Publicidade

Arquivo da Categoria Eliminatórias da Copa

sexta-feira, 13 de novembro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 19:17

Tudo que cerca o pega de amanhã

Compartilhe: Twitter
Henry e Domenech, já em Dublin: é hora de deixar as diferenças de lado (AFP)

Henry e Domenech: é hora de deixar as diferenças de lado (AFP)

 

O escrete que Raymond Domenech deve levar a campo contra a Irlanda, é: Lloris; Sagna, Gallas, Abidal e Evra; Lassana Diarra, Toulalan (Alou Diarra), Gourcuff e Henry; Gignac (Govou) e Anelka. Toulalan segue bastante incerto, mas Gignac participou normalmente do último treino antes da viagem para Dublin.

Os donos da casa devem aparecer com Given; Dunne, St. Ledger, O’Shea e Kilbane; Duff, Andrews, Rowlands e McGeady; Keane e Doyle. O árbitro é o alemão Felix Brych, auxiliado por seus compatriotas Thorsten Schiffner e Mark Borsch. As apostas irlandesas estão na força física dos comandados pelo italiano Giovanni Trapatoni e nas jogadas de bola parada, o que não é nenhuma novidade. Ah, todos os titulares atuam no futebol inglês.

Como eu já tornei público ontem, a partida de ida da repescagem das Eliminatórias Europeias para a Copa começa às 18h de Brasília, ao vivo na TV5 e com transmissão em VT pelo SporTV2 às 21h30. Quem quiser (ou só puder) acompanhar pela internet, pode clicar no Placar iG.

A França tem cinco jogadores pendurados com cartões amarelos, que ficarão de fora do jogo de volta na quarta-feira, em Saint-Denis, se levarem mais uma advertência: Sagna, Abidal, Gallas, Evra e Gourcuff.

Os países já se enfrentaram em cinco Eliminatórias para Copa, com retrospecto amplamente favorável aos franceses:

Pré-Copa de 1954: Irlanda 3 x 5 França / França 1 x 0 Irlanda (FRA 1 x 0 IRL)
Pré-Copa de 1974:  Irlanda 2 x 1 França / França 1 x 1 Irlanda (FRA 1 x 1 IRL) – Domenech debutou como jogador na seleção
Pré-Copa de 1978: França 2 x o Irlanda / Irlanda 1 x 0 França (FRA 2 x 1 IRL)
Pré-Copa de 1982: França 2 x 0 Irlanda / Irlanda 3 x 2 França (FRA 3 x 1 IRL)
Pré-Copa de 2006: França 0 x 0 Irlanda / Irlanda 0 x 1 França (FRA 4 x 1 IRL) – Com gol de Henry, a seleção se garantiu no Mundial da Alemanha

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 12 de novembro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 21:02

Preocupações internas

Compartilhe: Twitter

Começa no sábado a decisão para a França enfim garantir sua vaga na próxima Copa – ou repetir um desastre que não se vê desde 1993, quando falhou na classificação para o Mundial do ano seguinte. A partida de ida da repescagem das Eliminatórias Europeias contra a Irlanda, em Dublin, começa às 18h de Brasília, ao vivo na TV5 e com transmissão em VT pelo SporTV2 às 21h30. Quem quiser (ou só puder) acompanhar pela internet, pode clicar no Placar iG.

Além de se preocupar com os irlandeses, Raymond Domenech torce para que as lesões façam o mínimo estrago possível sobre seus comandados. Primeiro, Franck Ribéry e Gael Clichy nem tiveram condições de serem convocados. Depois, já com o grupo reunido, apareceram outros problemas: Abou Diaby (panturrilha) e Jérémy Toulalan (adutores) não chegaram em perfeitas condições. E no treino de hoje, André-Pierre Gignac levou uma pancada na tíbia direita, tendo de deixar a atividade mais cedo. Outro que não se movimentou com o grupo foi Lassana Diarra, mas apenas porque foi a campo na terça-feira pelo Real Madrid na Copa do Rei e mereceu descanso.

Artilheiro do último Francês e da campanha gaulesa nas Eliminatórias ao lado de Henry, Gignac deve estar na cabeça de Domenech para compor o time titular. Se não puder começar a partida no Croke Park, o atacante do Toulouse deve ser substituído por Sidney Govou, do Lyon, que formaria o meio-campo ofensivo (os populares meias) com Yohann Gorcuff e Thierry Henry, para se aproximar do atacante único Nicolas Anelka

Caso Toulalan não tenha condições de jogo, Alou Diarra pode formar uma dupla de xarás com Lassana entre os meio-campistas defensivos (os populares volantes). Sei que há leitores meus que prefeririam Karim Benzema no lugar de Anelka, mas le professeur é quem escala, e o atacante do Chelsea, veterano, experiente em ligas inglesas e troncudo, não é má ideia contra os fortes irlandeses.

Antes dos problemas da concentração, Les Bleus relaxaram vendo tênis (AFP)

Antes dos problemas da concentração, Les Bleus relaxaram vendo tênis (AFP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

sábado, 7 de novembro de 2009 Eliminatórias da Copa, Francês da 1ª divisão, Seleção francesa | 08:06

Les Bleus + Ligue 1, 13ª journée

Compartilhe: Twitter

Ia falar sobre a convocação da seleção francesa para a repescagem das Eliminatórias ontem, mas acabei “seduzido” pelo ensaio fotográfico PSG + Moulin Rouge (se não viu, está no post anterior). Então ficou pra hoje, junto com a relação dos jogos da 13ª rodada do Francês.

De Raymond Domenech, nada de grandes novidades para os duelos contra a Irlanda. O lateral-esquerdo Cissokho, do Lyon, foi chamado pela primeira vez. O veteraníssimo Patrick Vieira, da Inter de Milão, até gostaria, mas não foi convocado e alfinetou o treinador, dizendo que melhor do que ele, na “volância”, outro francês não há. Discordo, pois Diaby, Toulalan e Lassana vêm jogando com mais frequência e qualidade do que o hoje reserva da tetracampeã italiana, em que pesem seus 107 jogos pelos Bleus.

Aliás, essa é uma crítica que se faz ao elenco atual: a falta de líderes. Se bem que, mesmo sem Vieira, acho que Henry desempenha esse papel. Domenech não pôde chamar Clichy e Ribéry, lesionados, mas bem que podia dar outra chance a Nasri. Confira os convocados da França, que joga a ida em 14 de novembro, no estádio Croke Park, em Dublin, e a volta quatro dias depois, no Stade de France, em Saint-Denis, arredores de Paris:

Goleiros: Hugo Lloris (Lyon), Steve Mandanda (Olympique de Marselha), Cédric Carrasso (Bordeaux)

Defensores: Eric Abidal (Barcelona-ESP), Aly Cissokho (Lyon), Patrice Evra (Manchester United-ING), Julien Escudé (Sevilla-ESP), Rod Fanni (Rennes), William Gallas (Arsenal-ING), Bacary Sagna (Arsenal-ING), Sebastien Squillaci (Sevilla-ESP);

Meio-campistas: Abou Diaby (Arsenal-ING), Alou Diarra (Bordeaux), Lassana Diarra (Real Madrid-ESP), Yoann Gourcuff (Bordeaux), Moussa Sissoko (Toulouse), Jeremy Toulalan (Lyon) e Florent Malouda (Chelsea-ING);

Atacantes: Nicolas Anelka (Chelsea-ING), Karim Benzema (Real Madrid-ESP), Andre-Pierre Gignac (Toulouse), Sidney Govou (Lyon), Thierry Henry (Barcelona-ESP) e Loic Rémy (Nice).

Le professeur exibe a camisa francesa para os mata-matas (AFP)

Le professeur exibe a camisa francesa para os mata-matas (AFP)

 
**CAMPEONATO FRANCÊS**

Sábado, 7/11
16h – Monaco (3º) x Grenoble (20º) – Nenê não joga
           Valenciennes (6º) x Montpellier (4º) 
           Le Mans (19º) x Auxerre (5º) 
           Lorient (8º) x Boulogne (17º) 
           Nancy (9º) x Saint-Etienne (16º) 
           Paris-SG (10º) x Nice (14º)  
18h – Sochaux (13º) x Lens (18º) 

Domingo, 8/11 
14h – Lille (15º) x Bordeaux (1º) 
           Toulouse (12º) x Rennes (11º) 
18h – Lyon (2º) x Marseille (7º)

>> Placar iG: Siga jogos, veja artilheiros da rodada e confira resultados AQUI

>> Tabela de classificação: clique AQUI

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 30 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa | 16:40

Dissecando a Inglaterra B

Compartilhe: Twitter

Ainda torcendo pela recuperação plena de Thierry Henry no Barcelona – o atacante foi liberado para voltar aos treinos hoje -, a França já sabe que não poderá contar com um reforço de peso para o ataque nos duelos pela repescagem das Eliminatórias europeias: Franck Ribéry sofreu inflamação em um tendão próximo ao joelho esquerdo e só deve voltar ao Bayern de Munique no final de novembro. No gol, se optar por manter Hugo Lloris e deixar Steve Mandanda no banco, Raymond Domenech deve irritar o Olympique de Marselha, que conta com seu arqueiro titular no clássico contra o Paris Saint-Germain – a partida, adiada da 10ª rodada por conta da gripe suína no PSG, ocorrerá no dia 20, dois dias após a decisiva volta de França x Irlanda.

O principal assunto deste texto será o selecionado irlandês, última pedra no caminho francês para a Copa do Mundo de 2010. Já falei da campanha dele nas Eliminatórias, vice-líder do grupo da Itália. Agora vamos aos jogadores que formam a base da equipe. Domenech classificou o time como uma espécie de “Inglaterra B”, referindo-se ao fato de a maioria dos jogadores da equipe adversária atuar no futebol inglês. Na visão do treinador dos Bleus, isso é uma vantagem, pois muitos dos seus atletas conhecem os rivais por jogarem frequentemente com ou contra eles.

Para se ter uma ideia, nos últimos dois jogos do qualificatório, contra Itália e Montenegro, apenas dois convocados pelo técnico italiano Giovanni Trapattoni (à frente da Azurra no Mundial de 2002) não eram de clubes ingleses, e sim escoceses: os meias Aiden McGeady, do Celtic, e Liam Miller, do Hibernian. Com um treinador experiente e jogadores acostumados a um campeonato de alto nível como a Premier League, não é descabido esperar dureza para os gauleses a partir do dia 14.

Veja idade, tempo de seleção e onde atuam os principais integrantes da campanha irlandesa nas Eliminatórias, bastante rodados e à moda inglesa: 

Shay Given (goleiro) – 32 anos, na seleção desde 1996, atua no Manchester City (ING)
Richard Dunne (zagueiro) – 30 anos, na seleção desde 2000, atua no Aston Villa (ING)

Sean St Ledger (zagueiro) – 24 anos, na seleção desde 2007, atua no Middlesbrough (ING)
John O’Shea (zagueiro, lateral e volante) – 28 anos, na seleção desde 2001, atua no Manchester United (ING)
Kevin Kilbane (meia) – 32 anos, na seleção desde 1997, atua no Hull City (ING)
Glenn Whelan (meia) – 25 anos, na seleção desde 2007, atua no Stoke City (ING)
Stephen Hunt (lateral-esquerdo e meia) – 28 anos, na seleção desde 2007, atua no Hull City (ING)
Damien Duff (meia) – 30 anos, na seleção desde 1998, atua no Fulham (ING)
Keith Andrews (meia) – 29 anos, na seleção desde 2008, atua no Blackburn (ING)
Leon Best (atacante) – 23 anos, na seleção desde maio, atua no Coventry City (ING – 2ª divisão)

Kevin Doyle (atacante) – 26 anos, na seleção desde 2005, atua no Wolverhampton (ING)
Robbie Keane (atacante) – 29 anos, na seleção desde 1998, atua no Tottenham (ING)

Autor: Tags: , , , , , , ,

segunda-feira, 19 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 23:09

Escala na Irlanda

Compartilhe: Twitter

Calma, não vou esquecer de falar da rodada do Francês, a nona, deste fim de semana recém-passado. Mas hoje temos dois concorrentes de peso para a Ligue 1: a definição do rival francês na repescagem das Eliminatórias e a menção ao impactante duelo entre Lyon e Liverpool, amanhã, pela Liga dos Campeões.

Primeiro, Eliminatórias europeias
Entre Ucrânia, Bósnia, Eslovênia e Irlanda, a seleção francesa vai ter que enfrentar a última para poder viajar para a África do Sul na condição de país participante da Copa do Mundo de 2010. O sorteio aconteceu hoje, pela Fifa, e nos diz que a parada vai ser dura – provavelmente um jogo de muita paciência, porque os irlandeses ficaram em segundo lugar no grupo 8 (que tinha também Itália, Bulgária, Chipre, Montenegro e Geórgia) graças sobretudo a uma sólida defesa.

Em dez partidas, a Irlanda venceu quatro, empatou seis e não perdeu nenhuma – nem mesmo as duas disputadas contra os atuais campeões do mundo, que sofreram para empatar em Dublin -, tendo marcado 11 gols e sofrido sete. Com um futebol que tradicionalmente não encanta nem destoa dos demais, mas acaba sendo eficiente, deixou os cotados búlgaros e ascendentes cipriotas para trás e se garantiu como vice-líder da chave. Ou seja, promessa de endurecimento para os Bleus, que jogam a ida fora de casa, dia 14, e a volta na França, quatro dias depois (sinceramente, não vejo vantagem em decidir a parada em casa; se você vai mal na ida, a pressão depois diante de sua torcida é absurda…). Se tabu serve de consolo, os rivais não marcam gols nos franceses há quatro jogos.


Segundo, Ligue 1

Desta vez com menos espaço, mas sem destacar a grata surpresa chamada Montpellier, agora co-líder ao lado do Lyon com 20 pontos em nove partidas. Para que isso acontecesse, é claro que o OL teve de tropeçar, e foi um senhor tropeço, contra o então frágil Sochaux, na época o 14º, em pleno Gerland, por 2 a 0. E também, obviamente, que o MHSC teve de vencer, e nesse caso fez a lição de casa apropriadamente ao derrotar o Saint-Etienne, por 2 a 1.

Na cola dos ponteiros, despontam na tabela Bordeaux (19 pontos), Monaco (18), Olympique (17) e Lorient (17). Destes quatro, os Girondinos foram a Auxerre e se deram mal (1 a 0), permitindo a aproximação dos outros três, que venceram seus compromissos. Em alto relevo, eis a subida de Nenê, autor dos dois gols monegascos contra o Lens, ao topo isolado da artilharia, com sete gols em nove jogos, o que dá uma excelente média de 0,78. Brandão foi outro brazuca que marcou, na vitória do OM em Nancy, e agora soma três na tabela de goleadores. 

A nota triste é o Paris Saint-Germain, onde nada vai bem: derrota para o Toulouse, desempenho fraquíssimo nas últimas partidas – apenas três pontos conquistados dos 15 últimos disputados – e sem poder contar com a referência ofensiva Guillaume Hoarau, com ruptura ligamentar no joelho, pelo resto do ano. Rapaz…

Terceiro, Champions League
Finalmente, a Liga dos Campeões da Europa. É bom que o Lyon se esqueça logo do Sochaux porque nesta terça vai encarar simplesmete o Liverpool em Anfield Road e, o que acho que é pior, com o time inglês pressionado pelos últimos resultados decepcionantes. O pega vai ter acompanhamento em tempo real pelo Placar iG e transmissão ao vivo pela ESPN Brasil a partir das 16h30 de Brasília.

Na quarta, teremos Bordeaux x Bayern de Munique e Zurique x Olympique de Marselha. Considerando que na quinta ainda tem Liga Europa, com Lille e Toulouse, a semana promete!

Nenê (futuro Rei de Mônaco??) converte pênalti contra o Lens (AP)

Nenê (futuro Rei de Mônaco??) converte pênalti contra o Lens (AP)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 16 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 20:34

Ghana en France

Compartilhe: Twitter

Hoje, sexta-feira, Gana derrotou o Brasil na decisão da Copa do Mundo Sub 20, no Egito, após a sempre dramática decisão por pênaltis. Entre os campeões, dois atuam no futebol francês. O mais famoso deles é o atacante André Ayew. Não pelo desempenho em Olympique de Marselha, Lorient e Arles-Avignon, onde joga atualmente, na segunda divisão. Mas porque ele é filho de Abedi Pelé, um dos maiores jogadores da história do futebol africano, com uma Liga dos Campeões da Europa no currículo, pelo Olympique em 1993. 

Abeiku Quansah é atacante do Nice. Ele chegou ao clube em dezembro de 2007, mas só pôde assinar contrato como profissional um ano depois, no final de 2008, firmando compromisso até 2011. Das nove partidas do OGCN na atual Ligue 1, ele participou de duas e ainda não balançou as redes. O time da tia Nice, apenas o 18º na tabela do Francês, também conta com o meio-campista Enoch Adu, que disputou o Campeonato Africano Sub 20, mas não o Mundial.

O cApitão Ayew no meio dos brasileiros no Cairo (AP)

O capitão Ayew no meio dos brasileiros no Cairo (AP)

Quansah numa reação mais do que natural para um campeão (AP)

Quansah numa reação mais do que natural para um campeão (AP)

O que já se imaginava
Também hoje, a Fifa divulgou seu mais recente ranking de seleções, e a partir daí determinou os quatro cabeças-de-chave para a repescagem europeia visando a Copa de 2010. Como se esperava, França (9ª), Portugal (10º), Rússia (12ª) e Grécia (16ª) não correrão o risco de se enfrentar, mas terão um destes adversários nos mata-matas: Ucrânia (22ª), República da Irlanda (34ª), Bósnia-Herzegovina (42ª) e Eslovênia (49ª).

Relembrando que o sorteio para definição dos quatro confrontos no sistema de ida e volta acontece na segunda. Que as bolinhas não sejam maldosas com os Bleus…

Amanhã, no começo da tarde, publico aqui os jogos previstos para a nona rodada da Ligue 1. Au revoir et bon weekend!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 15 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 18:07

Ai ai ai, Henry!

Compartilhe: Twitter

 

Thierry, o homem de confiança de Domenech (AP)

Thierry, o homem de confiança de Domenech (AP)

Desta vez foi uma lesão muscular na coxa, que tira Thierry Henry de ação pelos gramados. Diagnosticada em exame nesta quinta-feira, um dia depois de França 3 x 1 Áustria, ela obrigará o atacante a ser desfalque por dez dias no Barcelona.

Já disse aqui que me preocupam as seguidas contusões nos últimos meses do principal jogador da seleção francesa na atualidade. Estamos nos aproximando da Copa do Mundo, e antes mesmo de falar em Mundial a França precisa carimbar seu passaporte, nos duelos que terá pela repescagem daqui a cerca de um mês, nos dias 14 e 18 de novembro – falando nisso, a Fifa anunciará amanhã, sexta-feira, os países que serão cabeças-de-chave no sorteio da repescagem europeia, marcado para segunda que vem.

Tudo bem que, nos últimos jogos dos Bleus, os atacantes testados por Raymond Domenech vêm dando conta do recado, como os jovens Karim Benzema e André-Pierre Gignac e o veterano Nicolas Anelka. Mas nenhuma seleção deixaria de sentir a falta do seu maior goleador de sempre e atualmente capitão, com três Copas do Mundo nas costas, sendo finalista em duas dela e campeão em uma.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 14 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 18:06

Bom para a estima ofensiva

Compartilhe: Twitter

Já garantida na repescagem, a França encerrou sua participação nas Eliminatórias europeias com vitória, 3 a 1 sobre a Áustria no Stade de France. De fato, Raymond Domenech fez alguns testes, e Karim Benzema, reserva contra as Ilhas Faroe, aproveitou bem, deixando o seu. Thierry Henry converteu pênalti e cravou seu 51º gol com a camisa da seleção, consolidando-se como maior goleador da história dos Bleus. Por fim, André-Pierre Gignac manteve o embalo e também marcou.

Hoje, a França começou a partida em Saint-Denis com Lloris; Fanni, Squillaci, Escudé e Clichy; Sissoko, Alou Diarra, Govou e Malouda; Henry e Benzema. No segundo tempo, os atacantes foram trocados por Gignac e Gomis. Só pra efeito de comparação, os 11 que começaram o jogo contra Ilhas Faroe foram: Mandanda; Sagna, Gallas, Abidal e Evra; Lassana Diarra, Toulalan, Govou e Henry; Anelka e Gignac.

Como a Sérvia, assegurada na África do Sul-2010, perdeu para a Lituânia por 2 a 1, a distância final entre franceses e sérvios na tabela do grupo 7 ficou em apenas um ponto, se é que isso também ajuda na estima. Ah, a melhor imagem da partida é essa aí da agência Reuters, provando que ainda há franceses patriotas, idiotas e péssimos na segurança de um grande evento…

Avisa o Alain Prost que esse esporte é outro...

Avisa o Alain Prost que esse esporte é outro...

O que falta para a Copa?
Além da França, disputam as quatro vagas da repescagem Rússia, Portugal, Grécia, Ucrânia, Irlanda, Eslovênia e Bósnia-Herzegovina. Os oito países serão divididos em dois grupos de quatro, na próxima segunda-feira, conforme ranking a ser estabelecido pela Uefa, com base na Fifa. Ou seja, Les Bleus, como devem fazer parte do grupo dos quatro melhores junto com Rússia, Portugal e Grécia, não devem enfrentar esses países no mata-mata que valerá a esperada vaga no Mundial. Para mim, seria mais fácil enfrentar, nessa ordem: Eslovênia, Bósnia, Irlanda e Ucrânia.

Se quiser saber mais sobre o jogo, leia o relato publicado no iG Esporte clicando aqui. Mas se quiser comentar a respeito, faça-o aqui embaixo, porque neste blog ele vale muito mais!

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 13 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 19:51

Hoje e amanhã

Compartilhe: Twitter
 

 

Hoje, Yann M'Vila disputa bola com belga (AFP)

Hoje, Yann M'Vila disputa bola com belga (AFP)

 

Hoje, os jogadores da seleção francesa Sub 21 – que devem conquistar espaço no futebol profissional num amanhã próximo – empataram com a Bélgica pelas eliminatórias da Eurocopa 2011, em duelo de líderes do grupo 8. A partida teve duas expulsões, mas nenhum gol. Mesmo jogando em Mouscron, solo belga, Les Bleuets foram melhores em campo.

Amanhã, é a vez dos atletas que fazem parte dos Bleus hoje, na derradeira partida pelas Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo do ano que vem, que se avizinha. A partir das 16h de Brasília (21h na França), os comandados por Raymond Domenech, classificados para a repescagem, recebem a Áustria, terceira colocada e sem chances de ir à Àfrica do Sul como participante do Mundial, no glorioso Stade de France.

Deve existir um resto de sentimento vingativo, afinal a única derrota francesa no torneio foi pelo placar de 3 a 1 em Viena, lá na primeira rodada, em setembro passado. Mas creio que o técnico deveria virar esta página desbotada e aproveitar a chance de apenas cumprir tabela para testar alterações e novidades na equipe. Só que isso não veremos hoje, só amanhã!

 

Amanhã, prováveis equipes no Saint-Denis, segundo AFP

Amanhã, prováveis equipes no Saint-Denis, segundo AFP

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 10 de outubro de 2009 Eliminatórias da Copa, Seleção francesa | 19:22

Dia de passeios

Compartilhe: Twitter
Domenech e Henry passearam antes do jogo em Perros Guirec (AP)

Domenech e Henry passearam antes do jogo em Perros Guirec (AP)

E Gignac passeou com a bola rolando. Será que Benzema aplaudiu? (Reuters)

E Gignac, com a aprovação do chefe, passeou com a bola rolando. Será que Benzema aplaudiu? (Reuters)

A França começou o duelo contra Ilhas Faroe empolgada, com a torcida empurrando, o que não é nada difícil no acanhado Stade du Roudourou. Chegar à beira da área de Faroe era fácil, mas daí para frente a marcação não permitia chances perigosas de gol. Porém, aos 23 minutos, Govou bateu da risca da grande área, o goleiro ficou olhando e bola rebateu na “forquilha”, ângulo formado pela trave e pelo travessão: quaase! A torcida visitante, pintada e com flâmulas, tentou fazer barulho no 1º tempo em Guingamp, mas depois não teria motivos para comemorar.

Os visitantes mostravam resistência, e chegaram ao ataque por volta dos 30 minutos. Mesmo eliminada, a seleção do arquipélago levava a parada a sério, com muito afinco, o que começou a deixar os franceses irritados à medida que o tempo passava. Com 32, Henry recebeu lançamento, entrou na área na frente do goleiro mas tocou um pouco forte demais, com a bola caindo na rede pelo lado de fora. Mas um minuto depois, alívio no norte da França: boa trama de passes entre Henry, Anelka e Gignac, que recebeu no meio da área, girou, finalizou e contou com desvio na zaga para atrapalhar o arqueiro – 1 a 0.

Ficaria tudo mais fácil ainda aos 38, quando o artilheiro do último Campeonato Francês mostrou que estava inspirado: dividiu bola alta na intermediária, ganhou na sorte, veio trazendo para a área, e mesmo seguido por uns quatro adversários conseguiu bater cruzado, com precisão! André-Pierre Gignac 2 x 0 Ilhas Faroe.

Nenhum dos dois treinadores fez substituições no intervalo. Logo aos 7 minutos, floresceu a goleada quando Henry cruzou no segundo pau e Gallas ampliou de cabeça, fazendo 3 a 0. Dez minutos depois, Domenech promoveu duas alterações, com a estreia de Sissoko, no lugar de Toulalan, e a vinda de Malouda, substituindo Govou. Por fim, Benzema seria o último reserva a vir para campo, aos 28, no lugar do aplaudido Gignac – que, contando a partida de ida, em Torshavn, marcou três gols contra os “faroenses”.

A anunciada goleada se concretizaria no finzinho, com Anelka e Benzema deixando suas marcas – o primeiro só empurrando rebote do goleiro, e o segundo concluindo bela jogada no cantinho. Numa noite em que o pobre guarda-metas Mikkelsen se acostumou a buscar a bola dentro do gol, Domenech viu seus atacantes mostrarem um bom serviço nestes 5 a 0 em Guingamp.

Como a Sérvia não deu qualquer chance para a Romênia e também meteu 5 a 0, os sérvios estão na Copa e os franceses vão para a repescagem mesmo, pois, com a goleada de hoje, frustraram qualquer esperança da Áustria, que bateu a Lituânia por 2 a 1. Veja como está a classificação do grupo 7 e qual a rodada que resta, só pra cumprir tabela, na próxima quarta-feira:

1º Sérvia – 22 pontos, 7 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 21 gols pró, 6 gols contra, saldo de 15
2º França – 18 pontos, 5 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 15 gols pró, 8 gols contra, saldo de 7
3º Áustria – 14 pontos, 4 vitórias, 2 empates, 3 derrotas, 13 gols pró, 12 gols contra, saldo de 1
4º Lituânia – 9 pontos, 3 vitórias, 0 empate, 6 derrotas, 8 gols pró, 10 gols contra, saldo de -2
5º Romênia – 9 pontos, 2 vitórias, 3 empates, 4 derrotas, 9 gols pró, 17 gols contra, saldo de -8
6º Ilhas Faroe – 4 pontos, 1 vitória, 1 empate, 7 derrotas, 4 gols pró, 17 gols contra, saldo de -13

14 de outubro (quarta-feira)
França x Áustria
Romênia x Ilhas Faroe
Lituânia x Sérvia

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última