Publicidade

Posts com a Tag Elise Bussaglia

segunda-feira, 6 de agosto de 2012 Futebol feminino | 22:45

Olimpíadas 2012: Objetivo agora é o bronze, contra o Canadá

Compartilhe: Twitter

Faltou pouco, mas as francesas sucumbiram diante das japonesas hoje, em Wembley, e deram adeus ao sonho do ouro olímpico em 2012. Diante de um rival em ascensão, campeão do mundo em 2011, o time de Bruno Bini começou mal, permitindo que o Japão fizesse 2 a 0, depois melhorou, diminuiu a desvantagem, mas perdeu chances importantes, inclusive o pênalti, e o marcador acabou desfavorável em 2 a 1.

Leia o resumo da partida abaixo, publicado pelo site da Espn:

Vindo de vitória sobre o Brasil, as japonesas faziam um jogo truncado contra a seleção da França. As equipes não criavam muitas oportunidades e as melhores chances de gol eram em chutes de longe e cruzamentos na área. Em um desses levantamentos, o Japão abriu o placar. Aos 31 minutos, Sawa levantou, a goleira francesa, Bouhaddi, saiu muito mal, e a bola sobrou para Ogimi marcar.

Precisando do empate, as francesas prometiam ir para o ataque no segundo tempo, mas, logo no inicio da etapa complementar veio uma ducha de água fria. Em outro cruzamento, Sakaguchi subiu e cabeceou no canto para fazer o segundo das japonesas no jogo e ampliar a vantagem.

Com a desvantagem no placar, Bruno Bini, técnico da França, lançou a atacante Le Sommer. A jogadora foi decisiva para evolução francesa na partida. As europeias passaram a dominar a partida e desperdiçaram diversas chances de gol, até que, aos 38 minutos, Le Sommer recebeu bom passe de Thomis e marcou o primeiro da França.

Faltando apenas um gol para levar a partida para a prorrogação, as francesas foram com tudo para ao ataque e, aos 40 minutos, elas tiveram uma chance de ouro para igualar o jogo. Le Sommer fez linda jogada individual e sofreu o pênalti. Na cobrança, Bussaglia bateu rasteiro para fora e desperdiçou a oportunidade de levar a França a uma inédita final de Olimpíada.

O adversário na disputa pelo bronze, que também seria honroso, é o Canadá, como se esperava. Mas as canadenses venderam muito caro a derrota para as então favoritas norte-americanas, conseguindo levar a emocionante partida, que teve placar final de 4 a 3, para a prorrogação. O jogo acontece nesta quinta-feira, dia 9, às 9h de Brasília. Ainda não acabou, allez allez!

Autor: Tags: , , , , , , , ,

segunda-feira, 11 de julho de 2011 Seleção francesa | 15:33

Campanha histórica na Alemanha

Compartilhe: Twitter

 (semifinais na TV: França x EUA terá transmissão de SporTV2 e Esporte Interativo, às 13h desta quarta. Às 15h45, SporTV e Esporte Interativo mostram Japão x Suécia)

frança

La vie en rose depois da batalha! (Fifa/Getty Images)

Dignas de aplauso as francesas na Copa do Mundo: levaram o país pela primeira vez à fase semifinal, entre os quatro melhores do torneio! De quebra, ainda se garantiram nas Olímpíadas de Londres 2012!

A classificação nas quartas de finais foi para lá de sofrida. Depois do empate por 1 a 1 com a Inglaterra que veio somente aos 43 minutos do segundo tempo, com um lindo gol de Elise Bussaglia, as bravas comandadas de Bruno Bini bateram as rivais europeias nos pênaltis, por 4 a 3, graças aos gols de Bussaglia, Thiney, Bompastor e Le Sommer. Abily desperdiçou sua cobrança, mas as inglesas erraram duas vezes e premiaram as francesas (assista aos melhores momentos da partida).

O adversário na semi tinha tudo para ser o Brasil da melhor do mundo Marta, artilheira geral com quatro gols nos quatro jogos pelo Mundial. Mas as estadunidenses comprovaram a fama de carrascas das brasucas, e foram buscar um empate por 2 a 2 no finalzinho, com uma a menos em campo, para depois triunfarem nas penalidades. Destaques para a veterana atacante Abby Wambach, decisiva no cabeceio, e a bela goleira Hope Solo, que ainda por cima cata muito, sobretudo pênaltis (momento piada infame inevitável: SOZINHA, HOPE SOLO dá ESPERANÇA a muito marmanjão por aí…).

wambach-solo

Wambach e Solo, heróicas contra as brasileiras (Fifa.com)

Temos de admitir que os EUA são favoritos contra a surpresa França, na quarta-feira, às 13 horas de Brasília, em Mönchengladbach. Mas não custa sonhar em fazer mais história ainda na Alemanha…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 24 de maio de 2011 Extracampo | 21:35

Campeão Lille dá as cartas entre os melhores da temporada

Compartilhe: Twitter

Tava na cara, tanto que acertei o melhor jogador e o melhor treinador da temporada na França, na 20ª edição da premiação da UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais, o sindicato da classe boleira): Eden Hazard e Rudi Garcia, claro, representando o mais eficiente clube da Ligue 1 2010/2011. O meia belga do Lille, eleito a maior revelação de 2009 e 2010 (Dúvida: no segundo ano o cara ainda pode ser considerado revelação?), faz história por ter sido o jogador mais jovem a ganhar o principal prêmio da organização. 

Desta vez, o troféu revelação ficou para o selecionável zagueiro Mamadou Sakho, do Paris Saint-Germain, e o de goleiro foi para Steve Mandanda, do vice-campeão Olympique de Marselha. A ofensivíssima seleção da Ligue 1, com quatro jogadores do LOSC Métropole, foi composta por:

garcia-et-hazard_ff

Eden e Rudi, pequenos apenas nos nomes, com seus troféus (France Football)

Steve Mandanda (O. Marseille); Anthony Reveillère (Lyon), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Taye Taiwo (NIG – Marseille); Yann M’Vila (Rennes), Eden Hazard (Lille) e Nenê (PSG); Gervinho (CMA – Lille), Kévin Gameiro (Lorient) e Moussa Sow (SEN – Lille).

Não empolga a nenhum de nós, mas como melhores árbitros foram escolhidos Anthony Gautier, Clément Turpin (destaque do ano de 2010 segundo a France Football) e Nicolas Pottier.

Ligue 2
Acertei de novo: melhor jogador para Sebastian Ribas (Dijon) e melhor técnico para Bernard Casoni, do Evian. O time-base da segunda divisão reúne:

Benoît Costil (Sedan); Sébastien Corchia (Le Mans), Grégory Cerdan (Le Mans), Benjamin Genton (Le Havre) e Cédric Fabien (Boulogne-sur-Mer); Romain Alessandrini (Clermont Foot), Olivier Sorlin (Evian Thonon-Gaillard), Rudy Haddad (Châteauroux) e Benjamin Corgnet (Dijon); Sebastian Ribas (Dijon) e Sloan Privat (Clermont Foot). Boas opções para os times da elite, heim…

Mulheres e homenagens
Entre les femmes, errei: deu Elise Bussaglia, do Paris Saint-Germain. Houve troféus de honra em homenagem a Just Fontaine (maior artilheiro de uma única edição de Copa, com 13 gols em 1958), Michel Hidalgo (técnico da França campeã europeia em 1984), Philippe Piat (sem distinções como ex-jogador, mais é presidente da UNFP desde 1969!) e Sylvain Kastendeuch (um ex-atleta um pouco melhor, jogou no Metz e defendeu os Bleus no fim dos anos 80. Mas é co-presidente do sindicato da categoria, entendeu?).

O público ainda votou e elegeu a equipe símbolo dos (últimos) 20 anos da UNFP, com nomes marcantes, como os vários campeões mundiais em 1998: Fabien Barthez; Christian Karembeu, Lilian Thuram, Laurent Blanc e Bixente Lizarazu; Patrick Vieira (ainda joga), Robert Pirès (a.j.), Franck Ribéry (a.j.) e Zinédine Zidane (ainda brinca e detona); Jean-Pierre Papin e Pedro Miguel Pauleta. Técnico: Didier Deschamps. Timaço, né não?

Você também pode se interessar por:

> Nasri e Nenê são reconhecidos entre os melhores de 2010

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 12 de maio de 2011 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 23:32

Nenê, Hazard, Gameiro ou Sow?

Compartilhe: Twitter

Temporada acabando e as tradicionais premiações apontam os nomes que se destacaram e concorrem às honrarias. A UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais), que chega à 20ª edição dos seus prêmios, revelou os indicados em suas sete categorias. As distinções serão entregues no dia 22, domingo, por volta das 16h de Brasília, à Paris, como dizem os franceses.

Para suceder Lisandro López no rol de ganhadores do prêmio principal, de melhor jogador do ano, concorrem o brasileiro Nenê, o belga Hazard, o senegalês Sow e o francês Hazard. Abaixo coloco alguns números para a gente poder opinar sobre quem leva a melhor, além dos meus pitacos.

Entre os melhores goleiros, concorrem Landreau, Lloris, Mandanda e Ruffier. Quanto aos técnicos, o nome que sucederá Jean Fernandez (Auxerre) será ou Deschamps, ou Garcia, ou Gillot ou Gourcuff pai. As mesmas categorias se repetem na segunda divisão, a Ligue 2. E o futebol feminino também é comtemplado, com apenas jogadoras de Lyon e PSG participando. Não, Shirley Cruz não é brasileira, mas costarriquenha.

Hazard à frente de Sow em treino do LOSC. Quem se dará melhor no troféu da UNFP? (Losc.fr)

E os nominados são:

>> Meilleur joueur de Ligue 1 : Kévin Gameiro (Lorient), Eden Hazard (Lille), Nenê (Paris-SG) e Moussa Sow (Lille). Acho que dá Hazard, a maior revelação e o mais habilidoso do provável campeão

– Nenê: 33 jogos, 14 gols (26% do PSG – 6º artilheiro-geral), 6 assistências (12º no geral), 3 cartões amarelos, 0 vermelho
Hazard: 35 jogos, 7 gols (11% do Lille), 9 assistências (6º no geral), 2 cartões amarelos, 0 vermelho
– Gameiro: 33 jogos, 14 gols (46% do Lorient – 2º artilheiro-geral), 3 assistências, 0 cartão amarelo, 0 vermelho
Sow: 33 jogos, 21 gols (34% do Lille – 1º artilheiro-geral), 2 assistências, 0 cartão amarelo, 0 vermelho

> Meilleur gardien de Ligue 1 : Mickaël Landreau (Lille), Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Marseille), Stéphane Ruffier (Monaco). Fico com Landreau, para homenagear o veterano

Meilleur entraîneur de Ligue 1 : Didier Deschamps (Marseille), Rudi Garcia (Lille), Francis Gillot (Sochaux) e Christian Gourcuff (Lorient). Escolho Garcia, porque com um elenco mais fraco do que o de Deschamps ficou quase sempre na frente na tabela

> Meilleur joueur de Ligue 2 : Benjamin Corgnet (Dijon), Rudy Haddad (Châteauroux), Sloan Privat (Clermont-Ferrand) e Sébastian Ribas (Dijon). Ribas lidera a artilharia do torneio, dois gols à frente de Privat (19 a 17). Fico com o “primo” do Diego ex-meia do Santos então…

> Meilleur gardien de Ligue 2 : Benoît Costil (Sedan), Bertrand Laquait (Evian-Thonon), Grégory Malicki (Angers) e Johny Placide (Le Havre). O líder Evian foi um dos que menos perdeu. Então vou de Laquait

Meilleur entraîneur de Ligue 2 : Patrice Carteron (Dijon), Bernard Casoni (Evian), Landry Chauvin (Sedan) e Olivier Pantaloni (AC Ajaccio). Casoni, porque está fazendo história no time criado em 2007

> Meilleure joueuse: Camille Abily (Lyon), Elise Bussaglia (Paris-SG), Shirley Cruz (Lyon) e Lara Dickelmann (Lyon). Abily tem jeitão de “Zinedina”, portanto…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,