Publicidade

Posts com a Tag Blanc

segunda-feira, 30 de maio de 2011 Brasileiros na França, Francês da 1ª divisão | 20:46

Monaco cai no dia do GP de… Mônaco

Compartilhe: Twitter

Com todo respeito à classificação do Lyon para a Liga dos Campeões da Europa, acho que foi mais notícia, na última rodada do Campeonato Francês, o rebaixamento do Monaco, que aliás aconteceu devido ao mesmo jogo, no Principado. Até porque o OL não fez mais que a obrigação para quem já estava em terceiro e tem o elenco que tem, d’accord? Ederson festejou a vaga “dramática” e já planeja as férias no Brasil.

Quis o destino (cruel?) que o Monaco caísse no dia em que o Principado ganha mais atenção do mundo inteiro, por causa do glamuroso Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1. Aliás, horas antes da bola rolar na 38ª journée da Ligue 1, quem curtia o agito da corrida era Nenê. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, fato raro em sua carreira, o brasileiro aproveitou que estaria livre do Paris Saint-Germain e rumou para a região que conheceu bem quando defendeu o ASM.

Entrevistado pela transmissão da Rede Globo da F1, o meia se disse amigo de Felipe Massa. E teve a bola levantada pelo folclórico Galvão Bueno, que pediu pro Mano Menezes lhe dar uma chance na seleção brasileira. Acho difícil, pela idade do gajo e a concorrência forte de talentos na criação ofensiva canarinho.

lyon-monaco-niculae-afp

Niculae tenta assimilar o baque da queda monegasca. Deve faltar o chão mesmo... (AFP)

Voltando ao Monaco, o time não pode culpar o Lyon, que entrou na rodada precisando vencer, até porque o próprio time de Laurent Banide (que assumiu após a queda de Guy Lacombe, em janeiro, num sinal de que as coisas já não vinham bem) já começou a rodada na zona da degola, por incompetência acumulada em rodadas e rodadas. Vitoriosos e alivados, os lioneses nem precisaram se preocupar com o Paris Saint-Germain, que não saiu do empate com o Saint-Etienne e ficou com a Liga Europa mesmo, ao lado de Sochaux e Rennes, numa ordem diferente do que se via nas rodadas anteriores.

Louvável a campanha dos sochauliens, acho que nem eles imaginaram, lá pelas rodadas iniciais, acabar o campeonato em 5º lugar, né não? Se deram bem porque, enquanto enfrentavam o piadístico Arles Avignon, o Stade Rennais encarava nada menos que o campeão Lille ontem. Mesmo sem precisar, o LOSC ganhou, por 3 a 2, com despedida do inquestionável artilheiro da Ligue em grande estilo: três gols a mais na conta de Moussa Sow, fechando com 25, que dá 36% dos 68 gols do ataque dos Dogues, digno de aplauso!

**

Laurent Blanc convocou 26 jogadores para os próximos compromissos da seleção francesa, não deu pra mencionar aqui ainda mas volto ao assunto no decorrer da semana (amanhã, terça, não sei se apareço por aqui porque é meu aniversário e ganhei uma folguinha necessária!).

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 24 de maio de 2011 Extracampo | 21:35

Campeão Lille dá as cartas entre os melhores da temporada

Compartilhe: Twitter

Tava na cara, tanto que acertei o melhor jogador e o melhor treinador da temporada na França, na 20ª edição da premiação da UNFP (União Nacional dos Futebolistas Profissionais, o sindicato da classe boleira): Eden Hazard e Rudi Garcia, claro, representando o mais eficiente clube da Ligue 1 2010/2011. O meia belga do Lille, eleito a maior revelação de 2009 e 2010 (Dúvida: no segundo ano o cara ainda pode ser considerado revelação?), faz história por ter sido o jogador mais jovem a ganhar o principal prêmio da organização. 

Desta vez, o troféu revelação ficou para o selecionável zagueiro Mamadou Sakho, do Paris Saint-Germain, e o de goleiro foi para Steve Mandanda, do vice-campeão Olympique de Marselha. A ofensivíssima seleção da Ligue 1, com quatro jogadores do LOSC Métropole, foi composta por:

garcia-et-hazard_ff

Eden e Rudi, pequenos apenas nos nomes, com seus troféus (France Football)

Steve Mandanda (O. Marseille); Anthony Reveillère (Lyon), Adil Rami (Lille), Mamadou Sakho (PSG) e Taye Taiwo (NIG – Marseille); Yann M’Vila (Rennes), Eden Hazard (Lille) e Nenê (PSG); Gervinho (CMA – Lille), Kévin Gameiro (Lorient) e Moussa Sow (SEN – Lille).

Não empolga a nenhum de nós, mas como melhores árbitros foram escolhidos Anthony Gautier, Clément Turpin (destaque do ano de 2010 segundo a France Football) e Nicolas Pottier.

Ligue 2
Acertei de novo: melhor jogador para Sebastian Ribas (Dijon) e melhor técnico para Bernard Casoni, do Evian. O time-base da segunda divisão reúne:

Benoît Costil (Sedan); Sébastien Corchia (Le Mans), Grégory Cerdan (Le Mans), Benjamin Genton (Le Havre) e Cédric Fabien (Boulogne-sur-Mer); Romain Alessandrini (Clermont Foot), Olivier Sorlin (Evian Thonon-Gaillard), Rudy Haddad (Châteauroux) e Benjamin Corgnet (Dijon); Sebastian Ribas (Dijon) e Sloan Privat (Clermont Foot). Boas opções para os times da elite, heim…

Mulheres e homenagens
Entre les femmes, errei: deu Elise Bussaglia, do Paris Saint-Germain. Houve troféus de honra em homenagem a Just Fontaine (maior artilheiro de uma única edição de Copa, com 13 gols em 1958), Michel Hidalgo (técnico da França campeã europeia em 1984), Philippe Piat (sem distinções como ex-jogador, mais é presidente da UNFP desde 1969!) e Sylvain Kastendeuch (um ex-atleta um pouco melhor, jogou no Metz e defendeu os Bleus no fim dos anos 80. Mas é co-presidente do sindicato da categoria, entendeu?).

O público ainda votou e elegeu a equipe símbolo dos (últimos) 20 anos da UNFP, com nomes marcantes, como os vários campeões mundiais em 1998: Fabien Barthez; Christian Karembeu, Lilian Thuram, Laurent Blanc e Bixente Lizarazu; Patrick Vieira (ainda joga), Robert Pirès (a.j.), Franck Ribéry (a.j.) e Zinédine Zidane (ainda brinca e detona); Jean-Pierre Papin e Pedro Miguel Pauleta. Técnico: Didier Deschamps. Timaço, né não?

Você também pode se interessar por:

> Nasri e Nenê são reconhecidos entre os melhores de 2010

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 5 de maio de 2011 Extracampo | 21:54

Crise na FFF pode respingar em Blanc. É o correto?

Compartilhe: Twitter

Depois um 2010 pra lá de desgastante por conta do clima e campanhas péssimos na Copa do Mundo, 2011 parecia tranquilo pros lados da Federação Francesa de Futebol, com reformulação e bons resultados começando a surgir na seleção principal com Laurent Blanc.

Até a semana passada, quando uma bomba explodiu na entidade que gere o futebol francês e os estilhaços atingiram Blanc: vieram a público, pelo site Mediapart, declarações em reuniões da FFF que sugeriam a implementação, nos clubes e escolinhas do país, de cotas para limitar a formação de jogadores “não-brancos”, de ascendência africana e árabe. O objetivo seria ter, futuramente, uma seleção adulta mais “europeia”.

O técnico dos Bleus falava numa reunião sobre o peso crescente dos atletas com dupla nacionalidade e a necessidade de aumentar o número de jogadores mais técnicos frente aos físicos, geralmente de origem negra. “Atualmente, os grandes e potentes são os negros. É assim. É um fato. Deus sabe que nos centros de formação, nas escolas de futebol, há muitos (negros). Creio que temos que buscar outros critérios, modificar nossa própria cultura”, teria dito Blanc nesta reunião.

thuram_afp

Convidado a falar sobre o que Blanc disse no programa "Le Grand Journal" do Canal Plus, Lilian Thuram não poupou o colega de 1998: "É indesculpável" (AFP)

Claro que pegou mal, né? Uma investigação foi posta em curso e os fatos são que o diretor técnico François Blaquart já “rodou”, sendo suspenso pela federação, e cresceu a pressão para que Laurent Blanc perca o emprego. Ex-jogadores da seleção e torcedores de modo geral, porém, não são unânimes sobre a saída do treinador.

Não me parece que Blanc seja racista ou preconceituoso, acho que ele está é preocupado que a França forme basicamente jogadores fortes, muito bem preparados fisicamente mas fracos em termos de técnica e habilidade. Até porque esse cenário a gente vê no futebol atual, no qual o lado físico evoluiu, nivelando times fracos, medianos e bons, e os talentosos estão rareando, contados nos dedos.

O problema é que o técnico gaulês precisa dissociar esse perfil de jogador da questão racial, de origem étnica, assim como a diretriz da FFF para a formação de jogadores. Que as escolinhas valorizem e promovam os mais técnicos, independentemente da cor ou sobrenome, tudo bem, nada de errado. O que não pode é já taxar o cara de incapaz e reprová-lo por não ser “branco” e “europeu”…

Karim Benzema festeja gol contra Inglaterra recentemente. A maior aposta ofensiva da França hoje tem pais argelinos... (Getty Images)

Portanto, penso que o mais acertado, para contornar o caso, seria federação e treinador chamarem a imprensa, esclarecerem tudo que for preciso e Blanc não cair. Demiti-lo só para mostrar à opinião pública que a FFF tá agindo, pra preservar sua imagem, não me parece o melhor caminho, até porque o trabalho que já vem rendendo frutos na preparação dos Bleus pra Euro 2012 seria sensivelmente prejudicado sem seu comandante atual.

Agora, se de fato o lance das cotas procede, seja com anuência, conveniência ou determinação de Laurent e outros membros da federação, não terei como defendê-lo. E o país pode evitar, “burramente”, que surjam novos Zidanes, Henrys, Benzemas, Nasris, Maloudas, Evras… (relembre o que já escrevi sobre a multietnicidade histórica da seleção francesa). Além do fato de jogadores africanos ou árabes não quererem mais servir à seleção, se recusando, com razão, a fazer parte e lutar por uma entidade que os repele – vale lembrar que, sobre o fiasco na África do Sul no ano passado, foi especulado que os atletas negros se rebelaram contra o comando francês por não se sentirem à vontade em representar a França, uma das ex-potências coloniais na África…

Qual sua opinião sobre o caso? O que faria para sanar mais essa crise no futebol francês?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 21 de abril de 2011 Copas francesas, Francês da 1ª divisão | 23:51

Sábado verá campeão. Rodada da L1 será domingo e quarta

Compartilhe: Twitter

Olympique de Marselha e Montpellier decidirão a Copa da Liga Francesa neste sábado, às 16h de Brasília, no Stade de France – e a SporTV anuncia transmissão ao vivo no canal principal, o que se configura como totalmente excelente! (Haverá reprise na madrugada de sábado para domingo, no SporTV2, às 2h30)

O Olympique tenta o primeiro bicampeonato consecutivo da temporada, dos dois que pode conquistar, antes de se voltar à reta final da Ligue 1, na qual está a apenas um ponto do líder Lille – na última edição dessa Coupe, o Marselha bateu o Bordeaux na decisão. Já o MHSC, oitavo colocado no Francês, almeja a vaga na Liga Europa que virá certamente em caso de bicampeonato no torneio continental, que conquistou em 1992 (foi vice uma vez, em 1994). Mesmo se for vice, o time de René Girard segue com boa chance de disputar o torneio, pois o OM deve se garantir na próxima Liga dos Campeões ou Europa por estar entre os quatro primeiros do nacional (informação incorreta, pardon! Vide comentários abaixo)

Por causa da final em Saint-Denis – que terá o técnico da seleção Laurent Blanc entregando o prêmio de melhor jogador da partida -, Olympique e Montpellier jogarão pela 32ª rodada da Ligue 1 somente na quarta-feira e os oito jogos restantes da journée acontecerão no domingo. Confira:

Domingo, 24/4
12h – Brest (11º) x Paris-SG (4º)
12h – Monaco (17º) x Rennes (5º)
12h – Bordeaux (10º) x Saint-Etienne (6º) 
12h – Valenciennes (13º) x Sochaux (9º)
12h – Caen (18º) x Toulouse (14º)
12h – Auxerre (15º) x Lens (19º)
12h – Nancy (16º) x Arles-Avignon (20º) 
16h – Lorient (7º) x Lille (1º) – SporTV anuncia transmissão ao vivo (Très bien!)

Quarta-feira, 27/4
14h – O. Marseille (2º) x Nice (12º)
14h – Lyon (3º) x Montpellier (8º)

*Classificação: Lille lidera com 59 pontos, seguido por Olympique de Marselha, com 58, Lyon, com 53, PSG, com 52, e Rennes, com 51. Veja tabela completa

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 13 de abril de 2011 Extracampo, Seleção francesa | 19:11

Internautas escolhem Sakho para o lugar de Mexès

Compartilhe: Twitter

Com Philippe Mexès fora de combate pelos próximos meses, Laurent Blanc deverá arrumar outro titular ao lado de Adil Rami na zaga da seleção francesa para os jogos que se avizinham.

Enquete promovida pelo site da revista France Football revelou a preferência dos internautas por Mamadou Sakho, beque do PSG (acho que a popularidade do time da capital pesou na escolha dos votantes tanto quanto os critérios técnicos…), como se vê:

> Mamadou Sakho (PSG):  52%
> Laurent Koscielny (Arsenal, ING):  25%
> Sebastien Squillaci (Arsenal, ING):  8%
> Younes Kaboul (Tottenham, ING):  5%
Julien Escudé (Sevilla, ESP):  2%
> Um outro:  7%
(número de votos: 10.577)

Sakho disputa bola com Yohan Mollo no último jogo do PSG, contra o Caen (AFP)

Eu daria mais chances a Kaboul, gostei do que vi dele em campo. Mas o jogador do Tottenham* também está fora de combate… Então fico com Koscielny, acho mais preparado do que Sakho. 

E você, quem escolheria?

*Tottenham que, nesta quarta, tombou diante do Real Madrid na Liga dos Campeões da Europa com o veterano William Gallas na defesa, incapaz de parar os gols merengues…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 4 de abril de 2011 Brasileiros na França, Franceses no mundo | 23:58

Lesões francesas, estagiário no Lyon…

Compartilhe: Twitter

Philippe Mexès, zagueiro que vem sendo titular da França de Laurent Blanc, está fora de ação por pelo menos quatro meses. Em jogo da Roma pelo Campeonato Italiano no domingo, contra a Juventus, o beque loiro teve ruptura dos ligamentos cruzados anteriores do joelho esquerdo, algo que parece grave só de se pronunciar…

mexes_reu

Quando vinha muito bem, Mexes se despede da temporada 2010/2011 (Reuters)

Com contrato acabando na equipe de Gian Oddi, Mexès pintava forte como reforço do Milan para a próxima temporada. Será que a grave contusão o afasta de Milanello? O que se sabe é o técnico dos Bleus vai ter que arrumar outro companheiro para Adil Rami na zaga da seleção para os três compromissos de junho (Belarus, dia 3, Eliminatórias da Euro / Ucrânia, dia 6, amistoso / Polônia, dia 9, amistoso) e provavelmente para o de agosto, o amistoso do dia 10 contra o Chile. 

Franceses fora… da Champions
A contratura na coxa esquerda tirou mesmo Karim Benzema do ataque do Real Madrid contra o Tottenham, nesta quarta-feira, no jogo de ida pelas quartas de finais da Liga dos Campeões da Europa. Do lado inglês, também é certo que a defesa não terá Younes Kaboul, de molho faz tempo. Já a presença de William Gallas é incerta, devido a problema no joelho.

Ederson voltou
O meia brasileiro participou dos últimos 45 minutos do empate entre Lyon e Nice, no domingo. Embora seu time tenha permitido o empate dos donos da casa, depois de estar ganhando por 2 a 0, o retorno foi bastante especial para o jogador, como podemos constatar no Brasil Lyonnais.

Falando em OL…
… o leitor Eduardo Júnior informa que uma promessa do futebol brasileiro está partindo para estágio no clube lionês neste mês de abril. É o goleiro Fernando Milioli Magagnin, de 16 anos, da equipe juvenil do Criciúma-SC.

De 4 a 16 de abril, o garoto treinará com o preparador de goleiros Bats, camisa 1 da França em 1986 que defendeu o pênalti de Zico na Copa do Mundo do México. O brasileiro viaja com Toninho da Silva, ex-treinador das categorias de base do Criciúma e irmão de Sonny Anderson, ex-atleta e hoje dirigente do Lyon, que os recepcionará por lá. Que Fernando deixe uma boa impressão e abra portas na Europa!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 29 de março de 2011 Seleção francesa | 19:08

Tanto bateu que… não furou

Compartilhe: Twitter
rami_afp

Rami lamenta má sorte, em imagem que representa bem o que foi o amistoso (AFP)

Jogando de “marinheira”, a França cansou de perder gols e decepcionou o ótimo público que presenciou o amistoso contra a Croácia no Stade de France. Zero a zero no placar, pois não houve santo que transpusesse a meta de Stipe Pletikosa (que entrou na volta do intervalo), de um lado, e Hugo Lloris se manteve seguro nas vezes em que foi ameaçado, do outro. 

Como se temia, Evra e Ribéry receberam vaias dos torcedores, mesmo iniciando no banco de reservas. Quem também não escapou dos apupos foi o técnico croata Slaven Bilic, lembrado por ter “cavado” a expulsão do então zagueiro Blanc na semifinal da Copa de 1998, no mesmo estádio. A novidade na escalação francesa foi Matuidi no lugar de Gourcuff, para tristeza das fãs do moço. Do lado visitante, Dejan Lovren, zagueiro do Lyon, compunha a defesa.

Com dificuldades para criar chances no primeiro tempo, a França teve uma boa oportunidade, quando Benzema recebeu dentro da área, mandou lá em cima e culpou o gramado, e outra não tão boa assim, quando Menez e Benzema tabelaram e o atacante do Real Madrid mandou na lateral do gol. Em compensação, a Croácia assustou quando Mexès bobeou, Perisic roubou a bola pela direita do ataque e chutou cruzado, exigindo eficiente intervenção de Lloris.

ribery_afp

Ribérra enfrentou a multidão e não foi mal não, visse? (AFP)

Aos 14 da etapa complementar, Blanc sentiu que Ribéry tinha culhões e o colocou no lugar de Malouda. Um minuto depois, sacou Menez e pôs Remy. Benzema procurava o jogo, pelo menos se esforçava. Aos 22, Rami fez surpreendente jogada individual no ataque, saiu costurando pelo meio e chutou colocado de chapa, mas a bola acertou a trave, que pecado!

Sentindo o bom momento do time, a torcida começou a participar mais do jogo, incentivando e esquecendo-se de vaiar o Franck. Aos 29, Blanc deu uma chance a Gameiro, que veio para o lugar de Benzema, com dores na coxa – assim que chegou ao banco, Karim recebeu atendimento e curativo no local.

Dez minutos depois, Ribéry mostrou seu valor e talento ao executar preciso lançamento pra Remy, cara a cara com Pletikosa. Só que o atacante dominou errado, esticou demais e permitiu que o goleiro o desarmasse, perdendo “a” chance do jogo!

Com 42, Gourcuff foi incumbido de tentar algo, natural, mágico ou sobrenatural que fosse, no lugar de Nasri. Deu tempo para Yo-Yo bater falta, escanteio, chutar perigosamente e até Rami tentar uma bicicleta meio suicida dentro da área (tanto que deixou o jogo na maca…), mas Stipe estava imbatível e todos tiveram de deixar o Saint-Denis sem ver sequer um gol.

croacia_afp

Sempre efusivos demais (para não dizer violentos), os croatas fizeram a sua fumaça (AFP)

Eliminatórias para a Eurocopa 2012
Algumas seleções entraram em campo hoje pelo qualificatório, inclusive pelo grupo francês. Na chave D, a Romênia venceu Luxemburgo em casa por 3 a 1, com dois gols de Adrian Mutu, e mesmo indo a cinco pontos continua na quinta e penúltima colocação, justamente à frente dos luxemburgueses, com apenas um ponto. Relembrando, les Bleus lideram com 12, seguidos por Belarus e Albânia, com 8.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 28 de março de 2011 Brasileiros na França, Seleção francesa | 23:16

Mudanças prováveis na seleção. Brasileiro à vista?

Compartilhe: Twitter
mandanda

O aniversariante Mandanda não deve ganhar o presente que espera nesta terça: segue na reserva de Lloris (FFF.fr)

Em busca da sétima vitória consecutiva pelos Bleus, Laurent Blanc deve alterar a formação titular em relação aos onze que começaram e terminaram o jogo contra Luxemburgo, na última sexta-feira. Faz sentido, pois o técnico não gostou de algumas coisas que viu contra o frágil adversário e a partida desta terça-feira, contra a Croácia (reedição da semifinal da Copa do Mundo de 1998, se lembra?), é amistosa, ao contrário da mais recente, que valeu pelas Eliminatórias para a Eurocopa 2012 (Parêntese: as vitórias da Albânia sobre Bielorrússia/Belarus e da Bósnia sobre Romênia permitiram que a França abrisse quatro pontos de vantagem para os segundos colocados, Belarus e Albânia, no qualificatório). 

O treinador deve trocar os laterais e mexer no meio de campo, colocando Sagna, Evra, M’vila e Ribéry no banco. A provável França para encarar a Croácia, então, tem Lloris; Reveillère, Rami, Mexes, Clichy; Alou Diarra, Gourcuff, Nasri, Menez e Malouda; Benzema. Especula-se que especificamente Evra e Ribéry serão poupados de possíveis vaias e ofensas dos torcedores franceses em Saint-Denis, pois ambos são considerados os “cabeças” do motim do grupo francês contra Raymond Domenech na Copa 2010.

A Croácia hoje parece estar longe daquela que foi terceira colocada no Mundial francês: vem de derrota para Geórgia e ocupa a vice-liderança do grupo F das Eliminatórias da Euro, um ponto atrás da Grécia e outro à frente da própria Geórgia – Israel, Letônia e Malta completam a chave. Aliás, naquela semifinal em 1998, o então zagueiro Laurent Blanc foi expulso e acabou assistindo à decisão contra o Brasil sem poder entrar em campo, ao menos enquanto a bola rolou…

A partida contra os croatas no Stade de France começa às 17 horas de Brasília (21h locais), mas o SporTV anuncia a transmissão de VT apenas à 1h30 de terça para quarta…  

cafe_fff

A turminha uniformizada para o café da manhã na concentração, que bonitinhos... (FFF.fr)

Wendel, le nouveau Bleu?
Muito me animou ler hoje que o meia do Bordeaux deseja ser o primeiro brasileiro a defender a seleção francesa. No país desde 2006, o mineiro ex-Cruzeiro e Santos já deu entrada no processo para adquirir a cidadania de lá. Com cinco anos completos de França, deve reunir condições para voltar a trabalhar com Blanc, ex-técnico dos Girondinos. E já planeja renovar com o clube bordô.

Do ponto de vista patriótico, soa estranho um jogador escolher uma seleção de outro país para defender. Mas do ponto de vista profissional, pode ser a chance mais palpável de realização para ele, que provavelmente deve sonhar jogar um torneio continental, uma Copa do Mundo e tem consciência de que, com quase 29 anos, a possibilidade de chegar lá via seleção brasileira é bem mais difícil.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 25 de março de 2011 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 19:14

Vitória clássica, obrigação cumprida

Compartilhe: Twitter
lux_fra_rami_nasri_mexes_ap

Rami faz "cuti-cuti" no assistente Nasri depois do gol de Mexès, o louro (AP)

Estreando novo uniforme número 1 (camisa e calção azuis, meião vermelho) e capitão (o jovem Samir Nasri), a França derrotou Luxemburgo no “evento esportivo do ano” no minúsculo país. Philippe Mexès, de cabeça, e Yoann Gourcuff, de pé esquerdo, construíram os 2 a 0 que bastaram para que os Bleus chegassem a 12 pontos e mantivessem a liderança do grupo D das Eliminatórias para a Eurocopa 2012 independentemente das duas partidas de amanhã pela chave.

O início de jogo teve muitos passes laterais por parte da França, com dificuldade para penetrar na acirrada marcação adversária. Com o tempo, Luxemburgo se animou, foi mais ao ataque e animou os torcedores presentes no acanhado estádio.

Aos 18 minutos, primeira boa jogada francesa, quando Sagna foi à linha de fundo, cruzou com perigo no meio da área e Malouda finalizou errado, desperdiçando grande chance ao mandar a bola por cima do gol. Aos 28, falta perigosa perto do bico da grande área. Mexès sinaliza para Nasri onde ele deve colocar a bola. A cobrança vem no ponto e o zagueiro da Roma testa firme pra rede, facilitado pela desorganizada marcação dos “luxes”: 1 a 0. 

lux_fra_evra_abidal_afp

"Abidal, pensamos em você. Coragem!", diz a camisa do substituto de Eric, Patrice Evra

A vantagem trouxe mais tranquilidade para os franceses, ainda protagonistas das principais chances de gols. Aos 38, Ribéry enfiou bela bola para Malouda, que acabou demorando para arrematar, sendo travado dentro da área. Três minutos depois, Benzema arrancou em contra-ataque, deixou um marcador na saudade mas telegrafou a finalização de chapa, interceptada antes de chegar ao gol.

Sem alterações da parte de Laurent Blanc no intervalo, a França v0ltou a campo para ver se conseguia ao menos mais um gol e o sossego para garantir os três pontos. Luxemburgo não mudou sua proposta de jogo, tentando aproveitar roubadas de bola para sair com velocidade. Nasri acabou sendo presa para a marcação anfitriã, até se machucando aos 12 minutos. Aos 19, bom escanteio batido por Malouda, Rami subiu bonito de cabeça, mas estava longe do gol e permitiu a defesa sem rebote do goleiro. No minuto seguinte, bonita jogada individual de Benzema, habilidoso para abrir espaço entre os rivais, porém o chute foi para a rede do lado de fora.

A tranquilidade esperada veio aos 27, quando Mexès lançou boa bola para Ribéry na esquerda, o meia-atacante do Bayern abriu espaço para cruzar, a zaga rebateu mal, para o meio, e Gourcuff apareceu finalizando de primeira, pegando o goleiro no contrapé: 2 a 0. As chances de aumentar o escore não cessaram, com o desânimo que abateu Lux. Com 32, nova boa jogada de Ribérra, colocando Malouda em ótimas condições. Só que a finalização foi toda errada e nem a complementação de Benzema, livre, acertou o gol.

lux_fra_ribery_afp

Ribéry andou se irritando no 2º tempo com a marcação, mas foi melhor do que no 1º (AFP)

Nos minutos finais, Luxemburgo arriscou um tudo ou nada, depois de ter feito as três alterações, e trouxe alguma preocupação para Lloris. Por outro lado, deu espaços e Benzema e Ribéry tiveram mais oportunidades, não aproveitadas. Não precisava, pois a vitória foi assegurada depois de ouvirmos, nos minutos finais, os franceses cantando a bonita Marselhesa na arquibancada… A se destacar que Blanc não quis ou precisou mexer no time, que apresentou bom preparo físico.

Sub 21 bem também
Ontem, os “Espoirs” da França conquistaram uma vitória que merece ser registrada. Foi amistoso, mas foi contra uma seleção de respeito e que vem revelando muitos talentos: 3 a 2 na Espanha em Reims, com dois gols de Emmanuel Rivière, atacante do Saint-Etienne, e um de Magaye Gueye, do Everton.

Erick Mombaerts utilizou Gorgelin; Corchia (capitão), Stambouli, Mangala e Makonda; Guilavongui, Pajot (Varane), Saivet e Griezmann (Sylla); Gueye (Cabella) e Rivière. Resultado ótimo para ganhar confiança na preparação para as Eliminatórias da Euro sub 21, que começam em setembro.

lux_fra_gourcuff_afp

Para as leitoras: e esse estilo "barba por fazer" do Gourcuff, hein? Olhem só do pescoço pra cima, tá? (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 08:02

Por menos sofrimento

Compartilhe: Twitter

Mais rapidez e intensidade para chegar ao gol e abrir o placar. É isso o que Laurent Blanc disse aos jornalistas na quinta-feira sobre o que espera da França contra Luxemburgo hoje, no quinto jogo da equipe pelas Eliminatórias para a Eurocopa de 2012, às 17h de Brasília.

Como a última partida francesa no qualificatório foi contra o mesmo adversário, podemos dizer que o jogo desta sexta no estádio Josy Barthel, com arbitragem do norueguês Tom Harald Hagen, pode ser considerado de “volta”. E Blanc, no seu discurso, fez referência aos 2 a 0 construídos com certa dificuldade na “ida”, em Metz (12/10/2010), quando, em que pese a fragilidade luxemburguesa, Karim Benzema abriu o placar aos 22 minutos do 1º tempo e Yoann Gourcuff ampliou só aos 31 do 2º, quando os Bleus tinham um jogador a mais.

Ribéry e Evra

Ribéry e Evra: expectativa em torno do retorno à seleção (AFP)

Vencer o lanterna da chave, que ainda não sabe o que é fazer gol depois de quatro jogos, também garante a manutenção da liderança do grupo D, que terá, amanhã, Bósnia-Herzegovina x Romênia e Albânia x Belarus/ Bielorrússia. Lembrando que os primeiros colocados dos grupos e o melhor segundo se garantem diretamente na Euro, enquanto que os demais vices fazem mata-matas para definir as últimas vagas, a situação da chave é a seguinte:

França, 9 pontos, 4 jogos, 6 gols pró, 1 contra, saldo +5
2º Belarus, 8 pontos, 4 jogos, 3 gols pró, 0 contra, saldo +3
3º Albânia, 5 pontos, 4 jogos, 3 gols pró, 4 contra, saldo -1
4º Bósnia, 4 pontos, 3 jogos, 4 gols pró, 3 contra, saldo +1
5º Romênia, 2 pontos, 3 jogos, 1 gol pró, 3 contra, saldo -2
6º Luxemburgo, 1 ponto, 4 jogos, 0 gol pró, 6 contra, saldo -6

As equipes prováveis para Luxemburgo x França são:

LUX: Joubert; Schnell, Blaise, Hoffmann, Munsch; Laterza, Payal, Gerson, Bettmer e C. Leweck; Joachim.

FRA: Lloris; Sagna, Rami, Mexès e Evra; M’vila, Gourcuff, Nasri, Ribéry e Malouda; Benzema.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. 10
  8. Última