Publicidade

Posts com a Tag Costa do Marfim

terça-feira, 10 de junho de 2014 Copa do Mundo | 19:22

Estrangeiros do futebol francês na Copa 2014

Compartilhe: Twitter
Antes mesmo de Falcao ser oficialmente cortado, os colombianos já tinham bolado a substituição perfeita, com um atacante cuja seleção não se classificou pra Copa...

Antes mesmo de Falcao ser oficialmente cortado, os colombianos já tinham bolado a substituição perfeita, com um atacante que também atua na França e cuja seleção não se classificou pra Copa…

Copa do Mundo não é torneio pra gente falar só de seleção francesa neste espaço, mas também de lembrar ao planeta bola os jogadores do Mundial que atuam no nosso querido futebol francês.

Lembrando que, dos 23 franceses convocados por Deschampsapenas 8 jogam atualmente no país. Quase o mesmo número de atletas que representam as seleções africanas de Camarões (7) e Costa do Marfim (6)!

Uma curiosidade: nos maiores campeões mundiais, Brasil e Itália, apenas o PSG cedeu destaques, três em cada. E o hoje bicampeão francês é o maior cessor de atletas para todas as 32 seleções, entre todos os clubes do país: 11, bem à frente do Monaco, o segundo nessa relação, com 4.

Bora lá (me baseei nesse link do bom site espanhol Futbol desde Francia, cruzando depois com os 23 confirmados da página da Fifa sobre a Copa):

Argélia: Carl Medjani (defensor do Valenciennes), Mehdi Mostefa (defensor do Ajaccio) e Aissa Mandi (defensor do Reims). Ryan Boudebouz (meia do Bastia) e Foued Kadir (meia do Stade Rennais) foram pré-selecionados, mas cortados.

ArgentinaSergio Romero (goleiro reserva do Monaco) e Ezequiel Lavezzi (atacante do Paris Saint Germain).

Bélgica: Divock Origi (lateral/ala do Lille).

Brasil: Thiago Silva (zagueiro capitão), David Luiz (zagueiro vindo agora do Chelsea) e Maxwell (lateral-esquerdo), todos do Paris Saint Germain.

Camarões: Nicolas Nkoulou (lateral do Olympique de Marseille), Henri Bedimo (lateral-esquerdo do Lyon); Jean Illes Makoun (volante do Rennes); Landry Nguemo (volante do Bordeaux); Edgar Salli (meia do Lens, recém-promovido da Ligue 2); Benjamin Moukandjo (meia-atacante do Nancy, da Ligue 2) e Vincent Aboubakar (atacante do Lorient). Guy Ndy Assembe, goleiro do Guingamp, e Jean-Armel Kana-Biyik, zagueiro do Rennes, ficaram fora.

Aboubakar foi um principais goleadores do último Campeonato Francês, empatado na vice-liderança do ranking geral com o também convocado Cavani, do Uruguai, ambos atrás do sueco Zlatan Ibrahimovic, lamentavelmente fora desta Copa.

Colômbia: David Ospina (goleiro do Nice); Ábel Aguilar (volante do Toulouse); James Rodríguez (meia do Monaco).

O goleador monegasco Radamel Falcao García foi pré-relacionado entre os 30, mas não se recuperou da cirurgia no joelho como torcíamos. Porém, o país conta com a habilidade de Rodríguez, maior assistente da última Ligue 1.

Costa do Marfim: Serge Aurier (lateral-direito do Toulouse); Benjamin Angoua (zagueiro do Valenciennes); Jean Daniel Akpa-Akpro (ala do Toulouse); Ismäel Diomande (meia do Saint Étienne); Salomon Kalou (meia do Lille) e Max-Alain Gradel (atacante do Saint Étienne). O lateral-direito Brice Dja Djedje, do Olympique de Marseille, e o volante Romaric (Bastia) não ficaram entre os 23.

Tem o único técnico francês de nascimento entre uma seleção estrangeira do Mundial: Sabri Lamouche, 42 anos, naturalizado tunisiano.

Croácia: Danijel Subasic (goleiro titular do Monaco).

Estados Unidos: Alejandro Bedoya (meia do Nantes).

Gana: Jonathan Mensah (zagueiro do Évian Thonon Gaillard); John Boye (zagueiro do Stade Rennais); Andre Ayew (atacante do Olympique de Marseille); Jordan Ayew (atacante do Sochaux) e Abdul Majeed Waris (atacante do Valenciennes) – que fez uma segunda metade de temporada muito boa na Ligue 1.

Andre é irmão mais velho de Jordan Ayew, ambos filhos do ex-atacante Abedi Pelé, que é o maior artilheiro da história da seleção mas, ironicamente, nunca disputou uma Copa do Mundo.

Itália: Salvatore Sirigu (goleiro titular); Thiago Motta (volante/meia); Marco Verratti (volante/meia), todos do Paris Saint Germain, e acima da média, principalmente os dois de linha.

México: Guillermo Ochoa (goleiro que disputou a última temporada pelo Ajaccio e está sem clube) – costuma pegar muito quando acossado;

Nigéria: Vincent Enyeama (goleiro titular do Lille). O meia Sunday Mba (CA Bastia, Ligue 2) foi pré-relacionado, mas acabou fora.

Enyeama fez uma excelente Ligue 1 2013/14 pelo LOSC, sendo um dos arqueiros menos vazados do campeonato francês.

Portugal: João Moutinho (volante/meia do Monaco).

Uruguai: Edinson Cavani (atacante do Paris Saint Germain) – craque!

-> Link para todos os convocados para a Copa 2014 do site do O Globo

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 27 de junho de 2011 Extracampo, Seleção francesa | 19:24

Mercado da bola III e da pauta I (+ Mundial sub 17)

Compartilhe: Twitter

– O Real Madrid foi buscar um jovem zagueiro em um rebaixado para a Ligue 2, vejam só. Raphaël Varane, de 18 anos, fez apenas 23 jogos pela Ligue 1 na fracassada campanha do Lens em 2010/2011, mas tirou a sorte grande. Contrato de 6 anos com os merengues em transação de aproximadamente 10 milhões de euros. Vamos ver se agrada José Mourinho e conquista seu espaço, sendo no Real ou num possível empréstimo a algum clube menor para ganhar experiência.

– O Lille venceu a disputa com o PSG (até fora de campo, poxa?) pelo atacante Dimitri Payet, do Saint-Etienne, que fez uma ótima primeira metade de temporada passada, quando chegou a ser artilheiro do Francês e convocado para a seleção. É o que informa o site da rádio francesa RMC. O ASSE pediu 12 milhões de euros, o LOSC ofereceu 10 mas, mesmo assim, o fator Liga dos Campeões da Europa na próxima temporada pesou a favor do atual campeão nacional.

Sidney Govou pode voltar ao futebol francês, depois de um ano de Panathinaikos, na Grécia. O ex-atacante dos tempos áureos do Lyon (fez parte de todos os sete títulos nacionais entre 2002 e 2008) está nos planos do Evian, recém promovido para a elite. Segundo o diretor-esportivo do clube, Pascal Dupraz, o acordo está 90% certo e Govou, que fará 32 anos no fim de julho, pode passar por exames médicos já amanhã ou na quarta-feira. É um nome de peso, mas será que ainda está motivado a dar o seu melhor, sobretudo numa equipe pequena?

– Primeiro axincalhado e agora valorizado no Palmeiras, sendo um dos artilheiros do Brasileirão, o meia-atacante Luan pode ter de retornar ao Toulouse. O técnico Alain Casanova planeja compor um jovem elenco com a presença do brasileiro. “Nosso grupo vai evoluir aos poucos. Tivemos duas aquisições e devemos contar com outras. O Luan ainda irá retornar em agosto”, afirmou o treinador em entrevista concedida nesta segunda-feira. E agora, Verdão?

perez-varane-real-madrid

Varane ao lado do presidente Florentino Perez na assinatura de contrato (Foto: Realmadrid.com)

***

Este terceiro post sobre o mercado da bola do verão europeu de 2011 abre espaço para eu falar, no “mercado da pauta”, de uma mudança pessoal que afetará a sequência deste blog. Estou mudando de emprego, trocando o iG Esporte por uma assessoria de imprensa, pois precisava de uma nova rotina depois de 4 anos nessa cansativa toada.

Continuarei tocando o Le Blog enquanto o iG permitir e houver tempo e disponibilidade para tanto. Durante o horário comercial será bem difícil postar, mas em noites e finais de semana vou tentar manter a página viva. Será mais fácil tuitar do que postar em alguns casos, portanto fiquem de olho no @obrunopessa lá no Twitter. Mesmo que eu me demore, não se sintam constrangidos a comentar sempre, onde e sobre o que quiserem, pois vosso feedback me é deveras útil!

Obrigado pela compreensão e allons-y!

Leia também:

>> Mercado II: Manager brasileiro para o PSG? Adieu, Fernando (II)
>> Mercado I: Quem sai, quem fica e quem para (I)

***

Saiu o rival francês nas oitavas de final do Mundial sub 17: será a Costa do Marfim, que terminou em segundo lugar no grupo liderado pelo Brasil (a Austrália também se classificou, em terceiro).

Não é preciso pesquisar muito para descobrir o principal destaque do selecionado africano: Souleymane Coulibaly marcou todos os 8 gols marfinenses nos três jogos disputados até aqui…

Então Raphael Calvet e companhia já sabem quem devem vigiar de perto. O duelo acontece nesta quinta-feira, dia 30, às 20h de Brasília, vamos ver se com ou sem TV ao vivo.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 4 de janeiro de 2011 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 16:42

Estrangeiros marcam mais que franceses no Francês

Compartilhe: Twitter

Um balanço da artilharia no primeiro turno da Ligue 1, novamente fazendo uso de dados de análise publicada no Trivela.com

A Ligue 1 tem sua artilharia dominada por jogadores estrangeiros. Até agora, 52,3% dos gols marcados foram feitos por “não-franceses”. Os africanos lideram com folga, com 28,7%. Os sul-americanos vêm muito atrás, com 12,6%. Os europeus aparecem em terceiro, com 7,6%. Quando se observa a nacionalidade dos goleadores estrangeiros do torneio, porém, a coisa muda de figura.

Os brasileiros dominam a “festa estrangeira” do Francesão: os nascidos aqui fizeram 29 gols (só Nenê fez quase a metade deles – 13). Apesar da liderança, o desempenho foi pior do que o da última temporada, quando os atletas daqui marcaram 40 gols. Em 2010/11, a concorrência se acirrou. Senegal e Costa do Marfim vêm logo a seguir com 20 gols cada um; Marrocos, com 17, também está bem neste páreo.

psg_marrocos_nene

Nenê, brasileiro mais efetivo até aqui no nacional, pedala na pré-temporada do PSG em Marrakech, no Marrocos

A renovação feita por Laurent Blanc na seleção francesa mexeu com outra estatística. Aumentou a participação dos jogadores dos Bleus nos gols marcados na Ligue 1: 14,3% contra 10% da temporada anterior. Curiosamente, os artilheiros em cobranças de falta (Vahirua e Payet) marcaram apenas dois gols desta forma. Machado (Toulouse) lidera o ranking dos que mais fizeram gols de pênalti: três.

Artilheiro da Ligue 1, Moussa Sow (nascido na França mas naturalizado senegalês, depois de ter sido um Petit Bleu) fez 14 gols até aqui, quebrando uma marca que durava sete anos. O atacante do Lille se mostrou completo: foram oito gols com a perna direita, três com a esquerda e outros três de cabeça. Nenê, do PSG, balançou as redes 13 vezes – 12 delas em chutes com a perna esquerda. Um dado interessante: o brasileiro fez quatro gols nos 15 minutos finais das partidas e só perde para o sul-coreano Park, do Monaco (cinco).

Veja como estão colocados os principais goleadores do Francês:

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 18 de novembro de 2010 Francês da 1ª divisão | 13:06

Em Polônia 3 x 1 Costa do Marfim, Lille 2!

Compartilhe: Twitter

Situação curiosa no amistoso entre as seleções de Polônia e Costa do Marfim, ontem. Nos 3 a 1 para o time europeu, que jogou em casa, dois jogadores do Lille marcaram gols, um para cada lado!

Gervinho empatou a partida para os marfinenses quando estava 1 a 0 para os anfitriões, mas Obraniak voltou a colocar os donos da casa em vantagem. Lewandowski, do Borussia Dortmund, fez o primeiro e o terceiro gols poloneses.

Assista aos vídeos com os gols dos “lilleanos”. Ambos contaram com um pouco de sorte, mas o do polonês foi bem mais difícil, não acha?

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 21 de junho de 2010 Copa do Mundo | 00:59

Elefantinhos esses da Côte D'Ivoire

Compartilhe: Twitter

Os Elefantes da Costa do Marfim não resistiram ao Brasil e correm sério risco de ser mais uma seleção africana eliminada precocemente da Copa no seu continente. Isso com ajuda da arbitragem e tudo, aliviando nas porradas para cima dos brasileiros. E o senhor juiz Stephane Lannoy é… francês! Que fase da França nesse Mundial… O blog só lamenta.

Felipe Melo Gervinho Brasil Costa do Marfim

Gervinho, que atua no francês Lille, entrou no segundo tempo, mas pouco fez (AP)

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 19 de junho de 2010 Copa do Mundo | 22:13

O blog torce para Costa do Marfim

Compartilhe: Twitter

Bruno Pessa é brasileiro e torce para que sua seleção de origem seja hexa na Copa 2010. Mas Le Blog du Foot é franco-brasileiro e, neste domingo, uma “nação irmã” da França vai enfrentar o time do Dunga.

A Costa do Marfim foi colonizada pelos franceses e tem no francês seu idioma oficial. Vários marfinenses jogam – como Gervinho e Koné – ou jogaram – como Drogba –  no futebol francês. Então existe uma afinidade, assim como há entre França e Argélia, por exemplo (vi na sexta que os argelinos representam o maior grupo imigrante vivendo no país da capital Paris).

Além do mais, a maioria dos brasileiros revanchistas querem que a França se f… desde 2006. Então, Costa do Marfim pode aprontar à vontade contra os pentacampeões mundiais que este blog não vai se irritar nem um pouquinho!

Autor: Tags: , , , , , , ,

sábado, 13 de fevereiro de 2010 Extracampo, Franceses no mundo | 16:43

As más notícias da semana

Compartilhe: Twitter

Antes que a semana se encerre, dois registros a se lamentar.

Primeiro, Gervinho, logo o marfinense do qual encho tanto a bola! Na quinta-feira, o atacante do Lille se acidentou com sua moto, colidindo com outro carro em Lille. Chegou a polícia francesa para conferir os documentos dele, e eis a revelação: a carteira de habilitação era falsa.

Gervinho reconheceu ter comprado o documento em Abidjan, na Costa do Marfim, mas não deixou de ser detido e ter que dar esclarecimentos. Felizmente, foi liberado, relacionado e escalado para o dérbi do norte francês entre Lille e Boulogne, neste sábado. Dentro de campo, precisa esquecer a decepção com sua seleção na Copa Africana de Nações e recuperar o faro de gol após um período de estagnação na artilharia. Fora dele, precisa usar um pouco mais a cabeça…

Não é novidade, mas é sempre repugnante

A capa do livro

A capa do livro

Segundo, Lilian Thuram. Nada contra o recordista de jogos pela França (142), de 38 anos, que nada fez de errado, muito pelo contrário. O que revolta no caso do ex-jogador é a forte acusação de que o racismo contamina a Itália, onde o ex-zagueiro e lateral atuou por dez anos. Não é possível que ele esteja exagerando; o que ganharia com isso?

“O racismo no futebol italiano é reflexo do racismo presente na sociedade”, disse Thuram, no lançamento do seu livro “Mes étoiles noires” (“Minhas estrelas negras”, em português). Ele fez referência a um cântico de torcedores da Juventus, cujo trecho é “um negro não pode ser italiano”. No livro, inclusive, Thuram fala das poucas referências de sucesso de cor negra que influenciaram a humanidade em suas épocas. Muito legal e surpreendente até para um ex-boleiro.

Não por acaso, foram justamente irracionais fãs da Vecchia Signora que ofenderam de forma racista, mais de uma vez, o atacante Mario Balotelli, da Inter de Milão, nos últimos confrontos entre as equipes – Balotelli ainda foi repreendido e multado por aplaudir ironicamente torcedores do Chievo que o insultaram numa partida recente!

A ignorância e crueldade inerentes a comportamentos racistas não combinam com um povo festivo e alegre como o italiano. Não combinam com nenhum povo, pra falar a verdade. Não fazem sentido no ser humano. Que triste.

Autor: Tags: , , , , ,