Publicidade

Arquivo da Categoria Seleção francesa

segunda-feira, 2 de junho de 2014 Seleção francesa | 13:35

Brasil goleia França e fatura seu 8º Torneio de Toulon

Compartilhe: Twitter

A seleção francesa saiu na frente, porém a brasileira virou e goleou na decisão da decana copa sub 21: 5 a 2, depois de três penalidades máximas convertidas.

Bahebeck marcou os tentos dos donos da casa em Avignon, mas Ademílson (duas vezes), Alisson, Marquinhos e Thalles definiram o bicampeonato consecutivo brasileiro, repetindo a conquista do ano passado

-> Assista aos melhores momentos da partida de ontem nesta compilação do site da ESPN brasileira

Embora sejam os maiores campeões, Les Espoirs bleus não vencem desde 2007. OK, que os jovens aprendam também com as derrotas, que fazem parte do jogo e contribuem para o amadurecimento dos jogadores.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 30 de maio de 2014 Seleção francesa | 18:56

França e Brasil decidem 43º Torneio de Toulon

Compartilhe: Twitter
O franzino meia Adrien Rabiot, do PSG, é um dos destaques bleus em Toulon (foto: site ESPN)

O franzino meia Adrien Rabiot, do PSG, é um dos destaques bleus em Toulon (foto: site ESPN)

Neste domingo, dia 1º de junho, as duas seleções mais vencedoras da história da tradicional copa sub 21 fazem a final, com transmissão ao vivo da ESPN Brasil, às 13h30 de Brasília.

Les Bleuets ou Les Espoirs, como são chamados os jogadores da base da seleção francesa, buscam o 12º título para o país, enquanto que os brasileiros podem levantar o 8º caneco da canarinho.

-> Acesse o site oficial da competição francesa

Destaques do time anfitrião: o meia Rabiot e o atacante Bahebeck, do Paris Saint-Germain, o atacante Nangis, do Caen, o meia-atacante Sacko, do Bordeaux, e o zagueiro Sarr, do Lyon. Bahebeck e Sarr foram campeões mundiais sub 20 ano passado, lembrando que a França já tinha sido semifinalista do Mundial sub 20 anterior, em 2011. Ou seja, o trabalho na base está sendo bem feito :)

O escrete sul-americano, dirigido pelo conhecido Alexandre Gallo, ex-volante de Santos, Portuguesa e São Paulo, tem nomes também conhecidos dos acompanhadores do futebol brasuca (Ademilson e Rodrigo Caio, do SPFC, Luan, do Cruzeiro, Lucas Piazon, ex-São Paulo) e inclusive do francês, como o zagueiro Marquinhos, do PSG. Na comissão técnica figura Cláudio Caçapa, ex-beque do Lyon, que também é técnico da seleção sub 15.

-> Veja o histórico e estatísticas do Torneio de Toulon

Campanhas – A França estreou com 3 a 0 no Chile, depois ficou no 1 a 1 com a China, bateu o México por 2 a 1 e Portugal pelo mesmo placar. Atual campeão, o Brasil fez campanha melhor: 2 a 0 na Coreia do Sul, 2 a 1 na Colômbia, 2 a 1 na Inglaterra e 7 a 0 no Catar.

-> Conheça revelações que atuam na primeira e segunda divisão francesa

** FALTAM 16 DIAS PARA A ESTREIA FRANCESA NA COPA 2014! **

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 27 de maio de 2014 Seleção francesa | 19:28

Giroud, Valbuena e Griezmann aproveitam bem amistoso contra Noruega

Compartilhe: Twitter

Incorpado em 28/05

Em seu segundo jogo pela seleção, Ruffier mostrou a segurança que estamos acostumados a ver no Saint-Etienne (Reuters)

Em seu segundo jogo pela seleção, Ruffier mostrou a segurança que estamos acostumados a ver no Saint-Etienne (Reuters)

Fazia tempo que a França não metia quatro no Stade de France (outubro de 2005, contra o pobre Chipre), por isso a alegria do placar de hoje contra os nórdicos, no primeiro teste dos convocados pra Copa 2014.

Com o goleiro Lloris poupado, Ruffier foi o titular sob as balizas e o zagueiro Sakho o terceiro capitão da era Deschamps (Lloris e Matuidi o antecederam). Didier escalou Ruffier; Debuchy, Sakho, Koscielny, Evra; Cabaye, Pogba, Matuidi, Valbuena; Griezmann e Giroud.

-> Impulsionadora de talentos: conheça a Casa do Futebol que a Federação Francesa mantém em Clairefontaine, concentração número 1 da seleção

Logo aos 15 minutos, Pogba abriu o placar, o primeiro gol de cabeça da seleção desde março de 2013 (Giroud contra a Geórgia), após cruzamento de um impedido Valbuena. No segundo tempo, Sissoko e Digne vieram pros lugares de Pogba e Evra, e a goleada surgiu.

Mathieu Valbuena foi decisivo de novo, assistindo o arremate de Giroud aos 6 minutos. Rémy substituiu o participativo Griezmann aos 20, e dois minutos depois deixou o seu, após receber muito bom passe de Debuchy. Os 4 a 0 já vieram com 24 minutos, novamente num centro de Valb para a testada de Olivier Giroud, uma sombra real para o descansado Benzema.

O meia baixinho do Olympique de Marseille repetiu as três assistências que o poupado Ribéry conseguiu na última goleada francesa, os 6 a 0 na Austrália. Grenier, Mavuba e o estreante Cabella também participaram, nos lugares de Valbuena, Matuidi e Cabaye.

-> Confira os melhores lances do amistoso segundo o site do L’Equipe

A última vitória francesa sobre os noruegueses fora lááá em 1988, gol de Jean-Pierre Papin. O derradeiro embate, antes do de hoje em Saint-Denis, acontecera na estreia da Era Blanc: derrota por 2 a 1 em agosto de 2010.

A Noruega, que derrotou o Brasil na nossa Copa do Mundo de 1998, não consegue ir a um Mundial desde então.

Nostalgia
Apareceu na minha timeline tuítica hoje um vídeo com gol de Zidane sobre a Noruega, naquele mágico ano de 1998. Assista clicando aqui e, mais do que a conclusão pras redes, repare no domínio do mestre ao receber o lançamento de Djorkaeff. SEN-SA-CIO-NAL!

-> FALTAM 19 DIAS PARA A ESTREIA FRANCESA NA COPA 2014! <-

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 26 de maio de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 14:06

Sobre eleitos e preteridos pra Copa 2014

Compartilhe: Twitter

Atualizado depois dos cortes de Mandanda, Ribéry e Grenier

A bacana montagem colocada pelo amigo Filipe Papini de capa do grupo Ligue 1 Brasil no Facebook (No alto: Lloris,Ruffier, Landreau, Debuchy, Sagna, Koscielny, Sakho, Evra, Varane, Digne, Mavuba e Pogba; abaixo, Cabaye, Mangala,Matuidi, Sissoko, Schneiderlin, Valbuena, Cabella, Giroud, Rémy, Benzema, Griezmann e Deschamps)

A bacana montagem colocada pelo amigo Filipe Papini de capa do grupo Ligue 1 Brasil no Facebook (No alto: Lloris,
Ruffier, Landreau, Debuchy, Sagna, Koscielny, Sakho, Evra, Varane, Digne, Mavuba e Pogba; abaixo, Cabaye, Mangala,
Matuidi, Sissoko, Schneiderlin, Valbuena, Cabella, Giroud, Rémy, Benzema, Griezmann e Deschamps)

Enquanto a seleção já trabalha em Clairefontaine visando a Copa (amanhã faz o primeiro amistoso preparatório, contra a Noruega), vamos falar de convocados e ausentes. A lista do treinador Deschamps manteve a coerência, pilar que normalmente os técnicos consideram muito nessas situações, para ter mais controle do grupo e “fechá-lo” em torno do objetivo comum, como se diz no meio boleirístico.

O anúncio dos chamados confirmou esperadas ausências, como a do meia Nasri, do Manchester City, talentoso porém indisciplinado (e pouco útil para os Bleus, como lembrou o amigo Eduardo Madeira Jr). E tudo que Didier Deschamps quer é evitar a indisciplina que tanto fez mal ao grupo francês em 2010.

-> Caras pra gente ficar de olho: Franck Ribéry e Blaise Matuidi

Poderia ter levado os atacantes Lacazette, do Lyon, e Gignac, do Marseille, no lugar de nomes como Rémy e Griezmann, mas quem escolhe é ele. O lateral-direito Clichy, o volante Capoue e o meia Gourcuff provavelmente alimentavam alguma esperança de serem lembrados, mas nada. Até achei que o lateral-esquerdo e ultimamente zagueiro Abidal, atualmente no Monaco, poderia figurar, porém “foi aposentado” da seleção, com homenagem justa, “diga-se de passagem” (NETO, Craque).

Na contabilidade dos clubes que mais cederam atletas pra DD, a prova de que a maior parte dos destaques franceses estão fora da França: 16 nomes “estrangeiros”, 14 locais (considerando 23 + 7 suplentes). As agremiações que mais cederam convocados foram PSG, Arsenal (Inglaterra) e Newcastle (Inglaterra), o que revela a expressividade da Premier League como abrigo de importantes jogadores bleus.

-> Futbox: Veja dados e uniformes das seleções na história das Copas

A ausência de Abidal faz de Ribéry (31 anos) o mais longevo do grupo em termos de Copas: é o único que esteve nas de 2006 (era pré-Le Blog du Foot) e 2010 (quando já existíamos!). Lloris (o atual capitão), Sagna, Evra (33 anos) e Valbuena foram ao Mundial da África do Sul, enquanto que o vovô do elenco Landreau (35 anos) esteve na campanha do vice na Alemanha.

Portanto, Deschamps renovou bastante em relação há quatro anos, pois 16 dos seus 23 iniciais (com Mandanda, que iria para a segunda Copa) debutam no principal torneio da Fifa. Que eles tenham tranquilidade para não tremer caso tenham de mostrar serviço!

 

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 14 de maio de 2014 Copa do Mundo, Seleção francesa | 00:39

Copa 2014: Os selecionados de Deschamps

Compartilhe: Twitter

Enriquecido em 28/05

No início da preparação pro Mundial, o preparador físico Eric Bedouet (foto) será mais decisivo do que Didier Deschamps

No início da preparação pro Mundial, o preparador físico Eric Bedouet (foto) será mais decisivo do que Didier Deschamps

**Atualizado com a substituição forçada de Mandanda por Ruffier**

Técnico da França, Didier revelou hoje com quem pretende contar no Mundial brasileiro, tanto os “titulares da convocação” (23) quanto os suplentes (7), em caso de baixa no primeiro grupo.

Ele teria até 2 de junho para enviar à Fifa seus 23, mas, assim como fez Felipão, já deixou isso público. Voilà:

Gardiens : Hugo Lloris, Mickaël Landreau e Stéphane Ruffier (Steve Mandanda foi chamado e depois cortado por lesão)

Défenseurs : Mathieu Debuchy, Lucas Digne, Patrice Evra, Laurent Koscielny, Bacary Sagna, Eliaquim Mangala, Mamadou Sakho, Raphaël Varane.

Milieux de terrain : Yohan Cabaye, Clément Grenier, Blaise Matuidi, Paul Pogba, Moussa Sissoko, Rio Mavuba, Mathieu Valbuena.

Attaquants : Karim Benzema, Olivier Giroud, Loïc Rémy, Franck Ribéry, Antoine Griezmann.

Les 7 réservistes : Rémy Cabella, Maxime Gonalons, Alexandre Lacazette, Loïc Perrin, Stéphane Ruffier (promovido para a lista principal), Morgan Schneiderlin, Benoît Trémoulinas.

Calendário bleu pré-Copa:

19/5 – Início da concentração em Clairefontaine

27/5 – França x Noruega (Stade de France, Saint-Denis)

1/6 – França x Paraguai (Allianz Riviera, Nice)

8/6 – França x Jamaica (Pierre-Mauroy, Lille)

Partidas da seleção francesa na fase inicial do Mundial:

15 de junho, domingo, 16h: França x Honduras, no Beira-Rio (Porto Alegre)

20 de junho, sexta-feira, 16h: França x Suíça, na Fonte Nova (Salvador)

25 de junho, quarta-feira, 17h: França x Equador, no Maracanã (Rio de Janeiro)

Em 2010, para aquele FIASCO que veríamos na África do Sul, o então técnico Raymond Domenech (toc toc toc) anunciou primeiro uma lista de 30 nomes, para depois fechar os 23. Lembrando que seleção haverá, mas árbitros franceses não, o que denota a crise na arbitragem do país.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 6 de março de 2014 Seleção francesa | 14:00

França derruba invencibilidade da Holanda e ganha confiança pro Mundial

Compartilhe: Twitter

Incorpado às 18h11

Parece uma pataquada, mas foi assim, observado pelo colega de seleção Griezmann e o colega de PSG van der Wiel que Blaise Matuidi mandou ver, com estilo, seu gol em Saint-Denis ontem (AFP)

Parece uma pataquada, mas foi assim, observado pelo colega de seleção Griezmann e o colega de PSG van der Wiel que Blaise Matuidi mandou ver, com estilo, seu gol em Saint-Denis ontem (AFP)

Muito bom ganhar da atual vice-campeã mundial, que vinha com a maior série invicta entre as grandes seleções (17 partidas), como apontava a coluna do PVC no ESPN.COM.BR.

Deschamps titularizou Lloris; Debuchy, Varane, Mangala e Evra; Pogba, Matuidi, Cabaye e Valbuena; Benzema e Griezmann (com o intuito de testar o jovem atacante, a certeza Ribéry começou no banco, tendo entrado no segundo tempo). Além do atacante do Bayern de Munique, participaram também, entrando no decorrer do amistoso, Sagna, Digne, Sissoko, Remy e Giroud.

Dos três novos observados, Griezmann não foi mal, mas também não arrancou suspiros. Digne idem (ainda acho Kurzawa mais completo). Já Mangala foi muito bem, ao lado do colega de zaga Varane, e pode ter mais chances de vir pro Brasil, ainda mais se Abidal não estiver bem fisicamente.

BenzeBut“, que fez 4 dos últimos 8 gols marcados pelos Bleus, abriu o placar aos 32 minutos, confirmando o faro de gols que vem apresentando no Real Madrid. Ainda no primeiro tempo, aos 41, o volante-elemento-surpresa Matuidi ampliou num semi-voleio, dentro da área, como nem atacantes de ofício conseguiriam fazer…

Foi uma vitória merecida e convincente, com dois belos gols no Stade de France, ideal para o último teste antes da convocação para a Copa do Mundo. Em 13 de maio, Didier convocará a lista para três derradeiros amistosos (Noruega em 27 de maio no Stade de France, Paraguai em 1 de junho em Nice e Jamaica em 8 de junho em Lille) para a Copa. Mas como tem até 2 de junho para enviar à Fifa seus 23 do Mundial, essa primeira lista pode conter mais nomes, como algumas seleções já disseram que farão (o Brasil) ou fizeram na África do Sul, em 2010 (como a própria França).

Como diria Silvio Santos, aguardemmmm!

-> Veja como foi a partida lance a lance

-> Assista aos gols e melhores momentos do jogo

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014 Seleção francesa | 11:17

Convocados pra França x Holanda e vitórias do passado

Compartilhe: Twitter

Atualizado às 13h38

Didier Deschamps anunciou hoje os nomes para o amistoso do dia 5 de março (quarta que vem), contra os Países Baixos no Stade de France, em Saint-Dennis.

As novidades são as estreias do lateral-esquerdo Lucas Digne, atualmente reserva no PSG, e do atacante Antoine Griezmann, destaque do espanhol Real Sociedad (tem 15 gols na liga nacional), que já cumpriu suspensão depois de ter sido punido por indisciplina na seleção de base, à época com outros colegas. Ambos os debutantes, porém, já fizeram bonito nas categorias juvenis dos Bleus, Les Espoirs, que foram campeões mundiais sub-20 ano passado.

Abidal, Nasri, Lacazette e Thauvin não foram chamados. O primeiro está gripado, não tendo treinado com o Monaco nesta quinta, e é dúvida para o compromisso do time de depois de amanhã, contra o Saint-Etienne, pelo Campeonato Francês. O terceiro vem bem com o Lyon na Ligue 1, sendo artilheiro do time, e concordo com quem o considera mais merecedor do que o Payet de estar na lista.

Layvin Kurzawa vem fazendo ótima temporada na lateral-esquerda do Monaco, como eu disse recentemente aqui, mas acabou sendo chamado para a seleção sub 21, justamente os Espoirs, que enfrentam Belarus pelas Eliminatórias da Eurocopa 2015 da categoria no dia 4.

É a última convocação programada antes do técnico chamar seus selecionados e pré-selecionados para vir à Copa, que no caso francês terá amistosos preparatórios antes do início do Mundial. Hora dos caras abaixo mostrarem o melhor trabalho possível!

La liste des Bleus

GARDIENS : Lloris (Tottenham/ANG), Mandanda (Marseille), Ruffier (St-Etienne)

DEFENSEURS : Debuchy (Newcastle/ANG), Evra (Manchester United/ANG), Koscielny (Arsenal/ANG), Sagna (Arsenal/ANG), Sakho (Liverpool/ANG), Varane (Real/ESP), Mangala (FC Porto/POR), Digne (PSG)

MILIEUX : Matuidi (PSG), Pogba (Juventus/ITA), Sissoko (Newcastle/ANG), Grenier (Lyon), Cabaye (PSG), Mavuba (Lille), Valbuena (Marseille)

ATTAQUANTS : Benzema (Real Madrid/ESP), Giroud (Arsenal/ANG), Payet (Marseille), Ribéry (Bayern Munich/ALL), Rémy (Newcastle/ANG), Griezmann (Real Sociedad/ESP)

**

Plus
O site da FFF disponibilizou vídeos com duas vitórias bleus sobre os laranjas, que trazem curiosidades, confira:

18/11/1981 – 2 x 0 pelas Eliminatórias pra Copa de 1982, gols de Michel Platini e Didier Six no estádio Parc des Princes (a base daquele time chegaria à 4ª colocação no Mundial espanhol). A vitória foi 50% do que a seleção de Michel Hidalgo precisava para conquistar a vaga. Como os outros 50% eram vencer o Chipre em casa semanas depois, assim que acabou a partida contra os neerlandeses teve invasão de campo e festa generalizada…

26/02/19972 x 1 em amistoso, um ano antes da Copa de 1998, gols do meia Robert Pires e do atacante Patrick Loko pros Bleus, também no campo do PSG. Detalhe que nenhum dos dois goleadores da partida, assim como o então goleiro titular, Bernard Lama, compuseram o elenco campeão mundial em casa no ano seguinte…

-> Recomendo um texto de Andres Onrubia, colaborador do site Futbol desde Francia, sobre as opções (muitas, segundo ele) de Deschamps para a Copa.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014 Copa do Mundo, Extracampo, Seleção francesa | 19:22

Foto-legenda: Deschamps e Felipão em workshop da Fifa

Compartilhe: Twitter
Flagrados hoje, os técnicos de França e Brasil antes da foto oficial do workshop técnico da Fifa pra Copa de logo mais, em Florianópolis (Photo: Reuters)

Flagrados hoje, os técnicos de França e Brasil antes da foto oficial do workshop técnico da Fifa pra Copa de logo mais, em Florianópolis (Photo: Reuters)

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 21 de novembro de 2013 Seleção francesa | 11:55

Le Podcast du Foot volta especial, sobre a classificação francesa pra Copa

Compartilhe: Twitter

A edição 42 foi gravada pelos amigos Filipe Papini, na apresentação, Flavio Botelho e Eduardo Ramos de Medeiros.

Escutemos no player abaixo:

Le Podcast du Foot #42 by Eduardomtjunior on Mixcloud

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 19 de novembro de 2013 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 20:22

França mostra grandeza, reverte desvantagem e virá ao Brasil em 2014!

Compartilhe: Twitter

Atualizado em 21/11

Em questão de dias, os sentimentos de derrota e conquista trocam de lado: c'est la vie dans le foot! (Photo: Getty Images)

Em questão de dias, os sentimentos de derrota e conquista trocam de lado: c’est la vie dans le foot! (Photo: Getty Images)

Um dia inesquecível no Stade de France, que quatro anos depois viu novamente a seleção superar a repescagem e, com toques de dramaticidade, alcançar mais uma Copa do Mundo.

Desta vez, felizmente, não precisou de uma mãozinha da arbitragem, e foi a primeira seleção a reverter uma desvantagem de dois gols no jogo de ida em eliminatórias pra Copa, com os 3 a 0 em St Denis.

Ufa, a decepção de 1993 não se repetiu (o último Mundial sem os Bleus foi o de 1994), teremos atividade no evento mais importante do futebol mundial nos próximos anos! :)

Só consegui assistir ao vivo os 15 minutos finais, então segue o relato dos principais momentos da partida publicado pelo Globoesporte.com:

“Apesar da situação delicadíssima, a torcida francesa fez sua parte e lotou o Stade de France. A ocasião, no entanto, exigia algo a mais dos franceses. E eles compraram a ideia. No momento da execução da Marselhesa (hino francês), cantaram a plenos pulmões. Durante toda a partida, cantaram alto e balançaram as inúmeras bandeiras do país e, algumas, do Brasil, em alusão ao Mundial, que será disputado em 2014.

Em campo, o time correspondeu ao apoio. Com apenas três minutos de jogo, os franceses já haviam levado perigo em três oportunidades. Em uma delas, Valbuena, novidade na equipe titular para o jogo de volta, chutou da entrada da área, mas o goleiro Pyatov operou um milagre.

A França começou voando e não tirou o pé do acelerador em nenhum momento da primeira etapa. O primeiro gol demorou 20 minutos até a sair, tamanha a pressão francesa. E surpreendentemente, ele veio dos pés de um zagueiro. Ribery chutou forte da entrada da área, e Sakho completou no rebote do goleiro. Primeiro passo dado.

O gol inflamou ainda mais os franceses, e em campo a pressão continuou. Aos 29, Ribery encontrou Benzema em posição legal na área, e o atacante do Real Madrid mandou para as redes. No entanto, a arbitragem errou e anulou o lance.

Quatro minutos depois, como uma espécie de compensação, a França chegou ao segundo, desta vez, de maneira ilegal. Aos 33, Pogba chutou da entrada da área, e Valbuena desviou. A bola parou nos pés de Benzema que, em posição irregular, completou para o gol. O placar do primeiro jogo já estava igualado. Faltava o terceiro, o gol da classificação.

No segundo tempo, a França teve o trabalho facilitado com menos de um minuto de bola rolando. Khacheridi, que já havia recebido cartão amarelo, deu uma entrada duríssima em Ribery e foi expulso. O cartão vermelho inflamou a torcida no Stade de France, mas o ritmo dos franceses já não era o mesmo, após a correria no primeiro tempo.

Cansados, já não criavam tantas chances de gols. Mesmo assim, eram melhores em campo e dominavam a assustada Ucrânia. Aos 27, no entanto, o tão esperado gol aconteceu. Após rebote do goleiro Pyatov, Matuidi deixou de calcanhar para Pogba. O volante da Juventus chutou cruzado e, Gusev, pressionado por Sakho, mandou contra o próprio gol. O tão sonhado milagre tinha virado realidade. A França, tradicional carrasca da seleção brasileira em Copas do Mundo (responsável por três das últimas cinco eliminações da equipe canarinho) estará no Brasil em 2014”

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. 10
  8. 20
  9. Última