Publicidade

Posts com a Tag Gignac

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 11:52

Lille se confirma como melhor time do turno do Francês

Compartilhe: Twitter

Com tanto equilíbrio, todos podem tirar pontos dos líderes na Ligue 1. Essa foi a tônica do primeiro turno, repetida na décima nona rodada, nesta quarta-feira, que encerrou o ano de 2010 na França – o returno começa nos dias 15 e 16 de janeiro de 2011. Melhor para o Lille, que mesmo empatando em casa se consagrou como champion d’automne, graças às derrotas de PSG e Rennes e aos empates de Lyon e Olympique de Marselha (o LOSC tem ainda um jogo adiado por fazer, contra o Nancy).  

moussa_sow_lille_afp

Como dizem os locutores nos estádios após os gols, o goleador-mor desta primeira metade foi Moussa... Sooowww! (AFP)

Contra o Saint-Etienne, que poderia alcançar a mesma pontuação em caso de vitória, o Lille não venceu, como esperava, mas garantiu o artilheiro do turno, Moussa Sow, com 14 gols. O ASSE não pôde contar com seu artilheiro Payet, em razão de uma gastroenterite (ué, já mandou ver a ceia natalina?). O Rennes não teve a mínima chance contra o Caen: saiu perdendo antes dos 10 minutos de jogo e assim terminou a partida, caindo longe de casa.

Com um a menos desde o começo do jogo, o PSG não resistiu ao Nancy fora de casa na segunda etapa. O Lyon também não teve o que comemorar: foi para o intervalo ganhando do Auxerre e na condição de líder da competição por causa dos resultados combinados. Mas o AJA empataria assim que a bola voltou a rolar no Gerland, o que deixou os lioneses chupando o dedo… 

Sem Brandão, lesionado no tendão de Aquiles, e com Gignac mais reclamando da marcação do que jogando como deveria, um instável OM, demasiado nervoso com a arbitragem, parou na segunda melhor defesa do torneio (15 gols sofridos), atrás do Rennes (12 gols). O Stade Brestois, porém, se destaca pela ruindade do gramado do acanhado estádio Francis Le Blé, que pasto!

Veja os resultados completos da 19ª journée:

Lille 1 x 1 Saint-Etienne (Sow aos 27 do 2º; Sako de pênalti aos 31 do 2º) 
Nancy 2 x 0 Paris Saint-Germain (Hadji aos 22 e 37 do 2º) – Sakho-PSG foi expulso aos 14 do 1º
Caen 1 x 0 Rennes (Hamouma aos 9 do 1º)
Lyon 1 x 1 Auxerre (Mignot contra aos 48 do 1º; Quercia no 1º do 2º)
Brest 0 x 0 Olympique de Marselha – Fanni-OLY saiu machucado no 1º tempo, Kaboré-OLY foi expulso aos 39 do 2º 
Bordeaux 2 x 2 Lens (Alou Diarra aos 22 do 2º e Gouffran aos 47 do 2º; Eduardo aos 16 do 1º e Boukari aos 47 do 1º) – Alou Diarra-BOR foi expulso aos 27 do 2º 
Lorient 0 x 0 Montpellier 
Monaco 2 x 1 Sochaux (Malonga aos 8 do 1º e Park aos 48 do 2º; Maiga aos 2 do 2º) 
Valenciennes 2 x 1 Toulouse (Angoua aos 44 do 1º e Danic aos 47 do 1º; Sissoko aos 35 do 1º)  
Arles-Avignon 0 x 0 Nice

>> Classificação: Lille (um jogo a menos) lidera com 32; PSG, Rennes e Lyon somam 31; Marselha e Saint-Etienne, 29.  Confira tabela completa

Joyeux Noël à tous! (Feliz Natal a todos!)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 18:23

Marselha empata com Rennes e é lider isolado

Compartilhe: Twitter

Olympique de Marselha 0 x 0 Rennes. Jogo equilibrado e emocionante no Vélodrome, mas nada de gols. Não é de todo ruim para os donos da casa, agora líderes únicos do Campeonato Francês, com todas as equipes tendo realizado 15 partidas. 

Com Gignac nas tribunas e Brandão, Ayew e Rémy na frente, o Olympique começou sendo surpreendido quando Montaño apareceu cara a cara com Mandanda e sofreu o pênalti. Porém, o jovem Kembo Ekoko, prata do Rennes de 22 anos, olhou muito pro juiz antes de cobrar, não chutou bem e o reserva de Lloris na seleção francesa mandou pra escanteio.

O tempo passou e o Marselha melhorou, criando boas chances com Rémy e Brandão. Mas sofria rápidos contra-ataques do Stade Rennais, que metia perigosas bolas enfiadas nas costas da defesa. Valbuena e Abriel entraram no segundo tempo, nos lugares de Cheyrou e Rémy, mas nada do OM melhorar. Aliás, em parte da etapa complementar quem parecia em casa era o SRFC, que partia para cima e fazia o Marselha atuar nos contragolpes.

Aos 27, Fanni deu um presentão ao rival (seu futuro time?), tropeçando na bola na saída de jogo. Brandão roubou, avançou, e ao entrar na área rolou para Lucho, dizendo “faz, hermano!”. Mas o argentino tirou do alcance do goleiro Douchez e… do gol! Mandanda e Deschamps quiseram enfiar a cabeça no chão de desolação… Sobrou emoção mas faltaram gols, enfin.

kembo_rennes_marselha_afp

Começou assim, com Kembo Ekoko e o Rennais lamentando... (AFP)

lucho_marselha_rennes_afp

... e terminou assim, com Lucho e os marselheses, adivinhem, lamentando! (AFP)

 

Valenciennes 1 x 1 Saint-Etienne. Igualdade impediu a ambos de deixar o miolo da tabela de classificação. 

Com baixíssima temperatura, a ponto de os jogadores usarem meias cobrindo as pernas, o ASSE saiu na frente com  Rivière, aos 15 minutos, mas o VAFC empatou com Danic, aos 32 do segundo tempo. O Saint-Etienne chega a 21 pontos, subindo para a 10ª posição, enquanto o Valenciennes soma 19 pontos, em 19º.

vafc_asse_riviere_afp

Parece "treta", mas é a comemoração do ASSE pra cima do Rivière (AFP)

 

>> Classificação: Marselha lidera com 26 pontos, seguido por Brest e Lille, com 25, e depois por PSG, Rennes e Montpellier, com 24. Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 26 de novembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 17:19

Ligue 1, 15ª rodada. Que tal uma prainha?

Compartilhe: Twitter
nice_mar

Olha que triste o cenário da casa da tia Nice!

Além do esperado Lyon x PSG, teremos nesta journée Nice x Monaco. Nada de espetacular dentro de campo (15º x 17º da tabela de classificação), mas se trata de um duelo regional: é o clássico da Côte D’Azur (Costa Azul), região do litoral sul francês banhada pelo Mar Mediterrâneo. Também chamada Riviera Francesa, que compreende ainda Toulon, Saint-Tropez (badalado ponto de veraneio) e Cannes, onde rola o conceituado festival de cinema em maio.

É considerada uma das áreas mais luxuosas, caras e sofisticadas do mundo, apenas… No mundo da minha imaginação, se dinheiro não fosse problema, eu curtiria esse fim de semana de Ligue 1 vendo o clássico do Mediterrâneo no sábado e o do Gerland no domingo, depois de aproveitar uma prainha básica. Que tal, heim? Mas… paremos de sonhar e voltemos à realidade: os jogos da rodada que eu vou ter de acompanhar de (mais um!) plantão do iG Esporte (dai-me forças…risos):

Sábado, 27/11
16h – Olympique de Marselha (5º) x Montpellier (2º) – Gignac volta a desfalcar o OM. Marco Estrada é baixa no MHSC. TV5 anuncia transmissão ao vivo
           Lorient (12º) x Rennes (4º) – SporTV2 anuncia transmissão ao vivo (por que não OM x MHSC?)
           Brest (6º) x  Lens (19) 
           Nancy (14º) x Saint-Etienne (10º) 
           Monaco (17º) x Nice (15º) 
           Valenciennes (16º) x Arles-Avignon (20º) 
18h – Bordeaux (7º) x Lille (1º) 

Domingo, 28/11
14h – Auxerre (9º) x Toulouse (13º) 
           Caen (18º) x Sochaux (11º) 
18h – Lyon (8º) x Paris Saint-Germain (3º) – Cris e Gourcuff desfalcam o OL. SporTV2 anuncia transmissão ao vivo (mas desconfie…)

>> Classificação: Lille e Montpellier lideram com 24 pontos, seguidos por PSG e Rennes, com 23. Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 19 de novembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 16:37

Ligue 1, 14ª rodada. Brest segura essa?

Compartilhe: Twitter

Para quem ainda não viu, criei nesta semana a página “Ligue 1: Mapa e informações“, que pode ser acessada ali no menu “Páginas”, na barra da direita. Lá listei sites com informações várias sobre o Campeonato Francês e publiquei mapas que mostram como os times estão distribuídos geograficamente e apresentam dados históricos e atuais.

Vários duelos atrativos no fim de semana. Vai ser difícil para o líder Stade Brestois, que pega o Stade Rennais fora de casa, manter-se na honrosa posição. Confira:

Sábado, 20/11
16h – Rennes (5º) x Brest (1º) SporTV2 anuncia transmissão em VT no domingo, às 23h
           Paris Saint-Germain (4º) x Caen (17º) – Ceará, que levou pancada no nariz na última rodada, é dúvida
           Toulouse (12º) x Olympique de Marselha (6º) André-Pierre Gignac, hoje no OM, revê ex-time. TV5 anuncia transmissão ao vivo e SporTV2 em VT no sábado, às 21h
           Saint-Etienne (10º) x Auxerre (9º) – ASSE acumula três derrotas nas últimas rodadas, bem ao inverso do AJA, invicto há sete jogos (6 do Francês e 1 da Liga dos Campeões)
           Sochaux (14º) x Lorient (11º) 
           Nancy (19º) x Valenciennes (15º) 
18h – Nice (13º) x Montpellier (3º) 

Domingo, 21/11
14h – Lille (2º) x Monaco (16º) 
           Arles-Avignon (20º) x Bordeaux (7º) 
18h – Lens (18º) x Lyon (8º) – Cris desfalca o OL, invicto há três rodadas no campeonato

>> Classificação: Brest lidera com 22 pontos, seguido por Lille e Montpellier, com 21. Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 15 de novembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 21:28

Campeonato Francês: acirradíssimo

Compartilhe: Twitter

Depois de mais uma rodada no fim de semana, a Ligue 1 continua extremamente competitiva. Engraçadamente, o 19º e penúltimo colocado Nancy está à frente do lanterna, Arles, na mesma quantidade de pontos que o separa do líder, o Brest! (oito). Ou seja, prever quem lutará pelo quê continua uma dura missão.

Não podemos desprezar a força defensiva do Stade Brestois, que mesmo não empolgando no ataque é um dos dois times que menos sofreu gols no certame (8, ao lado do Rennes). A liderança isolada veio depois do 1 a 1 com o Sochaux, que saiu na frente em casa mas cedeu a igualdade minutos depois.

Uma das maiores ajudas ao Brest veio da derrota do Rennes, que começou a rodada como 2º e terminou em 5º depois da derrota em Auxerre (2 a 1). Pude acompanhar parte do jogo no Abbé-Deschamps e vi o golaço de Valter Birsa, que recebeu no meio, abriu espaço cortando para a esquerda e bateu colocado, encobrindo o goleiro Douchez, que só pôde olhar embasbacado.

Pouco depois, porém, Kembo-Ekoko subiu sozinho, cabeceou na trave e deu sorte de a bola voltar na pinta pra ele empurrar pro gol do AJA, que buscaria a vitória quando Contout foi derrubado por Douchez e Quercia apareceu para definir o lance pro gol. Apesar das estatísticas equilibradas e maior posse de bola do Stade Rennais, deu Auxerre e acho que merecidamente, porque foi mais incisivo na busca pelo gol. Roy Hodgson, treinador do inglês Liverpool, estava no estádio, dizem que para ver o selecionável Yann M’Vila e o congolês Delvin Ndinga, ambos volantes. 

O Brest aplaudiria ainda ao tropeço do Olympique de Marselha em casa, contra o Lens. A torcida no Vélodrome vibrou logo aos 10 minutos, quando Lucho González bateu escanteio, Heinze desviou e Mbia arrematou para o gol. Entretanto, a ofensiva marselhesa parou por aí e num ataque do RCL houve uma bola na área mal rebatida pela zaga, permitindo que o brasuca Eduardo Santos batesse bonito, de direita, sem qualquer chance para Mandanda.

moussa_sow_lille_afp

Moussa Sow merece um P de parabéns pelo que tem feito no Francesão (AFP)

Pena que Santos seria substituído logo depois, o que julguei errado da parte do técnico Jean-Guy Wallemme – até porque houve um contra-ataque pros visitantes no finalzinho que poderia ter lhes dado a vitória se o brasileiro estivessem em campo. Se falhou ao não conseguir vencer, o OM pode reclamar do juiz que não viu um pênalti claro em Mbia, seguro por adversário em falta alçada na área lá pelos 30 do 2º tempo. Mesmo assim, o ataque com Remy, Gignac e Brandão (este nos últimos 15 minutos) foi mal e os anfitriões ouviram vaias da torcida no fim do jogo.

Na cola do SB29 vem o Lille, que aplicou sonoros 5 a 2 no Caen. Moussa Sow, ex-Rennes, arrepiou com um hat-trick e alcançou a artilharia geral da Ligue 1 ao lado de, curiosamente, Youssef El-Arabi, atacante do mesmo Caen e cria desta casa! O LOSC divide a vice-liderança com o Montpellier, que bateu o Toulouse pelo placar mínimo e vem subindo pelas beiradas.

No 1 a 1 com o Lorient, o Paris Saint-Germain teve dois grandes sustos: só conseguiu igualar o marcador no limiar dos 90 minutos, com Nenê salvando a lavoura, e viu Hoarau desmaiar quando estava no banco de reservas, após ser substituído. Mas o mal-estar foi ligeiro e o atacante rapidamente se recuperou. PSG agora é o quarto, a dois pontos da ponta.

Por fim, Lyon e Nice fecharam a journée no Gerland. Antes eles dividiam a mesma pontuação, no miolo da classificação, mas com a vitória o OL subiu para oitavo, a três pontinhos do líder. Jérémy Pied fez o único gol do jogo, porque Michel Bastos bateu mal um pênalti (sofrido por Gomis de forma bem discutível, a meu ver), defendido por Ospina.

Nada empolgante pro Lyonnais, mas venceu. E chegou aos mesmos pontos do Bordeaux, que também ganhou (2 a 1 no Nancy, com gol irregular e muita confusão no encerrar do jogo) e é outro a ser considerado na briga pelas melhores posições – como se alguém pudesse ser desconsiderado nesse campeonato tão misturado…

Logo mais volto para escrever sobre Inglaterra x França!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 3 de novembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 20:53

Chocolate do Marselha e arroz com feijão do Auxerre

Compartilhe: Twitter
zilina_marselha_gignac_dubravka_reuters

As atuações de Gignac e do goleiro Dubravka contrastaram gritantemente, como nessa foto da agência Reuters

Bela quarta-feira para os times franceses na Liga dos Campeões da Europa, numa semana em que tudo se inverteu em relação às duas primeiras rodadas: Lyon perdeu, Marselha e Auxerre ganharam. Com placares beeeem diferentes, mas em circunstâncias favoráveis, reanimando-os no principal torneio do continente.

E que goleada ACACHAPANTE do Olympique: 7 a 0 no MSK Zilina, e na Eslováquia! Foi a segunda maior vitória da história da Uefa Champions League, atrás apenas de Liverpool 8 x 0 Besiktas, em 2007. O Marseille ainda alcançou os recordes de maior vitória fora de casa ao final da partida e nos primeiros 45 minutos de jogo, quando já estava 4 a 0.

Particularmente, quem não se esquecerá desta noite de terça-feira será André-Pierre Gignac, aplaudido e substituído na segunda etapa por Brandão. Depois de marcar apenas um gol em dez jogos disputados na atual temporada, entre Ligue 1 e Champions, o atacante ex-Toulouse renasceu: fez um hat-trick e se tornou o quarto francês a obter tal marca na competição, depois de Franck Sauzée (esse eu não conhecia), Thierry Henry e Sylvain Wiltord. Lucho González marcou dois, Gabriel Heinze e Loïc Rémy completaram o placar com um tento cada.

Como era esperado, o Chelsea não tomou conhecimento do Spartak Moscou: 4 a 1 no Stamford Bridge, em resultado excelente para a pretensão de classificação do OM. Curiosamente, entre os que mais ajudaram o time francês no jogo de Londres estão o francês Nicolas Anelka (agora vice-artilheiro geral*), autor de um gol, e Didier Drogba, ex-Olympique, com um gol (de pênalti) e uma assistência (cruzamento perfeito para o cabeceio de Ivanovic). Agora, Marselha e Spartak empatam em pontos, mas o enorme saldo de gols do time francês não o coloca na frente porque, no confronto direto (1º critério de desempate), a vantagem é russa, pela vitória por 1 a 0 no Vélodrome. Portanto, é mais do que recomendável aos comandados de Didier Deschamps uma vitória em Moscou, na próxima rodada, dia 23.

auxerre_ajax_birsa_sammaritano_quercia_reuters

Julien Quercia tenta evitar, sem sucesso, a comemoração nada máscula de Valter Birsa e Frédéric Sammaritano (Reuters)

Bem mais magra, porém tão importante quanto, foi a vitória do Auxerre sobre o Ajax no L’Abbé-Deschamps, por 2 a 1. O AJA abriu o placar logo de cara, quanto Frédéric Sammaritano não quis saber da fama religiosa do seu nome e chegou com tudo num chute-dividida que virou gol nos primeiros minutos. A pressão holandesa foi intensa, Luiz Suárez deu um trabalhão e o empate veio de cabeça (com o beque Alderweired), no segundo tempo. Quando tudo parecia resolvido, porém, Kamel Chafni foi espertaço após sofrer falta no ataque: bateu rapidinho, colocando Steeven Langil na cara de Stekelenburg, e a rolada por baixo do arqueiro deu a vitória aos anfitriões.

Uma vitória do Real Madrid sobre o Milan seria perfeita para o sonho auxerrense, mas até que o empate por 2 a 2 no San Siro não foi ruim, pois a equipe francesa (3 pontos) está a apenas dois pontos do time italiano, vice-líder do grupo G (o Ajax tem 4). Como o Auxerre receberá os rossoneros na próxima rodada, pode ultrapassá-los na tabela em caso de vitória e, se o Real bater ou empatar com o Ajax na Holanda, subirá para uma surreal segunda posição na chave da morte! Como o futebol está sempre sujeito a acasos e imprevistos, o que custa sonhar?

FfF
Pinceladas sobre o que fizeram os jogadores franceses que atuam fora da França: 

– Ontem, Gabriel Obertan anotou um belo gol na vitória do Manchester United sobre o Bursaspor (3 a 0)

– Como disse o Filipe nos comentários, Karim Benzema foi o responsável pela assistência para o gol que salvou o Real Madrid da derrota na Itália. No fim de semana, pelo Campeonato Espanhol, ele também foi fundamental para o sucesso do time, que venceu o Hércules de Trezeguet (que abrira o placar) de virada.

Jérémy Menez abriu o placar para a Roma contra o Basel, finalizando com categoria. Acabaria 3 a 2 pró-giallorossi na Suíça.

Gael Clichy vacilou feio no lance que redundaria no segundo gol do Shakhtar Donetsk sobre o Arsenal, o de Eduardo, perdendo a bola na defesa, perto da linha de fundo. Os Gunners levaram 2 a 1 na Ucrânia.

*Com 5 gols em 4 jogos, Anelka está empatado com Lionel Messi (Barcelona) e atrás apenas de Samuel Eto’o (Inter de Milão), que tem 7.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 19 de outubro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 17:58

Conforme os prognósticos

Compartilhe: Twitter

Liga dos Campeões da Europa previsível para os times franceses nesta terça-feira. As transmissões via internet que tentei sintonizar mais falharam que funcionaram, mas segue a vida…

Enfim, o Olympique de Marselha venceu. Bateu o Zilina em casa (1 a 0, gol do zagueirão Diawara). Segue na luta com o Spartak Moscou pela segunda vaga do grupo.

Como sempre, o Auxerre perdeu. O “AJA” derrotado pelo “AJAX” (2 a 1) na Holanda. Nem Liga Europa deve rolar…

Enquanto o pau comia nos protestos contra a reforma da previdência em algumas ruas de Marselha, a metros dali o Olympique recebia o MSK no Vélodrome. E comeu grama para vencer, apesar da superioridade técnica do seu elenco. Só no primeiro tempo foram onze escanteios para o OM, mas nada de gols…

Até que aos 3 minutos da etapa complementar veio o alívio, quando o senegalês Diawara testou para o gol e o arqueiro Dubravka foi amigão dos marselheses, falhando na defesa. Depois, Deschamps colocou Rémy e Abriel nos lugares de Brandão e Lucho González, mas nada de ampliação de placar. Então, o técnico optou por Edouard Cissé para a vaga de Gignac nos dez minutos finais, segurando o resultado.

Lá na Amsterdã Arena, De Zeeuw, logo aos 7 minutos, colocou o time da casa na frente após um balaço sem chance para Sorin. O uruguaio Luis Suárez, o mesmo que bancou o goleiro na Copa 2010, ampliou depois de jogada rápida pelo setor direito do ataque. Antes, o time francês teve um gol bem anulado, depois que Contout fez falta no goleiro Stekelenburg na disputa aérea na área.

O gol pra valer saiu após bela cobrança de falta do esloveno Valter Birsa, um minuto depois do AJA ficar com um a mais em campo, com a expulsão de Ooijer. Mas parou por aí, até porque o Ajax terminaria o jogo em vantagem numérica graças aos vermelhos dados a Oliech e Mignot. Le Tallec e Jelen (o líder em impedimentos da Champions, com 8 em 2 jogos!) realmente fizeram falta lá na frente…

olympique_marselha_zilina_diawara_afp

O senegalês Souleymane Diawara ganha no alto, marca e parte para uma comemoração tresloucada, que só acabaria no chão (AFP)

 

Franceses fora da França
Nicolas Anelka fez o segundo e último da vitória do impecável Chelsea (3 vitórias em 3 jogos) sobre o Spartak Moscou, na Rússia, e se igualou a Samuel Eto’o (Inter de Milão) no topo da artilharia da Champions League com 4 gols.

Samir Nasri marcou o segundo na goleada do Arsenal, também 100%, sobre o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia (5 a 1). Foi seu primeiro no atual torneio.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 4 de outubro de 2010 Francês da 1ª divisão | 16:44

Não tem mais bobo na Bretanha

Compartilhe: Twitter
Torcedores do Rennes empunharam bandeiras da Bretanha no Stade de la Route de Lorient ontem (AFP)

Torcedores do Rennes empunharam bandeiras da Bretanha no Stade de la Route de Lorient ontem (AFP)

Pois é, quem diria que veríamos o Rennes na ponta do Campeonato Francês depois de oito rodadas, o que já não depende do acaso de uma vitória particular por goleada numa estreia, por exemplo. Enquanto o Saint-Etienne, então comandante da tabela, perdia gols e a chance de vencer o Olympique de Marselha em casa, o Stade Rennais não economizou gols e bateu o Toulouse por 3 a 1, nos seus domínios, um dia depois – com destaque para o primeiro, uma linda trivela cruzada do lateral-direito Danzé.

Com cinco vitórias e três derrotas na atual Ligue 1, o rubro-negro do norte francês divide com o Lille, terceiro colocado, o raro privilégio de ainda se manter invicto no torneio. Realmente não é um time de estrelas e vaidades individuais: o jogador com a melhor média de notas do time no campeonato segundo a France Football, por exemplo, é o zagueiro senegalês Abdou Kader Mangane. Essa soma de bons valores (entre outros, Douchez no gol, Mangane, o selecionável Mvila, ao lado de Marveaux e Dalmat no meio-campo, e o atacante colombiano Montaño, ex-Montpellier) tem alcançado um resultado bastante satisfatório até aqui. Porém, como a equipe de Frédéric Antonetti caiu precocemente na Copa da Liga Francesa, perdendo para o Guingamp (3ª divisão), não vamos nos empolgar antes da hora…

Vendo Rennes x Toulouse por uma transmissão de TV na internet, pude conferir um pouco do animado clima no vestiário do time vencedor instantes após a chegada ao topo da classificação. Os caras se cumprimentando e se reunindo no centro do vestiário, para fazer uma espécie de “grito de guerra”, não surpreende a ninguém. O que achei diferente foi um banner pendurado numa das paredes, onde se podia ler: “Toda a Bretanha está com você, Stade Rennais“. Não sei o que as torcidas dos também bretões Lorient e Brest pensam, mas enfim, estava lá… (os fãs de Nantes e Vannes não devem ter reclamado, pois seus times estão na segunda divisão, o que é oooutro campeonato).

Havia um seguro Mandanda no meio do caminho entre Rivière e o gol (AFP)

Havia um seguro Mandanda no meio do caminho entre Rivière e o gol (AFP)

O clássico entre ASSE e OM foi bastante movimentado, com os goleiros Janot e Mandanda se sobressaindo em relação aos atacantes. Quando o time da casa pressionava, saiu o gol marselhês em lance confuso, um bate e rebate que incluiu até o juizão, sobrou para Lucho enfiar com maestria e Gignac encher o pé (foi seu primeiro tento no clube). Valbuena ainda acertou o travessão, perdendo a chance de definir para os visitantes. De tanto martelar, o St. Etienne empatou no segundo tempo, após ótimo cruzamento do selecionável Matuidi que Batlles só escorou. Apesar da frustração verde por não acumular 3 pontos no Geoffroy-Guichard, não foi de todo mal o empate, afinal o Olympique, virtual concorrente ao título, segue atrás na classificação, em 8º.

Frustração maior foi a do Paris Saint-Germain, que tanto bateu mas não furou a defesa do Nice, cujo goleiro colombiano Ospina foi cumprimentado pelos colegas após o jogo, tamanha a importância dele no ponto conquistado fora de casa. Quem também comemorou longe do seu estádio foi o Lyon, que graças sobretudo ao atacante Jimmy Briand (dois gols e uma assistência), ex-Rennes, venceu o Nancy por 3 a 2 e caminha para se distanciar da incômoda zona de rebaixamento.

>> Classificação da Ligue 1: O Rennes assumiu a liderança, com 18 pontos, ultrapassando o Saint-Etienne, que tem  17. O Lille subiu para terceiro, com 14, ao lado de Toulouse e Brest (!). Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 3 de outubro de 2010 Francês da 1ª divisão | 18:14

Resultados da 8ª rodada

Compartilhe: Twitter

2,7 gols por jogo. Com apoio da torcida, Rennes chegou à liderança

Saint-Etienne 1 x 1 Olympique de Marselha (Batlles; Gignac)
Rennes 3 x 1 Toulouse (Danzé, Mangane e Marveaux de pênalti; Sissoko)
Nancy 2 x 3 Lyon (André Luiz e Féret; Lisandro López e Briand 2)
Paris Saint-Germain 0 x 0 Nice  
Lille 3 x 1 Montpellier (Sow 2 e Gervinho; Giroud de pênalti)
Arles-Avignon 0 x 4 Auxerre (Traoré, Pedretti, Contout e Birsa) 
Valenciennes 2 x 1 Caen (Pujol e Samassa; El-Arabi) 
Monaco 0 x 1 Brest (Grougi) 
Sochaux 3 x 0 Lens (Maïga, Brown e Perquis) 
Bordeaux 1 x 0 Lorient (Ciani) 

É assim que Didier Deschamps (OM) vê Christophe Galtier (ASSE) na tabela: uns passos à frente (AFP)

É assim que Didier Deschamps (OM) vê Christophe Galtier (ASSE) na tabela: uns passos à frente (AFP)

 
>> Classificação da Ligue 1: Rennes assumiu a liderança, com 18 pontos, ultrapassando o Saint-Etienne, que tem  17. O Lille subiu para terceiro, com 14, ao lado de Toulouse e Brest (!). Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 28 de setembro de 2010 Torneios europeus | 18:39

Oh Liga inglória!

Compartilhe: Twitter
O Auxerre domou as feras um tempão, criou chances possíveis de gol, mas saiu derrotado no seu quintal (AFP)

O Auxerre domou as feras um tempão, criou chances possíveis de gol, mas saiu derrotado no seu quintal (AFP)

Claro que eu não esperava algo diferente de derrotas de Olympique de Marselha para Chelsea e de Auxerre para Real Madrid. Porque torço pros franceses, mas em se tratando de Liga dos Campeões da Europa é preciso ser racional. Mas perder sempre dói de alguma forma, ainda mais quando você sente que a zebra podia prosperar até o fim do jogo.

Pô, o fra(n)co batalhador Auxerre do goleiro Sorin-não-argentino segurou o Real por 82 minutos (até o gol de Di Maria, Ave Maria!), com Cristiano Ronaldo, gel, pompa e circunstância! Custava segurar por mais uns dez, pra garantir o histórico empate no pitoresco L’Abbé-Deschamps? Ou quem sabe mandar pro gol de Iker Casillas um mísero contra-ataque com Jelen ou uma testada de zagueiro após chuveirão na área?

Lá do outro lado do Canal da Mancha, é óbvio que o “Chersa” foi melhor que o OM. Mas vejam que azar falta de sorte do time de-Didier-Deschamps nos gols: primeiro, Terry dá um leve toquinho e a bola passa no único furo existente entre o pé de Cheyrou e a trave de Mandanda! Depois, no cruzamento de Essien, Mbia virou de costas, mas a mal-intencionada bola foi encontrar justamente seu braço, sendo acintosa na queda ao gramado, para convencer o juiz de que foi pênalti. Com até a física a favor do time inglês, que se pode fazer?

A esperança é que amanhã o Lyon é o favorito contra o Hapoel, mesmo em Israel (infelizmente, não teremos nem VT nos canais da ESPN). Virá a bonança na quarta depois da tempestade de terça?

Choro à parte do blogueiro, veja quem foi a campo por Auxerre e Olympique hoje:

AJA: Sorin; Hengbart, Coulibaly, Grichting e Dudka; Ndinga, Langil (Alain Traoré), Pedretti, Contout (Jelen) e Chafni (Quercia); Oliech.

OM: Mandanda; Kaboré, Diawara, Mbia e Heinze; Edouard Cissé, Cheyrou (Andre Ayew) e Lucho González; Brandão, Rémy e Gignac (Valbuena).

Fogo amigo que vitimou o Olympique: os franceses Anelka e Malouda, do azul mais escuro - e brilhante - Chelsea (AP)

Fogo amigo que vitimou o Olympique: os franceses Anelka e Malouda, do azul mais escuro - e brilhante - Chelsea (AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. Última