Publicidade

Posts com a Tag Djibril Cissé

sábado, 15 de fevereiro de 2014 Brasileiros na França, Extracampo, Francês da 1ª divisão, Francês de divisões menores | 14:34

Mercado de inverno trouxe Berbatov e repatriou Cabaye, Trémoulinas, Hoarau…

Compartilhe: Twitter

A hora da xepa” nos momentos derradeiros da janela, finada em 31/1, revelou reforços importantes para PSG e Monaco, os dois candidatos ao título da Ligue 1 em curso, como analisou o site Trivela.

Eis as principais negociações envolvendo clubes franceses na janela de transferências do mês passado:

MONACO – Veio o atacante búlgaro Dimitar Berbatov, ex-Manchester United e que estava no Fulham, também inglês (para a vaga do colombiano Falcao García, hoje em tratamento pós-cirurgia no joelho). Também veio, em transação doméstica, o zagueiro Abdennour, do Toulouse FC.

PSG – Veio o volante (quase meia) Yohan Cabaye, da seleção francesa, que se projetou no Lille (que defendeu de 2004 a 2011) e estava no Newcastle, detentor da maior legião francesa da Premier League inglesa.

SAINT-ETIENNE – Repatriou o lateral-esquerdo Trémoulinas, que teve ótimos momentos no Bordeaux e não teve bons seis meses no Dínamo de Kiev, e o volante Josuha Guilavogui, cria do próprio clube, que vem de empréstimo do Atlético de Madri.

Convém lembrar que o presidente da ASSE revelou recentemente que rechaçou uma oferta de compra vinda do Catar, indo na contramão das experiências parisiense e monegasca.

BORDEAUX – Como mencionamos tempos atrás, foi buscar o experiente atacante Guillaume Hoarau (29 anos), ex-PSG, no futebol chinês, mais precisamente no Dalian Aerbin. Mas perdeu o bom meia polonês Obraniak para o Werder Bremen, da Alemanha, e o também meio-campista Ben Khalfallah, tunisiano que vinha apagado ultimamente, para o Troyes.

BASTIA – Outro experiente centroavante de volta à elite francesa é o irreverente Djibril Cissé, 32 anos e agora 10 clubes no currículo. Revelado pelo Auxerre, estava no Kuban Krasnodar, da Rússia.

AJACCIO – Sem ter feito na França metade do sucesso que teve na Itália, o meia romeno Adrian Mutu voltou ao seu país, para o Petrolul. Outro a deixar o clube córsego foi o atacante brasileiro Eduardo Ribeiro dos Santos, rumo ao Metz, que pela campanha que realiza na Ligue 2 tem boas possibilidades de alcançar a elite no meio do ano. É a 4ª camisa francesa para o experiente atleta.

EVIAN – Trouxe o centroavante brasileiro Túlio de Melo, que teve boas fases no Lille mas vinha com dificuldade de se firmar titular nesta temporada. E fez uma troca com o OM, como vemos abaixo.

OLYMPIQUE DE MARSEILLE – Cedeu o zagueiro Kassim Abdallah ao Evian TG e recebeu o atacante marfinense Brice Dja Djédjé, pelo qual muito torcemos só pelo nome bacana de se falar! Quem também saiu foi o atacante ganês Jordan Ayew, rumo ao Sochaux. Seu irmão mais velho André Ayew segue no clube.

LILLE – Se desvinculou de Túlio de Melo, como eu disse acima, e trouxe o útil lateral-direito Sebastien Corchia, ex-Sochaux.

LYON – Quase não teve alterações, cedendo apenas o atacante Alassane Plea, da seleção francesa sub 19, ao Auxerre, atualmente na segunda divisão.

MONTPELLIER – Recebeu o atacante de 19 anos Mbaye Niang, revelado pelo Caen e que chega emprestado do Milan, onde teve poucas chances. Para suprir a falta do também ofensivo Emanuel Herrera, agora no Tigres do México. Saiu também o meia Bryan Dabo, para o Sunderland, da Inglaterra.

Veja estas e outras transferências dos clubes da Ligue 1 nesta tabela do site espanhol Futbol desde Francia.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 Francês da 1ª divisão | 12:43

Rodada porreta pro PSG, com tropeços de Monaco e Lille

Compartilhe: Twitter

Atualizado em 14/01

O líder aumentou a vantagem para seus perseguidores mais próximos depois da 20ª rodada do Campeonato Francês.

O Paris bateu o Ajaccio fora de casa, por 2 a 1, e viu o Monaco parar diante do Montpellier (1 a 1) e o Lille cair face ao Stade de Reims, em casa!, 1 a 2.

O Lyon, de campanha instável até aqui, confirmou o favoritismo diante do Sochaux e, assim como o Toulouse, superou o Lorient na tabela, indo para a nona colocação.

Na derrota pro Valenciennes, o Bastia estreou o veterano Djibril Cissé (substituído pelo também experiente atacante Ilan, brasileiro, que fez um gol), uma das novidades do mercado de inverno (que vai até 1º de fevereiro, e segue frio…) na Ligue 1.

A classificação ficou assim:

Segundo o jornal francês L’Equipe, os melhores por posição do final de semana
foram:

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 5 de outubro de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 13:57

Eliminatórias 2012: Contusões alteram França para compromissos finais

Compartilhe: Twitter
djibra

Lesões das opções ofensivas abriram espaço para nosso glorioso Djibra (FFF)

Os últimos dias antes dos últimos duelos pelas Eliminatórias da Eurocopa 2012 foram de dor de cabeça para o técnico Laurent Blanc. Karim Benzema, Franck Ribery, Blaise Matuidi e Bacary Sagna tiveram de desfalcar a equipe, convocada na semana passada.

Sobretudo pelos dois primeiros, destaques do setor ofensivo, é para se preocupar mesmo. Nesta sexta-feira, Les Bleus recebem a Albânia e, na próxima terça, a Bósnia. Ambos no majestoso Stade de France, mas as vitórias são fundamentais para carimbar a classificação antes de uma nervosa repescagem.

O lateral-esquerdo Eric Abidal, também lesionado, não foi cortado, mas segue como dúvida contra a Albânia. É mais provável que tenha condições de ser titular apenas contra a Bósnia, situação semelhante do atacante Kevin Gameiro. Para compensar um pouco tantas baixas, foram chamados o atacante-style Djibril Cissé e o lateral-esquerdo Jérémy Mathieu.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 25 de maio de 2011 Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 23:00

Lyon campeão da Champions? Nesta quinta? É possível!

Compartilhe: Twitter

Claro que estou falando das mulheres, como os acompanhantes mais antigos já devem ter sacado. Amanhã rola a repetição da final da Liga dos Campeões Feminina da temporada passada: Lyon e FFC Turbine Potsdam, da Alemanha, se reencontrarão em Londres, no campo do Fulham, o Craven Cottage, dois dias antes de Wembley receber Barcelona x Manchester United (também uma reedição de decisão europeia) entre os machos.

O que anima as lionesas para a revanche da derrota de um ano atrás, em Getafe, são as presenças da atacante sueca Lotta Schelin e da zagueira francesa Sonia Bompastor, que passaram duas temporadas no futebol dos Estados Unidos. A partida está marcada para as 16h de Brasília. Apesar do melhor ataque das alemãs (confira estatísticas das equipes no site da Uefa), vamos torcer muito para o OL!

schelin-bompastor-uefa

Schelin e Bompastor com a taça da UCL, em pose "Allez L'OL!" (Uefa.com)

Djibra é Champions
O Panathinaikos se garantiu em mais uma edição de Liga dos Campeões da Europa com os 2 a 0 sobre o AEK, nesta quarta-feira, pelo quadrangular grego que define as vagas nas copas europeias. Os tentos foram dele, o matador, o implacável Djibril Cissé. O atacante francês vinha desgastado na equipe, inclinado a deixá-la no fim da temporada. Será que sai mesmo? Independentemente onde jogue, torço para continuarmos “apreciando” o estiloso Djibra em ação numa Champions ou Liga Europa.

Lyon x GP de Mônaco
Informa o amigo Filipe Papini, no ótimo Brasil Lyonnais, que a coincidência entre Monaco x Lyon e o Grande Prêmio de Fórmula 1 no mesmo domingo no Principado traz dor de cabeça para os lioneses, quanto a hospedagem e deslocamento para o decisivo jogo pela última rodada do Campeonato Francês.

Rodada final da Ligue 1 + Fórmula 1 + Aberto de tênis em Roland Garros, o mais charmoso dos Grand Slams na Grande Paris. Que final de semana para estar na França, heim? E eu aqui com plantão à vista, condenado aos limites da redação…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011 Extracampo | 18:22

Resumo do mercado de inverno 1

Compartilhe: Twitter

Desculpe a quem esperava mais frequentes atualizações sobre a boataria do mercado da bola francês, mas não dou conta de sair escrevendo instantaneamente assim que as especulações pipocam aqui e acolá. Se houverem novos acúmulos, coloco aqui o resumão 2, depois o 3 e etecétera até o fechamento da janela europeia de transferências, no dia 31 de janeiro

– É justo que comecemos pelo melhor francês do ano passado. Dizem que Samir Nasri foi sondado pelo Barcelona, talvez disposto a um plano B no Arsenal diante da dificuldade de repatriar Cesc Fabregas. Mas o time inglês parece disposto a prolongar o vínculo do meia, que atualmente vai até 2012, não querendo ver se repetir o que houve com outro francês, Mathieu Flamini. Tempos atrás, o Arsenal deixou Flamini muito tempo pensando no que queria e o meia acabou saindo em 2008, no fim de seu contrato, de graça para o Milan. E outra: os Gunners não devem abrir mão de um dos melhores jogadores europeus da atualidade, certo?

– Mais um selecionável de hoje em dia em pauta. É o zagueiro Adil Rami, que, seduzido pela chance de disputar “o melhor campeonato do mundo”, em suas palavras, deixou o Lille, com quem tinha contrato até 2012, e assinou até 2015 com o Valencia, para “subir um patamar” na carreira. Bonne chance ao beque de 25 anos, formado nas fileiras do LOSC.

– 2015 também é o prazo do contrato firmado entre Hatem Ben Arfa e Newcastle. Emprestado pelo Olympique de Marselha ao time inglês, o meia agora se desvinculou da equipe francesa de vez. Embora eu preferisse o retorno dele à França, a notícia me deixa feliz pela aposta permanente do Newcastle em um atleta que mal começou a jogar (apenas quatro jogos da Premier League) e já foi para o estaleiro em função de uma dupla fratura na perna (tíbia e perônio). Que se recupere bem e rapidamente volte aos gramados – a estimativa de retorno é para fevereiro.

– O Newcastle, aliás, surge como interessado nos préstimos goleadores de Djibril Cissé, artilheiro do Campeonato Grego pelo Panathinaikos já não é de hoje. Experiência e faro de gol não parecem faltar para o temperamental atacante de 29 anos. Dará negócio? O também inglês Aston Villa é outro na parada por Djibra.

Villa que está muito perto de fechar com o camaronês Jean II Makoun. Tudo estaria certo entre o Aston e o Lyon, faltando apenas acertos de termos de contrato entre ingleses e o volante de 27 anos, que está em Gerland desde 2008/2009. O técnico lionês Claude Puel, entretanto, disse que torce para o jogador permanecer e, se o OL continuar nos planos de Makoun, Makoun segue nos planos do OL. 

– O Nice trouxe de volta o atacante David Bellion, por empréstimo, do Bordeaux. O jogador de 28 anos foi campeão francês e da Copa da Liga Francesa pelos Girondinos em 2008/2009. Por sua vez, o Bordeaux fez oferta por Kevin Gameiro para não ficar desfalcado no setor. Parece que o Lorient topou negócio, mas o atacante está balançado por uma oferta anterior do Valencia. Se ele deixar a França, será uma pena.

– Falando em Bordeaux, o capitão da equipe e da seleção, Alou Diarra, estaria na mira silenciosa do Paris Saint-Germain, segundo a France Football. O contrato do volante de 29 anos com os Girondinos vai até 2013, mas é bom ficar de olho.

– Outro selecionável pode trocar de time, mas não de país. Na Itália desde 2004, Philippe Méxès pode mudar de ares e de cidade, de Roma para Milão, indo parar no rossonero Milan ao lado do brasileiro Thiago Silva numa defesa fragilizada e que tende a piorar quando não puder mais contar com Alessandro Nesta, à beira da aposentadoria.

>>> Dá pra acompanhar os negócios concretizados nos 20 times da Ligue 1, a elite francesa, no site do L’Equipe.

Mercado anda fraco, heim? Esqueci alguém importante? Vamos acrescentando novas informações nos comentários deste post até surgir o próximo resumo.

Amanhã, sexta, coloco a programação da primeira rodada do Francesão em 2011, agora no final de semana

Neve na França

Neve perto de Lille. Se depender do LOSC, segue tudo congelado no próximo semestre na França... (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 24 de novembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 20:05

Lyon perde mas se classifica na Liga

Compartilhe: Twitter
schalke_lyon_pose_afp

Em que pesem as derrotas fora de casa para Benfica e Schalke, o OL merece a vaga (AFP)

Schalke 04 3 x 0 Lyon, Hapoel Tel Aviv 3 x 0 Benfica. Não esperava por placares como esse nessa rodada de hoje do grupo B da Liga dos Campeões da Europa. Mas eles aconteceram e felizmente beneficiaram a equipe francesa, apesar de ela ter perdido seu segundo jogo consecutivo e acumulado 7 gols sofridos nos últimos 180 minutos. 

schalke_lyon_raul_lovren_afp

Lovren observa o veterano Raúl: ver demais e marcar de menos foi um dos erros lioneses em Gelsenkirchen (AFP)

Na Veltins-Arena, os donos da casa começaram com tudo, indicando que a parada para Lloris seria dura. Logo aos 13 minutos, Lisandro López perdeu a bola, Diakhaté afastou mal o cruzamento na área e a bola sobrou para Raúl. O zagueiro tentou se recuperar travando o espanhol, mas a redonda sobrou limpa para Farfan colocar no canto do gol, fazendo 1 a 0.

Lisandro teve boa chance de empatar aos 16, mas chutou em cima de Neuer, a poucos metros do goleirão. Perdeu, pagou: já aos 20 o Schalke ampliaria, em ataque rápido, quando Kluge avançou e passou para Huntelaar, que se antecipou a Cissokho depois que Raúl saiu da bola e levou a marcação junto. A ausência de Cris era sentida na organização da zaga lionesa.

O OL não se abateu, tentou subtrair o prejuízo, mas cedia o contra-ataque, o que tornava as coisas muito perigosas para a defesa. Claude Puel veio com o atacante Gomis no lugar do lateral-esquerdo Cissokho, trazendo Michel Bastos para compor o setor pela defesa – o que não gosto, pois afasta o brasileiro da área, e também acabou não dando resultado… Mas enfim, perdido por um, perdido por mil né?

Minutos depois, Gourcuff foi atingido duramente por Metzelder e teve de sair de maca, dando lugar a Pjanic. Até Licha sairia, para a entrada de Pied. Mas nada lá na frente. E o Lyon conseguiu a proeza de tomar mais um gol de “Ruim-telaar” (como os colegas dizem aqui na redação), que recebeu passe na área francesa com todo o tempo do mundo, sassaricou na frente de Reveillère e chutou. A bola prensada encobriu Lloris, pra sorte do holandês: 3 a 0, fecha a conta e passa a régua na Alemanha.


L’autres françaises

Younes Kaboul: titular ao lado de Gallas no Tottenham, time de Gomes (o goleiro grande!). Mostrou presença de área e habilidade ao abrir o placar contra o Werder, em voleio após cruzamento à meia-altura de Lennon. Foi o 2º gol em 2 jogos! E acabou como top player do site oficial da Champions, com nota 8,5 dos “experts”.

Jonathan Biabiany: titular na Inter de Milão contra o Twente. Muito bem no primeiro tempo, “causando” pelo lado direito do ataque. Jogou até os 35 do 2º tempo.

Djibril Cissé: artilheiro do Campeonato Grego e capitão do Panathinaikos, perdeu ótima chance de gol contra o Barcelona aos 19, quando invadiu a área e finalizou para bela defesa de Valdés. Ficou até o fim liderando o ataque do time ateniense, porém se mostrou improdutivo.

Jean-Alain Boumsong: titular também nos 90 minutos, mas a defesa levou três do Barça né…

Sidney Govou nem banco foi hoje na Grécia, não sei se machucou-se, mas soube que já anda deixando o clube insatisfeito pela vida noturna agitada…

Eric Abidal: foi banco na equipe espanhola, entrou aos 26 do 2º tempo. Com as boas partidas dos brasileiros Adriano e Maxwell pela lateral-esquerda, pode acabar sobrando no time catalão, que terá o superclássico contra o Real Madrid pelo Campeonato Espanhol na próxima segunda-feira.

kaboul_tottenham_werder_afp

Que Kaboul está com a bola cheia, ninguém duvida! (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 14 de setembro de 2010 Torneios europeus | 18:00

Dever cumprido

Compartilhe: Twitter

Lyon 1 x 0 Schalke. Poderia ter sido muito mais, pela maciça presença ofensiva do OL, acuando o rival com um a menos num dia de mais sorte que o time alemão. Mas foi uma estreia positiva na Liga dos Campeões da Europa e tomara que os gols perdidos não façam falta para efeito de classificação – até porque, na outra partida do gupo B, o Benfica fez 2 a 0 no Hapoel Tel-Aviv e, no desempate, lidera a chave após a primeira rodada. Na segunda, o time francês vai a Israel encarar o Hapoel.

Claude Puel utilizou Lloris; Réveillère, Diakhaté, Lovren e Kolodziejczak; Toulalan, Pjanic e Gourcuff (Makoun, 42 do 2º); Michel Bastos (Pied, 27 do 2º), Lisandro López e Briand (Kallstrom, aos 45 do 2º). Sem Cris e Ederson, lesionados, um ofensivo Lyon tomou a maior parte das iniciativas de ataque, embora tenha levado alguns sustos. Deu sorte, é bem verdade, no lance do gol, quando Briand lançou para Michel Bastos e Moritz recuou bola curta para Neuer, permitindo que o brasileiro se antecipasse e desviasse para o gol, aos 21 minutos de jogo.

As coisas ficaram ainda mais fáceis aos 38, quando o zagueiro Howedes entrou na voadora em Briand e foi mandado para o chuveiro – de forma muito rigorosa, pois acho que um amarelo e uma advertência verbal bastariam. No segundo tempo, o Lyonnais protagonizou um festival de gols perdidos, mas assegurou os importantíssimos três pontos.

Em Barcelona, a dupla francesa Djibril Cissé e Sidney Govou, que foi à Copa 2010, brilhou no gol inaugural a favor do Panathinaikos. Mas depois Lionel Messi e companhia mostraram quem realmente tinha a força no Camp Nou…

Michel Bastos se sobrepõe a Benedikt Höwedes, em todos os sentidos, no único gol válido no Gerland (Reuters)
Michel Bastos se sobrepõe a Benedikt Höwedes, em todos os sentidos, no único gol válido no Gerland (Reuters)

Olympique e Auxerre estreiam
Nesta quarta-feira, os outros dois franceses da Champions estreiam. Único clube do país a sentir o sabor de conquistar o torneio (1992/93), o Marselha recebe o Spartak Moscou, da Rússia. Já sabe que pode contar com Mathieu Valbuena, Brandão e N’Diaye, que renovaram seus contratos, para tentar ir além da fase de grupos, na qual parou na última edição. O time russo tem os brasileiros Ibson, ex-Flamengo, Alex, ex-Inter, e Welliton, ex-Goiás – este último é o artilheiro do Campeonato Russo e vem sendo cotado para atuar pela seleção local.

De volta depois de 2003, o Auxerre não tem nada a perder, pois sua presença é surpreendente, deixando para trás, nas eliminatórias, o Zenit, tido por muitos como mais merecedor de figurar na UCL. E também porque está num grupo indigesto, com Milan, Real Madrid e Ajax. A aventura começa contra os milaneses no San Siro, com transmissão ao vivo da ESPN Brasil.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 5 de julho de 2010 Franceses no mundo | 23:25

Govou na casa nova

Compartilhe: Twitter

O mais questionado jogador utilizado por Raymond Domenech na Copa 2010 chegou nesta segunda-feira à casa nova. Após nove anos de Lyon, Sidney Govou foi apresentado no Panathinaikos, onde terá a companhia de Djibril Cissé (que lhe falou muito bem da agremiação ateniense) e do brasileiro Gilberto Silva. Vamos ver quanto tempo vai durar…

sidney-govou-panathinaikos

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 22 de junho de 2010 Copa do Mundo, Seleção francesa | 12:58

França 1 x 2 África do Sul: para esquecer

Compartilhe: Twitter

O time titular entrou bastante modificado, assim como os Bafana. Clichy, Squillaci, Gourcuff, Cissé e Alou Diarra vieram como titulares, com este herdando a braçadeira de capitão de Evra, no banco. Henry seguia reserva, vendo Gignac e Djibril no ataque.

Mas uma das raras coisas que deram certo para os Bleus nesta Copa 2010 foi o hino, a sempre bela Marselhesa. Nos primeiros minutos, a França teve mais posse de bola e volume de jogo ofensivo, até a falha fatal de Lloris, errando o tempo de bola na saída em escanteio, que resultou em gol de cabeça de Khumalo, vencendo, pelo alto, o também alto Diaby.

Até aí, jogo perdido, mas reversível. Porém, Gourcuff, decepção total nesta Copa, fez o favor de subir com um sul-africano com o cotovelo na cara dele, que desabou no gramado. Expulso o camisa 8, a tarefa francesa começou a beirar o impossível.

Para piorar – sim, tinha como piorar! -, o azar francês apareceu em ataque da África do Sul, aproveitando-se do dia infeliz de Diaby, que ao rebater um cruzamento na área deu de presente para Masilela. O camisa 3 cruzou na pequena área, Mphela chegou mais firme que Clichy e, na força física, fez 2 a 0. Vendo o replay da jogada, constata-se como a zaga francesa se movimentou em função da bola e descuidou da marcação: erro primário! 

gourcuff domenech frança africa do sul

Gourcuff passa por Domenech: o meia só repetiu Kaká na expulsão besta

Antes do apito final, Gallas perdeu boa chance de descontar, não conseguindo desviar, cara a cara com o goleiro, perigoso cruzamento na área africana. Raymond Domenech colocou Malouda no lugar de Gignac para recompor o meio de campo, na volta do intervalo.

Chegando aos 10 minutos, Henry finalmente teve a chance de jogar, na vaga de Cissé. O problema é que a África do Sul seguia motivada, pois, com o Uruguai batendo o México, ela precisava de mais dois gols para seguir viva na Copa. No entanto, uma jogada enfim teve final feliz para os Bleus: Sagna e Diaby tabelaram no meio, o lateral avançou, meteu boa bola para Ribéry e, na área e de cara para Josephs, o camisa 7 cruzou para Malouda só empurrar para as redes, com o gol vazio. Ufa, não vamos sair do Mundial repetindo o vexame de 2002, com gols pró zero!

Aos 36, Domenech colocou o queridinho Govou no lugar de Diarra, tentando pôr o time mais pra frente. Henry e Ribéry demonstraram fôlego e vontade nos minutos finais, mas pouco perigo criaram. Acabou a Copa 2010 para a França, e é melhor ir para casa mesmo e recomeçar do zero quando Blanc chegar. Chega de “causar” na África, pois o título de maior decepção do Mundial ninguém deve tirar dos Bleus…

> Leia o relato completo de França 1 x 2 África do Sul

> Veja a galeria de imagens da partida em Bloemfontein

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 7 de junho de 2010 Copa do Mundo, Seleção francesa | 09:08

Pela França, os 23 da Copa 2010

Compartilhe: Twitter
França time Copa 2010

Antes de se despedir de Tignes, os franceses olharam o passarinho, todos bonitinhos (ui!)

São eles que defenderão o país na África do Sul dentro de campo. Para os conhecermos melhor, vejamos alguns dados como partidas já disputadas e gols marcados pela seleção, além de presença em Copas anteriores no caso dos mais experientes.

Ah, é possível baixar esta foto acima como papel de parede no seu computador. Clique na resolução que lhe convier melhor: 800 x 600 ou 1024 x 768


Goleiros

 
1. Hugo LLORIS (Lyon)  
23 anos, natural de Nice
11 jogos, 8 gols sofridos (desde 2008)

16. Stève MANDANDA (Olympique de Marselha)  
25 anos, natural de Kinshasa (RD Congo)
13 jogos, 14 gols sofridos (desde 2008)

23. Cédric CARRASSO (Bordeaux)
28 anos, natural de Avignon
0 jogos, 0 gols sofridos  


Defensores

2. Bacary SAGNA (Arsenal-ING)  
27 anos, natural de Sens
20 jogos, 0 gols (desde 2007)

3. Eric ABIDAL (Barcelona-ESP)  
30 anos, natural de Lyon
48 jogos, 0 gols (desde 2004) – esteve na Copa 2006 (6 jogos, 0 gol)

4. Anthony REVEILLÈRE (Lyon)
30 anos, natural de Doué-la-Fontaine
6 jogos, 0 gols (desde 2003)  

5. William GALLAS (Arsenal-ING)
32 anos, natural de Asnières 
81 jogos, 5 gols (desde 2002) – esteve na Copa 2006 (7 jogos, o gols)

6. Marc PLANUS (Bordeaux)
28 anos, natural de Bordeaux
1 jogo, 0 gols (desde 2010)

13. Patrice EVRA (Manchester United-ING)
29 anos, natural de Dacar (Senegal)
30 jogos, 0 gols (desde 2004)

17. Sébastien SQUILLACI (Sevilla-ESP)  
29 anos, natural de Toulon
20 jogos, 0 gols (desde 2004)

22. Gaël CLICHY (Arsenal-ING) 
24 anos, natural de Toulouse
4 jogos, 0 gols (desde 2008)


Meio-campistas

8. Yoann GOURCUFF (Bordeaux)  
23 anos, natural de Ploemeur
20 jogos, 1 gol (desde 2008)

14. Jérémy TOULALAN (Lyon) 
26 anos, natural de Nantes
34 jogos, 0 gols (desde 2006) 

15. Florent MALOUDA (Chelsea-ING)
29 anos, natural de Caiena (Guiana)
54 jogos, 3 gols (desde 2004) – esteve na Copa 2006 (6 jogos,0 gols)

18. Alou DIARRA (Bordeaux)  
28 anos, natural de Villepinte
25 jogos, 0 gols (desde 2004) – esteve na Copa 2006 (2 jogos, 0 gols)

19. Vassiriki Abou DIABY (Arsenal-ING)
24 anos, natural de Paris
5 jogos, 0 gols (desde 2007)

20. Mathieu VALBUENA (Olympique de Marselha)
25 anos, natural de Bruges
2 jogos, 1 gol (desde 2010) 

 
Atacantes

7. Franck RIBÉRY (Bayern de Munique-ALE)
27 anos, natural de Boulogne-sur-Mer
45 jogos, 7 gols (desde 2006) – esteve na Copa 2006 (7 jogos, 1 gol)  

 9. Djibril CISSÉ (Panathinaikos-GRE) 
28 anos, natural de Arles
39 jogos, 9 gols (desde 2002) – esteve na Copa 2002 (3 jogos, 0 gols)

10. Sidney GOVOU (Lyon)
30 anos, natural de Le-Puy-en-Velay
46 jogos, 10 gols (desde 2002) – esteve na Copa 2006 (4 jogos, 0 gols)

11. André-Pierre GIGNAC (Toulouse)
24 anos, natural de Martigues
13 jogos, 4 gols (desde 2009)

12. Thierry HENRY (Barcelona-ESP)  
32 anos, natural de Les Ulis
121 jogos, 51 gols (desde 1997) – esteve nas Copas de 1998 (6 jogos, 3 gols), 2002 (3 jogos, 0 gols) e 2006 (7 jogos, 3 gols) 

21. Nicolas ANELKA (Chelsea-ING)
31 anos, natural de Versailles
67 jogos, 14 gols (desde 1998)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última