Publicidade

Posts com a Tag Eliminatórias da Copa

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 Ex-jogadores, Franceses no mundo | 19:12

Merci, Thierry Henry!

Compartilhe: Twitter

“Foi uma viagem incrível”, disse Thierry Henry no último dia 16, terça-feira, ao declarar a aposentadoria do futebol profissional aos 37 anos.

É claro que o atacante não se refere apenas aos cinco anos passados nos Estados Unidos, sua última caminhada na carreira iniciada no Principado mais famoso da Europa, há duas décadas.

Começando a carreira, à la Ruud Gullit (Thierry revelou que a preferência pela camisa 12 na seleção vem da admiração por outro holandês, Van Basten)

Começando a carreira, à la Ruud Gullit (Thierry revelou que a preferência pela camisa 12 na seleção vem da admiração por outro holandês, Van Basten)

Foram muitas conquistas e tantos, tantos gols na trajetória que incluiu Monaco, Juventus, Arsenal, Barcelona e New York Red Bulls, em cinco países diferentes. Com o cume no clube inglês, onde o camisa 14 se tornou o maior artilheiro da agremiação (quase 230 gols) e ganhou até estátua, em 2011.

Carreira vencedora e recordista também na seleção: foi do sub 16 aos Espoirs, galgando os degraus da base, até chegar aos Bleus em 1997. Até 2010, somou 123 partidas (só perde para Lilian Thuram, 142) e 51 gols: goleador-mor da história da França como seleção. Esteve nos dois feitos máximos do país no maior dos torneios que há, como meio titular/meio reserva na Copa de 1998 (o artilheiro daquele time) e titular na de 2006, quando foi “o carrasco” brasileiro da vez (artilheiro francês ao lado de Zidane).

Até pra dar um tapa pro gol o nêgo tinha estilo!

Até pra dar um tapa pro gol o nêgo tinha estilo!

Nos fiascos dos Mundiais de 2002 (expulso no segundo jogo) e 2010 foi titular também, tendo contribuído de forma bem peculiar, naquela repescagem contra a Irlanda em 2009, para que a equipe de Domenech fosse à África do Sul no ano seguinte. Enfim, é o jogador que mais Copas disputou com os Bleus, 4. Como ainda tem um título europeu (2000) e uma Copa das Confederações (2003), dá pra dizer que a passagem, no geral, foi positiva de fato.

França x Irlanda, 2009: A versão francesa da mão de Deus de Maradona-1986...

França x Irlanda, 2009: A versão francesa da mão de Deus de Maradona-1986…

Agora será comentarista da TV inglesa Sky Sports, mas vamos torcer para que apareça numas peladas de vez em quando, como esses jogos entre amigos que acabam sendo transmitidos pra preencher lacunas de programação televisiva em dias xoxos que todo ano tem. Porque aí vamos poder matar um pouco da saudade do craque, finalizador de classe e elegância que tanto aplaudimos (e tentamos imitar sem sucesso) nos últimos anos.

Merci Henry!

No final da carreira, com a camisa do NY Red Bulls, pela liga estadunidense, a MLS

No final da carreira, com a camisa do NY Red Bulls, pela liga estadunidense, a MLS

-> 14 momentos inesquecíveis (como golaços épicos) do 14 do Arsenal: leia no site Trivela

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 21 de novembro de 2013 Seleção francesa | 11:55

Le Podcast du Foot volta especial, sobre a classificação francesa pra Copa

Compartilhe: Twitter

A edição 42 foi gravada pelos amigos Filipe Papini, na apresentação, Flavio Botelho e Eduardo Ramos de Medeiros.

Escutemos no player abaixo:

Le Podcast du Foot #42 by Eduardomtjunior on Mixcloud

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 19 de novembro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 20:22

França mostra grandeza, reverte desvantagem e virá ao Brasil em 2014!

Compartilhe: Twitter

Atualizado em 21/11

Em questão de dias, os sentimentos de derrota e conquista trocam de lado: c'est la vie dans le foot! (Photo: Getty Images)

Em questão de dias, os sentimentos de derrota e conquista trocam de lado: c’est la vie dans le foot! (Photo: Getty Images)

Um dia inesquecível no Stade de France, que quatro anos depois viu novamente a seleção superar a repescagem e, com toques de dramaticidade, alcançar mais uma Copa do Mundo.

Desta vez, felizmente, não precisou de uma mãozinha da arbitragem, e foi a primeira seleção a reverter uma desvantagem de dois gols no jogo de ida em eliminatórias pra Copa, com os 3 a 0 em St Denis.

Ufa, a decepção de 1993 não se repetiu (o último Mundial sem os Bleus foi o de 1994), teremos atividade no evento mais importante do futebol mundial nos próximos anos! :)

Só consegui assistir ao vivo os 15 minutos finais, então segue o relato dos principais momentos da partida publicado pelo Globoesporte.com:

“Apesar da situação delicadíssima, a torcida francesa fez sua parte e lotou o Stade de France. A ocasião, no entanto, exigia algo a mais dos franceses. E eles compraram a ideia. No momento da execução da Marselhesa (hino francês), cantaram a plenos pulmões. Durante toda a partida, cantaram alto e balançaram as inúmeras bandeiras do país e, algumas, do Brasil, em alusão ao Mundial, que será disputado em 2014.

Em campo, o time correspondeu ao apoio. Com apenas três minutos de jogo, os franceses já haviam levado perigo em três oportunidades. Em uma delas, Valbuena, novidade na equipe titular para o jogo de volta, chutou da entrada da área, mas o goleiro Pyatov operou um milagre.

A França começou voando e não tirou o pé do acelerador em nenhum momento da primeira etapa. O primeiro gol demorou 20 minutos até a sair, tamanha a pressão francesa. E surpreendentemente, ele veio dos pés de um zagueiro. Ribery chutou forte da entrada da área, e Sakho completou no rebote do goleiro. Primeiro passo dado.

O gol inflamou ainda mais os franceses, e em campo a pressão continuou. Aos 29, Ribery encontrou Benzema em posição legal na área, e o atacante do Real Madrid mandou para as redes. No entanto, a arbitragem errou e anulou o lance.

Quatro minutos depois, como uma espécie de compensação, a França chegou ao segundo, desta vez, de maneira ilegal. Aos 33, Pogba chutou da entrada da área, e Valbuena desviou. A bola parou nos pés de Benzema que, em posição irregular, completou para o gol. O placar do primeiro jogo já estava igualado. Faltava o terceiro, o gol da classificação.

No segundo tempo, a França teve o trabalho facilitado com menos de um minuto de bola rolando. Khacheridi, que já havia recebido cartão amarelo, deu uma entrada duríssima em Ribery e foi expulso. O cartão vermelho inflamou a torcida no Stade de France, mas o ritmo dos franceses já não era o mesmo, após a correria no primeiro tempo.

Cansados, já não criavam tantas chances de gols. Mesmo assim, eram melhores em campo e dominavam a assustada Ucrânia. Aos 27, no entanto, o tão esperado gol aconteceu. Após rebote do goleiro Pyatov, Matuidi deixou de calcanhar para Pogba. O volante da Juventus chutou cruzado e, Gusev, pressionado por Sakho, mandou contra o próprio gol. O tão sonhado milagre tinha virado realidade. A França, tradicional carrasca da seleção brasileira em Copas do Mundo (responsável por três das últimas cinco eliminações da equipe canarinho) estará no Brasil em 2014”

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 15 de novembro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 22:32

Ucrânia complica França na repescagem das Eliminatórias pra Copa 2014

Compartilhe: Twitter
De quem mais se esperava no time francês, Ribéry foi anulado e teve de aceitar a festa ucraniana (Photo: Reuters)

De quem mais se esperava no time francês, Ribéry foi anulado e teve de aceitar a festa ucraniana (Photo: Reuters)

Les Bleus sucumbiram no segundo tempo, levaram 2 a 0 em Kiev e vão ter que suar muito para evitar o vexame de se ausentar do Mundial no Brasil. A decisão acontece em Saint Denis, na próxima terça, dia 19, às 18h (Fox Sports é um dos canais que transmitem ao vivo).

Lloris; Debuchy, Koscielny, Abidal e Evra; Matuidi, Pogba, Nasri e Ribery; Remy e Giroud foi o time francês no primeiro tempo, com poucas chances dos dois lados e nenhuma criatividade na equipe de Deschamps.

Na segunda etapa, quando o técnico gaulês já preparava uma alteração, os anfitriões tramaram boa jogada pela esquerda, Zozulya recebeu do brasileiro Edmar na área, se desvencilhou de Abidal e chutou por baixo de Lloris, abrindo o placar. Sissoko (no lugar de Remy), Valbuena (no de Nasri) e Benzema (Giroud) entraram, porém o quadro não se alterou.

Cenário ruim, que se agravou minutos antes do fim, quando Yarmolenko definiu o marcador e a bela vantagem ucraniana, para grande apreensão francesa. Em dia muito negativo, o zagueiro Koscielny ainda foi expulso e não vai poder jogar na terça (o que não é de todo mal…).

No último duelo entre as partes, pela Euro 2012, havia dado Bleus: 2 a 0, uma vitória aliviante e sobre um dilúvio na época. Ou seja: reverter a vantagem não é impossível, não percamos as esperanças!

Que a classificação para a Copa 2014 venha, mas sem interferência da arbitragem de preferência, para deixarmos ainda mais no fundo do baú da memória aquele 1 a 1 contra Irlanda, que levou a França pra África do Sul com a ajuda da mão esperta de Henry no gol de Gallas… Aliás, os irlandeses festejaram ou festejaram muito o placar no Estádio Olímpico de Kiev?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 9 de novembro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 16:06

Tá chegando a repescagem pra Copa! Veja quem DD convocou

Compartilhe: Twitter

Já é no dia 15 a partida de ida contra a Ucrânia, em Kiev. A volta acontece dia 19, no Stade de France. Defenderão a seleção francesa, chamados por Didier Deschamps:

GOLEIROS : Mickaël Landreau (Bastia), Hugo Lloris (Tottenham), Steve Mandanda (Marseille).

DEFENSORES : Eric Abidal (Monaco), Gaël Clichy (Manchester City), Mathieu Debuchy (Newcastle), Patrice Evra (Manchester United), Laurent Koscielny (Arsenal), Bacary Sagna (Arsenal), Mamadou Sakho (Liverpool), Raphaël Varane (Real)

MEIO-CAMPO : Blaise Matuidi (PSG), Paul Pogba (Juventus), Moussa Sissoko (Newcastle), Clément Grenier (Lyon), Samir Nasri (Manchester City), Yohan Cabaye (Newcastle), Rio Mavuba (Lille)

ATACANTES : Karim Benzema (Real Madrid), Olivier Giroud (Arsenal), Dimitri Payet (Marseille), Franck Ribéry (Bayern München), Mathieu Valbuena (Marseille), Loïc Rémy (Newcastle)

Home page do site da Federação Francesa estapa imagem de gol bleu contra a Ucrânia na Euro 2012,<br /><p class=para entrar no clima” width=”614″ height=”150″ class=”size-large wp-image-11973″ /> Home page do site da Federação Francesa estapa imagem de gol bleu contra a Ucrânia na Euro 2012, para entrar no clima

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 12:48

Sorteio não atrapalha: Bleus terão Ucrânia no caminho para 2014

Compartilhe: Twitter

Atualizado em 22/10

Poderia ser pior o resultado das bolinhas para a seleção francesa hoje, avalio.

O adversário bleu na repescagem das Eliminatórias Europeias pra Copa do Mundo no Brasil será a Ucrânia: ida dia 15 de provavelmente em Kiev, volta dia 19 no Stade de France.

Fui buscar o retrospecto entre as seleções no Trivela, que publicou, dentro dessa análise bacana dos playoffs europeus:

“Pelo retrospecto, a Ucrânia tem muito que temer contra a França. Em sete jogos entre as duas equipes, os Bleus estão invictos, com três vitórias e quatro empates. O último jogo aconteceu na Euro 2012, quando os franceses venceram os anfitriões por 2 a 0 em Donetsk, resultado fundamental para o avanço do time de Laurent Blanc às oitavas de final.”

Tão preocupante quanto os ucranianos é manter o elenco francês focado e disposto a dar o seu melhor, depois que o experiente lateral Evra concedeu entrevista a um canal de TV espinafrando comentaristas, inclusive o ex-lateral esquerdo da seleção Lizarazu. O ala do Manchester United foi chamado a se explicar pela FFF e não usará mais a braçadeira de capitão nos próximos jogos com Deschamps. Não atrapalha agora, Patrice!

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 16 de outubro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 13:04

Como previsto, França termina fase de grupos das Eliminatórias em segundo e vai para a repescagem

Compartilhe: Twitter

Atualizado em 17/10

Celebração após o gol de Ribéry, que abriu o caminho da vitória francesa sobre a Finlândia em Saint Denis (Photo: AP)

Celebração após o gol de Ribéry, que abriu o caminho da vitória francesa sobre a Finlândia em Saint Denis (Photo: AP)

Se tivesse que colocar seu dinheiro em jogo, qualquer ser humano com o mínimo de conhecimento sobre futebol apostaria, quando visse o Grupo I das Eliminatórias Europeias antes da primeira rodada, que daria Espanha em primeiro, classificada diretamente pra Copa de 2014, e França em segundo, tendo de buscar a vaga para o Brasil via repescagem.

O cenário só se confirmou na última rodada, mas assim aconteceu nesta terça, ontem, depois de Espanha 2 x 0 Geórgia e França 3 x 0 Finlândia. No Stade de France, Ribéry, Giroud e Benzema marcaram para os Bleus, no dia do aniversário de 45 anos do técnico Di-di-di-di-di-di-er Deschamps.

Dois oito europeus que jogarão os playoffs, os Bleus estão no mesmo pote do sorteio do que Suécia, Islândia e Romênia. Ou seja, enfrentará ou Croácia ou Portugal ou Grécia ou Ucrânia (prefiro as duas últimas!), decidindo a parada fora de casa, o que incomodou os franceses, que ameaçaram protocolar uma reclamação na Fifa pelo critério que os colocou nessa condição.

O sorteio acontece já na próxima segunda-feira, dia 21, em Zurique, na Suíça. Os decisivos confrontos rolam nos dias 15, ida, e 19 de novembro, volta. Haja coração, mes amis!

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 3 de outubro de 2013 Seleção francesa | 15:49

Rémy volta no lugar do lesionado Gignac; veja convocados de Deschamps para jogos contra Austrália e Finlândia

Compartilhe: Twitter
Loïc Rémy marca pelo Newcastle contra o Everton, no Campeonato Inglês, que sempre abre portas para os franceses,<br /><p class=inclusive na seleção – quando se destacam por lá (Photo: Getty Images)” width=”665″ height=”382″ class=”size-large wp-image-11906″ /> Loïc Rémy marca pelo Newcastle contra o Everton, no Campeonato Inglês, que sempre abre portas para os franceses, inclusive na seleção – quando se destacam por lá (Photo: Getty Images)

Para o amistoso contra a Austrália, no próximo dia 11, e o derradeiro compromisso pelas Eliminatórias pra Copa 2014, no dia 14 contra a Finlândia, o técnico Didier Deschamps convocou a seleção francesa hoje.

Confira a lista dos Bleus:

Gardiens : Mickaël Landreau (Bastia), Hugo Lloris (Tottenham/ANG), Steve Mandanda (Marseille).

Défenseurs : Eric Abidal (Monaco), Gaël Clichy (Manchester City/ANG), Mathieu Debuchy (Newcastle/ANG), Patrice Evra (Manchester United/ANG), Laurent Koscielny (Arsenal/ANG), Bacary Sagna (Arsenal/ANG), Mamadou Sakho (Liverpool/ANG), Raphaël Varane (Real/ESP)

Milieux : Blaise Matuidi (PSG), Paul Pogba (Juventus/ITA), Moussa Sissoko (Newcastle/ANG), Clément Grenier (Lyon), Samir Nasri (Manchester City/ANG), Yohan Cabaye (Newcastle/ANG)

Attaquants : Karim Benzema (Real Madrid/ESP), Olivier Giroud (Arsenal/ANG), Dimitri Payet (Marseille), Franck Ribéry (Bayern Munich/ALL), Mathieu Valbuena (Marseille), Loïc Rémy (Newcastle/ANG)

Leia mais sobre a convocação em matéria do site do L’Equipe

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 10 de setembro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 20:53

Les Bleus sofrem, mas espantam a uruca e seguem vivos por 2014

Compartilhe: Twitter
bel-fra-ribery

Correndo contra o prejuízo, Ribérra conduziu a França à importantísima vitória em Gomel

Foi na base do vira virou que a França venceu Belarus, varreu a catiça do jejum de gols e se aproximou do Mundial no Brasil.

Lloris falhou nos dois tentos sofridos, porém Ribery comandou o ataque, marcando duas vezes. Nasri e Pogba também foram às redes, e Valbuena merece destaque igualmente.

Leia mais e assista aos gols neste vídeo da ESPN: http://m.espn.com.br/video/355026_eliminatorias-europeias-gols-de-bielorrussia-2-x-4-franca

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 6 de setembro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 22:54

França desaprende o caminho do gol e fica no zero de novo, agora na Geórgia

Compartilhe: Twitter
deschamps-benzema-frança

Se o seu principal atacante ficasse mais de 13 partidas pelo seu time sem marcar, qual seria sua reação diante dele? Na imagem, Deschamps e Benzema

Nada de gols em Tbilisi nesta sexta-feira, et Les Bleus viram a Espanha, que derrotou a Finlândia, abrir vantagem de 3 pontos no Grupo I das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2014.

Os titulares hoje foram Lloris, Sagna, Koscielny, Abidal, Evra, Sissoko, Guilavogui, Valbuena, Ribery, Benzema e Giroud. No segundo tempo, Gignac veio pro lugar de Benzema, e Nasri pra vaga de Guilavogui, mas nada além de mais um decepcionante empate. Agora são cinco partidas sem marcar pro lado da França.

Menos mal que a distância dos franceses para os finlandeses, na terceira colocação, aumentou um ponto, o que aproxima a seleção de Didier Deschamps cada vez mais da vaga na repescagem, para buscar a vaga no Mundial em playoff de ida e volta.

Essa confirmação pode vir já na próxima terça-feira, novamente fora de casa, contra a Bielorrússia (ou Belarus, como preferir). Se a França deixar a rodada mais de três pontos à frente do terceiro lugar, o que pode acontecer até em caso de derrota (se Geórgia e Finlândia empatarem), praticamente assegura essa posição (pois um dos nove vice-colocados nas chaves não vai pra repescagem). A Espanha repousa.

Faltando duas partidas para cada país, a classificação está assim:

Espanha – 14 pontos
França – 11 pontos
Finlândia – 6 pontos
Geórgia – 5 pontos
Belarus – 4 pontos

O Campeonato Francês tira folga nesse fim de semana, justamente por conta de estarmos no período entre as datas Fifa, com as seleções atuando. A Ligue 1 retorna no próximo fds, com a 5a rodada.

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. Última