Publicidade

Posts com a Tag Coupet

terça-feira, 14 de junho de 2011 Francês da 1ª divisão | 00:27

Mercado: Quem sai, quem fica, quem para (I)

Compartilhe: Twitter
gameiro-psg

Gameiro mostra onde está a partir de agora. Tem tudo para vingar (PSG.fr)

Um post só não vai dar conta das movimentações (e também das permanências) de jogadores nessa fase de transferências e renovações, então vamos pouco a pouco. Este é só um começo, un début. Conto com vossa ajuda no que eu esquecer ou não conseguir informar aqui!

– Primeiro, lembrança aos que pararam. O PSG foi o último time do goleiro Grégory Coupet e do volante Claude Makelele (ambos com 38 anos), que receberam bonitas homenagens no último jogo de ambos no Parc des Princes, quadros e flores entregues pelos filhos (falando no assunto, quem ganhou uma homenagem tardia foi o ex-goleiro Bernard Lama, que marcou época com a camisa tricolor nos anos 1990. Um amistoso reuniu nomes como Zidane, Djorkaeff, Weah, Raí e Pauleta no último sábado).

Makelele ganhou a Liga dos Campeões da Europa pelo Real Madrid galáctico em 2002 e Coupet participou de todas as sete conquistas consecutivas nacionais do Lyon, entre 2002 e 2008. Ambos estiveram entre os Bleus na campanha do vice-campeonato na Copa 2006.

– Para o lugar de Coupet, uma reposição à altura: Nicolas Douchez, que pelo Rennes foi o goleiro menos vazado da última Ligue 1. Com 31 anos, ele chega com um contrato de três anos.

– O Paris Saint-Germain, aliás, trouxe um baita dum reforço pro setor ofensivo: o atacante Kevin Gameiro, vice-artilheiro da Ligue 1 2010/2011 pelo Lorient e presente nas recentes convocações da seleção francesa principal de Laurent Blanc.

– O campeão Lille tratou de não sentir o desfalque do meia Yoan Cabaye, vendido para o Newcastle United, da Inglaterra, e trouxe o rodado Benoît Pedretti, de 30 anos, que já passou por Sochaux, Olympique de Marselha, Lyon e Auxerre, que defendeu nos últimos cinco anos.

– Como Eden Hazard e Gervinho podem deixar o LOSC (o marfinense já manifestou sua vontade de sair do clube neste verão europeu, mas uma proposta do Tottenham já foi recusada), o ataque precisa ser reforçado pelos lados dos Dogues. Quem já chegou foi a revelação Ronny Rodelin, de 21 anos, que vem do Nantes, por onde atuou na última Ligue 2. Mas é pouco para uma Champions League, heim…

– E como Adil Rami já estava de malas prontas para o Valencia desde o início do ano, o reforço de peso do Lille para a zaga pode ser o montenegrino Marko Basa, de 28 anos, do Lokomotiv Moscou. Ele já passou pelo futebol francês entre 2005 e 2008, no Le Mans, e segundo alguns veículos franceses já fechou acordo com o LOSC. 

– Bem valorizados depois da boa temporada do Sochaux, os meias Marvin Martin (que já chegou mostrando serviço no primeiro chamado para a seleção) e Ryad Boudebouz seguem no clube, segundo o presidente Alexandre Lacombe, que assim o disse na apresentação do novo treinador Mécha Bazdarevic. O assédio deve estar sendo grande…

makelele-coupet-quadros

Quadros e flores para Makelele e Coupet (PSG.fr)

Leia também:

> PSG contrata vice-artilheiro do último Campeonato Francês

> Craques do passado marcam presença no adeus de Bernard Lama

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 16 de maio de 2011 Copas francesas | 18:12

E o Lille matou a enorme fome de conquistas

Compartilhe: Twitter

Um golzinho no finalzinho da decisão da Copa da França premiou o Lille depois de 56 anos sem títulos de expressão. Azar do Paris Saint-Germain, que viu o bi escapar no sábado no Stade de France. Um parabéns especial aos brasileiros campeões, o atacante Túlio de Melo (que entrou no início do segundo tempo) e o lateral Emerson (que permaneceu no banco de reservas).

Houve falha de Coupet, mas o mérito de Obraniak não pode ser ignorado: aos 44 minutos do segundo tempo, o meia polonês teve frieza e eficiência incomuns para cobrar uma falta cruzada no ângulo oposto do goleiro parisiense, que acreditou que a bola sairia e nem esticou os braços para tentar interceptá-la… (veja no vídeo após o texto abaixo)

lille_mavuba_taça_afp

O capitão Rio Mavuba ergueu a taça e teve o gesto de levantar os braços repetido pelos colegas em Saint-Denis (AFP)

lille_diaseguinte_afp

Festa também no dia seguinte, na volta à Lille, com Hazard banhando os torcedores. Acho que essa champagne é melhor do que a que os santistas tacaram no Muricy, heim? (AFP)

Rudi Garcia estava certo: o jogo seria decidido em um detalhe. Não em dois detalhes, pois Coupet, logo depois do gol sofrido, faria pênalti em Gervinho e, surpresa, defenderia a cobrança de Debuchy, o que no resultado da partida nada interferiu. E para sorte do técnico do LOSC, o título lhe sorriu e o alçou positivamente à história do clube nordista, que ganha muita confiança na briga pelo caneco da Ligue 1 contra o Olympique de Marselha.

Olha, já tô achando que veremos um doublé por aí… E você?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 30 de março de 2011 Brasileiros na França, Ex-jogadores, Extracampo | 23:41

Jogadores e ex curtindo um futsal. E a promoção do Nenê

Compartilhe: Twitter
A galera parisiense enfileirada prum dos jogos (PSG.fr)

A galera parisiense enfileirada prum dos jogos (PSG.fr)

No último fim de semana, aproveitando pausa no Campeonato Francês por conta das datas Fifa com Eliminatórias para a Eurocopa e amistosos (sexta/sábado e terça-feira), um grupo de jogadores em atividade e outros já aposentados se aventuraram a jogar futsal, num quadrangular na Arena de Bercy, em Paris.

Nenê, de branco, cumprimenta Djorkaeff (PSG.fr)

Nenê, de branco, cumprimenta Djorkaeff (PSG.fr)

Paris Saint-Germain, Lille, Brest e veteranos selecionáveis, com atletas da Copa de 1998, foram para a quadra. O campeão foi o Stade Brestois, que bateu o LOSC (com Túlio de Melo, Frau, Landreau e outros) na final, enquanto que o PSG (com Nenê, Ceará, Coupet, Edel, Giuly, Makelele, Armand e Traoré, entre outros) ficou com o terceiro lugar, ao derrotar os veteranos da seleção, comandados por Youri Djorkaeff.

Via assessoria de imprensa, Nenê disse ter curtido pacas o evento. “Foi bem legal poder matar saudades dos meus tempos de salão em Jundiaí. Adorei disputar esse torneio, que acontece há vários anos, e espero estar presente nas próximas edições”, declarou, se dizendo amigo pessoal de Falcão, astro da seleção brasileira de futsal.

Bruno Grougi e o time do Brest com o troféu do quadrangular (SB.com)

Bruno Grougi e o time do Brest com o troféu do quadrangular (SB.com)

Nenê dará camisa
Com visual novo no seu site oficial (www.nenefutebol.com.br), o destaque do PSG vai dar uma camisa do clube para quem acertar a pergunta “quantos gols Nenê irá marcar pelo PSG em jogos oficiais na temporada 2010/2011?”. O internauta deve informar idade, cidade onde reside e clube do coração.

Até o momento, o meia-atacante já assinalou 18 gols, sendo 13 pelo Campeonato Francês, quatro pela Liga Europa e um pela Copa da França. Até o final da temporada, o PSG ainda vai disputar 10 jogos pela Ligue 1 e pelo menos mais uma pela Copa, em que está classificado para a semifinal. É possível ficar por dentro das novidades do site no twitter @SitedoNene.

Nenê contra o goleiro do Brest: o brasuca parece levar bastante jeito... (PSG.fr)

Nenê contra o goleiro do Brest: o brasuca parece levar bastante jeito... (PSG.fr)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 21 de março de 2011 Francês da 1ª divisão | 17:07

Lille se distancia pra cima e PSG pra baixo no top 5

Compartilhe: Twitter
lyon_rennes_reu

O gol de Theóphile que definiu o 1 a 1 em Gerland: quem ganhou foi o Lille... (Reuters)

Estava desenhada a chance do Lille abrir vantagem no Campeonato Francês, pelos confrontos da rodada do final de semana. Como o líder venceu e o segundo (Rennes) e o terceiro (Lyon) ficaram no empate, agora o LOSC tem quatro pontos a mais que o novo vice, o Olympique de Marselha, que afastou ainda mais o PSG da corrida pelo título no clássico do povo. 

Contando com a eficiência e inspiração de seus dois principais artilheiros na Ligue 1, os africanos Moussa Sow e Gervinho, o Lille virou sobre o Brest – foi a terceira derrota do Stade Brestois em 14 partidas em casa – e confirmou o favoritismo de maior favorito ao título. Sow se isolou ainda mais na lista de goleadores do torneio, com 19 gols, enquanto que Gervinho agora é o quinto, ao lado de Lisandro López, com 12. El-Arabi marcou mais um pelo Caen, na vitória contra o lanterníssimo Arles, foi a 14 e se descolou de Nenê, ainda com 13.

Tentando juntar os cacos decorrentes da eliminação na Liga dos Campeões para o Real Madrid, o Lyon conseguiu “achar” o primeiro gol do jogo contra o Rennes, em duelo direto: Lisandro chutou, a bola desviou em Gomis e enganou o goleiro Douchez – vale lembrar que a dupla de atacantes é responsável por mais da metade dos gols lioneses na competição. Do banco de reservas, Cris viu sua equipe sofrer o castigo do empate mesmo com um a menos (o colombiano Montaño foi pro chuveiro merecidamente no 2º tempo, após agredir Lovren, porque seu pisão em Toulalan no 1º passou incólume), quando, perto do fim, o defensor Kévin Théophile-Catherine testou para a rede de Lloris, depois de cobrança de M’vila. Resultado injusto, mas futebol é isso aí…  

Sem Brandão de vez, depois de negociá-lo para o Cruzeiro, o OM não sentiu falta dos gols, que vieram em precisa cobrança de falta de Gabriel Heinze, argentino ex-PSG (entre 2001/02 e 2003/04), e graças a cabeceio do ganês André Ayew, aproveitando cruzamento de André-Pierre Gignac. O gol parisiense saiu depois que Chantôme complementou rebote de chute de Nenê que acertou a trave. Decepcionado e realista, o presidente do Paris, Robin Leproux, já coloca como meta para o clube ficar entre os cinco primeiros no final das contas…

om_psg_gol_heinze_reu

O lance em que Heinze venceu Grégory Coupet e a bola acabou na rede (Reuters)

Veja os resultados da 28ª journée:

Brest 1 x 2 Lille (Lesoimier; Gervinho e Sow)
Lyon 1 x 1 Rennes (Gomis; Théophile-Catherine aos 43 do 2º) – Montaño-REN foi expulso
O. Marseille 2 x 1 Paris-SG (Heinze e André Ayew; Chantôme) – Quase 53 mil pessoas no Vélodrome
Montpellier 1 x 4 Lens (Bocaly; Akalé, Joris Marveaux contra, Roudet e Jemaa) 
Lorient 0 x 0 Saint-Etienne – O goleiro Janot-ASSE foi o melhor em campo
Valenciennes 2 x 2 Bordeaux (Danic 2; Jussiê aos 35 e Ciani aos 39 do 2º) – 4º gol do meia brasileiro, em 24 jogos
Toulouse 1 x 1 Nice (Santander; Cetto contra aos 48 do 2º) 
Auxerre 2 x 0 Sochaux (Jelen 2
Caen 2 x 0 Arles-Avignon (Mollo e El-Arabi)
Monaco 0 x 1 Nancy (André Luiz) – Quarto gol do zagueiro brasileiro, que soma 25 jogos no campeonato

*Classificação: Lille lidera com 55 pontos, seguido por Olympique de Marselha, com 51, Rennes, com 50, Lyon, com 49, e PSG, com 45. Veja tabela completa

brest_lille_afp

Gervinho é festejado pelos colegas. Ninguém late mais alto que os Dogues até aqui (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011 Brasileiros contra a França, Copa do Mundo, Ex-jogadores, Seleção francesa | 17:55

France vs Brésil: História é o que não falta

Compartilhe: Twitter

Quarta-feira agora, cotidianamente conhecida como amanhã, as seleções masculinas de futebol de França e Brasil farão o 14º confronto desde sempre. A vantagem é ligeiramente brasileira: cinco vitórias, contra quatro francesas (21 gols canarinhos, 18 bleus). Foram quatro empates também, o que permite enxergar bastante equilíbrio no retrospecto.

Se bem que, nos últimos cinco embates, nada de vitória brasuca – a última foi há quase 20 anos, em 1992. De todos os participantes do jogão que se aproxima, cinco são os personagens que já disputaram um França x Brasil: Laurent Blanc, Eric Abidal, Alou Diarra, Florent Malouda e Robinho. O único francês que perdeu foi o técnico, quando era jogador, ainda no século 20…

Eis os duelos:

lequipe_13_07_1998

"Para a eternidade", sobre 12/07/1998 (Zidane, Djorkaeff e Petit na foto)

01/07/2006França 1 x 0 BrasilCopa do Mundo (Alemanha)
Apesar da desvantagem histórica, a última lembrança, entretanto, é doce para os europeus e catastrófica para os sul-americanos. A maestria de Zinedine Zidane e o gol de Thierry Henry em Frankfurt classificaram a França para a semifinal, mandando o Brasil de Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Kaká para casa na Copa. Quer rever os melhores momentos? Vídeo no pé do post! (com Galvão Bueno é mais gostoso…)

20/05/2004 – França 0 x 0 BrasilAmistoso (Saint-Denis)
Comemoração do centenário da Fifa, com os então campeões do mundo e da Europa em campo. Uniformes à moda antiga, pompa e circunstância, mas nada de gols, até porque Grégory Coupet foi muito bem.

07/06/2001Brasil 1 x 2 FrançaCopa das Confederações (Suwon, Coreia do Sul)
Semifinal do torneio ocorrido um ano antes do Mundial asiático. Pirés abriu o placar, Ramon empatou para a seleção de Emerson Leão (que tinha Leomar, Carlos Miguel, Robert e outros craques) e Desailly deu a vitória aos franceses.

12/07/1998 – França 3 x 0 BrasilCopa do Mundo (Saint-Denis) 
Eis que o mundo da bola conhece e reverencia Zizou – premiado, dias atrás, com o Laureus por sua carreira no esporte – autor de dois gols e vencedor de um duelo que não houve com Ronaldo, na época ainda Ronaldinho. Petit fechou o caixão do time do mestre Zagallo (veja o que o ex-volante faz da vida hoje). No último domingo, a edição impresa do L’Équipe relembrou o fato. O vídeo está lá no pé (tem Galvão? mas é claro!)

03/06/1997 – França 1 x 1 BrasilTorneio da França (Lyon)
Partida inaugural do mini-campeonato, que reuniu ainda Inglaterra (a campeã) e Itália. Roberto Carlos abriu o placar com aquela célebre bomba que fez uma impressionante curva para vencer Barthez. No segundo tempo, o empate veio com o obscuro Marc Keller, atacante que passou por clubes medianos nos anos 1990 e atualmente é dirigente do Monaco. Em seis jogos pelos Bleus, seu único gol foi aquele propiciado pelo rebote de Taffarel.
 
26/08/1992 – França 0 x 2 Brasil Amistoso (Parc des Princes, Paris)
Não me lembro deste jogo (tinha 10 anos na época…), nem achei vídeo no YouTube. Os Bleus, que tinham demitido Michel Platini do comando da equipe quase dois meses antes, foram comandados por Gerard Houllier, com Aimé Jacquet como preparador físico. O time já tinha os futuros campeões mundiais Blanc, Deschamps e Petit, assim como Papin e Ginola lá na frente. 

 
 

platini_alemao_86

Platini precedeu Zidane no posto de "francês mais odiado pelos brasileiros no futebol"

21/06/1986 Brasil 1 (3) x 1 (4) França Copa do Mundo (México)
Embora o estádio Jalisco tenha sido o principal palco do tricampeonato mundial em 1970, a última aparição canarinho por lá em Copas teve sabor amargo para a torcida brasileira: no duelo dos craques de então, Michel Platini deixou Zico para trás nas quartas-de-finais em Guadalajara, quando o Galinho perdeu pênalti, defendido por Joel Bats, que alteraria o placar de 1 a 1 no tempo normal e poderia ter evitado a posterior disputa por penalidades. Platini marcou o único gol sofrido pelo Brasil na Copa nos 90 minutos regulamentares. 
 
15/05/1981 – França 1 x 3 Brasil – Amistoso (Parc des Princes)
Zico, Reinaldo e Sócrates decretaram a vitória brasileira, com Didier Six descontando perto do final para os Bleus, que tinham Jean Tigana, hoje técnico do Bordeaux, naquele grupo.

01/04/1978 – França 1 x 0 Brasil – Amistoso (Parc des Princes)
Michel Platini decidiu aos 41 minutos do 2º tempo.
 
30/06/1977
 – Brasil 2 x 2 FrançaAmistoso (Maracanã, Rio de Janeiro)
Edinho e Roberto Dinamite deixaram os brasileiros em vantagem, mas Didier Six e Marius Trésor igualaram o placar final. Platini jogou os 90 minutos, assim como Bernard Lacombe, então atacante e posteriormente treinador e dirigente do Lyon.

28/04/1963França 2 x 3 BrasilAmistoso (Olympique des Colombes, Paris)
Os três gols brasileiros constam no currículo de um tal de Edson Arantes do Nascimento…

24/06/1958 – Brasil 5 x 2 FrançaCopa do Mundo (Suécia)
Just Fontaine, artilheiro do Mundial com incríveis 13 gols em 6 jogos (recorde até hoje), fez um dos gols franceses em Estocolmo. Raymond Kopa deu passe para os dois tentos gauleses. Mas Pelé, três vezes, Vavá e Didi arruinaram o sonho europeu de chegar à final. No YouTube dá para assistir a essa relíquia histórica, dividida em várias partes (procure por “World Cup 1958 Full Game Semifinal Brazil vs France”).

01/08/1930 – Brasil 3 x 2 FrançaAmistoso (Laranjeiras, Rio de Janeiro)
Primeiro duelo da história, vitória dos anfitriões de virada.

*Mais curiosidades sobre Brasil x França, como as comparações dos valores de passe de todos os jogadores convocados pro jogo de amanhã, você acha no blog Futebol em Números, do iG.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 17:58

Lille obtém vaga na Liga Europa. PSG avançou em primeiro

Compartilhe: Twitter

Primeiro, os jogos de quarta: Karpaty 1 x 1 PSG e Sevilla 2 x 2 Borussia Dortmund.

Empate na Ucrânia e liderança assegurada do grupo J, o que pode colocar rivais menos espinhosos no caminho do PSG na próxima fase da Europa League, cujo sorteio acontece na sexta-feira, assim como o da Liga dos Campeões da Europa. Foram necessárias bola e linhas laranjas no gramado pela intensa neve em Lviv. Claro que estava um frio de gelar, apesar de ter visto uns loucos sem camisa torcendo pro Paris na arquibancada… 

Sem boa parte dos titulares (Nenê, Hoarau, Makelele, Chantôme, Sakho e Edel) e com muitos garotos no banco, o Saint-Germain abriu o placar com Luyindula, aos 39 minutos iniciais, após boa jogada de Ceará, que roubou a bola, cruzou, Erding dividiu com a zaga e a bola sobrou limpa para o meia, que não pegou firme mas conseguiu vencer o goleiro Tlumat. Porém, antes mesmo do intervalo, Fedetskiy bateu forte em cobrança de falta e Coupet se atrapalhou todo, deixando a bola passar a risca do gol – provavelmente ela deveria estar assaz escorregadia. Mas seria o caso de manter Edel como titular mesmo…?

A impressionante série invicta do PSG está mantida: agora são 12 jogos sem derrota, que aconteceu pela última vez no dia 24 de outubro (2 x 3 contra o Auxerre). Finalizando o grupo, o Sevilla empatou em casa contra o Borussia Dortmund e ficou com a segunda vaga da chave. Assim, os zagueiros franceses Julien Escudé e Mohamadou Dabo seguem na competição.

karpaty_psg_luyindula_afp

Péguy Luyindula caiu no gélido gramado, mas pelo gol valeu o sacrifício (AFP)

Agora, as partidas desta quinta: Lille 3 x 0 GentLevski 1 x 0 Sporting.

Com neve caindo na França, dá-lhe bola laranja. Precisando de qualquer forma da vitória, o Lille partiu pra cima, com Túlio de Melo no ataque e Sow no banco. De tanto pressionar, o time da casa se aproveitou de uma bobeada do zagueiro Suler, que tocou curto, talvez se esquecendo do gramado escorregadio, e deixou Obraniak na cara do goleiro Jorgacevic: o polonês driblou e só tocou para fazer 1 a 0 aos 30 minutos. As chances de aumentar o placar apareceram, duas bolas acertaram a trave do Gent, mas o marcador ficou daquele jeito na saída para o intervalo, o que me deixou temoroso com aquele “quem não faz, toma…”

O segundo tempo começou com neve mais intensa, dificultando ainda mais o andamento da partida, com 1 grau negativo no Lille-Métropole. Pelo menos, se a bola não mais colaborasse, o LOSC já tinha o resultado que precisava. Mas 1 a 0 nunca é seguro, e parece que a defesa belga novamente “entendeu o recado”: se atrapalhou ao trocar passes na intermediária, Frau roubou a bola de Lepoint, invadiu a área e tocou no contrapé de Jorgacevic aos 11 minutos.

Logo em seguida, Hazard sentiu lesão e pediu substituição, dando lugar a Sow, artilheiro da Ligue 1. Porém o ataque lilleano seguiu agudo, trazendo novos perigos ao adversário, inclusive com uma bola laranja na trave branca. Até que o terceiro gol veio, curiosamente pela primeira vez numa jogada toda do LOSC, sem “presentes” da defesa rival: Sow foi lançado no “costado da zaga”, como gostam de dizer os narradores e comentaristas da Band (rs), driblou o goleiro e só não entrou com bola e tudo porque foi humilde… Vendido no jogo, o La Gantoise, como dizem os franceses, acabou levando de 3 e viu o Lille se juntar ao Sporting Lisboa, que mesmo perdendo para o Levski Sofia (1 a 0, na Bulgária) se classificou em primeiro no grupo C.

frau_lille_gent_reuters

Pierre Alain Frau supera Marko Suler e mete a laranjinha pra dentro (Reuters)

 

Patrick Vieira
Hoje o volante do Manchester City disputou seu centésimo jogo por competições europeias. É o sexto francês nesse quesito, atrás de Thierry Henry (138 partidas, hoje nos EUA), Claude Makelele (PSG), Lilian Thuram (aposentado), Zinedine Zidane (idem) e Robert Pires (Aston Villa). O City empatou contra a Juventus, com gol do brasileiro Jô, e também segue no páreo pelo título europeu, ao contrário da Vecchia Signora.


*SORTEIOS: LIGA DOS CAMPEÕES E LIGA EUROPA*
Amanhã, sexta-feira, tanto PSG e Lille como Lyon e Olympique de Marselha conhecerão seus adversários nas oitavas de finais dos dois torneios continentais. ESPN transmite ao vivo, às 9h de Brasília, o sorteio da Champions League, que será seguido pelo da Europa League, por volta das 10h.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 10 de novembro de 2010 Copas francesas | 19:51

Marselha, PSG e Montpellier classificados

Compartilhe: Twitter

Acabaram as quartas de finais da Copa da Liga Francesa. As semifinais terão Auxerre x Olympique de Marselha e Montpellier x PSG. O sorteio dos confrontos, que acontecem nos dias 18 e 19 de janeiro de 2011, aconteceu logo após o último jogo das quartas de finais, o do Vélodrome.

As quartas começaram ontem, terça-feira, com Auxerre 2 x 0 Saint-Etienne. E terminaram com três jogos hoje, quarta: Valenciennes 1 x 3 Paris Saint-Germain, Montpellier 2 x 1 Lille e Monaco 1 x 2 Olympique de Marselha.

monaco_marselha_cesar_azpilicueta_afp

Com um gol decisivo, o lateral-direito espanhol Cesar Azpilicueta comprovou a volta por cima depois de um começo irregular no OM (AFP)

O ASM até assustou o OM abrindo o placar em cobrança de pênalti convertida por Coutadeur, depois que o juiz viu intencionalidade de Brandão em colocar a mão na bola dentro da grande área (não consegui ver o lance). Mas com o gol de cabeça do ganês André Ayew, o empate voltou ao placar, ainda no primeiro tempo. E na segunda etapa, o Olympique cumpriria sua missão depois que Brandão (titular e atuante nos 90 minutos) aproveitou passe de Ayew e serviu Azpilicueta, o nome que teve estrela e marcou o gol da classificação.

O VAFC começou com tudo contra o PSG, animando sua torcida ao abrir o placar com três minutos de jogo, quando Dossevi chutou, a bola desviou em Camara e tirou Coupet do lance. Porém, tudo ficou igual de novo aos 9, quando o mesmo beque Camara se recuperou e cabeceou com estilo, aproveitando cruzamento levantado na área por Jallet, no cantinho de Penneteau.

A virada veio rápido, aos 26, quando le même Jallet aproveitou rebote de bola disputada no alto por Hoarau, avançou pela direita e chutou cruzado, no cantinho. “Precisado” do gol, o time da casa criou boas chances, teve bola na trave e fez o seguro Coupet suar bastante, mas o PSG mataria a parada quando Sessegnon fez brilhante jogada individual pelo meio e serviu Luyindula, que tocou com suave categoria entre dois marcadores para tirar do alcance de Penneteau.

A vitória do MHSC sobre o LOSC (que teve Túlio de Melo nos 45 minutos iniciais) se deveu sobretudo aos dois gols do atacante turco Hasan Salih Kabze (muito prazer!), apresentado enfim às redes nesta temporada: primeiro concluiu de cabeça cruzamento de Dernis e depois partiu para a jogada individual, “tabelando” com a perna do zagueiro (fraco) Chedjou, invadindo a área e tocando do lado de Landreau. Embora o gol de honra do Lille tenha sido admirável, pela arrancada do belga Hazard (substituto de Túlio) e o passe moleque do “problemático” Gervinho, deu Montpellier Herault mesmo.

kabze_rami_montpellier_lille_afp

Kabze, que não é tão jovem assim (28 anos), deixou o Lille do selecionável Adil Rami pelo caminho. Ele falou e a bola obedeceu (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 18 de agosto de 2010 Torneios europeus | 18:30

Quinta de Liga Europa

Compartilhe: Twitter

Paris Saint-Germain e Lille serão os franceses em ação pela fase de playoffs do torneio continental amanhã.

O Paris Saint-Germain vai receber o Maccabi Tel Aviv, de Israel, às 13h30 de Brasília. Dos jogadores que vêm atuando no time titular parisiense, os veteranos Grégory Coupet e Claude Makélélé serão poupados por Antoine Kombouaré para o clássico de domingo contra o Bordeaux, pelo Campeonato Francês. Dá para o PSG ganhar bem em casa.

A equipe israelense conta com um brasileiro, o zagueiro Nivaldo, que começou no futebol baiano, teve três passagens pelo Coritiba e jogou também no Saint Etienne e no Valladolid, da Espanha.

Já o Lille viajou para a a Romênia, onde encara o Vaslui às 14h de Brasília. Não terá uma peça importante, o zagueiro Adil Rami, da seleção francesa, machucado. Mas em compensação, o volante Yohan Cabaye, também selecionável, se recuperou e está à disposição de Rudi Garcia. Também é possível para o LOSC voltar de lá com vantagem, creio.

No time romeno, atuam dois brasileiros conhecidos: o zagueiro Gladstone, ex-Cruzeiro e Palmeiras, e o atacante Adailton, ex-Juventude e Bologna-ITA. O outro, o meia Wesley, foi revelado pela Ponte Preta mas fez a maior parte da carreira no exterior, sobretudo no futebol de Portugal.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

terça-feira, 27 de julho de 2010 Francês da 1ª divisão | 23:59

Aperitivo valendo taça

Compartilhe: Twitter

Ótima pedida para aquecer as baterias para o Campeonato Francês 2010/2011, que terá início no dia 7, acontece nesta quarta-feira: Olympique de Marselha x Paris Saint-Germain. E o que é melhor: é mais que um amistoso pré-temporada, pois há um troféu em disputa.

Campeão francês (OM, que levou também a Copa da Liga) e vencedor da Copa da França (PSG) disputam o Troféu dos Campeões em Radés, na Tunísia, que venceu outras concorrentes para sediar a decisão. O futebol francês volta ao continente africano, mas dessa vez promete fazer bonito dentro de campo. A bola rola a partir das 15h45 de Brasília, com transmissão ao vivo pelo SporTV.

psg treino nenê

Bem ambientado no PSG, Nenê foi relacionado para o jogo na Tunísia (AFP)

Do lado parisiense, o goleiro Grégory Coupet pode levar seu sexto troféu, o que seria um recorde. O PSG busca o tricampeonato (tem duas taças, 1995 e 1998) com time quase completo – só não terá o atacante Guillaume Hoarau, suspenso – e bom retrospecto nos últimos amistosos (três vitórias em quatro partidas). Por outro lado, o Olympique vai atrás de uma conquista inédita sem boa parte de sua força, como Mamadou Niang, Brandão, Gabriel Heinze e Stephane Mbia. Vamos ver quem começa a temporada francesa com a moral no alto do pódio…

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

terça-feira, 27 de abril de 2010 Francês da 1ª divisão, Torneios europeus | 18:35

Não tinha pinta que ia dar mesmo

Compartilhe: Twitter

Fim do sonho lionês na Liga dos Campeões da Europa. O Lyon até foi bastante longe, mas não teve time para superar o Bayern de Munique na semifinal. Jogou com medo na Alemanha, quando perdeu por 1 a 0. E não conseguiu os gols que precisava na França, quando perdeu por um sonoro 3 a 0.

Nesta terça, o ataque não funcionou, sendo pouquíssimo efetivo para quem tinha de vencer, tendo finalizado apenas metade das vezes do que o rival – e apenas um chute foi ao gol! Michel Bastos perdeu chance fatal na primeira etapa, e na segunda foi “castigado”, indo parar na lateral. Cris bobeou no segundo tempo, foi expulso, e o caminho ficou livre para o croata Ivica Olic se consagrar no Gerland. Agora, é correr para ficar entre os três primeiros do Campeonato Francês e voltar à Champions em setembro.

FICHA TÉCNICA – LYON-FRA 0 X 3 BAYERN DE MUNIQUE-ALE
Local: Estádio Gerland, em Lyon-FRA
Data: 27 de abril de 2010, terça-feira
Horário: 15h45 horas (Brasília)
Árbitro: Massimo Busacca (SUI)
Assistentes: Matthias Arnet (SUI) e Francesco Buragina (SUI)
Cartões amarelos: Gonalons e Cris (Lyon); Altintop (Bayern)
Cartão vermelho: Cris (Lyon)

GOLS: Olic (26′ do 1º tempo, 22′ do 2º tempo e 32′ do 2º tempo)

LYON: Lloris, Réveillère, Cris, Boumsong e Cissokho (Gomis); Makoun, Gonalons, Michel Bastos e Govou; Delgado (Pjanic) e Lisandro Lopez (Éderson). Técnico: Claude Puel.
BAYERN DE MUNIQUE: Butt, Lahm, Van Buyten (Demichelis), Badstuber e Contento; Van Bommel, Schweinsteiger (Alaba), Altintop e Robben (Klose); Müller e Olic. Técnico: Louis van Gaal.

Bayern se sentiu em casa, enquanto o Lyon só poderia sentir tristeza (AP)


Campeonato Francês
Nas duas partidas adiantadas da 35ª rodada, tivemos seis gols. Em Grenoble x Paris Saint-Germain, foram quatro. Alguém imaginaria que seriam todos para o lado do eterno lanterna da atual edição da Ligue 1? Pois é: Battles, Dieuze, Akrour e Ljuboja foram para as redes de Coupet, que não podia ter prato mais indigesto no seu retorno ao gol depois de cinco meses de ausência. Monaco e Le Mans ficaram no 1 a 1, gols de Maazou (sempre ele) e Dossevi. Nenê perdeu pênalti, defendido por Ovono. O melhor que PSG e Monaco têm a fazer é se concentrarem apenas na final de sábado da Copa da França, pois o Nacional para eles já era…

Dieuze, no chão, contribuiu para o dia inglório de Coupet no Stade des Alpes (AFP)

Didier Ovono impediu a festa do brasileiro Nenê - e do Príncipe Albert II, presente no Louis II (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última