Publicidade

Posts com a Tag Copa 2010

terça-feira, 17 de agosto de 2010 Francês da 1ª divisão, Seleção francesa | 17:54

Gosto amargo dentro e fora de campo

Compartilhe: Twitter

Primeiro fora de campo, com o que aconteceu de manhã:

Nicolas Anelka, Franck Ribéry, Patrice Evra, Jérémy Toulalan e Éric Abidal foram convocados novamente. Mas não para a seleção francesa, como nos acostumamos a ver. Muito pior: tiveram que prestar esclarecimentos sobre aquela balbúrdia na Copa 2010, que incluiu o afastamento do atacante do Chelsea e o motim do elenco, que se recusou a treinar em solidariedade ao jogador, fazendo a França passar ainda mais vergonha – como se o futebol do time de Domenech fosse menos pior…

Anelka e Ribéry não compareceram à comissão de disciplina da FFF (Federação Francesa de Futebol), que ouviu seus três colegas além do ex-técnico Raymond Domenech e do ex-presidente da Federação, Jean-Pierre Escalettes. As sanções não foram pequenas: suspensão de 18 jogos na seleção para Anelka, 5 para Evra (então capitão da equipe), 3 para Ribéry e 1 para Toulalan, a valer a partir do próximo compromisso dos Bleus, no dia 3 de setembro*. Abidal foi “inocentado” e acabou sem punição.

zenit auxerre liga campeões anthony le tallec nicolas lombaerts

Zenit x Auxerre: de branco, o meia-atacante Anthony Le Tallec, reforço do AJA após três temporadas pelo Le Mans (AP)

Agora dentro das quatro linhas, com os ocorridos da tarde:

O Auxerre foi a São Petersburgo encarar o Zenit, na ida dos playoffs da Liga dos Campeões da Europa. E se deu mal, perdendo por 1 a 0, com gol levado logo aos 3 minutos de partida, após cabeçada de Kherzakov. Chegou a ter mais posse de bola e ação ofensiva no segundo tempo (veja os lances), mas volta da Rússia com o resultado negativo, precisando vencer em casa, na semana que vem, para se ver na elite da Champions.

No Zenit, o italiano Luciano Spaletti, ex-Roma, utilizou Malafeev; Anyukov, Lombaerts, Bruno Alves e Hobocan; Semak (Zhevnov), Denisov e Shirokov;  Lazovic (Huszti), Kerzhakov (Bukharov) e Danny. Jean Fernandez escalou o AJA com Sorin; Hengbart, Coulibaly, Mignot e Grichting; Oliech (Quercia), Pedretti, N’Dinga e Birsa (Contout); Le Tallec e Jelen.

E no duelo que encerrou a segunda rodada do Campeonato Francês, Montpellier e Monaco não saíram do zero a zero (que triste…), o que é sinal de que não podemos nos empolgar com nenhum deles por ora (parece que o brilho do Montpellier de 2009/2010 está agora com o Caen, vamos ver). Quem curtiu a parada foram Toulouse e o dito cujo Caen, líderes e únicos a ter 100% de aproveitamento até aqui na Ligue 1.

*No próximo dia 3, a França encara a Bielorrússia (também conhecida como Belarus) no início das Eliminatórias para a Eurocopa 2012. A convocação, que envolve este jogo e o contra a Bósnia, no dia 7, acontecerá no dia 26, quinta-feira.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 5 de agosto de 2010 Seleção francesa | 18:12

A primeira de Blanc. E o pobre Montpellier

Compartilhe: Twitter

 Habemus convocadus! Para o primeiro jogo da era Blanc, amistoso contra a Noruega, em Oslo, na quarta que vem, dia 11.Lembrando que já se sabia que nenhum jogador que foi à Copa 2010 seria chamado.

Gostei da relação, de ver Benzema de volta – o que mais jogou pelos Bleus do grupo, ao lado de Lass -, assim como Méxès, Nasri e Menez. “A vida particular de Karim não é da minha conta”, disse o técnico, sobre o processo a que responde o atacante do Real Madrid no “caso Zahia”. Foi bem também!

Foram sete novatos: Debuchy, Sakho, Trémoulinas, Cabaye, Matuidi, N’Zogbia et Ménez.

A lista tem:

Goleiros: Nicolas Douchez (Rennes) e Stephane Ruffier (Monaco);

Defensores: Aly Cissokho (Lyon), Mathieu Debuchy (Lille), Rod Fanni (Rennes), Philippe Méxès (Roma), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Benoit Trémoulinas (Bordeaux);

Meias: Yohan Cabaye (Lille), Lassana Diara (Real Madrid-ESP), Blaise Matuidi (Saint-Etienne), Yann M’Vila (Rennes), Samir Nasri (Arsenal), Charles N’Zogbia (Wigan-ING) e Moussa Sissoko (Toulouse);

Atacantes: Hatem Ben Arfa (Olympique de Marselha), Karim Benzema (Real Madrid-ESP), Jimmy Briand (Lyon), Guillaume Hoarau (PSG), Jeremy Ménez (Roma) e Loic Rémy (Nice).

montpellier gyor liga europa
Desolação do Montpellier: faltou o chão, se abaixaram no gramado… (AFP)


Liga Europa
Só porque eu disse aqui que David N’Gog, do Liverpool, poderia merecer uma chance nessa relação, ele voltou a balançar as redes, e justamente no dia da convocação. Ele e Gerrard marcaram nos 2 a 0 sobre o Rabotnicki, da Macedônia, placar repetido que classificou o time inglês na Liga Europa.

Nesta quinta-feira, aliás, pelo mesmo torneio continental, o Montpellier alcançou a proeza de ser eliminado em casa pelo húngaro Gyor (??), depois de derrota por 1 a 0 no tempo regulamentar e 4 a 3 nos pênaltis. Lamentável!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 23 de julho de 2010 Seleção francesa | 18:26

Punição coletiva

Compartilhe: Twitter

Quinta-feira, 5 de agosto, é a provável data do anúncio dos primeiros convocados da era Blanc nos Bleus – para o amistoso contra a Noruega, no dia 11, em Oslo. Uma certeza já está posta: nenhum dos 23 jogadores presentes na Copa 2010 estará nessa lista (são eles: Lloris, Mandanda, Carrasso, Sagna, Abidal, Gallas, Evra, Clichy, Squillaci, Planus, Reveillére, Toulalan, Diaby, Alou Diarra, Gourcuff, Malouda, Govou, Valbuena, Ribéry, Henry, Cissé, Anelka e Gignac).

Foi o próprio técnico que deixou claro essa espécie de punição coletiva pelos gestos de indisciplina e rebeldia dos atletas durante a tumultuada passagem francesa pela África do Sul. Bacana, até porque o começo de trabalho pós-Mundial sempre pede alguma renovação.

Mas o castigo/boicote vai durar até quando? Dá para prescindir de nomes que ainda podem render por alguns anos (e mais uma Copa) para a seleção? (Abidal, Evra, Gourcuff, Malouda, Ribéry…) Duvido.

Indiciados = afastados?
Vozes importantes na França se manifestaram contra a presença de Franck Ribéry e Karim Benzema na seleção, como a ministra de Esportes, Roselyne Bachelot, pelo fato de eles responderem judicialmente à acusação de envolvimento em prostituição de menor. Diz ela que o novo presidente interino da Federação Francesa de Futebol, Fernand Duchaussoy, pensa de modo semelhante.

Está posta a polêmica. Também acho que um jogador de seleção não pode se comportar como bem deseja, acima do bem e do mal, pelo respeito à instituição e ao país que representa. Mas sou contra radicalismos, como condenar desportivamente jogadores que ainda não podem ser considerados culpados no processo que respondem.

Então para mim o melhor seria esperar o caso ser concluído e, paralelamente, a FFF estabelecer, de forma clara e generalizada, que atletas de ficha criminal suja não podem representá-la mais – ela tem esse direito e a medida é coerente, creio. Aí qualquer um que seja condenado será carta fora do baralho e ponto final.

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 15 de julho de 2010 Seleção francesa | 14:47

Desabamento no ranking

Compartilhe: Twitter

Eliminatórias europeias apenas razoáveis + amistosos fracos + Copa 2010 sofrível = a França despenca no ranking da Fifa deste mês de julho, pós Mundial. Entre as 20 primeiras seleções, foi a que mais caiu, 12 posições, indo do 9º ao 21º lugar. Mais um motivo para os Bleus desejarem se reerguer e acumular vitórias o quanto antes, pois estão atrás de Egito, Croácia, Rússia (que nem foram à última Copa), Chile, Grécia, Suíça, Eslovênia (!) e Austrália (!!).

Tudo bem que esse ranking não é a mais fiel representação das relações de força no futebol mundial, afinal até uma Copa do Mundo tem o fator sorte ajudando e prejudicando seleções na composição dos grupos e cruzamentos até a final. Mas ficar muito abaixo em ranking não é bom para a autoestima (auto-estima?) de ninguém, até mesmo para nós, meros palpiteiros-pseudo-analistas participantes de bolões!

Confira o ranking da Fifa:

1. Espanha – 1883 pontos
2. Holanda – 1659
3. Brasil – 1536
4. Alemanha – 1464
5. Argentina – 1289
6. Uruguai – 1152
7. Inglaterra – 1125
8. Portugal – 1062
9. Egito – 1053
10. Chile – 988
11. Itália – 982
12. Grécia – 975
13. Estados Unidos – 969
13. Sérvia – 969
15. Croácia – 968
16. Paraguai – 961
17. Rússia – 956
18. Suíça – 940
19. Eslovênia – 917
20. Austrália – 911
21. França890
22. Noruega – 878
23. Gana – 874
24. México – 872
25. Ucrânia – 870

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 2 de julho de 2010 Copa do Mundo | 23:25

Bravo Gyan

Compartilhe: Twitter

Artilheiro do Rennes no último Campeonato Francês, Asamoah Gyan foi o maior personagem de Gana na doída eliminação pelo Uruguai nas quartas de finais da Copa 2010, nessa sexta.

Estava em seu pé direito a vaga nas semifinais quando bateu pênalti no último lance da prorrogação. Mas colocou um pouco de força a mais do que o necessário, e a Jabulani explodiu no travessão e se afastou do gol.

Na decisão por pênaltis, para lá de tensa, Gyan teve culhões e não se ausentou de sua cobrança. Foi lá e meteu no ângulo de Muslera. Mas sua Gana acabou derrotada, e o atacante saiu muito desconsolado de campo. Talvez até mais do que os colegas, pela chance de ouro que desperdiçou.

Porém, pela braveza de não se esconder nos momentos decisivos, merece o aplauso deste blog. E pela bela Copa que fez, pode estar perto de realizar seu sonho de jogar o Campeonato Inglês. Vamos ver até quando o Stade Rennais o segura…

asamoah-gyan-gana

Só perde quem está lá. E quando o erro vem por centímetros, o que falar?

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 25 de junho de 2010 Copa do Mundo | 22:43

Para quem o blog vai torcer?

Compartilhe: Twitter

Copa 2010 nas oitavas de finais e o Le Blog du Foot precisa de alguém para torcer, diante do fiasco de França, Argélia e Costa do Marfim no Mundial. Vamos ver as oitavas e dar uma analisada, na ótica do futebol francês:

Uruguai x Coreia do Sul
Dois jogadores do Monaco se enfrentam: o meia Diego Perez,  na Celeste, e o atacante Chu-Yong Park, entre os asiáticos. Me simpatizo mais com o sul-coreano, embora ache o time sul-americano melhor.

Estados Unidos x Gana
Carlos Bocanegra, zagueiro norte-americano, joga no Rennes. Mas do lado ganês, temos seu colega de clube Asamoah Gyan, que já marcou duas vezes nesta Copa, e o jovem atacante André “Dede” Ayew, do recém-promovido Arles-Avignon. Vamos com os africanos então, única esperança do continente na competição.

Argentina x México
O zagueiro/lateral Gabriel Heinze, do campeão francês Olympique de Marselha, já marcou gol nesta Copa. Como do lado mexicano não há “franceses” e a seleção da Concacaf venceu a França neste Mundial, bamos con Argentina.

Alemanha x Inglaterra
Difícil aqui, pois em ambos os lados todos os convocados atuam nas respectivas ligas dos paises! E são dois membros da LIBMEIGE : Liga dos Blogs Menores do iG Esporte (risos). Como a amizade com Mário Monteiro é maior, Rogério Andrade que me perdoe, mas “Allez-manhá”!

Paraguai x Japão
Nenhum paraguaio no futebol francês. Mas o meia Daisuke Matsui atua no rebaixado Grenoble e fez uma boa partida contra a Dinamarca. Nippon!

Holanda x Eslováquia
Complicado, mesma situação de ALE x ING. Mas a Laranja é bem mais empolgante, tem jogadores de habilidade do meio para a frente… Então aqui é Nederlanda.

Brasil x Chile
Michel Bastos, meia do Lyon que é lateral com Dunga, aumenta a torcida pelo pentacampeão do mundo (mas tem que jogar mais, porque tem potencial para isso).

Espanha x Portugal
O zagueiro Ricardo Costa atua no Lille. Vamos com os irmãox da terrrinha!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 24 de junho de 2010 Copa do Mundo | 13:07

E os finalistas de 2006 se abraçam

Compartilhe: Twitter

Itália eliminada da Copa 2010 na primeira fase, assim como a França, sem conseguir vencer na África do Sul. Os finalistas do último Mundial dividem a dor da frustração antecipada.

Diminui um pouquinho a vergonha francesa, agora que uma potência da bola é outra “credenciada” ao posto de grande decepção da Copa. Como o mundo dá voltas em quatro anos!

Autor: Tags: , ,

Copa do Mundo, Seleção francesa | 01:22

Maradona = Henry = Luís Fabiano

Compartilhe: Twitter

Uma das coisas que mais se ouviu da imprensa depois da eliminação da França na Copa 2010, além de se dizer que foi justa pela decepcionante campanha que fez na África do Sul (adjetivos com os quais concordo), foi que se tratava de um punição merecida para quem “não merecia estar no Mundial” por causa da classificação “roubada” contra Irlanda por causa do gol irregular via mão de Henry.

Alto lá! Não se chega a uma Copa do Mundo só por causa de um lance ilegal. Primeiro, os Bleus ficaram em segundo lugar em sua chave nas eliminatórias europeias pelo futebol dentro de campo. Alcançaram a repescagem, assim como a Irlanda, por merecimento.

Segundo, é preciso lembrar que, quando Gallas marcou aquele gol que não deveria ter sido validado, o jogo estava 1 a 0 para a Irlanda, na prorrogação. Como a partida de ida, em Dublin, foi 1 a 0 para a França, a decisão se encaminhava para as penalidades máximas. Ou seja, nada estava decidido se o juiz da ocasião, o sueco Martin Hansson, não tivesse falhado feio. A Irlanda não estava se classificando, nem a França – ou alguém é favorito na disputa por pênaltis? A vitória tanto poderia ser verde quanto azul. Então, que ninguém se assegure que os franceses não mereceram estar na Copa da Jabulani, pois se trata de uma meia verdade.

Meia verdade é argumentar também que Hansson roubou a Irlanda. Foi um erro de arbitragem até que se prove o contrário. Ou foi demonstrado que o sueco estava mal intencionado? O que se sabe é que foi um erro crasso, como outros tantos que todos nós lembramos da nossa memória futebolística.

E outra: se vale o julgamento que os franceses foram sujos e antiéticos porque se valeram de uma “trapaça” na regra legalizada pela arbitragem, então Maradona (e os argentinos) e Luís Fabiano (e os brasileiros) também foram sujos e antiéticos, os primeiros em 1986 (“La Mano de Diós”) e os segundos no último domingo (“A Mão Santa”, contra a Costa do Marfim.

Nenhum francês chegou ao juiz depois do gol de Gallas para dizer: “anule, foi ilegal”, como sugeriu a revolta do resto mundo na época. Só que nenhum argentino fez isso na última Copa do México. E todos vimos que o Fabuloso negou para o árbitro que tenha usado o braço no segundo gol dele contra os marfinenses, mentindo sem se sentir mal por isso – muitos até riram disso, bem longe de lembrar que o brasileiro poderia ter confessado a infração.

Aos brasileiros que pensaram: “que sacanagem aquela do Henry, deveriam ter dito a verdade ao juiz”, vejam: enquete aqui do iG perguntou, depois de Brasil 3 x 1 Costa do Marfim, se Luís Fabiano deveria ter confessado ou não ao árbitro francês a irregularidade do seu gol. O que apontaram 69% dos internautas votantes? “Não”. 31% escolheram “Sim”. Na imprensa brasileira, vi quem dissesse: “Ah, não se comparam as situações de Henry e Fabiano, as circunstâncias são bem diferentes…”. Como se a ética tivesse um valor na fase de classificação e outro no mata-mata!

Se o brasileiro acha normal enganar o juiz para sair com vantagem marcando um gol ilegal, e azar do árbitro se ele não viu, que não condene o argentino, o francês e qualquer outro estrangeiro que pense ou aja igual. Um peso, uma medida!

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 22 de junho de 2010 Copa do Mundo, Seleção francesa | 23:37

Não acabou na África

Compartilhe: Twitter

Patrice Evra disse que vai expor, nos próximos dias, revelações que ajudarão a explicar o desastre da França na Copa 2010. Leia o que escrevi a respeito no iG, e fique à vontade para comentar abaixo. O que vem mais por aí?

Autor: Tags: , ,

Copa do Mundo, Seleção francesa | 12:58

França 1 x 2 África do Sul: para esquecer

Compartilhe: Twitter

O time titular entrou bastante modificado, assim como os Bafana. Clichy, Squillaci, Gourcuff, Cissé e Alou Diarra vieram como titulares, com este herdando a braçadeira de capitão de Evra, no banco. Henry seguia reserva, vendo Gignac e Djibril no ataque.

Mas uma das raras coisas que deram certo para os Bleus nesta Copa 2010 foi o hino, a sempre bela Marselhesa. Nos primeiros minutos, a França teve mais posse de bola e volume de jogo ofensivo, até a falha fatal de Lloris, errando o tempo de bola na saída em escanteio, que resultou em gol de cabeça de Khumalo, vencendo, pelo alto, o também alto Diaby.

Até aí, jogo perdido, mas reversível. Porém, Gourcuff, decepção total nesta Copa, fez o favor de subir com um sul-africano com o cotovelo na cara dele, que desabou no gramado. Expulso o camisa 8, a tarefa francesa começou a beirar o impossível.

Para piorar – sim, tinha como piorar! -, o azar francês apareceu em ataque da África do Sul, aproveitando-se do dia infeliz de Diaby, que ao rebater um cruzamento na área deu de presente para Masilela. O camisa 3 cruzou na pequena área, Mphela chegou mais firme que Clichy e, na força física, fez 2 a 0. Vendo o replay da jogada, constata-se como a zaga francesa se movimentou em função da bola e descuidou da marcação: erro primário! 

gourcuff domenech frança africa do sul

Gourcuff passa por Domenech: o meia só repetiu Kaká na expulsão besta

Antes do apito final, Gallas perdeu boa chance de descontar, não conseguindo desviar, cara a cara com o goleiro, perigoso cruzamento na área africana. Raymond Domenech colocou Malouda no lugar de Gignac para recompor o meio de campo, na volta do intervalo.

Chegando aos 10 minutos, Henry finalmente teve a chance de jogar, na vaga de Cissé. O problema é que a África do Sul seguia motivada, pois, com o Uruguai batendo o México, ela precisava de mais dois gols para seguir viva na Copa. No entanto, uma jogada enfim teve final feliz para os Bleus: Sagna e Diaby tabelaram no meio, o lateral avançou, meteu boa bola para Ribéry e, na área e de cara para Josephs, o camisa 7 cruzou para Malouda só empurrar para as redes, com o gol vazio. Ufa, não vamos sair do Mundial repetindo o vexame de 2002, com gols pró zero!

Aos 36, Domenech colocou o queridinho Govou no lugar de Diarra, tentando pôr o time mais pra frente. Henry e Ribéry demonstraram fôlego e vontade nos minutos finais, mas pouco perigo criaram. Acabou a Copa 2010 para a França, e é melhor ir para casa mesmo e recomeçar do zero quando Blanc chegar. Chega de “causar” na África, pois o título de maior decepção do Mundial ninguém deve tirar dos Bleus…

> Leia o relato completo de França 1 x 2 África do Sul

> Veja a galeria de imagens da partida em Bloemfontein

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última