Publicidade

Posts com a Tag Gignac

segunda-feira, 25 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 21:48

Nada como uma segunda

Compartilhe: Twitter

Nada como uma segunda-feira para podermos destrinchar o que houve no fim de semana, quando não trabalhamos no fim de semana – como se fosse normal trabalhar no fim de semana, embora para jornalistas de esportes o sejam. Ladainhas pessoais à parte, o Bordeaux está muito perto de se sagrar campeão após 10 anos graças ao gol do atacante Marouane Chamakh contra o Monaco – o marroquino, ao lado de Gourcuff, tem feito a diferença para os Girondinos na-hora-du-vamu-vê. 

Já faz um tempo que o slogan dele poderia ser Chama-kh-ié-gol

Tentando não jogar a toalha enquanto tem alguma chance, o Olympique de Marselha fez sua parte batendo o Nancy fora por 2 a 1, gols de Bonnart e Brandão, figurinha carimbada na lista de artilheiros das últimas rodadas. O Lyon cumpriu seu objetivo para salvar a temporada: se garantiu em 3º e na próxima Liga dos Campeões da Europa com os 3 a 1 sobre o Caen – Juninho Pernambucano fez seu 100º gol pelo clube, em clima de total despedida (volto a isso no decorrer da semana), Benzema e Govou também carimbaram; Savidan descontou.

Em plena descendente, o Paris Saint-Germain foi derrotado pelo Valenciennes (2 a 1 = Audel e Pujol; Kezman), que por sua vez ressurgiu do limbo para se segurar de vez na Ligue 1. De quebra, o PSG caiu de 4º para 5º porque foi superado no saldo de gols pelo Toulouse, que ganhou do Nice fora – ou seja, na casa da tia – com dois do artilheiraço Gignac, e ambos ainda não estão garantidos na Liga Europa, pois Rennes (3 a 1 no Lorient) e Lille (1 a 0 no rebaixado Le Havre, gol de Michel Bastos) estão dois pontos atrás, zicando os rivais pelas duas vagas no torneio que substituirá a Copa da Uefa.

Lá embaixo da tábua de pontos (não de frios!), o tradicional Nantes (19º, 34 pg) está quase fazendo companhia ao Le Havre, lanterna que já foi pro saco da Segundona faz tempo. A derrota doída – torcedores saíram na mão! – para o Sochaux (2 a 1), por sua vez, deixou o time do glorioso ex-corintiano Carlão (15º, 39 pg) muito perto de salvar a conta bancária na 1ª divisão.

Hoje também estaria rebaixado, após o revés para o Auxerre (1 a 0), o Saint-Etienne (18º, 37 pg) do eficiente Ilan, que perde para o Caen (17º, 37 pg) no saldo de gols (-6 a -20, todo mundo devendo…). Mas como há igualdade de pontos ganhos, eles “só” decidem a vida (e tem coisa mais complicada?) na derradeira rodada; o Le Mans (16º, 39 pg), que empatou com o Grenoble (1 a 1) precisa de mais um ou três pontos para não se afogar. 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 17 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 23:00

E o Bordeaux aplaude o Lyon

Compartilhe: Twitter

O Lyon de Benzema desloca o Marselha da luta pelo título, já em uma das mãos do Bordeaux (AFP)

Dividindo a liderança rodada a rodada, Olympique de Marselha e Bordeaux faziam a sua parte com vitórias. Mas aí pintou um Lyon no caminho do OM. Tudo bem, foi no Vélodrome. Mas o resultado foi uma ducha de água fria na litorânea Marselha: 3 a 1 para o OL, que, fora da luta pelo título, só sentiu o gostinho de atrapalhar mesmo.

(apêndice: As verdades precisam ser ditas. Em Condições Normais de Variabilidade Joguística (CNVJ), eu veria o clássico acima em uma das TVs da redação do iG, porque trabalhei neste fim de semana. Mas como a partida foi às 16h no Brasil, coincidindo com a rodada do Brasileirão, não tive como alterar a prioridade do iG Esporte neste plantão, que aliás me impediu de me detalhar mais aqui, pardon. Amanhã procurarei me redimir)
 
Resuminho da contenda: O OM começou pressionando, com bola na trave e muito trabalho pra Lloris. Aos 29 minutos, pênalti em Ederson! De Brandão, acredita?! O que ele fazia ali? Benzema não quer saber, é gol! Antes do intervalo, castigo: Benzema recebe na área e não perdoa, 2 a 0.

O Marselha voltou com tudo, Niang recebeu dois trancos duvidosos, o juiz mandou seguir e o estádio quase veio abaixo… Os donos da casa pressionavam, mas nada de gol, para desolação evidente do técnico Eric Gerets. Cris e Brandão faziam um aguerrido duelo brasileiro, Benzema perdeu a chance de encerrar a conta, até que Wiltord diminui, 2 a 1. Será que dá tempo? Não dá: Juninho deixa o banco, entra e marca de falta, de longe. OK, ele merece!

Claro que o Bordeaux teve que fazer a sua parte para ser o novo líder isolado a duas rodadas do fim, abrindo três pontos com o revés trágico do Marselha. Muita emoção mas, se você tem Gourcuff, relaxa: 3 a 2 no Le Mans (Chamakh e Planus também marcaram; Le Tallec fez dois para os visitantes).

Demais resultados:
Paris Saint-Germain 1 x 2 Auxerre  – dois gols contra, um pra cada lado! E o PSG lastimável…
Saint-Etienne 2 x 2 Toulouse – 1 de Ilan, 1 de Gignac (artilheiraço da Ligue 1)
Caen 2 x 0 Sochaux – Savidan fez 2 (ele já esteve na seleção, mesmo jogando no Caído)
Lille 1 x 1 Nice
Nantes 1 x 1 Rennes 
Lorient 1 x 1 Le Havre
Monaco 1 x 1 Valenciennes
Grenoble 0 x 0 Nancy
(ufa, que festival de empates…)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 3 de maio de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 18:12

Agora ficou meio bordô…

Compartilhe: Twitter

Vamos ao “ô balancê, balancê” de mais uma rodada do Francês, que deixou a disputa mais apertada, embora com um candidato a menos. O então líder isolado Olympique de Marselha contou com a sorte para empatar em casa contra o ótimo time do Toulouse (não à toa o 5º): Gignac fez 1 a 0, Niang empatou, Gignac (cada vez mais artilheiro, com 21 gols) voltou a marcar, mas Niang marcou outro, ou melhor, teve seu chute desviado para o gol por um zagueiro desolado (o da foto abaixo): 2 a 2 no Vélodrome, empate pas* mal.

Becão do Toulouse foi prudente ao pôr as mãos para trás, mas o pé direito foi imprudente

Esperto que só, o Bordeaux fez sua parte contra o Sochaux (que tinha no banco o famigerado Carlão, ex-Corinthians, super-ameaçado em 17º), e logo de cara: Sertic aos 7 e Gourcuff aos 14 deram o tom, Chamakh aos 48 do 2º tempo só confirmou. A vitória por 3 a 0 alça os Girondinos aos mesmos 68 pontos do OM, que prevalece no saldo de gols (27 contra 26, um golzin!). Ou seja: para quem tropeçar nas próximas quatro rodadas, o troféu dirá au revoir!

Alguém pode avisar o técnico Laurent Blanc (esq.) que ele tem muita chance de ser campeão??

Esperança renovada em Bordeaux, desolação em Lyon. Juninho Pernambucano fez muita falta, mas creio que não evitaria a derrota fora de casa para o Valenciennes (só o 13º, pode?), duas estocadas de Audel. A defesa falhou, Ederson esbarrou na trave, e ao fim da peleja o zagueiro Cris (ex…Corinthians!) teve de reconhecer. “É o fim da nossa luta pelo título. Fomos muito mal hoje, essa é a verdade. O Lyon não é mais um grande time”. Depois dessa, o que mais falar?

A tragédia do OL só não foi maior porque o Paris Saint-Germain (4º) segue a mesma toada: quando parece que vai se recuperar, tomba novamente. Hoje deixou o Rennes (7º) triunfar no Parc-des-Princes, graças a um gol contra do outro azarado da jornada, Sakho (vou resistir e evitar a piadinha), e perdeu a chance de tirar o Lyon da zona de acesso à próxima Liga dos Campeões da Europa. Bom para o Stade Rennais, empolgadérrimo para a final Copa da França, sábado que vem, contra o Guingamp, da segundona.

Audel supera Lloris, para delírio em Valenciennes, Marselha, Bordeaux, Paris…

Em disputa acirradíssima pelo honroso 9º lugar na tabela, o Auxerre venceu o Monaco do técnico Ricardo Gomes (isso, o ex-zagueiro), no Principado onde o Senna foi rei (saudades, Ayrton!). Resultado que, somado à derrota do Lille (6º) para o Lorient (11º), deixou este pertinho dos monegascos (ou seria monagescos? faz diferença??). Depois do Lorient vem o Grenoble (12º), que empatou xoxamente em zerrô-zerrô com o time da tia Nice (8º).

Chegando mais perto da turma que “piriga” cair para Ligue 2, o VAFC deu uma p… duma respirada ganhando do Lyon, empatando em pontos (40) com o Nancy (14º), cujo zerrô-zerrô com o Saint-Etienne (19º) foi péssimo para o time de Ilan, que seria rebaixado se a parada toda acabasse hoje. Quem ressurgiu foi o Caen (16º), após vitória importantíssima sobre o Le Mans (15º), que não pode achar que já está livre, já que tem 38 pontos e o 18º e primeiro na degola soma 33, justamente o Nantes, que conseguiu um feito incrível: conseguiu perder em casa para o pior time e virtual rebaixado do campeonato, o Le Havre (20º).

* pas = não, nada

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 22 de abril de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 10:33

O caminho mais curto

Compartilhe: Twitter

Ontem, terça-feira, o Rennes venceu o Grenoble por 1 a 0 e se classificou para a final da Copa da França, uma espécie de Copa do Brasil da terra do croissant (huumm…) – o campeão garante vaga na Copa da Uefa, que a partir da próxima temporada passará a se chamar Liga Europa.

A campanha do Stade Rennais, como é conhecido o Rennes, não é das piores no Campeonato Francês (Ligue 1): sétimo lugar entre 20 times. Mas como apenas os quatro primeiros da Ligue 1 se classificam para copas europeias (os três primeiros na Liga dos Campeões e o quarto na Liga Europa), não é mau negócio priorizar a final da Copa da França, segundo torneio mais importante do país, depois da Ligue 1, disputado desde 1918!

Agora o sonho dos guingampoises (affe!) é ser o Paulista de Jundiaí na Copa da França 

Não tem mais bobo, amigo!
Campeão da Copa da França pela última vez em 1971, o Rennes terá como adversário o surpreendente Guingamp (da 2ª divisão, a Ligue 2), que bateu o Toulouse fora de casa nesta quarta-feira por 2 a 1.  Assim como a Copa do Brasil é pródiga em zebras, a Copa da França também tem a sua na temporada, e com a ginga brasileira do skindô-skindô. 

Quem abriu o placar em Toulouse foi o atacante brazuca Eduardo Ribeiro, ex-Flamengo-PI, Joinville e Grasshoppers, da Suíça – ele deixou o país do Carnaval com 20 anos, em 2001, quando atuava pelo time catarinense. Mesmo com o gol de empate de André-Pierre Gignac, artilheiro do Francês com 19 gols, o Guingamp sacramentou a vitória aos 44 do segundo tempo!

A final será no dia 9 de maio, no Stade de France, em Saint-Denis, arredores de Paris – sim, o palco de França 3 x 0 Brasil naquele 12 de julho de 1998…

*atualizado às 18h27

Autor: Tags: , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 6
  3. 7
  4. 8
  5. 9
  6. 10
  7. Última