Publicidade

Posts com a Tag Diaby

terça-feira, 16 de julho de 2013 Extracampo, Francês da 1ª divisão, Franceses no mundo | 12:42

No vai e vem da janela de transferências, Leonardo sai e Cavani chega

Compartilhe: Twitter

Muito difícil, pro pouco tempo que me aparece pra postar aqui, dar conta de tudo que rola no mercado, então me ajudem trazendo informações nos comentários, por favor!

Depois de vir bastante calado durante esse período de intensa movimentação de mercado da bola, o Paris Saint-Germain anunciou um nome de peso: o atacante uruguaio Edinson Cavani, apresentado hoje com pompa, circunstância e muitos petrodólares envolvidos. Mas será que Ibrahimovic vai dividir espaço com outro sul-americano de renome na linha de frente da equipe?

Pediu demissão do cargo de diretor de futebol do PSG o brasileiro Leonardo, dias depois de sua suspensão pelo “chega-pra-lá” no árbitro Alexandre Castro, no intervalo de PSG 1 x 1 Valenciennes (05/05/2013) ter sido ampliada de nove meses para um ano. O ex-jogador do Paris Saint-Germain vinha desgastado no comando do clube, tendo sofrido uma derrota interna com a troca do treinador de Ancelotti para Blanc, pelo que os amigos comentam.

É uma pena que Leo tenha esses destemperos vez ou outra, não combina com sua lucidez de observador extracampo do futebol!

Um uruguaio se junta aos argentinos Lavezzi e Pastore e ao brasileiro Lucas na linha de frente do "Qatar Investment Authority of PSG"

Um uruguaio se junta aos argentinos Lavezzi e Pastore e ao brasileiro Lucas na linha de frente do “Qatar Investment Authority of PSG”

Mais negócios fechados:

– O Lyon vendeu a promessa Anthony Martial por 5 milhões de euros ao Monaco. É um recorde na Ligue 1 para uma transferência de um jogador com essa idade (18 anos). Em compensação, o OL trouxe o bom meia Gael Danic, de 31 anos, que estava há seis no Valenciennes;

– O jovem atacante se une à extensa lista de reforços monegascos, estrelada por Radamel Falcao, João Moutinho, James Rodriguez, Ricardo Carvalho… Eric Abidal… Jeremy Toulalan… Isimat-Mirin, e ainda outros!;

– O Montpellier perdeu o talentoso meia marroquino Younes Belhanda para o Dínamo de Kiev, além do experiente volante chileno Marco Estrada, rumo ao Al-Wahda;

– O clube ucraniano causou outra perda de impacto na L1, tirando do Bordeaux o eficiente lateral-esquerdo Benoît Trémoulinas;

– Quem também deve estar lamentando uma ausência de impacto é o Saint-Etienne, que perdeu o artilheiro e velocista gabonês Pierre Emerick Aubameyang, destaque do Campeonato Francês, para o Borussia Dortmund, vice-campeão europeu e alemão;

– Sem muito espaço no PSG, o volante Sylvain Armand busca se firmar no Rennes, que viu o também cabeça de área Alou Diarra retornar para o West Ham após empréstimo;

Yaya Sanogo se deu muito bem, trocando um médio clube francês da 2ª divisão, o Auxerre, para um grande inglês da Premier League, o Arsenal. O atacante francês, que passou por várias categorias de base da seleção (acabou de ser campeão mundial sub 20 inclusive), se junta aos compatriotas Koscielny, Sagna, Diaby, Giroud e ao técnico Arsene Wenger entre o elenco gunner;

– Outro francês na vizinha Inglaterra, mas este de retorno, é o veteraníssimo Nicolas Anelka (que tem 34 anos mas aparenta 41 de tão rodado que é…). Seu 12º clube na carreira, o 6º na Premier League (!), é o pequeno West Bromwich Albion (WBA).

– Quer ficar atualizado sobre as transferências envolvendo clubes e jogadores franceses? Acesse as listas do L’Equipe das ligas da França e demais potências europeias;
– Quer receber notícias e opiniões sobre futebol francês no seu Twitter, interagindo comigo? Me segue lá!
– Quer ficar por dentro do futebol francês e debater com outros antenados e interessados no Facebook? Peça para entrar na comunidade Ligue 1 Brasil (São mais de 130 membros!)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 11 de setembro de 2012 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 22:33

França não dá mole no pontapé inicial pra 2014

Compartilhe: Twitter

Os onze que iniciaram o jogo de terça no Stade de France (fff.fr)

Começo perfeito da seleção nas Eliminatórias: 1 a 0 na Finlândia, 3 a 1 em Belarus e liderança isolada do Grupo I com 6 pontos. Depois vêm Espanha (3 pts em 1 jogo), Geórgia (3 pts em 2 j), Finlândia (0 pt em 1 j) e Bielorrússia (0 pt em 2 j).

Por serem 5 times na chave, sempre um folga por rodada. Na 3ª rodada os Bleus descansam, dia 12/10, pra depois enfrentarem, em 16/10, nada mais nada menos que a campeã do mundo e bicampeã europeia Espanha, no duelo que deve definir a ponta da classificação ao fim do dia.

A vitória fora de casa contra os finlandeses, em Helsinque, teve gol do volante Abou Diaby. Na partida contra os bielorrussos no Stade de France, Capoue, Jallet e Ribéry, grande nome do jogo, marcaram os tentos da vitória.

> Assista aos melhores momentos de Finlândia 0 x 1 França

– Quer receber notícias e opiniões sobre futebol francês no seu Twitter, interagindo comigo? Me segue lá!
– Quer ficar por dentro do futebol francês e debater com outros antenados e interessados no Facebook? Peça para entrar na comunidade Ligue 1 Brasil (Já são mais de 60 membros!)

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

segunda-feira, 6 de junho de 2011 Seleção francesa | 22:14

França goleia, mas não nos iludamos

Compartilhe: Twitter

Achei que os 4 a 1 sobre a Ucrânia, no amistoso de hoje em Donetsk, fosse a maior goleada francesa desde que este Le Blog (todos os direitos relaxados) se entende por um blog vivo (abril de 2009). Mas houve um 5 a 0 sobre as Ilhas Faroe, em outubro de 2009, em Guingamp, pelas Eliminatórias da Copa 2010, a fatídica. Então podemos dizer que foi a primeira goleada visitante sobre uma seleção com alguma história no futebol mundial não só de Laurent Blanc treinador, mas da história deste espaço.

Entretanto, não podemos fazer a leitura de que os Bleus atropelaram e venceram depois de um longo passeio em campo, pois a vitória só se concretizou nos minutos finais e, na maior parte da partida, não houve domínio francês. Para começar, Blanc fez muitos testes. Mexeu sobremaneira no time titular que vinha jogando por eliminatórias da Euro e amistosos anteriores e, no segundo tempo, fez nada menos que seis alterações, ou seja, mudou mais da metade da equipe.

Jogaram: Mandanda (capitão); Evra, Sakho (Abidal, 30 do 2º), Kaboul e Réveillère; Cabaye (Martin, 30 do 2º), Mvila e Matuidi (Diaby, 30 do 2º); Rémy (Ribéry, 19 do 2º), Gameiro (Benzema, 19 do 2º) e Menez (Malouda, 19 do 2º). Sem gols, o primeiro tempo teve a melhor chance de gol para a França, depois que Rémy dividiu com o marcador, a bola sobrou pra Gameiro finalizar de frente para o gol e o goleiro ucraniano fez difícil defesa. Menez se movimentou bastante, desestabilizando a defesa adversária.

frança-martin-afp

Entre tantas emoções, o nome do jogo dá uma de "chicleteiro" na comemoração (AFP)

A segunda etapa ganhou emoção com um gol para cada lado logo nos primeiros minutos. Primeiro Tymoshchuk bateu de longe e a curva do arremate enganou Mandanda, precipitado na queda. Porém, o golpe não foi sentido pelos visitantes porque o empate saiu rapidamente, quando Gameiro “tabelou com o marcador” num lance de sorte (o passe, que ia para Rémy, foi interceptado apenas parcialmente), recebeu na pinta para encher o pé, encheu e meteu no canto.

Depois da “revolução” promovida por Blanc com as mexidas no time, brilhou a estrela do debutante Marvin Martin, com dois gols e uma assistência a partir dos 42 minutos. Primeiro ele arrancou da ponta para o meio, chutou com veneno e o goleiro caiu tarde, não alcançando a bola no cantinho. Pouco depois, bateu escanteio que o zagueirão Kaboul cabeceou sozinho para as redes, marcando também seu primeiro gol bleu.

Fatura liquidada, mas placar não. Aos 47, Ribéry dividiu na altura da intermediária, Benzema aproveitou, esperou Martin chegar na corrida à sua esquerda, rolou e o sochaulien definiu com classe, por cima do arqueiro que tentava fechar o ângulo. Que noite do estreante! Mas o realista Blanc não se exaltou pelo resultado, e está certo. Pode ter ficado feliz, talvez, por concluir que Menez, Gameiro e Martin têm potencial para lhe ajudarem no decorrer dos jogos, e felizmente está certo também.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 3 de junho de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 18:23

Empate nada empolgante, mas um bom resultado

Compartilhe: Twitter

A França ficou no 1 a 1 com Belarus e manteve a diferença de quatro pontos na liderança do grupo D das Eliminatórias para a Eurocopa 2012. Decepcionante, como os próprios jogadores admitiram após a partida em Minsk. Mas mesmo não conseguindo devolver a derrota imposta pelos bielorrussos em solo francês, sua única até aqui no qualificatório, os Bleus continuam comandando “com uma gordura boa” a tabela.

Atrás da França, com 13 pontos em 6 jogos, está a própria Belarus, com 9. Romênia e Albânia somam 8, Bósnia 7 e Luxemburgo 1, embora albaneses e bósnios tenham um jogo a menos que os demais, 5. Também nesta sexta-feira, a Romênia, que enfrenta o Brasil na terça-despedida-do-Fofômeno, bateu a Bósnia por 3 a 0.

No dia 7, terça-feira, a rodada da chave D reserva justamente Albânia x Bósnia, jogo atrasado, além de Belarus x Luxemburgo. Os franceses só voltam a campo pelas eliminatórias em 2 de setembro, contra os albaneses fora de casa. Mas na segunda agora, dia 6, já tem amistoso contra a Ucrânia, em Donetsk, três dias antes de outro amical, contra os poloneses. Ou seja, Laurent Blanc tem tempo sim para cobrar os caras e melhorar a equipe!

bel-fra-ribery-Sergey-Vermko-afp

Franck Ribery salta sobre Sergey Vermko: quando encosta em Karim Benzema, o meia-atacante do Bayern de Munique qualifica o ataque francês (AFP)

Os gauleses jogaram com Lloris; Sagna, Rami, Sakho e Abidal; Alou Diarra (capitão), Diaby (depois Rémy aos 27 do 2º), Nasri, Malouda e Ribéry; Benzema.

Os gols saíram com um intervalo de praticamente dois minutos. Com 19 quase 20 do primeiro tempo, Rami deu uma tesourada num bielorrusso perto da lateral e levou amarelo. Na cobrança da falta cruzada, Lloris hesitou e Abidal entrou em pane, simplesmente deixando a bola bater na sua canela e entrar na direção do gol…

Aos 22, a rápida resposta começou com Sagna avançando pela direita, após tabela com Malouda. O lateral cruzou na área, Benzema ajeitou para trás como bom pivô e achou novamente Malouda de frente. O meia do Chelsea colocou no canto, com categoria.

Ainda na primeira etapa, Diarra teve ótima chance em cabeceio após escanteio, se antecipando ao goleiro. Benzema recebeu cruzamento no segundo pau também em boas condições, mas isolou. Em boa trama entre Benze e Ribéry, um chute perigoso do Scarface passou pertinho da trave.

A segunda etapa reservou menos boas oportunidades de gol para os visitantes, com Benzema e Malouda. Rémy foi o único substituto escolhido por Blanc, que não conseguiu levar seu time aos três pontos.

benzema-afp

Ei, é falta, é pênalti! Garfaram os Bleus...rs

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 1 de junho de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 20:02

Sexta-feira tem seleção, e com TV

Compartilhe: Twitter

Reunida para um jogo nas Eliminatórias da Eurocopa de 2012 e dois amistosos, a França já está em Minsk, onde disputa o primeiro desafio, fora de casa, contra os bielorrussos. Para nós, a ESPN Internacional transmitirá a partida às 15h30 desta sexta, com abre de jogo às 15h15.

Les Bleus lideram o grupo D do qualificatório continental com 12 pontos e uma vantagem tranquila, por ora, sobre os vices, justamente Belarus e Albânia (?), com 8. Portanto, os donos da casa estão mais do que motivados para ganhar dos franceses e reduzir essa diferença de quatro para somente um ponto.

Na segunda-feira, outro compromisso em solo ex-soviético: amical contra a Ucrânia em Donetsk, terra do Shakhtar. Três dias depois, na quinta, outro amistoso, contra a Polônia, em Gdansk. Ambas as cidades deverão receber jogos da Eurocopa próxima, sediada conjuntamente por ucranianos e poloneses.

evra-reveillere-fff

Laterais no voo França-Belarus: Evra tentando esquecer o Barcelona com esse foninho? Réveillère avisando mamá que liga de novo quando chegar?

Entre os jogadores selecionados por Laurent Blanc, destaque para o retorno de Eric Abidal e o début de Marvin Martin, um prêmio à boa campanha do Sochaux na Ligue 1 e ao melhor assistente do torneio. Os retenus foram:

Goleiros: Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Olympique de Marselha), Cédric Carrasso (Bordeaux).

Defensores: Eric Abidal (Barcelona/ESP), Bacary Sagna (Arsenal/ING), Adil Rami (Lille – Valencia/ESP), Mamadou Sakho (Paris Saint-Germain), Patrice Evra (Manchester United/ING), Anthony Réveillère (Lyon), Younes Kaboul (Tottenham/ING) – O titular da zaga e algumas vezes capitão Mexès está lesionado

Meio-campistas: Alou Diarra (Bordeaux), Blaise Matuidi (Saint-Etienne), Yohan Cabaye (Lille), Yann Mvila (Rennes), Florent Malouda (Chelsea/ING), Abou Diaby (Arsenal/ING), Jérémy Menez (Roma/ITA), Samir Nasri (Arsenal/ING), Franck Ribéry (Bayern de Munique/ALE), Marvin Martin (Sochaux), Charles N’Zogbia (Wigan/ING), Mathieu Valbuena (Olympique de Marselha).

Atacantes: Kevin Gameiro (Lorient), Guillaume Hoarau (Paris Saint-Germain), Karim Benzema (Real Madrid/ESP), Loïc Rémy (Olympique de Marselha).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 17 de março de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 13:07

Evra e Ribéry, bem-vindos de volta

Compartilhe: Twitter

Creio que Laurent Blanc acerta ao trazer os experientes jogadores novamente para a seleção francesa, mesmo contrariando ministros, presidentes ou qualquer autoridade que seja. Eles já cumpriram a punição que foi dada aos rebeldes da Copa 2010, ficaram um tempo ausentes e, como Raymond Domenech e sua comissão representam um passado que convém esquecer, vamos priorizar o futuro e a necessidade de chegar com um time forte para brigar pelo título europeu em 2012, d’accord?

Aliás, sem poder contar com o rodado Abidal na lateral-esquerda, por conta de tratamento de doença, vem muito a calhar para Blanc o retorno de Evra. E quanto a Ribéry, ele não está machucado (que bênção!), voltou a jogar com qualidade e parece ser o nome ideal para chamar a responsabilidade do meio para a frente, diante dos tímidos Malouda e Benzema, do candidato-a-protagonista-que-continua-figurante Gourcuff e do ainda novato Nasri.

Os convocados para defender a França contra Luxemburgo pelas Eliminatórias da Eurocopa, em 25 de março, e contra Croácia em amistoso no dia 29, são:

Goleiros: Lloris (Lyon), Mandanda (Olympique de Marselha), Carrasso (Bordeaux)

Defensores: Rami (Lille), Mexès (Roma-ITA), Sagna (Arsenal-ING), Sakho (PSG), Clichy (Arsenal-ING), Evra (Machester United-ING), Koscielny (Arsenal-ING), Reveillére (Lyon)

Meias: M’Vila (Rennes), Alou Diarra (Bordeaux), Malouda (Chelsea-ING), Gourcuff (Lyon), Nasri (Arsenal-ING), Diaby (Arsenal-ING), Menez (Roma-ITA), Ribéry (Bayern de Munique-ALE)

Atacantes: Benzema (Real Madrid-ESP), Hoarau (PSG), Gameiro (Lorient), Rémy (Olympique de Marselha)

Concorda comigo? Não? Opine!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011 Brasileiros contra a França, Seleção francesa | 19:53

France 1 x 0 Brésil! Mais uma vitória, lance a lance

Compartilhe: Twitter
Toma fôlego, Karim, que a comemoração é pra lá de justificada (AP)

Toma fôlego, Karim, que a comemoração é pra lá de justificada, amigo! (AP)

Tabu mantido há 19 anos! Não foi o mais justo, mas foi bem compreensível.

Na primeira etapa, o Brasil foi claramente melhor até a expulsão (besta do ponto de vista do jogador, acertada da parte do juiz) de Hernanes. Antecipou a marcação pro campo francês, criou dificuldades pros Bleus atacarem e rapidamente chegava à grande área adversária. A destacar nos anfitriões, mais a força nos desarmes do que as poucas oportunidades de gol.

(Parêntese: Dizer que Benzema “cavou” a expulsão de Hernanes, como fez Milton Neves, e que o juiz não daria vermelho se quem desse a voadora fosse um francês, como fez Júlio César, é demais heim…)

Com um a mais, os franceses se animaram e foram recompensados com um gol logo no alvorecer da etapa complementar, em ótima jogada de Ménez e oportunismo de “Benzebut” (by Filipe Papini). A confiança mudou de lado, com o time europeu conseguindo criar novas chances e controlando o jogo, dando poucas chances pro Brasil atacar. A partida então permaneceu morna na maior parte do tempo, mesmo com as alterações efetuadas, com uma ou outra oportunidade mais aguda pra ambos os lados.

No fim das contas, a França fez mais faltas, jogou menos bonito e deu sorte por ter tido mais cabeça e eficiência. Que os torcedores, a imprensa e principalmente Laurent Blanc não se iludam…


>> Veja a cronologia dos principais lances no Stade de France:

 
1º tempo

1 min – Daniel Alves arrisca da intermediária. A bola pinga na frente de Lloris, que tem dificuldade para defender em dois tempos
2 min – Robinho leva carrinho de Rami perto do bico da grande área. Hernanes levantou na área e o Brasil ganhou escanteio. O Brasil começa apertando a marcação e roubando a bola no campo adversário
5 min – A França consegue tocar bola no campo de ataque, mas Malouda chuta fraco e torto da intermediária
8 min – Lindo passe de Gourcuff para Benzema, colocando o atacante em ótimas condições para finalizar na entrada da área. O chute cruzado passa perto da trave de Júlio César

Ao menos nisso o Brasil nunca perde... (Mowa Press)

Ao menos nisso o Brasil nunca perde... (Mowa Press)

12 min – Elias rouba bola de Malouda, serve Pato e o atacante chuta colocado com perigo, um pouco acima do travessão
15 min – Malouda arranca bem, mas tromba com André Santos e perde a bola. O francês se machuca após o lance, aparentemente sentindo o rosto, porém volta pro jogo
17 min – Pato dribla Rami em contra-ataque brasileiro e sofre falta na altura da intermediária. Na cobrança de falta, a barreira desvia para escanteio a batida de Dani Alves
19 min – O Brasil tem mais posse de bola e cria mais jogadas ofensivas a partir de rápidos toques
22 min – Dani Alves dribla Alou Diarra, por baixo das pernas, e é obstruído pelo capitão gaulês
24 min – 63% de tempo de bola pros visitantes, que parecem em casa nesse quesito. Mesmo assim, a torcida faz festa com a “ola” e constantes manifestações
27 min – A defesa francesa tem muita dificuldade para levar a bola adiante, em função da adiantada marcação sul-americana. Se o ataque brasileiro tivesse mais capricho, já poderia ter aberto o placar
29 min – Bola na área brasileira, desvio de cabeça passa por cima do gol de Julio Cesar, com perigo
32 min – Sagna chega duro sobre André Santos, que fica caído, e leva advertência verbal
34 min – Belo lançamento de Alves para Pato, que não contava com a falha de Rami no cabeceio e deixou sair
35 min – Nova roubada brasileira, Robinho tem condições de ajeitar e disparar na meia-lua da área. O tiro sai rente ao travessão de Lloris
36 min – Gourcuff cobra falta na área muito fechada no primeiro pau, direto para as mãos do arqueiro brasileiro
38 min – Chutão na defesa brasileira encontra Pato na lateral, mas o contra-ataque é desarmado por ótima intervenção “carrinhística” de Mexès
*39 min – Benzema recebe de costas pro gol, na intermediária, chapela Lucas, tenta chapelar Hernanes de joelho e leva um chute de sola na lateral do peito. Vermelho pro brasileiro da Lazio, inconsequente num lance totalmente sem perigo!
42 min – Menez arranca em direção à linha de fundo e bate cruzado com perigo na direção da área. Julio Cesar faz ponte para espalmar
43 min – A França sente o bom momento e se empolga, mas para sorte brasileira a primeira etapa está acabando
46 min – Wolfgang Stark aponta o centro de campo, diz o galvânico

2º tempo

0 min – Times voltam sem substituições
2 min – Benzema recebe cruzamento de Malouda, sozinho, mata no peito e bate forte. A bola explode no peito/mão de David Luiz e o Brasil se safa
6 min – David rouba bola, avança no campo de ataque e serve Pato. O atacante tenta passar “por cima” do zagueiro francês e a bola sobra para Lloris
**9 min – Ménez arranca belo lado direito do ataque, passa por Robinho e André Santos, vai à linha de fundo e cruza rasteira. A bola passar por Julio e acha Benzema perto do segundo pau. O camisa 10 só empurra pras redes e corre pro abraço, 1 a 0!
10 min – Outra jogada pela direita do ataque gaulês, Sagna cruza, Gourcuff disputa com brasileiro no alto, ela cai na cabeça de Benzema. A testada iria pro gol não fosse a excelente espalmada de Julio Cesar
12 min – Ménez sente o momento favorável, dribla bonito e sofre falta perto do bico da área
13 min – O Brasil troca: Jadson substitui Renato Augusto, desaparecido no 2º tempo
15 min – Benzema chuta cruzado, dentro da área, pelo chão, e Julio Cesar rebate com a perna
15 min – A França troca: sai M’vila, vem Diaby
17 min – Escanteio pro Brasil, David Luiz ganha por cima mas cabeceia muito longe do gol
19 min – Mexès breca contra-ataque com falta em Pato. Robinho reclama demais pedindo amarelo pro francês que ele mesmo é advertido com o cartão
21 min – Ménez erra lance e, na saída brasileira, chega forte em carrinho pra cima de David. Amarelo pro romanista
23 min – Blanc mexe de novo: Menez, recém-amarelado, deixa o jogo para a entrada de Rémy
24 min – Mano idem: Sandro vem, Robinho vai
25 min – Inversão na posse de bola: França 51%, Brasil 49%
28 min – Benzema parte em velocidade pela esquerda, chega à entrada da área e tenta cruzar no segundo pau. A bola faz curva na direção do gol e quase trai Julio Cesar
31 min – A França segura a bola no campo de defesa até irritar a torcida
32 min – Em ultrapassagem pela esquerda, André Santos chega chutando cruzado rasteiro. Pra sorte de Lloris, Pato não consegue acompanhar o lance
36 min – Brasil toca a bola na defesa sem conseguir chegar a ataque
38 min – Após desarmar perigoso ataque brasileiro pelo meio, a França chega com Benzema, que faz boa jogada pela esquerda mas escorrega na hora de cruzar e manda longe
39 min – Hulk substitui Pato no Brasil
40 min – Cabaye e Gameiro substituem Gourcuff e o ovacionado Benzema no Stade de France
43 min – André, o novo Girondino de Bordeaux, está em campo. Elias, não mais
44 min – Hulk recebe pelo passe na área de Jadson, mas dominou errado e a bola ficou mais para Lloris, que abafou na dividida
47 min – Rémy puxa contra-ataque, entra na área e chuta cruzado. Com Gameiro longe, Julio Cesar só acompanha a bola sair
48 min – Acabooou!

Karembeu, o pé-quente Zidane e uma senhora distinta

Karembeu, o pé-quente Zidane e uma senhora distinta

FICHA TÉCNICA – FRANÇA 1 x 0 BRASIL

Árbitro: Wolfgang Stark (Alemanha)
Assistentes: Jan Hendrik Salver e Detlef Scheppe (ambos da Alemanha)
Cartões amarelos: Ménez (França) e Robinho (Brasil)
Cartão vermelho: Hernanes (Brasil)

Gol: Benzema, aos 9 minutos do 2º tempo, para a França

FRANÇA: Hugo Lloris; Bacay Sagna, Philippe Mexès, Adil Rami e Eric Abidal; Alou Diarra, Yann M’vila (Abou Diaby), Yoann Gourcuff (Yohan Cabaye), Florent Malouda e Jérémy Ménez (Loïc Rémy); Karim Benzema (Kevin Gameiro). Técnico: Laurent Blanc

BRASIL: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos; Lucas, Elias (André), Hernanes e Renato Augusto (Jadson); Robinho (Sandro) e Alexandre Pato (Hulk). Técnico: Mano Menezes

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011 Seleção francesa | 11:41

France vs Brésil: Les sélectionnés

Compartilhe: Twitter

A maior novidade é o novato zagueiro Koscielny, que vem atuando bem no Arsenal, tradicional celeiro de selecionáveis Bleus – forneceu mais jogadores que qualquer clube francês, acredita? Evra não voltou como se especulava, ao contrário de Menez, outro que faz por merecer na Roma. Diaby e Matuidi também retornam, mas nada de Gignac, Gomis, Payet, testados anteriormente, e Martin, do Sochaux, cotado depois de recentes bons jogos – não sinto falta de nenhum deles no momento…

Laurent Blanc não pôde chamar Nasri, Valbuena, Kaboul e Ribéry, lesionados (se não estivessem, os dois primeiros certamente estariam na relação). Samir sim deve fazer falta, assim como Franck, por sua experiência.

Voilá la liste:

Goleiros – Hugo Lloris (Lyon), Stève Mandanda (Olympique de Marselha) e Cédric Carrasso (Bordeaux)

Laterais direitos – Bacary Sagna (Arsenal-ING) e Anthony Reveillère (Lyon)

Zagueiros – Philippe Mexès (Roma-ITA), Adil Rami (Valencia-ESP), Mamadou Sakho (PSG) e Laurent Koscielny (Arsenal-ING)

Laterais esquerdos – Eric Abidal (Barcelona-ESP) e Gaël Clichy (Arsenal-ING)

Meio-campistas – Alou Diarra (Bordeaux), Abou Diaby (Arsenal-ING), Yann M’Vila (Rennes), Yohan Cabaye (Lille), Yoann Gourcuff (Lyon), Florent Malouda (Chelsea-ING) e Blaise Matuidi (Saint Etienne)

Atacantes – Karim Benzema (Real Madrid-ESP), Jérémy Menez (Roma-ITA), Guillaume Hoarau (PSG), Loïc Rémy (Olympique de Marselha) e Kevin Gameiro (Lorient)

Não haverá ingressos à venda nas bilheterias do Stade de France no dia 9. Tudo bem, eu nem queria mesmo…

Para rever a convocação brasileira, faça clique aqui.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 Seleção francesa | 23:10

Le nouveau maillot des Bleus. Que tal?

Compartilhe: Twitter
frança-nova-camisa_afp

Alou Diarra, Yann M'Vila, Florent Malouda e Abou Diaby posaram de modelos (AFP)

frança_geraldinos

Essa imagem tirei do post do amigo Filipe Papini no blog Os Geraldinos. Visite-o: http://osgeraldinos.terra.com.br/tag/frances/

Saiu a Adidas, entrou a Nike e a seleção francesa conta com um novo uniforme, gostemos ou não. Deve estrear contra o Brasil (dia 9 de fevereiro), um rival à altura de um grande evento do futebol e da fornecedora de material esportivo eternizada por Michael Jordan…

Esse ar retrô, sóbrio, me parece bacana. Mas a camisa com as listras by Adidas (veja abaixo) deixa saudade, penso eu. O que você achou?

frança_adidas_getty

Abidal, Valbuena e Benzema comemoram gol francês contra a Inglaterra, no dia 17 de novembro último (Getty Images)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010 Franceses no mundo | 19:53

Com mais franceses, Arsenal derrota Chelsea

Compartilhe: Twitter

Acabaram minhas férias e recesso, voltei ao trabalho: 2011 já começou…

Na Inglaterra não tem essa de recesso pra Natal e Ano Novo, então fiquemos de olho nos franceses que atuam por lá. Hoje rolou o grande clássico entre Arsenal e Chelsea, pelo Campeonato Inglês. Cinco jogadores da França foram titulares:  Bacary Sagna, Laurent Koscielny, Gael Clichy e Samir Nasri, pelo time dos Gunners, o mandante, e Florent Malouda, pelos Blues.

Poderiam ser mais, mas Sebastien Squillaci perdeu posição na zaga para Djourou, do lado do Arsenal, e Nicolas Anelka sentiu lesão no joelho, desfalcando o Chelsea, que teve Gael Kakuta começando no banco de reservas. Em compensação, o técnico francês Arsene Wenger c0locou o compatriota Abou Diaby no segundo tempo, no lugar de Walcott.

Com a bola rolando, o Arsenal aproveitou cochilo do rival para abrir 3 a 0, sofreu um gol mas segurou a vitória (sem gols franceses), mantendo-se à frente do Chelsea na luta pelas primeiras colocações da Premier League, que segue com mais jogos amanhã, terça-feira.

arsenal_chelsea_sagna_song_malouda_reu

Sagna chega no carrinho pra cima de Malouda, acompanhado por Song, autor do primeiro gol no Emirates Stadium (Reuters)

 

Faltou falar de Biabiany
Por conta das férias, acabei me ausentando mais do que o costume e deixei de citar a boa participação de Jonathan Biabiany na decisão do Mundial de Clubes: o jovem atacante francês marcou o terceiro e último gol da Inter de Milão contra o Tout Puissant Mazembe, congolês que fala francês e maior surpresa do torneio nos Emirados Árabes Unidos.

Mesmo assim, a satisfatória primeira metade de temporada de Biabiany pode não ser suficiente para segurá-lo na Inter, que pode utilizá-lo como moeda de troca em alguma negociação para reforçar o elenco, agora sob o comando do brasileiro Leonardo. Se sair, que não suma, pois já mostrou que tem potencial.

biabiany_inter_milão_mundial_clubes_afp

Lance que acabaria na última rede balançada no último grande torneio acabado em 2010 (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. Última