Publicidade

Posts com a Tag Clichy

segunda-feira, 26 de maio de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 14:06

Sobre eleitos e preteridos pra Copa 2014

Compartilhe: Twitter

Atualizado depois dos cortes de Mandanda, Ribéry e Grenier

A bacana montagem colocada pelo amigo Filipe Papini de capa do grupo Ligue 1 Brasil no Facebook (No alto: Lloris,Ruffier, Landreau, Debuchy, Sagna, Koscielny, Sakho, Evra, Varane, Digne, Mavuba e Pogba; abaixo, Cabaye, Mangala,Matuidi, Sissoko, Schneiderlin, Valbuena, Cabella, Giroud, Rémy, Benzema, Griezmann e Deschamps)

A bacana montagem colocada pelo amigo Filipe Papini de capa do grupo Ligue 1 Brasil no Facebook (No alto: Lloris,
Ruffier, Landreau, Debuchy, Sagna, Koscielny, Sakho, Evra, Varane, Digne, Mavuba e Pogba; abaixo, Cabaye, Mangala,
Matuidi, Sissoko, Schneiderlin, Valbuena, Cabella, Giroud, Rémy, Benzema, Griezmann e Deschamps)

Enquanto a seleção já trabalha em Clairefontaine visando a Copa (amanhã faz o primeiro amistoso preparatório, contra a Noruega), vamos falar de convocados e ausentes. A lista do treinador Deschamps manteve a coerência, pilar que normalmente os técnicos consideram muito nessas situações, para ter mais controle do grupo e “fechá-lo” em torno do objetivo comum, como se diz no meio boleirístico.

O anúncio dos chamados confirmou esperadas ausências, como a do meia Nasri, do Manchester City, talentoso porém indisciplinado (e pouco útil para os Bleus, como lembrou o amigo Eduardo Madeira Jr). E tudo que Didier Deschamps quer é evitar a indisciplina que tanto fez mal ao grupo francês em 2010.

-> Caras pra gente ficar de olho: Franck Ribéry e Blaise Matuidi

Poderia ter levado os atacantes Lacazette, do Lyon, e Gignac, do Marseille, no lugar de nomes como Rémy e Griezmann, mas quem escolhe é ele. O lateral-direito Clichy, o volante Capoue e o meia Gourcuff provavelmente alimentavam alguma esperança de serem lembrados, mas nada. Até achei que o lateral-esquerdo e ultimamente zagueiro Abidal, atualmente no Monaco, poderia figurar, porém “foi aposentado” da seleção, com homenagem justa, “diga-se de passagem” (NETO, Craque).

Na contabilidade dos clubes que mais cederam atletas pra DD, a prova de que a maior parte dos destaques franceses estão fora da França: 16 nomes “estrangeiros”, 14 locais (considerando 23 + 7 suplentes). As agremiações que mais cederam convocados foram PSG, Arsenal (Inglaterra) e Newcastle (Inglaterra), o que revela a expressividade da Premier League como abrigo de importantes jogadores bleus.

-> Futbox: Veja dados e uniformes das seleções na história das Copas

A ausência de Abidal faz de Ribéry (31 anos) o mais longevo do grupo em termos de Copas: é o único que esteve nas de 2006 (era pré-Le Blog du Foot) e 2010 (quando já existíamos!). Lloris (o atual capitão), Sagna, Evra (33 anos) e Valbuena foram ao Mundial da África do Sul, enquanto que o vovô do elenco Landreau (35 anos) esteve na campanha do vice na Alemanha.

Portanto, Deschamps renovou bastante em relação há quatro anos, pois 16 dos seus 23 iniciais (com Mandanda, que iria para a segunda Copa) debutam no principal torneio da Fifa. Que eles tenham tranquilidade para não tremer caso tenham de mostrar serviço!

 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 9 de novembro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 16:06

Tá chegando a repescagem pra Copa! Veja quem DD convocou

Compartilhe: Twitter

Já é no dia 15 a partida de ida contra a Ucrânia, em Kiev. A volta acontece dia 19, no Stade de France. Defenderão a seleção francesa, chamados por Didier Deschamps:

GOLEIROS : Mickaël Landreau (Bastia), Hugo Lloris (Tottenham), Steve Mandanda (Marseille).

DEFENSORES : Eric Abidal (Monaco), Gaël Clichy (Manchester City), Mathieu Debuchy (Newcastle), Patrice Evra (Manchester United), Laurent Koscielny (Arsenal), Bacary Sagna (Arsenal), Mamadou Sakho (Liverpool), Raphaël Varane (Real)

MEIO-CAMPO : Blaise Matuidi (PSG), Paul Pogba (Juventus), Moussa Sissoko (Newcastle), Clément Grenier (Lyon), Samir Nasri (Manchester City), Yohan Cabaye (Newcastle), Rio Mavuba (Lille)

ATACANTES : Karim Benzema (Real Madrid), Olivier Giroud (Arsenal), Dimitri Payet (Marseille), Franck Ribéry (Bayern München), Mathieu Valbuena (Marseille), Loïc Rémy (Newcastle)

Home page do site da Federação Francesa estapa imagem de gol bleu contra a Ucrânia na Euro 2012,<br /><p class=para entrar no clima” width=”614″ height=”150″ class=”size-large wp-image-11973″ /> Home page do site da Federação Francesa estapa imagem de gol bleu contra a Ucrânia na Euro 2012, para entrar no clima

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 23 de março de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 12:51

Melhor que França 3 x 1 Geórgia foi Espanha 1 x 1 Finlândia nas Eliminatórias

Compartilhe: Twitter

Ontem, Didier Deschamps titularizou Lloris (capitão); Jallet, Varane, Sakho e Clichy; Matuidi, Pogba, Valbuena e Ribéry; Benzema e Giroud.

Os gols franceses foram de: Giroud, no fim do primeiro, escorando falta levantada na grande área de cabeça, Valbuena, no início do segundo, finalizando com categoria e agilidade após passe de Ribéry, e do próprio Ribéry, devolvendo a gentileza depois de receber lindo lançamento de Valbuena e se desvencilhar do marcador dentro da área (assista-os NESTE VÍDEO).

Benzema, alvo de ultranacionalistas dias atrás por admitir não cantar o hino francês, voltou a decepcionar, ratificando a má fase.

Lance a lance do jogo no Stade de France: http://www.lequipe.fr/Football/match/238668

Nesta terça-feira, os Bleus voltam a Saint-Denis para reencontrar a Espanha, depois do 1 a 1 em Madri em outubro de 2012, na única partida do dia programada para o Grupo I da chave europeia.

Como ontem, em Gijón, a campeã mundial e bi europeia não conseguiu bater a Finlândia, chega pro duelo decisivo fora de casa dois pontos atrás dos franceses, agora líderes isoladamente da chave:

França – 10 pontos e 4 jogos
Espanha – 8p, 4j
Geórgia – 4p, 4j
Belarus – 3p, 4j
Finlândia – 2p, 2j

O que já rolou, jogos e classificação do grupo I das eliminatórias europeias pra Copa 2014: http://www.uefa.com/worldcup/season=2014/standings/round=2000294/group=2001664/index.html

Próximas partidas
7/6: fin x bel
11/6: bel x fin
6/9: fin x esp, geo x FRA

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

sábado, 13 de outubro de 2012 Seleção francesa | 12:05

França esbarra no velho problema da eficiência e perde amistoso pro Japão

Compartilhe: Twitter

Os onze que começaram o jogo. Se Deschamps poupou Ribéry para terça OK, porque o jogador do Bayern não pode ficar fora dessa foto em partidas decisivas (fff.fr)

Se ontem em Saint-Denis o maior objetivo era testar a equipe e corrigir os erros, uma deficiência já conhecida voltou a aparecer: os Bleus criam bastante, às vezes até mais que o adversário, mas não aproveitam e acabam saindo sem a vitória. Tudo bem que a motivação num amistoso é diferente, que Ribéry só entrou nos minutos finais, poupado que foi, mas a lição de que o aproveitamento precisa melhorar está posta. Jogaram Lloris (cap); Débuchy (Jallet), Koscielny, Sakho e Clichy; Capoue (Gonalons), Sissoko, Matuidi (Chantôme); Ménez (Ribéry), Benzema (Valbuena) e Giroud. (Assista aos melhores momentos).

Assim foi com o 1 a 0 para o Japão (gol de Shinji Kagawa, talvez o melhor jogador japonês da atualidade, aos 43 minutos do segundo tempo), primeira vitória do país asiático sobre os franceses na história dos confrontos. “Le Japon par ippon”, resumiu com eficácia a manchete no site da France Football. Mano Menezes esteve na plateia, afinal o Brasil encara os japoneses na terça-feira.

Acertar o pé logo passa a ser primordial (sobretudo Benzema, por ser a referência no ataque e amargar uma seca ruim para todo o time), até porque já na terça-feira o jogo é pra valer e o rival é de altíssimo nível: Espanha, que ontem não tomou conhecimento da Bielorrússia fora de casa (4 a 0) e se igualou à França na liderança do grupo nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, com seis pontos em dois jogos disputados por cada seleção.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 19 de junho de 2012 Eurocopa, Seleção francesa | 17:39

França perde da Suécia mas avança na Euro 2012!

Compartilhe: Twitter

Atualizado às 21h03

Quando o líder do grupo enfrenta o lanterna, já eliminado, você espera um favoritismo que tem tudo para terminar em vitória. Mas essa Euro tem mostrado que não há barbadas (exceção feita quando uma Espanha encara uma Irlanda…), e mesmo sem muita motivação os suecos conseguiram aplicar 2 a 0, em Kiev, mandando a invencibilidade de 23 partidas para o saco. Menos mal que os Bleus não precisavam dos pontos de hoje para seguir adiante na competição…

O time titular teve Lloris; Debuchy, Rami, Mexès, Clichy; M’Vila, Diarra, Ribéry, Nasri e Ben Arfa; Benzema. Menez, mesmo tendo marcado na vitória sobre a Ucrânia, voltou para o banco, aonde permanecia Malouda, titular contra a Inglaterra na estreia.

Nos primeiros minutos, um susto causado por Mexes, que permitiu a Toivonen ficar cara a cara com Lloris e driblar o goleiro. Por muita sorte, a finalização foi na trave! A Suécia seguia mais solta, criando mais perigo que a França, se aproveitando de certa fragilidade da defesa gaulesa e pouca ousadia na frente.

Felizmente, o jogo deu uma esfriada no decorrer da primeira etapa, e terminou sem gols, da mesma forma que Inglaterra x Ucrânia, combinação que mantinha a França na frente dos ingleses na classificação da chave.

Ben Arfa foi mais um a ser testado no rodízio pelo lado direito do ataque francês (fff.fr)

O risco de se administrar esse empate era ficar na dependência de um resultado favorável no outro jogo, e logo esse panorama mudou. Rooney abriu o placar para os ingleses na sua primeira partida no torneio, o que colocava a França em segundo na classificação, inevitavelmente no caminho da Espanha nas quartas. Era um sinal pros Bleus acordarem, ainda mais depois que Ibrahimovic deixou as coisas ainda mais difíceis com um belo gol que tirou o marcador do zero em Kiev aos 8 da etapa complementar…

O prejuízo fez a França acordar, acelerar o jogo e começar a criar boas chances. Malouda teve nova chance, entrando no lugar de Ben Arfa. Posteriormente, Menez veio para a vaga de Nasri, mas o arqueiro Isaksson continuava impedindo o empate francês. A última cartada de Laurent Blanc foi colocar Giroud, artilheiro da última Ligue 1, ampliando a ofensiva com a saída do volante M’vila.

Quando parecia que a igualdade era questão de tempo, o castigo: Larsson ampliou aos 45, decretando a derrota francesa. Por sorte, a Ucrânia nada somou contra a Inglaterra mas, por azar, tem Espanha no caminho dos Bleus… Será que dá para vencer?

> Assista aos gols e leia mais sobre o jogo
> Veja galeria de imagens da partida

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 11 de agosto de 2011 Seleção francesa | 10:56

França 1 x 1 Chile: Não ganhou, mas merecia

Compartilhe: Twitter

Embora o empate em Montpellier não tenha sido o resultado esperado, a França foi melhor e poderia perfeitamente ter vencido o Chile. Em se tratanto de amistoso, o que mais vale são testes e observações. Como o time foi bom, valeu. E não podemos desprezar que é a 11ª partida consecutiva sem derrota.

No Stade la Mosson, Laurent Blanc colocou para jogar Lloris; Sagna (Reveillere), Kaboul, Abidal (capitão) e Clichy; M’vila, Nasri (Cabaye) e Martin (Matuidi); Rémy, Malouda (Ménez) e Benzema (Gameiro).
 
Os Bleus começaram na frente, quando, aos 19 minutos, servido em profundidade pela esquerda, Benzema invadiu a área chilena, esperou e cruzou certeiro para a cabeçada também infalível de Rémy.

remy-vidal-frança-chile-afp

Loïc Rémy em lance com Arturo Vidal: o atacante do Olympique de Marselha vai se firmando perante o comandante Blanc (AFP)

Com bom desempenho dos homens do meio para frente, os donos da casa seguiram perto de ampliar o marcador. Um segundo gol até veio, quando Gameiro venceu Bravo aos 28 do segundo tempo, mas acabou anulado de forma duvidosa (pelo que li. Ainda não vi o lance…).

Poucos minutos depois, veio o castigo francês quando Cordova conseguiu acertar um chute indefensável para Lloris. Gameiro ainda teria outra chance, mas por questão de centímetros a bola não entrou.

Tudo bem, bola pra frente. Agora é se preparar para os dois compromissos que valem pontos pelas Eliminatórias da Euro 2012, no início de setembro: Albânia, dia 2, e Romênia, dia 6, ambos fora de casa.


>> Sub 20: Nas quartas
Não foi fácil mas, com um gol de Griezmann aos 30 minutos do segundo tempo, a França despachou o Equador ontem de noite e se garantiu nas quartas de finais do Mundial sub 20. Agora, encara a Nigéria no domingo, dia 14. Se for às semifinais, pega Portugal ou Argentina. Allez, Bleuets!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 9 de agosto de 2011 Extracampo, Seleção francesa | 14:16

Evra fora de França x Chile + Giuly na Ligue 2

Compartilhe: Twitter

Com dores no joelho, Patrice Evra foi cortado e deu lugar a Gael Clichy, que deve ser reserva de Eric Abidal em Montpellier.

O Esporte Interativo anuncia transmissão do amistoso ao vivo, às 16h desta quarta-feira. O SporTV anuncia apenas um VT 24h depois, às 16h de quinta.

**

Ex-PSG, Ludovic Giuly está oficialmente transferido para o Monaco, onde teve uma longa primeira passagem, que incluiu o vice-campeonato europeu em 2003/2004. Terá motivação, nessa altura da carreira, para conduzir o clube de volta à elite francesa?

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 17 de março de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 13:07

Evra e Ribéry, bem-vindos de volta

Compartilhe: Twitter

Creio que Laurent Blanc acerta ao trazer os experientes jogadores novamente para a seleção francesa, mesmo contrariando ministros, presidentes ou qualquer autoridade que seja. Eles já cumpriram a punição que foi dada aos rebeldes da Copa 2010, ficaram um tempo ausentes e, como Raymond Domenech e sua comissão representam um passado que convém esquecer, vamos priorizar o futuro e a necessidade de chegar com um time forte para brigar pelo título europeu em 2012, d’accord?

Aliás, sem poder contar com o rodado Abidal na lateral-esquerda, por conta de tratamento de doença, vem muito a calhar para Blanc o retorno de Evra. E quanto a Ribéry, ele não está machucado (que bênção!), voltou a jogar com qualidade e parece ser o nome ideal para chamar a responsabilidade do meio para a frente, diante dos tímidos Malouda e Benzema, do candidato-a-protagonista-que-continua-figurante Gourcuff e do ainda novato Nasri.

Os convocados para defender a França contra Luxemburgo pelas Eliminatórias da Eurocopa, em 25 de março, e contra Croácia em amistoso no dia 29, são:

Goleiros: Lloris (Lyon), Mandanda (Olympique de Marselha), Carrasso (Bordeaux)

Defensores: Rami (Lille), Mexès (Roma-ITA), Sagna (Arsenal-ING), Sakho (PSG), Clichy (Arsenal-ING), Evra (Machester United-ING), Koscielny (Arsenal-ING), Reveillére (Lyon)

Meias: M’Vila (Rennes), Alou Diarra (Bordeaux), Malouda (Chelsea-ING), Gourcuff (Lyon), Nasri (Arsenal-ING), Diaby (Arsenal-ING), Menez (Roma-ITA), Ribéry (Bayern de Munique-ALE)

Atacantes: Benzema (Real Madrid-ESP), Hoarau (PSG), Gameiro (Lorient), Rémy (Olympique de Marselha)

Concorda comigo? Não? Opine!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 3 de março de 2011 Franceses no mundo | 21:04

Sobre o faro para fazer gols. Ou não

Compartilhe: Twitter

Embora volta e meia guarde um gol aqui ou ali com destacada habilidade, como fez hoje no seu primeiro contra o Málaga, Karim Benzema tem como diferencial não o talento para marcar, mas sim o faro de gol, virtude maior dos centroavantes.

benzema_reuters

Benzê deu uma de bailarino hoje no Santiago Bernabéu (Reuters)

A fase do atacante do Real Madrid e da seleção francesa, nos últimos tempos, lhe dá motivo para comemorar. Nesta temporada, foram 15 gols com a camisa merengue em 36 partidas (somando Espanhol, Copa do Rei e Liga dos Campeões), das quais ele foi titular em apenas 21, é bom que se ressalte – se tirarmos os jogos do nacional, quando ele foi reserva em 12 dos 23 jogos, BenzeBut fica com 10 gols em 13 partidas. Pela França, são três gols nos últimos quatro jogos, dois deles contra potências como Inglaterra e Brasil. Ao todo, soma 12 gols em 33 jogos*.

Por outro lado…

clichy_reuters

Um tirambaço contra o Leyton, pela Copa da Inglaterra, foi o 2º gol de Clichy nos Gunners (Reuters)

… a lateral-esquerda parece ser uma posição carente em termos de faro de gols no caso dos gauleses. E olha que falo de nomes do atual grupo dos Bleus: Eric Abidal e Gael Clichy. Em seus clubes, ambos penaram para sentir o sabor do but em partidas oficiais.

Sobre Abidal eu postei aqui, quando ele “renasceu” ao conseguir anotar o primeiro tento com a camisa do Barcelona depois de mais de 120 jogos e 3,5 anos pelo clube espanhol. Clichy, não muito diferente do colega de seleção, alcançou ontem apenas seu segundo gol pelo Arsenal, depois de mais de 250 jogos e oito anos no currículo do time inglês.

Pela função que executam, é de se esperar que sejam eficientes na cobertura da defesa e nos passes no ataque. Gols, é um pouco demais…

*No último dia 22, o Real disponibilizou lista com todos os gols marcados por Karim profissionalmente, até aquela data, o que deve agradar aos fãs do Lyon, neste link.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 20:53

Franceses importantes nas oitavas da Liga

Compartilhe: Twitter

Os times não jogaram ainda, mas os jogadores gauleses já fizeram a diferença (para o bem e para o mal) no início dos mata-matas da Liga dos Campeões da Europa. Nesta quarta, tivemos:

Arsenal 2 x 1 Barcelona

Jogo de duas histórias diferentes em Londres. Na primeira metade, Abidal levou a melhor sobre Koscielny, Clichy e Nasri, como revelam os lances mais agudos dos três, em um espaço de quatro minutos. O lateral-esquerdo do Barça foi muito bem ao cortar um cruzamento perigosíssimo de Fàbregas aos 24 minutos.

Aos 26, o lateral-esquerdo do Arsenal deu condição legal para Villa receber passe de Messi e procurou consolo num olhar para o assistente que não o retribuiu, porque não havia impedimento. Na sequência da jogada, foi aberto o placar no Emirates Stadium. Um minuto depois, um nervoso Nasri levou amarelo e discutiu com o árbitro Nicola Razzoli.

Os 45 minutos finais tiveram outras cenas e desfechos. Koscielny foi muito bem ao desarmar Pedro quando o espanhol invadia a entrada, cara a cara com o goleiro do Arsenal cujo nome improvável não preciso escrever aqui, né?

A virada dos Gunners teve direta participação francesa: Clichy começou a jogada do empate de Van Persie e Nasri assistiu o belo arremate de Arshavin, decretando o 2 a 1.

arsenal_barcelona_ap

O lance do 1 a 0: Clichy reclamou, Koscielny não alcançou e Nasri assistiu de longe (AP)

wenger_reu

Arsène Wenger foi um dos franceses vitoriosos no triunfo mais do que especial sobre o Barça (Reuters)

Roma 2 x 3 Shakhtar Donetsk

Mexès e Ménez foram titulares no time italiano, que, no primeiro tempo, fez feio diante da ofensiva brasileira na equipe ucraniana. Na etapa complementar, o prejuízo romanista foi diminuído graças ao atacante francês, quando, aos 16 minutos, ele arrancou pelo meio, se livrou de um agarrão adversário e chutou colocado, com a lateral do pé, no ângulo: que golaço!

menez_roma_afp

Um lindo gol pode começar assim, como se viu no Estádio Olímpico (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última