Publicidade

Posts com a Tag Abedi Pelé

terça-feira, 10 de junho de 2014 Copa do Mundo | 19:22

Estrangeiros do futebol francês na Copa 2014

Compartilhe: Twitter
Antes mesmo de Falcao ser oficialmente cortado, os colombianos já tinham bolado a substituição perfeita, com um atacante cuja seleção não se classificou pra Copa...

Antes mesmo de Falcao ser oficialmente cortado, os colombianos já tinham bolado a substituição perfeita, com um atacante que também atua na França e cuja seleção não se classificou pra Copa…

Copa do Mundo não é torneio pra gente falar só de seleção francesa neste espaço, mas também de lembrar ao planeta bola os jogadores do Mundial que atuam no nosso querido futebol francês.

Lembrando que, dos 23 franceses convocados por Deschampsapenas 8 jogam atualmente no país. Quase o mesmo número de atletas que representam as seleções africanas de Camarões (7) e Costa do Marfim (6)!

Uma curiosidade: nos maiores campeões mundiais, Brasil e Itália, apenas o PSG cedeu destaques, três em cada. E o hoje bicampeão francês é o maior cessor de atletas para todas as 32 seleções, entre todos os clubes do país: 11, bem à frente do Monaco, o segundo nessa relação, com 4.

Bora lá (me baseei nesse link do bom site espanhol Futbol desde Francia, cruzando depois com os 23 confirmados da página da Fifa sobre a Copa):

Argélia: Carl Medjani (defensor do Valenciennes), Mehdi Mostefa (defensor do Ajaccio) e Aissa Mandi (defensor do Reims). Ryan Boudebouz (meia do Bastia) e Foued Kadir (meia do Stade Rennais) foram pré-selecionados, mas cortados.

ArgentinaSergio Romero (goleiro reserva do Monaco) e Ezequiel Lavezzi (atacante do Paris Saint Germain).

Bélgica: Divock Origi (lateral/ala do Lille).

Brasil: Thiago Silva (zagueiro capitão), David Luiz (zagueiro vindo agora do Chelsea) e Maxwell (lateral-esquerdo), todos do Paris Saint Germain.

Camarões: Nicolas Nkoulou (lateral do Olympique de Marseille), Henri Bedimo (lateral-esquerdo do Lyon); Jean Illes Makoun (volante do Rennes); Landry Nguemo (volante do Bordeaux); Edgar Salli (meia do Lens, recém-promovido da Ligue 2); Benjamin Moukandjo (meia-atacante do Nancy, da Ligue 2) e Vincent Aboubakar (atacante do Lorient). Guy Ndy Assembe, goleiro do Guingamp, e Jean-Armel Kana-Biyik, zagueiro do Rennes, ficaram fora.

Aboubakar foi um principais goleadores do último Campeonato Francês, empatado na vice-liderança do ranking geral com o também convocado Cavani, do Uruguai, ambos atrás do sueco Zlatan Ibrahimovic, lamentavelmente fora desta Copa.

Colômbia: David Ospina (goleiro do Nice); Ábel Aguilar (volante do Toulouse); James Rodríguez (meia do Monaco).

O goleador monegasco Radamel Falcao García foi pré-relacionado entre os 30, mas não se recuperou da cirurgia no joelho como torcíamos. Porém, o país conta com a habilidade de Rodríguez, maior assistente da última Ligue 1.

Costa do Marfim: Serge Aurier (lateral-direito do Toulouse); Benjamin Angoua (zagueiro do Valenciennes); Jean Daniel Akpa-Akpro (ala do Toulouse); Ismäel Diomande (meia do Saint Étienne); Salomon Kalou (meia do Lille) e Max-Alain Gradel (atacante do Saint Étienne). O lateral-direito Brice Dja Djedje, do Olympique de Marseille, e o volante Romaric (Bastia) não ficaram entre os 23.

Tem o único técnico francês de nascimento entre uma seleção estrangeira do Mundial: Sabri Lamouche, 42 anos, naturalizado tunisiano.

Croácia: Danijel Subasic (goleiro titular do Monaco).

Estados Unidos: Alejandro Bedoya (meia do Nantes).

Gana: Jonathan Mensah (zagueiro do Évian Thonon Gaillard); John Boye (zagueiro do Stade Rennais); Andre Ayew (atacante do Olympique de Marseille); Jordan Ayew (atacante do Sochaux) e Abdul Majeed Waris (atacante do Valenciennes) – que fez uma segunda metade de temporada muito boa na Ligue 1.

Andre é irmão mais velho de Jordan Ayew, ambos filhos do ex-atacante Abedi Pelé, que é o maior artilheiro da história da seleção mas, ironicamente, nunca disputou uma Copa do Mundo.

Itália: Salvatore Sirigu (goleiro titular); Thiago Motta (volante/meia); Marco Verratti (volante/meia), todos do Paris Saint Germain, e acima da média, principalmente os dois de linha.

México: Guillermo Ochoa (goleiro que disputou a última temporada pelo Ajaccio e está sem clube) – costuma pegar muito quando acossado;

Nigéria: Vincent Enyeama (goleiro titular do Lille). O meia Sunday Mba (CA Bastia, Ligue 2) foi pré-relacionado, mas acabou fora.

Enyeama fez uma excelente Ligue 1 2013/14 pelo LOSC, sendo um dos arqueiros menos vazados do campeonato francês.

Portugal: João Moutinho (volante/meia do Monaco).

Uruguai: Edinson Cavani (atacante do Paris Saint Germain) – craque!

-> Link para todos os convocados para a Copa 2014 do site do O Globo

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 27 de abril de 2011 Brasileiros na França, Ex-jogadores, Francês da 1ª divisão | 22:46

Segura o Marselha de sangue africano agora…

Compartilhe: Twitter
irmaos_ayew_afp

André levanta o mano Jordan: papai Abedi deve ter gostado muito! (AFP)

Onze gols nos dois jogos de hoje fechando a 32ª rodada do Campeonato Francês, que marravilha!, como diria um outro aí…

Mais significativo foi Olympique de Marselha 4 x 2 Nice, pois a vitória alça o OM para a liderança da Ligue 1 meses depois do domínio do Lille. E faltando seis rodadas, no embalo do bicampeonato da Copa da Liga Francesa, como parar um OM que só dependerá de si próprio para conquistar mais um bi daqui a um mês mais ou menos?

Destaque total para os filhos de Abedi Pelé (ex-jogador do Olympique*), responsáveis pelos quatro gols marselheses no Vélodrome: três de André Ayew e um de Jordan, o mais novo (Abdou Traoré e Civelli fizeram os tentos visitantes). Junto com o nigeriano Taiwo, os irmãos ganenses são a prova de que os africanos contribuem muito para o futebol francês e qualquer tipo de discriminação contra eles é, além de abominável, totalmente burra e sem sentido…

Lyon 3 x 2 Montpellier também teve sua importância, pois aproximou o OL do Lille (4 pontos) e manteve a distância para o Marselha em cinco pontos, permitindo que o sonho do título possa ser ainda alimentado. Além do mais, ser segundo é melhor do que terceiro no fligir dos ovos, pois somente o vice entra, junto com o campeão, diretamente na fase de grupos da próxima Liga dos Campeões da Europa.

A vitória só se definiu aos 44 minutos do segundo tempo, com o gol do “príncipe” Gourcuff. Ederson abriu o placar em Gerland, no seu primeiro tento depois do retorno de um longo tempo de estaleiro por contusão grave. Lisandro López fez o segundo lionês, entre os dois gols dos visitantes, com Giroud e Camara.

lyon_afp

Companheiros felicitam Ederson, o brasileiro que foi às redes hoje na França (AFP)

>> ClassificaçãoOlympique de Marselha lidera com 61 pontos, seguido por Lille, com 60, Lyon, com 56, PSG, com 53, e Rennes, com 51. Veja tabela completa

***

*Maior artilheiro de sempre da seleção de Gana, Abedi “Pelé” Ayew foi bicampeão francês e campeão europeu pelo OM, título mais importante da história do clube, em 1992/93.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 16 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 20:34

Ghana en France

Compartilhe: Twitter

Hoje, sexta-feira, Gana derrotou o Brasil na decisão da Copa do Mundo Sub 20, no Egito, após a sempre dramática decisão por pênaltis. Entre os campeões, dois atuam no futebol francês. O mais famoso deles é o atacante André Ayew. Não pelo desempenho em Olympique de Marselha, Lorient e Arles-Avignon, onde joga atualmente, na segunda divisão. Mas porque ele é filho de Abedi Pelé, um dos maiores jogadores da história do futebol africano, com uma Liga dos Campeões da Europa no currículo, pelo Olympique em 1993. 

Abeiku Quansah é atacante do Nice. Ele chegou ao clube em dezembro de 2007, mas só pôde assinar contrato como profissional um ano depois, no final de 2008, firmando compromisso até 2011. Das nove partidas do OGCN na atual Ligue 1, ele participou de duas e ainda não balançou as redes. O time da tia Nice, apenas o 18º na tabela do Francês, também conta com o meio-campista Enoch Adu, que disputou o Campeonato Africano Sub 20, mas não o Mundial.

O cApitão Ayew no meio dos brasileiros no Cairo (AP)

O capitão Ayew no meio dos brasileiros no Cairo (AP)

Quansah numa reação mais do que natural para um campeão (AP)

Quansah numa reação mais do que natural para um campeão (AP)

O que já se imaginava
Também hoje, a Fifa divulgou seu mais recente ranking de seleções, e a partir daí determinou os quatro cabeças-de-chave para a repescagem europeia visando a Copa de 2010. Como se esperava, França (9ª), Portugal (10º), Rússia (12ª) e Grécia (16ª) não correrão o risco de se enfrentar, mas terão um destes adversários nos mata-matas: Ucrânia (22ª), República da Irlanda (34ª), Bósnia-Herzegovina (42ª) e Eslovênia (49ª).

Relembrando que o sorteio para definição dos quatro confrontos no sistema de ida e volta acontece na segunda. Que as bolinhas não sejam maldosas com os Bleus…

Amanhã, no começo da tarde, publico aqui os jogos previstos para a nona rodada da Ligue 1. Au revoir et bon weekend!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,