Publicidade

Posts com a Tag Biabiany

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 Brasileiros na França, Extracampo | 18:03

Resumo de mercado de inverno 2

Compartilhe: Twitter

A quem questionar o novo layout do blog, menos azul e vermelho e mais verde, digo que não foi vontade minha alterá-lo. Ele segue a padronização que atingiu outros blogs do iG Esporte. Como não somos autônomos, seguimos as regras…

Mais tarde, falo das oitavas de finais da Copa da França

Fechou-se a janela europeia de transferências ontem, segunda-feira. Então vamos só de negócios fechados recentemente:

– O mais estrondoso do fim da janela parece ter sido André no Bordeaux, não? Fiquei contente, é sempre bom ver brasileiros adentrando terras gaulesas. O atacante de 20 anos revelado pelo Santos não se deu bem no Dínamo de Kiev e a esperança é que a França seja mais calorosa do que a Ucrânia – e nesse sentido, ter compatriotas (Wendel, ex-Santos, Jussiê, Fernando e Henrique) como colegas é uma boa. Chega por empréstimo até o fim da temporada, com opção de compra. O curioso é que antes mesmo de estrear como girondino ele deverá estar no banco de reservas da seleção brasileira que enfrenta os Bleus no amistoso da semana que vem…

tigana_triaud_andre_afp

O técnico Tigana, o presidente Triaud e o ex-"Menino da Vila" André (AFP)

– Depois de emprestar Fernando Cavenaghi para o Mallorca, o mesmo Bordeaux o repassou para o Internacional de Porto Alegre. O argentino de 27 anos não deve encontrar dificuldades para se adaptar ao futebol do Rio Grande do Sul, onde os sul-americanos colecionam histórias de sucesso. Quem também deixa a terra dos ótimos vinhos é o atacante nigerense Moussa Maazou, 22 anos, emprestado pelo CSKA Moscou novamente ao Monaco, onde fora feliz na última metade da temporada 2009/2010.

– O PSG perdeu o habilidoso meia Stéphane Sessegnon para o Sunderland, um pequeno clube, sim, mas do futebol inglês, o que explica bastante coisa…  A transferência está estimada em 7 milhões de euros e o contrato é de três anos e meio. O beninense de 26 anos estava desde 2005 na França.

– O Monaco não conta mais com os préstimos do atacante Dieumerci (traduzindo: Obrigado Deus – ?!) Mbokani, emprestado até o final da temporada para o Wolfsburg, que buscava um substituto para o bósnio Edin Dzeko, recém-saído para o Manchester City. Vindo do belga Standard de Liège, onde não lhe faltaram gols, o congolês de 25 anos acabou decepcionando no clube francês. Vamos ver como se sai na Alemanha, pois ele não foi revelado por qualquer time, mas pelo Tout Puissant Mazembe!

–  Mas o Monaco também acaba de se reforçar: está de chegada o volante Mahamadou Diarra, vindo do Real Madrid. A assinatura do contrato virá após a realização de exames médicos. Reserva no clube espanhol há um bom tempo, o malinês de 29 anos volta ao país por onde atuou, de forma vitoriosa, entre 2002 e 2007, defendendo o rolo compressor da época, o Lyon.

Lyon que perdeu mesmo Jean Il Makoun para o Aston Villa. Depois de quase dez anos na França (sete no Lille e dois e meio no OL), o volante camaronês de 27 anos será parceiro de meio de campo de Robert Pirès no clube inglês.

– O Saint-Etienne se reforçou com o meio-campista Alejandro Alonso, que deixa o Monaco, onde estava desde meados de 2008. Com 28 anos, o argentino assinou contrato de dois anos e meio. Em compensação, perdeu um argentino, o atacante Gonzalo Bergessio, emprestado ao Catania, da Itália. Também chegou o meia-atacante Pierre-Emerick Aubameyang, de 21 anos, eternamente emprestado pelo Milan desde que virou profissional. O franco-gabonês passou antes por Dijon, Lille e Monaco. Vamos ver se agora vai…

Caçapa-fotoVipcomm

Claudio Caçapa: Bienvenue de retour!

– Outro brasileiro que de fato foi para a França, ou melhor, retornou, foi Cláudio Caçapa. Depois de ter tido poucas oportunidades no Cruzeiro, o zagueiro de 34 anos defenderá o Evian, um dos destaques da Ligue 2, até o final da temporada, com possibilidade de extensão do contrato. Ele já foi muito feliz em terras gaulesas, quando defendeu o Lyon entre 2001 e 2007. Tomara que dê certo!

– Fora da França, Jonathan Biabiany deixa o elenco da Internazionale e segue para a Sampdoria, envolvido em transação que trouxe o também atacante Giampaolo Pazzini para o time de Milão. O jovem de 22 anos não estava nos planos de Leonardo e saiu como contrapeso para a vinda de Pazzini. Que levante a cabeça e mostre o que sabe em outro clube italiano, então.

>>> Dá pra ver os negócios concretizados nos 20 times da Ligue 1, a elite francesa, no site do L’Equipe.

Faltou alguém importante?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010 Franceses no mundo | 19:53

Com mais franceses, Arsenal derrota Chelsea

Compartilhe: Twitter

Acabaram minhas férias e recesso, voltei ao trabalho: 2011 já começou…

Na Inglaterra não tem essa de recesso pra Natal e Ano Novo, então fiquemos de olho nos franceses que atuam por lá. Hoje rolou o grande clássico entre Arsenal e Chelsea, pelo Campeonato Inglês. Cinco jogadores da França foram titulares:  Bacary Sagna, Laurent Koscielny, Gael Clichy e Samir Nasri, pelo time dos Gunners, o mandante, e Florent Malouda, pelos Blues.

Poderiam ser mais, mas Sebastien Squillaci perdeu posição na zaga para Djourou, do lado do Arsenal, e Nicolas Anelka sentiu lesão no joelho, desfalcando o Chelsea, que teve Gael Kakuta começando no banco de reservas. Em compensação, o técnico francês Arsene Wenger c0locou o compatriota Abou Diaby no segundo tempo, no lugar de Walcott.

Com a bola rolando, o Arsenal aproveitou cochilo do rival para abrir 3 a 0, sofreu um gol mas segurou a vitória (sem gols franceses), mantendo-se à frente do Chelsea na luta pelas primeiras colocações da Premier League, que segue com mais jogos amanhã, terça-feira.

arsenal_chelsea_sagna_song_malouda_reu

Sagna chega no carrinho pra cima de Malouda, acompanhado por Song, autor do primeiro gol no Emirates Stadium (Reuters)

 

Faltou falar de Biabiany
Por conta das férias, acabei me ausentando mais do que o costume e deixei de citar a boa participação de Jonathan Biabiany na decisão do Mundial de Clubes: o jovem atacante francês marcou o terceiro e último gol da Inter de Milão contra o Tout Puissant Mazembe, congolês que fala francês e maior surpresa do torneio nos Emirados Árabes Unidos.

Mesmo assim, a satisfatória primeira metade de temporada de Biabiany pode não ser suficiente para segurá-lo na Inter, que pode utilizá-lo como moeda de troca em alguma negociação para reforçar o elenco, agora sob o comando do brasileiro Leonardo. Se sair, que não suma, pois já mostrou que tem potencial.

biabiany_inter_milão_mundial_clubes_afp

Lance que acabaria na última rede balançada no último grande torneio acabado em 2010 (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 24 de novembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 20:05

Lyon perde mas se classifica na Liga

Compartilhe: Twitter
schalke_lyon_pose_afp

Em que pesem as derrotas fora de casa para Benfica e Schalke, o OL merece a vaga (AFP)

Schalke 04 3 x 0 Lyon, Hapoel Tel Aviv 3 x 0 Benfica. Não esperava por placares como esse nessa rodada de hoje do grupo B da Liga dos Campeões da Europa. Mas eles aconteceram e felizmente beneficiaram a equipe francesa, apesar de ela ter perdido seu segundo jogo consecutivo e acumulado 7 gols sofridos nos últimos 180 minutos. 

schalke_lyon_raul_lovren_afp

Lovren observa o veterano Raúl: ver demais e marcar de menos foi um dos erros lioneses em Gelsenkirchen (AFP)

Na Veltins-Arena, os donos da casa começaram com tudo, indicando que a parada para Lloris seria dura. Logo aos 13 minutos, Lisandro López perdeu a bola, Diakhaté afastou mal o cruzamento na área e a bola sobrou para Raúl. O zagueiro tentou se recuperar travando o espanhol, mas a redonda sobrou limpa para Farfan colocar no canto do gol, fazendo 1 a 0.

Lisandro teve boa chance de empatar aos 16, mas chutou em cima de Neuer, a poucos metros do goleirão. Perdeu, pagou: já aos 20 o Schalke ampliaria, em ataque rápido, quando Kluge avançou e passou para Huntelaar, que se antecipou a Cissokho depois que Raúl saiu da bola e levou a marcação junto. A ausência de Cris era sentida na organização da zaga lionesa.

O OL não se abateu, tentou subtrair o prejuízo, mas cedia o contra-ataque, o que tornava as coisas muito perigosas para a defesa. Claude Puel veio com o atacante Gomis no lugar do lateral-esquerdo Cissokho, trazendo Michel Bastos para compor o setor pela defesa – o que não gosto, pois afasta o brasileiro da área, e também acabou não dando resultado… Mas enfim, perdido por um, perdido por mil né?

Minutos depois, Gourcuff foi atingido duramente por Metzelder e teve de sair de maca, dando lugar a Pjanic. Até Licha sairia, para a entrada de Pied. Mas nada lá na frente. E o Lyon conseguiu a proeza de tomar mais um gol de “Ruim-telaar” (como os colegas dizem aqui na redação), que recebeu passe na área francesa com todo o tempo do mundo, sassaricou na frente de Reveillère e chutou. A bola prensada encobriu Lloris, pra sorte do holandês: 3 a 0, fecha a conta e passa a régua na Alemanha.


L’autres françaises

Younes Kaboul: titular ao lado de Gallas no Tottenham, time de Gomes (o goleiro grande!). Mostrou presença de área e habilidade ao abrir o placar contra o Werder, em voleio após cruzamento à meia-altura de Lennon. Foi o 2º gol em 2 jogos! E acabou como top player do site oficial da Champions, com nota 8,5 dos “experts”.

Jonathan Biabiany: titular na Inter de Milão contra o Twente. Muito bem no primeiro tempo, “causando” pelo lado direito do ataque. Jogou até os 35 do 2º tempo.

Djibril Cissé: artilheiro do Campeonato Grego e capitão do Panathinaikos, perdeu ótima chance de gol contra o Barcelona aos 19, quando invadiu a área e finalizou para bela defesa de Valdés. Ficou até o fim liderando o ataque do time ateniense, porém se mostrou improdutivo.

Jean-Alain Boumsong: titular também nos 90 minutos, mas a defesa levou três do Barça né…

Sidney Govou nem banco foi hoje na Grécia, não sei se machucou-se, mas soube que já anda deixando o clube insatisfeito pela vida noturna agitada…

Eric Abidal: foi banco na equipe espanhola, entrou aos 26 do 2º tempo. Com as boas partidas dos brasileiros Adriano e Maxwell pela lateral-esquerda, pode acabar sobrando no time catalão, que terá o superclássico contra o Real Madrid pelo Campeonato Espanhol na próxima segunda-feira.

kaboul_tottenham_werder_afp

Que Kaboul está com a bola cheia, ninguém duvida! (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 20 de outubro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 17:38

Lyon no caminho da vaga na UCL

Compartilhe: Twitter

Lyon 2 x 0 Benfica, três vitórias em três jogos na Champions League! Com os 3 a 1 do Schalke (dois de Raúl) sobre o Hapoel Tel-Aviv, o OL lidera o grupo B com nove pontos, seguido pelo time alemão com seis. Benfica permanece com três e a equipe israelense com zero. Antes mesmo do segundo turno da etapa de grupos, a classificação para a segunda fase da Liga dos Campeões da Europa está próxima!

Contra o time de Lisboa, que teve os brasileiros Luisão, David Luiz (dupla de zaga) e Alan Kardec como titulares, Claude Puel escalou Lloris, Réveillère, Cris, Diakhaté e Cissokho; Gonalons, Pjanic e Gourcuff (Kallstrom aos 26 do 2º); Briand, Michel Bastos (Pied aos 19 do 2º) e Lisandro López. E foi premiado pela ofensividade.

O primeiro gol saiu aos 21 minutos de jogo. A jogada começou com um erro de Luisão, que redundou na bomba de Michel Bastos na trave de Roberto Jimenez. Na sobra, o Lyon roubou a bola com Gourcuff, Bastos cruzou com precisão e Briand testou para o canto. Antes mesmo do fim da primeira etapa, o argentino Gaitán faria um favorzaço pro Lyonnais, ao receber o segundo amarelo e ser expulso depois de duas faltas duras.

Com seis minutos do 2º tempo, fatura liquidada. Briand chuta com perigo, a bola é rebatida pela trave, o próprio camisa 7 corre para pegar o rebote e centra na área. Lisandro cabeceia, o goleiro dá rebote e Licha, como disse o narrador espanhol da transmissão que acompanhei, cutuca pro fundo das redes. Sem acertar o gol de Lloris em seus chutes, o Benfica não teve forças para reagir. Mesmo sem aparecer nos gols, Miralem Pjanic foi destaque como o jogador que mais correu em campo.   

lyon_benfica_jimmy_briand_lisandro_lopez_reuters

Briand e Licha, autores dos gols no Gerland (Reuters)

lyon_benfica_alberto_mallenco_nicolas_gaitan_cris_reuters

O zagueiro e capitão brasileiro Cris aplaude o vermelho de Alberto Mallenco para Nicolas Gaitan, que facilitou deveras a vida lionesa na partida de hoje (Reuters)

Fora da França
O francês de maior destaque longe do Gerland hoje foi Jonathan Biabiany. Não marcou nenhum na vitória da Inter de Milão sobre o Tottenham, da Inglaterra, por 4 a 3, no Giuseppe Meazza. Mas provocou a expulsão do goleiro brasileiro Gomes no começo do primeiro tempo, deixando seu time em excelentes condições para abrir 4 a 0 antes do intervalo. Ser titular no atual campeão europeu e tetracampeão italiano não é pouco, o que prova que o garoto está de parabéns!

Amanhã, quinta-feira, temos Liga Europa com PSG e Lille em ação. Borussia Dortmund x Paris Saint-Germain promete, mas infelizmente só vai passar ao vivo para quem tem ESPN HD (15h). Cacemos os streams internéticos então!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 29 de setembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:26

O orgulho da França

Compartilhe: Twitter
"Ceis tão vendo onde eu rendo pra c..., né?", disse Michel no jogo do Lyon (AP)

"Ceis tão vendo onde eu rendo pra c..., né?", disse Michel no jogo do Lyon (AP)

Se as coisas vão mal em âmbito nacional, nada como um torneio continental para voltar a sorrir. É isso que o Lyon tem feito neste início de temporada. Hoje, não se importou com fato de jogar fora de casa e meteu 3 a 1 no Hapoel Tel-Aviv, em Israel. É a segunda vitória em dois jogos pela Liga dos Campeões da Europa, alçando o OL à liderança do grupo B – seis pontos, três à frente de Schalke 04, da Alemanha, e Benfica, de Portugal.

Claude Puel (bem mais aliviado, assim como o presidente Jean-Michel Aulas) escalou Lloris; Réveillère, Diakhaté, Lovren e Cissokho; Toulalan, Källström, Gourcuff (Pjanic, aos 32 do 2º) e Michel Bastos (Gonalons aos 44 do 2º); Briand e Gomis (Pied aos 18 do 2º).

Michel Bastos comandou a vitória, marcando de pênalti aos 7 minutos do 1º tempo e ampliando com uma pintura de gol aos 36 (aproveitou rebote de escanteio, batendo “na orelha” da bola, que fez curva impressionante e entrou na forquilha! – veja no vídeo no fim deste post). O goleiro nigeriano Enyeama – aquele mesmo que se destacou na Copa 2010, especialmente contra a Argentina – descontou aos 34 da segunda etapa, também cobrando penalidade. Mas Pjanic definiu o vencedor da contenda em Tel-Aviv, já nos acréscimos do jogo.

Bastos vem provando que não pode ser lateral esquerdo, sob pena de desperdiçar sua eficiência no ataque, chegando à área ou finalizando de média distância. Imagine se hoje ele fosse escalado como lateral: na hora do escanteio que originou seu gol, provavelmente estaria plantado no meio de campo, como um dos últimos homens lioneses, cobrindo a subida dos zagueiros que fossem tentar o cabeceio, e não na entrada da área, esperando um provável rebote…

O camisa 11 agora é o vice-artilheiro da Liga, com três gols, ao lado do francês Anelka (Chelsea) e do sueco Ibrahimovic (Milan), todos atrás de Samuel Eto’o Fils, da Inter de Milão, que tem quatro.

Com Olympique de Marselha (decepção) e Auxerre (confirmação) sem somar pontos depois de duas rodadas, o orgulho da França na Champions neste momento se chama Olympique Lyonnais.


Efe-efe-Efe

Figurando na já tradicional seção “Franceses fora da França (FfF)”, temos nesta quarta o jovem atacante Jonathan Biabiany. Finalmente aproveitado pela Internazionale, depois de alguns empréstimos para equipes menores da Itália, ele foi titular, jogou a partida inteira e esteve muito bem especialmente no primeiro tempo da goleada sobre o Werder Bremen – que teve como titular o zagueiro francês Mikaël Silvestre.

Silvestre (à esquerda) e Biabiany (centro): luta árdua pela melhor careta de esforço no Giuseppe Meazza (AP)

Silvestre (à esquerda) e Biabiany (centro): luta árdua pela melhor careta de esforço no Giuseppe Meazza (AP)

Mesmo sem jogar hoje, o meia-atacante Jérémy Menez foi destaque. Embora tenha atuado só por cerca de 60 minutos nas duas partidas da Roma, ele tem a melhor eficiência nos passes na Champions 2010/2011: acertou todos os 26 que distribuiu até aqui. Se liga aí, Claudio Ranieri!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 8 de setembro de 2010 Seleção francesa | 20:37

Fora dos Jogos

Compartilhe: Twitter

Ficou faltando falar da seleção francesa sub-21, que também jogou na terça-feira. Venceu Malta por 2 a 0, gols de Lynel Kitambala (do Lorient) e Mapou Yanga-Mbiwa (do Montpellier), mas acabou fora da fase final da Eurocopa 2011 e, consequentemente, da Olimpíada de Londres 2012.

O time de Erick Mombaerts que foi a campo teve Carrasso (capitão); Bocaly, Baysse, Yanga-Mbiwa e M’Bengué; Schneiderlin, Marcq (Bakar), Brahimi e Biabiany (Rivière); Tabanou e Modeste (Kitambala). Les Bleuets ficaram na terceira colocação do grupo 8, atrás da Ucrânia e com a mesma pontuação da Bélgica, que se deu melhor porque, no confronto direto, venceu na França e empatou em casa.

Vão jogar a próxima Euro sub-21: Dinamarca (país-sede), Suécia, Holanda, República Checa, Romênia, Itália, Croácia, Escócia, Grécia, Suíça, Ucrânia (vencedores de seus grupos), Espanha, Inglaterra, Bielorússia e Islândia (melhores vices nas chaves).

Seleção feminina da França

Gostei desse uniforme vermelho das jogadoras! (Foto: FFF)

Les femmes
A seleção feminina não está disputando o Mundial sub-17, que rola atualmente em Trinidad e Tobago. Porém, o time adulto segue no páreo para chegar ao Mundial da categoria, ano que vem, na Alemanha. Depois de passar pela fase de grupos, as mulheres francesas tentam bater a Itália no mata-mata dos playoffs para carimbar passaporte sem depender do sufoco da repescagem.

Sábado, dia 11, o jogo de ida é na França. Quarta, dia 15, é a volta na Bota. Os outros confrontos são: Suécia x Dinamarca, Ucrânia x Noruega e Inglaterra x Suíça. As quatro seleções derrotadas jogam uma repescagem entre si, cuja vencedora encara o terceiro colocado da Concacaf (América do Norte, América Central e Caribe) pela derradeira vaga na Copa do Mundo. Allez les femmes!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 3 de setembro de 2010 Eliminatórias da Eurocopa, Seleção francesa | 18:03

Péééssimo…

Compartilhe: Twitter
Yurevich e Valbuena em França 0 x 1 Bielorrússia

Valbuena dá um pé na bunda em Yurevich. Mas é cedo para apelar ainda... (AFP)

…foi perder em casa para a Bielorrússia, na estreia francesa nas Eliminatórias da Eurocopa 2012. Pressionou pacas, levou o gol da derrota em uma bobeada da zaga pertinho do final. Para quem queria a vitória a qualquer custo, Laurent Blanc agora vai ter que apertar os caras mais ainda. Até porque, pra virar alvo de críticas negativas não demora muito. Mas vamos com calma: foi só a primeira rodada, terça-feira tem mais (Bósnia, fora de casa) e um resultado bom em Sarajevo pode reverter o clima ruim facilmente.

O time que começou tinha Llorris; Sagna, Rami, Mexès e Clichy; Mvila, Diaby, Ménez e Malouda; Rémy e Hoarau. Ainda no primeiro tempo, Rémy se machucou e teve de sair, dando lugar a Valbuena. Os 45 minutos iniciais foram fracos de oportunidades de gols para ambos os lados.

Ainda com dificuldades ofensivas, Blanc sacou Ménez para a entrada de Saha aos 25 do segundo tempo. Mas para azar francês, o atacante do Everton foi outro lesionado, obrigando o treinador a colocar Gameiro em seu lugar alguns minutos depois. Lá na frente, Malouda, que teve um gol anulado, e Hoarau perdiam boas chances. Aos 41, o lance fatídico: Clicly perdeu dividida para Vyacheslav Hleb (que não é o Alexander Hleb, que jogou no Barcelona e também estava em campo) no lado esquerdo da defesa da França, o meia foi à linha de fundo, rolou para trás e Sergei Kislyak encheu o pé, no alto, sem chance para Lloris. E ficou nisso…

Com outro fiasco para o currículo, a França soma quatro derrotas consecutivas (duas na Copa 2010, México e África do Sul + uma no amistoso contra a Noruega + hoje), o que não acontecia desde 1937!! São sete partidas seguidas sem vitória, o que não acontecia desde 1966! Sai, uruca… 

A Bósnia vai chegar empolgada para terça, pois venceu Luxemburgo fora de casa, por 3 a 0. No outro jogo do grupo D, a Romênia “conseguiu” empatar com a Albânia em casa, por 1 a 1.

Volto para falar de Bósnia x França na terça de noite, provavelmente na quarta, pois viajo nesse feriado brasileiro, o que é raro porém acontece…

Sub-21
Nas eliminatórias da Euro 2011, os jovens franceses mostraram ótimo poder de recuperação e, após saírem perdendo por 2 a 0, empataram com a Ucrânia em 2 a 2, em Kiev. Bakar e Riviere marcaram os gols dos Bleuets, que agora precisam vencer Malta, na terça-feira, para seguirem com chances de classificação. Foram a campo:  Carrasso; Corchia, Théophile-Catherine, Yanga-Mbiwa e Mangala; Capoue, Gonalons (Marcq), Bakar (Kitambala) e Tabanou; Rivière e Modeste (Biabiany).

Reclamação do banco francês contra a Bielorrússia

Como é que se diz "assim não pode, assim não dá!" em francês??

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 11 de agosto de 2010 Seleção francesa | 18:12

Derrotas

Compartilhe: Twitter

Charles N'Zogbia, uma das novidades francesas, em ação no estádio Ullevaal (AP)

*Não consegui ver o jogo. Quem conseguiu ou tiver mais o que contar, por favor pratique o jornalismo colaborativo nos comentários!*

Laurent Blanc levou a campo os seguintes jogadores em sua estreia: Ruffier; Fanni, Rami, Méxès e Cissokho; Mvila, Sissoko, Nasri e N’Zogbia; Hoarau e Rémy. O primeiro tempo acabou sem gols, com a França tendo dificuldade em superar a marcação norueguesa.

Para a segunda etapa, Lass Diarra, Ben Arfa e Ménez vieram para o jogo, nos lugares de Sissoko, N’Zogbia e Rémy. No seu segundo toque na bola, o meia do Olympique de Marselha acertou um chute de 25 metros sem defesa para o goleiro adversário Knudsen, abrindo o placar em Oslo. Bem, Arfa! Vendo o gol mais tarde, na TV, podemos dizer que foi um forte arremate de canhota, no canto.

Mas não teve nada de tranquilidade para os Bleus, porque dois minutos depois os donos da casa empataram, com Huseklepp – em chute cruzado que, vendo pela TV, dava impressão de que Ruffier poderia ter desviado se tivesse ido para a bola com mais firmeza…

Aos 16 minutos, Benzema substituiu Hoarau. Porém, o gol de empate motivou a Noruega, que alcançou a virada novamente por intermédio de Huseklepp, que recebeu em contra-ataque, após bobeada feia de Diarra, ficou frente a frente com Ruffier e não desperdiçou, fazendo 2 a 1 aos 27. Sem entrosamento, sobretudo na defesa, o time francês não conseguiu o empate e a Era Blanc começou com derrota mesmo. Mas vamos com calma antes de levantar as pedras em sua direção…

O retrospecto francês contra a Noruega agora é menos favorável, apontando quatro vitórias, quatro empates e três derrotas. Mais cedo, a seleção sub 21 também não foi bem em seu compromisso oficial, pelas Eliminatórias para a Eurocopa da categoria: 1 a 0 para a Bélgica. Dirigido por Erick Mombaerts, o time teve Carrasso; Yanga-Mbiwa, N’Goyi, Mangala e Tabanou; Gonalons, N’Zonzi, (Martin), N’Gog (camisa 10 e capitão!) e Biabiany (Rivière); Roux e Aït-Fana (Sako).

Karim Ait Fana frança belgica sub 21

Karim Ait Fana, do Montpellier, cai num dia mesmo de quedas... (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 1 de agosto de 2010 Torneios europeus | 23:25

Domingo de campeões

Compartilhe: Twitter

Dia puxado na redação (Brasileirão repleto de clássicos…), não deu para escrever como eu gostaria. Então, breves pinceladas:

– Sabádo a noite, teve o amistoso Inter de Milão 3 x 0 Manchester City. O veterano Patrick Vieira acertou cotovelo em Materrazzi e desfalcou o time inglês no primeiro tempo. No segundo, a promessa Jonathan Biabiany, de volta a empréstimo ao Parma, entrou na partida.

– Achei que ia dar PSG (1 a 1 com a Roma, gol no sufoco de Hoarau), mas quem levou o Torneio de Paris foi o Bordeaux (2 a 1 no Porto, gols de Ayité e Ciani).

– Para variar um pouco, o Olympique de Marselha levantou outra taça, a segunda em cinco dias. Recebeu o espanhol Valencia, fez 1 a 0 no Vélodrome (Ben Arfa decidiu) e amealhou o Troféu Robert Louis-Dreyfus. “Que fase!”, dá pra dizer no sentido positivo da expressão…

– O Arsenal ficou com a Emirates Cup, apos vitória por 3 a 2 sobre o Celtic, com boa participação francesa: um gol de Samir Nasri e outro de Bacary Sagna.

– O Lyon empatou de novo pelo mesmo torneio, agora com o Milan, por 1 a 1. Com os brazucas Cris, Ederson e Michel Bastos em ação, o gol veio com belo cruzamento de Miralem Pjanic e eficiente “testada” de Jimmy Briand, que vai se mostrando uma ótima contratação.

Da esq. para dir.: Alain Boghossian, assistente da seleção, Jean Fernandez, técnico do Auxerre, e Laurent Blanc, treinador dos Bleus, no Parc des Princes, para Bordeaux x Porto (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 24 de março de 2010 Copas francesas, Franceses no mundo | 21:21

Muitos gols decisivos

Compartilhe: Twitter

Nas duas partidas restantes pelas quartas-de-finais da Copa da França, assistimos a um bocado de gols decisivos, onze. No Principado mais charmoso da Fórmula 1, o Monaco superou o Sochaux no sufoco da prorrogação, por 4 a 3. Já no norte francês, o Lens prevaleceu para cima do Saint-Etienne, fazendo 3 a 1 com contribuição brasileira.

Primeiro, as reviravoltas em Monaco. Boudebouz assustou os donos da casa no Louis II, ao abrir o placar para o Sochaux aos 29 minutos de jogo. Mas o Monaco conseguiu a virada logo depois, com gols de Puygrenier e Haruna, aos 34 e 38 minutos, respectivamente. Mal começou o segundo tempo, porém, o Sochaux empatou com Dalmat. E a virada veio aos 26 minutos, com Brown. Entretanto, quando tudo levava a crer que os visitantes garantiriam a vaga nas semifinais, Pino marcou para os anfitriões, aos 45 minutos!

A partida teria de ser decidida na prorrogação. Aí, brilhou a estrela do nigerense Moussa Maazou, que vem se mostrando uma ótima contratação para o ASM: ele marcou aos cinco minutos, na terceira e derradeira virada da partida. Para o Monaco, esta Copa pode ter o mesmo efeito esperado pelo PSG: salvar uma temporada que vem se mostrando decepcionante na Ligue 1.

Nenê, no alto, e colegas comemoram gol monegasco (Reuters)

Por fim, o triunfo do Lens. Apesar de estar longe de seus domínios, os alviverdes do Saint-Etienne saíram na frente do marcador logo no primeiro minuto de jogo. Após cruzamento de Monsoreau, Chelle e Ramos falharam e a bola sobrou com o belga Kevin Mirallas, que só teve o trabalho de empurrar para as redes. O empate do Lens veio ainda na primeira etapa. Aos 36 minutos, o zagueiro Chelle acertou a trave do goleiro Planté e, no rebote, o brasileiro Eduardo Santos apareceu para completar para o gol.

A virada dos donos da casa veio aos 30 minutos. Mais uma vez Roudet apareceu para bater falta, encontrando o zagueiro Yahia, que desviou para a meta adversária, não dando chances ao arqueiro adversário. No final, o próprio Roudet marcou o seu, garantindo a classificação da equipe aurirrubra para as semifinais. Como Eduardo esteve na campanha vitoriosa do Guingamp na última Copa da França, ele é o único que pode conquistar o bicampeonato consecutivo da competição!

Eduardo Santos tenta se livrar de marcador no Felix Bollaert (Reuters)

Franceses fora da França
Nesta quarta, Florent Malouda fez dois dos cinco gols que o Chelsea aplicou para cima do falido Portsmouth, fora de casa, pelo Campeonato Inglês. A revelação Jonathan Biabiany participou diretamente do gol do Parma sobre o Milan no Campeonato Italiano: chutou cruzado, o goleiro Abbiati rebateu e Bojinov mandou para a redes, decretando a derrota rossonera. E no berço da filosofia ocidental, Djibril Cissé, sempre ele, encerrou a vitória do Panathinaikos sobre o Pas Giannina por 3 a 1, pela partida de ida das semifinais da Copa da Grécia.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última