Publicidade

Posts com a Tag Chalmé

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013 Brasileiros na França, Extracampo, Francês da 1ª divisão, Franceses no mundo | 18:06

Principais transferências desta janela de início de 2013

Compartilhe: Twitter

Desculpe a demora, mas só agora consegui relacionar todos os principais negócios envolvendo clubes e jogadores franceses de dezembro de 2012 até 31 de janeiro último (o deadline day, que registrou várias confirmações de últimas horas). Se esqueci ou errei alguém, favor me lembrar nos comentários:

PSG
Chegaram: Beckham (meia inglês, do Los Angeles Galaxy-EUA), Lucas (meia brasileiro, do São Paulo-BRA).
Saíram: Nenê (meia brasileiro, para o Al Gharafa-Catar), Lugano (zagueiro uruguaio, para o Málaga-ESP), Hoarau (atacante francês, para o Dalian Aerbin-China), Luyindula (meia franco-congolês, para o Red Bulls-EUA), Rabiot (volante francês, para o Toulouse), Mohamed Sissoko (volante francês, para a Fiorentina-ITA), Bodmer (volante francês, para o Saint-Etienne).

Lyon
Saíram: Michel Bastos (meia brasileiro, Schalke-ALE), Monzón (lateral-esquerdo argentino, para o Fluminense-BRA).

Olympique de Marseille
Chegaram: Kadir (meia franco-argelino, do Valenciennes), Romao (volante togolês, do Lorient).
Saíram: Rémy (atacante francês, para o Queen’s Park Rangers-ING), Raspentino (meia francês, para o Brest).

Bordeaux
Chegaram: Rolan (meia uruguaio, Defensor Sporting-URU).
Saíram: Chalmé (zagueiro francês, para o Ajaccio), Gouffran (atacante francês, para o Newcastle-ING), Jussiê (meia brasileiro, para o Al-Wasl-EAU).

Saint-Etienne
Chegaram: Bodmer (volante francês, do PSG) e Mollo (meia francês, do Nancy).

Rennes
Chegaram: Alou Diarra (volante francês, do West Ham-ING) e Mensah (zagueiro ganês).
Saíram: M’vila (volante francês, para o Rubin Kazan-RUS) e Doumbia (meia malinês, para o Wolverhampton).

Lille
Saíram: Debuchy (lateral direito francês, para o Newcastle-ING), Landreau (goleiro francês, do Lille).

Nenhum reforço pra Ligue 1 da última janela se comparou a David Beckham (com o manager Leonardo e o presidente Al-Khelaifi) em termos de holofotes. Que não seja apenas marketing o que ele trará ao PSG!

Montpellier
Saíram: Yanga-Mbiwa (zagueiro francês, para o Newcastle-ING), Tinhan (volante francês, para o Arles).

Toulouse
Chegaram: Rabiot (volante francês, do PSG), Ben Basat
Saíram: Moussa Sissoko (volante francês, para o Newcastle-ING).

Valenciennes
Saíram: Gil (zagueiro brasileiro, para o Corinthians-BRA), Kadir (meia franco-argelino, para o Marseille).

Lorient
Saíram: Romao (volante togolês, para o Marseille).

Bastia
Chegaram: Inkoom (lateral-direito ganês, Dnipro-UCR), Landreau (goleiro, Lille)

Brest
Chegaram: Raspentino (meia francês, do Marseille).

Evian
Chegaram: Betão (zagueiro brasileiro, do Dínamo de Kiev-UCR), Ninkovic (meia sérvio, do Dínamo de Kiev-UCR).

Ajaccio
Chegaram: Oliech (atacante queniano, do Auxerre).

Nancy
Saíram: Helder (zagueiro brasileiro, para o Internacional-BRA), André Luiz (zagueiro brasileiro, sem clube), Haidara (zagueiro francês, para o Newcastle-ING).

*Franceses em outras praças*
Nicolas Anelka deixou o Shanghai Shenhua, da China, rumo novamente a um grande centro e clube do futebol mundial: contrato de 6 meses com a Juventus, da Itália, com opção de renovação por um ano de acordo com seu rendimento. Tem bola pra render ainda, aos 33 anos?

E aí, o que vc destacaria entre o que rolou nessa janela?? Comente à vontade!

– Quer ver todos os negócios fechados entre os 20 clubes da Ligue 1? Acesse a seção Transferts do site da LFP;
– Quer receber notícias e opiniões sobre futebol francês no seu Twitter, interagindo comigo? Me segue lá!
– Quer ficar por dentro do futebol francês e debater com outros antenados e interessados no Facebook? Peça para entrar na comunidade Ligue 1 Brasil (São mais de 90 membros!)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 30 de março de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 20:24

Na ida deu Lyon. E com uma sobra

Compartilhe: Twitter

Lisandro López não perdoa, mata. Mas o Bordeaux ainda não morreu (Reuters)

“Quem não faz, toma”. Não sou eu que digo, mas o futebol vem ensinando isso desde que se passou a se assistir futebol com frequência. O Bordeaux poderia ter tido sorte melhor na ida das quartas da Liga dos Campeões da Europa se tivesse aproveitado as chances de gols que pararam no goleiro Lloris e na trave (lindo arremate de Wendell) quando o Lyon vencia por 2 a 1. Não aproveitou e ainda levou o terceiro, de castigo. Agora precisa de 2 a 0 em casa. Difícil, mas alcançável.

Não consegui ver boa parte do jogo no Gerland porque estava vindo para a redação do iG. O começo foi quente, com Lisandro López (por baixo, no oportunismo) e Marouane Chamakh (por cima, após bela jogada de Gourcuff) marcando um para cada lado com 15 minutos de partida. Aos 32, Michel Bastos acertaria um potente chute de esquerda e colocaria os donos da casa à frente no Gerland no fim do primeiro tempo.

A etapa complementar obrigou os visitantes a adotar maior volúpia ofensiva, que refletiu na posse de bola total nos 90 minutos (55% Bordeaux, 45% Lyon). Os números finais do jogo mostrariam certo equilíbrio e uma postura comportada dos jogadores, pois apenas dois cartões amarelos foram distribuídos.

Mas o placar nada teria de equilibrado, pois faltando pouco mais de 15 minutos para o fim, Lisandro chutou e a bola encontrou o braço esticado de Chalmé. Rigor demais do juiz alemão, que apontou pênalti? O argentino do OL nada tem com isso e marcou seu sétimo gol na Champions (foram quatro na repescagem contra o Anderlecht, que não contam para efeito de artilharia), aproximando os lioneses de uma sonhada e inédita semifinal. 

FICHA TÉCNICA – LYON 3 x 1 BORDEAUX

Local: Estádio Gerland, Lyon (França)
Data: 30 de março de 2010, terça-feira
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Felix Brych (Alemanha)
Assistentes: Thorsten Schiffner (Alemanha) e Mark Borsch (Alemanha)
Cartões Amarelos: Govou e Lisandro López (Lyon)
Gols: LYON: Lisandro López, aos 10 minutos do primeiro tempo e 32 do segundo tempo, e Michel Bastos, aos 32 minutos do primeiro tempo
BORDEAUX: Chamakh, aos 14 minutos do primeiro tempo

LYON: Lloris; Réveillère, Cris, Bodmer e Cissokho; Makoun, Toulalan, Pjanic (Kallstrom), Michel Bastos (Govou) e Delgado (Gonalons); Lisandro López. Técnico: Claude Puel

BORDEAUX: Carrasso; Chalmé (Henrique), Ciani, Sane e Trémoulinas; Fernando, Plasil, Gourcuff, Gouffran (Bellion) e Wendel (Jussiê); Chamakh. Técnico: Laurent Blanc


* Bayern de Munique 2 x 1 Manchester United*

No confronto que definirá o próximo adversário de Lyon ou Bordeaux, o francês Franck Ribéry foi bem e marcou um dos gols do time alemão, que se aproveitou de bobeada do também francês Patrick Evra no finalzinho, desarmado por Olic, que fechou o placar na Allianz Arena. Melhor mesmo que o Bayern vá com vantagem para a volta na Inglaterra – já pensou se o United atropelasse com facilidade? Chegaria voando na semifinal!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

domingo, 28 de março de 2010 Copas francesas | 01:40

Olympique de Marselha, enfim, campeão!

Compartilhe: Twitter

Depois de um primeiro tempo equilibrado, Diawara, ex-Bordeaux, cabeceou de forma certeira e fez 1 a 0 aos 16 minutos do segundo. Pouco tempo depois, Valbuena – que havia entrado no lugar de Niang, machucado – recebeu de Ben Arfa com espaço na area, chutou e ampliou.

Mais alguns minutos e Valbuena bateu falta, ela desviou em Chalmé e venceu Ramé: 3 a 0. Sané ainda descontaria de cabeca, mas o Bordeaux teve mesmo de se contentar com o vice-campeonato da Copa da Liga Francesa em vez do tetra e bi consecutivo.

Olympique de Marselha, campeão depois de 17 anos! (desde a Liga dos Campeões da Europa de 1993). A maior torcida da França esta em festa – curiosamente, a maior torcida brasileira tambem comemorou um titulo nacional no ano passado depois de.. 17 anos!

Stade de France, palco da gloria de Brandao, Elinton e companhia marselhesa (Reuters)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 8 de março de 2010 Francês da 1ª divisão | 17:31

A rodada "se poupou"

Compartilhe: Twitter

Rodada xoxa essa vigésima sétima do Francês: seis empates por 1 a 1 e três vitórias por 1 a 0 em dez partidas. Deve ser porque os principais times da França tem preocupações mais importantes a partir desta semana: o Lyon joga na quarta pela Liga dos Campeões, Olympique e Lille na quinta pela Liga Europa, e o Bordeaux inicia um mês em que terá Liga dos Campeões e final da Copa da Liga paralelamente à Ligue 1. Com outras prioridades, é natural que esses times tenham se poupado no fim de semana, efeito que acabou contaminando toute la journée.

O pega entre os líderes teve muitas variações mas poucos gols, e o empate até que não foi mau resultado para o Bordeaux, que mesmo em casa esteve muito perto da derrota para o Montpellier, definitivamente capaz de encarar qualquer time da elite francesa.

Aos 32 do 1º tempo, o selecionável Ciani cometeu pênalti em Montano e foi expulso, mas Carrasso defenderia o pênalti cobrado por Costa (vide foto no fim do texto). Pouco tempo depois, aos 40, Chalmé colocou a mão na área e nova penalidade adotada para os visitantes, mas desta vez seria Montano o “desperdiçador”: o colombiano marcaria na primeira cobrança, invalidada por causa de invasão na área, mas o goleirão Carrasso pegaria a segunda, que foi a que valeu! No segundo tempo, Chamakh finalmente abriria para valer o placar no Chaban-Delmas. Quando a vitória girondina parecia certa, a pressão do MHSC mostrou resultado lá nos 49 minutos, quando Costa chutou e Carrasso acabou falhando.

O Lyon se juntaria de vez aos ponteiros da classificação se tivesse conseguido furar a retranca do Boulogne, vice-lanterna, fora de casa. Mas nada de gols no Stade de la Libération. Olympique de Marselha e Lille também falharam na busca pelos três pontos, somando apenas um contra adversários mais elaborados, como Saint-Etienne (fora) e Lorient (dentro). No caso do OM, valeu mais para Mamadou Niang, que meteu gol e ampliou sua vantagem na artilharia.

Auxerre, Rennes e Sochaux fizeram a lição de casa básica contra Valenciennes, Monaco e Toulouse. Consequentemente, o AJA colou no Lille, quinto colocado, e se descolou consideráveis seis pontos do Monaco, sétimo. Na batalha pela suada 14ª posição, o Paris Saint-Germain conseguiu se igualar ao Lens “na bacia das almas” da partida da segurança extra, e as equipes permanecem juntas naquela rebarba da tabela equidistante dos primeiros e dos últimos. Pobres dessas duas torcidas apaixonadas, pois mereciam espetáculos e resultados melhores!

>> Tabela de classificação: Bordeaux (52 pontos em 25 jogos) e Montpellier (52 pontos em 27 jogos) lideram, seguidos pelo Lyon (50 pontos em 27 jogos). Clique AQUI

>> Artilharia: Niang (Olympique) tem 15 gols, Nenê (Monaco) soma 13 e Gervinho (Lille) e Lisandro (Lyon), 11. Clique AQUI

A defesa do carrasco-Carrasso no penal-batido-mal por Costa (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,