Publicidade

Posts com a Tag Deschamps

segunda-feira, 15 de junho de 2015 Futebol feminino, Seleção francesa | 13:59

Sábado de revezes pras seleções

Compartilhe: Twitter
É, DD, tá fraco!

É, DD, tá fraco!

Antes de ontem, as mulheres que representam a França na Copa do Mundo 2015, no Canadá, voltaram a campo, depois da vitória sobre as inglesas na estreia.

Surpreendentemente, sucumbiram diante da Colômbia, por 2 a 0. As colombianas assumiram a liderança do grupo F, com 4 pontos, enquanto que francesas e inglesas somam 3. O México só tem 1.

Felizmente, sua última partida na chave será contra a menor força da chave, teoricamente, as mexicanas, nesta quarta-feira. E como, além das duas primeiras seleções de cada um dos 6 grupos, se classificam também as 4 melhores terceiras, dificilmente a França vai dar adeus precoce ao Mundial.

 

os homens do selecionado adulto vão acumulando amistosos preparatórios pra Eurocopa que o país sediará daqui a cerca de um ano. Ser o único do continente pré-garantido no torneio é uma boa, mas parece que vem desanimando os jogadores, pois o futebol nos últimos jogos não têm sido o esperado pelo talento dos atletas e pelo que a equipe mostrou no ano passado.

No sábado, os Bleus sofreram a segunda derrota seguida, perdendo para a fraca ALBÂNIA dentro do pequeno país, 1 a 0. A próxima dupla de amistosos será em setembro apenas, 4 contra Portugal (fora) e 7 contra a Sérvia (em casa).

Que Didier Deschamps consiga motivar mais seus jogadores, fazer umas trocas pra chacoalhar os acomodados e todos se conscientizem de que é preciso chegar “na ponta dos cascos” pra Euro, pois a pressão pelo título será grande.

 

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 29 de março de 2015 Seleção francesa | 20:32

França se recupera derrotando a Dinamarca

Compartilhe: Twitter
Giroud, de costas, e Lacazette, de frente (camisa 20), foram destaques do triunfo gaulês (Photo: L'Equipe)

Giroud, de costas, e Lacazette, de frente (camisa 20), foram destaques do triunfo gaulês (Photo: L’Equipe)

Em novo amistoso hoje, a seleção francesa deixou para trás a derrota para o Brasil, na última quinta-feira. Atuando no estádio Geoffroy Guichard, da ASSE, em Saint-Etienne, bateu a dinamarquesa por 2 a 0.

Giroud e Lacazette, este marcando pela primeira vez pelos Bleus, foram os autores dos gols. Didier Deschamps novamente mexeu bastante na equipe, e faz bem, porque é o momento propício para testes e se deve respeitar a condição física de cada um. Jallet deixou o campo com uma suspeita de luxação no ombro, então vamos torcer para o lateral direito do Lyon não ficar muito tempo de molho.

Os próximos compromissos dos comandados de DD serão em junho, contra Bélgica e Albânia, seleções que, assim como a Dinamarca, disputam as Eliminatórias para a Eurocopa do ano que vem, programada para o território francês.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

sábado, 28 de março de 2015 Brasileiros contra a França, Seleção francesa | 00:14

No palco de 98, Brasil quebra série invicta francesa

Compartilhe: Twitter
Decepção. é claro, dando o tom da saída de campo em Saint-Denis (menos para Galvão Bueno e cia. pacheca...)

Decepção. é claro, dando o tom da saída de campo em Saint-Denis (menos para Galvão Bueno e cia. pacheca…)

Ontem (publiquei ainda na sexta, mas o fuso horário do blog é 1h na frente…rs), Dunga e Deschamps voltaram a se enfrentar no Stade de France, mas agora como treinadores das seleções que lideraram dentro de campo em 1998.

E diferentemente do que vimos na primeira Copa vencida pela França, desta vez o Brasil prevaleceu, quase repetindo o placar do Mundial. Saiu perdendo (o zagueiro Varane abriu o placar, de cabeça), reagiu, virou e consolidou seu sétimo triunfo nos sete jogos da “nova” era Dunga com o placar de 3 a 1.

Como grafou o jornal L’Equipe em sua manchete da edição de hoje, foi um cartão amarelo para o time de Deschamps, que depois da Copa no Brasil vinha invicto. Começou bem no primeiro tempo, porém não conseguia atacar com a bola rolando, graças à marcação brasileira. E no segundo tempo a superioridade visitante foi marcante, diante da apatia bleu, em que pese estar desfalcado de nomes importantes, como Pogba e Cabaye.

Ok, foi só um amistoso, não há preocupação grande com resultados na preparação para a Euro 2016, para a qual a França, por ser a anfitriã, já está garantida. Domingo já tem novo compromisso, dessa vez contra a Dinamarca, vamos ver se a equipe supera a timidez. E não dá pra dizer que o Brasil deu troco por 1998 e/ou 2006 (como não tinha dado quando voltou a bater os algozes, em 2013, naquele amistoso em Porto Alegre). Copa é outra história e outro peso!

PS: A quem tb não conseguiu ver a partida ao vivo (eu tava voltando de viagem…) e gostaria de revê-la, NESTE LINK é possível baixá-la!

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 19 de março de 2015 Seleção francesa | 14:59

Quem estará em campo neste próximo França x Brasil

Compartilhe: Twitter

Atualizado em 20/3

As duas seleções de que mais gosto voltarão a se enfrentar em amistoso no dia 26 agora, quinta que vem, faltam 7 dias!

Hoje soubemos os convocados por Didier Deschamps, que também farão jogo teste contra a Dinamarca, três dias depois (29).

A lista de Dunga foi divulgada bem antes, por conta da necessidade de maior programação dos jogadores que atuam dentro e fora do país. Nela constam 4 atletas que estão no futebol francês, todos defensores: o lateral direito e volante Fabinho, do Monaco, e o trio de zagueiros Thiago Silva, David Luiz e Marquinhos, companheiros do Paris Saint-Germain.

*Atualização de 20/3: David e Marquinhos foram cortados hoje, por motivo de contusão.*

A relação de Di-di-di-di-di-di-eeer, com destaque para a novidade Fekir, jovem talento do Lyon:

Gardiens:
Hugo Lloris (Tottenham/ING), Steve Mandanda (O. Marseille), Stéphane Ruffier (St Etienne)

Défenseurs:
Patrice Evra (Juventus/ITA), Christophe Jallet (O. Lyonnais), Laurent Koscielny (Arsenal/ING), Bacary Sagna (Manchester City/ANG), Mamadou Sakho (Liverpool/ING), Benoît Trémoulinas (Sevilha/ESP), Raphaël Varane (Real Madrid/ESP), Kurt Zouma (Chelsea/ING).

Milieux:
Maxime Gonalons (OL), Geoffrey Kondogbia (Monaco), Blaise Matuidi (PSG), Dimitri Payet (OM), Morgan Schneiderlin (Southampton/ING), Moussa Sissoko (Newcastle/ING).

Attaquants:
Karim Benzema (Real Madrid/ESP), Nabil Fekir (OL), Olivier Giroud (Arsenal/ING), Antoine Griezmann (Atlético Madrid/ESP), Alexandre Lacazette (OL), Mathieu Valbuena (Dynamo Moscou/RUS).

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sábado, 28 de fevereiro de 2015 Ex-jogadores, Seleção francesa | 17:18

O que fazem os campeões do mundo hoje?

Compartilhe: Twitter

Em 1998, pela primeira (e única) vez uma Copa do Mundo acabou com a França. Onde estão atuando aqueles jogadores atualmente?

Fabien Barthez (goleiro titular): Era diretor esportivo do Luzenac até setembro passado, quando saiu depois que a Federação Francesa de Futebol se negou a autorizar a ascensão do clube para a Ligue 2.

Laurent Blanc (zagueiro titular, fora da final por expulsão na semifinal): Treinador do Paris Saint Germain desde 2013.

Alain Boghossian (meia reserva): Consultor para TV da Eurosport França. Já foi assistente técnico da seleção francesa durante a passagem de Blanc como técnico bleu.

Vincent Candela (lateral-direito e esquerdo reserva): Participou recentemente do programa “Dancing with the Stars” na TV italiana. Tem investido em vários restaurantes na Italia.

Lionel Charbonnier (goleiro reserva): É técnico do Istres, que caiu para a terceira divisão no ano passado.

Marcel Desailly (zagueiro titular, embora também tenha se destacado na carreira como volante. Foi capitão uma vez, na ausência de DD): É consultor para as emissoras de TV francesas Canal+ e Al Jazeera Sport, e segue presente no mundo da publicidade (no site do L’Equipe vc costuma vê-lo em banners animados…)

Didier Deschamps (volante titular e capitão da campanha): É “somente” o técnico da seleção francesa. Antes, passou pelos bancos do Olympique de Marselha, Mônaco e Juventus-ITA, depois de uma vitoriosa carreira de jogador que incluiu passagens por OM e Juve, inclusive.

Bernard Diomède (ponta-esquerda reserva): É presidente da academia que leva seu nome em Issy-les-Moulineaux, uma associação que combina futebol e educação.

Youri Djorkaeff (meia titular)É presidente do Décines, clube que fica nos subúrbios de Lyon. Também é proprietário de um restaurante em Nova York.

Christophe Dugarry (atacante reserva): É consultor do Canal+ francês.

Líderes do elenco vencedor, Blanc e Deschamps se tornaram os técnicos mais de ponta dentre aquele grupo de jogadores

Líderes do elenco vencedor, Blanc e Deschamps se tornaram os técnicos mais de ponta dentre aquele grupo de jogadores

Stéphane Guivarc’h (atacante titular. Não marcou gol): É vice-presidente executivo e treinador do seu primeiro clube amador, o US Trégunc. Paralelamente, trabalha em uma empresa onde vende piscinas.

Thierry Henry (atacante que começou titular e terminou reserva de Karembeu): Recém-aposentado, como maior artilheiro da história da seleção. É consultor para a TV britânica na Sky Sports e disse recentemente que pretende se preparar para virar treinador no futuro.

Christian Karembeu (volante que ganhou a titularidade de Henry): É Embaixador Estratégico em Relações Internacionais do Olympiakos-GRE, onde jogou de 2001 a 2004.

Bernard Lama (terceiro goleiro): É treinador do UD Montjoly, da Guiana Francesa, e da própria seleção da Guiana!

Frank Leboeuf (zagueiro reserva que substituiu Blanc na final): É consultor para a emissora francesa TF1 e também… ator. Esteve no filme “A Teoria de Tudo”, sobre a vida de Stephen Hawking (é o médico que diz à esposa dele que a traqueostomia deixá-lo-ia sem voz), concorrente ao Oscar deste ano. Aliás, uma bela história essa película!

Bixente Lizarazu (lateral-esquerdo titular): É consultor para a emissora de TV francesa TF1 e tem seu próprio programa na rádio francesa RTL. Depois do futebol, partiu para o jiu-jitsu e não fez feio, sendo até campeão europeu em 2009.

Emmanuel Petit (volante titular): É consultor nas emissoras públicas da France Télévisions.

Robert Pires (meia reserva): Após acabar seu contrato com o FC Goa na Liga da India, voltou para a Europa, com a esperança de encontrar uma oportunidade para seguir atuando. Sim, é o único ainda jogador!

Lilian Thuram (lateral-direito titular): É o fundador e presidente da Fundação para a Educação Lilian Thuram contra o racismo.

David Trezeguet (atacante reserva): Anunciou a aposentadoria no mês passado, tendo anunciado que seria uma espécie de embaixador da Juventus da Itália, onde mais se destacou, na América do Sul, ajudando na prospecção de talentos.

Patrick Vieira (volante reserva): Aposentou-se no Manchester City em 2o11 e segue no clube, agora gerenciando a formação de atletas (CT e categorias de base).

Zinedine Zidane (não precisa relembrar, né?): Foi manager, assistente técnico do Real Madrid e agora dirige o Castilla (Real Madrid B), além de ser consultor ocasional para o Canal + França.

Adaptado deste post do blog em espanhol Futbol desde Francia

Para saber mais sobre o desempenho francês na campanha do título de 98, uma página com vários dados é a da Wikipedia francesa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 14 de outubro de 2014 Seleção francesa | 16:32

Seleção ganha da Armênia fora e segue invicta pós Copa

Compartilhe: Twitter

Com facilidade, o time cada vez mais coeso de Didier Deschamps fez 3 a 0 sobre os armênios em Yerevan. Rémy, logo no início do amistoso, Gignac, após pênalti sofrido por Pogba, e Griezmann marcaram os gols franceses.

O técnico armênio reclamou do pouco tempo de preparação do seu time para a partida de hoje, que o impediu de escalar o que teria de melhor. Já o francês aproveitou para titularizar atletas que vinham aendo reservas, uma atitude inteligente.

Nos 4 jogos pós Copa até aqui, os Bleus bateram a Espanha, empataram com a Sérvia, venceram Portugal e Armênia.

DD volta a reunir seus convocados em novembro, para os compromissos contra Albânia (em Rennes), dia 14, e Suécia, dia 18 (em Marselha), nos últimos compromissos deste ano, pelo que está agendado até agora.

Já classificada, por ser a anfitriã, a França se prepara para a Eurocopa de 2016 sem precisar disputar as Eliminatórias, ao contrário de todas as outras seleções europeias, que já estão jogando o longo qualificatório.

Entretanto, na base…

Minutos depois da partida do time adulto, o sub 21 entrou em campo contra a Suécia, por uma vaga na Eurocopa da categoria, a ser disputada em 2015.

Infelizmente acabou derrotada, ficando fora da Euro e, por conseguinte, do torneio olímpico de futebol masculino dos Jogos Rio 2016. Que dommage! :(

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 4 de setembro de 2014 Seleção francesa | 19:07

França encerra jejum contra Espanha com belo gol

Compartilhe: Twitter

*LEMBRANDO AOS ACOMPANHANTES DO CAMPEONATO FRANCÊS QUE NESTE FINAL DE SEMANA DE 5 A 7 DE SETEMBRO NÃO HÁ RODADA

Ilustrado em 05/09

Autor do gol decisivo, Loic Remy recebe cumprimento de Moussa Sisoko

Autor do gol decisivo, Loic Remy recebe cumprimento de Moussa Sisoko

Para o amistoso no Stade de France, Deschamps alinhou Lloris; Debuchy, Varane, Sakho e Evra; Pogba, Matuidi, Sissoko e Valbuena; Griezmann e Benzema.

O primeiro tempo foi decepcionante, sob um ritmo muito lento, com as duas equipes se neutralizando e os goleiros sendo bem pouco exigidos. O segundo melhorou, sobretudo para os donos da casa.

-> Confira os melhores lances da partida em Saint-Denis

Benzema teve um gol mal anulado aos 4 minutos da etapa complementar, por impedimento. Mas aos 28, o centroavante do Real Madrid participaria da linda jogada do gol de Loic Rémy, vindo do banco de reservas.

Benzema, Valbuena e Sissoko arquitetaram pelo lado esquerdo do ataque, o segundo assistiu Rémy e a finalização do atacante recém-contratado pelo Chelsea foi precisa, indefensável para o goleiro De Gea (assista pelo Vine aqui).

Bom reinício da caminhada gaulesa após a Copa 2014, acabando com a sequência negativa diante da Fúria, que segue mal desde o Mundial brasileiro. O grupo segue reunido porque já neste domingo, dia 7, faz mais um amistoso, agora contra a Sérvia, aproveitando o período de datas Fifa.

Sub 21 também ganhou

O lateral Kurzawa, do Monaco, e o atacante Sanogo, do Arsenal, comandaram a goleada da seleção de Espoirs franceses sobre o Cazaquistão por 5 a 1 hoje também, em Astana, resultado que conduz os jovens de Pierre Mankowski para a próxima etapa das Eliminatórias para a Eurocopa 2015 da categoria.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 28 de agosto de 2014 Seleção francesa | 15:02

Convocação de Deschamps pra amistosos em setembro

Compartilhe: Twitter

O técnico da seleção francesa manteve a base da recente Copa do Mundo para os testes contra Espanha (4 de setembro, quinta que vem) e Sérvia (7 de setembro, domingo), primeiros compromissos bleus após o Mundial brasileiro.

Jogadores chamados hoje:

Gardiens : Mandanda, Lloris, Ruffier
Défenseurs : Debuchy, Digne, Evra, Koscielny, Mangala, Sagna, Sakho, Varane
Milieux : Cabaye, Matuidi, Mavuba, Pogba, Schneiderlin, Sissoko
Attaquants : Benzema, Cabella, Griezmann, Lacazette, Rémy, Valbuena

Leia mais a respeito nessa matéria do site do L’Equipe: Com Lacazette e Evra

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 4 de julho de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 21:06

Alemanha erra menos e elimina França da Copa 2014

Compartilhe: Twitter

fra-ale-fff

Fim da aventura francesa no Brasil, nas quartas de finais. Hummels ganhou de Varane numa bola alta, venceu Lloris no início do primeiro tempo e, como Benzema e seus colegas não conseguiram superar o seguro Neuer, é a Alemanha quem avança pra semifinal.

Assim podemos resumir o que vimos no Maracanã hoje no início da tarde, não? Claro que o sol e o calor são os mesmos para os dois lados, mas provavelmente se a partida fosse às 17h, e não às 13h, veríamos os franceses correndo mais. Não acho que fizeram corpo mole, entendo que ficaram um pouco nervosos a maior parte do tempo, já atrás no placar e precisando de um gol a qualquer custo para tentar evitar a eliminação. Aí erraram muitos passes, desperdiçando demais a bola.

Deschamps até que tentou mudar o time no segundo tempo, e não poupou em termos de opções ofensivas: os Bleus terminaram o jogo com seus quatro atacantes disponíveis. Entretanto, as oportunidades de gols permitidas pelos alemães eram escassas, e nas que os franceses conseguiram criar, a defesa adversária foi melhor. Faltou inspiração, aquele quê a mais que faz a diferença, inclusive para Benzema, principal finalizador dos azuis.

No geral, foi uma boa campanha, com a equipe chegando entre os 8 melhores e se despedindo de forma digna. Nada para chorar. Muitos jogadores terão idade para a Copa de 2018, então que amadureçam bem não somente no desempenho técnico, mas também na experiência emocional para lidar bem com pressões e situações adversas. Valeu!

-> Leia as últimas notícias francesas na Copa na página do iG Esporte

Ficha técnica – FRANÇA 0 x 1 ALEMANHA

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro

Árbitro: Nestor Pitana (Argentina)

Gol: Hummels aos 12 minutos do 1o tempo.

FRA – Lloris (c); Debuchy, Varane, Sakho (Koscielny) e Evra; Cabaye (Rémy), Matuidi, Pogba e Valbuena (Giroud); Benzema e Griezmann. Técnico: Didier Deschamps.

ALE – Neuer; Boateng, Howedes, Hummels e Lahm (c); Khedira, Kroos ( Kramer), Schweinsteiger e Ozil (Gotze); Muller e Klose (Schurrle). Técnico: Joachim Low.

No twitter @obrunopessa, com a hashtag #leblogdufoot, tem mais informações e comentários meus sobre a França e a Copa ;)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 25 de junho de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 20:02

França e Equador ficam no zero: classificação em primeiro!

Compartilhe: Twitter
Terceira combinação de uniforme diferente da França: hoje toda de branco, contra Suíça de branco-azul-branco, e contra Honduras de azul-azul e vermelho, de cima para baixo (Le Monde)

Terceira combinação de uniforme diferente da França: hoje toda de branco, contra Suíça de branco-azul-branco, e contra Honduras de azul-azul-vermelho, de cima para baixo (Le Monde)

Não deu para repetir a façanha da Copa de 1998, com 100% de aproveitamento na fase de grupos, mas a invencibilidade foi mantida hoje no Rio de Janeiro e, o que é mais importante, o posto de líder do Grupo E para o próximo desafio nesta Copa 2014. Pelas oitavas de finais, o adversário a ser batido é a Nigéria, segunda colocada do Grupo F, na segunda-feira, dia 30, às 13h, em Brasília. À Suíça, que se classificou atrás dos Bleus, cabe a tarefa inglória de encarar a Argentina, na terça-feira, 13h, em São Paulo.

-> Principal jogador francês na Copa, Karim Benzema não canta o hino nacional em protesto contra a xenofobia

Benzema, que havia marcado 9 vezes nas últimas 8 partidas pela França, passou em branco pela primeira vez no torneio, mantendo-se com 24 gols com a camisa francesa – é o 9º maior artilheiro bleu, dois gols atrás de Wiltord, que atuou de 1999 a 2006 e foi vice-campeão mundial na última Copa disputada na Alemanha. O duelo do 10 gaulês contra Enner Valencia, goleador equatoriano, prometia ser bom, porém não estavam calibrados nesta quarta-feira – tanto que o melhor em campo, segundo o Man of The Match, foi o arqueiro Domínguez…

O jogo
Com Cabaye suspenso e a classificação 99% assegurada antes do apito inicial, Deschamps optou por poupar alguns titulares, como Debuchy, Varane, Evra e Valbuena. O primeiro tempo foi mais pegado do que bem jogado, com poucas chances claras de gols, algumas trombadas e até uma cotovelada de Sakho, que ainda bem que o árbitro não viu…

Os jogadores deixaram o gramado para o intervalo sob vaias dos brasileiros no Maracanã, que teve mais de 73 mil pessoas de público! Os franceses estavam tranquilos, e os equatorianos apreensivos, pois com o empate e a vitória da Suíça por 2 a 0 sobre Honduras, era preciso vencer para seguir no Mundial.

-> Em família: belas esposas e namoradas dos atletas franceses posam para foto no Maraca

O segundo tempo começou muito bom para os Bleus. Logo no primeiro minuto, Sagna apareceu bem, perto da linha de fundo, cruzou rasteira e Griezmann desviou rumo ao gol. Domínguez defendeu no reflexo e a bola tocou a trave! Dois minutos depois, Digne tentou desarmar Antonio Valencia no carrinho, e o meia-atacante sul-americano deixou as travas da chuteira na perna do lateral do PSG: vermelho pra ele!

A partida ganhava em emoção, pois o Equador não esmorecia, mesmo com um a menos, pela necessidade premente do gol, consequentemente dando mais espaço para a França contra-atacar com perigo. Com 15 minutos, Deschamps colocou Varane, para poupar Sakho, com dor na coxa esquerda, e dar ritmo de jogo ao zagueiro do Real Madrid.

-> A ESPN do Brasil deslocou o competente comentarista Leonardo Bertozzi para acompanhar a França na Copa. Para acompanhá-lo, seu Twitter é @lbertozzi

Outro que teve mais uma chance foi Giroud, aos 21, substituindo o motor do time, Matuidi – fez muito bem Didier em dar uma descansada nele! O Equador foi cansando, se arriscando e dando mais posse de bola aos franceses, enquanto a Suíça ampliava pra 3 a 0 sua vitória… Aos 28, Sissoko levantou na medida para Pogba, mas o cabeceio do volante da Juventus saiu torto, que chance desperdiçada!

Cinco minutos depois, a última troca de DD, permitindo a Rémy estrear na Copa com a saída de Griezmann. Valente, o adversário não desistia de atacar e preocupar, ao passo que Les Bleus também não abdicavam do jogo, apesar de errar e se lamentar muito na frente – Pogba era um dos que mereciam o gol. E assim foi até o final, na segunda vez em que as seleções se enfrentaram – na primeira, houve vitória francesa por 2 a 0 em amistoso disputado em 2008.

Que venham os nigerianos! Lembrando que, todas as vezes em que foi além da primeira fase, nossa seleção chegou pelo menos às semifinais (58, 82, 86, 98 e 06)!!

Ficha técnica francesa: Lloris; Sagna, Koscielny, Sakho (Varane), Digne; Pogba, Matuidi (Giroud), Sissoko e Schneiderlin; Griezmann (Rémy) e Benzema. Técnico: Deschamps

No twitter @obrunopessa, com a hashtag #leblogdufoot, tem mais informações e comentários meus sobre a França e a Copa ;)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última