Publicidade

Posts com a Tag Anelka

quarta-feira, 16 de março de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:41

Real elimina Lyon e despacha a catiça

Compartilhe: Twitter

Depois de seis anos caindo nas oitavas de finais da Liga dos Campeões, mesmo com times capazes de ir bem além, o Real Madrid superou o carma para cima do Lyon, seu algoz no ano passado e que nunca havia vencido, em sete jogos. Marcelo matou a pau, Benzema voltou a ser implacável contra seu ex-clube e agora temos de torcer para Karim e os demais franceses fora da França na sequência da Champions. Michel Bastos e Ederson, se tivessem inteiros, poderiam ajudar. Mas como o “se” não entra em campo, segue a vida…

benzema_lloris_reu

Francês que brilha, francês que se lamenta e só resta ao país torcer pelos jogadores (Reuters)

Le match
O Real começou com tudo, mantendo a bola sempre no campo de ataque e fazendo Lloris trabalhar repetidamente. Aos 8, Pepe obstruiu Gourcuff em contra-ataque lionês, levando o amarelo. Passei a esperar que o jogo francês se concentrasse por cima do muitas vezes violento zagueiro português –  que por sinal fez o favor de acertar uma joelhada na cara de Lisandro López sem a arbitragem perceber…

Com o tempo, o Lyon foi atacando mais. Boa jogada aos 21, com Cissokho acionando Delgado, que chutou colocado e Casillas mandou para escanteio. Aos 26, Cristiano Ronaldo fez bela jogada, finalizou forte e Lloris espalmou com estilo, por cima do gol. Três minutos depois, Ricardo Carvalho deu carrinho feio em Delgado, por trás, e foi acertadamente advertido com amarelo pelo juiz esloveno (?). A zaga merengue já estava pendurada…

Cris estava bem perto de Benzema, tendo feito um eficiente desarme dentro da área aos 31 minutos. Mas cinco minutos depois, o brasileiro do Real fez a diferença: Marcelo tabelou com Cristiano Ronaldo, passou por Cris, deixou Lovren no chão e finalizou até que no meio do gol, mas Lloris, caído, só conseguiu espalmar para dentro: 1 a 0. Desse jeito, um gol do OL levava a disputa para os pênaltis.

Aos 40, Marcelo cruzou bem, Benzema emendou alta e Lloris fez linda e difícil defesa. Logo depois o 9 francês meteu para as redes, mas o bandeirinha invalidou corretamente. Ai ai ai… Melhor ir para o intervalo. Na volta dele, Claude Puel tirou Briand, que nada vinha fazendo de útil, e colocou Gomis, autor do gol na ida em Gerland. Gostei da mexida.

Entretanto, o Madrid continuava mais perto do segundo do que o Lyon do primeiro, infelizmente, com Lloris se desdobrando para não ser batido. Porém, aos 21, Reveillère errou passe, Marcelo lançou para o ataque, Lovren não achou a bola, Benzema deixou o mal-posicionado Cris para trás e tocou por baixo de Lloris: 2 a 0, e desta vez Karim comemorou sim, tá certo – seis gols em sete jogos na Liga, pô!

Puel tirou então Gourcuff, uma decepção, apostando no jovem Pied. Quem sabe alguém querendo mostrar serviço sirva mais para o time… A arbitragem poderia ajudar se fosse mais atenta e visse Pepe chutando propositadamente Lisandro em disputa pelo alto. Gomis chutou com perigo aos 25, mostrando que o Lyon ainda não estava morto – um gol poria fogo na partida, certamente.

Só que a defesa lionesa não estava a fim de colaborar e Di María ficou frente a frente com Lloris, esperou o goleiro francês cair (não deveria ter caído tão cedo…) e tocou por cima, sutilmente, para fazer 3 a 0 e enterrar o projeto Champions de Jean-Michel Aulas e subalternos. Pjanic veio pro lugar de Delgado, Lassana Diarra também entrou, mas o OL já estava entregue e o Real fez o tempo passar com eficiência.

Chelsea 0 x 0 Copenhague
Praticamente eliminado antes mesmo do jogo na Inglaterra, o time dinamarquês arrumou uma forma interessante de não passar em branco hoje: jogou de camisa rosa, quase violeta… Até que evitou a derrota em Londres, o que é digno de nota. Mas Florent Malouda e Nicolas Anelka vão às quartas de finais da Liga, como era de se esperar.

Amanhã o PSG decide
Em Portugal foi 2 a 1 para o Benfica, o que obriga o Paris a buscar a vitória em casa, pelas oitavas de finais da Liga Europa, às 14h45. A Rede TV! transmite ao vivo, com o inigualável Sílvio Luiz, que fará jornada dupla (coitado do decano…).

Abidal opera amanhã
A cirurgia foi antecipada em um dia e o lateral francês, que recebeu apoio dos colegas do Barcelona e dos jogadores de Real e Lyon no Santiago Bernabéu, já passou por procedimentos pré-operatórios. Bonne chance à lui!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:43

Benzema materializa a ironia. Anelka impecável

Compartilhe: Twitter

(Abre parêntese: Jogadores franceses calam os detratores e marcam todos os gols do dia na Champions. Fecha parêntese, obrigado)

Por cinco anos e quase 150 jogos, a torcida do Lyon se acostumou a torcer por Karim Benzema e comemorar seus mais de 60 gols. Hoje, em sua casa, provou do amargo gosto de ver o filho de Gerland balançar as redes do lado rival – no caso, o Real Madrid. Triste, mas poderia ter sido pior, caso fosse o gol da primeira vitória madridista sobre o time francês, na ida das oitavas de finais da Liga dos Campeões da Europa. O que não se nega é que foi o quinto do atacante em seis jogos na Champions, nada mal para um reserva…

Outro gaulês a brilhar foi Nicolas Anelka, mais um atacante costumeiramente contestado. O Chelsea foi à Dinamarca e só deu ele no placar. Agora soma sete gols e se iguala a Samuel Eto’o, da Inter de Milão, na artilharia geral do torneio de clubes mais difícil do mundo. Tá bom?

benzema_real_madrid_reuters

Patinou, mas marcou mais um o BenzeBut... (Reuters)

Lyon 1 x 1 Real Madrid
O Lyon começou com Lloris; Réveillère, Lovren, Cris e Cissokho; Toulalan, Kallstrom, Gourcuff, Delgado e Michel Bastos; Gomis. Do lado do Real, Casillas; Sérgio Ramos, Pepe, Ricardo Carvalho e Arbeloa; Xabi Alonso, Khedira, Ozil e Di María; Cristiano Ronaldo e Adebayor, com Kaká, Marcelo e Benzema como opções no banco de reservas. Na tribuna foi visto o francês Zidane ao lado do espanhol Florentino Pérez, presidente do Real e seu chefe.

delgado_ramos_reuters

Sergio Ramos x Cesar Delgado (Reuters)

Os lioneses iniciaram marcando e batendo em Cristiano Ronaldo, mas o primeiro amarelo foi pra Sérgio Ramos, por uma pegada dura em Delgado. Aos poucos, o time da casa se mostrou mais perigoso, atingindo a área merengue bem mais do que o contrário. Michel Bastos foi bastante acionado, Delgado mostrou eficiência e Gomis perdeu ótima chance na conclusão de um contra-ataque, finalizando mal com Casillas já no chão. Mesmo com o Real se soltando mais com o passar do tempo, o primeiro tempo do OL foi melhor.

Situação radicalmente oposta foi vista nos primeiros minutos da segunda etapa. Não houve substituições em ambos os lados, mas Michel Bastos levou o cartão amarelo que o suspende da partida de volta por falta em Di María perto da grande área. Na cobrança, Cristiano botou o veneno que lhe é costumeiro em arremate cruzado, Lloris não achou nada e a bola estourou na trave. Segundos depois, em chuveirinho na área francesa, Sérgio Ramos testou com estilo, Hugo novamente se esticou sem sucesso e ela rebateu no travessão… Sufoco e sorte, amigo!

Cristiano Ronaldo voltava a causar perigo e amarelou Cris. Minutos depois, José Mourinho deu um voto de confiança para Benzema, que veio para o lugar de Adebayor, no campo que conhece tão bem. E não é que em seu primeiro lance com bola, fez um desarme, recebeu dentro da área e balançou as redes, mesmo desequilibrado? Aos 20 minutos, todos vieram abraçá-lo, mas obviamente ele não comemorou contra seu ex-time, que o revelou e vendeu para a Espanha…

Tentando diminuir o prejuízo, Claude Puel colocou Briand e Pied nos lugares de Bastos e Delgado. Sem organização mas com vontade, o Lyon acharia o gol do empate na bola alta. Falta levantada na área, Cris desviou e Gomis, livre e em posição legal, apenas escorou no canto de Casillas aos 38 minutos de jogo. Ainda houve tempo para se tentar um abafa, porém nada de mais gols. A invencibilidade contra o Madrid foi mantida, mas o empate em seus domínios, com gols, deixa o Lyon em desvantagem para a decisão no Bernabéu.

Copenhague 0 x 2 Chelsea

 anelka_chelsea_reuters

Nicolas finaliza no lance que originou o primeiro gol (Reuters)

O primeiro gol na outra partida do dia pela Champions foi francês. No primeiro tempo, Nicolas Anelka aproveitou erro na saída para o jogo do time dinamarquês, conduziu a bola pelo lado direito e chutou cruzado, rasteiro, por baixo do goleiro, que poderia ter pego, na minha avaliação.

O segundo gol… também. Lampard deu linda assistência para o camisa 39, que correu para a bola e bateu forte, cruzado, esse sim com pouca chance de defesa para Wiland. Nada de comemoração efusiva da parte do atacante, bem no estilo “I’m just doing my job”.

Podendo até perder na volta em Londres, o Chelsea já deve estar de olho em possíveis adversários nas quartas de finais…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 Brasileiros na França, Copas francesas, Francês da 1ª divisão, Franceses no mundo | 23:59

Lyon e Bordeaux caem na Copa da França. E mais…

Compartilhe: Twitter

Desculpa pela demora em postar de ontem pra hoje, mas tô no meio do plantão de feriado (terça é niver de SP), com equipe reduzida mas afazeres não 

Na fase 1/16-de-finais, as zebras passearam. A começar na casa da tia Nice, né não Lyon? Com fogo amigo ainda, mais doloroso foi… Os Girondinos de Bordeaux também sentiram o gosto da decepção somada com a vergonha, assim como o Stade Brestois, eliminado por um rival amador, de quinta categoria divisão, forte no handebol, mas quase desconhecido no mundo estratificado do futebol – o glorioso Chambéry.

Veja os resultados:

Nice 1 x 0 Lyon – Clerc, ex-OL, marcou, depois de jogada construída por Mounier, ex-OL, na prorrogação
Agen (CFA2) 2 x 3 Paris Saint-GermainBodmer (ex-OL…), Luyindula (ex… adivinhe?) e Hoarau fizeram. Nenê deu duas assistências
 

Túlio de Melo é festejado pelos lilleanos (AFP)

Túlio de Melo é festejado pelos lilleanos (AFP)

Lille 1 x 0 Wasquehal (CFA2) – Túlio de Melo marcou o gol da classificação
Angers (L2) 1 x 0 BordeauxBoa organização defensiva fez com que a zebra se justificasse
Vaulx-en-Velin (DH) 0 x 2 RennesTettey e Brahimi
Nîmes (L2) 1 x 2 NancyJulien Féret fez os dois do ASNL
Chambéry (CFA2) 1 (4) x 1 (3) Brest – Os dois gols do empate saíram na prorrogação. Nos pênaltis, zebraça!
Fontenay-le-Comte (CFA) 0 x 1 Lorient – Autret marcou só no 2º tempo da prorrogação
Sochaux 2 x 1 Paris FC – Esse foi na sexta-feira
Clermont Foot (L2) 1 x 3 Reims (L2)
Sedan (L2) 0 x 1 Metz (L2) 
Strasbourg (Nat) 1 x 0 Evian TG (L2) 
Boulogne (L2) 0 x 1 Drancy (CFA) 
Nantes  (L2) 2 x 1 Raon-l’Étape (CFA) 
Cherbourg  (CFA) 0 x 1 Le Mans (L2) 
Quevilly (CFA) 1 (3) x 1 (5) Martigues (CFA) Lille

E como ficam as oitavas de finais, agendadas para 2 de fevereiro:

Martigues (CFA) x Paris-SG
Lille x Nantes (L2)
Rennes x Reims (L2)
Lorient x Metz (L2)
Nancy x Le Mans (L2)
Drancy (CFA) x Nice
Chambéry (CFA2) x Sochaux
Angers (L2) x Strasbourg (Nat)


Ligue 1

Malouda vence o goleiro do Bolton (Getty Images)

Malouda vence o goleiro do Bolton (Getty Images)

Também teve Campeonato Francês no “findi”. Mas apenas um jogo, que faltava para que todos, agora, tivessem o mesmo número de partidas disputadas. Adil Hermach, de voleio, e Toifilou Maoulida, aproveitando cruzamento de Grégory Sertic, definiram a vitória do Lens sobre o Caen.

Esse resultado nada interferiu nas 16 primeiras posições da tabela. Mas fez com que o Lens passasse o Caen, virando 17º e relegando o adversário para a 18ª e primeira posição na zona de rebaixamento. Então, ô se valeu… 


FfF
Agitada a seção Franceses fora da França, vou resumir:

Menez fez um golaço pela Roma, contra o Cagliari, no Italiano. Gingou em frente ao goleiro, que saiu pr’um lado e ele pelo outro, antes de rolar pro barbante.

Benzema marcou o gol da vitória do Real Madrid, contra o Mallorca, pelo Espanhol. Dias depois de Kaká ter pedido pra ele “fazer um pouco mais dentro de campo”…. (tomou?)

– Na goleada do Chelsea sobre o Bolton no Inglês, Malouda e Anelka balançaram as redes. Foi o nono gol de Florent na Premier League, igualando-se ao compatriota Nasri no top ten dos goleadores (e olha que os dois são meias…). Nicolas tem quatro gols a menos – precisa recuperar terreno, senhor 39!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010 Franceses no mundo | 19:53

Com mais franceses, Arsenal derrota Chelsea

Compartilhe: Twitter

Acabaram minhas férias e recesso, voltei ao trabalho: 2011 já começou…

Na Inglaterra não tem essa de recesso pra Natal e Ano Novo, então fiquemos de olho nos franceses que atuam por lá. Hoje rolou o grande clássico entre Arsenal e Chelsea, pelo Campeonato Inglês. Cinco jogadores da França foram titulares:  Bacary Sagna, Laurent Koscielny, Gael Clichy e Samir Nasri, pelo time dos Gunners, o mandante, e Florent Malouda, pelos Blues.

Poderiam ser mais, mas Sebastien Squillaci perdeu posição na zaga para Djourou, do lado do Arsenal, e Nicolas Anelka sentiu lesão no joelho, desfalcando o Chelsea, que teve Gael Kakuta começando no banco de reservas. Em compensação, o técnico francês Arsene Wenger c0locou o compatriota Abou Diaby no segundo tempo, no lugar de Walcott.

Com a bola rolando, o Arsenal aproveitou cochilo do rival para abrir 3 a 0, sofreu um gol mas segurou a vitória (sem gols franceses), mantendo-se à frente do Chelsea na luta pelas primeiras colocações da Premier League, que segue com mais jogos amanhã, terça-feira.

arsenal_chelsea_sagna_song_malouda_reu

Sagna chega no carrinho pra cima de Malouda, acompanhado por Song, autor do primeiro gol no Emirates Stadium (Reuters)

 

Faltou falar de Biabiany
Por conta das férias, acabei me ausentando mais do que o costume e deixei de citar a boa participação de Jonathan Biabiany na decisão do Mundial de Clubes: o jovem atacante francês marcou o terceiro e último gol da Inter de Milão contra o Tout Puissant Mazembe, congolês que fala francês e maior surpresa do torneio nos Emirados Árabes Unidos.

Mesmo assim, a satisfatória primeira metade de temporada de Biabiany pode não ser suficiente para segurá-lo na Inter, que pode utilizá-lo como moeda de troca em alguma negociação para reforçar o elenco, agora sob o comando do brasileiro Leonardo. Se sair, que não suma, pois já mostrou que tem potencial.

biabiany_inter_milão_mundial_clubes_afp

Lance que acabaria na última rede balançada no último grande torneio acabado em 2010 (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 17 de novembro de 2010 Seleção francesa | 08:03

Vídeo: Wembley, 10 de fevereiro de 1999

Compartilhe: Twitter

O último encontro entre Inglaterra e França no mítico estádio londrino se deu há mais de 11 anos: 2 a 0 pros Bleus no amistoso, com gols do então moleque Nicolas Anelka e maestria de Zinedine Zidane.

Nesta quarta-feira, nem Anelka nem Zizou estarão em campo, o primeiro porque não fez nem faz a mínima questão, e o segundo porque já foi seu tempo nos gramados profissionais. O único remanescente é Laurent Blanc, que foi titular na zaga naquele dia, um ano antes de pendurar a chuteira (contra a mesma rival, 1 a 1 em Saint-Denis), e agora estará no banco de reservas gaulês. Sorte, professor!

Embaixo do garotão sorrindo a seguir, o vídeo em que Zinedine relembra o jogo (Merci, Filipe!)

England 0 – France 2 friendly 1999.

anelka_1999_youtube

O muleki Nicolas naquele dia

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 3 de novembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 20:53

Chocolate do Marselha e arroz com feijão do Auxerre

Compartilhe: Twitter
zilina_marselha_gignac_dubravka_reuters

As atuações de Gignac e do goleiro Dubravka contrastaram gritantemente, como nessa foto da agência Reuters

Bela quarta-feira para os times franceses na Liga dos Campeões da Europa, numa semana em que tudo se inverteu em relação às duas primeiras rodadas: Lyon perdeu, Marselha e Auxerre ganharam. Com placares beeeem diferentes, mas em circunstâncias favoráveis, reanimando-os no principal torneio do continente.

E que goleada ACACHAPANTE do Olympique: 7 a 0 no MSK Zilina, e na Eslováquia! Foi a segunda maior vitória da história da Uefa Champions League, atrás apenas de Liverpool 8 x 0 Besiktas, em 2007. O Marseille ainda alcançou os recordes de maior vitória fora de casa ao final da partida e nos primeiros 45 minutos de jogo, quando já estava 4 a 0.

Particularmente, quem não se esquecerá desta noite de terça-feira será André-Pierre Gignac, aplaudido e substituído na segunda etapa por Brandão. Depois de marcar apenas um gol em dez jogos disputados na atual temporada, entre Ligue 1 e Champions, o atacante ex-Toulouse renasceu: fez um hat-trick e se tornou o quarto francês a obter tal marca na competição, depois de Franck Sauzée (esse eu não conhecia), Thierry Henry e Sylvain Wiltord. Lucho González marcou dois, Gabriel Heinze e Loïc Rémy completaram o placar com um tento cada.

Como era esperado, o Chelsea não tomou conhecimento do Spartak Moscou: 4 a 1 no Stamford Bridge, em resultado excelente para a pretensão de classificação do OM. Curiosamente, entre os que mais ajudaram o time francês no jogo de Londres estão o francês Nicolas Anelka (agora vice-artilheiro geral*), autor de um gol, e Didier Drogba, ex-Olympique, com um gol (de pênalti) e uma assistência (cruzamento perfeito para o cabeceio de Ivanovic). Agora, Marselha e Spartak empatam em pontos, mas o enorme saldo de gols do time francês não o coloca na frente porque, no confronto direto (1º critério de desempate), a vantagem é russa, pela vitória por 1 a 0 no Vélodrome. Portanto, é mais do que recomendável aos comandados de Didier Deschamps uma vitória em Moscou, na próxima rodada, dia 23.

auxerre_ajax_birsa_sammaritano_quercia_reuters

Julien Quercia tenta evitar, sem sucesso, a comemoração nada máscula de Valter Birsa e Frédéric Sammaritano (Reuters)

Bem mais magra, porém tão importante quanto, foi a vitória do Auxerre sobre o Ajax no L’Abbé-Deschamps, por 2 a 1. O AJA abriu o placar logo de cara, quanto Frédéric Sammaritano não quis saber da fama religiosa do seu nome e chegou com tudo num chute-dividida que virou gol nos primeiros minutos. A pressão holandesa foi intensa, Luiz Suárez deu um trabalhão e o empate veio de cabeça (com o beque Alderweired), no segundo tempo. Quando tudo parecia resolvido, porém, Kamel Chafni foi espertaço após sofrer falta no ataque: bateu rapidinho, colocando Steeven Langil na cara de Stekelenburg, e a rolada por baixo do arqueiro deu a vitória aos anfitriões.

Uma vitória do Real Madrid sobre o Milan seria perfeita para o sonho auxerrense, mas até que o empate por 2 a 2 no San Siro não foi ruim, pois a equipe francesa (3 pontos) está a apenas dois pontos do time italiano, vice-líder do grupo G (o Ajax tem 4). Como o Auxerre receberá os rossoneros na próxima rodada, pode ultrapassá-los na tabela em caso de vitória e, se o Real bater ou empatar com o Ajax na Holanda, subirá para uma surreal segunda posição na chave da morte! Como o futebol está sempre sujeito a acasos e imprevistos, o que custa sonhar?

FfF
Pinceladas sobre o que fizeram os jogadores franceses que atuam fora da França: 

– Ontem, Gabriel Obertan anotou um belo gol na vitória do Manchester United sobre o Bursaspor (3 a 0)

– Como disse o Filipe nos comentários, Karim Benzema foi o responsável pela assistência para o gol que salvou o Real Madrid da derrota na Itália. No fim de semana, pelo Campeonato Espanhol, ele também foi fundamental para o sucesso do time, que venceu o Hércules de Trezeguet (que abrira o placar) de virada.

Jérémy Menez abriu o placar para a Roma contra o Basel, finalizando com categoria. Acabaria 3 a 2 pró-giallorossi na Suíça.

Gael Clichy vacilou feio no lance que redundaria no segundo gol do Shakhtar Donetsk sobre o Arsenal, o de Eduardo, perdendo a bola na defesa, perto da linha de fundo. Os Gunners levaram 2 a 1 na Ucrânia.

*Com 5 gols em 4 jogos, Anelka está empatado com Lionel Messi (Barcelona) e atrás apenas de Samuel Eto’o (Inter de Milão), que tem 7.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 19 de outubro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 17:58

Conforme os prognósticos

Compartilhe: Twitter

Liga dos Campeões da Europa previsível para os times franceses nesta terça-feira. As transmissões via internet que tentei sintonizar mais falharam que funcionaram, mas segue a vida…

Enfim, o Olympique de Marselha venceu. Bateu o Zilina em casa (1 a 0, gol do zagueirão Diawara). Segue na luta com o Spartak Moscou pela segunda vaga do grupo.

Como sempre, o Auxerre perdeu. O “AJA” derrotado pelo “AJAX” (2 a 1) na Holanda. Nem Liga Europa deve rolar…

Enquanto o pau comia nos protestos contra a reforma da previdência em algumas ruas de Marselha, a metros dali o Olympique recebia o MSK no Vélodrome. E comeu grama para vencer, apesar da superioridade técnica do seu elenco. Só no primeiro tempo foram onze escanteios para o OM, mas nada de gols…

Até que aos 3 minutos da etapa complementar veio o alívio, quando o senegalês Diawara testou para o gol e o arqueiro Dubravka foi amigão dos marselheses, falhando na defesa. Depois, Deschamps colocou Rémy e Abriel nos lugares de Brandão e Lucho González, mas nada de ampliação de placar. Então, o técnico optou por Edouard Cissé para a vaga de Gignac nos dez minutos finais, segurando o resultado.

Lá na Amsterdã Arena, De Zeeuw, logo aos 7 minutos, colocou o time da casa na frente após um balaço sem chance para Sorin. O uruguaio Luis Suárez, o mesmo que bancou o goleiro na Copa 2010, ampliou depois de jogada rápida pelo setor direito do ataque. Antes, o time francês teve um gol bem anulado, depois que Contout fez falta no goleiro Stekelenburg na disputa aérea na área.

O gol pra valer saiu após bela cobrança de falta do esloveno Valter Birsa, um minuto depois do AJA ficar com um a mais em campo, com a expulsão de Ooijer. Mas parou por aí, até porque o Ajax terminaria o jogo em vantagem numérica graças aos vermelhos dados a Oliech e Mignot. Le Tallec e Jelen (o líder em impedimentos da Champions, com 8 em 2 jogos!) realmente fizeram falta lá na frente…

olympique_marselha_zilina_diawara_afp

O senegalês Souleymane Diawara ganha no alto, marca e parte para uma comemoração tresloucada, que só acabaria no chão (AFP)

 

Franceses fora da França
Nicolas Anelka fez o segundo e último da vitória do impecável Chelsea (3 vitórias em 3 jogos) sobre o Spartak Moscou, na Rússia, e se igualou a Samuel Eto’o (Inter de Milão) no topo da artilharia da Champions League com 4 gols.

Samir Nasri marcou o segundo na goleada do Arsenal, também 100%, sobre o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia (5 a 1). Foi seu primeiro no atual torneio.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 29 de setembro de 2010 Franceses no mundo, Torneios europeus | 18:26

O orgulho da França

Compartilhe: Twitter
"Ceis tão vendo onde eu rendo pra c..., né?", disse Michel no jogo do Lyon (AP)

"Ceis tão vendo onde eu rendo pra c..., né?", disse Michel no jogo do Lyon (AP)

Se as coisas vão mal em âmbito nacional, nada como um torneio continental para voltar a sorrir. É isso que o Lyon tem feito neste início de temporada. Hoje, não se importou com fato de jogar fora de casa e meteu 3 a 1 no Hapoel Tel-Aviv, em Israel. É a segunda vitória em dois jogos pela Liga dos Campeões da Europa, alçando o OL à liderança do grupo B – seis pontos, três à frente de Schalke 04, da Alemanha, e Benfica, de Portugal.

Claude Puel (bem mais aliviado, assim como o presidente Jean-Michel Aulas) escalou Lloris; Réveillère, Diakhaté, Lovren e Cissokho; Toulalan, Källström, Gourcuff (Pjanic, aos 32 do 2º) e Michel Bastos (Gonalons aos 44 do 2º); Briand e Gomis (Pied aos 18 do 2º).

Michel Bastos comandou a vitória, marcando de pênalti aos 7 minutos do 1º tempo e ampliando com uma pintura de gol aos 36 (aproveitou rebote de escanteio, batendo “na orelha” da bola, que fez curva impressionante e entrou na forquilha! – veja no vídeo no fim deste post). O goleiro nigeriano Enyeama – aquele mesmo que se destacou na Copa 2010, especialmente contra a Argentina – descontou aos 34 da segunda etapa, também cobrando penalidade. Mas Pjanic definiu o vencedor da contenda em Tel-Aviv, já nos acréscimos do jogo.

Bastos vem provando que não pode ser lateral esquerdo, sob pena de desperdiçar sua eficiência no ataque, chegando à área ou finalizando de média distância. Imagine se hoje ele fosse escalado como lateral: na hora do escanteio que originou seu gol, provavelmente estaria plantado no meio de campo, como um dos últimos homens lioneses, cobrindo a subida dos zagueiros que fossem tentar o cabeceio, e não na entrada da área, esperando um provável rebote…

O camisa 11 agora é o vice-artilheiro da Liga, com três gols, ao lado do francês Anelka (Chelsea) e do sueco Ibrahimovic (Milan), todos atrás de Samuel Eto’o Fils, da Inter de Milão, que tem quatro.

Com Olympique de Marselha (decepção) e Auxerre (confirmação) sem somar pontos depois de duas rodadas, o orgulho da França na Champions neste momento se chama Olympique Lyonnais.


Efe-efe-Efe

Figurando na já tradicional seção “Franceses fora da França (FfF)”, temos nesta quarta o jovem atacante Jonathan Biabiany. Finalmente aproveitado pela Internazionale, depois de alguns empréstimos para equipes menores da Itália, ele foi titular, jogou a partida inteira e esteve muito bem especialmente no primeiro tempo da goleada sobre o Werder Bremen – que teve como titular o zagueiro francês Mikaël Silvestre.

Silvestre (à esquerda) e Biabiany (centro): luta árdua pela melhor careta de esforço no Giuseppe Meazza (AP)

Silvestre (à esquerda) e Biabiany (centro): luta árdua pela melhor careta de esforço no Giuseppe Meazza (AP)

Mesmo sem jogar hoje, o meia-atacante Jérémy Menez foi destaque. Embora tenha atuado só por cerca de 60 minutos nas duas partidas da Roma, ele tem a melhor eficiência nos passes na Champions 2010/2011: acertou todos os 26 que distribuiu até aqui. Se liga aí, Claudio Ranieri!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 28 de setembro de 2010 Torneios europeus | 18:39

Oh Liga inglória!

Compartilhe: Twitter
O Auxerre domou as feras um tempão, criou chances possíveis de gol, mas saiu derrotado no seu quintal (AFP)

O Auxerre domou as feras um tempão, criou chances possíveis de gol, mas saiu derrotado no seu quintal (AFP)

Claro que eu não esperava algo diferente de derrotas de Olympique de Marselha para Chelsea e de Auxerre para Real Madrid. Porque torço pros franceses, mas em se tratando de Liga dos Campeões da Europa é preciso ser racional. Mas perder sempre dói de alguma forma, ainda mais quando você sente que a zebra podia prosperar até o fim do jogo.

Pô, o fra(n)co batalhador Auxerre do goleiro Sorin-não-argentino segurou o Real por 82 minutos (até o gol de Di Maria, Ave Maria!), com Cristiano Ronaldo, gel, pompa e circunstância! Custava segurar por mais uns dez, pra garantir o histórico empate no pitoresco L’Abbé-Deschamps? Ou quem sabe mandar pro gol de Iker Casillas um mísero contra-ataque com Jelen ou uma testada de zagueiro após chuveirão na área?

Lá do outro lado do Canal da Mancha, é óbvio que o “Chersa” foi melhor que o OM. Mas vejam que azar falta de sorte do time de-Didier-Deschamps nos gols: primeiro, Terry dá um leve toquinho e a bola passa no único furo existente entre o pé de Cheyrou e a trave de Mandanda! Depois, no cruzamento de Essien, Mbia virou de costas, mas a mal-intencionada bola foi encontrar justamente seu braço, sendo acintosa na queda ao gramado, para convencer o juiz de que foi pênalti. Com até a física a favor do time inglês, que se pode fazer?

A esperança é que amanhã o Lyon é o favorito contra o Hapoel, mesmo em Israel (infelizmente, não teremos nem VT nos canais da ESPN). Virá a bonança na quarta depois da tempestade de terça?

Choro à parte do blogueiro, veja quem foi a campo por Auxerre e Olympique hoje:

AJA: Sorin; Hengbart, Coulibaly, Grichting e Dudka; Ndinga, Langil (Alain Traoré), Pedretti, Contout (Jelen) e Chafni (Quercia); Oliech.

OM: Mandanda; Kaboré, Diawara, Mbia e Heinze; Edouard Cissé, Cheyrou (Andre Ayew) e Lucho González; Brandão, Rémy e Gignac (Valbuena).

Fogo amigo que vitimou o Olympique: os franceses Anelka e Malouda, do azul mais escuro - e brilhante - Chelsea (AP)

Fogo amigo que vitimou o Olympique: os franceses Anelka e Malouda, do azul mais escuro - e brilhante - Chelsea (AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 22 de setembro de 2010 Copas francesas | 18:45

Toulouse e Rennes eliminados

Compartilhe: Twitter

Sete partidas pela Copa da Liga Francesa hoje. Poucas zebras, mas elas apareceram sim na definição dos classificados para as oitavas de finais:

A alegria do Boulougne-sur-Mer contra o Toulouse (AFP)

A alegria do Boulougne-sur-Mer contra o Toulouse (AFP)

Saint-Etienne 2 x 0 Nice
Landrin e Bergessio asseguraram a classificação ainda no primeiro tempo. O ASSE, líder do Campeonato Francês, segue embalado.

Nancy 1 x 2 Bordeaux 
Bellion abriu o placar para o time visitante, mas Diakite chegou a empatar no início do segundo tempo. Logo na sequência, porém, o Nancy perdeu um jogador expulso e Modeste acabou marcando o gol da vitória, ainda aos 25 da etapa complementar.

Monaco 1 x 0 Lens
Parada só resolvida aos 38 minutos do segundo tempo, quando o romeno Niculae converteu pênalti para alívio do Principado

Boulogne (2ª) 2 x 1 Toulouse
Decisão somente na prorrogação, após empate em 1 a 1 (Lorca e Sissoko). No tempo extra, o TFC perdeu Tabanou, expulso, e a pressão dos donos da casa funcionou: dois pênaltis a favor do time, um deles convertido (Atik) e zebrinha passeando… 

Guingamp (3ª) 3 x 1 Rennes 
O Stade Rennais até saiu na frente, com Kembo-Ekoko balançando as redes logo aos 4 minutos de jogo. Mas o time da terceira divisão virou com sobra: Knockaert, Soly e Diallo marcaram. Vale lembrar que o Guingamp não é de todo desconhecido, pois faturou a Copa da França 2008/2009 quando estava na Ligue 2.

Arles-Avignon 0 x 1 Caen
Gol do atacante marfinense Kandia Traoré, aos 31 minutos do segundo tempo. O Arles não foi capaz de ganhar nada nessa temporada até agora… 

Sochaux 0 x 2 Bastia (3ª)
Suarez e Sens trouxeram a zebrinha de volta aos holofotes.

 
 

O Guingamp já sabe o que é aprontar para cima dos grandes numa copa francesa (AFP)

O Guingamp já sabe o que é aprontar para cima dos grandes numa copa francesa (AFP)


As equipes classificadas para as competições europeias no final da temporada passada (Olympique de Marselha, Lyon, Auxerre, Paris Saint Germain, Lille e Montpellier) entram no torneio agora nas oitavas de finais.


De vilão a herói

O atacante francês David N’Gog viveu uma situação inusitada pela Copa da Liga Inglesa. Primeiro ajudou muito seu Liverpool na prorrogação do jogo contra o Northampton, marcando o gol que evitou a eliminação, empatou a partida e a encaminhou para a decisão por pênaltis. Entretanto, nas penalidades ele acabou errando sua cobrança, ao lado do companheiro Eccleston, e o Northampton se classificou…

Em outra jornada infeliz de um atacante da França no futebol inglês, Nicolas Anelka marcou dois dos três gols do Chelsea sobre o Newcastle. Mas a defesa não funcionou, levou quatro e o time azul deu bye bye em casa!

Em tempo: Franck Ribéry, lesionado ontem, foi visto andando de muletas hoje. Deve levar quatro semanas para voltar à ativa.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última