Publicidade

Posts com a Tag Copa 2006

quarta-feira, 11 de maio de 2016 Copa do Mundo, Ex-jogadores, Seleção francesa | 13:42

Planeta Bola: Os brasileiros chamados Zidane

Compartilhe: Twitter

Publiquei hoje no blog Planeta Bola, também do iG, sobre a curiosa aderência do nome Zidane a brasileiros nascidos depois que o craque francês foi um dos principais responsáveis pela eliminação da seleção nacional em duas Copas do Mundo.

Para ler o post, CLIQUE AQUI.

(lembrando que, desde outubro de 2015, como postei aqui, passei a abastecer o Planeta Bola, deixando este blog sem posts originais)

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 Ex-jogadores, Franceses no mundo | 19:12

Merci, Thierry Henry!

Compartilhe: Twitter

“Foi uma viagem incrível”, disse Thierry Henry no último dia 16, terça-feira, ao declarar a aposentadoria do futebol profissional aos 37 anos.

É claro que o atacante não se refere apenas aos cinco anos passados nos Estados Unidos, sua última caminhada na carreira iniciada no Principado mais famoso da Europa, há duas décadas.

Começando a carreira, à la Ruud Gullit (Thierry revelou que a preferência pela camisa 12 na seleção vem da admiração por outro holandês, Van Basten)

Começando a carreira, à la Ruud Gullit (Thierry revelou que a preferência pela camisa 12 na seleção vem da admiração por outro holandês, Van Basten)

Foram muitas conquistas e tantos, tantos gols na trajetória que incluiu Monaco, Juventus, Arsenal, Barcelona e New York Red Bulls, em cinco países diferentes. Com o cume no clube inglês, onde o camisa 14 se tornou o maior artilheiro da agremiação (quase 230 gols) e ganhou até estátua, em 2011.

Carreira vencedora e recordista também na seleção: foi do sub 16 aos Espoirs, galgando os degraus da base, até chegar aos Bleus em 1997. Até 2010, somou 123 partidas (só perde para Lilian Thuram, 142) e 51 gols: goleador-mor da história da França como seleção. Esteve nos dois feitos máximos do país no maior dos torneios que há, como meio titular/meio reserva na Copa de 1998 (o artilheiro daquele time) e titular na de 2006, quando foi “o carrasco” brasileiro da vez (artilheiro francês ao lado de Zidane).

Até pra dar um tapa pro gol o nêgo tinha estilo!

Até pra dar um tapa pro gol o nêgo tinha estilo!

Nos fiascos dos Mundiais de 2002 (expulso no segundo jogo) e 2010 foi titular também, tendo contribuído de forma bem peculiar, naquela repescagem contra a Irlanda em 2009, para que a equipe de Domenech fosse à África do Sul no ano seguinte. Enfim, é o jogador que mais Copas disputou com os Bleus, 4. Como ainda tem um título europeu (2000) e uma Copa das Confederações (2003), dá pra dizer que a passagem, no geral, foi positiva de fato.

França x Irlanda, 2009: A versão francesa da mão de Deus de Maradona-1986...

França x Irlanda, 2009: A versão francesa da mão de Deus de Maradona-1986…

Agora será comentarista da TV inglesa Sky Sports, mas vamos torcer para que apareça numas peladas de vez em quando, como esses jogos entre amigos que acabam sendo transmitidos pra preencher lacunas de programação televisiva em dias xoxos que todo ano tem. Porque aí vamos poder matar um pouco da saudade do craque, finalizador de classe e elegância que tanto aplaudimos (e tentamos imitar sem sucesso) nos últimos anos.

Merci Henry!

No final da carreira, com a camisa do NY Red Bulls, pela liga estadunidense, a MLS

No final da carreira, com a camisa do NY Red Bulls, pela liga estadunidense, a MLS

-> 14 momentos inesquecíveis (como golaços épicos) do 14 do Arsenal: leia no site Trivela

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 25 de junho de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 20:02

França e Equador ficam no zero: classificação em primeiro!

Compartilhe: Twitter
Terceira combinação de uniforme diferente da França: hoje toda de branco, contra Suíça de branco-azul-branco, e contra Honduras de azul-azul e vermelho, de cima para baixo (Le Monde)

Terceira combinação de uniforme diferente da França: hoje toda de branco, contra Suíça de branco-azul-branco, e contra Honduras de azul-azul-vermelho, de cima para baixo (Le Monde)

Não deu para repetir a façanha da Copa de 1998, com 100% de aproveitamento na fase de grupos, mas a invencibilidade foi mantida hoje no Rio de Janeiro e, o que é mais importante, o posto de líder do Grupo E para o próximo desafio nesta Copa 2014. Pelas oitavas de finais, o adversário a ser batido é a Nigéria, segunda colocada do Grupo F, na segunda-feira, dia 30, às 13h, em Brasília. À Suíça, que se classificou atrás dos Bleus, cabe a tarefa inglória de encarar a Argentina, na terça-feira, 13h, em São Paulo.

-> Principal jogador francês na Copa, Karim Benzema não canta o hino nacional em protesto contra a xenofobia

Benzema, que havia marcado 9 vezes nas últimas 8 partidas pela França, passou em branco pela primeira vez no torneio, mantendo-se com 24 gols com a camisa francesa – é o 9º maior artilheiro bleu, dois gols atrás de Wiltord, que atuou de 1999 a 2006 e foi vice-campeão mundial na última Copa disputada na Alemanha. O duelo do 10 gaulês contra Enner Valencia, goleador equatoriano, prometia ser bom, porém não estavam calibrados nesta quarta-feira – tanto que o melhor em campo, segundo o Man of The Match, foi o arqueiro Domínguez…

O jogo
Com Cabaye suspenso e a classificação 99% assegurada antes do apito inicial, Deschamps optou por poupar alguns titulares, como Debuchy, Varane, Evra e Valbuena. O primeiro tempo foi mais pegado do que bem jogado, com poucas chances claras de gols, algumas trombadas e até uma cotovelada de Sakho, que ainda bem que o árbitro não viu…

Os jogadores deixaram o gramado para o intervalo sob vaias dos brasileiros no Maracanã, que teve mais de 73 mil pessoas de público! Os franceses estavam tranquilos, e os equatorianos apreensivos, pois com o empate e a vitória da Suíça por 2 a 0 sobre Honduras, era preciso vencer para seguir no Mundial.

-> Em família: belas esposas e namoradas dos atletas franceses posam para foto no Maraca

O segundo tempo começou muito bom para os Bleus. Logo no primeiro minuto, Sagna apareceu bem, perto da linha de fundo, cruzou rasteira e Griezmann desviou rumo ao gol. Domínguez defendeu no reflexo e a bola tocou a trave! Dois minutos depois, Digne tentou desarmar Antonio Valencia no carrinho, e o meia-atacante sul-americano deixou as travas da chuteira na perna do lateral do PSG: vermelho pra ele!

A partida ganhava em emoção, pois o Equador não esmorecia, mesmo com um a menos, pela necessidade premente do gol, consequentemente dando mais espaço para a França contra-atacar com perigo. Com 15 minutos, Deschamps colocou Varane, para poupar Sakho, com dor na coxa esquerda, e dar ritmo de jogo ao zagueiro do Real Madrid.

-> A ESPN do Brasil deslocou o competente comentarista Leonardo Bertozzi para acompanhar a França na Copa. Para acompanhá-lo, seu Twitter é @lbertozzi

Outro que teve mais uma chance foi Giroud, aos 21, substituindo o motor do time, Matuidi – fez muito bem Didier em dar uma descansada nele! O Equador foi cansando, se arriscando e dando mais posse de bola aos franceses, enquanto a Suíça ampliava pra 3 a 0 sua vitória… Aos 28, Sissoko levantou na medida para Pogba, mas o cabeceio do volante da Juventus saiu torto, que chance desperdiçada!

Cinco minutos depois, a última troca de DD, permitindo a Rémy estrear na Copa com a saída de Griezmann. Valente, o adversário não desistia de atacar e preocupar, ao passo que Les Bleus também não abdicavam do jogo, apesar de errar e se lamentar muito na frente – Pogba era um dos que mereciam o gol. E assim foi até o final, na segunda vez em que as seleções se enfrentaram – na primeira, houve vitória francesa por 2 a 0 em amistoso disputado em 2008.

Que venham os nigerianos! Lembrando que, todas as vezes em que foi além da primeira fase, nossa seleção chegou pelo menos às semifinais (58, 82, 86, 98 e 06)!!

Ficha técnica francesa: Lloris; Sagna, Koscielny, Sakho (Varane), Digne; Pogba, Matuidi (Giroud), Sissoko e Schneiderlin; Griezmann (Rémy) e Benzema. Técnico: Deschamps

No twitter @obrunopessa, com a hashtag #leblogdufoot, tem mais informações e comentários meus sobre a França e a Copa ;)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 18 de junho de 2014 Copa do Mundo | 18:55

França busca gol 100 em Copas contra Suíça

Compartilhe: Twitter
A prancheta com as escalações de França x Suíça pela Copa 2006

A prancheta com as escalações de França x Suíça pela Copa 2006

Com os três marcados na estreia da Copa 2014 contra Honduras, Les Bleus chegaram a 99 tentos em Mundiais. Mas atingir o centésimo contra os suíços não será fácil, pois a defesa do país polidiomático costuma ser uma das menos vazadas desde a Copa de 2006.

-> Sabia que a primeira Copa realizada na França foi em 1938? Veja como foi!

No histórico de jogos entre as seleções vizinhas, a vantagem é francesa, então vamos torcer para ela aumentar.

Lembrando que a seleção francesa teve a honra de marcar o primeiro gol da primeira Copa do Mundo. Lucien Laurent abriu o placar na vitória por 4 a 1 sobre o México, em 1930.

Para o jogo desta sexta em Porto Alegre, às 16 horas, Cabaye é o único titular com desconforto físico, pelo que foi noticiado, mas deve jogar.

Compartilho mais notícias e comentários da França (e da Copa, e do mundo, e da vida…) no Twitter do que aqui, por questões de disponibilidade, agilidade e adequação. Meu perfil lá é @obrunopessa e a hashtag do blog é #leblogdufoot ;)

FALTAM 2 DIAS PARA O SEGUNDO JOGO FRANCÊS, CONTRA A SUÍÇA! ALLEZ!!

Autor: Tags: , , , , , , ,

quinta-feira, 12 de junho de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 23:04

Retrospecto francês contra os adversários na 1a fase

Compartilhe: Twitter
Tabela com os gols marcados pelas maiores artilheiras em todos os Mundiais

Tabela com os gols marcados pelas maiores artilheiras em todos os Mundiais

A França está a quatro gols da marca do centésimo em sua trajetória nas Copas do Mundo (conforme tabela acima, antes de considerar os gols brasileiros na estreia de hoje). Participou de 13 das 19 edições até aqui. A campeã do mundo em 1998 repetiu o feito de chegar a uma final em 2006, mas decepcionou feio ao se despedir nas primeiras fases em 2002, quando vinha como defensora do título, e 2010, a primeira Copa da Era Le Blog du Foot.

É a primeira vez que enfrentará Honduras, seu adversário na estreia, no domingo. O país centro-americano ainda busca sua primeira vitória num Mundial (3 empates e 3 derrotas). Apesar do retrospecto mais vitorioso, os Bleus não ganham em uma Copa desde a derrota imposta a Portugal (1 a 0) na semifinal de 2006. Empatou a final com a Itália, no tempo regulamentar, e nos três jogos na África do Sul foram duas derrotas, um empate e apenas um mísero gol marcado.

Apesar de teoricamente mais frágil do que suíços e equatorianos, o time hondurenho foi visto de perto por um espião francês nos testes antes de vir ao Brasil.

Contra a Suíça, pelo contrário, já existe uma história de 36 duelos de 1905 a 2006, com 15 vitórias francesas, 12 suíças e 9 empates. O último foi na Copa da Alemanha, um zero a zero na fase de grupos – um placar com a cara do estilo de jogo que os suíços têm implantado nos últimos anos. Agora novamente pelo torneio mais importante do mundo, dia 20.

França e Equador se encontraram apenas uma vez antes do jogo que acontecerá dia 25. Foi um amistoso em Grenoble, em maio de 2008, com triunfo dos donos da casa por 2 a 0.

No twitter @obrunopessa, com a hashtag #leblogdufoot, tem mais informações e comentários meus sobre a França e a Copa

-> FALTAM 3 DIAS PARA A ESTREIA FRANCESA NA COPA 2014!! <-

Autor: Tags: , , , , , , , ,

segunda-feira, 26 de maio de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 14:06

Sobre eleitos e preteridos pra Copa 2014

Compartilhe: Twitter

Atualizado depois dos cortes de Mandanda, Ribéry e Grenier

A bacana montagem colocada pelo amigo Filipe Papini de capa do grupo Ligue 1 Brasil no Facebook (No alto: Lloris,Ruffier, Landreau, Debuchy, Sagna, Koscielny, Sakho, Evra, Varane, Digne, Mavuba e Pogba; abaixo, Cabaye, Mangala,Matuidi, Sissoko, Schneiderlin, Valbuena, Cabella, Giroud, Rémy, Benzema, Griezmann e Deschamps)

A bacana montagem colocada pelo amigo Filipe Papini de capa do grupo Ligue 1 Brasil no Facebook (No alto: Lloris,
Ruffier, Landreau, Debuchy, Sagna, Koscielny, Sakho, Evra, Varane, Digne, Mavuba e Pogba; abaixo, Cabaye, Mangala,
Matuidi, Sissoko, Schneiderlin, Valbuena, Cabella, Giroud, Rémy, Benzema, Griezmann e Deschamps)

Enquanto a seleção já trabalha em Clairefontaine visando a Copa (amanhã faz o primeiro amistoso preparatório, contra a Noruega), vamos falar de convocados e ausentes. A lista do treinador Deschamps manteve a coerência, pilar que normalmente os técnicos consideram muito nessas situações, para ter mais controle do grupo e “fechá-lo” em torno do objetivo comum, como se diz no meio boleirístico.

O anúncio dos chamados confirmou esperadas ausências, como a do meia Nasri, do Manchester City, talentoso porém indisciplinado (e pouco útil para os Bleus, como lembrou o amigo Eduardo Madeira Jr). E tudo que Didier Deschamps quer é evitar a indisciplina que tanto fez mal ao grupo francês em 2010.

-> Caras pra gente ficar de olho: Franck Ribéry e Blaise Matuidi

Poderia ter levado os atacantes Lacazette, do Lyon, e Gignac, do Marseille, no lugar de nomes como Rémy e Griezmann, mas quem escolhe é ele. O lateral-direito Clichy, o volante Capoue e o meia Gourcuff provavelmente alimentavam alguma esperança de serem lembrados, mas nada. Até achei que o lateral-esquerdo e ultimamente zagueiro Abidal, atualmente no Monaco, poderia figurar, porém “foi aposentado” da seleção, com homenagem justa, “diga-se de passagem” (NETO, Craque).

Na contabilidade dos clubes que mais cederam atletas pra DD, a prova de que a maior parte dos destaques franceses estão fora da França: 16 nomes “estrangeiros”, 14 locais (considerando 23 + 7 suplentes). As agremiações que mais cederam convocados foram PSG, Arsenal (Inglaterra) e Newcastle (Inglaterra), o que revela a expressividade da Premier League como abrigo de importantes jogadores bleus.

-> Futbox: Veja dados e uniformes das seleções na história das Copas

A ausência de Abidal faz de Ribéry (31 anos) o mais longevo do grupo em termos de Copas: é o único que esteve nas de 2006 (era pré-Le Blog du Foot) e 2010 (quando já existíamos!). Lloris (o atual capitão), Sagna, Evra (33 anos) e Valbuena foram ao Mundial da África do Sul, enquanto que o vovô do elenco Landreau (35 anos) esteve na campanha do vice na Alemanha.

Portanto, Deschamps renovou bastante em relação há quatro anos, pois 16 dos seus 23 iniciais (com Mandanda, que iria para a segunda Copa) debutam no principal torneio da Fifa. Que eles tenham tranquilidade para não tremer caso tenham de mostrar serviço!

 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 19 de maio de 2014 Ex-jogadores, Extracampo | 19:24

Zidane ataca de novo em comercial para Copa; assista!

Compartilhe: Twitter

Abri 2014 neste blog postando um vídeo de propaganda da Visa para a Copa, com Zidane como um dos carrascos brasileiros históricos.

Abaixo, uma nova peça da campanha, agora explorando a rivalidade França x Itália com Zizou e Cannavaro. Ambos os garotos-propaganda da empresa de crediário participaram dos dois últimos duelos entre as seleções em Mundiais.

A campanha do título francês em casa em 1998 teve vitória sobre a Itália nos pênaltis, nas quartas de finais. Em 2006, veio o troco em grande estilo da Azzurra, na decisão, também nas penalidades.

Veja o vídeo com Zidane em apuros numa cantina cheia de italianos:

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 14 de janeiro de 2014 Extracampo | 13:57

Le Blog é Cultura: Exposição “Futebol Arte” no interior de SP

Compartilhe: Twitter
Brasil 0 x 1 França, Copa de 2006, por Jonne Roriz

Brasil 0 x 1 França, Copa de 2006, por Jonne Roriz

Até 4 de fevereiro, o Shopping Iguatemi Campinas abriga a mostra “Futebol Arte”, promovida pelo Festival de Fotografia Hercule Florence.

42 fotografias de profissionais premiados, em torneios de seleções que vão da Copa de 1994 à Copa das Confederações do ano passado, retratam lances geniais e cenas inesquecíveis que marcaram a história futebolística.

(é possível visualizar e baixar 17 dessas imagens por esse link).

A entrada é gratuita, fica a dica!

Serviço
Exposição “Futebol Arte”
Quando: de 9 de janeiro a 4 de fevereiro
Onde: foyer do Teatro Brasil Kirin, localizado no terceiro piso do Shopping Center Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina, Campinas, SP)
Horários: de segunda a sábado das 10h às 22h e aos domingos, das 12h às 20h
www.iguatemicampinas.com.br  

 

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014 Ex-jogadores, Extracampo | 20:09

Comercial com Zidane brinca com “carrascos” brasileiros; assista

Compartilhe: Twitter

Já devem ter visto essa propaganda da Visa na TV, mas como aparece um ilustre futebolista francês e estamos adentrando um ano de Copa, ainda mais no Brasil, vale a referência. A empresa de crediário é uma das patrocinadoras oficiais do Mundial de 2014 da Fifa.

No vídeo, Paolo Rossi, o principal personagem da derrota brasileira para a Itália na Copa de 82, é atendido por um barbeiro no Brasil que, assim que identifica o nome do cliente por meio do cartão de crédito, rememora o triste episódio da “tragédia do Sarriá”, mas nem por isso deixa de ser cordial com o ex-jogador.

Em seguida, entra Zinedine Zidane, que protagonizou as vitórias francesas na decisão da Copa de 98 e nas quartas de finais do Mundial de 2006, desta vez com Thierry Henry. Eis o comercial:

Feliz Ano de Copa no Brasil, e Allez les Bleus!

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 18 de outubro de 2012 Ex-jogadores | 13:54

Zidane, estátua em Paris, técnico na França?

Compartilhe: Twitter

Recentemente, Zinedine Zidane apareceu na mídia de vários países por conta de um episódio do passado, de vários anos, e de uma possibilidade de profissão no futuro, a alguns anos. O fato vivido é a icônica cabeçada no peito de Marco Materazzi, que muitos lembram como a principal cena da final da Copa de 2006, até porque não houve um gol da vitória no tempo regulamentar – poderiam recordar-se também, com a mesma insistência, da milimétrica cavadinha no penal batido a sangue frio por Zizou que abriu o placar na Alemanha, de ter infartado a maioria dos torcedores franceses naquele momento…

O lance que levou à expulsão do 10 francês virou estátua de bronze em frente ao museu de arte moderna Centre Pompidou, na capital. A escultura, de 5 metros de altura, foi obra de Adel Abdessemed, argelino assim como os avós do ex-craque. Como o museu promove uma retrospectiva do trabalho do artista até janeiro, os felizardos que puderem passar por lá nos próximos meses provavelmente verão o monumento in loco…

A perspectiva de cargo revela um plano de treinar um time de futebol, e, por que não, a seleção francesa. “Quero recuperar a adrenalina de estar à beira do campo”, declarou Zidane, deixando clara a ideia de virar treinador, bem como alguma frustração com a vida de dirigente. Se serve de empurrão, o ácido José Mourinho, técnico do Real Madrid onde Zizou atua como diretor esportivo, já disse que o ex-jogador abandonou o barco para se dedicar à futura carreira. Mas oficialmente ele segue por lá.

Caso seja mesmo a vontade do maestro, que possa se preparar adequadamente e tenha tempo pra evoluir na função, pois seu status de ídolo nacional pode atrapalhá-lo, pela pressão e expectativa exageradas que devem recair sobre ele logo de cara. Eu particularmente penso que ele deve começar num clube menor e depois “ir subindo” se demonstrar competência, em vez de cair numa seleção logo de cara, à la Dunga. E vc, o que acha??

– Quer receber notícias e opiniões sobre futebol francês no seu Twitter, interagindo comigo? Me segue lá!
– Quer ficar por dentro do futebol francês e debater com outros antenados e interessados no Facebook? Peça para entrar na comunidade Ligue 1 Brasil (Já são mais de 70 membros!)

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última