Publicidade

Arquivo da Categoria Eliminatórias da Copa

sábado, 10 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 08:01

Tarefa grande em campo pequeno

Compartilhe: Twitter

No penúltimo compromisso antes do final da fase de grupos das Eliminatórias europeias para a Copa, a França recebe as Ilhas Faroe em Guingamp, daqui a algumas horas, a partir das 16h de Brasília (com SporTV ao vivo e Placar iG lance a lance – basta descer a barra de rolagem*). Vencer é fundamental não apenas porque do outro lado está a lanterna do grupo 7, mas principalmente porque existem uma pequena chance de chegar à liderança da chave e um pequeno risco de perder o segundo lugar também – e aí, bau bau África do Sul. Vejamos a tabela, com seis pontos ainda a disputar para os seis integrantes, lembrando que o campeão estará na Copa e o vice vai disputar o mata-mata da repescagem contra um outro vice:

1º Sérvia – 19 pontos, 6 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 16 gols pró, 6 gols contra, saldo de 10
2º França – 15 pontos, 4 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 10 gols pró, 8 gols contra, saldo de 2
3º Áustria – 11 pontos, 3 vitórias, 2 empates, 3 derrotas, 11 gols pró, 11 gols contra, saldo de 0
4º Lituânia – 9 pontos, 3 vitórias, 0 empate, 5 derrotas, 7 gols pró, 8 gols contra, saldo de -1
5º Romênia – 9 pontos, 2 vitórias, 3 empates, 3 derrotas, 9 gols pró, 12 gols contra, saldo de -3
6º Ilhas Faroe – 4 pontos, 1 vitória, 1 empate, 6 derrotas, 4 gols pró, 12 gols contra, saldo de -8

A equipe provável que Raymond Domenech deve escalar para começar a partida deve ser Mandanda; Sagna, Gallas, Abidal e Evra; Lassana Diarra, Toulalan, Govou e Henry; Anelka e Gignac. Benzema inicia no banco, o que considero muita moral para o artilheiro do Toulouse. Lloris está suspenso, e Gourcuff e Ribéry foram dispensados por lesões. Completam a rodada deste grupo os jogos Áustria x Lituânia e Sérvia x Romênia.

*Entre a escalação que está na France Football e a do Placar iG (que não é montada aqui no iG, diga-se de passagem), acho que a primeira está mais próxima da certa.

Estádio à altura?
O mais curioso do confronto em Guingamp é que a cidade tem um estádio onde cabe mais gente do que a população da própria cidade… O Stade du Roudourou abriga pouco mais de 18 mil pessoas, 10 mil a mais do que vivem em Guingamp, cujo time, atualmente na segunda divisão, levou surpreendentemente a última Copa da França para casa. Alguém discorda de que ele estará lotado neste sábado?

Outras duas cidades partilham esse inusitado atributo: Lens, cujo time acabou de subir à Ligue 1 (41.200 no estádio e 37 mil de população) e Sedan, outra com representante na Ligue 2 (23 mil no estádio e 20.500 na cidade). Quem revelou a curiosidade foi a edição de agosto da revista Placar.

Domenech e seus comandados no "gigante" de Guingamp (AFP)

Domenech e seus comandados no "gigante" de Guingamp (AFP)

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 7 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Extracampo, Torneios europeus | 18:58

Velório, bastidores, alívio e susto

Compartilhe: Twitter

Ontem, em Toulouse, aconteceu uma grande cerimônia para o velório de Brice Taton, fã do TFC que morreu em decorrência da violência que sofreu de torcedores do Partizan Belgrado, na Sérvia, após jogo da Liga Europa entre as equipes. A catedral Saint-Etienne estava cheia. Parece que medidas mais rígidas vêm sendo tomadas contra torcedores que cometem barbaridades tanto na Sérvia quanto na França. Pelo menos isso.

(foto embargada pela Getty Images)

(foto embargada pela Getty Images)

Bastidores
Repórter especial do iG, Mauricio Stycer aproveitou férias na Espanha para assistir in loco a Real Madrid 3 x 0 Olympique de Marselha, pela Liga dos Campeões, no último dia 30. A visão da arquibancada do Santiago Bernabéu você pode conferir clicando aqui.

Alívio
A Fifa confirmou que as oito seleções europeias classificadas para a repescagem das Eliminatórias para a Copa serão distribuídas em chaves, de acordo com a posição no ranking da entidade. Assim, dois países bem colocados na relação não correm o risco de se enfrentar nos mata-matas. Seríssima candidata à repescagem, a França assim se livra de ter pela frente uma Alemanha, por exemplo – germânicos e russos brigam pela ponta do grupo 4; quem perder, joga a repescagem. O sorteio é dia 19 e as partidas das repescagens, em 14 e 18 de novembro.

Susto
Bafétimbi Gomis desmaiou hoje no treino da seleção em Guingamp, você viu? Leia mais e veja fotos clicando aqui. A cena impressionou…

Gomis no gramado (AFP)

Gomis no gramado (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

terça-feira, 6 de outubro de 2009 Brasileiros na França, Eliminatórias da Copa, Francês da 1ª divisão | 12:11

Novo velho líder

Compartilhe: Twitter
Ex-Atlético Paranaense, Ilan, 29 anos, ainda tem gás e faro de gol (AFP)

Ex-Atlético Paranaense, Ilan, 29 anos, ainda tem gás e faro de gol (AFP)

Tradicionalmente publicado nas noites de segunda, o post com o balanço da rodada do Francês vem ao ar nesta terça de manhã em função da publicação extraordinária da primeira entrevista deste blog, no post anterior. Demorou, mas não esqueçamos que há uma boa novidade na dianteira da tabela de classificação: o Bordeaux perdeu a invencibilidade de 22 jogos (desde a Ligue 1 2008/09) e o líder agora é o Lyon, o que não é aqueeela novidade, em se tratando do heptacampeão até a temporada retrasada. Mas é bacana, bien sûr!

A derrocada girondina veio em Saint-Etienne. Se o time da casa não vem empolgando neste campeonato, tradição não lhe falta, pois é apenas o maior campeão da história da Ligue 1… A vitória por 3 a 1 teve gols brasileiros, Ilan e Jussiê, e um golaço que deixo para falar mais e mostrar vídeo no decorrer da semana. O Lyonnais aproveitou a deixa e meteu 2 a 0 no Lens fora de casa, gabando-se agora de ser o único francês invicto em âmbito nacional e continental nesta temporada.

Mais novidade na sequência da classificação: o Montpellier foi a Grenoble, bateu o saco de pancadas homônimo por 3 a 2 e desponta em 3º lugar, à frente do Monaco (4º), que venceu o clássico do sul da França contra o Olympique (5º) e trocou de posição com os marselheses. A destacar no Vélodrome os gols da dupla Nenê-Park, recentemente laureados aqui. Agora, o brasileiro é o vice-artilheiro da competição com 5 gols, um atrás de Niang. Ele falou sobre o bom momento e porque faz muito mais gols do que quando jogava com Ricardo Gomes – leia mais aqui.

Toulouse 0 x 1 Lorient também é surpreendente, confirmando a fase ruim dos anfitriões depois da boa temporada passada e a ascensão dos visitantes, agora em 6º, imediatamente à frente de Paris Saint-Germain (7º) e Rennes (8º) – o primeiro perdeu para o Auxerre em casa e o segundo só empatou com o Nancy no Parc des Princes.

Pausa e desfalque
No próximo fim de semana não há rodada no Francês por causa das Eliminatórias europeias para a Copa 2010, nas quais, aliás, Les Bleus terão outro importante desfalque contra Faroe e Áustria: com tendinite no joelho esquerdo, Franck Ribéry deixou a concentração ontem, cortado. Gourcuff, também sem condições, nem havia se apresentado. Domenech já deve estar se acostumando com as dificuldades que vêm de tudo que é lado…

Franceses fora da França
No domingo, pelo Campeonato Inglês, Nicolas Anelka e Florent Malouda fizeram os gols da vitória do Chelsea no clássico contra o Liverpool. Na segunda, pelo Campeonato Grego, Djibril Cissé deixou dois na goleada por 4 a 0 do Panathinaikos sobre “o” Larissa (“a” Larissa é outra coisa, ou melhor, pessoa!).

Anelka, em filme que seria reprisado por...

Anelka, em filme que seria reprisado por...

...Malouda, para explosão dos Blues atrás deles (fotos AP)

...Malouda, para explosão dos Blues atrás deles (fotos AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 2 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Franceses no mundo, Seleção francesa | 18:31

Nada de água fresca

Compartilhe: Twitter

Ontem, Raymond Domenech convocou 24 (ui!) jogadores para os derradeiros confrontos contra Ilhas Faroe (10 de outubro) e Áustria (14/10), pelas Eliminatórias para a Copa de 2010. Cada vez mais perto no calendário, o Mundial ainda está a umas boas léguas da França, vice-líder do grupo 7 na Europa. A quatro pontos da líder Sérvia, dificilmente tirará essa diferença em dois jogos. Quatro pontos à frente da terceira colocada, a Áustria, os Bleus devem estar entre os oito melhores segundos colocados europeus, para ir à repescagem e disputar a vaga num mata-mata nada suave.

Yohann Gourcuff é a grande baixa desta vez, pois sofreu lesão no último jogo do Bordeaux, contra o Maccabi. Lembrando ainda que Lloris, expulso contra a Sérvia, não encara Faroe. Os escolhidos desta feita foram:

– Goleiros: Steve Mandanda (Olympique de Marselha), Hugo Lloris (Lyon), Cedric Carasso (Bordeaux), Nicolas Douchez (Rennes).

– Defensores: Eric Abidal (Barcelona-ESP), Patrice Evra (Manchester United-ING), William Gallas (Arsenal-ING), Julien Escude (Sevilla-ESP), Gael Clichy (Arsenal-ING), Rod Fanni (Rennes), Sebastien Squillaci (Sevilla-ESP), Bacary Sagna (Arsenal-ING).

– Meio-campistas: Alou Diarra (Bordeaux), Abou Diaby (Arsenal-ING), Jeremy Toulalan (Lyon), Florent Malouda (Chelsea-ING), Lassana Diarra (Real Madrid-ESP), Moussa Sissoko (Toulouse).

– Atacantes: Karim Benzema (Real Madrid-ESP), Thierry Henry (Barcelona-ESP), Franck Ribéry (Bayern Munique-ALE), Andre-Pierre Gignac (Toulouse), Nicolas Anelka (Chelsea-ING), Sidney Govou (Lyon).

Wenger e Henry: Charge gentilmente produzida por Milton Trajano!

Wenger e Henry: Charge gentilmente produzida por Milton Trajano!

Thierry Henry está na lista, mas hoje ainda não está 100%, por estar voltando novamente de lesão (uma constante para ele neste ano), o que é motivo de alerta. O maior goleador da história da França, aliás, disse ontem que, para voltar ao Arsenal, time do seu coração, toparia até servir água para os jogadores… Ficou bem o atacante do Barcelona servindo água para o técnico Arséne Wenger na charge acima? Se ele viesse para o lugar de Domenech, o craque ia correr feito um moleque até em bobinho na concentração de Clairefontaine!

Só pra encerrar o tema seleção, eu havia lamentado que não havia Petites Bleus para torcer no Mundial Sub 20 nem no Sub 17. Pois é, mas descobri um francês participando do Sub 20, como técnico. O problema é que Lionel Charbonnier, campeão do mundo em 1998 como goleiro reserva de Barthez, foi treinar justamente os jovens do Taiti… A maior ilha da Polinésia Francesa chegou a vencer os reservas do Auxerre, ex-time de Charbonnier, na preparação para o Mundial no Egito. Mas quando a bola rolou pra valer, deu até vergonha: 8 a 0 para a Espanha, 8 a 0 para a Venezuela e 5 a 0 para a Nigéria. Se o goleiro do time não desistir da carreira depois desse papel, já será uma conquista.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de setembro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 18:00

Pelo menos a repescagem: obrigação!

Compartilhe: Twitter

Cheguei mais cedo à redação do iG para acompanhar Sérvia x França ao vivo. Mais cedo, para mim, é 16h mesmo, porque às quartas eu costumeiramente faço o peculiar horário das 17 às 25 horas… Logo de cara, tive que aguentar os colegas jornalistas torcendo contra os bleus, afinal eles comungam do surpreendente fato de serem… brasileiros. Bom, vamos ao que rolou em Belgrado.

Logo aos 8 minutos, não poderia ficar pior: Lloris derruba Zigic na área, é expulso e o pênalti está marcado. Quatro minutos depois, Gignac é sacrificado e Mandanda vai para o gol, mas o placar está aberto: Milijas bateu no alto, com eficiência, 1 a 0. 

Indecisão de Gallas e Abidal + precipitação de Lloris = tudo mais difícil (AFP)

Apesar de jogar com um a menos, a França adiantou a marcação, afinal, para a Sérvia, o jogo podia acabar ali. Mas chegar à área adversária estava difícil; aos 24, Gourcuff tentou de longe, mas o chute foi mais longe ainda. Henry brigava muito, mas nada produtivo. 

Até que os franceses “acharam” um gol: Anelka abriu espaço, chutou na direção de Stojkovic mas o goleirão bateu roupa e largou nos pés de Thierry: 1 a 1 e sobrevida aos Bleus! A partida ficou equilibrada, com os visitantes, com destaque para Lass, se defendendo bem das investidas de Stankovic e companhia. O volante do Real Madrid faria a primeira boa jogada do 2º tempo, arrancando pelo meio e provocando o primeiro cartão amarelo do jogo, justamente para o meia da Inter de Milão. 

Em três minutos, dois lances de perigo: Anelka chutou bola venenosa aos 12, deixando Stojkovic irritado com sua defesa. Aos 15, Mandanda foi testado e respondeu muito bem, desviando bomba de Jovanovic que explodiu no travessão. O duelo ficava mais aberto e agradável de acompanhar, pois a Sérvia, buscando o ataque, dava espaços para Henry e Anelka. Evidentemente, os ânimos se acirraram também.

Aos 30, Domenech trocou Henry por Ribéry, afinal um gás extra era necessário no ataque francês, sempre minoria contra a defesa sérvia. Estar em desvantagem numérica aumentava o número de faltas cometidas e cartões amarelos para o lado dos Bleus. Também cansado, Gourcuff deu lugar a Alou Diarra aos 40 minutos. Com 44, Lazovic leva vermelho por reclamação, mas aí era tarde demais para a França: fim de papo, 1 a 1. 

Não veio a vitória, mas ainda restam razões para se manter a cabeça erguida (AFP)

Agora o babado é o seguinte: restam duas rodadas para todos no grupo 7 (seis pontos a disputar) e quatro pontos separam a vice França tanto da líder Sérvia quanto da terceira, a Áustria. Ou seja, ganhar as duas próximas é preciso para manter alguma chance de liderança ou, se apenas sobrar a segunda colocação, espantar a possibilidade de ser a pior segunda colocada dos nove grupos europeus. Veja os próximos jogos: 

10 de outubro 
França x Ilhas Faroe 
Áustria x Lituânia
Sérvia x Romênia

14 de outubro
 
França x Áustria
Romênia x Ilhas Faroe
Lituânia x Sérvia

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 8 de setembro de 2009 Eliminatórias da Copa, Ex-jogadores | 20:37

Nada de clima ruim

Compartilhe: Twitter

Zizou e as crianças: vale até uma imagem embargada (AP)

A coisa está para lá de feia na seleção francesa. Como se não bastasse o pééssimo empate contra a Romênia no sábado, tornou-se público um provável desentendimento entre os jogadores, na figura do capitão Thierry Henry, e o técnico Raymond Domenech. Um lado acusa falta de orientação do treinador, o outro aponta acomodação dos atletas (leia mais aqui). Mas o fato é que les Bleus têm de jogar para vencer a líder Sérvia em Belgrado amanhã, e isso não tem nada de especulativo.

Ou seja, como a quarta-feira promete fortes emoções aos franceses a partir das 16h de Brasília – o lance a lance do duelo acontecerá aqui – não vamos antecipar a tensão. Até porque o tempo aqui em São Paulo também está pééssimo… Fiquemos com uma auspiciosa notícia então: o saudoso Zinedine Zidane, que desta vez não pode salvar Domenech, deverá salvar o futuro de muitos jovens no sul da França. Zizou comandará um projeto social a partir da criação de um complexo esportivo em Milles, com o auxílio da Adidas. As obras devem ficar prontas em setembro de 2010 (leia mais).

Quem é craque de verdade não restringe seu talento às quatro linhas, e nos fornece um pouco de otimismo quando tudo parece nebuloso, seja em São Paulo ou em Paris…

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 7 de setembro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 10:50

Maus lençóis, azuis!

Compartilhe: Twitter

Uma bonita imagem do triste gol contra (AFP)

Empatar com a Romênia em casa não era o que a França queria e precisava nas Eliminatórias. Ainda mais quando o único gol que você toma vem do pé de um dos seus próprios zagueiros – pobre Escudé -, anulando, de certa forma, a importância do oportunismo de Henry (leia mais sobre o jogo CLICANDO AQUI e confira a classificação dos grupos da Europa – o francês é o 7 – CLICANDO AQUI).

Como hoje é feriado e só volto amanhã, serei rápido e rasteiro: se os Bleus não vencerem a líder Sérvia na quarta, ficam impossibilitados de se classificarem em primeiro e terão, como única alternativa, segurar a vice-liderança para buscar a vaga para a Copa no mata-mata, desde que não seja o pior dos vices das nove chaves europeias. E aí, mon ami, haaja coração…

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 5 de setembro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 06:02

Vale a vida nas Eliminatórias

Compartilhe: Twitter

Siguinte, Ribérra: se não vencer pelo menos uma das próximas duas, a turma dança (AP)

A França tem pela frente a Romênia neste sábado, às 21 horas locais, por mais uma rodada do grupo 7 das Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2010. Mas não se trata de só mais um jogo, o que para o grupo de Raymond Domenech não é novidade, já que a necessidade de somar pontos vem sendo uma constante desde o começo do ano.

O trio de arbitragem no Stade de France será croata, numa partida que interessa diretamente outra ex-república iugoslava, a Sérvia. Porque os franceses estão cinco pontos atrás dos sérvios, líderes da chave, que têm um jogo a mais. Porque se les Bleus vencerem, a diferença cai para dois pontos. Porque Sérvia x França é o jogaço de quarta-feira que vem, entre os dois maiores cotados para a liderança do grupo, que vale vaga direta na África do Sul – o segundo da chave terá que se matar em um mata-mata contra um outro segundo europeu.

Nas equipes prováveis para o prélio (como dizem os palmeirenses), é alentador saber que Adrian Mutu não joga do outro lado. A França deve alinhar com Lloris (ou Mandanda); Sagna, Gallas, Abidal (ou Escudé) e Evra; Lassana Diarra, Toulalan e Gourcuff; Anelka, Henry e Benzema (ou Gignac). A Romênia, com Coman; Maftei, Radoi, Chivu e Rat; Mara, Max Nicu, Ghioane e I. Apostol; Surdu e Marica.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 2 de setembro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 22:05

Um treino em fotos

Compartilhe: Twitter

Clairefontaine-en-Yvelines é a Granja Comary da seleção francesa. Pertinho de Paris, recebe os Bleus quando os jogadores se preparam para amistosos e torneios em casa ou nos arredores, como está acontecendo na atual preparação para o jogo contra a Romênia, no sábado, pelas Eliminatórias da Copa, em Saint-Denis.

Pelas imagens do treino de hoje, o grupo está descontraído. Robert Duverne, preparador físico da seleção, introduziu atividade com bolas de rúgbi, para trabalhar a agilidade e velocidade dos atletas. Só espero que ninguém se confunda na hora em que a bola rolar e troque os pés pelas mãos… O único momento de preocupação foi quando Lloris se chocou com Diaby e teve de deixar a sessão mais cedo. O goleiro deve ser o titular tanto contra romenos quanto contra sérvios, na semana que vem. 

Veja algumas fotos (clique nelas para ampliar):

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 28 de agosto de 2009 Eliminatórias da Copa, Ex-jogadores, Seleção francesa | 20:26

Seleção multicultural

Compartilhe: Twitter

Semana passada, o leitor Victor me perguntou quais e quantos jogadores se naturalizaram para defender a seleção francesa, e eu respondi que ia pesquisar, porque tinha uma ideia de que eram muitos. E realmente são, em consonância com os fatos de o país ter sido uma potência imperial, com várias colônias na África e Américas, e de atrair muitos imigrantes destas colônias que se transformaram em pequenas e menos desenvolvidas nações.

Se incluirmos ainda os atletas nascidos na França mas com pais estrangeiros, a lista cresce muito. São os casos de Zinedine Zidane, Karim Benzema e Samir Nasri, de origem argelina, e Hatem Ben Arfa, cuja família é tunisiana.

No elenco atual dos Bleus, composto por muitos afrofranceses, temos, entre outros, estes países-fontes: Costa do Marfim: Abou Diaby; Guadalupe: Thierry Henry e William Gallas; Guiné-Bissau: Bafétimbi Gomis; Mali: Alou e Lassana Diarra; Martinica: Nicolas Anelka; Senegal: Bacary Sagna. Há, é claro, naturalizados: Florent Malouda nasceu na Guiana Francesa, vizinha do Brasil; Patrice Evra é senegalês; Steve Mandanda, congolês, e Jean-Alain Boumsong é camaronês.

Vamos a um breve recorrido histórico dos naturalizados: o artilheiro da Copa da Suécia de 1958 (13 gols em 6 jogos!), Just Fontaine, nasceu no Marrocos. No grupo que chegou à semifinal do Mundial de 1982, estavam o zagueiro Marius Trésor, de Guadalupe (ilha da América Central), e o meio-campo Jean Tigana, vindo do Mali.

A geração do primeiro título mundial (1998) tinha o lateral-direito Lilian Thuram, outro de Guadalupe, e os volantes Patrick Vieira, de Senegal, Marcel Desailly, de Gana, e Christian Karembeu, da Nova Caledônia (colônia na Oceania). Na equipe vice-campeã do mundo em 2006, estava o volante Claude Makélélé, originário do antigo Zaire, atual República Democrática do Congo.

**FALANDO EM SELEÇÃO, Raymond Domenech convocou ontem 23 jogadores para os duríssimos confrontos contra Romênia (dia 5) e Sérvia (dia 9), pelas Eliminatórias. Vieira está fora e Ribéry dentro. Para ver os nomes, CLIQUEZ ICI.

Henry, o da coxa acariciada (ui!), participou da conquista
de hoje do Barcelona, supercampeão europeu (Reuters)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última