Publicidade

Posts com a Tag Eduardo Ribeiro

sábado, 15 de fevereiro de 2014 Brasileiros na França, Extracampo, Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 14:34

Mercado de inverno trouxe Berbatov e repatriou Cabaye, Trémoulinas, Hoarau…

Compartilhe: Twitter

A hora da xepa” nos momentos derradeiros da janela, finada em 31/1, revelou reforços importantes para PSG e Monaco, os dois candidatos ao título da Ligue 1 em curso, como analisou o site Trivela.

Eis as principais negociações envolvendo clubes franceses na janela de transferências do mês passado:

MONACO – Veio o atacante búlgaro Dimitar Berbatov, ex-Manchester United e que estava no Fulham, também inglês (para a vaga do colombiano Falcao García, hoje em tratamento pós-cirurgia no joelho). Também veio, em transação doméstica, o zagueiro Abdennour, do Toulouse FC.

PSG – Veio o volante (quase meia) Yohan Cabaye, da seleção francesa, que se projetou no Lille (que defendeu de 2004 a 2011) e estava no Newcastle, detentor da maior legião francesa da Premier League inglesa.

SAINT-ETIENNE – Repatriou o lateral-esquerdo Trémoulinas, que teve ótimos momentos no Bordeaux e não teve bons seis meses no Dínamo de Kiev, e o volante Josuha Guilavogui, cria do próprio clube, que vem de empréstimo do Atlético de Madri.

Convém lembrar que o presidente da ASSE revelou recentemente que rechaçou uma oferta de compra vinda do Catar, indo na contramão das experiências parisiense e monegasca.

BORDEAUX – Como mencionamos tempos atrás, foi buscar o experiente atacante Guillaume Hoarau (29 anos), ex-PSG, no futebol chinês, mais precisamente no Dalian Aerbin. Mas perdeu o bom meia polonês Obraniak para o Werder Bremen, da Alemanha, e o também meio-campista Ben Khalfallah, tunisiano que vinha apagado ultimamente, para o Troyes.

BASTIA – Outro experiente centroavante de volta à elite francesa é o irreverente Djibril Cissé, 32 anos e agora 10 clubes no currículo. Revelado pelo Auxerre, estava no Kuban Krasnodar, da Rússia.

AJACCIO – Sem ter feito na França metade do sucesso que teve na Itália, o meia romeno Adrian Mutu voltou ao seu país, para o Petrolul. Outro a deixar o clube córsego foi o atacante brasileiro Eduardo Ribeiro dos Santos, rumo ao Metz, que pela campanha que realiza na Ligue 2 tem boas possibilidades de alcançar a elite no meio do ano. É a 4ª camisa francesa para o experiente atleta.

EVIAN – Trouxe o centroavante brasileiro Túlio de Melo, que teve boas fases no Lille mas vinha com dificuldade de se firmar titular nesta temporada. E fez uma troca com o OM, como vemos abaixo.

OLYMPIQUE DE MARSEILLE – Cedeu o zagueiro Kassim Abdallah ao Evian TG e recebeu o atacante marfinense Brice Dja Djédjé, pelo qual muito torcemos só pelo nome bacana de se falar! Quem também saiu foi o atacante ganês Jordan Ayew, rumo ao Sochaux. Seu irmão mais velho André Ayew segue no clube.

LILLE – Se desvinculou de Túlio de Melo, como eu disse acima, e trouxe o útil lateral-direito Sebastien Corchia, ex-Sochaux.

LYON – Quase não teve alterações, cedendo apenas o atacante Alassane Plea, da seleção francesa sub 19, ao Auxerre, atualmente na segunda divisão.

MONTPELLIER – Recebeu o atacante de 19 anos Mbaye Niang, revelado pelo Caen e que chega emprestado do Milan, onde teve poucas chances. Para suprir a falta do também ofensivo Emanuel Herrera, agora no Tigres do México. Saiu também o meia Bryan Dabo, para o Sunderland, da Inglaterra.

Veja estas e outras transferências dos clubes da Ligue 1 nesta tabela do site espanhol Futbol desde Francia.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 22 de abril de 2009 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 10:33

O caminho mais curto

Compartilhe: Twitter

Ontem, terça-feira, o Rennes venceu o Grenoble por 1 a 0 e se classificou para a final da Copa da França, uma espécie de Copa do Brasil da terra do croissant (huumm…) – o campeão garante vaga na Copa da Uefa, que a partir da próxima temporada passará a se chamar Liga Europa.

A campanha do Stade Rennais, como é conhecido o Rennes, não é das piores no Campeonato Francês (Ligue 1): sétimo lugar entre 20 times. Mas como apenas os quatro primeiros da Ligue 1 se classificam para copas europeias (os três primeiros na Liga dos Campeões e o quarto na Liga Europa), não é mau negócio priorizar a final da Copa da França, segundo torneio mais importante do país, depois da Ligue 1, disputado desde 1918!

Agora o sonho dos guingampoises (affe!) é ser o Paulista de Jundiaí na Copa da França 

Não tem mais bobo, amigo!
Campeão da Copa da França pela última vez em 1971, o Rennes terá como adversário o surpreendente Guingamp (da 2ª divisão, a Ligue 2), que bateu o Toulouse fora de casa nesta quarta-feira por 2 a 1.  Assim como a Copa do Brasil é pródiga em zebras, a Copa da França também tem a sua na temporada, e com a ginga brasileira do skindô-skindô. 

Quem abriu o placar em Toulouse foi o atacante brazuca Eduardo Ribeiro, ex-Flamengo-PI, Joinville e Grasshoppers, da Suíça – ele deixou o país do Carnaval com 20 anos, em 2001, quando atuava pelo time catarinense. Mesmo com o gol de empate de André-Pierre Gignac, artilheiro do Francês com 19 gols, o Guingamp sacramentou a vitória aos 44 do segundo tempo!

A final será no dia 9 de maio, no Stade de France, em Saint-Denis, arredores de Paris – sim, o palco de França 3 x 0 Brasil naquele 12 de julho de 1998…

*atualizado às 18h27

Autor: Tags: , , , , , , , ,