Copa da Suécia de 1958 (13 gols em 6 jogos!), Just Fontaine, nasceu no Marrocos. No grupo que chegou à semifinal do Mundial de 1982, estavam o zagueiro Marius Trésor, de Guadalupe (ilha da América Central), e o meio-campo Jean Tigana, vindo do Mali.

A geração do primeiro título mundial (1998) tinha o lateral-direito Lilian Thuram, outro de Guadalupe, e os volantes Patrick Vieira, de Senegal, Marcel Desailly, de Gana, e Christian Karembeu, da Nova Caledônia (colônia na Oceania). Na equipe vice-campeã do mundo em 2006, estava o volante Claude Makélélé, originário do antigo Zaire, atual República Democrática do Congo.

**FALANDO EM SELEÇÃO, Raymond Domenech convocou ontem 23 jogadores para os duríssimos confrontos contra Romênia (dia 5) e Sérvia (dia 9), pelas Eliminatórias. Vieira está fora e Ribéry dentro. Para ver os nomes, CLIQUEZ ICI.

Henry, o da coxa acariciada (ui!), participou da conquista
de hoje do Barcelona, supercampeão europeu (Reuters)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 19 de agosto de 2009 Brasileiros na França, Torneios europeus | 21:05

Para impor respeito

Compartilhe: Twitter

O nêgo é bão, e agora tem tudo para voar mais alto (AP) 

Precisando mostrar serviço, o Lyon não economizou: jogou “pacas” e enfiou 5 a 1 no Anderlecht, conquistando a confortável vantagem de poder perder por até três gols na volta, a ser disputada na Bélgica, no meio da semana que vem.

Michel Bastos comeu a bola e fez a torcida esquecer, por alguns minutos, que Juninho Pernambucano não estava em campo. Maravilha! Presente no Gerland, Raymond Domenech deve ter lamentado o fato de o brasileiro não ser francês… mas se Liedson virou português, para Bastos não é impossível se tornar um Bleu daqui a uns anos, d’accord?

O primeiro gol veio antes dos 10, com o bósnio Pjanic batendo falta com muita precisão. Cinco minutos depois, 2 a 0 e prenúncio de goleada: Lisandro López sofre pênalti que ele mesmo converteu. Dominando o jogo, o OL diminuiu o ritmo com o passar do tempo mas não a fome de gols: Michel Bastos limpou a jogada, cortou para dentro e acertou um tirambaço cruzado, que ainda pegou na trave antes de entrar.

Fim do primeiro tempo? Não, ainda cabia mais um: boa jogada tramada pela esquerda que acaba no cruzamento para BAFETIMBI Gomis, que da marca do pênalti empurra para a rede. Na volta do intervalo, os belgas diminuíram com Suarez, mas nosso dileto amigo BAFETIMBI ainda faria mais um, aproveitando primorosa assistência de Bastos e fechando o placar. Noite de gala em Lyon! (leia mais sobre o jogo aqui)

{ amanhã tem francês também na preliminar da Liga Europa: o Toulouse vai à Turquia encarar o Trabzonspor (eita preula!), o Guingamp recebe o Hamburgo, da Alemanha, e o Lille joga na Bélgica contra o Genk }

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 17 de agosto de 2009 Francês da 1ª divisão | 23:42

Os esperados e o intruso

Compartilhe: Twitter

Segunda rodada do Francês finalizada e quais os três times com duas vitórias comandando a tabela ? Bordeaux (oui!), Olympique de Marselha (oui!!) e… Nancy (oui?!?). Pois é, o clube que revelou Michel Platini para o mundo fez sete gols, sofreu um e hoje tem a melhor campanha da Ligue 1. Mas calma, ainda restam longas 36 rodadas…

As duas belas vitórias do ASNL foram sobre Valenciennes, fora (3 a 1), e Monaco, em casa (4 a 0). Nesta última, uma pitada brasileira: gol do zagueiro André Luiz, merecedor da foto de hoje. Outro compatriota colaborou decisivamente para os 100% do OM: Brandão fez o tento solitário contra o Lille, em Montpellier, porque o Vélodrome de Marselha está em reforma (motivo: grama prejudicada por um show da Madonna, é mole?).

O atual campeão impôs 3 a 2 ao Sochaux nos domínios do rival, com dois do ótimo marroquino Chamakh. Lyon e PSG venceram a primeira; o OL graças a BAFETIMBI Gomis, o sonoro, e o Saint-Germain contando, mais uma vez, com o oportunismo de Ludovic Giuly.

O Toulouse venceu a primeira e empurrou o Saint-Etienne para a lanterna: 3 a 1, com participação do selecionável Gignac na construção do placar. O ASSE quer suprir a perda de Gomis, e volta os olhares para nomes brasileiros, como Diego Tardelli e outros. Sucesso nesta empreitada!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 11 de agosto de 2009 Eliminatórias da Copa, Extracampo, Francês da 1ª divisão, Seleção francesa | 23:07

Boas novidades

Compartilhe: Twitter

Logo que acabou a última Ligue 1, o recém-chegado técnico Didier Deschamps disse querer um Juninho ou Gourcuff para o Olympique de Marselha. Sugeri Michel Bastos. O Lyon, que perdeu seu maestro pernambucano, escutou minha indicação (modéstia à parte…), tirando o habilidoso meia do Lille. Que ele se entenda com Ederson, afinal falam o mesmo idioma. Sem dúvida, é uma das maiores novidades para a temporada que está começando.

Também pesam no OL os nomes dos atacantes Lisandro López, argentino ex-Porto, e Bafétimbi Gomis, francês ex-Saint Etienne (“Bafetimbi” é de uma sonoridade única, não acha?). Precisava mesmo, afinal a referência na frente, Karim Benzema, foi ganhar dinheiro status no Real Madrid. Na defesa, chegou outro jogador do Porto: Aly Cissokho. Vamos ver o que vira.

Deschamps não recebeu os presentões que desejava, mas não dá pra ficar triste com um Lucho González (outro argentino, de novo do Porto!), dá? Para o meio, vieram ainda Diawara (ex-Bordeaux), Edouard Cissé (ex-Besiktas-TUR) e M’Bia (camaronês ex-Rennes), pois saíram Cana e Zenden. E o OM agora tem dois renomados estrangeiros, o zagueiro argentino Gabriel Heinze e o atacante espanhol Fernando Morientes. Certamente há time para brigar pelo título em Marselha. 

O atual defensor do título, por sinal, parece satisfeito com o elenco que já provou ser vitorioso: perdeu Diawara e, de significativo, trouxe o meia tcheco Jaroslav Plasil (não é remédio!), ex-Osasuña-ESP, e trocou goleiros – Valverde por Carrasso. Para os padrões franceses, o entrosamento de Fernando, Wendell, Gourcuff, Chamakh e cia. pode ser suficiente; mas para quem vai encarar a fase de grupo da Liga dos Campeões, acho pouco. Ainda em termos de pouco, um pouco dos demais:

PSG: perdeu Kezman, substituiu Landreau pelo experiente Coupet no gol.
Toulouse: perdeu Carrasso e o lateral Mathieu, trouxe o atacante Luan, ex-São Caetano.
Lille: perdeu Bastos e ganhou Landreau.
Monaco: sem Ricardo Gomes, repatriou o meia Nenê e contratou o volante Eduardo Costa, ex-São Paulo (foto)

*LEMBRANDO QUE AMANHÃ a França tem jogo importantíssimo em sua caminhada para a Copa de 2010 contra a fraquíssima “seleção” das Ilhas Faroe (será que é preciso selecionar por lá?), a partir das 13h (de Brasília). Uma boa apresentação deste e outros duelos pelas Eliminatórias estão neste texto do Trivela.com. 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. Última