Publicidade

Posts com a Tag Gomis

sexta-feira, 1 de abril de 2011 Francês da 1ª divisão | 01:10

Nada de novo entre os endinheirados

Compartilhe: Twitter

Essa é da semana passada, mas não consegui subir aqui antes. Como faz todo semestre, a France Football divulga a lista dos maiores salários do futebol europeu e também dentro da França. No país do biquinho, não houve surpresa: os cinco primeiros são os mesmos cinco da relação divulgada em abril.

heinze

Gabriel Heinze, por cima da bola e no topo da liga (Getty Images)

O zagueiro argentino Gabriel Heinze continua se sobressaindo a meias e atacantes goleadores com o que o Olympique de Marselha muito bem lhe paga. Em seguida, aparecem Yoann “Yo-yo” Gourcuff, do Lyon, outro argentino, Lucho González, também do Olympique, o brasileiro Cris e outro hermanito, Lisandro López, ambos lioneses. Dos dez primeiros, seis são estrangeiros. Entre os brasucas, além de Cris, despontam Michel Bastos, Nenê e Ederson, todos meia-atacantes, ao contrário do zagueiro.

Salta aos olhos, logo de cara, o poderio financeiro de Olympique de Marselha e Lyon, com nada menos que 15 dos 20 jogadores mais bem assalariados da Ligue 1. O Paris Saint-Germain, time da capital francesa, possui quatro atletas. O Bordeaux encerra a relação com um nome. Já o atual líder da Ligue 1, o Lille, e o terceiro colocado, Rennes, ficaram de fora, o que é assaz curioso por mostrar que dinheiro não é o fator preponderante para se destacar na tabela de classificação… Caso um desses dois postulantes ao título consiga a façanha de levantar a taça, talvez figure no top 20 da temporada 2011/2012.

>> Veja o atual ranking de salários, com a comparação com o de 2009/2010 e o número de partidas, assistências e gols após 28 rodadas do Francês, para termos uma noção da efetividade dos caras:

1. Gabriel Heinze (zagueiro argentino, OM): 4,5 milhões de euros/ano, manteve posição, 22 jogos e 2 gols
2. Yoann Gourcuff (meia francês, Lyon): 4,4 / manteve /  22 jogos, 4 assistências e 2 gols
3. Lucho Gonzalez (meia argentino, OM): 4,3 / manteve / 27 jogos, 3 assistências e 7 gols
4. Cris (zagueiro brasileiro, OL): 4,3 / manteve / 14 jogos
5. Lisandro Lopez (atacante argentino, OL): 4,1 / manteve / 19 jogos, 2 assistências e 12 gols
6. André-Pierre Gignac (atacante francês, OM): 3,8 / subiu 10 posições (estava no Toulouse) / 22 jogos, 3 assistências e 5 gols
7. Kim Källström (volante sueco, OL): 3,7 / manteve / 24 jogos, 2 assistências e 2 gols
8. Bafetimbi Gomis (atacante francês, OL): 3,5 / subiu 1 posição / 28 jogos, 2 assistências e 10 gols
9. Michel Bastos (meia brasileiro, OL): 3,4 / subiu 1 posição / 23 jogos, 3 assistências e 5 gols 
10. Ludovic Giuly (atacante francês, PSG): 3,2 / subiu 2 posições / 26 jogos, 6 assistências e 4 gols
11. Claude Makelele (volante francês, PSG): 3,1 / caiu 3 posições / 25 jogos e 1 assistência
12. Nenê (meia brasileiro, PSG): 3 / não constava / 26 jogos, 5 assistências e 13 gols
13. Loic Rémy (atacante francês, OM): 3 / não constava / 25 jogos, 2 assistências e 9 gols
14. Jérémy Toulalan (volante francês, OL): 3 / não constava / 22 jogos e 1 assistência
15. Stéphane M’Bia (volante camaronês, OM): 2,9 / não constava / 21 jogos e 1 gol
16. Mathieu Valbuena (meia francês, OM): 2,9 / não constava / 22 jogos e 3 gols
17. Guillaume Hoarau (atacante francês, PSG): 2,8 / manteve /  26 jogos, 5 assistências e 8 gols
18. Alou Diarra (volante francês, Bordeaux): 2,8 / manteve / 23 jogos e 4 gols
19. Ederson (meia brasileiro, OL): 2,8 / manteve / 1 jogo (se contundiu e teve que operar)
20. Steve Mandanda (goleiro francês, OM): 2,8 / manteve / 28 jogos

O que você acha desses valores e números? Opine!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 21 de março de 2011 Francês da 1ª divisão | 17:07

Lille se distancia pra cima e PSG pra baixo no top 5

Compartilhe: Twitter
lyon_rennes_reu

O gol de Theóphile que definiu o 1 a 1 em Gerland: quem ganhou foi o Lille... (Reuters)

Estava desenhada a chance do Lille abrir vantagem no Campeonato Francês, pelos confrontos da rodada do final de semana. Como o líder venceu e o segundo (Rennes) e o terceiro (Lyon) ficaram no empate, agora o LOSC tem quatro pontos a mais que o novo vice, o Olympique de Marselha, que afastou ainda mais o PSG da corrida pelo título no clássico do povo. 

Contando com a eficiência e inspiração de seus dois principais artilheiros na Ligue 1, os africanos Moussa Sow e Gervinho, o Lille virou sobre o Brest – foi a terceira derrota do Stade Brestois em 14 partidas em casa – e confirmou o favoritismo de maior favorito ao título. Sow se isolou ainda mais na lista de goleadores do torneio, com 19 gols, enquanto que Gervinho agora é o quinto, ao lado de Lisandro López, com 12. El-Arabi marcou mais um pelo Caen, na vitória contra o lanterníssimo Arles, foi a 14 e se descolou de Nenê, ainda com 13.

Tentando juntar os cacos decorrentes da eliminação na Liga dos Campeões para o Real Madrid, o Lyon conseguiu “achar” o primeiro gol do jogo contra o Rennes, em duelo direto: Lisandro chutou, a bola desviou em Gomis e enganou o goleiro Douchez – vale lembrar que a dupla de atacantes é responsável por mais da metade dos gols lioneses na competição. Do banco de reservas, Cris viu sua equipe sofrer o castigo do empate mesmo com um a menos (o colombiano Montaño foi pro chuveiro merecidamente no 2º tempo, após agredir Lovren, porque seu pisão em Toulalan no 1º passou incólume), quando, perto do fim, o defensor Kévin Théophile-Catherine testou para a rede de Lloris, depois de cobrança de M’vila. Resultado injusto, mas futebol é isso aí…  

Sem Brandão de vez, depois de negociá-lo para o Cruzeiro, o OM não sentiu falta dos gols, que vieram em precisa cobrança de falta de Gabriel Heinze, argentino ex-PSG (entre 2001/02 e 2003/04), e graças a cabeceio do ganês André Ayew, aproveitando cruzamento de André-Pierre Gignac. O gol parisiense saiu depois que Chantôme complementou rebote de chute de Nenê que acertou a trave. Decepcionado e realista, o presidente do Paris, Robin Leproux, já coloca como meta para o clube ficar entre os cinco primeiros no final das contas…

om_psg_gol_heinze_reu

O lance em que Heinze venceu Grégory Coupet e a bola acabou na rede (Reuters)

Veja os resultados da 28ª journée:

Brest 1 x 2 Lille (Lesoimier; Gervinho e Sow)
Lyon 1 x 1 Rennes (Gomis; Théophile-Catherine aos 43 do 2º) – Montaño-REN foi expulso
O. Marseille 2 x 1 Paris-SG (Heinze e André Ayew; Chantôme) – Quase 53 mil pessoas no Vélodrome
Montpellier 1 x 4 Lens (Bocaly; Akalé, Joris Marveaux contra, Roudet e Jemaa) 
Lorient 0 x 0 Saint-Etienne – O goleiro Janot-ASSE foi o melhor em campo
Valenciennes 2 x 2 Bordeaux (Danic 2; Jussiê aos 35 e Ciani aos 39 do 2º) – 4º gol do meia brasileiro, em 24 jogos
Toulouse 1 x 1 Nice (Santander; Cetto contra aos 48 do 2º) 
Auxerre 2 x 0 Sochaux (Jelen 2
Caen 2 x 0 Arles-Avignon (Mollo e El-Arabi)
Monaco 0 x 1 Nancy (André Luiz) – Quarto gol do zagueiro brasileiro, que soma 25 jogos no campeonato

*Classificação: Lille lidera com 55 pontos, seguido por Olympique de Marselha, com 51, Rennes, com 50, Lyon, com 49, e PSG, com 45. Veja tabela completa

brest_lille_afp

Gervinho é festejado pelos colegas. Ninguém late mais alto que os Dogues até aqui (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 16 de março de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:41

Real elimina Lyon e despacha a catiça

Compartilhe: Twitter

Depois de seis anos caindo nas oitavas de finais da Liga dos Campeões, mesmo com times capazes de ir bem além, o Real Madrid superou o carma para cima do Lyon, seu algoz no ano passado e que nunca havia vencido, em sete jogos. Marcelo matou a pau, Benzema voltou a ser implacável contra seu ex-clube e agora temos de torcer para Karim e os demais franceses fora da França na sequência da Champions. Michel Bastos e Ederson, se tivessem inteiros, poderiam ajudar. Mas como o “se” não entra em campo, segue a vida…

benzema_lloris_reu

Francês que brilha, francês que se lamenta e só resta ao país torcer pelos jogadores (Reuters)

Le match
O Real começou com tudo, mantendo a bola sempre no campo de ataque e fazendo Lloris trabalhar repetidamente. Aos 8, Pepe obstruiu Gourcuff em contra-ataque lionês, levando o amarelo. Passei a esperar que o jogo francês se concentrasse por cima do muitas vezes violento zagueiro português –  que por sinal fez o favor de acertar uma joelhada na cara de Lisandro López sem a arbitragem perceber…

Com o tempo, o Lyon foi atacando mais. Boa jogada aos 21, com Cissokho acionando Delgado, que chutou colocado e Casillas mandou para escanteio. Aos 26, Cristiano Ronaldo fez bela jogada, finalizou forte e Lloris espalmou com estilo, por cima do gol. Três minutos depois, Ricardo Carvalho deu carrinho feio em Delgado, por trás, e foi acertadamente advertido com amarelo pelo juiz esloveno (?). A zaga merengue já estava pendurada…

Cris estava bem perto de Benzema, tendo feito um eficiente desarme dentro da área aos 31 minutos. Mas cinco minutos depois, o brasileiro do Real fez a diferença: Marcelo tabelou com Cristiano Ronaldo, passou por Cris, deixou Lovren no chão e finalizou até que no meio do gol, mas Lloris, caído, só conseguiu espalmar para dentro: 1 a 0. Desse jeito, um gol do OL levava a disputa para os pênaltis.

Aos 40, Marcelo cruzou bem, Benzema emendou alta e Lloris fez linda e difícil defesa. Logo depois o 9 francês meteu para as redes, mas o bandeirinha invalidou corretamente. Ai ai ai… Melhor ir para o intervalo. Na volta dele, Claude Puel tirou Briand, que nada vinha fazendo de útil, e colocou Gomis, autor do gol na ida em Gerland. Gostei da mexida.

Entretanto, o Madrid continuava mais perto do segundo do que o Lyon do primeiro, infelizmente, com Lloris se desdobrando para não ser batido. Porém, aos 21, Reveillère errou passe, Marcelo lançou para o ataque, Lovren não achou a bola, Benzema deixou o mal-posicionado Cris para trás e tocou por baixo de Lloris: 2 a 0, e desta vez Karim comemorou sim, tá certo – seis gols em sete jogos na Liga, pô!

Puel tirou então Gourcuff, uma decepção, apostando no jovem Pied. Quem sabe alguém querendo mostrar serviço sirva mais para o time… A arbitragem poderia ajudar se fosse mais atenta e visse Pepe chutando propositadamente Lisandro em disputa pelo alto. Gomis chutou com perigo aos 25, mostrando que o Lyon ainda não estava morto – um gol poria fogo na partida, certamente.

Só que a defesa lionesa não estava a fim de colaborar e Di María ficou frente a frente com Lloris, esperou o goleiro francês cair (não deveria ter caído tão cedo…) e tocou por cima, sutilmente, para fazer 3 a 0 e enterrar o projeto Champions de Jean-Michel Aulas e subalternos. Pjanic veio pro lugar de Delgado, Lassana Diarra também entrou, mas o OL já estava entregue e o Real fez o tempo passar com eficiência.

Chelsea 0 x 0 Copenhague
Praticamente eliminado antes mesmo do jogo na Inglaterra, o time dinamarquês arrumou uma forma interessante de não passar em branco hoje: jogou de camisa rosa, quase violeta… Até que evitou a derrota em Londres, o que é digno de nota. Mas Florent Malouda e Nicolas Anelka vão às quartas de finais da Liga, como era de se esperar.

Amanhã o PSG decide
Em Portugal foi 2 a 1 para o Benfica, o que obriga o Paris a buscar a vitória em casa, pelas oitavas de finais da Liga Europa, às 14h45. A Rede TV! transmite ao vivo, com o inigualável Sílvio Luiz, que fará jornada dupla (coitado do decano…).

Abidal opera amanhã
A cirurgia foi antecipada em um dia e o lateral francês, que recebeu apoio dos colegas do Barcelona e dos jogadores de Real e Lyon no Santiago Bernabéu, já passou por procedimentos pré-operatórios. Bonne chance à lui!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:43

Benzema materializa a ironia. Anelka impecável

Compartilhe: Twitter

(Abre parêntese: Jogadores franceses calam os detratores e marcam todos os gols do dia na Champions. Fecha parêntese, obrigado)

Por cinco anos e quase 150 jogos, a torcida do Lyon se acostumou a torcer por Karim Benzema e comemorar seus mais de 60 gols. Hoje, em sua casa, provou do amargo gosto de ver o filho de Gerland balançar as redes do lado rival – no caso, o Real Madrid. Triste, mas poderia ter sido pior, caso fosse o gol da primeira vitória madridista sobre o time francês, na ida das oitavas de finais da Liga dos Campeões da Europa. O que não se nega é que foi o quinto do atacante em seis jogos na Champions, nada mal para um reserva…

Outro gaulês a brilhar foi Nicolas Anelka, mais um atacante costumeiramente contestado. O Chelsea foi à Dinamarca e só deu ele no placar. Agora soma sete gols e se iguala a Samuel Eto’o, da Inter de Milão, na artilharia geral do torneio de clubes mais difícil do mundo. Tá bom?

benzema_real_madrid_reuters

Patinou, mas marcou mais um o BenzeBut... (Reuters)

Lyon 1 x 1 Real Madrid
O Lyon começou com Lloris; Réveillère, Lovren, Cris e Cissokho; Toulalan, Kallstrom, Gourcuff, Delgado e Michel Bastos; Gomis. Do lado do Real, Casillas; Sérgio Ramos, Pepe, Ricardo Carvalho e Arbeloa; Xabi Alonso, Khedira, Ozil e Di María; Cristiano Ronaldo e Adebayor, com Kaká, Marcelo e Benzema como opções no banco de reservas. Na tribuna foi visto o francês Zidane ao lado do espanhol Florentino Pérez, presidente do Real e seu chefe.

delgado_ramos_reuters

Sergio Ramos x Cesar Delgado (Reuters)

Os lioneses iniciaram marcando e batendo em Cristiano Ronaldo, mas o primeiro amarelo foi pra Sérgio Ramos, por uma pegada dura em Delgado. Aos poucos, o time da casa se mostrou mais perigoso, atingindo a área merengue bem mais do que o contrário. Michel Bastos foi bastante acionado, Delgado mostrou eficiência e Gomis perdeu ótima chance na conclusão de um contra-ataque, finalizando mal com Casillas já no chão. Mesmo com o Real se soltando mais com o passar do tempo, o primeiro tempo do OL foi melhor.

Situação radicalmente oposta foi vista nos primeiros minutos da segunda etapa. Não houve substituições em ambos os lados, mas Michel Bastos levou o cartão amarelo que o suspende da partida de volta por falta em Di María perto da grande área. Na cobrança, Cristiano botou o veneno que lhe é costumeiro em arremate cruzado, Lloris não achou nada e a bola estourou na trave. Segundos depois, em chuveirinho na área francesa, Sérgio Ramos testou com estilo, Hugo novamente se esticou sem sucesso e ela rebateu no travessão… Sufoco e sorte, amigo!

Cristiano Ronaldo voltava a causar perigo e amarelou Cris. Minutos depois, José Mourinho deu um voto de confiança para Benzema, que veio para o lugar de Adebayor, no campo que conhece tão bem. E não é que em seu primeiro lance com bola, fez um desarme, recebeu dentro da área e balançou as redes, mesmo desequilibrado? Aos 20 minutos, todos vieram abraçá-lo, mas obviamente ele não comemorou contra seu ex-time, que o revelou e vendeu para a Espanha…

Tentando diminuir o prejuízo, Claude Puel colocou Briand e Pied nos lugares de Bastos e Delgado. Sem organização mas com vontade, o Lyon acharia o gol do empate na bola alta. Falta levantada na área, Cris desviou e Gomis, livre e em posição legal, apenas escorou no canto de Casillas aos 38 minutos de jogo. Ainda houve tempo para se tentar um abafa, porém nada de mais gols. A invencibilidade contra o Madrid foi mantida, mas o empate em seus domínios, com gols, deixa o Lyon em desvantagem para a decisão no Bernabéu.

Copenhague 0 x 2 Chelsea

 anelka_chelsea_reuters

Nicolas finaliza no lance que originou o primeiro gol (Reuters)

O primeiro gol na outra partida do dia pela Champions foi francês. No primeiro tempo, Nicolas Anelka aproveitou erro na saída para o jogo do time dinamarquês, conduziu a bola pelo lado direito e chutou cruzado, rasteiro, por baixo do goleiro, que poderia ter pego, na minha avaliação.

O segundo gol… também. Lampard deu linda assistência para o camisa 39, que correu para a bola e bateu forte, cruzado, esse sim com pouca chance de defesa para Wiland. Nada de comemoração efusiva da parte do atacante, bem no estilo “I’m just doing my job”.

Podendo até perder na volta em Londres, o Chelsea já deve estar de olho em possíveis adversários nas quartas de finais…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 18:18

Lille firme, PSG derrapando. Resultados da 23ª rodada

Compartilhe: Twitter

Le Blog du Foot não poderia se esquecer de uma menção honrosa a Ronaldo, que anunciou hoje seu adeus dos gramados. Foi mesmo um Fenômeno e deu grandes alegrias aos Bleus, inclusive na sua despedida oficial pela seleção brasileira, em 2006, que é mais louvável ainda!

O líder LOSC não perde o prumo. Cumpriu o dever de casa contra o Toulouse e manteve a gordura de 5 pontos para o resto da turma na Ligue 1. Depois de Gervinhô ter aberto o placar, Túlio de Melo veio para o jogo aos 35 minutos do 2º tempo, substituindo Hazard, e completou a vitória aos 49. Nas últimas rodadas, tem sido o brasileiro mais efetivo, deixando Nenê para trás.

Nenê e seu PSG podem pagar caro, lá no fim do Francesão, pelas seguidas derrapadas nas últimas duas rodadas – a derrota para o Rennes somada ao último empate com o Lens geram cinco pontos perdidos. Hoje, o Paris Saint-Germain está a 7 pontos do Lille.

Com o tropeço parisiense, melhor para o Rennes, que também fez a lição de casa ao bater o Nice. Vi parte do primeiro tempo, que foi ganhando em movimentação e chances de gols com o passar do tempo. No início do segundo, saíram os dois gols.

Destaques ainda para as vitórias fora de casa de Marselha (com dois de Gignac – o artilheiro voltou?) e Lyon, este de goleada sobre o Saint-Etienne no dérbi 101 entre os rivais  – detalhes do jogo estão no blog BrasilLyonnais. Já o Bordeaux, caiu diante do Caen. Desanimador…

lille_tulio_reuters2

Como é que é, Nenê, vamos voltar a marcar? Túlio vai ganhando terreno... (Reuters)

Veja os resultados da journée:

Lille 2 x 0 Toulouse (Gervinho e Túlio de Melo)
Paris Saint Germain 0 x 0 Lens – Quase 33 mil pessoas no Parc des Princes
Rennes 2 x 0 Nice (Montaño e Boukari)
Sochaux 1 x 2 O. Marselha (Ideye; Gignac 2)
Saint-Etienne 1 x 4 Lyon (Payet; Gomis, Bayal contra, Michel Bastos e Briand)
Bordeaux 1 x 2 Caen (Modeste; Traoré e Hamouma)
Arles-Avignon 0 x 0 Montpellier
Nancy 3 x 1 Auxerre (Féret, Cuvillier e Hadji; Jelen)
Valenciennes 3 x 0 Brest (Ducourtioux, Bisevac e Pujol)
Monaco 3 x 1 Lorient (Lolo, Mangani e Park; Gameiro)

>> Classificação: Lille lidera com 45 pontos, seguido por Rennes, com 40, e Olympique de Marselha, com 39. Veja tabela completa

Volto mais tarde para falar dos retornos das Ligas dos Campeões e Europa, nesta semana!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011 Seleção francesa | 11:41

France vs Brésil: Les sélectionnés

Compartilhe: Twitter

A maior novidade é o novato zagueiro Koscielny, que vem atuando bem no Arsenal, tradicional celeiro de selecionáveis Bleus – forneceu mais jogadores que qualquer clube francês, acredita? Evra não voltou como se especulava, ao contrário de Menez, outro que faz por merecer na Roma. Diaby e Matuidi também retornam, mas nada de Gignac, Gomis, Payet, testados anteriormente, e Martin, do Sochaux, cotado depois de recentes bons jogos – não sinto falta de nenhum deles no momento…

Laurent Blanc não pôde chamar Nasri, Valbuena, Kaboul e Ribéry, lesionados (se não estivessem, os dois primeiros certamente estariam na relação). Samir sim deve fazer falta, assim como Franck, por sua experiência.

Voilá la liste:

Goleiros – Hugo Lloris (Lyon), Stève Mandanda (Olympique de Marselha) e Cédric Carrasso (Bordeaux)

Laterais direitos – Bacary Sagna (Arsenal-ING) e Anthony Reveillère (Lyon)

Zagueiros – Philippe Mexès (Roma-ITA), Adil Rami (Valencia-ESP), Mamadou Sakho (PSG) e Laurent Koscielny (Arsenal-ING)

Laterais esquerdos – Eric Abidal (Barcelona-ESP) e Gaël Clichy (Arsenal-ING)

Meio-campistas – Alou Diarra (Bordeaux), Abou Diaby (Arsenal-ING), Yann M’Vila (Rennes), Yohan Cabaye (Lille), Yoann Gourcuff (Lyon), Florent Malouda (Chelsea-ING) e Blaise Matuidi (Saint Etienne)

Atacantes – Karim Benzema (Real Madrid-ESP), Jérémy Menez (Roma-ITA), Guillaume Hoarau (PSG), Loïc Rémy (Olympique de Marselha) e Kevin Gameiro (Lorient)

Não haverá ingressos à venda nas bilheterias do Stade de France no dia 9. Tudo bem, eu nem queria mesmo…

Para rever a convocação brasileira, faça clique aqui.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 16 de janeiro de 2011 Francês da 1ª divisão | 23:18

Resultados da 20ª rodada

Compartilhe: Twitter

2,8 gols por jogo

Nice 0 x 2 Lille (Gervinho e Sow)
Paris Saint-Germain 2 x 1 Sochaux (Sakho e Giuly; Maiga)
Rennes 4 x 0 Arles-Avignon (Tettey, Brahimi 2 e Mvila) – Soro-ARL foi expulso aos 25 do 2o
Lyon 3 x 0 Lorient (Gomis 2 e Kallstrom) – Mais de 32 mil pessoas no Gerland
Olympique de Marselha 2 x 1 Bordeaux (Gignac e Brandão; Modeste de pênalti) – Mais de 48 mil pessoas no Vélodrome
Lens 2 x 1 Saint-Etienne (Roudet e Perrin contra; Chelle contra) – Mais de 32 mil pessoas no Felix Bollaert
Brest 1 x 3 Caen (Grougi; Nivet, El-Arabi, Hamouma) 
Toulouse 1 x 0 Nancy (Tabanou)
Montpellier 2 x 1 Valenciennes (Giroud e El-Kauotari; Dossevi) 
Auxerre 1 x 1 Monaco (Quercia; Adriano)

>> Classificação:
Lille lidera com 35 pontos, seguido por PSG, Rennes e Lyon, com 34. Veja tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011 Francês da 1ª divisão | 10:49

Lyon e PSG não vencem no Marrocos

Compartilhe: Twitter

Preparei esse post para ser publicado ontem, mas antes que eu o finalizasse o sistema de colunistas do iG caiu até o final da noite. Então desculpe a falha que não foi minha…

Fazendo pré-temporada no norte africano, Lyon e PSG disputaram amistosos nesta quarta-feira, no mesmo Marrakech Stadium da mesma Marrakech, um em sequência do outro.

Primeiro jogou o OL, que empatou em zerrô-zerrô contra o Kawkab Atlhétique Club Marrakech (o distinto KACM, 13º no Marroquinão), diante de bom (e animado) público. Com seu bonito uniforme violeta Everest Poker, o time francês alinhou com Vercoutre; Réveillère, Lovren, Diakhaté e Cissokho; Makoun, Källström, Pjanic e Pied; Lisandro López e Gomis. No intervalo, apenas 11 mudanças efetuadas por Claude Puel e a equipe titular ficou: Gorgelin; Gassama, Faure, Gonalons e Kolodziejczak; Toulalan, Grenier, Michel Bastos e Lacazette; Delgado e Briand.

No primeiro tempo, o Lyonnais criou boas chances (embora Bafétimbi parecesse meio sonolento), mas caiu de produção no segundo e passou por momentos de pressão diante da ajeitada formação marroquina. Até teve boas oportunidades de marcar nos minutos finais, com Lacazette e Delgado, mas ficou no zero. Tudo bem, afinal ficou nítido que o mais importante no jogo era colocar o elenco para se movimentar.

Depois foi a vez do Paris Saint-Germain, que encarou o Wydad Atlhétique Club, o glorioso WAC Casablanca (6º colocado do Marroquinão), no “jogo de fundo”. Antoine Kombouaré levou ao gramado Edel; Jallet, Sakho, Traoré e Makonda; Makelele, Makhedjouf, Bahebeck e Nenê; Luyindula e Erding.

A esquadra francesa começou com tudo, sob o comando de Nenê, pressionando principalmente nas bolas aéreas. Dava muito trabalho à defesa rival, que teve sorte com uma bola na trave. Mas foi castigada aos 29 minutos, quando, em rápido ataque pela esquerda, o time da casa abriu o placar quando Iajour finalizou fraco, mas a bola passou por baixo de Edel, que na minha opinião falhou.

O castigo durou pouco: aos 39 minutos, Makonda cruzou da esquerda no jeito para o cabeceio de Erding, que só precisou sair um pouco do chão para testar para a rede marroquina. Na segunda etapa, Kombouaré repetiu Puel e mudou geral no Paris: entraram Coupet, Camara, Landre, Ceará, Chantôme, Giuly, Maurice, Qasmy e Hoarau. Só Sakho e Makelele jogaram dois tempos. Com menos lances agudos de gol, o placar acabaria 1 a 1 mesmo.

Agora, Lyon e PSG voltam à França e se preparam para o primeiro desafio pra valer do ano, a Copa da França, neste próximo final de semana.

Veja fotos dos amistosos de Lyon e PSG (é preciso clicar em duas etapas, sobre as imagens, para vê-las ampliadas):

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 10:34

Resultados da 17ª rodada

Compartilhe: Twitter

1,4 gol por jogo. Média baixa, mas quase 30% dos gols foram brasileiros.

Arles-Avignon 0 x 1 Lille (Túlio de Melo) – Aït Ben Idir-ARL foi expulso
Valenciennes 1 x 2 Paris Saint-Germain (Aboubakar; Nenê 2)  
Bordeaux 0 x 0 Rennes
Auxerre 1 x 1 O. Marselha (Birsa de pênalti; Rémy) – Mbia-OLY foi expulso
Lyon 2 x 0 Toulouse (Lisandro López e Bafetimbi Gomis) – Mais de 32 mil pessoas no Gerland
Brest 0 x 0 Montpellier  
Nancy 1 x 0 Sochaux (André Luiz
Monaco 0 x 2 Saint-Etienne (Batlles e Sako) 
Lorient 3 x 0 Lens (Amalfitano, Kitambala e Mvuemba) 
Caen 0 x 0 Nice 

>> Classificação: Lille lidera com 31 pontos, seguido por PSG, 30, Lyon, 29, Rennes, 28, Marselha, 27 e Brest, 26. Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 7 de dezembro de 2010 Torneios europeus | 19:45

Lyon empata no fim e avança em 2º no grupo B da Liga

Compartilhe: Twitter
gomis_lyon_hapoel_afp

Bafé Gomis se lamenta após perder gol: imagem que simboliza a maior parte do jogo no Gerland (AFP)

Lyon 2 x 2 Hapoel Tel Aviv, Benfica 1 x 2 Schalke 04. E assim a chave da Liga dos Campeões da Europa se encerrou da mesma forma como chegou à última rodada: Schalke em primeiro, Lyon em segundo (classificados), Benfica em terceiro (rumo à Liga Europa) e Hapoel em quarto. Surpreendeu o desempenho do Tel Aviv, que quase roubou a Liga Europa do time português, não fosse o empate suado do OL no Gerland. Agora a equipe francesa torce para o sorteio das oitavas de finais não colocá-lo defronte um adversário, obrigatoriamente primeiro de seu grupo, muuuito duro de encarar, como um Barcelona da vida…

Claude Puel escalou Lloris; Reveillère, Cris, Diakhaté e Cissokho; Gonalons, Makoun e Pjanic; Briand, Gomis e Lisandro López. Michel Bastos e Lovren começaram no banco, poupados por estarem pendurados e correrem risco de suspensão em caso de novo cartão amarelo. Mesmo buscando o ataque desde o início, com Lisandro e faltas cobradas por Pjanic, o Lyon sofria perigosos contra-ataques, com Gonalons e Diakhaté falhando e dando trabalho para Lloris. Para azar lionês, provavelmente o mais talentoso jogador do time israelense seja o goleiro nigeriano Enyeama.

O segundo tempo começou sem alterações da parte de Puel no Lyonnais, que detinha 65% da posse de bola. Mas o panorama do jogo não mudava. Aos 15 minutos, o treinador francês fez o que eu provavelmente já teria feito no intervalo: colocou Bastos na partida, sacando Gomis. Dois minutos depois, dois gols na sequência! Primeiro Michel bateu falta, Enyeama desta vez falhou e Licha mandou para as redes. Porém, mal o anfitrião comemorou, o visitante empatou, quando Sahar recebeu sozinho de frente para o crime, valendo-se do mal posicionamento de Diakhaté, e venceu Lloris ao tocar para o gol. 

Haveria algo pior que o Lyon seguir perdendo boas oportunidades? Sim, levar o segundo gol. Que veio com um lindo arremate de Zahavi, aproveitando cruzamento de bicicleta, aos 24 minutos, sendo muito feliz num lance difícil. Lacazette veio para a vaga de Pjanic, mas o time da casa seguiu afoito, insistindo nos chutes de longe, sem sucesso. A última cartada de Puel foi colocar Pied no lugar de Cissokho, mas o goleiro nigeriano segurava as pontas. Até que a pressão sufocante deu resultado aos 43 minutos, quando Pied enfiou bola pelo meio, Lisandro fez o corta-luz e Lacazette chegou primeiro que a zaga, dominando e finalizando no canto oposto ao de Enyeama. Um gol construído pela base!

Alívio para a moral lionesa, pela manutenção da invencibilidade em seus domínios, e tragédia para o Hapoel, que perdeu a vaga na Europa League nos minutos finais. Amanhã, quarta, temos Olympique de Marselha x Chelsea e Real Madrid x Auxerre na sequência da Liga.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última