Publicidade

Posts com a Tag Douchez

sábado, 11 de abril de 2015 Brasileiros na França, Copas francesas | 20:53

Paris Saint-Germain goleia Bastia e atinge meta 1 de 4

Compartilhe: Twitter

psgcdl15

O PSG chegou ao Stade de France hoje com uma possibilidade única para um clube francês na temporada, e saiu da final da Copa da Liga Francesa (que novamente foi ignorada pela detentora da transmissão na TV brasileira…) mantendo a expectativa de sucesso total: ganhar os 4 torneios que disputa.

Cumpriu com excelência 25% de seu objetivo, ao aplicar 4 a 0 no Bastia, fragilizado demais pela expulsão que sofreu ainda no primeiro tempo, com poucos minutos de jogo em Saint-Denis. Squillaci de fato obstruiu o caminho de Lavezzi rumo ao gol, fazendo o pênalti, mas o cartão amarelo parecia mais justo, afinal o experiente zagueiro não era o último homem entre o atacante argentino e a baliza. O favoritismo então se converteu em certeza para o lado mais poderoso.

Prejuízo enorme para o azul e branco da Córsega, com um a menos tanto no placar, depois de Ibrahimovic superar Areola, como dentro de campo, com apenas 22 minutos de partida. Com o uniforme vermelho roseado que costuma usar fora de casa, o Paris dominou a maior parte das ações, como se estivesse no Parc des Princes, tanto que no segundo tempo sua torcida cantava “On est chez nous, On est chez nous” (Estamos em casa, Estamos em casa) – e até que estavam mesmo, pois Saint-Denis é vizinha de Paris e fica a mais de 1200 km de Furiani, na ilha córsega…

Ibra fez o segundo arrematando forte e rasteiro, ainda na primeira etapa, e na segunda os ânimos que restavam no Sporting Club Bastia arrefeceram mais, com os dois gols de Cavani, primeiro de cabeça e depois aproveitando enfiada de Zlatan Ibrahimovic. O sueco está a cinco gols de se igualar ao português Pedro Pauleta, maior artilheiro da história do clube da capital, e mesmo com os quatro jogos de suspensão que pegou nesta semana deve superar a marca já nesta reta final de temporada. Glória para os brasileiros Thiago Silva, que levantou a taça, Marquinhos, Maxwell e Lucas (de volta após lesão. David Luiz está machucado), impotência para Brandão, que entrou no segundo tempo depois de meses sem jogar (foi suspenso depois de agredir Thiago Motta, que não reencontrou hoje porque o ítalo-brasileiro está machucado) e não teve chance de fazer nada de concreto para ajudar o 14º colocado da Ligue 1.

Campeão de sua quinta Copa da Liga (a segunda consecutiva), o PSG também devolveu a derrota imposta ao Bastia há 20 anos, na primeira edição da competição. Agora, tem que cuidar de suas três outras responsabilidades em disputa: Liga dos Campeões da Europa (quarta que vem, diante do Barcelona, a mais difícil), Campeonato Francês (próximo sábado e nas 5 rodadas restantes), e Copa da França (decisão contra o Auxerre em 30 de maio). É complicado, porém não falta qualidade ao elenco de Laurent Blanc, em que pesem as ausências forçadas, como será a do suspenso Ibra.

A CdL propicia ao campeão uma vaga na próxima Liga Europa, mas como o PSG deve se classificar para a Liga dos Campeões que vem por estar entre os três primeiros do Francês, essa vaga na UEL provavelmente irá para o 5º colocado na L1. No caso da CdF, mesmo que o PSG vença, o Auxerre, por ser vice, herdará a vaga na Uefa Europa League, se o clube da capital confirmar a posição na Champions League via Campeonato Francês.

-> Saiba mais sobre a partida na matéria do L’Equipe

PSG: Douchez; Aurier, Marquinhos, T. Silva e Maxwell; Verratti, Matuidi e Rabiot (Cabaye, aos 32 do 2º); Lavezzi (Cavani, aos 19 do 2º), Pastore (Lucas, aos 27 do 2º) e Ibrahimovic. Técnico: Laurent Blanc.

Bastia: Areola; Cioni, Squillaci, Modesto e Marange; Cahuzac (cap.), Gillet, Danic (Peybernes, 22 do 1º), Palmieri (Ayité, 23 do 2º) e Boudebouz; Sio (Brandão, aos 36º). T: Ghislain Printant.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 26 de outubro de 2011 Copas francesas, Franceses no mundo | 21:53

PSG, Montpellier e Auxerre eliminados nas 8as da Copa da Liga Francesa

Compartilhe: Twitter

michel-bastos-lacazette

Ederson observa a dancinha de Bastos e Lacazette, para fúria da torcida verde no Geoffroy-Guichard (Olweb)

Zebras e confirmações nos oito jogos eliminatórios. Ontem, o Olympique de Marselha não deu chances pro Lens, 4 a 0. Gignac fez seu primeiro na temporada. Jordan Ayew e Remy, duas vezes, complementaram (Acertei esse palpite!).

Hoje, fortes emoções no primeiro jogo do dia, Dijon x PSG, que no domingo duelaram pela Ligue 1 com 2 a 0 pró-Parri. E não é que o modesto Dijon conseguiu a revanche, deixando o poderoso e milionário da história pelo caminho? (Claro que errei esse)

Foi muito bom o primeiro tempo no Stade Gaston Gerard, com quatro gols, embora o líder do Francês não encarasse a partida com a mesma gana do adversário (o técnico Patrice Carteron se esgoelando volta e meia demonstrava bem esse espírito…). Com Nenê, Pastore e Gameiro poupados, Bahebeck e Erding ganharam uma chance no mistão parisiense que começou dando as cartas: eles construíram a vantagem dos visitantes, o primeiro marcando de falta (que categoria do garoto!) e o segundo complementando bela jogada de Menez.

Mas os anfitriões reagiram rápido, com Sankharé batendo pênalti (duvidoso, de Lugano em Jovial – eu não daria, os dois se puxaram) e Berenguer concluindo rápida trama ofensiva. Aos 15 do 2o, novo pênalti pro Dijon (bola na mão de Camara, imprudente), Jovial venceu Douchez por centímetros e virou! Aos 25, vendo a água bater no traseiro, Kombouaré teve de lançar mão dos titulares; vieram Nenê e Gameiro, Pastore não. Pressão forte, jogo mais brigado, 3 bolas ao todo na trave do PSG, Menez sendo fominha em alguns lances, e o abafa não deu resultado. Leonardo e cia tiveram de deixar o estádio de cabeça baixa…

Outro jogão do dia foi Saint Etienne x Lyon, que levaram o tradicional clássico pela primeira vez a uma Copa da Liga. Um pouco melhor, o OL abriu o placar após falta sofrida por Michel Bastos nas imediações da área. Ele, Ederson e Kallstrom se prepararam, o sueco bateu na barreira, mas ela sobrou de frente pra Briand, de frente pra Ruffier. Ele chutou, houve um desvio no caminho mas a bola encontrou as redes aos 40 minutos.

jovial-lugano

Ceará observa o lance que virou pênalti de Lugano em Jovial, esbanjando jovialidade! (Site DFCO)

Segundo tempo e novamente os lioneses mais perto do gol. Depois do pênalti claro sofrido por Lacazette, Bastos foi impedido de cobrar não pelas milhares de vaias, mas pelos rojões atirados perto do gol de Ruffier. A tal ponto que a arbitragem saiu de campo e chamos os capitães pra conversar no vestiário! Na volta, o brasileiro bateu, marcou, comemorou muito perto da torcida e reservas adversários e deixou o jogo mais nervoso ainda, com novo tumulto. Aubameyang descontaria, mas não havia tempo pros stéphanois evitarem a vitória rival no 106o dérbi da história (apostei no ASSE…). Aos verdes, resta esperar quatro dias pelo reencontro de domingo pela Ligue 1.

Em casa, o Lille não bobeou diante do Sedan: 3 a 1, com gols de Pedretti, Joe Cole e Jelen (boa, acertei!). Túlio de Melo foi titular. Já o Auxerre, ex-time de Pedretti e Jelen, não conseguiu se garantir diante de sua torcida: levou 2 a 1 do Caen (um nabo com dois de Nabab!) e me dei mal nessa. Outro a decepcionar foi o Montpellier, caindo em casa diante do Lorient, outro 2 a 1, com um a menos desde os 10 minutos do 2o tempo (errei). Pentecôte conduziu a tia Nice à classificação, com mais um 2 a 1, no Sochaux (acertei). E depois de empate sem gols, coube ao Le Mans avançar ao bater o Rennes por 4 a 1 nos penais (falhei de nouveau).

Minutos depois já conhecemos os confrontos das quartas, marcados inicialmente para 10 de janeiro de 2012, uma terça-feira:
Lyon x Lille (olha o Ly-Li de vorta!)
Caen x O. Marseille
Le Mans x Lorient
Nice x Dijon

Enquanto isso, na Espanha…
…Karim Benzema abriu o placar na vitória do Real Madrid sobre o Villarreal, 3 a 0, muito bom para sua disputa com o argentino Gonzalo Higuain por uma vaga no galáctico ataque merengue.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 26 de julho de 2011 Extracampo | 22:59

PSG aumenta cota de selecionáveis

Compartilhe: Twitter
psg-leonardo-matuidi-menez-alkhelaifi-afp

Léo, Blaisi, Jeremy e Nasser Al-Khelaifi, homem forte da Qatar Sports Investment dentro do PSG (AFP)

O vai-não-vai de dias atrás ficou para trás no Paris Saint-Germain. Ontem, foram apresentados dois reforços de peso, que vêm marcando presença em convocações recentes da seleção francesa. Blaise Matuidi deixa o Saint-Etienne e Jeremy Menez sai da Roma para que Makelele e Giuly não deixem saudades na capital da França. Têm tudo para conseguirem, não? Vale registrar que o zagueiro sérvio Milan Bisevac também chega para compor a defesa.

Ponto positivo para Leonardo, embora já tenha aparecido na imprensa alguma divergência entre o brasileiro e a cúpula catariana que manda e investe no PSG, por conta de valores oferecidos a jogadores sondados. O manager quer trazer, ainda, um talento do quilate de Paulo Henrique Ganso ou Javier Pastore, argentino do Palermo. Conseguirá?

Hoje, uma boa impressão foi dada pelos novos reforços (apenas Douchez, machucado, não jogou), no amistoso duplo contra Innsbruck, da Áustria (1 a 0) e Roma (3 a 0), 45 minutos cada. Com Nenê se destacando, Gameiro e Hoarau marcaram duas vezes cada um.

O time promete. Vamos ver o que mostra na Emirates Cup, mini-torneio pré-temporada no próximo final de semana, que reúne também Arsenal, Boca Juniors e New York Red Bulls, de Thierry Henry.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 8 de julho de 2011 Extracampo | 17:58

PSG enrolado, Lyon derrotado

Compartilhe: Twitter

Depois de começar bem a etapa de mercado aquecido entre temporadas, com as vindas de Kevin Gameiro e Nicolas Douchez, o Paris Saint-Germain pisou no freio e atualmente não consegue se desvencilhar das interrogações.

A chegada de Leonardo, por exemplo, anunciada semanas atrás como praticamente certa, ainda não foi confirmada, conforme o próprio brasileiro declarou em Milão recentemente. A imprensa francesa questiona o jogador e publica que a vinda do novo manager pode estar relacionada à possível saída do presidente Robin Leproux, por não concordar com a redução do seu poder no clube, efetuada pela recém-formada administração catariana.

A indefinição quanto à permanência do mandatário, portanto, mantém o PSG de certa forma paralisado. Embora os jogadores já estejam treinando sob comando de Antoine Kombouaré (amanhã tem amistoso contra o Sion, na Suíça), os reforços para posições importantes, como volante e meia-atacante pela direita (nas vagas que eram de Makelele e Giuly), ainda não apareceram.

Últimos posts sobre o Saint-Germain:
> PSG confirma Leonardo
> Gameiro e Douchez reforçam PSG

**

lyon-bastos-olweb

Michel Bastos em ação em Salzburg. Gostei do uniforme lionês! (Olweb.fr)

No primeiro de seus amistosos de pré-temporada, o Lyon foi derrotado pelo Red Bull Salzburg, na casa do adversário, na Áustria, por 1 a 0. O gol saiu aos 22 minutos do primeiro tempo. Dois minutos depois, o zagueiro ganês John Mensah foi expulso por tocar a mão na bola dentro da área e a reação lionesa ficou prejudicada, apesar do Red Bull ter despediçado o pênalti decorrente da infração.

Já comandado por Rémi Garde no banco, o OL não teve Yohan Gourcuff, que ficou na França por conta de uma lesão no tornozelo. Veja os próximos amistosos do clube:

– Sábado, 16 de Julho às 11h15 (Genk, Bélgica) – Genk x Lyon;
– Domingo, 24 de Julho, às 12h (Hannover, Alemanha) – Hannover x Lyon;
– Quarta-feira, 27 de Julho, às 13h (Donetsk, Ucrânia) – Shakhtar x Lyon;
– Domingo, 31 de Julho, às 16h (Genebra, Suíça) – Porto x Lyon

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 14 de junho de 2011 Francês da 1ª divisão | 00:27

Mercado: Quem sai, quem fica, quem para (I)

Compartilhe: Twitter
gameiro-psg

Gameiro mostra onde está a partir de agora. Tem tudo para vingar (PSG.fr)

Um post só não vai dar conta das movimentações (e também das permanências) de jogadores nessa fase de transferências e renovações, então vamos pouco a pouco. Este é só um começo, un début. Conto com vossa ajuda no que eu esquecer ou não conseguir informar aqui!

– Primeiro, lembrança aos que pararam. O PSG foi o último time do goleiro Grégory Coupet e do volante Claude Makelele (ambos com 38 anos), que receberam bonitas homenagens no último jogo de ambos no Parc des Princes, quadros e flores entregues pelos filhos (falando no assunto, quem ganhou uma homenagem tardia foi o ex-goleiro Bernard Lama, que marcou época com a camisa tricolor nos anos 1990. Um amistoso reuniu nomes como Zidane, Djorkaeff, Weah, Raí e Pauleta no último sábado).

Makelele ganhou a Liga dos Campeões da Europa pelo Real Madrid galáctico em 2002 e Coupet participou de todas as sete conquistas consecutivas nacionais do Lyon, entre 2002 e 2008. Ambos estiveram entre os Bleus na campanha do vice-campeonato na Copa 2006.

– Para o lugar de Coupet, uma reposição à altura: Nicolas Douchez, que pelo Rennes foi o goleiro menos vazado da última Ligue 1. Com 31 anos, ele chega com um contrato de três anos.

– O Paris Saint-Germain, aliás, trouxe um baita dum reforço pro setor ofensivo: o atacante Kevin Gameiro, vice-artilheiro da Ligue 1 2010/2011 pelo Lorient e presente nas recentes convocações da seleção francesa principal de Laurent Blanc.

– O campeão Lille tratou de não sentir o desfalque do meia Yoan Cabaye, vendido para o Newcastle United, da Inglaterra, e trouxe o rodado Benoît Pedretti, de 30 anos, que já passou por Sochaux, Olympique de Marselha, Lyon e Auxerre, que defendeu nos últimos cinco anos.

– Como Eden Hazard e Gervinho podem deixar o LOSC (o marfinense já manifestou sua vontade de sair do clube neste verão europeu, mas uma proposta do Tottenham já foi recusada), o ataque precisa ser reforçado pelos lados dos Dogues. Quem já chegou foi a revelação Ronny Rodelin, de 21 anos, que vem do Nantes, por onde atuou na última Ligue 2. Mas é pouco para uma Champions League, heim…

– E como Adil Rami já estava de malas prontas para o Valencia desde o início do ano, o reforço de peso do Lille para a zaga pode ser o montenegrino Marko Basa, de 28 anos, do Lokomotiv Moscou. Ele já passou pelo futebol francês entre 2005 e 2008, no Le Mans, e segundo alguns veículos franceses já fechou acordo com o LOSC. 

– Bem valorizados depois da boa temporada do Sochaux, os meias Marvin Martin (que já chegou mostrando serviço no primeiro chamado para a seleção) e Ryad Boudebouz seguem no clube, segundo o presidente Alexandre Lacombe, que assim o disse na apresentação do novo treinador Mécha Bazdarevic. O assédio deve estar sendo grande…

makelele-coupet-quadros

Quadros e flores para Makelele e Coupet (PSG.fr)

Leia também:

> PSG contrata vice-artilheiro do último Campeonato Francês

> Craques do passado marcam presença no adeus de Bernard Lama

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 11 de março de 2011 Francês da 1ª divisão | 20:33

Olympique supera Rennes e cresce na briga

Compartilhe: Twitter

Com o técnico do seu próximo adversário (Manchester United), Sir Alex Ferguson, vendo tudo de perto, o Olympique de Marselha conquistou uma importante vitória contra um rival direto na luta pelo título nacional. Os gols de Loïc Rémy e Lucho González levam o OM para 48 pontos, enquanto o co-líder Rennes permanece com 49. Ambos torcem para que o Lille, também com 49, não ganhe pontos contra o Valenciennes no desenrolar da journée.

Tendo começado melhor, o Olympique mereceu abrir o placar fora de casa. Aos 24 minutos, André Ayew, que já havia desperdiçado ótima chance em tabela com Lucho, cruzou e Remy mergulhou livre, de peixinho, no centro da área, por cima de Douchez: 1 a 0. Porém, o Stade Rennais cresceu no jogo no decorrer da primeira etapa. Poderia ter ganho um pênalti quando Mbia puxou Marveaux durante cruzamento pelo alto da área marselhesa. Teve falta perigosa novamente de Mbia, que se enroscou e pisou em Dalmat. E se lamentou quando Boukari recebeu em condições de finalização na grande área, mas meteu pra fora.

om_afp

Jordan se emocionou após o gol de Lucho. E Brandão não fez falta no Stade de la Route de Lorient (AFP)

Veio o segundo tempo e continuou a pressão do Rennes. Logo aos 3, Mvila concluiu cruzamento chutando de primeira, com perigo, entre Mandanda e a trave. Troco à altura foi visto aos 9: bela trama de passes no ataque marselhês, Remy fuzilou e Douchez espalmou em grande intervenção.

Frédéric Antonetti experimentou mudanças, com Lemoine e Kembo nos lugares de Dalmat e Leroy. Só que o SRFC não conseguia ser conclusivo no ataque e ainda por cima oferecia perigosos contragolpes aos visitantes. Aos 24, Gignac ganhou do zagueiro em disputa duvidosa (achei que foi falta), entrou na área, chutou e Douchez rebateu com o pé. Pouco tempo depois, Jordan Ayew, substituto de APG, bobeou quando ficou cara a cara com o goleiro rival, esperando demais para finalizar até ser desarmado pela zaga.

Minutos depois, entretanto, o irmão de André se recuperou com estilo, quando recebeu lançamento, ganhou no corpo a corpo e, de frente pra Douchez, serviu Lucho, que só complementou para as redes. Ainda deu tempo par Remy ser aplaudido na vinda de Valbuena e, já nos 45, o disciplinado Taiwo fazer linda jogada e carimbar o travessão em chute de longe, uma pena.

Veja os demais jogos da 27ª rodada:

Sábado, 12/03
15h – Sochaux (9º) x Lyon (4º) – TV5 anuncia transmissão ao vivo
15h – Arles-Avignon (20º) x Lorient (8º)
15h – Saint-Etienne (10º) x Brest (11º)
15h – Lens (19º) x Toulouse (12º)
15h – Nancy (17º) x Caen (14º)
15h – Nice (15º) x Auxerre (16º)

Domingo, 13/03
13h – Lille (1º) x Valenciennes (13º)
13h – Bordeaux (7º) x Monaco (18º)
17h – Paris-SG (5º) x Montpellier (6º) – SporTV2 anuncia transmissão ao vivo

* Classificação: Lille e Rennes lideram com 49 pontos, seguidos por Olympique de Marselha, com 48, Lyon, com 45, e PSG, com 44. Veja tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 18:23

Marselha empata com Rennes e é lider isolado

Compartilhe: Twitter

Olympique de Marselha 0 x 0 Rennes. Jogo equilibrado e emocionante no Vélodrome, mas nada de gols. Não é de todo ruim para os donos da casa, agora líderes únicos do Campeonato Francês, com todas as equipes tendo realizado 15 partidas. 

Com Gignac nas tribunas e Brandão, Ayew e Rémy na frente, o Olympique começou sendo surpreendido quando Montaño apareceu cara a cara com Mandanda e sofreu o pênalti. Porém, o jovem Kembo Ekoko, prata do Rennes de 22 anos, olhou muito pro juiz antes de cobrar, não chutou bem e o reserva de Lloris na seleção francesa mandou pra escanteio.

O tempo passou e o Marselha melhorou, criando boas chances com Rémy e Brandão. Mas sofria rápidos contra-ataques do Stade Rennais, que metia perigosas bolas enfiadas nas costas da defesa. Valbuena e Abriel entraram no segundo tempo, nos lugares de Cheyrou e Rémy, mas nada do OM melhorar. Aliás, em parte da etapa complementar quem parecia em casa era o SRFC, que partia para cima e fazia o Marselha atuar nos contragolpes.

Aos 27, Fanni deu um presentão ao rival (seu futuro time?), tropeçando na bola na saída de jogo. Brandão roubou, avançou, e ao entrar na área rolou para Lucho, dizendo “faz, hermano!”. Mas o argentino tirou do alcance do goleiro Douchez e… do gol! Mandanda e Deschamps quiseram enfiar a cabeça no chão de desolação… Sobrou emoção mas faltaram gols, enfin.

kembo_rennes_marselha_afp

Começou assim, com Kembo Ekoko e o Rennais lamentando... (AFP)

lucho_marselha_rennes_afp

... e terminou assim, com Lucho e os marselheses, adivinhem, lamentando! (AFP)

 

Valenciennes 1 x 1 Saint-Etienne. Igualdade impediu a ambos de deixar o miolo da tabela de classificação. 

Com baixíssima temperatura, a ponto de os jogadores usarem meias cobrindo as pernas, o ASSE saiu na frente com  Rivière, aos 15 minutos, mas o VAFC empatou com Danic, aos 32 do segundo tempo. O Saint-Etienne chega a 21 pontos, subindo para a 10ª posição, enquanto o Valenciennes soma 19 pontos, em 19º.

vafc_asse_riviere_afp

Parece "treta", mas é a comemoração do ASSE pra cima do Rivière (AFP)

 

>> Classificação: Marselha lidera com 26 pontos, seguido por Brest e Lille, com 25, e depois por PSG, Rennes e Montpellier, com 24. Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 15 de novembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 21:28

Campeonato Francês: acirradíssimo

Compartilhe: Twitter

Depois de mais uma rodada no fim de semana, a Ligue 1 continua extremamente competitiva. Engraçadamente, o 19º e penúltimo colocado Nancy está à frente do lanterna, Arles, na mesma quantidade de pontos que o separa do líder, o Brest! (oito). Ou seja, prever quem lutará pelo quê continua uma dura missão.

Não podemos desprezar a força defensiva do Stade Brestois, que mesmo não empolgando no ataque é um dos dois times que menos sofreu gols no certame (8, ao lado do Rennes). A liderança isolada veio depois do 1 a 1 com o Sochaux, que saiu na frente em casa mas cedeu a igualdade minutos depois.

Uma das maiores ajudas ao Brest veio da derrota do Rennes, que começou a rodada como 2º e terminou em 5º depois da derrota em Auxerre (2 a 1). Pude acompanhar parte do jogo no Abbé-Deschamps e vi o golaço de Valter Birsa, que recebeu no meio, abriu espaço cortando para a esquerda e bateu colocado, encobrindo o goleiro Douchez, que só pôde olhar embasbacado.

Pouco depois, porém, Kembo-Ekoko subiu sozinho, cabeceou na trave e deu sorte de a bola voltar na pinta pra ele empurrar pro gol do AJA, que buscaria a vitória quando Contout foi derrubado por Douchez e Quercia apareceu para definir o lance pro gol. Apesar das estatísticas equilibradas e maior posse de bola do Stade Rennais, deu Auxerre e acho que merecidamente, porque foi mais incisivo na busca pelo gol. Roy Hodgson, treinador do inglês Liverpool, estava no estádio, dizem que para ver o selecionável Yann M’Vila e o congolês Delvin Ndinga, ambos volantes. 

O Brest aplaudiria ainda ao tropeço do Olympique de Marselha em casa, contra o Lens. A torcida no Vélodrome vibrou logo aos 10 minutos, quando Lucho González bateu escanteio, Heinze desviou e Mbia arrematou para o gol. Entretanto, a ofensiva marselhesa parou por aí e num ataque do RCL houve uma bola na área mal rebatida pela zaga, permitindo que o brasuca Eduardo Santos batesse bonito, de direita, sem qualquer chance para Mandanda.

moussa_sow_lille_afp

Moussa Sow merece um P de parabéns pelo que tem feito no Francesão (AFP)

Pena que Santos seria substituído logo depois, o que julguei errado da parte do técnico Jean-Guy Wallemme – até porque houve um contra-ataque pros visitantes no finalzinho que poderia ter lhes dado a vitória se o brasileiro estivessem em campo. Se falhou ao não conseguir vencer, o OM pode reclamar do juiz que não viu um pênalti claro em Mbia, seguro por adversário em falta alçada na área lá pelos 30 do 2º tempo. Mesmo assim, o ataque com Remy, Gignac e Brandão (este nos últimos 15 minutos) foi mal e os anfitriões ouviram vaias da torcida no fim do jogo.

Na cola do SB29 vem o Lille, que aplicou sonoros 5 a 2 no Caen. Moussa Sow, ex-Rennes, arrepiou com um hat-trick e alcançou a artilharia geral da Ligue 1 ao lado de, curiosamente, Youssef El-Arabi, atacante do mesmo Caen e cria desta casa! O LOSC divide a vice-liderança com o Montpellier, que bateu o Toulouse pelo placar mínimo e vem subindo pelas beiradas.

No 1 a 1 com o Lorient, o Paris Saint-Germain teve dois grandes sustos: só conseguiu igualar o marcador no limiar dos 90 minutos, com Nenê salvando a lavoura, e viu Hoarau desmaiar quando estava no banco de reservas, após ser substituído. Mas o mal-estar foi ligeiro e o atacante rapidamente se recuperou. PSG agora é o quarto, a dois pontos da ponta.

Por fim, Lyon e Nice fecharam a journée no Gerland. Antes eles dividiam a mesma pontuação, no miolo da classificação, mas com a vitória o OL subiu para oitavo, a três pontinhos do líder. Jérémy Pied fez o único gol do jogo, porque Michel Bastos bateu mal um pênalti (sofrido por Gomis de forma bem discutível, a meu ver), defendido por Ospina.

Nada empolgante pro Lyonnais, mas venceu. E chegou aos mesmos pontos do Bordeaux, que também ganhou (2 a 1 no Nancy, com gol irregular e muita confusão no encerrar do jogo) e é outro a ser considerado na briga pelas melhores posições – como se alguém pudesse ser desconsiderado nesse campeonato tão misturado…

Logo mais volto para escrever sobre Inglaterra x França!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 4 de outubro de 2010 Francês da 1ª divisão | 16:44

Não tem mais bobo na Bretanha

Compartilhe: Twitter
Torcedores do Rennes empunharam bandeiras da Bretanha no Stade de la Route de Lorient ontem (AFP)

Torcedores do Rennes empunharam bandeiras da Bretanha no Stade de la Route de Lorient ontem (AFP)

Pois é, quem diria que veríamos o Rennes na ponta do Campeonato Francês depois de oito rodadas, o que já não depende do acaso de uma vitória particular por goleada numa estreia, por exemplo. Enquanto o Saint-Etienne, então comandante da tabela, perdia gols e a chance de vencer o Olympique de Marselha em casa, o Stade Rennais não economizou gols e bateu o Toulouse por 3 a 1, nos seus domínios, um dia depois – com destaque para o primeiro, uma linda trivela cruzada do lateral-direito Danzé.

Com cinco vitórias e três derrotas na atual Ligue 1, o rubro-negro do norte francês divide com o Lille, terceiro colocado, o raro privilégio de ainda se manter invicto no torneio. Realmente não é um time de estrelas e vaidades individuais: o jogador com a melhor média de notas do time no campeonato segundo a France Football, por exemplo, é o zagueiro senegalês Abdou Kader Mangane. Essa soma de bons valores (entre outros, Douchez no gol, Mangane, o selecionável Mvila, ao lado de Marveaux e Dalmat no meio-campo, e o atacante colombiano Montaño, ex-Montpellier) tem alcançado um resultado bastante satisfatório até aqui. Porém, como a equipe de Frédéric Antonetti caiu precocemente na Copa da Liga Francesa, perdendo para o Guingamp (3ª divisão), não vamos nos empolgar antes da hora…

Vendo Rennes x Toulouse por uma transmissão de TV na internet, pude conferir um pouco do animado clima no vestiário do time vencedor instantes após a chegada ao topo da classificação. Os caras se cumprimentando e se reunindo no centro do vestiário, para fazer uma espécie de “grito de guerra”, não surpreende a ninguém. O que achei diferente foi um banner pendurado numa das paredes, onde se podia ler: “Toda a Bretanha está com você, Stade Rennais“. Não sei o que as torcidas dos também bretões Lorient e Brest pensam, mas enfim, estava lá… (os fãs de Nantes e Vannes não devem ter reclamado, pois seus times estão na segunda divisão, o que é oooutro campeonato).

Havia um seguro Mandanda no meio do caminho entre Rivière e o gol (AFP)

Havia um seguro Mandanda no meio do caminho entre Rivière e o gol (AFP)

O clássico entre ASSE e OM foi bastante movimentado, com os goleiros Janot e Mandanda se sobressaindo em relação aos atacantes. Quando o time da casa pressionava, saiu o gol marselhês em lance confuso, um bate e rebate que incluiu até o juizão, sobrou para Lucho enfiar com maestria e Gignac encher o pé (foi seu primeiro tento no clube). Valbuena ainda acertou o travessão, perdendo a chance de definir para os visitantes. De tanto martelar, o St. Etienne empatou no segundo tempo, após ótimo cruzamento do selecionável Matuidi que Batlles só escorou. Apesar da frustração verde por não acumular 3 pontos no Geoffroy-Guichard, não foi de todo mal o empate, afinal o Olympique, virtual concorrente ao título, segue atrás na classificação, em 8º.

Frustração maior foi a do Paris Saint-Germain, que tanto bateu mas não furou a defesa do Nice, cujo goleiro colombiano Ospina foi cumprimentado pelos colegas após o jogo, tamanha a importância dele no ponto conquistado fora de casa. Quem também comemorou longe do seu estádio foi o Lyon, que graças sobretudo ao atacante Jimmy Briand (dois gols e uma assistência), ex-Rennes, venceu o Nancy por 3 a 2 e caminha para se distanciar da incômoda zona de rebaixamento.

>> Classificação da Ligue 1: O Rennes assumiu a liderança, com 18 pontos, ultrapassando o Saint-Etienne, que tem  17. O Lille subiu para terceiro, com 14, ao lado de Toulouse e Brest (!). Confira tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 5 de agosto de 2010 Seleção francesa | 18:12

A primeira de Blanc. E o pobre Montpellier

Compartilhe: Twitter

 Habemus convocadus! Para o primeiro jogo da era Blanc, amistoso contra a Noruega, em Oslo, na quarta que vem, dia 11.Lembrando que já se sabia que nenhum jogador que foi à Copa 2010 seria chamado.

Gostei da relação, de ver Benzema de volta – o que mais jogou pelos Bleus do grupo, ao lado de Lass -, assim como Méxès, Nasri e Menez. “A vida particular de Karim não é da minha conta”, disse o técnico, sobre o processo a que responde o atacante do Real Madrid no “caso Zahia”. Foi bem também!

Foram sete novatos: Debuchy, Sakho, Trémoulinas, Cabaye, Matuidi, N’Zogbia et Ménez.

A lista tem:

Goleiros: Nicolas Douchez (Rennes) e Stephane Ruffier (Monaco);

Defensores: Aly Cissokho (Lyon), Mathieu Debuchy (Lille), Rod Fanni (Rennes), Philippe Méxès (Roma), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Benoit Trémoulinas (Bordeaux);

Meias: Yohan Cabaye (Lille), Lassana Diara (Real Madrid-ESP), Blaise Matuidi (Saint-Etienne), Yann M’Vila (Rennes), Samir Nasri (Arsenal), Charles N’Zogbia (Wigan-ING) e Moussa Sissoko (Toulouse);

Atacantes: Hatem Ben Arfa (Olympique de Marselha), Karim Benzema (Real Madrid-ESP), Jimmy Briand (Lyon), Guillaume Hoarau (PSG), Jeremy Ménez (Roma) e Loic Rémy (Nice).

montpellier gyor liga europa
Desolação do Montpellier: faltou o chão, se abaixaram no gramado… (AFP)


Liga Europa
Só porque eu disse aqui que David N’Gog, do Liverpool, poderia merecer uma chance nessa relação, ele voltou a balançar as redes, e justamente no dia da convocação. Ele e Gerrard marcaram nos 2 a 0 sobre o Rabotnicki, da Macedônia, placar repetido que classificou o time inglês na Liga Europa.

Nesta quinta-feira, aliás, pelo mesmo torneio continental, o Montpellier alcançou a proeza de ser eliminado em casa pelo húngaro Gyor (??), depois de derrota por 1 a 0 no tempo regulamentar e 4 a 3 nos pênaltis. Lamentável!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última